Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Comi minha Tia

Categoria: Heterossexual
Data: 09/04/2009 16:09:31
Nota 7.67
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

MINHA TIA GOSTOSA

O que vou relatar aconteceu comigo há mais ou menos cinco anos, quando tinha entre 14 e 15 anos. Tenho uma tia, irmã de minha mãe, morena, das coxas grossas e muito bonita de rosto. Na época ela tinha coisa de uns 38 anos, embora aparentasse bem menos. Tinha corpinho de menininha novinha. Ela sabia que era bonita, que era desejada e por isso mesmo esbanjava sensualidade. Eu, muito novo, nunca tinha comido mulher nenhuma, embora o tesão andava a flor da pele. Quase que diariamente batia uma punhetinha pensando na minha tia gostosa. Viajava naqueles pensamentos mais sacanas, mais safados. Sempre nas férias ou nos feriados prolongados a gente ia pra casa dela, curtir uma piscina. Nessas oportunidades eu quase me acabava na punheta, pois era quando eu tinha o prazer de ver minha tia tesuda de biquíni e assim alimentar aqueles desejos mais tarados, mais proibidos com a irmã da minha mãe. Sabia que era quase um pecado pensar aquilo tudo, mas o tesão era demais. Às vezes me passava pela cabeça que ela me sacaneava, pois praticamente ignorava minha presença e ficava andando dentro da sua casa apenas de calcinha e blusinha, outras vezes não se importava de se sentar na minha frente de mini-saia mostrando-me as coxonas saradas e, não rara as vezes, a calcinha também. Eu me deleitava com aquilo tudo. Que tesão era aquela mulher. Eu sentia tanto tesão nessa minha tia que gostava de mostrar fotos dela pros meus amigos, principalmente aquelas em que ela aparecia de biquíni, pra que eles vissem o quanto ela era gostosa. Alguns, mais velhos, enchiam a bola da minha tia. Eu, aproveitando que ela nem ligava pra minha presença, me esbaldava com as visões privilegiadas que ela me permitia.

Certa vez, na piscina, ela me pediu pra passar óleo nas costas dela e também nas coxas. Eu, meio tímido, esparramei aquele óleo nas costas dela e depois, trêmulo, comecei a alisar aquelas coxas gostosas. Parecia um sonho, eu, ali, alisando aquelas coxonas que várias vezes foi objeto da minha punheta. Pra meu espanto, minha tia pegou minha mão trêmula e levou até sua bunda, como se dissesse: passa aqui também. Fui ao delírio, e não pude conter a excitação. Meu pau levantou na hora e como eu tava de sunga, ficou fácil perceber que ele tava duro. A partir desse dia percebi que minha tia não era tão pura quanto eu imaginava ser. Ela, percebendo que meu pau tava duro, virou-se de barriguinha pra cima e com aquela cara de safada falou: “ô coisinha linda da titia, já q vc ta com a mão na massa, passa aqui também”, e pegou minha mão e levou até sua barriga, bem no limite do biquíni. Quase delirei... estava ali a milímetros dos pelinhos da minha tia. Como se não bastasse ela pediu que eu passasse também nas pernas, nas coxas, na virilha. Meu pau tinha virado ferro, tava quase arrebentando a sunga e eu sabia que não era possível ela não está vendo, fato que me deixava mais tarado ainda. Em dado momento, como estávamos só nós dois na área da piscina, eu me levantei e fiquei bem em frente dela pra que ela tivesse certeza que eu tava de pau duro pra ela. Pra minha surpresa, minha tia olhou fixamente pro meu pau a ponto de me deixar sem graça, embora não tenha dito nenhuma palavra. Pedi licença pra ela e disse que precisava ir ao banheiro. Fui correndo pro banheiro da área de serviço e mentalizando a bunda da minha tia descasquei uma punheta rapidinho. Espantei-me com a quantidade de porra que saiu esse dia. Quando voltei minha tia tinha acabado de tomar uma ducha e tava indo tomar banho. Com um sorrisinho sacana, ela passou por mim e perguntou: aliviou, bonitinho da titia? Passou a mão no meu rosto e foi entrando pra casa.

A noite o pessoal foi pro shoping e eu preferi ficar em casa, assim como minha tia que disse estar cansada. Fiquei vendo filme, enquanto minha tia fazia algo na cozinha. Depois, segurando uma latinha de cerveja e um pratinho de tira-gostos, minha tia sentou-se no sofá da sala e eu permaneci sentando no tapete, ao lado dela. Ofereceu-me uns petiscos, disse que tinha refrigerante na geladeira e daí começamos a conversar coisas da escola, notas, essas coisas. Em dado momento ela perguntou pelas “menininhas”, se já tinha dado uns beijinhos, como tinha sido. Daí a coisa foi evoluindo, a conversa foi tomando o rumo do sexo, até que ela, assim na bucha, perguntou: - mas transar ainda não transou não, né? Fiquei meio envergonhado, mas não disse nem que sim nem que não, apenas sorri... Ela, acho que querendo aprontar mesmo, continuou me cutucando: - A titia viu como vc ficou hoje na piscina. Ficou excitadinho de passar óleo na titia? Ela vendo meu desconforto, me acalmou: - pode falar, sem problemas, isso fica entre a gente. Aquilo me deixou tarado e me despertou uma coragem que nunca tinha tido. Embalado pelo tesão acumulado de anos, acabei confidenciando pra ela: - Tia, sei que é proibido, mas eu sinto tesão demais na senhora, acho a senhora linda demais, gostosa demais e quando a senhora me mandou passar óleo nas suas coxas, na sua bunda, eu não resisti. - E o que vc foi fazer no banheiro aquela hora, posso saber? me perguntou com aquele jeito safado que tava me deixando sem saber mais nada. Vendo minha vergonha aflorada, ela mesma se arriscou: - Foi bater uma punhetinha pra titia, foi? Nessa hora eu quase gozei na calça. - Pode falar, conta pra titia, conta? Eu tava com uma almofada sobre o colo. Meu pau tava latejando de taõ duro. Fiquei meio que sem ação mesmo. Ainda tava duvidando que minha tia tava me falando aquelas coisas. Ato contínuo, ela, sem cerimônias, pegou a almofada que cobria meu colo e disse: - Deixa eu ver como taí embaixo!! Tirou a almofada e ficou olhando meu pinto pulsando por sob a bermuda de nylon. - Tá taradinho na titia, tá meu sobrinho? - Tá dando pra ver? Perguntei meio trêmulo. - Mostra pra titia esse pauzinho duro, mostra! Mostra o tamanho do tesão que vc sente por sua tia! Como me encorajando, ela tratou de me acalmar: - Pode mostrar, isso fica entre nós, ninguém nunca vai saber disso, será nosso segredo. Sem pensar mais nada, desci minha bermuda e deixei pular pra fora meu pauzinho reto, duro feito pedra, que na época devia medir uns 13cm com pouco pelo e ainda ralos. Minha tita começou a suspirar, e fazendo cara de safada mesmo, de putinha tarada por uma rola, me pediu pra ensaiar uma punheta, assim como eu tinha feito no banheiro. falei: - Tia, devo confessar pra senhora que já bati mais de mil punhetas pensando nessas suas coxonas gostosas, imaginando como seria sua buceta, seus pelinhos. Nessa hora ela suspirou mais forte: - Ah safadinho, doidinho pra comer a titia, né? Comecei a punhetar minha pica ali na frente da minha tia que assistia com cara de tesão. Não demorou e ela me puxou pro seu lado e meteu a mão na minha pica, iniciando um vai-e-vem delicioso. Alisou meu saco, passeou suas mãos na minha virilha, me punhetava olhando na minha cara de menino. Percebendo minha falta de ação, ela segurou minha mão e colocou sobre a buceta dela, como quem pedisse: - pega na xana da sua tia, pega meu taradinho! Comecei a passar a mão na sua xoxota e ela suspirava, fui aumentando a pressão sobre sua buceta e cada vez mais ela gemia. Notei que ela tava só com o shortinho de lycra, tava sem calcinha, o que me permitia sentir sua xaninha por inteiro. Não demorou e ela se abaixou e abocanhou meu pau. Fui ao delírio. Não dava pra acreditar que minha tia gostosa tava ali mamando meu pinto, mamando o pinto do seu sobrinho. Ela lambia meu cacete de baixo pra cima e de cima pra baixo, enfiava ele todinho na boca, mamava meu saco de menino, quase sem pelo. De vez em quando me fazia perguntas: - tá gostoso, tá safadinho!! É bom ser mamado pela titia puta, fala pra titia se tá gostoso! Eu tava delirando, gemia, tremia, meu coração tava a mil e meu pau pulsava como se tivesse vida própria. Daí ela se reergueu, tirou os peitinhos pra fora e me mandou chupá-los: - mama, safado, mama sua tia putona, mama nos peitinhos da sua titia tarada, engole seu safadinho, eu sei que vc queria mamar na titia!! Mama que a titia vai te fazer homem, vai te fazer o macho da titia, vai te ensinar como comer uma mulher, mama meu sem vergonha.. Eu engolia aqueles peitinhos tesudos com uma gana sem precedentes, mamava feito um bezerro faminto, lambia, chupava. E ela continuava segurando meu pinto, acariciando meu saco. As vezes alisava meus cabelos, minhas costas. Daí ela tirou seu short e eu pude ver, pela primeira vez, aquela buceta mais certinha, aquela buceta mais bonita, dos pelinhos aparadinhos, bem demarcada pelo biquini. Minha tia pelada era a coisa mais tesuda que eu já tinha visto na minha vida. Fiquei maravilhado com a visão daquela mulher gostosa. Nisso ela sentou-se novamente no sofá, apoiou os dois pés no sofá, deixando aquela buceta maravilhosa totalmente arreganhada pra mim e mandou que eu chupasse aquela fonte de prazer: - Vem, meu taradinho, vem chupar a buceta da sua tia, vem sentir o cheiro da sua tia safada, lambe essa buceta meu sobrinho safado! Cai de boca naquela xuranha deliciosa, cheirosa. Nos meus devaneios já tinha sonhado em lamber aquela xana, mas não imaginava que era tão gostosa, tão cheirosa daquele jeito. Depois de me lambuzar naquela buceta melada, minha tia se colocou de quatro naquele sofá e com a bunda arreganhada pra mim, mandou que eu lambesse seu cuzinho. Não me fiz de rogado e meti a língua no rabo da minha tia, lambuzei aquele cu delicioso com a minha saliva, fiz rodopios com a língua. Minha tia gemia de prazer. Ela, não aguentando mais começou a implorar: - Mete essa pica na titia, mete, mete bem gostoso na sua tia, meu sobrinho tarado! Vem, come sua tia, come a razão das suas punhetas meu sobrinho safado. Tarado como estava, dirigi meu pau pra entrada daquela buceta, alías nem sabia bem onde era a entrada dela não, mas minha tia com sua mão hábil, direcionou meu pau pra entrada dela, que melada como estava, não ofereceu resistência em acomodar meu pauzinho de menino todinho lá dentro. Foi uma sensação sem igual, maravilhosa, sentir meu pinto sumindo dentro da minha tia. Que buceta macia, apertadinha mas macia. Não sabia como fazer direito, então ela ficou me coordenando: - Mete meu bebê, mete assim, vai-e-vem, põe e tira, mas não tira tudo não, não deixa sair não... vai, empurra, mete na sua sua tia, me chama de titia puta, chama!! Eu sentia uma sensação nunca antes sentida. Era muito diferente das punhetas que eu batia, era algo que me fazia arrepiar todo, viajava naquela visão gostosa, naquela coisa tarada de estar comendo minha tia. E atendendo seus pedidos eu falava: Ai, ai titia, como a senhora é puta, e que puta gostosa é a senhora. Semrpe fui louco nessa sua buceta, nessa sua bunda gostosa. E isso a deixava mais puta ainda: - então mete, mete meu sobrinho, come sua tia, come sua tia gostosa, enche a buceta da sua tia de porrinha de menino, enche! Naqule frenesi gostoso, foi-me subindo um fogo pelos pés, outro descendo da cabeça rumo ao pinto e numa loucura total, de gemidos, de urros, senti minha porra jorrando dentro da minha tia gostosa. Minha tia, com suas mãos, firmou minhas coxas na sua bunda e assim permaneceu por alguns segundos, completamente desfalecida, o que me deu a certeza que ela tinha gozado também. Tirei meu pau daquela buceta gostosa, afastei-me um pouco e contemplei aquela mulher sensacional. Até hoje tenho a visão daquela bunda gostosa, daquele cu tesudo, daquela buceta bonita, daquelas coxonas saradas. Que mulher maravilhosa, a minha tia. Ela se levantou, deu um sorrisinho pra mim e foi tomar banho. Nunca mais falamos no assunto, ela nunca mais me deu abertura pra comê-la e o respeito permaneceu o mesmo. Acho que foi o surto de uma puta no cio que me proporcionou aquela magnífica primeira vez. E hoje, mesmo depois de comer algumas menininhas, continuo com a certeza de que minha tia é muito mais gostosa que todas elas.

Comentários

17/04/2014 20:43:19
conto muito bom.
18/09/2013 21:20:06
Me masturbei só de ler este conto gostei
24/01/2011 22:57:56
muito loko mais o loko q pinto pequeno ela ne gemeu
04/05/2010 17:34:23
muito bom seu conto,uma pena que não comeu ela de novo
06/09/2009 20:01:55
SENSACIOANL
06/09/2009 19:59:46
SENSACIOANL
08/08/2009 01:27:21
eu tento cume minha tia a um tempao mais nao consigo =/ e ai q pikinha e essa?eu tenhu 14 anos ea minha mede 16cm^^
08/08/2009 01:25:48
Muito bom acreditei

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


meu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticoscontos eróticos garotinhovideo d masoquismo sensacao gostosa fortrd caricias q causam dor e leva ao orgasmo video completocontos de putaria sou puta de dois primo negroxvideo grates de mulheres largas que fas barulho na vaginairmalouca pra perdero cabaco pro irmarxvidio confio no amigovideos de velhos picudo fudendo bonzinho gays amadorespornô amador conto erótico de mãe divorciadacasa dos contos eroticos a maninha cabaço ai maninho tira ai aiforcada a foder com roluda pelo marido contoirma gemeas ciumes por isso se chupam pornobigbundagayfilhaabre as pernas qie vou te fider gostosoporno mae surpreebdidaistoria da netinha qui o banhava lavando su cuvideos porno marido viciado em comer a fezes da esposaentiadinha ficou babedol transeiesposa se acanha com punheta corno sexotomando piricada no rioirma ver a outra de calcinha e quer chupar elaeu qeuro vidio di sexovidios oque casadas safadas fasem de gostoso de supresa pro maridoincesto lendo no colo do papaicontos eroticos minha namorada virgem e meu amigo pauzudocrentinha no portao querendo dargta mulher anda pelada e fala voce enfia seu pinto na minha bucetamulher centa na bengalatravesti branquinha e e s branquinha e rosada tranzando na xçcamamulher de corno trepando com peaozada no alojamentocontos eroticos d maridos q levam homen pirocudo pra comer sua mulher em ksaNegrinho do cabelo ruim bem pretinha metendo muito com muito fogo na periquita no pornô brasileirocontos eróticos da tia com seu sobrinho jovemContos minha esposa negra bundudona no forro eu corno contomulhe de saia curta esfregano ante fude emcoxano na cozia no xvidioCONTOS DE SEXO INCEST IRMÃO BAJULANDO IRMAZINHAporno o pai da quer reaizar o sonho de fpde foder a filha mas ele deu varias tentativa para consiguermentendo o pepino na buceta e no meu rabao contossou viciada no pau do negraomulheres de corno manso sem o biquininhocontos eroticos minha primeira siriricagostosa gordinhas tirando cabeçaconhado se aproveitando da conhada porrecontos de sexo depilando a sogramuler m as calcinhas lancesda xoxotasconto erotico mulherzinhaa filhada vai passar o feriado na casa de seu padrinho e tem pensamento erotico com elemaiza e carolzinha trepanomulher baita gostosa retocando a maquiagem video pornôrelatos de chuva douradagozando dentro da buceta das lindonas nas baladasporno provisional com casal apaixonadosvideo amador gozando dentro gratismorena linda tampa a boca do irmao e senta em sua rola enlouquecidaeu quero ver as fotos da morena que dançava o Créu ela nua pelada porque sabendo que eras no site que ela ficou feio uma foto de pornô homem para a gente ver aquicontos de sexo depilada na praiapunheta na infancia com amigomontei um armario pra uma coroa ela me atacou e chupou meu pau tv bucetaminhavo rebolo gistoso xvideosxvidios mulheres fundeno na ginástica conto erotico a pequenininhacontos desvirginando a mulher do cornoContos de incestos mamae brinca de lutar com filho ele fica com tesaoler contos reais acontecido esse ano de 2017 de maridos que de tanto insistir viraram cornos mansinhodeseeo amanentando o filho contos sexvídeos pornô de mulheres fazendo sexo com máquinas postiçamolequeputoRuıva fudendomulhe de saia curta esfregano ante fude emcoxano na cozia no xvidioxevideo mulher dormido e rola entrandoeu mostro a Deus e o Diabo que eu como esse comer aquikkkkxxvideo convite discreto amadormae e filho trazando ele goza detro delas