Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

A professora de natação

Autor: Cont
Categoria: Heterossexual
Data: 08/09/2009 12:30:54
Última revisão: 18/01/2010 13:39:20
Nota 9.33
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Caros, à cerca de 3 meses abri uma excepção. Para todos os que leram os meus relatos verídicos anteriores, sou o "Cont" de 30 anos, alucinado por mulheres mais velhas que eu.

Ando na natação à 2 anos. A minha professora actual é uma rapariga de cerca de 25 anos. A "Ana" é uma morena com cerca de1,60, cabelos pretos e lisos, peito pequeno e pernas bastante bem "desenhadas".

Apesar de ser bonita, não era o género de mulher que me chamava mais à atenção. Mas a perspectiva de a ver num plano superior, começou a espicaçar a minha curiosidade. As pernas dela deixavam-me incomodado.

Certo dia, quando estava na recepção a fazer o pagamento da mensalidade, ela passou e cumprimentou-me:

- Olá, tudo bem?

Vestia umas calças de lycra bastante justas e um top. Apesar do peito pequeno, tinha uma cintura invejável.

Retribuí o cumprimento:

- Tudo bem. E contigo.

Depois deste episódio fiquei com a ideia que ela me olhava de maneira diferente. As aulas de natação passaram a ser bastante mais interessantes. Sorrisos, trocas de olhares...

Num final de tarde de um dia de semana, passei pelo centro comercial perto de minha casa para comer qualquer coisa rápida. Para meu espanto quem é que vejo. A minha professorinha de natação.

- Por aqui? - perguntou-me

- Moro aqui perto.

- Eu também - disse-me com um ar surpreso.

- Queres beber um café?

- OK.

Deixei-a passar à minha frente. Vestia umas calças de ganga bastante justas e um top preto. As sandálias pretas deixaram-me doido. Com um salto tão alto e fino, que faziam lhe davam mais uns centimetros.

Pedi-lhe para se sentar numa mesa afastada e fui buscar os 2 cafés.

Enquanto estava na fila, vi que ela estava a retocar os olhos... Fiquei entusiasmado.

Falamos da natação, do local onde vivemos e de muitas outras coisas. Comecei a sentir empatia por ela. A maneira como falava fazia-a parecer mais velha. Trocamos os números de telemóvel e cada um de nós seguiu à sua vida.

À hora de almoço do dia seguinte recebi um sms: "Temos que repetir o café. Beijos, Ana". Tenho que admitir que fiquei surpreendido por ter tomado a iniciativa. Repondi-lhe: "Às 6h00 no mesmo sítio de ontem?". Respondeu-me: "Não. A essa hora mas no café "xxx" do nosso bairro. Já que somos quase vizinhos".

À hora marcada lá fui eu. Quando me aproximava, via-a sentada na esplanada ao telemóvel. Perguntei se me podia sentar. Ela fez um sinal afirmativo com a cabeça. Estava a falar de trabalho. Facturação, pagamentos, etc. Quando desligou pediu desculpa, levantou-se e cumprimentou-me com dois beijinhos na cara. Começou a falar do trabalho dela de uma maneira bastante solta. Achei-a diferente...

Depois de muita conversa, perguntou-me indirectamente se tinha alguém. Respondi-lhe também disfarçadamente que não. A conversa continuou bastante animada...

No dia seguinte tive aula. Tratou-me de uma maneira mais fria e distante. Mas percebi. Não podia misturar seviço com o resto. Entre as minhas braçadas, reparei que olhava insistentemente para mim. Uma das vezes sorriu timidamente.

Assim que terminou a aula, enviei-lhe logo um sms: "Queres jantar comigo?". Eram quase 7h00 quando ela me respondeu afirmativamente. Enviei-lhe outra mensagem a marcar o local e a hora.

Foi um jantar espectacular. É uma rapariga espectacular.

No final disse-lhe:

- Se não fosse dia de semana, convidava-te para irmos beber um copo. Mas deves ter que te levantar cedo amanhã?

- Se não nos demorarmos, pode ser.

Fomos a um bar ali perto. Notei que ficou ainda mais solta depois de beber 2 cervejas. Toquei-lhe na mão e ela consentiu. Levantei-me e beijei-a. Ela ficou surpreendida, mas correspondeu com fugor.

- Vamos sair daqui - segredei-lhe.

Fui em direcção ao meu carro e ela seguiu-me. Assim que entramos, agarrei-a e beijei-a. Estivemos alguns minutos assim. As nossas mãos começaram a percorrer os corpos...

- Vamos para minha casa.

Ela respondeu afirmativamente com a cabeça e sorriu.

Não trocamos uma palavra até meter a chave à porta. Acendi a luz da sala e convidei-a a sentar. Fui à cozinha buscar 2 copos de vinho. Ofereci-lhe.

- Não estou habituada a beber - disse-me envergonhada.

Sentei-me ao lado dela e beijamo-nos.

Peguei nela ao colo, e sem lhe deixar os lábios, levei-a para o meu quarto. Deitei-a na minha cama. Tirei-lhe aquelas sandálias elegantes, o top, as calças de ganga, até que a deixei só de lingerie. Tinhas umas cuecas minúsculas pretas e um sutien do mesmo padrão. O corpo dela era magro, mas atlético. Comecei a desapertar-lhe o sutien. Fiquei encantado com o peito dela. Pequeno mas muito bem feito. Lambi e mordisquei o mais que consegui. Ao mesmo tempo tocava-lha na cona mesmo por cima da lingerie.

- Despe-te - pediu-me

Fiz o que me pediu. Fiquei completamente nú. O meu membro estava durissimo. Ao mesmo tempo ela tirava as cuecas. Tinha uma cona linda. Pequena e toda rapada.

- Anda - disse-me, abrindo as pernas.

Coloquei o preservativo e aproximei-o da cona dela. Penetrei-a lentamente. Ela estava de olhos fechados...

A introdução foi lenta. Foi das conas mais apertadas que tive o prazer de comer. Passados poucos segundos começou a movimentar-se energicamente. Aquela miúda tinha uma genica...

Levantou-se e sentou-se em cima de mim. Cavalgou da mesma maneira até nos vir-mos. Os gemidos dela eram roucos.

Fizemo-lo mais 2 vezes. Acabamos a noite com um duche quente e prolongado. Troca-mos muitas carícias. Fiz que com que viesse com a minha boca. Ela respondeu da mesma maneira. Vim-me para o peito dela.

Vestimo-nos e fui leva-la onde tinha deixado o carro.

Desde esse dia já estivemos juntos algumas vezes. Basta 1 mensagem de telemóvel e encontramo-nos. É uma das pessoas que mais prazer me dá.

Entretanto arranjou namorado, mas mesmo assim, continua a vir a minha casa...

cont1979gmail.com

Comentários

18/01/2010 15:43:08
hahaha, tadinho do corninho
14/01/2010 18:05:27
excelente conto! :) trocamos msn?
09/09/2009 19:28:38
Assim mesmo que elas querem e piça conta mais !! gostas delas mais velhas e cona rapada assim nao ficamos com pelos no dentes dal-he mais

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


XVídeos mulheres das colchão na toda gostosa charmosa mas funcionacontos de corno minha namorada virou puta de um traficantecontos eroticos gay meu vizinho de dezenove me estuprou dormindo quando eu tinha nove anosjornalista77 contos eroticoconto erótico meu pai abuso de mim quando eu tinha cincoanosirmão pauzudo fudendo a irmazinha mignon icvidiopornovizitou a. amiga levou foi rola x videoscontos eroticos negao pegando japonesaContos eroticos adestrando o viadocuzinho apertadinho rosto lindinhocasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetaconto filho pirocundo dando banho na maehomens de braços grandes e pau durodeu remeduo p/ mae dormi efode com elagarota ciclista bermufa socada na xanaver somete vidio duas pica grade na buceta virger saiu sangeContos eróticos tarados na madrugadavídeo de sexo com mulheres acorrentada em senzalaas pornoPorhb vovo porfavor nao fasa iso eu ainda sou mocinha eu nao quero contos eroticosconto erotico meu primo me enganou e comeu meu cucomadre milhadinha dando pra ocumpadre pornosexo minha mulher me dando minha sogra de presentevídeo pornô com boneca de silicone de 80 kilos pela XVídeo pornôcontos bulinando minha tetinhaincesto tio tirando virgindade da sobrinha de dez anos no semáfororapaz com pau enorme na prai de nudismo no brasil e gostosa nao resiste e da p elepornô brasileiro mulheres comendo outra com pipador falando putariacontos sogro e noranovinha deixou o tii passar a mao na bucetinha em troca de dinheirofilmes de diabo comendo ninfetas da belosexovedios sexo na cozinha novos conhadas pau grandes novosvizinha fudendo na hora do almoçovídeos de pornô com homem com homem o homem chamando shampoo no pinto do outro e lambuzando de xixicarente abraçadinha no sexo pornobaixar vídeos de irmao comendo a buceta linda e gostosa da irma depois que os paissaemhttp://www.homoprazer.blogspot.com.br/casadoscontos eroticos meu professor me comeu.a quando vc e virgem e transa fala com a pessoa q e virgeme na ele fala q vc e muito gostosa pqrapaz com pau enorme na prai de nudismo no brasil e gostosa nao resiste e da p elekomendo kuvirgensreymer ,eroticogozda de mjlher cue gorra lonjedotado se a mão no cu da vagabunda tá depositei o pintocontos eróticos sobre cunhadabucetudavideo porno atentano a namorada corno escondidolugar onde o rio nasce xvidioXvideo.meninas.nemor.violada.dormido.figidoconto fui estuprada por pauzudocontos eeroticos gay meu amigo se declarou pra minporno e escondim uma camera e vim a putarinhaver mulher preta encurta uma chupando a buceta da outra cima do dente queironovinha fazendo exame toxicológico xvideos.comvideos porno de casadas que escreve na bunda corno felis e fodi muntocontos eróticos meu maridoviado corno na zoofiliavideos de pornodoido levou anovinha pr fode demadrugadamau encostei a penis no cuzin dela ela ja se gozou todarelato quenquinha velha Moreena Fudendo A Mil So Na Bucetade bruços sinto a cabeca entrando com forca no meu cuzinhocontos eróticos eu e meu sobrinhovideos porno negao so os tapas estralandoxvidio confusão em família pai gosou dentro da bucetautimu vídeos d mulher famosa fudeno e gosandoporno engoliu a porra e catinou mamanolavano a becetacomeram minha buceta no carnavalfilha assiste porno no quarto e mae e comida por outro e mae escuta barulho estranho e vai ver o que e e ve a filha se masturbandoSodomizando mae e filha contosas bucetas mais esgassadas gozandosexo ela nao quis da so acariciarengolimos rebolando de fio dentalcontos eroticos nunca pencei disperta tesao en outro homem com minha bundacontos eróticos gays,uma amizada aguenta tudo,Marcos