Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

MINHA EMPREGADA: DE SANTA A PUTA EM UM MÊS – PARTE 2

ATENÇÃO: Para aqueles que ainda não leram a primeira parte, recomendo fazê-lo para entender o contexto da história e entrar no clima.

A noite de segunda-feira custou a passar. Depois do que rolou entre mim e Dani, eu não conseguia desviar o pensamento do que viria depois. Ou melhor, o que EU faria depois com ela.

Me arrumei para sair de casa e fui à cozinha tomar café da manhã. Ela estava lavando louça, econstada na pia e de costas para mim. Usava uma calça mais folgada, não sei se por vergonha do dia anterior ou mera coincidência.

Não perdi tempo com hesitações e já cheguei encoxando-a por trás. Beijei seu pescoço sem dizer uma palavra. Ela quase deixou cair o prato que segurava. Deu um "cheiro" prolongado bem abaixo da orelha e ela gemeu baixinho. Ainda em silêncio, peguei firme na parta de trás de seu joelho e fui subindo pelo lado de dentro da coxa até alcançar a bunda. Apertei com força e toquei sua buceta por trás. "- Ai, meu Deus" ela suspirou, já se inclinando um pouco para a frente. Continuei com a bricandeira mais um pouco e, pegando-a pelos braços, virei-a de frente para mim para um beijo lento e profundo, minha lingua buscando a dela enquanto minhas mãos entravam por dentro da calça, descendo pela bunda. Empurrei meu pau contra sua buceta e comecei a esfregar lentamente. Ela praticamente se derreteu, me beijando freneticamente, dedos entrelaçados nos meus cabelos.

Passei minha mão na barriga dela e desci rumo à buceta. Coloquei meus dedos por dentro da calcinha... "- Você quer?" "Quero, quero, quero...". Enfiei dois dedos de uma vez só, sem preparação. Ela bambeou, suas pernas amoleceram e praticamente tive de segurá-la para que não caísse. Beijei-a mais uma vez, segurei seu rosto com ambas as mãos e, olhando bem nos olhos, ordenei. "- De joelhos. Quero meter meu pau na sua boca. Agora.".

Ela não titubeou. Ajoelhada, buscou meu pau, a essa altura já duríssimo e para fora das calças. Enfiou na boca de uma vez só, com vontande, começando uma chupada rápida e violenta. Parecia faminta de pau. O que pode ser melhor que começar o dia com um boquete em pé na cozinha? Tirei o pau da boca dela e comecei uma surra de pica no rosto, batendo com força nas bochechas, no queixo e na boca. Ela, de olhos bem abertos e me encarando, parecia adorar ser dominada. Percebendo sua postura submissa, enfiei o pau novemente, segurei sua cabeça com firmeza e passei a puxar para frente e para trás, ditando o ritmo.

- Chupa, chupa, sua vagabunda... Ficou com saudades do meu pau?

- Fiquei.... Respondeu meio encabulada.

- E deu para aquele bunda mole do seu marido?

- Não. Fiquei pensando no senhor....

- Então chupa mais, que esta semana você vai aprender a ser minha putinha. Vou te ensinar o que você já devia saber faz tempo...

Ela se excitou com a putaria e começou a chupar cada vez mais forte, mexendo nas minhas bolas com uma das mãos e se masturbando com a outra. Eu bombava aquela boca como se fosse uma buceta e ela me surpreendia engolindo meu pau todo sem engasgar. Eu havia encontrado uma boqueteira nata. Acelerei meus movimentos e senti que ia gozar. "- Engole, engole. Bebe minha porra que esse é o seu café da manhã.". E soltei as golfadas, enchendo a boca dela de leite e segurando sua cabeça para que ela nao pudesse fugir. Nem precisava... Dani passava a lingua na cabeça do meu pau e foi engolindo o esperma, desta vez sem deixar cai nada.

Levantei-a do chão, voltei a enfiar os dedos na buceta dela e falei baixinho no ouvido. "- Minha boqueteira gostosa. Me espera que venho mais cedo e vou te comer hoje. Essa bucetinha vai ser minha pela primeira vez. Vai se divertindo com os filmes até eu voltar". Guardei meu pau, dei as costas e saí, deixando-a a ver navios...

Trabalhei quase o dia todo com a cabeça oca, pensando somente em voltar para casa. Era o dia de eu mostrar a ela como se fode um buceta. Avisei a meu chefe que estava com alguns assuntos pessoais para resolver e precisaria sair mais cedo alguns dias durante a semana. Com o consentimento dele, fugi correndo para casa.

Entrei quieto como eu gosto de fazer e fui direto para a porta do escritório. Como eu esperava, Dani estava assistindo filmes pornôs e se masturbando, ainda vestida. Quando me viu na porta abriu um enorme sorriso, mas não parou. Ficou me olhando com uma mão mexendo nos seios sob a camiseta e outra dentro das calças. Fui até ela e dei-lhe um beijo. Troquei a mão dela pela minha. Ela estava encharcada, com a calcinha pingando. Fiz sinal para ela ela levantasse da cadeira, tirei sua calça. Ficou de calcinha bege, grande e sem graça, melada e manchada de tesão. Puxei de uma só vez para baixo, atirei-a no sofá, de costas, tirei meu pau sem sequer tirar a roupa e encostei bem na entradinha. Ela começou a se mexer feito uma cobra, mordendo os lábios e passando a mão na cabeça do pau. Eu só provocava, passando o pau na entrada e batendo de leve no grelinho, a essa altura já bem inchado.

- Vem, seu Bruno, vem...

- Quer minha pica, sua piranha? Então pede.

- Eu quero, eu quero.

- Pede direito. Diz que quer minha pica. Quero ouvir você falando putaria. Eu gosto é de mulher safada.

- Quero sua pica. Vem, enfia ela em mim.

- Então diz que você é minha vagabunda, minha puta.

- Eu sou sua puta. Sempre quis ser e nunca tive coragem. Vem, me come, me usa...

Fui enfiando bem devagar meu pau naquela buceta peluda e pingando de tesão. Bastou meu pau entrar todo pela primeira vez e ela gozou, gritando de prazer e mordendo o lábio inferior. Parecia que aquele orgasmo estava preso dentro dela há anos. Não parei e comecei a bombar em ritmo lento e constante. Ela gemia, rebolava, falava coisas desconexas e trançava suas pernas nas minhas costas. Acelerei um pouco o ritmo, fodendo com firmeza. Mantive a pressão até sentir que ela estava para gozar de novo. Parei e tirei o pau.

- Não pára Seu Bruno, por favor.

- Vem cá. Tira essa camiseta que quero ver seus peitos. Agora senta aqui no meu pau.

Sentei no sofá e ela veio por cima, totalmente nua, encaixando meu pau na buceta. Enquanto ela subia e descia, fui chupando os biquinhos daqueles seios branquinhos, sem uma marca de biquini. Primeiro devagar e com carinho. Aos poucos fui aumentando a intensidade, enfiando na boca o máximo que podia. Ela tinha seios de médios para pequenos, durinhos como de uma adolescente. Eu mamava enquanto sentia sua xota mastigando meu pau. O cheiro de sexo dominavva o ambiente e ajudava a me deixar cada vez mais afoito. Sem avisar prendi o bico de seu seio entre meus dentes e fui apertando devagar. Ela explodiu: "- Aaaaaah. Isso. Morde, morde. Que delícia". E gozou novamente. "- Agora é minha vez.", eu disse enquanto girava meu corpo deixando-a deitada no sofá comigo por cima. Coloquei suas pernas sobre meus ombros e passei a foder com toda força, descontrolado.

"- E agora, vadia? O que você quer?"

"- Goza dentro, por favor. Me enche. Quero sentir seu gozo na minha bucetinha".

Não dava mais para segurar. Meti com tudo, segurando-a abaixo dos joelhos e arreganhando suas pernas o máximo que pude. Meu gozo veio violento, delicioso. Gozei tudo dentro, deixando meu corpo cair sobre o dela. Nos beijamos mais uma vez, quase mordendo a lingua um do outro.

Rolamos para o chão e ficamos deitados no carpete, nus, ofegantes. Quando voltamos ao normal começamos a conversar com mais intimidade. Ela confessou que, apesar de constrangida, estava realizando fantasias. Que sempre teve vontade de trepar por trepar mas jamais teria tido coragem se eu não a tivesse provocado. Eu provoquei um pouco mais, perguntando se ela estava satisfeita ou se eu podia continuar a testar seus limites. Ela sorriu maliciosa, à vontade, e disse que já tinha perdido todos os limites e queria aproveitar ao máximo antes que minha mulher voltasse para casa. Aproveitei então para fazer algo que já me passava pela cabeça. Entrelacei meus dedos em seus pentelhos e puxei de leve. "- Amanhã quero ver essa bucetinha peladinha. Não sei como você vai fazer nem o que vai dizer ao seu marido. O problema é seu. Não quero ver nem um fio de cabelo ou você vai ficar sem meu pau. Aqui mando eu e é melhor você me obedecer".

Estava lançada a isca para mais uma aula de sexo....

CONTINUA.

Comentários

25/03/2016 19:01:19
100
10/09/2015 13:15:14
Que crente vadia, deixa o marido em casa pra virar puta de outro macho! Adoro!
08/12/2014 20:30:54
10
21/01/2014 21:40:16
Cada vez melhor este conto....adorando
15/12/2013 22:32:06
Bela continuação. Esta ensinando bem a menina. Vou ter de ir ver a continuação
11/09/2013 20:56:29
muito bom, já leio esse conto há uns tres anos, sempre leio, pois me excita muito.
17/08/2013 12:20:38
Muito bom seu conto. assim como o primeiro bem escrito e com uma história que deixa os leitores com bastante tesão. Vi que tem muitas leitoras se deliciando com a história e tocando siriricas históricas. Continuem meninas, faz bem a saude.
14/08/2013 00:49:12
Com um "professor" desses as aulas de sexo devem ser incriveis... Não é mesmo? ;-) 10
02/04/2013 08:48:28
Muito bom
28/12/2012 15:09:44
Já estou lendo esses contos pela décima vez. E continuo procurando uma Dani prá mim.
12/03/2011 12:56:04
Affff..esta segunda parte é muito excitante. Confesso que fiquei agitadinha lendo isto. Se precisar de uma nova empregada, me chama que vou correndo! E olha...já vou depiladinha, ok? Já não dou trabalho. Beijinhos da Portuguesinha e continue que gosto muito dos seus contos.
13/12/2010 08:41:11
nao entendi
29/09/2010 17:27:04
muito bom seu conto,parabéns,eita empregada e escrava sexual boa,
29/09/2010 03:45:22
Nossa, que delicia, se fosse meu marido eu pedia pra me comer junto com a empregada, nota 10!!!
29/09/2010 03:44:53
Nossa, se fosse meu marido pedia pra me comer juntinho com a empregada...adorei o conto, nota 10!
30/07/2010 23:05:13
nossaaa...delícia..
28/04/2010 05:29:32
sem brincadeira..eu to tão excitado q parece q eu to comendo um cu virgem!sensacional,psicodérico,massa,show,pissaico,neorotico!
30/11/2009 18:57:06
Pára seu puto!senão não vou aguentar meu marido chegar!
24/11/2009 11:02:31
Manteve o nível na continuação. Parabéns. Só lamento que nesse site tenham pessoas que criam nicks só para sacanear os outros, dando notas baixas ou deixando comentários desagradáveis. Lamentável.
11/10/2009 17:00:28
Noooossaaaa...parabéns!
24/09/2009 20:15:57
Muito excitantes seus contos, estou adorando! valeu pela dica. bjsss
15/09/2009 12:44:23
Nossa... Adorei este tbém! Muito excitante;...
07/09/2009 15:48:02
ensacioanl
07/09/2009 05:13:55
muito bom esse conto....quero mais, que empregada faminta de pica!!!! quem quiser o meu de 19cms mes email é [email protected] se for cabaço mehlor...
06/09/2009 20:29:36
excelente
05/09/2009 14:22:00
deliciaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
01/09/2009 14:14:45
muitooo bomm me exitei muito fikei toda molhada
01/09/2009 08:31:44
excelente continuação, parabéns. Vou ler a próxima.
25/08/2009 18:54:20
Adorei
24/08/2009 23:15:31
otimo
24/08/2009 15:49:21
Excelente! com um patrao desses, ate eu ia qrer trabalhar nessa casa!! Fiquei toda molhada!! nota 10
24/08/2009 09:40:04
meus parabens companheiro, bom demais.
23/08/2009 19:08:02
Gostei do conto...ja tive uma empregada sim, mas deu um rolo depois..rs.
22/08/2009 13:23:11
nota 1000 de novo manda logo a continuação abraço vou bater uma ponheta agora
21/08/2009 16:07:07
excelente conto parabens
21/08/2009 12:12:43
Ficarei no aguardo do próximo. Parabéns! Não preocupe-se com a concorrência. Apenas preocupe-se conosco, nos adoramos seus contos
20/08/2009 22:59:46
Uma merda!
20/08/2009 13:34:34
parabens!10!
20/08/2009 10:27:24
Tá bom D+...
20/08/2009 09:01:34
a qualidade continua! neste tb vc leva um 10!
20/08/2009 00:04:20
Pessoal, obrigado pelos comentários e pelos votos. Já comecei a trabalhar na próxima parte e, em breve, vou publicar. Ainda tenho muito o que contar...
19/08/2009 20:32:35
vc conhece bem o significado de palavra "superação",pois está se superando,toquei uma siririca nervosa lendo teu conto,muito bom,mais muito bom mesmo...nota10.estou anciosa pela continuação.
19/08/2009 16:08:58
exitante...da vontade de estar la tbm!!!
19/08/2009 10:40:41
Foi muito bom esse conto... adorei quero vc....
19/08/2009 10:34:28
tao bom quanto o primeiro ta de parabens,aguardo ansioso a continuaçao
19/08/2009 08:49:44
Já tive um lance muito semelhante com esse...rsrsr
19/08/2009 08:19:15
muito bom
19/08/2009 08:15:33
EXCELENTE! Estaremos aqui para ler a sequencia com certeza. .

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


boxeeroticofamilia suruba tufoshotmail muletodaContoPorno dotado estourando as prega do viadinho novinhoconto erotico lesbica favelada fode patricinha a forcamenina novinha nao aqenta a pica e sangra a bucetinhadando uma Coçadinha na língua do negão safado cachorrãobritney bitch em anal 15 minutoxvideo afilhado fala quevai fazer massagem na madrinha e acaba comendo o cu dela[email protected]vidio porno de uma mulher tirando aroupa bem relaadamente para faz xexovideos de encesto frances madrasta e entiado durmindo juntos e ele fica de. pau duro a noite e escosta nela e ela nao recistiContos eróticos de incesto mãe tarada descabacando filho dotada com fotosporno do padre fudeno casada comfusaamiguinhos gay loirinhos fazendo troca trcriola bumbum gg virgem primeiro anal com dotado gritannegão pauzudo estrupa mulher gostosaFamília Sacana Tufos -comendo as irmãs safadinhastira ochorte pica nela pornosobrinha e tia com pai potaria brasileiromulheres que nao aguentaram dar o rabo pra bem dotadosmulher secura na pica do negao quando encosta no cufilme pornô de pais brasileiros transando com as suas filhinhas dopados com soníferocontos eróticos fiz sexo por acaso com minha tianovinha aser estuprada com padrasto aser desvirginada enquanto dormexxvideo enviando abraço na buceta gata nua aberta na cama bom das macia arrepiada cuzinhos duro meladocontos eu e meu irmao fudemos a mamãemithlee pron vidominha mae ficou furiosa conto incestogarotas gozando e sursurrandoContos eroticos de viados maduros que foram deflorados na marrajhuly dormindo de calcinha xvideosMinha comadre disse para minha afilhada minha filha voce que mesmo dar sua buceta virgem pro seu padrinho minha afilhada disse eu quero mae minha comadre disse filha chupa o pau do seu padrinho conto eroticoconto sou rabuda e fui encoxadagritano de dor com pau.no.cu do nego3 pernagostosas chupando barman na festacontos crente casada quis experimentar no cu e se arrependeuaquilo foi rasgando meu cuzinho contos eroticosconto erótico menina timida mas cai de boca no pau tão novinha e peitudapornor doido homem batendo poletamaoate ganapornô dois negão chega na porta de uma mulher com cheque de r 1000videos longo/penis monstro negros gosando dentro do cu do viadinho branquinhoo gay mundo bichamelhores vídeos porno de primos que reduziram seus primoscontos primeiro menage rolou ate dpgosto de tomar leite de homemcontos eróticos/afeminado no ônibusconto gay meu amor psicopatafotos porno ebano e marfimconto erotico gay meu dono dei meu cu de presente de aniversariocontos erot os y ic50 tons de gizcontos eróticos de esposinha branquinha fazendo Dp interracial com vibradorcontos lesbicos com buceta greluda encaixada na outra at gozar gostosoSexo real moca falando olha isso seu pau muinto grosso aiai videos como fazer um pau mole fica duro mundobichacontos velho cacetudo corno fotoseu. quero. ve. video. porno. com. menina. de. quize. ano. pegarno. carona. de. caminhaocibele bucetonapassando a mao no decote e chupando os peitosContos casal achou um comedor topa tudocasada fodechamando o nome do comedor porno portuguêsgrelao entrando contoscontos incestuosos papai. trepando com filha casada e genro olhandocomi meu melhor amigofilha centa no colo do propio pai no sofa e mete com ele perto da propia familia video pornoconto erotico amiga da esposa da muito molePornopiroconafilme pornô de Cibelle encravado em 2017divididu u casete nu boketerelato erotico padrasto pauzudocontos eróticos bem depravado de bem picantepornozinho.irmao.da.pica.gigante.mente.na.irma