Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

A sobrinha, a amiga, e a mãe 5

Autor: valeriobh
Categoria: Heterossexual
Data: 29/10/2009 19:32:38
Nota 7.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Como narrado no conto 4, levei Lívia, a mãe da minha putinha adolescente Andrea, a chácara onde fazíamos nossas festinhas sexuais, juntamente com minha sobrinha Eva. Ela não agüentou quando viu um homem quarentão, comendo duas ninfetas, e deixando-se levar pela natureza, não resistiu e acabou participando da transa, inclusive chupando e sendo chupada pelas meninas (embora elas não soubessem quem era a outra mulher, por estarem ambas amarradas e vendadas). Lívia entrava diariamente no msn querendo mais notícias sobre elas. Acabei enviando pra ela alguns e-mails contendo gravações de minhas transas com as meninas, escondendo dela, porém, que também havia gravado a transa com ela. Aos poucos notava que aquela mulher, com 35 anos, mãe de família, estava se transformando numa perfeita putinha submissa, uma escrava sexual, porque tudo o que eu mandava ela fazer, ela fazia sem ponderar, inclusive se masturbar na frente da cam enfiando o cabo da escova na xota, sair sem calcinha, etc. Ela me pediu para que fossemos novamente a chácara, mas disse que não, que uma mulher vagabunda como ela, que gosta até de chupar a buceta da filha, tem que ser comida num hotel de rodoviária, junto com as demais putas da praça, e assim fizemos. Mandei que ela fosse até um conhecido ponto de prostituição, perto da rodoviária de BH, vestida com uma roupa brega e curta, sem calcinha ou sutiã. Avistei Lívia, e vi no seu rosto um misto de medo e tesão. Me aproximei dela, a puxei pelo braço e sem nada dizer a conduzi até um boteco pé-sujo, e pedi cerveja pra nós. Dentro do buteco só tinha puta feia e homem brega, daqueles que somente conseguem comer mulher pagando R$ 10,00. Sentei ao lado dela, e passei a acariciar suas coxas, abrindo-as, possibilitando que as pessoas que estivesse à sua frente tivessem a perfeita visão de uma buceta depilada, bem tratada, de uma bela mulher. Sai por uns instantes, em direção ao banheiro, e fiquei observando a aproximação de um negão banguela. Ela abaixou a cabeça e nada respondeu ao negão, e quando ele fez menção de acariciar seus seios, fiz barulho para que percebesse meu retorno. Paguei a conta e disse-lhe bem alto, que iríamos meter até esfolar a xota. Como a escada de acesso ao hotel era bem íngreme, pude ver por traz um brilho na sua buceta, e quando perguntei o que era, ela disse que chegou a gozar sozinha, quando o negão lhe disse que ela era uma puta bonita e que queria meter com ela. Disse se estivesse sozinha, teria ido com ele. No xexelento quarto, a coloquei de quatro na cama, mandando que apoiasse as mãos na janela, que fiz questão de abrir. Aproveitando que sua xota já estava devidamente lubrificada, meti minha pica sem muito esforço, e passei a bombar, dando-lhe tapas na bunda, e puxando-lhe os cabelos. Quando estava quase gozando, a fiz ficar de joelhos e enfiei minha pica em sua boca, gozando uma grande quantidade de porra, sem que deixasse ela desperdiçar uma gota sequer. Conversamos sobre sua mudança como mulher, e ela disse que nunca poderia pensar que estivesse realmente gostando dessa sua nova fase sexual, e que faria com prazer tudo o que eu, seu novo dono, determinasse. Ela era minha propriedade. Disse que queria meter nela e outra mulher junta, e ela disse que também gostaria, mas que não fosse sua filha, porque não queria que a menina soubesse para não perder o respeito como mãe. Perguntei se ela tinha alguma amiga putinha, e ela disse que não. Falei que todas as mulheres nascem putinhas, e que algumas não tem o prazer de conhecer esse lado, bastando, apenas, um empurrão, como aconteceu com ela. Disse-lhe que logo ela iria transar pra valer com minha sobrinha Eva, ocasião em que ela me perguntou se eu comia a mãe dela, minha cunhada Dora. Dora, mulher do meu irmão, era uma bela e interessante mulher, e embora já tivesse fantasiado uma bela metida com ela (qual cunhado nunca desejou comer a cunhada). Lívia, então, disse que era amiga dela, e que em conversas picantes, Dora deixou a entender que tem fogo na periquita, e quando estavam vendo uma revista playboy, notou o interesse dela nos corpos feminino. Mandei Lívia aliciar Dora. Dias após, Lívia me contou que chamou Dora pra uma visita em sua casa e conversaram sobre fantasias sexuais. Lívia disse que puxou o assunto, dizendo que havia visto um filme contendo uma transa com duas mulheres e um homem, e que ficou com tesão, se vendo no meio da cena, ocasião em que Dora lhe confidenciou que também tem essa fantasia. Lívia então perguntou porque não a realizava, e Dora disse que o marido era muito careta e jamais concordaria. Lívia então disse que deveria procurar outro homem mais liberal, e ambas riram. Dora lhe perguntou brincando se ela não conhecia esse fabuloso homem, e Lívia, séria, disse que sim, e se ela quisesse, ambas poderiam realizar juntas a fantasia sexual. Meio atônica, Dora não se deu conta da aproximação de Lívia, que quando deu por si, estavam as duas se beijando ardentemente, e aos poucos uma foi retirando a roupa da outra, até irem nuazinhas pro quarto, onde transaram a tarde inteira. Lívia disse que não contou a Dora quem era o homem, mas que ela havia concordado, desde que ele fosse discreto e gostoso. Valeriobh

Comentários

24/01/2012 18:26:17
Horroroso! Você até que escreve bem, mas esse está ZERO!
29/10/2009 22:37:22
Os primeiros contos ainda gostei, mas esta revela uma alma sádica, misóginica de alguem que tem problemas psicológicos ou traumas com mulheres e se diverte sádicamente em humilhar e torturar mulheres.
29/10/2009 21:45:17
sensacional

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


fotos enfermeira gostosa pega rola pascienteamenina do cu arrobado pelo negrao e gritandoWww.vidioerotico.deminas.geraís.com.negão barbarizou a novinha de bruçosconto erotico aprendendo amar em parte Igretchen mua chopano 2007min engravida amor porno sacanaputa adora trepar squirthistoria-erotica de entiado bem dotado fudendo a entiadaporno clAsSico primeira vez de um molequeWww.mulheresemaridoscornos/porno video pornodoido casal transa dentro de uma poça de lamacontos eroticos sou safada mostrei meu cu para amiga como estava largopeguei na cinturinha e soquei tudo sem ela perceber no cuzinho ai amor nao quero mais vc me maxhucou xvideospadrasto cavaloDesabafo real de uma mae contos ero cap,IXmacho coloca aparelho na xana da safada para enxergar o fundo do buracoensopando o cuzinho com gelContos eroticos de mae da banho filho com braço e perna quebradagranny de 69 chuoando cokc grandeporno doido ze buscape transapornocaseirogosandodentroconto erotico nora carenti fudendo cm sogra pirocudohomem escroto excitado gozando gemendo no grelo pra caralhopulomuitoem.cima.de.mim.pornoo cunhado cunhado esfregando a rola na na no rabo da cunhada de sainha de seda pretawww.xvideos novinhas dando um emprevisto pra foderbucetinhasequinhavideo porno mulher dando primeira vez na frente do marido casa de cuingue curitibaPoliciallindo tarado fudedorcontos pornôs mulheres lindas e muito gostosas que seus maridos liberaram para seus amigos que tem um pau bem grandexvideos com pomba gira brasileiros encorporadascontos eroticos comendo a sobrinhaporno doido travetis fundenoEdufera cintosnu onibos lotado os homens se revezaram para me fuder e passar a maobbw q curta peidar contos reaiscontos eroticos estuprada pelo gariconto puta cacete rola xota trepada chupar cachorratadinha chorou pra na da o cu xvidiox cabacoporno pai e filhinha no maio saroContos eróticos dedadas gostosas na buceta dentro da banheirafudendo francy vestidinhocontos erotico cm irmacontos erótico minha filha de shortinho curtoconto comi a coroacontos eroticos minha namorada virgem e meu amigo pauzudomulher gostosa dando para novinho cheia de tesao em sua casonaContos novinha bolin d pel titia enquanto o tio dormevídeo de sexo pornô garganta hipertrofiada engolindo monstro hiper dotadoxv novinha brinca com cachorro e fica agarrda na picaComo era as bucetas no tempo da minha avócontos de sexo depilada na praiavídeos pornô com novinha gostosinha Sukitacontos eroticas provoquei meu cunhadoContos eroticos gay funk traficanteporno brasileira envolvendo ninfeta no celeiro da fazendapau alejado fodeno estourado abusetaContos de primeira transa virgem detalhadamentearromba meu c* que é para quando o c**** chegar em casa meu c* tá toda arrumadinha XVídeoscornolandia contosfotos padrasto come cu da emteada pau gigantemillasissyAmém tempinho comendo veado vídeo pornô vídeosou casada e dei o cu para outro homemgozando dentro da mignonzinhanegona dizendo no cu naocontos de incesto mãe ensinando filha a da bucetinha na infânciaseita crossdresserbaixar filme pornográfico de coroas transando buceta com buceta liberado para assistir e já funcionandoWww.mulheresemaridoscornos/porno contos boquete pagamentonão sei Teixeirinha gostosa arrombadamin engravida amor porno sacanacoroas homens defloração vaginal relatoscasa dos contos eroticos/julianapornodoido travesti do brasil dano leite fartowww.meu vizinho negao me estuprou mundobicha.comquero ver fotos de buceta de saquinho de geladinhozoio filme antigo erótico animalescogostosas chupando barman na festapromo gostoso me fudeu contos eróticos gayPornopiroconacontos eroticos com fotos madrinhas coroas com novinhos roludosCasal aclimação quer homem para sexo a 3 menage on linemostrando buceta po amigo pater uma xvidiomano nao me tente incesto contoscontos feminizacao gay chantagemcontos erotico sobrinho pausudo so de sungacontos eroticos cheguei casa escorrendo porra cornospicas monstruosas gozando nas tripasmarido goza batendo uma vendo mulher agarrada por outro machoUma coroa evagelica fudedo de saia cupridaso puta dancando sexual e menor mostrando o peitinho e bucetinha enchada marcado a calcinha