Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Médico consolando a paciente

Autor: Derek
Categoria: Heterossexual
Data: 26/08/2009 16:55:26
Última revisão: 27/08/2009 23:45:42
Nota 10.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (4) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Meu nome é Derek, tenho 27 anos, e sou médico, em um renomado hospital de Los Angeles. (Mas sou nascido no Brasil mesmo, vim tentar carreira no exterior), tenho 1,80 de altura, caucasiano, sempre malhei bastante entao tenho um corpo bem definido, cabelos castanhos jogados para o lado e olhos azuis.

Nunca me dei bem com relacionamentos sérios, por isso, sempre preferi ser solteiro, e ter várias aventuras, ser mais livre. Ja tive muitas aventuras sexuais, mas certa vez, namorei com uma mulher, ela era linda, e tudo mais, mas como sempre, não deu certo, e o relacionamento durou uns 7 meses.

Enquanto namorei ela, no meu hospital, veio uma paciente, que estava muito gripada e com febre. Ela era linda, e estava trazida pelo seu marido. Logo encaminhei ela para minha sala, então pedi para ela abrir sua boquinha. E que boquinha... ela estava pálida, mas sua boca estava com os labios rosados, corpo baixinho e delicado, seios médios, e uma bunda que pareçia bunda de brasileira, cabelos médios até as costas. Logo que ela entrou na minha sala, o marido dela se despediu dela sem nenhum beijo nem nada. Achei estranho, pois achei que ele ficaria ali para acompanhar a consulta e leva-la para casa. Ela tinha olhos lindos, depois que a examinei, conversamos sobre a saúde dela, falei os remédios que ela teria que tomar, e tudo mais.

A noite passou, e ela foi embora.

Fiquei com aquele rostinho de anjo na minha mente, e fui para minha casa, de encontro com minha namorada. Nosso relacionamento estava frio, distante, e eu não fazia questão alguma de recupera-lo. Naquela mesma noite, brigamos, e terminamos nosso relacionamento. No dia seguinte, ela ligava no meu celular, dizendo pra eu pensar bem na situaçao, e eu disse que já tinha me resolvido. Três dias se passaram, e aquela bela paciente volta, desta vez sozinha, e estava com uma ótima aparência. Não nos falavamos, apenas cumprimentavamos, mas nunca puxamos papo, e ela sempre estava la no hospital, quase todo dia. Então uma vez, logo depois do meu trabalho, fui com alguns amigos para um barzinho, perto do hospital. E advinha quem estava lá? Ela mesmo, estava sozinha, com um vestido vermelho, e suas pernas a mostra. Ela não tinha me visto, estava no balcão, tomando uma marguerita. Então, meus amigos procuraram uma mesa e se sentaram, enquanto eu fui em direção ao balcão, e sentei do lado dela como quem nao queria nada. Ainda olhando para frente, sem olhar para ela, falei "

-Melhorou rápido da gripe hein?

Ela me olhou surpresa, e disse

-Nossa Doutor, você aqui?

Sorri, e falei

-Sim, venho quase todas as noites aqui depois de um dia cansativo... você pelo jeito não vem com muita frequência né?

Ela riu, e disse

-Acertou. Na verdade, as vezes é bom mudar a rotina, fugir dos problemas, refrescar a mente.

-Refrescar a mente?Fugir dos problemas? O que aconteçeu?

Ela me olhou meio constrangida

-Ah, esqueçe isso, mal nos conheçemos, não quero te incomodar com meus problemas.

Me aproximei um pouco dela, e falei

-Mas podemos ter uma grande amizade... e amigos são para isso, se quiser contar, estou a te ouvir.

Ela se apoiou no balcão, e cruzou as pernas, aquelas pernas lindas, lisinhas, deixavam qualquer homem louco.

-Ah... eu e meu marido discutimos, mas desta vez acabou de vez. Ele me trata muito mal, me deixa constrangida na frente dos outros...

Os olhos dela começaram a ficar vermelhos, eu peguei um lenço e passei de leve por baixo do olho dela, e ouvindo com atenção.

-Eu nao aguentava mais isso sabe... perdi minha vida inteira ao lado dele.

Então ela começou a chorar pra valer. Foi quando olhei pra ela e disse

-Quer ir para um lugar mais calmo?

Ela aceitou a proposta. Me despedi dos meus amigos, peguei meu paletó que estava sobre a cadeira, e saímos do barzinho. Olhei pra ela, e estava meio inseguro, pensando em perguntar se ela queria ir para minha casa, mas eu não queria pareçer abusado. Mas criei coragem, e resolvi perguntar, e advinha a resposta? Ela aceitou. Fomos para minha casa, em um condominio fechado, a diarista tinha ido no dia anterior, então a casa estava limpa e arrumada. Entramos, e sentamos no sofá. Alarguei minha gravata, tirei minha camisa de dentro da calça, ficando mais a vontade, enquanto ela continuava falando e o choro acalmando-se aos poucos. Passei a mão no rosto dela, tentando consola-la, dizendo que foi melhor para ela, ja que ela nao o amava mais, e ele a tratava daquela forma brusca e grosseira. Ela perguntou se eu tinha namorada, e contei tudo o que houve nos últimos dias... falei que ha tempos não tinha uma aventura, e que nunca fui de relacionamento sério. Elatinhadito que ja foi assim tambem,e sentia falta dos velhos tempos. Eu senti a indireta, e me aproximei dela. Sussurrei olhando pra ela

-Se quiser... podemos tentar algo novo!

Não demorou nem um segundo, ela logo partiu pro meu colo, beijando a minha boca, com aqueles labios gostosos rosados. Abraçei o corpo dela, segurando-a firme, levantei com ela no meu colo e fomos para meu quarto. Deixei ela na cama, enquanto ela tirava o vestido. Olhei aquele corpinho delicado, ali só pra mim, tirei minha camisa, e abaixei minha calça, deitando sobre ela. Rocei meu pau pela xoxota dela, e fui me abaixando, beijando aquela barriguinha, mordi a calçinha dela, abaixando em seguida, caí de boca naquela xoxota gostosa, chupando aquele grelinho, ouvindo os gemidos dela, suas maos deslizando pelo meu cabelo, me deixando mais louco ainda. Voltei para cima dela, tirando minha cueca, enfiei de leve nela, e fui enfiando aos poucos, fazendo vai e vem lentamente, aumentando o ritmo aos poucos. Chupei aqueles seios maravilhosos, abraçei e acariciei aquele corpinho de deusa que ela tinha, ela me empurrou para deitar na cama, e começou a cavalgar em mim, com intensidade. Senti meu pau ficando cada vez mais duro, e aquela gostosa cavalgando com vontade nele. Enquanto ela cavalgava, passei as maos pelos seus seios, apertandos seus biquinhos, e sentindo o corpo dela ficando mais suado. Ela apoiou as mãos dela no meu peito, e começou a sentar com mais vontade, enquanto eu segurava a bunda dela, começei a sentir ela se contorcer sobre mim, e a ficar louca. Ela rebolava de um jeito, como nenhuma outra tinha feito antes, me deixando louco de tesão. Foi quando senti a porra dela quente escorrendo pelo meu pau, começei a ajudar a enfiar, ficando com mais vontade. Entao levantei com ela no meu colo, e fui com ela até o chuveiro, Estávamos suados, molhados, totalmente loucos. Segurei ela firme no meu colo, com a água caindo sobre nossos corpos, começei a enfiar fundo, sentindo o corpo dela agarrado no meu pescoço, e ela roçando o rosto dela no meu. A cada bombada que eu dava, sentia meu pau latejar dentro dela. Depois de alguns minutos, ela desceu do meu colo, e começou a me punhetar, e a chupar meu pau. Não consegui segurar, e começei a gozar muito, sentindo muito tesão. Depois desse dia nos encontramos mais vezes, agora com menos frequencia, ja que ela arranjou um namorado, mas quando estamos de bobeira, sempre marcamos de nos encontrar as escondidas.

Comentários

04/09/2009 17:23:55
Adoro um Dr. Tesudo assim. Beijus!!!
28/08/2009 06:59:03
Mulheres.....Essas mulheres de Atenas....
28/08/2009 00:17:13
Adorei! muito bom mesmo ^^
26/08/2009 18:38:10
sesnacioanl

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


minha irma deixou um bigodinho na xana so pra fuder comigode bruços sinto a cabeca entrando com forca no meu cuzinhovideo pornodoido casal transa dentro de uma poça de lamacachorro nao queria mas degrudar da mulher zoofilia video porniespertinha tentou fugir sem pagar o taxi e teve q fuder - completoContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhobranqinha se esbarra na pica xva tia zoofilia pegada no caovidio gay dando cu gostoso dormir estrupo hugocontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramMulher enfregrando a rola do jumento na bucetaa cinquentona gritava não ia aguentarGTA Dona sinhazinha trabalhandoXvidiocomendo a novinha sem.ao menos tirar o chorte dela conto erotico/gay asistindo percy jacksonhttp://gtavicity.ru/texto/2016101161contoseróticos invasão anal 3Www. faveladas fazendo sexo na promiscuidadeconto anal orfanatoviagei a trabalho e meu noivo virou corno o homem me dominou contos gay limpar a casaquadradinho da crente inocente safada em conto eróticoscontos eróticos vovó transando com cavalocontos eroticos de feminizaçao parte 2historias de madrasta safadas com enteadocontos eróticos de Lucy dando pro caseiro na frente do maridoConto erotico arrombei minhA tia 25cm grosso no acampamentocontos porque virei crossdressingvídeo pornô com mulher trepando bem muito toda suada suor pingandoacompanhando que Rominho ligouconto comi a coroarelatos.picantes arebentou cabaco da novinha com muito choro pau grandesou casada madura mas na chacara bati uma punheta pro visinhovídeo porno mulher magra estuprada ofoca pó tarrado no sitiocontos eroticos quando eu tinha doze anos viagei pra fazenda com meu paibucetas inchcadas na calcinhasanal normalistacontos eroticos patricinha é humilhada e estuprada por grupo de amigosleitinho do papai contoscontos eroticos comeu eu minha filha e sublinhafilha. acorda. sentindo apica do seu pai toda na. sua. bucetinha ..empregadinha contoso sexo incesto mãe e filho contos ineditosnovinha mostrando a buceta gozada com 10 picadinhos rabada bucetaler conto erotio descabaçando irma peludaCacetes gossoscontos eroticos, isso chupa meu peito esfrega meu grelinho faz sua putinha gozarcontos de calcinhas da tiacorno que nao da mais no couro humilhado pela esposa vadia contos eroticosporno gey peando priminho pre. adolesente e jovem tanbem xvidioscontos porno de incesto, interior da bahia com o irmao acidentado de moto, contos pornocoroa q sabi dexa dozelo de pau durodeseeo amanentando o filho contos sexpilates sacana com minha esposa contoconto porno eu tava so de cueca e minha filha sento no meu cologostosinha abrir a bundinha para o negão para o rapdeu para nao ser caguetada para o marido xvideosconto. andando de moto taxi. comi o cu de uma menina rabudamagrinhas soquem pauzao. de 30 cm Contos eroticos gay o engraxatecontos eróticos publicadostiara do cu ta doendo pornomagrinha na dupla penetração vaginal com dois ficam pretosdoce nanda parte cinco contos eroticosContos zoofilia postados em abril d 2017conto eurotico academia com o menino bundudoContos eróticos entre marido e mulher que se reconciliaramgozei na boca no caminhaonovinho vendo o roludo pela janela e ficando loucoadorei a enconxada que ele medeu erotico aldivídeo de sexo de Osasco heloisa dando o cu para doissexoalvesrelatos.picantes arebentou cabaco da novinha com muito choro pau grandefreira da a buceta pra pintudo no azilo contos.filha fica brava ao levar gosada dentronovilhas rebelados no paudei minha buceta no reformatório porno conhecendo minha primaconto chupei meu avô cadeirante