Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

A mulher do sobrinho

Categoria: Heterossexual
Data: 26/08/2009 22:52:40
Nota 9.50
Ler comentários (14) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Sou do interior de São Paulo, nascida e criada em cidade pequena onde todos se conhecem. Estudei pouco, apenas fiz o Colegial e sempre trabalhei em escritórios de fazendas ou lojas da cidade, onde um dia com 17 anos conheci meu atual marido. Namoramos e nos casamos em 3 anos e tivemos apenas um filho logo no inicio. Ele também é da mesma cidade, muito simples e um homem trabalhador e muito honesto. Nunca brigamos por qualquer motivo que fosse, sempre discutimos os problemas e acabamos chegando a um bom acordo. Hoje tenho 32 anos, eu sou clara, e pele bem lisinha, cabelos claros e olhos também. Tenho 1,67 de altura e hoje peso 60 quilos, mas tudo em ordem. Na época eu tinha 29 anos, quando tudo começou. Foi quando tive os primeiros contatos com computadores e Internet. Lia sempre coisas eróticas, e na época não era como hoje, ainda não conhecia muitos sites de contos como este, e nem tantas fotos como as que vemos. Mas eu despertei para um monte de coisas que nunca tinha ouvido nem falar. Por ser de uma cidade pequena, sexo era tido a quatro paredes e nunca ou quase nada se dizia sobre sexo. Eu desde mocinha, sempre prestei muita atenção em animais transando, em casa tinha cachorros, tinha gatos, e nas fazendas vizinhas adorava ver cavalos transando. Eu não sabia muito mas molhava muito minha calcinha, quando via cavalos e cachorros. Quando me casei e tive o primeiro contato com o único homem da minha vida, tremia de cima em baixo quando o via nu, e vinha pra cima de mim. No começo eu tinha medo, sem experiência nenhuma, porque tinha sido criada por pais rígidos e muito severos com as mulheres da casa. Somos 4 mulheres e dois homens. Meu marido não era muito diferente, ele também dizia não ter tido experiências com mulheres antes de casarmos, eu até acho que era verdade, pois ele nunca fez nada comigo alem de transar tipo papai e mamãe. Pela Internet, via fotos de sexo, oral, anal, e de todas as maneiras. Aprendi a me tocar e a desejar outras coisas alem de papai e mamãe. Mas meu marido é muito puritano e nunca me deixou chupa-lo e nunca me chupou. Eu apenas me insinuava e ele sempre desviava e me deitava na cama e vinha por cima, transava, como se tivesse cumprido a missão do dia. As vezes eu não gozava e ai eu tinha que apelar, mas a minha timidez nunca deixou que eu falasse sobre isso com ele. Tudo começou quando eu tive uma crise aguda de reumatismo nos dois braços, era uma dor horrível e eu tinha que fazer tratamentos de varias tipos, remédios, médicos, etc... Até que nos aconselharam um medico de São Paulo, capital. Nessa época nosso relacionamento estava um pouco abalado por esse motivo, ele não tinha muita paciência comigo porque eu com alguma dor ficava insuportável, e quem não fica? Nosso dinheiro pra ficar em São Paulo, não daria pra nos manter muito tempo, então ele procurou por um tio dele. Tio Zeca, morava na capital, e no contato meu marido recebeu um convite pra ir visitá-lo. Ele explicou o que estava acontecendo e prontamente tio Zeca se ofereceu para ajudar no que fosse preciso. TioZeca, estava morando sozinho numa casa, pois havia se separado da mulher e trabalhava e vivia sua vida na solidão. Quando chegamos fomos recebidos por primos e pelo tio, os primos já casados sempre iam na casa dele. Tio Zeca, era um homem de 50 anos, alto, forte, muito disposto e sempre sorridente. Tinha magoas de um casamento fracassado depois de mais de 30 anos e lamentava a solidão, embora achasse melhor viver assim. Quando o vi achei um homem simpático, solidário e muito gentil. Nos tratou como filhos e nos deixou inteiramente a vontade. Depois que meus primos saíram ficamos nos três, e meu marido então expôs o meu problema e o que viria pela frente. Titio, se prontificou a ajudar, nos levar ao medico e onde fosse necessário. O maior problema é que meu marido não poderia ficar o tempo todo, por causa do trabalho dele e dependendo do medico, dos exames ou do que fosse acontecer eu teria que me virar sozinha com Titio. A principio fiquei muito chateada com isso, e estranhando aquele ambiente e aquela cidade enorme, cheguei a chorar. Meu marido me consolou e titio também, que dizia que eu não tinha com que me preocupar, pois ele cuidaria de mim como se fosse uma filha. Me acalmaram, fomos descansar e no dia seguinte fomos ao medico. Titio nos levou e entrou conosco no medico, passando a saber de tudo que acontecia comigo. Na primeira consulta o medico pediu vários exames e radiografias que iriam demorar alguns dias pra ficarem prontos. Voltamos pra casa, e já no caminho a preocupação do meu marido com o trabalho dele, fizeram o Tio Zeca, mandar ele cuidar da vida que ele cuidaria de mim. Para o meu marido aquilo foi um alivio e pra mim uma fonte de raiva e bronca dele, parecia estar me abandonando e me deixando na hora que eu mais precisava dele. Mais tarde o tio Zeca me fez entender que se ele perdesse o emprego seria pior pra nos, e acabou me convencendo. A franqueza do tio Zeca, era demais ele dominava a gente com as palavras simples e bem colocadas. Naquele mesmo dia, meu marido seguiu viagem de volta e fiquei com meu tio. A noite logo caiu, e durante nosso lanche da noite passei a notar meu tio, já com olhos de curiosidade. Ele me parecia saudável, e disposto, e como ele fazia sem mulher?...Quem seria sua namorada, e outras perguntas que meu intimo fazia sobre ele e sobre estar ali sozinha com com homem que mal conhecia e era apenas o tio do meu marido. Bem sua gentileza e bom humor me deixaram muito a vontade, falamos de coisas sobre a família sobre nossas vidas, e descobri que o Tio Zeca, não tinha namorada, e vivia sem ninguém mesmo há algum tempo. Na minha inocência eu pensava como ele fazia, ou não fazia mais nada sobre sexo. Ele parecia ainda muito vivo, pois eu percebia que seus olhos varias vezes olhavam meus peitos e me acompanhavam quando andava. O melhor estava por vir. Naquela mesma noite, após o lanche e nossa conversa, titio sugeriu que fosse tomar um banho pra descansar e depois ele também tomaria. A casa era dessas antigas, com portas antigas. Mesmo assim a limpeza era impecável, ele cuidava muito bem da casa. Tomei um banho demorado e sai já envolta num pijama. Titio me admirou por todos os ângulos, pois estava sem sutiã, que ressaltava meus peitinhos, e a calça do pijama deixava ver nitidamente minha calcinha branca. Como ia secar meus cabelos, fiquei com o secador na sala sendo admirada por titio, e percebia seu olhar me tocando. Quando ele se levantou percebi um volume sob sua calça, fora do comum, ele devia estar excitado comigo. Meus pensamentos me levaram a minha primeira vez com meu marido, e sobre minhas fantasias com artistas de cinema da televisão e outros homens que via na rua. Eu tinha me acostumado com isso e achava gostoso me masturbar pensando em outro homem. Eu apenas nunca tinha feito nada com nenhum. Titio entrou no banheiro e eu fui para o meu quarto, na passagem ouvi ele cantar e me detive em frente a porta do banheiro. Para minha surpresa pelo buraco da fechadura dava pra ver o interior do banheiro, e vi ele ainda de cueca. Eu tremi e tive uma taquicardia com a cena, quando ele baixou a cueca e se dirigiu para o chuveiro. Seu corpo forte, branco, quase sem pelos, e seu pinto em repouso não parecia ser muito grande, mas era um corpo e um sexo bonito. Meu estado de abandonada e carente de carinho e atenção, me fizeram abaixar a calça do pijama e a calcinha e brincar com a minha bucetinha olhando para ele. Sob o chuveiro e ao se lavar percebi que seu pinto aumentou um pouco, talvez pelo contato da água quente e do sabonete e ai vi que não era tão pequeno assim, era grosso. Me excitei ao ponto de quase gemer olhando aquele homem. E de olho em seu sexo e seu corpo acabei me tocando e cheguei a gozar duas vezes, porque ele tomou um banho bem demorado. Depois sai e fui para o meu quarto, molhadinha e desconfiei que ele também devia ter me visto tomar banho, e por isso estava ate um pouco ofegante quando sai do banheiro. Aquilo me deixou anciosa e confusa. O que poderia fazer? Deixar isso rolar, e o pior é que ainda ficaria alguns dias naquela casa com ele. Bom a fechadura eu poderia tampar, mas eu não queria que ele tampasse e então decidi também não tampar e deixa-lo se divertir. Deitei-me e não consegui dormir enquanto não me tocasse de novo e gozei agora com muita intensidade e agora pensando no segundo homem que vi pelado na minha vida. No dia seguinte me levantei cedo, ele já estava pronto e com o café também prontinho. Tomei um cafezinho rápido e saímos para o exame. Ficamos quase o dia todo de um lado para outro fazendo todos os exames de uma so vez. Todos ficariam prontos em três ou quatro dias. Cheguei em casa liguei para o meu marido e lhe contei tudo. Ele achou melhor eu ficar ate os resultados saírem e concordei, agora sem reclamar de nada. Bom,...meu tio era autônomo e estava sem muito serviço e se dispôs a ficar o tempo todo comigo. Eu adorei e a cada momento eu gostava mais dele e ele se abria cada vez mais comigo. Almoçamos e saímos, ele me levou pra conhecer um pouco da cidade de São Paulo. Eu confesso que tinha vindo duas vezes pra ca e não tive tempo de conhecer nada. De carro, fomos a lugares muito bonitos e pegamos muito transito engarrafado e acabamos indo muito longe e na volta uma chuva forte e congestionamentos nos deixaram ficar horas dentro daquele carro. Meus braços começaram a doer um pouco, eu reclamei e titio me disse se uma massagem poderia resolver... eu disse que achava que sim, então ele se propôs a faze-lo diante daquele transito parado. Seu sorriso e suas mãos enormes me convenceram, eu me virei de costas e quando ele me tocou com aquelas mãos lisas e quentes, senti um calafrio percorrer minha espinha e meu corpo ficou todo arrepiado. Tio Zeca sabia tocar uma mulher com certeza, com muito carinho apalpou minha nuca e meus ombros, indo ate meus braços, um de cada vez e voltando e indo de novo ate minha cintura. Mesmo por cima da roupa eu delirava, aquilo estava delicioso. O transito andava ele parava, eu ficava anciosa para que me tocasse de novo. Ele disse que tinha em casa óleo com cânfora, quem conhece isso sabe, que a cânfora é ótima para contusões e dores musculares. Eu disse que adoraria se ele aplicasse nos meus braços e quem sabe ele me curaria. Ele riu, e disse que apenas queria aliviar a minha dor e que curar talvez não desse, mas se pudesse o faria. Eu achava que ele iria me curar de outras coisas, com certeza. Eu já me sentia entregue aquele homem, minha cabeça o aceitava como se fosse meu marido e isso me deixava excitadíssima, tanto que encharquei minha calcinha só com aqueles toques pelo meu corpo. Chegamos tarde em casa e ainda nos molhamos com a chuva. Corri tomar um banho bem quente e agora me exibia e com certeza sabia que titio estaria me vendo, sob o chuveiro decidi me depilar todinha, e acabei raspando demoradamente todos os pelos do meu corpo, sob as axilas, e os pubianos, deixando minha bucetinha lisinha. Ele deve ter ficado maluco na hora, porque ate eu senti muito tesão, vendo ela peladinha, embora não usasse pelos muito grande. Queria me tocar mas me contive. Coloquei calcinha, e um roupão dele, que ia até quase meus pés. Quando sai ele estava na sala, agora parecendo mais ofegante que no dia anterior, deveria ter visto tudo que fiz, pra ele. Titio foi logo para o banheiro e eu nem o vi entrar, esperei o barulho do chuveiro e fui espiar. De costas e com a bundinha branca virada pra mim, parecia que fazia alguma coisa sob o chuveiro. Titio estava se masturbando sob o chuveiro, seus movimentos eram lentos. Abri meu roupão e desci minha calcinha até os joelhos e também comecei a me tocar devagar, ate que ele se virou e pude ver seu pinto durinho, grosso, e ele mexendo cada vez mais rápido, até chegar a gozar o que me fez gozar junto com ele. Coitado, pensei, que homem maravilhoso como devia estar sofrendo sem mulher, devia ser terrível. Mesmo com minha pouca experiência em sexo, eu já sentia desejos de uma mulher normal, chupar ser chupada, fazer tudo que desse vontade e naquele momento aquele homem estava me realizando parcialmente. Quando tio Zeca saiu, me olhou com muita ternura, parecendo estar me agradecendo por ter me exibido pra ele, um sorriso maroto, e um olhar fulminante me deram essa impressão. Uma pontadinha num braço, me fez levar a outra mão nele, e titio se lembrou do óleo. Eu sugeri que fosse ao meu quarto. Ele usava uma bermuda e camiseta de pijamas, o tecido leve da bermuda deixava o volume a mostra, e aquilo me instigava muito. Me deitei, ele apanhou o óleo e sugeriu que ficasse de bruços, soltei o roupão ate a cintura e a parte de cima ficou nua, só pra ele. Titio jogou óleo pela minha costa e meus braços e iniciou uma massagem deliciosa. Suas mãos lisinhas, grandes, envolviam meu corpo e me faziam sentir bem, muito bem. Seu toque carinhoso me fizeram relaxar e me sentir ainda mais excitada. Primeiro minha nuca., e minha costa, meus braços e foi ate minha coluna acima um dedo da minha bundinha. Resolvi e virei de frente, com as mãos sobre meus peitos. Nessa hora olhei fixamente para seus olhos e suas mãos tremiam, tirei minhas mãos e apanhei as dele e coloquei sobre meus peitinhos, que durinhos clamavam por carinho de um homem. Tio Zeca, apalpou como se estivesse reconhecendo o campo, e alisou e me deixou ainda mais com biquinhos durinhos. Titio se abaixou e beijou meus lábios, eu já não sabia mais como agir, e retribui beijando seus lábios. Depois ele baixou o rosto e beijou meus biquinhos e chupou demoradamente meus seios. Estava delicioso, e ficou ainda mais quando desceu mais o rosto, chupou meu umbigo e foi descendo ate a minha calcinha. Abri meu roupão totalmente e me entreguei de corpo a alma pra aquele homem, que poderia fazer comigo o que quisesse, eu já era sua. Ele desceu minha calcinha devagarinho ate os joelhos e beijou minha bocetinha, carinhosamente, lentamente cutucando com a língua meu grelinho e toda extensão dela. Os lábios grandes, por dentro, os pequenos lábios, minha grutinha, tudo era alvo daquela lingüinha curta e deliciosa. Em certo momento apalpando meus seios me chupando me fez gozar em sua boca, o que eu sempre quis que meu marido fizesse comigo, ele fez. Adorei cheguei a chorar com o primeiro gozo com outro homem, agora meu amante. Tio Zeca, era muito calmo, e continuou a me chupar e sugar todo o meu melzinho que soltava, e acabou me fazendo gozar de novo, so que dessa vez com um dedinho dentro da minha grutinha. Que maravilha... eu queria ver o que viria depois. Ele se deitou contrario a mim, e sobre meu corpo ofereceu-me o jantar mais gostoso da minha vida, me chupou e me deixou chupa-lo. Seu pau, dentro da minha boca,,,isso era divino. Procurei me esforçar para lhe dar prazer, ele foi me orientando e fui aprendendo a chupar. Enquanto isso ele ainda me chupava também mais gostoso ainda. Sentindo que iria gozar na minha boca, ele saiu, e preparou um verdadeiro ritual. Apanhou travesseiros e almofadas, e me deitou sobre elas de forma que minha buceta se expandisse pra cima e ficasse toda a mostra e meia abertinha. Tio Zeca abriu minhas pernas e me chupou novamente e me fez gozar deliciosamente naquela posição. Eu delirei e já tinha gozado três vezes, o que nunca aconteceu antes e eu queria mais. Ele se ajoelhou no meio das minhas pernas e com o pau duro e grosso, com uma cabeça brilhante apontou na minha grutinha. Encostava e aprofundava devagar e voltava, e como eu já estava ensopada, não foi difícil e ele foi entrando devagar, não me causando dor, apenas prazer. Tio Zeca, entrava e saia ate afundar de vez e eu senti seu corpo colar no meu e começar a mexer o que foi me levando a loucura. Aquele entra e sai frenético foi aumentando e meus gemidos ainda mais, ate que explodimos juntos num gozo maravilhoso e sublime. Ele sabia mexer o corpo e sabia me fazer gozar. Eu já estava exausta, nunca tinha gozado tanto em tão pouco tempo. Fomos tomar uma ducha, e nos banhamos um ou ao outro carinhosamente e nos lavamos nos acariciando. Minha dor havia passado totalmente. Depois do banho titio abriu uma garrafa de vinho e começamos a beber. Sentados no sofá eu me apoiei em seu colo e não demorou muito seu carinho em meu rosto e meus cabelos e com aquele vinho me fizeram adormecer. Eu dormi no paraíso.Titio me levou nos braços para a minha cama, e eu dormi ate as 10 horas do outro dia. Acordei entre beijos e caricias e com uma bandeja de café da manhã. Me levantei tomamos banho juntos e fomos para a sala conversar sobre tudo. Chegamos a rir e ele me contou algumas historias engraçadas sobre sexo. Como o nosso dia era livre, eu liguei para o meu marido dando satisfação do dia, e saímos e acabamos indo para o litoral. Titio tem um apartamento na praia e fomos passar o dia lá. Almoçamos descansamos, nos trocamos e fomos para a praia passear. Andamos bastante e voltamos no final da tarde. Tomamos banho e fomos para a sala so de toalha. Titio me abraçou e me beijou longamente, me trazendo o tesão de volta e me fazendo sentir cada vez mais mulher com tanta atenção e carinho que me dava. Nos envolvemos e fomos para a cama e transamos novamente e já dessa vez, foi mais lento, mais demorado e muito mais gostoso. Gozei duas vezes com ele dentro de mim. Ele me virou de costas e começou a beijar minhas costas e minha nuca, me deixando arrepiada. Foi descendo ate minha bunda e se deteve admirando e beijando. Quando ele abriu e lambeu e beijou meu cuzinho me levou ao delírio. Isso ele fazia também demais gostoso. Seus beijinhos e seus dedos tocando minha bundinha e meu cuzinho me faziam deseja-lo cada vez mais dentro de mim. Ele mordia as beiradinhas me fazendo contorcer meu corpo como uma cobra. Ele chegou a me chupar, e com os dedos dilatando meu buraquinho, ate que implorei para que colocasse logo. Titio, colocou uns travaesseiros por baixo, como fez a primeira vez e minha bundinha se abriu todinha pra ele....Ele me puxou e fiquei de 4, molhou seu pau e foi cutucando meu rabinho, me levando ao delírio. Isso era outra coisa que eu queria que meu marido fizesse, e meu titio fez. Aos poucos me invadiu, e cuidava pra que não doesse. Ardeu um pouquinho, mas depois que afundou tudo foi delicioso. Com a mão em meu peito e outra na frente no meu grelinho e aquele pau todinho no meu rabinho, eu gozei varias vezes...e ele finalmente gozou também enchendo meu cuzinho de esperma quente. Delicia. Transamos a tarde toda e finalmente eu lhe confessei tudo, e agora me sentia mulher de verdade, possuída de todas as formas por alguém que sabia como fazer. De volta pra casa, passamos a dormir juntos e ele dizia ser sua segunda lua de mel. Pra também era a segunda lua de mel. Resolvi atrasar os exames e acabei ficando quase um mês na casa do titio Zeca. Transamos muito, mas muito mesmo, ele era demais. Voltei com os exames e o tratamento para casa, e venho a São Paulo, uma vez por mês, e me instalo na casa do tio Zeca. Mesmo meu marido vindo comigo sempre damos um jeitinho de matar nossas vontades e acabamos sempre transando de um jeito ou outro. Mas meu tio, ainda anda muito sozinho, um ou dois meses é muito tempo e ele não tem muito jeito em conquistar mulheres. Se alguma mulher, seja casada ou não, quiser uma aventura com titio me escreva e eu passo como fazer para que se comunique com ele e o conheça, aposto que irão adora-lo, com toda certezaObs...não coloquei como incesto porque ele é tio do meu marido...ta bom....escrevam..... Beijos. Regina

Comentários

yen
20/03/2013 12:56:39
Eu nao canso de ler e reler este conto.Teve outras vezes com ele. E seu maridodescobriu.
11/08/2012 18:09:25
Seu conto foi delicioso, 10! Regina, seu titio ainda continua sozinho, me passe o contato dele pelo meu e-mail: [email protected], pode me chamar de lú, solt. 32a!
26/07/2011 14:41:26
Foder sem levar uma xupada no grelo, sem levar no cu? Eu não aguentaria também... minha primeira foda foi pelo cu aos 12 anos, meu primeiro gozo intenso (fora alguns arremedos anteriores) foi com uma coroa me xupando a buceta aos 13... comecei cedo, só com coisas boas rsrsrsrsrsrsrs pau no cu, lingua no grelo... não tinha como dar errado!!!! Parabéns pela narrativa. Muito boa.
18/08/2010 23:39:45
gatinho.. vc vem falar de mentiras? rs.. muito fraquinho e sem nenhuma probabilidade disso ter acontecido!! desculpa! melhore isso!
13/02/2010 09:23:29
O comentário no assunto assusta e até faz com que pensemos antes de ler, mas o conto é bom e se eu fosse o autor "Gato Flustado", editava o assunto...
04/09/2009 13:07:54
Ola. Seu conto é mto excitante e queria poder teclar c vc. Sou de SP quem sabe não podemos teclar e nos conhecer melhor...Me adiciona: [email protected] Te espero, beijos.
27/08/2009 21:47:45
Muito bom...queria um titio assim..
yen
27/08/2009 16:00:08
Regina Parabéns. Adorei seu conto
27/08/2009 14:58:57
Parabéns em ter encontrado um homem, que soube te dar carinho e muito prazer.
27/08/2009 14:58:02
Parabéns Regina
27/08/2009 08:48:48
excitante do começo ao fim, mesmo sendo previsivel o desfecho, a forma que foi escrito ganha a gente, um conto nota 10
27/08/2009 07:55:41
Ola. Adorei seu conto bem escrito, excitante e um tema q mexe mto c a imaginação. Gostaria mto de teclar c vc e trocarmos estórias. Me adiciona: [email protected] Bjsss.
27/08/2009 07:43:03
nossa regina que delicia de conto
27/08/2009 01:08:32
adorei me add no seu msn [email protected]

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


crentinha no portao querendo darfiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contosPenis flacido castrar contosver contos eroticos lesbicas de a ginecologista sexo relatosXsvideos timida depilando o super dotadodoidinha pra meter com velhoConto uma vida incestuosa PT2.2pornodoido gato lembi bucetavideos de homems heteros pausudos se masturbando em vetiario videos para baixawww.porno zoofilia.com/dando buceta virgem engatada dois cachorros?criola bumbum gg virgem primeiro anal com dotado gritarelato abuso comeu meu culactofilia com leite materno fetichecontos eróticos a mâozinha pequeninha da filhinhauma jovem de dizoite anos pode perde o cabaço da buceta so colocando a cabecinho de um penis por duas tentativa contoporno de joelvembussetas cuspindo porracontos eroticos sindico com um pau de 27cm fode moradora menor menorhomem nu da cu padres e semináristasconto mulher sede a chantagem de garoto tranzarcontos eroticos de moreno perigososexo porno meu professor foi me visita pra me da reforço,e acabou me chupandopornodoido.pai.aretando.filra.darmindolevantando a saia daquipornoquero bate papo com casada fogozatia ensinando osobrinho acome bocesta seso videu reau azeirolesbicas praticantes de lactofilia xvideos hdpegando cachorro na rua pra praticar zoofiliaxvideos roleudo comodo sanquecontos erotico meu filho me bateu e botou moralgarotimha aprendendo bate punheta no papaiPenis flacido castrar contossexo porno meu professor foi me visita pra me da reforço,e acabou me chupandoporno mulhers efomeadasnovinha du grelao bitelocontos uma delicia de vizinha 8aninhosimagens de bucetas de riasas sexodoce nanda contos eroticosmule butado dei dedo no cuVanessa queria brincar mais não imaginava que ia encontrar pela a frente um monte de safadinhos taradosvideos de sexo, lambeçao de barrigavideo sexo mulherzinha nova traino seu marido com cunhado mulecaolek que gosta de chupar pauxisvideo d buceta s cadela piscando n ciovídeo de mulher pelada nua vídeo mulher pelada mostrando o pinto também amor quer vir aqui também é muito periquita Minha louca vida de mulher pelada nuapornô irado mulher no supermercado se masturbando enquanto os outros passamporno irado sexo no salã de belezaContos gay novinho que foi rasgado por varios homenssexo ruiva nu riurelatos.picantes arebentou cabaco da novinha com muito choro pau grandeincesto com meu vô contosXVídeos mulher dormindo XVídeos mulher dormindo caindo no fornoSodomizando mae e filha contosfotos menina de 15anoa mostrando agozada na busetaFiz minha sobrinha trair seu noivo no motel. Comigo comi seu cu conto eroticocaiu na net contos reais de genro flagra a sogra nua engravida elaaliviava me tesao com o filho novinho da vizinhatira A roupa vou te estrupar no pornobelo sexo dormindo de conchinha com a tia so de calsinhamínha avô chupou minha xotacontos de maridos q gostam d ser corno e levam pirocudos pra comerem sua mulher em ksaconto erotico a pequenininhaxvidio no binha petdeno ocabadoxvídeos 10 mamae fas cudoce mae efilhoAS CARIOCAS PORNO VIOLENTO 2009casa precizando de cazeirocorno ve a mulher metendo comtrinta machomãe e filha fudendo com travesti de calcinhabelo sexo dormindo de conchinha com a tia so de calsinhabigodinho do ritler videos pornoesperei meu tio viajar para comer o cuzinho da minha tia gostosonaVendedora gostosa do shoppingconto comi a tia coroa peidorreira