Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

renascendo do incesto parte 6

Autor: Esme;)
Categoria: Heterossexual
Data: 01/10/2009 04:18:04
Nota 9.26
Ler comentários (21) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Os dedos dele passearam pela minha rachinha sentindo a umidade dedilhando, acariciando e pressionando delicadamente o meu grelinho eu fechei os olhos e lancei minha cabeça para trás em expectativa do meu gozo que se anunciava fracamente, então os dedos dele saíram de mim dando lugar a língua e depois a boca sentido o hálito e o calor que me invadiram me atordoando e me levando a gemer rouca de tanto tesão.

Mas aquilo ainda me parecia pouco eu queria mais e tomada pelo tesão e soltando baixos gemidos eu pedi :

_mãeeeeeeeeeehummmmm.chupa meus peitinhos chupaháaaaa

Ela veio rápida! Abraçando-me por trás, apalpando meus peitinhos e espalhando beijinhos pelo meu pescoço alternando com mordidinhas, me arrancando suspiros de satisfação e levando as mãos por dentro do meu vestido passou a apalpar e beliscar de leve meus biquinhos rígidos que latejam desejando toques e carinhos eu já estava entregue as sensações que tomavam meu corpo, mas uma surpresa me levou ao êxtase. O meu padrasto levou um dedo à entrada da minha bucetinha brincando e deixando que ele escorregasse delicadamente pra dentro de mim. Não fundo, só na entradinha, mas aquilo era o suficiente pra tirar toda a sanidade que eu tentava equilibrava em meio a tantas sensações, não pude mais conter os gritinhos histéricos que escapavam dos meus lábios e comecei a me contorcer em espasmos que eram quase que violentos e desconexos,sendo vencida e levada finalmente ao gozo, eu sentia tudo tão intensamente bom !Que fui levada a um transe onde tudo que eu sentia eram prazer e letargia.

Fiquei no abraço de minha mãe me recuperando do estado letárgico que eu me encontrava sentido suaves espasmos enquanto meu padrasto me sugava me dando uma nova onda de sensações. Eu estava novamente quente tomada por uma sensação deliciosa, que me excitava ainda mais. Como se o orgasmo de antes não tivesse me saciado, só tirado a pressa a urgência que eu sentia. Era tudo tão bom! Eu adorava a sensação daquelas bocas em mim e eles pareciam adorar me ter daquela forma. Perguntei-me o quão bom seria ter eles pra mim senti-los e antes que uma nova onda de gozo me tomasse eu falei:

_Agora é minha vez!Ta

meu padrasto me olhou confuso e falou:

_ hnão entendi brisa! Vez de....

_De senti vocêsQuero fazer com vocês o que vocês fazem em mim! Entãoposso?hum

_Vem mãe me deixa provar você um pouquinho! Deixa?

Fiz beiçinho na intenção de consegui o que eu queria infantil eu sei, mas antes que eu pudesse me envergonhar ou me arrepender eu vi ela se derreter em um sorriso de tirar o fôlego e pulei da mesa quicando de felicidade, me deliciando em ver que ela parecia ter dificuldades de me negar o que quer que fosse. Peguei-a pela mão e puxei até o sofá fazendo com que ela se senta-se, eu tava eufórica e sem a menor noção de como começar, e então fiquei parada na frente dela me perguntando como agir, ela esperou pacientemente enquanto meu padrasto posicionava uma cadeira perto de nós ele nos olhava com expectativa e interesseeu tava realmente indecisa em como começar e se ia gostar do que estava preste a fazer então decidi ir com calma e decidi que o que eu queria realmente era sentir a minha mãe, não como mãe, mas como minha!Ajoelhei no sofá ao lado dela e acariciei o rosto dela com as minhas duas mãos. E prendendo delicadamente o rosto dela com as minhas palmas eu me inclinei para capturar os lábios dela com os meus próprios, começamos com um beijo divagar lento de reconhecimento, até que eu decidi que estava muito divagar para o meu gosto e forcei os lábios dela a se mover mas rápido e mais forte contra os meus, nossas línguas começaram a ser mais velozes mais corajosas se sentindo por vezes macias ou em outros momentos rígidas uma contra a outra,quando me dei conta estávamos em um beijo que realmente tirou o meu fôlego, rápido intenso cheio de uma paixão que eu nem sabia que cabia em mim minhas mãos ganharam vida própria deslizando pelo corpo da minha mãe sentindo, tateando eu senti ela estremecer quando minhas mãos finalmente chegaram aos seios fartos e lindos dela, me detive ali acariciando e apalpando, sentido a maciez daqueles seios e a rigidez dos bicos senti vontade de pólos na boca e assim o fiz, desci em puro instinto buscando com a boca o que eu tanto queria beijei-os, e mordi levemente aqueles bicos intumescidos ainda por cima da blusa mas que mesmo assim me davam água na boca

Parei arfando olhando pra ela e a encontrei de olhos fechados de lábios entreabertos respirando rápido e irregular aquela visão me encheu de um tesão emfurecedor eu sentia minhas coxas ensopadas do meu próprio mel, e um desejo imenso de prova - lá me dominava.

Abri os botões da blusa dela e baixei o sutiã com a maior rapidez que eu pude e caí de boca nos peitos mais lindos que eu vi .era delicioso ter aqueles peitos a minha dispocisão eu passei a beijá-los e sugá-los com adoração e firmeza, com fome, sendo saciada pela maciez daquela pele, pela sençasão dos biquinhos rígidos em meus lábios e dentes.há! Era incrível ouvi os gemidos dela e os sussurros, e saber que era por mim!Eu sentia arrepios varrer meu corpo quando os gemidos e sussurros dela enchiam a sala:

_aii filha!...Hummmmmmque gostoso....háaaaa..hummmm.....que delicia

de boca a minha filhota tem aiiiiii

Aquilo era bom, mas era pouco eu tinha outro objeto de desejo que eu não sabia o gosto e fui à caça dele ainda mais faminta. Desci do sofá e cheia de pressa abri as pernas da minha mãe deslizei minhas mãos por dentro da saia que ela vestia e alcancei a pequena calçinha que ela usava e a puxei ela ajudou levantando o corpo e assim que a calcinha saiu eu a puxei deixando-a na beiradinha do sofá escancarando a perna dela o Maximo que eu consegui e afundando meu rosto entre suas pernas

Aquele pedacinho de carne vermelha me fascinou me deixando hipnotizada, vi também que ela escorria e sorri em aprovação da abundância de carne e mel que aquela buceta me oferecia fui levada em estado de transe a lamber aquela buceta linda, vermelha e que eu constatei que estava quente muito quente a umidade e calor me levaram a abocanhar aquela xoxota com um prazer que eu não imaginava que ia senti. Enquanto minha mãe urrava e gemia alto de prazer .eu abocanhei o grelinho dela e senti uma vontade gigantesca de brincar com ele e foi o que eu fiz passei a morder e assoprá-lo entre as lambidinhas que eu dava acho que ela gostou daquilo por que além dos gritos e gemidos ela passou a se contorcer fazendo com que eu tivesse que usar minhas mãos pra manter as pernas dela abertas pra mim. ela gritava e passou a pedir entre os gemidos :

_háaaaaaaaahummmm.enfia os dedinhos na mamãe amor ...hassim chupa forteháaaaaaaaaaaessa sacaninha sabe chupar uma buceta hummmmmmmusa os dedos filhota aiiiiiiiiiiiiiE eu atendi enfiei um dedo divagar cheia de receios e movimentava ele enquanto a chupava faminta bebendo tudo o que aquela xoxota me ofericia.com gosto e fome.

Ela pedia mais e eu já mais corajosa enfiei outro e movimentei rápido chupando forte e mordendo de leve ela em um dos gritos arqueou o corpo se contorceu me prendendo com força no meio das pernas dela quase me sufocando e depois relaxou, uma torrente daquele liquido que eu adorei saiu de dentro dela e eu suguei tudo, tudo mesmo deixando tudo limpo e seco os suspiros dela me diziam que ela estava satisfeita mas assim que eu constatei que não tinha mas nem uma gota eu levantei o rosto pra perguntar:

_ fiz direito mãe? Não te machuquei não né?

_querida! Foi incrível. Eu nunca senti uma boquinha tão deliciosa! Aonde você aprendeu tudo isso moçinha?(estouramos as duas em risos e eu respondi)

_sei lá. Só fiz o que me dava vontade foi tão gostoso! Posso fazer dinovo ?(rimos de novo e dessa vez a risada grave do meu padrasto soou forte nos fazendo lembrar dele, olhamos pra ele. e ele disse )

_que tal depois? Hum é melhor irmos almoçar. Melzinho de xoxota não alimenta ninguém moça.

Caímos todos na gargalhada mais realmente a minha fome era outra, e eu soltei leve e sem medo:

_há não! Eu queria você agora? Falei fazendo beiçinho o vendo balançar com o meu pedido ele ficou imóvel depois deu uma risada nervosa e disse:

_há! Hum.... Você quer? Eu. Sei lá achei que você, bom hum... É.... se você quiser

_eu quero!

_tudo que você quiser então, mas que tal depois do almoço hum?Já é quase 14h30min não vamos achar um restaurante bom aberto se demorarmos mais .

Eu fiz beicinho querendo ficar e desfrutar da intimidade que finalmente consegui ele vendo a minha relutância falou:

_pequena! Não quero que passe tanto do seu horário de almoço não estamos certos de que você está ok ainda. Seja boazinha e terá o que quiser ok

Ok aquilo me venceu. tudo o que eu quisesse, ótimo!Era tudo o que eu queria ouvir e eu queria tanta coisa. resolvi ser boazinha e cooperar logo estaríamos em casa e finalmente eu teria ele, eles do jeito que me desse vontade a expectativa daquilo me levou ao céu minha mente voou durante todo o almoço eu só conseguia pensar em como eu ia experimentar tantas coisas novas e em como eu conseguiria absolutamente tudo o que eu queria, eu era pura expectativa a ansiedade emanava de mim em ondas a única conversa que me prendeu a atenção foi quando eles me questionaram como eu sabia o nome da Carlaeu contei, disse que os tinha visto na edícula contei tudo! Até que eu tinha saído engatinhando até entrar em casa e do susto que tomei com ele de cueca na cozinha de ter explodido em gargalhada da situação, de velas indo embora da minha janela, eles fizeram uma cena de chocados arregalando os olhos e exclamando:

_há! Bonito né moça?

Eu me assustei achando que eles tivessem achado que eu passei dos limites, mas logo eles começaram a rir e eu relaxei rindo com eles. Ainda rindo ele pediu a conta pagamos e entramos no carro no caminho eles conversavam e eu .Eu me preparava imaginando por onde começaria eu queria saber, conhecer tanta coisa nova adquirir tantos sabores e então finalmente ele anunciou me arrancando das minhas fantasias:

_chegamos!

Eu pulei do carro impaciente desejando que eles se movessem rápido eles olhavam e riam da minha pressa enquanto eu impaciente segurava a porta aberta pra eles entrarem, quando finalmente eles entraram e eu finalmente fechei a portaCONTINUABom vou tentar postar o mais rápido que for humanamente possível a continuação. espero que vocês gostem comentem e votem aos meus adorados leitores assíduos e deliciosamente ávidos como tarado 26 e galford um sincero perdoe me pela demora tava um pouco enrolada mas tudo resolvido, postando agora religiosamente ok.a todos os outros leitores OBRIGADA por ler minha vida . e há esse capitulo foi carinhosamente dedicado a você tarado 26 espero que tenha gostado.

A todos beijos, e aguardem o PROXIMO.

Esme

Comentários

09/10/2010 16:31:27
Desculpa não ter comentado este nem os anteriores, mas votei em todos.
17/02/2010 23:38:43
Olálá! Isto não é um conto. É uma obra prima, literária! Se os grandes escritores escrevessem safadezas, poderiam escrever igual a Esme, mas nunca melhor! Perfeição em tudo! Me penitencio por não ter vindo ler antes. Nota infinita ao talento! Tua helga
02/12/2009 22:13:07
muuuito show, continue
21/10/2009 23:28:10
Esme, vc reclama de falta de tempo para escrever seus contos, mas a data da sua última publicação é, ou seja, 20 dias. Acho que já está na hora de vc finalizar o conto. Como já falei em contos anteriores essa espera (20 dias) não é agradavel para os leitores. Um grande abraço do tarado 26.
21/10/2009 23:27:37
Esme, vc reclama de falta de tempo para escrever seus contos, mas a data da sua última publicação é, ou seja, 20 dias. Acho que já está na hora de vc finalizar o conto. Como já falei em contos anteriores essa espera (20 dias) não é agradavel para os leitores. Um grande abraço do tarado 25.
17/10/2009 01:15:32
Otima sequencia... Estou ansioso pela continuação... Imperador Anonimo
16/10/2009 17:51:53
se vc pudesse imaginar o quanto eu adorei seu relato,meu PAU ficou tao duro q parecia q ia estourar,nota 10 X 10... meu msn se quiser me relatar pessoalmente estou aqui ansioso v deve ter uma bucetinha com sabor de mel mesmo...
16/10/2009 17:50:59
se vc pudesse imaginar o quanto eu adorei seu relato
14/10/2009 21:18:20
Obrigada pelo elogio no meu conto "O PADRASTO",vindo de vc é mais que um elogio... afagos, Loira Carnuda
08/10/2009 22:51:03
Oi Esme meu amor, prometo não ser grosso novamente. Estou louco p/ continuar lendo seu conto. Não me mate de angústia!!!!!!! Novamente beijos na sua xoxotinha linda!!!
05/10/2009 20:14:12
Esme;) adorei seu conto, ja vi todos os seus. por mim vc é a melhor do mundo. e quem dera eu ter uma mãe assim ...
04/10/2009 15:29:39
Está ótimo
03/10/2009 02:53:53
Esses seus contos ficam melhor a cada dia! Delicioso! Espero ansioso pela próxima parte! Tenha uma boa noite. Galford
01/10/2009 23:05:47
Cara Esme, muito obrigado pela dedicação do conto. Espero que vc entenda a minha ansiedade, pois o conto está extremamente interessante. Suas experiências são muito excitantes e me deixam louco, e por isso acabei perdendo a compostura. Novamente um grande beijo na sua xoxotinha.
01/10/2009 17:37:38
Beleza de conto, mas não demora pra postar o resto...
01/10/2009 14:06:25
Esme querida,simplesmente estou adorando seus relatos,agradeço aos comentários que você vem postando nos meus,mas akie retribuo o seu carinho.Sua 'vida' é simplesmente excitante,adorei cada conto seu e espero ansiosamente pela continuação.nota dez.bjos e abraços,A.K.C.C.B.
01/10/2009 14:00:08
Olha,não sei se é verídico ou não,e minha intenção aqui,não é cortar o tezão de ninguém,mas se no lugar de sua mãe,vc dissesse,que era sua tia...Despertaria um pouco mais de gozo em mim!Mas tá ótimo!Parabéns!
01/10/2009 13:35:06
Nossa! Quase perco o folego. Aguardo anciosa seu proximo contos. Parabens. Bjs
01/10/2009 10:42:15
PARA MIM E UM POUCO CONFUSO ENTRE FILHA E MAE, CADA UM SABE DE SI,E CADA UM LEVA UMA VIDA DIFERENTE TENDO ADQUIRINDO UMA PERSONALIDADE DIFERENTE, EU NAO ME IMAGINO NESSA SITUAÇAO MAS ADMIRO TUA CORAGEM E TUA CINSERIDADE...
01/10/2009 10:12:19
Não deixe a estória sem fim! É ótima!
01/10/2009 07:55:46
VOCE NÃO IMAGINA COMO FICO ANSIOSO ESPERANDO OS SEUS RELATOS, NOTA 10 É LINDO...BJS FOFA

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


japones enchendo cu da japinha dr liquido xvideodescobri que meu namorado da o cu yahhonovinha com beloto do grelo grandevideos porno gay de jander pauzaoeu sento no seu pau voce mim abraca e mim beija gostoso pornocontos de cornos revista private 2017fiadinho dano o cu gritano de dor pra um ttraveste palzudo pormo brasileiro gratesmae dis que filho rasgo a vuseta delaporno. jafaleii nãoxvideos sotados machucando velhas covardiaas baianas mais bucetudasfoi ajudar a irma estudar e pediu o cu como pagamentoXVídeos padrasto força menina chupa lhe ofendidoexperimentar sexo anal mesmo sendo heterossexual pode ser perigosocontos eróticos a mâozinha pequeninha da filhinhabucetinha super apertada sendo destruída por negao super roludo até arregalou o olhoContos de cochoro que estorou o cabaco da donamulher crente dando o cu pra dois pedreiro pauzudonovilhas rebelados no pauquero ver vídeo de novinha mostrando a b***** patinho que rola patinho de rola b*****contoseroticos encochando minha noracontos eróticos novinho punheteros Parabéns felicidadesgordo tenta escapar do negão mais ele pega ela na pose frango assado faz grita XVídeosmulher caga incontrolavelmente no sexoa mulher se arreba negao em fim todinho na buceta sua bola entra na bucetaporno de lingua dençendo a guelavídeos porno caseros esposinha fazendo suruba com 3homlekes cantando juntos no pornodoidoaenchi for anel sexpornô em Carmo da Cachoeira na ruaContos eróticos mulher do pastor dominou e humilhou minha esposaesposa vadia de shortinho curtinho batendo punheta p outro ba frente do cornomiguel tesudocache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho XVídeo pornô das Panteras trepando só com os irmãos ocupar esse corpinhoconto erotico a irmandade da anacondaporno aaii taduedo seu pau e groso ei fia tudo gosa ladentro eu quero caga sua porracontos eróticos filhinha novinha gostosa delirando no colo do papaifotos menina de 15anoa mostrando agozada na busetavideos porno mulher goza muito se afrouxa as pernastem lebica olaine 2017 pra comigo outra mulher por celularcontos real de incesto demaes fudendo com filho menor de dezesseis anosmeu primo me pegou cagando e comeu meu cuzinho me chamo vanessaContos eroticos entre padre e noviçacontos eroricos lesbicos de lactofiliaConto erotico estou louca pela picona do meu cunhadoVer contos de ciume do diario de um guei (sobre alam e biel).conto erotico boquete bokete mamadafiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contosnovinha indecente nao aquento me ver so de cueca pornocontos eróticos publicados por testemunhas de Jeováporno conhada nao aquenta atentacao e trai o marido conto gratis branquelo chupou a buceta da mulatacontos eroticos gostosa de camisola e a rola grossaotodiz porno"tesão e perigo em alto mar"chamou a enfermeira pra cuidar do marido e flagrou trepadabundas enormes aberdaasexo na sala fria comendo ela depois de tirar o fio dental boa fodacinquentona brincando com pauzudo dentro do carroxvidios mulheres fundeno na ginástica baixar filme pornográfico de coroas transando buceta com buceta liberado para assistir e já funcionandoconto erótico Inaraporno filha da pro pai e a mae naofala nadaContos eroticos mamaeeee uii aiimeu cunhado tirou meu cabacinhocontos sou um rainha do analcontos eroticos os pezinhos da sogratravestis bem dotado sendo errabados realvidio de novinha bricano de saia curta com a molecadacache:cB0rtZ1uQCMJ:https://zdorovsreda.ru/texto/2015051133 rapazinho mimado dando o raboprima separada com tesaoContos eróticos mulher do pastor dominou e humilhou minha esposa