Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Comi a filha da faxineira - parte I

Autor: Alvinho
Categoria: Heterossexual
Data: 24/08/2009 10:27:03
Última revisão: 19/07/2010 16:27:45
Nota 8.17
Ler comentários (6) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Quando fui trabalhar no interior, aluguei uma quitinete perto da empresa, e como não tinha muito tempo, precisei contratar uma faxineira. Esta idéia me excitava muito, só em pensar em ter uma empregada de novo, já que eu sou tarado em empregadinhas desde a puberdade (veja em meus contos). Mas logo veio a minha frustração, um colega me indicou uma senhora que era de sua confiança, que trabalhava na casa de seus pais, que poderia me ajudar na faxina e também poderia lavar minha roupa. Um balde de água fria já que pensava em uma empregada gostosinha para eu admirar. Mas, achei até melhor, para eu não me “meter” em encrencas tão cedo. Cheguei a procurar outra pessoa, mas não conheci ninguém de confiança para deixar a chave.

Marquei com Isa (seu nome era Isadora) numa quinta à noite para combinarmos o serviço, e gostei muito de sua pessoa. Ela tinha uns 50 anos, era negra, bem gorda e muito simpática, falava alto e ria muito. Ela disse que poderia vir uma vez por semana para limpar e pegar a roupa e dois dias depois a entregaria lavada e passada.

Até ai tudo bem, ela fazia a faxina muito bem e como não tinha a menor possibilidade de interesse naquela coroa ficava mais tranqüilo em não encontrar com ela em casa (pois adoro espiar as empregadas). Na primeira semana, ela mesma foi entregar a roupa no final da tarde e pudemos conversar sobre o andamento dos trabalhos e um pouco sobre a nossa vida.

Descobri que ela era viúva e tinha dois filhos, o mais velho estava trabalhando na capital e já tinha um filho que morava com ela e a sua filha mais nova, que ainda estudava e pensava em ir pra capital cursar enfermagem.

Na segunda semana, para minha grata surpresa ela mandou sua filha entregar a roupa, quando vi aquela coisinha fiquei bobo: rostinho redondo, com lábios bem carnudos, pernas roliças, olhos puxados, seios enormes, uma bunda bem volumosa e pernas grossas, era meio gordinha, mas tudo em equilíbrio, tipo corpão de mulata, era baixinha e estava com um vestido estampado, pelo jeito sem soutien, que realçava ainda mais os seus peitões, além de bem cheirosa.

Não pude esconder a minha animação em vê-la que nem a pedi para entrar. Ela percebeu e falou:

- O Senhor que é o Seu Álvaro? eu sou a Cynthia filha da Isa.

– Oi Cynthia, esqueça o Sr. e pode me chamar de Alvinho. Entre e tire as roupas... ops.. desculpe, coloque as roupas na minha cama.

Falei tentando voltar a si. Como chegou muito suada, pois o AP era no 3º andar, ofereci água e uma cadeira, ela disse que teria que voltar logo, e complementou que eu era como sua mãe tinha descrito. Disfarcei a modéstia e perguntei o que ela tinha dito de tão bom. Ela disse que sua mãe falara de um rapaz simpático, educado e muito bonito, que ela iria lavar a roupa.

– E você o que acha?

Notei que ela ficou envergonhada, mas não hesitou e respondeu:

- Eu também achei o sr... quer dizer você muito simpático e educado, os homens daqui não sabem receber uma dama.

– Quer dizer que não sou bonito?

– muito pelo contrário.

Suas bochechas firam rosadas, pois ficara sem graça de novo. Paguei a ela e pedi para ela mandar lembranças a sua mãe. Ela deu um belo sorriso e desceu as escadas correndo. E sempre que a roupa ia chegar ficava ansioso para vê-la, cada vez mais íntimos, e ela com roupas ainda mais provocantes. Sempre conversávamos um pouco, onde ela me disse estudar a noite e ajudava os afazeres da casa e a cuidar de seu sobrinho.

Aquela menina passou a fazer parte das minhas fantasias, passei a procurar fotos de negras, gordas, sendo enrabadas e vídeos eróticos com negras de seios e bundas grandes e lábios carnudos. Aquilo tinha virado meu vício.

Até que um dia, deixei o computador baixando uns vídeos, esqueci e pedi para ela deixar a roupa no quarto, quando percebi que ela demorava, a flagrei prestando atenção ao vídeo, onde uma negra bem gorda chupava um cara que apertava os seus peitos. Quando ela me viu, disfarçou, mas percebi a sua excitação pelos mamilos eriçados, perguntei o que ela tinha visto, quando vi a tela, percebi, e pedi desculpas, falei que ficava sozinho, e tinha que me entreter com alguma coisa.

- Uau! Entendo, mas não é melhor ao vivo?

- Com certeza sim, mas com quem eu iria fazer aquilo tudo?

Ela deu um sorriso maroto e disse.

- Você não terá dificuldade em arrumar alguém.

E com uma cara de menina sapeca perguntou:

- tem mais alguma coisa ai?

A sentei na cadeira, pus a mão em seus ombros, e fiquei adiantando o vídeo mostrando para ela as outras partes da transa, onde o cara comia a negona de quatro, depois gozava na cara dela. Ficávamos conversando sobre a cena, sobre o tamanho do pau do cara e como a mulher gostava de sentar nele.

Ela sentindo que já dava os primeiros sinais de excitação, cruzou os braços cobrindo os seios, como se estivesse com frio.

- Só tinha visto isto em revistas velhas do meu irmão. Nunca em “filme”.

Perguntei se ela era virgem, ela disse que não, mas não tinha feito tanta coisa. Ela perguntou se eu gostava de assistir aquilo, então me levantei, ficando meu pau da altura de seu rosto e disse pra ela pegar. Ela meio nervosa e desconcertada disse:

- Não! Não posso! Eu não quero!

Senti sua insegurança, então peguei a sua mão e fiz ela tocar no meu pau, que estava duríssimo. Ela fechou os olhos e ficou sentindo o volume, passeei sua mão sobre o comprimento, e perguntei se estava gostando, ela abriu o olho e pediu para eu não contar a ninguém. Eu prometi, então puxei ela pra cima, encaixando o quadril dela em mim, laçando os braços em volta de sua cintura e apertando sua bunda, lhe dei um beijo de língua, que arrancou gemidos dela.

Ela tentou se soltar, me colocou para fora do quarto e fechou a porta. Esperei alguns segundos e entrei, encontrei ela sentada na cama com lágrimas nos olhos:

- Me desculpe Sr. Alvaro. Bem que minha mãe me alertou que o senhor era bonito, e que as mulheres daqui iriam brigar por mim, mas não posso fazer isto. Minha mãe precisa do trabalho e...

Então a tranqüilizando eu a interrompi dizendo:

- vamos deixar sua mãe fora disto, ok? O que eu quero é você quem pode dar.

– O que quer de mim?

– o que você acabou de ver no vídeo.

E tirei o meu pau pra fora do short. Peguei sua mão, fiz ela segurar no meu cacete, simulei uma punheta lenta, e ela não tirava os olhos da cabeça dele, então forcei sua cabeça pra baixo e ela engoliu. Passou e chupar meio sem jeito, mas suavemente, e com uma boquinha bem quentinha. Meu pau entrava e saia naqueles lábios grossos, como seu fosse uma boceta. Deixei ela controlar os movimentos, e ela fez direitinho.

Enfiei a mão na sua blusa,tocando os seus mamilos mesmo com ela segurando meu braço no intuito de me impedir.

Quando eu disse que ia gozar e ela tirou ligeiro da boca e saiu da frente, mas eu segurei e disse que queria gozar nela, ela não aceitou e me punhetou até gozar um farto jato na parede.

Ela disse que tinha que ir, mas que tinha gostado muito do que tinha visto, pedindo para eu “ensinar” mais na próxima semana.

Aproveitei e baixei vários vídeos de negras e brancos fudendo, onde rolava 69, sexo anal e até dupla penetração, para mostrar a ela. Quando mais uma vez ela me supreendeu. Como sua mãe tinha a chave do AP, durante o dia ela foi lá e deixou um bilhete pra mim, com seu número de celular. Achei meio loucura aquilo tudo, mas liguei e ela veio do colégio mesmo, com o caderno, a farda no ombro, uma calça jeans que não sei como conseguiu entrar nela de tão apertada e uma blusinha de alcinhas que também não conseguia segurar seus peitos. Já chegou me beijando e dizendo que não tinha conseguido dormir pensando na tarde anterior.

Levei ela para ver mais vídeos, fiquei sentado atrás dela pegando em seus seios, e explicando os nomes das posições, puxei um dos seus peitos pra fora, e fiquei chupando, era enorme com um bico escuro bem pronunciado, não tinha marcas de biquíni. Sentei na cama com ela, e ela já foi puxando o meu pau pra fora e engoliu de vez, enquanto eu apertava seus peitões já bem excitados, ela parecia que tinha tido uma aula de boquete naquela manhã, pois desta vez chupava divinamente bem.

Eu queria gozar na sua cara e peitos, ela tirou a blusa e voltou ao meu pau, chupando e punhetando, quando anunciei o orgasmo, ela segurou minha pica fechou os olhos e levou um banho de pôrra na cara, que chegou a escorrer pelo queixo. Ela deu uma chupadinha para limpar meu pau e saiu em direção ao banheiro. Me deixando arriado na cama, escutei o chuveiro, e logo após ela abriu a porta e revelando por inteiro, mostrando uma bucetinha bem gordinha mas bem depilada pra mim e pediu uma toalha, levei uma pra ela tentando entrar mas ela não deixou. Saiu renovada do banho me deu um beijo e foi embora para o colégio. E fiquei abismado com aquela reação dela, mas logo iria descobrir.

Outro dia ela veio sem avisar, pediu para ver outro vídeo, disse que queria que eu fizesse ela gozar, tirou toda a roupa, e dei uma chupada naquela bucetona, cheirosa, bem aparada, ela gozou rapidinho, e ficou gemendo baixinho com os olhos fechados, aproveitei para comer a bucetinha dela, peguei uma camisinha, e ela me ajudou a enfiar meu pau na sua buceta, mesmo sendo bem grande, ela era bem apertadinha, bem lubrificada, o que causava uma sensação fantástica, gozei apertando os mamilos dela e ela gozou também. Tentei enfiar na sua bunda, mas ela fugiu e prometeu logo mais.

Passou a vir várias vezes a minha casa, cada dia fazia um pouco mais, fizemos 69, espanhola, comi ela no sofá, na mesa, de quatro,e finalmente comi seu cuzinho durante um banho, uma coisa por dia, acho que neste ritmo ela iria ser reprovada por faltas.

Também comi sua mãe outro dia mas conto depois...(Continua...)

Segunda parte :http://sharoland-nn.ru/texto/

Terceira parte: http://sharoland-nn.ru/texto/[email protected]

Comentários

22/04/2014 20:27:02
Lendo melhor o conto, refiz minha nota. É um bom conto. Só que o final deixou a desejar. Quando a gente queria ver aquela explosão... tudo sumiu. Mesmo que haja continuação, procure fechar bem o conto. Nota 8.
13/11/2010 23:20:11
nota 6.
20/10/2010 17:21:33
legal seu conto,eita menina gostosa
19/07/2010 16:19:47
Hual Pasqual! Adorei!
26/01/2010 08:54:11
Adoraria saber a opinião de vcs, leiam os outros contos e comentem. Obrigado ;)
25/01/2010 20:36:15
ual sensacionla

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


amigas chantageadas depois de furta pornocomtos de maes que bate punheta no filho com seu pesinho calcado em sandalia de saltomulher bundona camsola curtinha trepand pornodoidohttp://conto me punhetaram a noite todafilme meu irmao me deseja fudermeu primo e eu na resistiu e comeu o bucetao da minha tia contonovınha transando com ırmaodescabacei o cu da minha tiacontos eroticos de santinhasBuceta criando pentelho fudendo brasileira adultaabusando sarrando a coroa velha contoberoticocontos eróticos irmao roludo arrebentou meu cabaçocontos eroticos minha mulher nadando com os/mulekes virgenswww.mae nao aquento filho pausudo bocetaocontos eroticos gays bem ocorridos em 2017adorei picao do papai na minha bucetinhaconto minha esposa no onibusporno com baby boneca ecesto pai velho tarado e pausudovidio de boquete profunda engolindo ate os badalosvídeos porno em mendigos pede esmolas e a safada dá pra ele a bucetamulher gosando de mas qe xega espirra lange.comcontos eroticos gratis transformei minha esposa em uma putaCona gulosa relatosxvidio veio chupando peito da novilnhapornodoido gato lembi buceta"cheiro de cu de macho"mulher enfiando um pepino enorme na buceta fazendo barulhoxvidios outros puraiMulher fasendo croche e dano cu pornoafrouxou fundo um cuconto garotinho de sorte tranza com vizinhavideo porno papai leu a filha que estava de férias pro sitio e fudeo novinhacontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramnovinha tentando da o cuzinho virgem pro amigo tadinha da novinhaX vídeos Keane vs roludonariz de policial dando o priquito a outros policialAbrir filme de sexo caixa de molho tirando a virgindade das moças de 18 anos gostosameu sogro queria dupla penetracao com minha sogro veridicobeceta melecada fazeno barulinho fudenoPasando com a cobra na cona Zoopornsobrinho fica triste com a tia so lembrando do namorado que morreu xvideospatroa pega peao comendo egua e fica toda excitada pornovideo de sexo narido xifrado com a comlhadacontos eroticos quando eu tinha doze anos viagei pra fazenda com meu paiboquinha lizinha vidiobundas que mexem em cima do caralhojaponesa de Cubatão novinha porno com endereço telefoneconto erótico gaay sonbra de gaelporno A garota acaba de colocar o vibrador e chega a irmã caçula na hora errada e faz ela ter seu momento de prazer contido e calado kkkkkVideo de duas mulheres tomando banho de biquini e se chupando e gritando de prazercontos de sexo depilando a sograconto erotico gay vagejada capfudendo minha sogrinha e minha esposa me comendo gostoso contoezibi vizinhas goistozacontos eroticos climax daputinha dando pros amigosConto erotico: o playboy e o malandrosorvetinho com vovo. incestotava um tedio danado,resolvi dar a buceta pra ele,incesto contosminha mãe irmã vovó conto eróticoTio Fudeu minha buceta e eu gosteicontos eu meti meu picao nela sem pena incestofilha fodendo com pai na excursaoporno sem casaminhasincesto com meu vô contoscontos bdsm enfiei uma agulha nos meus seiosconto eróticopai colocar velho pra chupá buceta da filhagey fazendo fime porno com homem infindo garrafas no geyPoliciallindo tarado fudedormenina criano cabelo nabusetVai vai no cu conto incestogravidas com picudos/contos atuaisxvideos cangáceiras eroticas