Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

A Professora de Piano

Autor: Adam Carter
Categoria: Heterossexual
Data: 08/09/2009 21:33:01
Última revisão: 12/03/2010 16:43:58
Nota 9.29
Ler comentários (9) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Um de meus maiores hobbies, senão o maior, é ser músico. Tenho uma facilidade incrível para aprender a tocar instrumentos musicais...

Quando tinha 14 para 15 anos, meus pais me matricularam num conservatório musical para aprender piano.

Durante 6 meses fiz aulas de piano neste conservatório. Minha professora era uma mulher de, na época, 35 anos. Seu nome era Amanda, tinha longos cabelos ruivos, naturais, únicos. Olhos castanhos, pele branca levemente com sardas. Nada de tão especial.

Era farta de seios, de bunda...

Era casada, e tinha duas filhas...

Com o tempo, Amanda foi demitida do conservatório e substituída por outra professora. Como eu estava já acostumado com a didática de Amanda, não me vi satisfeito com tal substituição. Além disso, eu tinha uma relação de amizade com Amanda, e por estes motivos, acabei aceitando o convite de continuar minhas aulas, na casa de Amanda, onde ela possuía um piano Essenfelder muito bem afinado.

Todas as quintas as 08:00 horas, eu estava na sua casa, pronto para mais uma aula de piano. Era o primeiro aluno da quinta feira, e o único na parte da manhã, já que sobravam horários.

Eu me dava tão bem com Amanda, que ela me ajudava em sua casa com matérias como matemática, física e química em vésperas de prova. Tínhamos, ao meu ver, uma boa relação de amizade, e dizia ela que eu era seu aluno predileto.

Certo dia, encontrei com Amanda no centro da cidade, numa loja especializada em instrumentos musicais. Amanda perguntou o que eu fazia ali, e eu respondia que apenas cobiçava os teclados musicais daquela loja. Convidou-me então para acompanhá-la numa caminhada rumo às nossas casas. Não morávamos relativamente perto, mas dava-se de fazer um caminho em comum. Prontamente, aceitei.

Naquela longa caminhada, conversávamos sobre assuntos diversos. Eu tinha apenas 16 anos, era virgem e inocente, em nenhum momento cheguei a cobiçá-la ou desejá-la... Bobinho, eu...

O interessante é que, quando passávamos por avenidas movimentadas, Amanda segurava minha mão para atravessar tais avenidas. Bem, eu já tinha 16 anos, como disse, não necessitava de tais cuidados... Mas passou despercebido por mim...

Fomos juntos até perto da casa de Amanda, até que eu peguei a direção da minha casa, e ela da dela.

Na quinta-feira seguinte, lá estava eu, de bicicleta as 08:00 da manhã em frente a casa de Amanda, para mais uma enaltecedora aula sobre a musicalidade de Mozart, Bach, Bethoven e outros renomados pianistas...

Tinha um exercício de um livro de partituras chamado “Leila Fletcher Piano Curse” que eu estava tendo alguma dificuldade para fazer. Na verdade sempre fui muito bom de ouvido, mas péssimo em partituras. Tinha uma dificuldade imensa em claves de Fá.

Amanda, como uma boa professora que era, então sugeriu que se eu conseguisse fazer os primeiros compassos sem errar, eu ganharia um beijo como prêmio. Um beijo no rosto? Não deixa de ser um incentivo, pensava eu...

Me esforcei, e após alguns erros, consegui fazer os tais compassos sem erro ou esbarro de teclas algum...

Pra minha surpresa, Amanda virou meu rosto, e começou a beijar a minha boca, movendo sua língua entre meus lábios.

Garotos de 16 anos geralmente ficam extremamente excitados em extremo pouco tempo. Não foi diferente comigo.

Voltando a aula (como se fosse possível), disse Amanda que se eu conseguisse terminar os compassos restantes, ganharia outro tipo de recompensa...

Agora eu estava realmente interessado na tal "recompensa"...

Depois de alguns esbarrões, erros e finalmente uma versão perfeita, fiquei esperando então a misteriosa outra recompensa.

Amanda então beijou-me novamente, só que desta vez colocou a sua mão direita por dentro do meu shorts, e começou a me masturbar... Nossa! Nunca nenhuma mulher tinha feito aquilo comigo... Eu estava ficando louco.

Era uma mistura diferente e até então agradável entre um tremor de iniciante, e um tesão nunca antes sentidos nos meus "solitários" momentos de excitação.

Disse então Amanda, que se eu conseguisse tocar o exercício inteiro sem um erro sequer, a surpresa seria ainda mais surpreendente...

Eu não conseguia dizer nada... Um pouco assustado, um pouco tímido demais... só tentava me concentrar no máximo para satisfazer minha "curiosidade" de saber qual seria o próximo passo de Amanda.

"Nunca antes na história (...)", houve alguém que se concentrou tanto em algo.

Olhos fixos na partitura, e nota sobre nota, sustenidos e bemóis, finalmente consegui tocar aquela melodia com extrema perfeição.

O que um incentivo não faz? É a qualidade do ensino!

Então, Amanda puxou de lado o banco do piano, deslizando-o no piso de tacos encerados, ajoelhou-se em minha frente, devagarinho foi tirando minha bermuda - me mantia ainda trêmulo e paralisado - depois minha cueca, e levemente começou a beijar meu pau extremamente duro...

Eu ia a loucura...

Meu coração pulsava, minha pele suava...

O nervosismo tomava conta de mim...

Nunca vi meu cacete tão duro até aquele momento...

Aquela mulher provocava em mim sensações até então desconhecidas...

Logo após beijar começou a chupá-lo com extrema vontade, fazendo movimentos de entra e sai em sua boca...

Eu não conseguia me conter, e soltava tímidos tremulos gemidos de tamanho tesão que sentia...

Ela me alertava para não gozar, e avisar se tivesse com muita vontade...

Eu não precisava dizer... bastava ela sentir meu corpo começar a contorcer-se... Ela parava...

Hoje, eu poderia difinir aquela cena como um pleno "terrorismo sexual"...

Mas estava muito bom...

Então, ela me levou puxando pela mão até seu quarto, onde pediu que eu fosse tirando as peças de sua roupa...

Eu obedeci prontamente, e fui despindo minha professora de piano, até que ela ficasse totalmente nua...

Difícil foi aprender a soltar um sutiã... rs...

Seus seios eram muito grandes e de mamilos rosados, e sua buceta depilada dos lados, e muito carnuda...

Deitou-se na cama, abriu as pernas e pediu que eu a chupasse, ensinando detalhadamente como se faz...

Ensinou-me a mordiscar os lábios vaginais...

Ensinou-me como só com a ponta da língua quente, tocar o clitórios...

Ensonou-me a abrir sua xaninha com os dedos, e como colocar minha língua inteira dentro dela...

Eu me deliciava com esta experiência, e ela gemia de tesão de ver seu aluninho lhe dando tamanho prazer...

Pediu então que eu colocasse meu cacete dentro de sua buceta... Eu prontamente coloquei, e automaticamente já fiz fortes movimentos de entra e sai.

Vendo ela que eu iria com muita sede ao pote, tirou-me de cima dela, movendo-se por cima de meu corpo, encaixando sua buceta em meu pau, e galopando conforme sua própria vontade...

Apoiava suas mãos em meu peitoral, e fazia diversos movimentos que me levavam a êxtase sexual, mesmo que eu nem imaginasse o que era isso...

Quando ela percebia que eu estava em ponto de gozar, tirava fora, e esperava eu me acalmar... Desta forma ela se satisfez por muitas vezes...

Eu sentia meus testículos enormes e extremamente sensíveis, chegavam a doer com o contato com outras parte do corpo... Ela não permitia que eu gozasse... Era uma dominadora!

Amanda saiu de cima de mim, deitou-se de bruço ao meu lado, e pediu para que eu pegasse um frasco na primeira gaveta do criado-mudo. O tal frasco estava no fundo da gaveta, debaixo de outros objetos.

Fiz conforme ela mandou.

Olhei para aquele frasco branco escrito KY, e não fazia a mínima idéia do que se tratava.

Ela mandou que eu abrisse o frasco, que colocasse um pouco daquele produto em minha mão, e que espalhasse entre suas nádegas...

Assim o fiz... Minhas mãos suavam ao tocar aquela farta bunda...

Após ter feito isso, disse-me Amanda que eu iria comer o cuzinho dela, e que ela só dava ele para pessoas realmente especiais, tanto é que seu marido nunca havia comido ele...

Naquela altura eu já não estava mais tão bobinho assim e já pulei para cima de Amanda, e comecei a penetrar aquele cuzinho delicioso...

Com um pouco de dificuldade, consegui encaixar meu pau nele... Aquela sensação de "aperto" e os leves gritos de "ai" de Amanda me davam uma sensação sem descrição!

Como total liberdade, não precisou muito e rapidinho eu despejei nela toda a minha porra... Perdi completamente as forças gozando no cuzinho de Amanda...

Por cerca de 10 minutos estivemos deitados lado a lado, sem forças, e inacreditáveis no que havia ocorrido... Eu não acreditava no que estava acontecendo!

Amanda pediu para que eu fosse até o banheiro e tomasse uma ducha, pois, com palavras dela, eu estava cheirando a sexo... Com medo de que aparecesse alguém, tomei rapidamente uma ducha...

Após a “aula”, pedalada após pedalada rumo a minha casa, começou a "cair a ficha", e ainda sim me beliscava para ver se era verdade o que acabara de me ocorrer...

Durante todo o dia eu mantive um sorriso "chato" na boca pela brilhante e inesquecível experiência que eu acabara de viver... Uma história única de como perdi minha virgindade...

Após aquele dia, posso dizer que todas minhas aulas de piano foram cercadas de excitação, novidades e extremo aprendizado...

Penso...

Todas as mulheres quem eu transei e que satisfiz...

Todos elogios que ganhei após uma boa transa...

Devo a minha inesquecível professora...

Abraços!

Conto escrito por Adam Carter - Leiam outros contos publicados clicando no nome do autor)

(MSN: [email protected] - apenas mulheres)

Comentários

01/04/2013 18:43:38
Muito bom
29/11/2010 13:06:49
Um conto excelente, que nos deixa com muita excitação. Parabéns, você escreve bem e é sempre um prazer ler os seus textos. Um abraço da Portuguesinha.
21/07/2010 17:45:56
legal seu conto,sortudo vc ter uma mulher assim para lhe ensinar,
24/11/2009 19:32:53
belo texto companheiro..convidativo aos demais...meus parabens..
16/11/2009 22:08:24
baun
11/09/2009 20:51:09
hahahahahasensacioanl
09/09/2009 19:33:24
O que eu deveria dizer? Para ela parar? Tem coisas que é melhor ler do que ser cego...
09/09/2009 18:31:24
Você quer que eu acredite que além de você ter uma professora GOSTOSA de piano,ela ainda se insinuou pra vc,te chupou,te deu a bunda e vc nem se quer falou um nada com ela?
08/09/2009 21:43:38
Espero que Gostem!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


videos porno mulher goza muito se afrouxa as pernasnegão socando a rola no c* da neguinha fazendo ela arregala o olhocalcinha atirando de lado e mostrando abucetafilme porno gay papis negao abusa de jovem mundo bichacontos meu primo safado me vizitouasxxxxxcomxxvidio em quadrinho mulher de primo caderante muito safadaForcei minha mae e ficar nua conto incestomeu primo tirou minha cueca e cheirou minha rolagozou na bunda da irma lavano loucaconto erotico lesbico dei o troco no meu marido com sua amanteporno zoo contos em quadradinhos dupla penetracao insestopauzudo passando a vara no meninovídeo porno mulher faz sumi dentro dela penes de quarenta centímetro dentro deladei minha virgindade promeuirmãogêmeocontos eroticos de caminhoneiros fudendo homens em posto de combustiveisContinuasao do video porno do pia esfregando na mae video chinesprocuro. velho sadio amigo pauzidos gostoso so meueu gosto eu gostaria de ver uma coroa perdendo a virgindadeconto erotico sou travesti e vendi meu cucontos e historias de sexo de meninas de 8 a 12 aninhos reaisSo fotos de picas de 20 centímetros enfiado na bucetalevantou o vestido da coroa evagelica e passou a rola.commulher levanta o vedtido e leva rola na bundacontos eroticos meu padastro tirou meu cabacinho e alem de fuder minha bucetinha novinha agora ele tambem fode o cuzinho do meu irmaozinho bem novonholer contos eroticos de incesto pai carente filha safada short curtotravestis peitudas e dotadas rasga cu da mulheres dos peitos gigantespasando a mào na buçta da gostosafilho medico vai examinar o cu da mae e acaba em sexo insetomachos da periferia marentos na punhetaContos.minha.sobrinha.não.tem.cabelo.na.buceta.mas.ja.quer.fuder.contos eroticos gay dei a bunda dentro do cemitérioprovoquei e ele me pegou a forca na rua!!contos eroticosContos eroticos de travesti pauzudo estuprando meninoseu quero ver homens e mulheres se beijando pelado e como colocou o piru na no bumbum da minha ficou salgado se beijando peladosgritei quando ele botou na minha bucetapinto na bucetado novinho enfiando so a pontinha depois com força depois uma bela chupada na cabeca do pintoempresários do pau grande transando com homens mais lindo do mundo e musculosos e gostosos na pisina mete o pau grande que sai sangue misturado com gala gostosasfugio da aula para da buceda e leva gozada tendrocomedor enrabando professora virgemdando com dorbuceta pro pai irmaoconto eroticos mulher do corno na borrachariaxxvideo convite discreto amadorcontos eroticos tomei tudinho a porra do meu cunhadoiniciando meu marido experiência inversão videosxxxpoi no meu cu tiobelo sexo dormindo de conchinha com a tia so de calsinhaPAU SO NAS CUNHADAS COCOTINHAS GRITANDOescondendo atrás do Paiol pornôcontos lesbicos e penitencia no conventocontos de incesto estava com medo da chuva e dormir com a mamãeContos eróticos esposa e Sogragaroto hetero. Hetero na prisaopirocudo gozando dentropor tras da paredeinsesto istorias eroticas pai filas novinasComo se escreve “ manda video porno ” em inglesfraquei minha mae peituda dando no quarto para meu primo roludoconto eroticosgemeashomens passando o dedo na buceta das mulheres e elas alteradascontos a Loba tarada no analpicas monstruosas gozando nas tripasporno tia se destraiu e sobrinha ninfeta chupou o seu maridocoletania de pinto torto pra baixo gozandoBuceta criando pentelho fudendo brasileira adultawww.meu vizinho negao me estuprou mundobicha.comContos eróticos de incesto entre familias aonde todos mamam e foden em todas as posiçoes possiveis e de todo o jeito em orgiasnovinha apois uza droga trazanoContos eroticos.de filha ajudando paicontos pornôs mulheres lindas super gostosas que seus maridos liberaram para dar para seus amigos que tem paus bem grandes maior do que os deles elas adoramCOROA japonesa FOI PARADA NA RUA E ACEITOU FUDERconto de sexo com cunhadavideos de porno doido com coisas indessemtemenage masculino contosvideos porno amador fiz minha prima dos labios carnudos mim mamarmeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosliloca faz ananl pa ter akele rabovidio de puta lavano abuceta e tirano bora pra fora