Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

FIZ CHANTAGEM COM A MAMÃE

Autor: NEY
Categoria: Heterossexual
Data: 09/06/2009 07:34:38
Nota 9.00
Ler comentários (17) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Ola, o que vou contar aconteceu quando eu tinha 14 anos (hoje tenho 44) e minha mãe na época tinha 36 anos, ela sempre foi uma mulher linda, uma loirinha de cabelos lisos até a cintura olhos verdes não era gorda e nem magra era do tipo médio, seus seios eram pequenos e também não tinha bunda grande, mas era bastante arrebitada, nos morávamos em um bairro que ficava atrás de um cemitério e por isso não tinha muitas casas, na rua que eu morava só tinha minha casa que ficava perto da esquina e duas casas no meio do quarteirão uma de frente pra outro o resto era tudo terrenos vazios e cheio de matos, e na minha casa moravam eu, mamãe, papai e duas irmãs, uma com 18 anos e uma com 16, elas trabalhavam em uma fabrica de calçados e meu pai em uma fabrica de papelão, só eu é que não trabalhava, só estudava, minhas irmãs trabalhavam das 7 da manhã até as 6 da tarde e meu pai fazia horários intercalados, uma semana era das 6 da manhã as 2 da tarde na outra semana das 2 as 10 e na outra das 10 até as 6 da manhã, então eu ficava quase sempre sozinho com mamãe, e um dia quando eu estava de férias da escola e meu pai fazia o horário das 2 as 10, depois que ele saiu eu disse a minha mãe que iria até a casa do meu amigo Paulinho que morava duas ruas acima da minha, eu fui lá porque o Paulinho tinha comprado uma maquina fotográfica nova, era uma Polaroid, aquela que tira foto e revela na hora e ele disse que se eu quisesse ele me emprestaria, mas ao chegar na casa dele a mãe dele me disse que ele havia saído com o tio dele mas que tinha deixado a maquina para mim e me disse espera ai que vou pegar pra você, e logo depois ela me entregou a maquina e eu fui embora, só que dai eu vim pelo outro lado da rua onde na esquina tinha uma arvore grande com um galho que vinha até na direção da rua e quando eu era mais garoto eu e meus amigos sempre subiam nesse galho e de lá a gente via a rua toda, então resolvi subir novamente na arvore e fui naquele galho e olhei a rua, então vi minha mãe Saindo de casa e entrando no mato que tinha em frente de casa e logo depois vi um homem entrando lá também, desci rapidamente da arvore e corri até lá, entrei no mato bem devagar procurando não fazer barulho e então eu vi a mamãe e o homem se beijando, eu procurei um lugar melhor para poder olhar eles e encontrei onde tinha duas arvores pequenas mas me escondia o suficiente e de lá eu tinha uma ótima visão, minha mãe vestia uma saia azul que vinha até os joelhos e uma blusinha branca que ficava bem solta em seu corpo, então o homem colocou as duas mãos no seios dela por cima da blusa e começou a massageá-los e logo depois ergueu a blusa deixando seus peitinhos a mostra e logo ele chupava um seio e esfregava a mão no outro e depois trocava, minha mãe suspira e segura a cabeça dele e ele então desceu as mãos e ergueu a saia de mamãe e apareceu aquela calcinha azul que ele logo abaixou até os joelhos dela e apareceu uma bucetinha cheio de pelos, o homem então colocou os dedos nela e abriu mostrando seus lábios vermelhos e mamãe disse chupa ela e depois me beija na boca, mas o homem falou você sabe que não gosto de fazer isso e abaixou suas calças e seu pinto já duro saltou pra fora e mamãe se abaixou e abocanhou aquele pinto e colocou inteirinho na boca, e quando vi aquilo não tive duvida e tirei uma foto, eles nem perceberam tal era o tesão em que estavam, e mamãe foi sugando aquele pinto enfia ele inteirinho na boca que chegava a fazer barulho então o homem começou a tremer as pernas e disse vai putinha chupa rápido que eu vou gozar, mamãe aumentou os movimentos e logo o homem gozou em sua boca e o liquido escorreu entre os lábios de mamãe e eu tirei outra foto, então mamãe começou alisar aquele pinto e as vezes colocava na boca e chupava até que ele ficou bem duro novamente e dai mamãe falou, olha aqui não tem como deitar eu vou me virar e você me pega por trás, então ela se virou apoiou os joelhos no pequeno barranco que tinha no local, quase encostou a cabeça no chão e Empinou bem a bunda, o homem veio por trás dela encostou o pinto na sua bucetinha e começou a enfiar eu então tirei outra foto, e mamãe começou a falar, vai enfia tudo mete na sua putinha e o homem enfiou tudo e depois deitou seu corpo em cima dela e começou um movimento de vai e vem e eu tirei mais uma foto e como eu estava com o pinto duro de ver aquilo, larguei a maquina tirei meu pinto para fora e comecei a bater uma punheta, o homem socava o pinto na mamãe e ela falava pra ele não parar que ela queria gozar então o homem começou a fazer bem rápido e disse eu vou gozar na sua buceta sua putinha sua cadela, eu vou gozar, mas quem acabou gozando fui eu e precisei me segurar par não fazer barulho e nem vi quando o homem gozou, só vi quando ele tirou o pinto da buceta da mamãe, ela deu um suspiro se virou e abocanhou aquele pinto que estava mole e pingando porra e a mamãe sugou tudo engolido a porra que estava no pinto dele, logo depois o homem falou algo no ouvido da mamãe que eu não ouvi só ouvi mamãe dizer, agora não, eu tenho que ir pois preciso fazer janta para minha filhas que vão chegar do trabalho, e o homem falou, quando então e mamãe disse olha eu vou ver, essa semana não é possível e a semana que vem também não, mas eu te aviso e agora sai na frente e me avisa se não tem ninguém na rua, o homem saiu e precisei me deitar no chão para ele na me ver, e logo depois saiu mamãe e então eu fui atrás e ouvi o homem dizer, pode vir não tem ninguém e mamãe saiu e foi direto pra casa, eu fiquei um pouco ali e depois fui pra casa também, entrei bem devagar escondi a maquina e as fotos e fui até a cozinha e vi mamãe com uma toalha e quando ela me viu ela se assustou e me disse, ué você não ia na casa do Paulinho? Então falei eu fui lá, mas ele precisou sair então eu vim embora, e ela me disse, ta certo olha eu vou tomar banho e depois vou dar um jeito nessa cozinha e fazer janta, fui para meu quarto e guardei as fotos e a maquina, mais tarde minhas irmãs chegaram tomaram banho e fomos jantar então minha irmã mais nova me disse o que você tem? Você que é tão tagarela brincalhão esta tão quieto, e eu disse não foi nada e acabei de jantar e sai da mesa, depois fomos pra sala assistir TV, me sentei do lado de mamãe, eu olhava pra ela e não parava de pensar no que tinha visto e mamãe também me falou, o que há com você, está tão estranho, não falei nada e me encostei nela que me abraçou me beijou no rosto e encostou minha cabeça no seu peito, pude então sentir o calor de seus peitinhos e meu pinto ficou duro na hora, depois minhas irmãs falaram que não iam esperar papai chegar e que iam dormir e eu fui dormir também, no outro dia me levantei já era quase 9 horas, meu pai estava na cozinha tomando café, eu fui tomar meu café e meu pai me disse, tudo bem filho, e eu disse tudo bem, tomei me café e fui ao meu quarto, peguei uns cadernos e um livro e comecei a fazer algumas anotações, meu pai entrou lá e quando me viu me disse, muito bem estou gostando de ver, você está de férias mas está estudando isso é muito bom e saiu, então eu sai pra rua fui até a arvore e fiquei lá pensando no que eu ia fazer e só voltei pra almoçar e depois que almocei falei pra mamãe que ia até a casa do Paulinho, e fui mesmo, entreguei a maquina dele e disse que bati algumas fotos mas que não ficaram boa e por isso rasquei e joguei fora e ele me disse que depois iria me ensinar a mexer direito nela, fiquei um pouco ali conversando com ele e depois vim embora, quando cheguei em casa meu pai já tinha ido trabalhar, falei um oi pra mamãe e fui pro meu quarto, pequei as fotos me deitei e fiquei olhando aquelas e quando olhei ela meu pinto ficou duro na hora e de repente percebi a porta se abrir e vi mamãe entrando mas deu tempo de esconder as fotos em baixo do travesseiro, ela se aproximou sentou na minha cama passou as mãos em meus cabelos e me disse, o que você tem? Desde ontem que você está estranho, você viu que sua irmã também notou, então fiz um esforço e falei ontem eu vi você entrar no mato aqui em frente e depois vi um homem entrar também e eu fui atrás e vi tudo o que vocês fizeram, ela deu um pulo da cama e disse com a voz engasgada, mas; mas; mas como? Então peguei a foto que ela estava chupando e disse olha até tirei umas fotos, ao ver a foto seu rosto ficou vermelho, percebi que ela até suava, e eu lhe disse, nem adianta rasgar a foto porque eu tenho muitas e de varias posições, então ela me falou, o que você pretende fazer? Vai contar pro seu pai? Vai mostrar as fotos pra ele? E ai eu disse, depende de você, se você fizer o que eu quero... Então ela me falou, e o que você quer que eu faça? Então tirei minha calça juntamente com a cueca e meu pinto saltou duro pulando, e eu disse, dá um jeito nele, e ela disse, mas, mas sou sua mãe, e eu disse e dai você fez isso com uma pessoa estranha porque não pode fazer comigo e então peguei outra foto e lhe mostrei e ela me disse, está bem, e se ajoelhou em minha cama pegou meu pinto e começou a me masturbar, meu pinto que já estava duro parece que ficou mais duro ainda, então puxei suas pernas na direção da minha boca, ergui sua saia, mamãe sempre gostou de usar saias, puxei sua calcinha e comecei a lamber aquela bucetinha e pedi chupa também, então ela colocou a boca no meu pinto e começou a chupar e como chupava, e não demorou muito senti que ia gozar e gritei, ai vou gozar e mamãe chupou mais forte e quando gozei ela tirou meu pinto da boca e gozei em seu rosto e espirrou porra até em seus cabelos e então ela abocanhou meu pinto e sugou tudo e enquanto isso eu lambia e chupava sua buceta e comecei a lamber seu grelinho que agora estava duro e havia crescido um pouco, fui lambendo e as vezes abria um pouco com os dedos e então ela fez movimentos com o corpo e gritou, vou goooozaaaarrr, e gozou na minha boca, senti aquele melzinho escorrer nos meu lábios, e depois disso ela saiu da cama e me disse, pronto já está feito, e se virou para sair, mas eu a segurei e disse, nada disso, agora eu quero comer sua buceta, ela me olhou e disse, mas eu pensei... E eu disse pensou errado, e peguei no travesseiro para poder ajeitá-lo para ela se deitar ali, mas acho que ela achou que eu ia pegar outra foto e me disse tudo bem eu já entendi então me levantei e ela se deitou levei meu pinto até sua boca e fiz ela chupar até meu pinto ficar bem duro novamente e assim que ficou eu me enfiei no meio de suas pernas abrindo elas, coloquei a cabeça de meu pinto na portinha da sua buceta e enfiei, eu não tenho pinto grande, para mim ele tem um tamanho normal e entrou logo, mamãe então me puxou eu ergui sua blusa e quando vi seus peitinhos pularem pra fora não resisti e comecei a mamar neles, que delicia aqueles peitinhos que mamei quando criança eram meus novamente e comecei a bombear naquela bucetinha gostosa fazia um movimento de entra e sai e mamava seus seios, então senti que ia gozar e falei ai que delicia vou gozar na sua bucetinha que delicia é a primeira vez que vou gozar em uma buceta, e ela disse vai goza na bucetinha da sua putinha goza mesmo, e eu gozei, como foi gostoso sentir meu pinto soltar porra dentro dela e assim que gozei ela me falou, não para de mexer não continua que eu quero gozar também, eu continuei mais um pouco e ela me puxou contra seu corpo e disse vaiiii mete na sua cadelinha, come sua putinha que eu vou gozar... Gooozzzarrrr e gozou, então fui tirando meu pinto devagar e assim que saiu ela me falou trás ele aqui, então me sentei no seu peito ela agarrou meu pinto e chupou como se fosse um pirulito, lambeu os beiços e disse ai que delicia depois se levantou e me disse, eu não sabia que ia ser tão bom assim, isso foi em uma quarta feira e fizemos novamente na quinta e na sexta, mas sábado e domingo não pudemos fazer nada, pois minhas irmãs estavam em casa, e na segunda meu pai ia trabalhar só às 10 da noite, e eu fiquei sem nada, mas não bati nenhuma punheta como eu era acostumado fazer, então chegou à noite e quando foi umas 9 e 15 meu pai saiu pra trabalhar e logo depois minhas irmãs foram dormir dizendo que tinham que levantar cedo, eu disse que também ia dormir, fui ao meu quarto e fiquei olhando as fotos e com isso meu pinto ficou duro querendo pular pra fora, quando olhei pro relógio já era mais de 10 horas, então sai do meu quarto e fui no quarto da mamãe, ela estava deitada, estava descoberta e usava uma camisola rosa transparente, usava uma calcinha preta e na parte de cima não usava nada deixando seus peitinhos a mostra, me deitei ao seu lado e passei a mão em seus seios, ela abriu os olhos e me disse, e se suas irmãs aparecerem? E eu disse, elas foram dormir e não vão vir aqui, então abri sua camisola e mamei seus peitinhos, e ela me disse como você mama gostoso até parece que é um bebe, então olhei pra ela e procurei sua boca, mas ela virou o rosto e disse não, e eu lhe disse ora porque, então ela me falou beijar na boca não, e eu disse, porque não, se a gente até já meteu, ela olhou para mim eu segurei sua cabeça e dei um beijo em sua boca, enfiei minha língua dentro de sua boca ela então chupou minha língua e depois ofereceu a sua, chupei a língua dela e beijei seus lábios, depois desci até o meio de suas pernas abaixei sua calcinha até os joelhos e ela me disse, até ai está bom, então enfiei minha cabeça entre suas coxas e cai de língua em sua buceta, chupei bastante lambi abri ela com meus dedos e enfie a língua dentro do buraquinho ela suspirou e prendeu minha cabeça com as pernas e disse faz mais um pouco assim que eu vou gozar, então enfiei a língua novamente e senti sua buceta se contrair em minha boca e logo ela gozou, então ela pediu para eu beijá-la novamente e assim que eu a beijei ela sugou minha boca lambeu meus lábios e disse, lambe bastante minha buceta, tira todo liquido que tem lá e da para mim, e assim eu fiz, sugava sua buceta tirava todo liquido que havia lá e levava até sua boca, então ela gritou, ai que delicia,há quanto tempo que tenho vontade disso, de sentir o gosto da minha buceta e o sabor do meu mel e nunca homem nenhum fez isso para mim, foi preciso meu filho fazer minha vontade e depois me disse, vai lá agora e come minha buceta, mete esse pinto nela, me fode, então enfiei meu pinto nela e meti gostoso e como eu não metia a três dias logo eu gozei e saiu tanta porra que enchi sua buceta e novamente ela pediu para colocar meu pinto em sua boca e ela sugou tudo deixando ele limpinho, fizemos isso a semana inteira e no final de semana fico eu outra vez sem nada, mas no domingo a noite eu me lembrei que meu pai iria entrar no serviço as seis da manhã e eu Teria que acordar antes dele e minhas irmãs saírem pra poder ir lá com a mamãe, me deitei pensando nisso e quase não consegui dormir com medo de não acordar na hora certa, até que olhei no relógio e eram cinco horas e pouco depois ouvi meu pai falar tchau pra mamãe e sair, fiquei ainda acordado até ouvir minhas irmãs entrarem no quarto de mamãe e logo depois também se foram, aguardei mais um pouco e fui ao quarto de mamãe que estava acordada e assim que me viu me chamou e quando cheguei perto ela me agarrou e me beijou e foi dizendo, eu não via a hora de você entrar e me foder estou com muito tesão, e não sei porque mas perguntei, o papai não meteu com você esses dois dias? E ela me falou xi seu pai não me come já faz um bom tempo, e daí eu disse então foi por isso que você procurou aquele homem e deu pra ele, quem é ele? E ela me falou, aquele é um antigo namorado meu que sempre quis me comer e eu nunca dei até que seu pai broxou e daí eu procurei ele e comecei a meter com ele, mas ele nunca fez minhas vontades, você sim fez tudo o que eu queria me fez gozar e sentir meu gosto, mas agora chega de falar nisso e vamos ao que interessa me beija me chupa me come fode chupa minha buceta até eu gozar e beija minha boca, meu tesão meu gostoso, e eu então fiz tudo o que ela queria e depois que ela chupou meu pinto ele ficou duro e eu pedi pra ela virar, e ela me disse, você quer me comer por trás, e se virou encostou a cabeça no travesseiro e ergueu a bunda, pude ver seu cuzinho que era todo rosado e daí eu passei a língua no lado de sua buceta e subi, cheguei perto do cuzinho contornei ele com a língua e subi mais um pouco, abri o cuzinho com meus dedos e ela se afastou deitou na cama e me disse, ai não querido e eu falei porque não e ela me falou,porque ai não é lugar e porque também dói, e eu lhe perguntei, você já deu o cuzinho mamãe? E ela me falou, eu não, mas sei de amigas minha que deram e sofreram muito e eu não quero, pensei em insistir, mas eu estava com muito sono, então fui saindo do quarto quando ela me falou, você ficou chateado? E eu disse não tudo bem, fui ao meu quarto deitei e dormi, acordei era quase onze horas, me levantei fui até a cozinha tomei café e fui pra lavanderia onde mamãe estava estendo roupas, ela não me viu porque estava de costa, ela usava uma saia branca daquelas que prende na cintura e depois se abre pra baixo ficando rodada em torno do corpo e era um pouco curta bem acima dos joelhos e vestia uma blusa vermelha que se olhasse sem prestar atenção parecia que estava molhada, então ela se abaixou para pegar umas roupas que estavam em um balde eu olhei por baixo e pude ver sua calcinha branca enfiada no rego deixando toda sua bundinha a mostra, não agüentei, me agachei e beijei sua bunda, ela no mesmo instante falou é você querido, falei sim e beijei novamente sua bunda, abaixei sua calcinha até os joelhos como ela gosta, passei a língua em sua buceta e subi depois passei minha língua no seu reguinho e cheguei no cuzinho, lambi ele abri um pouquinho com os dedos e enfiei um pouco minha língua lá dentro, beijei novamente sua bunda e contornei seu cu com a língua e depois lambi ele, ela então colocou as duas mãos no balde encostou a cabeça no tanque de lavar roupa e empinou um pouco a bunda, eu guspi no seu cu e quando me preparava para meter ela me falou, coloca sua mão aqui perto da minha boca, levei minha mão até ela e ela babou na minha mão enchendo ela de guspe e me disse, passa no seu pinto e também no meu cú, lambuzei a cabeça do meu pinto e também encharquei seu cú de guspe, e ao encostar meu pinto em seu cú pensei agora ela vai me dar o cuzinho e ela então pediu, vai enfia, coloquei meu pinto na porta de seu cú e empurrei ela deu um grito mas falou, enfia, enfia tudo, então forcei mais e entrou e assim que passou a cabeça em encostei meu corpo no dela, coloquei minhas mãos em sua barriga segurei com uma mão e a outra eu coloquei em sua buceta e comecei esfregar dois dedos e fui fazendo movimento de vai e vem e cada vez que eu fazia isso eu enfiava mais um pouco, e Ela dizia, vai come meu cú, mete nele seu filha da puta, eu estou dando o cú pra você, mete vai mete, e acabei enfiando tudo e fui fazendo movimentos no cuzinho dela e ao mesmo tempo esfrega meus dedos na buceta, ela rebolou a bunda e gritou vai mais rápido que eu vou gozar e gozou pois senti algo melar meus dedos e continuei a foder aquele cú e comecei a dizer, vou socar no cú sua putinha e ela então dizia, soca, mais soca mesmo no cuzinho da putinha, e eu disse vou gozar sua cadela vou goza no seu cú e gozei, mas meu pinto ainda estava duro e eu fiquei ali esperando ele amolecer dentro dela, meu pinto foi amolecendo aos poucos e cada vez que amolecia ia saindo e mamãe suspirava fundo até que saiu tudo mas ainda pingava porra, do cuzinho dela escorreu um liquido que para mim era uma mistura de porra com sangue e com bosta, então eu coloquei meu pinto nas suas costa apertei a cabeça e pingou um pouco de porra que escorreu pelo seu reguinho, mamãe se levantou encostou no tanque e me disse, doeu um pouco no começo mas depois foi gostoso foi muito gostoso, foi a primeira vez que gozei primeiro e eu disse gostoso é seu cú, e depois disso a gente metia sempre e eu comia sua buceta e o cuzinho também e sempre chupava a buceta fazia ela gozar e depois beijava sua boca e aconteceu muitas outras coisas que contarei em uma outra oportunidade.

Comentários

06/10/2013 17:59:52
mt bom
27/06/2012 22:16:33
queria rer um filho assim
27/06/2012 21:56:47
queria ter um filho que cumeçe meu cu e eu supava sua pica
27/06/2012 21:55:39
queria ter um filho que começe meu cusinho
21/02/2011 22:59:53
bacana demais
18/01/2011 14:50:54
Sem duvida que há muitos filhos a desejar a mãe por vezes falta-lhe a coragem para passarem a acção e nesses casos apontam o dedo aos que em complexos sem traumas iniciaram uma vida sexual com as mães mesmo vivendo com os pais foi o que aconteceu comigo e foi maravilhoso.
14/05/2010 15:46:41
Porra que gostoso! eu comi durante uns tres anos o cú da minha irmã! depois que ela ficou viuva, voltei a comer ela. Hoje estou com uma vontade louca de comer um cuzinho!
28/10/2009 19:29:34
sensacional
27/09/2009 19:04:02
Quase gozo lendo seu conto, muito bom.
24/08/2009 14:33:46
bom o seu conto
19/08/2009 08:13:54
razoavel
31/07/2009 13:36:18
MTO BOM
19/06/2009 08:14:30
Que mulher maravilhosa. Até quando a comeu?
13/06/2009 22:34:33
adorei
11/06/2009 02:38:16
Gostei!!!
10/06/2009 10:46:17
muito excitante
09/06/2009 08:16:53
muito bom...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


asistir video porno angolano de tia e sobrinho.incesto com meu vô contosemcoxando a novinha de sches e saiasimpatia para virar corno mansozoofilias pai estuprando filha enquanto ela dorme profundamentevideo porno de mulher dano a sua buceta desfarçada para o primo familia sacanajuliana de bonanca fudendo pornoporno vai casa com porra de.outroensinei meu filho de dez anos a bater punhetaAssiti pono meu pai mim comer e meu irmao tb eróticoComo se escreve “ manda video porno ” em inglesxvideos minotauro tarado chupando tetascutucando buceta de cadela com dedo zoofiliavedeo de dois homem mostro fazendo sexo com mulher que judia bate fodedoXvideo.meninas.nemor.violada.dormido.figidocorno ve a mulher metendo comtrinta machominha irma deixou um bigodinho na xana so pra fuder comigoprovoquei meu filho vestindo um fil dental video pornoquando voltei entrei no quarto da minha irmazinha e vi ela se mastubando dei uma bronca nela contos de incestocontos eroticos coroa casada bancaria viajo a trabalho e traiu pela primeira vezzuando meti a pica na b***** da égua meladinhavelho roludo come filha familia tdlindo homemcoxa grossa dando pornoconto erotico enquadradinho 2015conto incesto minha irmãzinha adolecente andando encasa com essa roupinha nao da para resisticonto erótico homem castradonovela tieta do agreste transando com sobrinhocoroas de 50 a 60 anos bem moreninha fazendo sexo anal com dois Marquinhos de fio dentalFamilia Sacana pornopersonal treiner encinando mulher fazer abdominal chupando pornoxvideos desleal branquinha dando pro negaoprima de pijaminha curtinho vai dormi com o primo mais novo e fuderamcontos corno manso ineditominha irma e casada mais e putacontos eroticos usando camisola pro meu filhomorador. de rua sendo bulinado ate gozarvídeos porno de bonecas de prático gigantesxvd irma bati punheta para o irmao e nao rezisti e da pra eleconto erotico meu primo me enganou e comeu meu cupauzudo passando a vara no meninoarrombadimhas ponovídeo de sexo de garotão matuto. de cueca boxe. de pau duroencostando de pe na parede e comendo o cuxvideos mulher com manchinha no rosto chupandoContos eroticos da mãe quando ve seu filho de cueca fica louca pra acariciaramor sexo sem penetrarporno brasileira pequei miha irma toma banho e tirei a virgindade delavideo sexo de perveção com minha mãecontos eroticos bucetinha apertadagemendo e gozando gostosas espirrar esperma longe. porno atitudifamilia sacana xoxota zerada da filhotacorno porra ordenhA taca contoporno conto erótico apaixonada pelo filho da minha madrastaprimos boqueteiros. Tomei o leitinho do meu primo gueizinho pornocontoprimeirafodatefone fixo de coroa rica tarada pra transa 40porno com baby boneca ecesto pai velho tarado e pausudogosto de praticar zoofiliamadrasta brasileira faz vídeo dando a b******** para o enterro de sua filhinha junto em casaminha.irma.uza.shortinho.por.baicho.da.saiaquando beijo meu marido umagino que e uma bucetaamo meu corninhocontos apalpando sogra perto do sogroporno gay com vendedor de porte e portavideos de sexo mulhe sai pra ir pra kademia e vada o cu e chupa rapidibhoporno abordado da égua rapazver conto erotico sob faxineiros velhos tarado e pirocudocontos de incesto maê pega filho roçar o pênis no grelo da maepadrasto pirocudo droga a enteada e transacumeu a buseta da novinha qe nuca tinga metidosó branquinhas gostosas tesudas encitantes transando com seu cachorro até gozarver lésbicas lésbicas se esfregando até gozar em perigosos de músicascontos gay caminhoneirocontos de sexo no carro com um cara aiii metiii maisveterinaria zoofilia conto eroticopornô zueira homem safadinho para botar a cabecinha empurrou tudo no rabo da donaconto erotico flagrei meu irmao comendo mamaecasa dos contos eroticos evangelicamulher que encolheu todinho com ponta do rabo XVídeos brasileirocontos eróticos mamãe deu o cu eu vimãe vê filho pelado dotado fica louca e fode com ele pornô iradogozando na entrada da bucetinha minúsculas de frango assado bem devagarcontos eroticos sou viciado num cuzinho de machocontos eroticos filha e pai caminhoneiroXvideo com a mulhe grita esperneia pra nao emtra na picaquero baixa contor d bixinha azulvídeos de veias tirando a caucinha dando o cu pra velhoconto erótico de novinha q transou em acampamento evangélicovizitou a. amiga levou foi rola x videossites historias e contos eroticos de incesto mae amante do filho marido ausentesexocuneteencoxei lidar evangélicasexo forsado com shortinho jeans