Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Trem, tesão e suor no apagão

Autor: rio40graus
Categoria: Grupal
Data: 16/11/2009 14:48:01
Nota 8.67
Ler comentários (4) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Na terça feira passada estava saindo com a minha namorada da faculdade que fazemos em Osasco junto com uma amiga nossa Cibele em direção a ultima estação do trem a estação Grajaú da zona sul de SP.

O vagão estava super vazio e ficamos nos três no ultimo vagão afastados de todos conversando assuntos do cotidiano e o tema era o vestido da garota da UNIBAN. Tanto ela quanto a minha namorada vestiam uns vestidos floridos bem curtos com as coxas a mostra e de sandálias de salto alto realçando muito bem o corpo perfeito das duas.

A minha gata é uma morena de cabelos longos, alisados que vai até a bunda, já a Cibele é uma mulata com uns seios fartos e coxas grossas que deixava todos da sala loucos por ela. A viagem prosseguia sem nenhuma novidade, vire e mexe e dava um beijo gostoso de língua na minha gata deixando a Ci, puta da vida. Ela reclamava que nós éramos uns filhos da puta de ficar deixando ela com tesão com os nossos beijos.

O trem prosseguia a sua viagem e cada vez mais eu beijava a minha tesuda colocando a minha língua bem amostra para deixar aquela deusa de ébano mais excitada, logo sentimos um tranco muito forte no trem e olhando pelas janela percebemos um grande apagão em toda a cidade. Pelo microfone de emergência o maquinista tranqüiliza a todas no escuro total.

- fiquem todos calmos em breve a energia deve ser restabelecida, por enquanto permaneçam sentados em seus lugares.

A Cibele chegou mais perto de nós, falei para ela ficar calma e acalmei a minha gata com vários beijinhos, e confidencie para ela que estava louco para dar um beijo gostoso na boca da Cibele, se ela permitisse. Eu e minha gata somos bissexuais e já participamos de varias transas a três e aquela oportunidade não podia passar em branco ou melhor em negra rsrsrsrsr.

A Cris foi para o meu lugar e pegando na mão da Cibele foi ate o seu ouvido e confidenciou a nossa intenção já dando um beijinho de língua no ouvido dela. Ela chamou a gente de maluco e de outras coisas e logo depois perguntou para minha gata se ficaria em segredo tudo isso. Nós dois juramos que ficaria só entre nós e logo fui para o outro lado tateando o banco onde a Cibele estava ate sentar do seu lado e começar a enfiar a língua no seu outro ouvido enquanto a Cris já mordia o seu pescoço e enfiava a língua no seu outro ouvido.

Ela no nosso meio era divida por nós dois. Virei o seu rosto e tasquei um beijo gostoso na sua boca de tirar o fôlego, enquanto a Cris abria as suas coxas e procurava aquela xoxota carnuda com os dedos, ela gemia baixinho sugando a minha língua me fazendo ficar com o cacete durão que apertava sem parar e nada de a luz voltar, e eu ali com duas gatas fazendo todas as orações para os deuses do APAGÃO para que ficassem assim por mais uma hora se possível.

Logo a Cris pegou a Cibele pelos cabelos e fez ela sentir o seu beijo molhado a a sua língua nervosa invadindo aquela boca carnuda deixando ela louca, e resmungando que nunca tinha beijado uma mulher, mais que estava adorando. Eu já tinha descido e de joelhos entre as coxas de Cibele, procurava a sua buceta com a boca puxando a calcinha de ladinho e mergulhando naquela bucetona raspadinha de lábios grossos e com um grelo descomunal, peguei as suas coxas e apoiei nos meus ombros e me acabei de chupar aquele grelão tesudo, fazendo ela ver estrelas. Ela gemia baixinho que estava uma delicia, e pedia para Cris morder mais forte os bicos dos peitos dela, só assim percebi o que a minha gata estava fazendo devido a intensa escuridão que tinha na cidade.

Meti dois dedos na sua suculenta buceta que estava encharcada e não tira o seu grelão da boca hora mordendo hora chupando fazendo ela delirar de tesão, tirei um dedo da sua racha babada e soquei com tudo no cuzinho dela fazendo ela gemer baixinho

- Cris ele estaaaaaaa me deixandoooooo louca, ele esta enfiandooooooo o dedo no meu cuzinhooooooooooo

Deixei a Cibele um pouco de lado e levantei com tudo o vestido da Cris e procurei a sua bucetinha e me acabei do seu grelão também, as duas tinham bucetas carnudas, super beiçudas era 1 kilo de filet mingon para cada uma, me acabei na racha da minha gata, que pedia para a Cibele chupar os peitos dela com força, para morder gostoso enquanto eu socava o dedo no cuzinho dela também que estava toda esparramada no banco do trem. Fiquei em pé saquei a minha piroca que estava dura feito uma rocha e puxando a cabeça das duas fiz elas me chuparem enquanto elas se tocavam gemendo e pulando enquanto agarravam o meu cacetão com muito tesão. Sentei na cadeira do trem e fiz a Cibele sentar com tudo deixando aquele bucetão engolir e mastigar todo o meu caralho, e como rebolava aquela mutala. Ela parecia a globeleza da foda, fudeu muito o meu pau com o seu cacete atolada na sua racha, a Cris me beijava com força e tesão enquanto eu tocava no grelo dela que estava durinho. Abracei Cibele com o meu braço e fiz ela sentar com tudo socando bem no fundo tocando o seu útero, e mais uma vez soquei o dedo no seu cuzinho enquanto fodiamos sem parar. Tirei ela do meu pau e colocando a Cris de quatro no banco, meti fundo na bucetona da minha mina gata que puxou a Cibele e beijou ela com tudo, engolindo a sua língua fazendo ela delirar. A minha gata estava um tesão da porra e rebolava a bunda enquanto eu metia forte socando a piroca no fundo do se útero enquanto a Cris lambia e chupava a boca da Cibele que ficou de quatro no banco beijando a amiga com todo tesão, fui apalpando o corpo da Cibele ate que minha mão tocou no seu rabo delicioso e sem pensar duas vezes meti o dedão no cuzinho da tesuda que arqueou o corpo para o alto enquanto empinava a bunda mais e eu entrava com tudo no cuzinho dela. Tirei o dedo e mirei a piroca na entrada do cuzinho e fui empurrando ate o meu cacetao desaparecer dentro daquela mulata tesuda, peguei ela pela cintura e fiquei estocando enquanto a Cris foi para debaixo de nós e começou a chupar o grelo dela fazendo ela começar a gozar sem parar com a minha piroca atolada naquele cuzinho tesudo. Tirei o meu cacete feito um pedra do seu rabo e soquei com tudo no cuzinho da Cris que pedia para ser enrabada sem dó, meti com tudo na minha gata fazendo ela gemer gostoso e pedir para colocar mais fundo no seu rabo enquanto a Cibele sentada recuperava o fôlego depois da gozada que tinha dado comigo. Logo a Cris pegou ela pelos cabelos e meteu a língua na sua boca enquanto gozava sem parar tomando no cú e dedilhando o grelão que estava duríssimo, meti muito no rabo da minha gata que chupava a boca da Cibele com tudo. Tirei do cuzinho e soquei com tudo na racha da minha gata fazendo ela jogar o corpo sobre a nossa amiga, logo tirei o meu pau babado e puxando as duas pelos cabelos gozei muito dentro da boca delas, nunca gozei tanto não parava de esporra na cara delas e ainda ficamos mais de duas horas nos beijando os três fazendo juras para novos encontros, demorou muito mais logo que voltou a energia o trem partiu rumo ao Grajaú deixamos a nossa namorada em uma estação antes da final e partimos para nossa casa onde fudemos mais uma vez pensando em tudo que tinha, no meio da nossa transa ligamos para a Cibele e enquanto ela tocava do outro lado nós dois gozavamos sem parar escutando os seus gemidos e a sua voz.

Comentários

17/11/2009 18:47:11
Um pouco forçado, mas quase levantou meu cacete. vou te notificar com 7, espero outros melhores.
17/11/2009 18:40:41
humm amei quero amigos como vcs!!! moro em Osasco tb..me add [email protected]
16/11/2009 23:01:35
Show d ebola
16/11/2009 14:58:00
Sorte pra ti!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


fiume porno garoto senti tezao pela crentinhacacetudo comendo a buceta cabeluda da comdre porno doidofilme pornô de pais brasileiros transando com as suas filhinhas dopados com soníferomuleke come buceta na cachoeira sem camisinha na matapornô brasileiro fui convidado para ir para casa da amiga minha na fazenda ela tava de babydollconto erotico gay minha tia me transformou em meninaporno doido reais emviado por amadores com novinhas descuidadasContos Eróticos De. Fui Ajudar A Dona Veraminha esposa me falou q quer sentir outro pau na sua bucetacasadas sirrricasContos eroticos gay emgrachante onfaporno com novinha de saia curta limpando a casa e o irmao dela pousado na bunda delacontos de sexo com meu pai metiii vaii issoporno homem pega sua mulher com seu amigo e ao inves de briga fica só olhando e se masturbando escondidocontos de sexo no carro com um cara aiii metiii mais"virei mulherzinha" cadeiaEu tava em casa com meu amigo no sofá ai minha esposa saiu do quarto peladinha ai ela deu a buceta a nois dois casa dos contosmeu padastro ne colocava para xupar a sua rola ele fala engole sua putinha todo este leitinho q eu gardei para vc sua putinha em portuguesconto fui estuprada por pauzudocontos eroticos casadas arrombadas por pauzudos super grossos e 25 cmnegao pega moha mulher e fode ela toda sexnovinha tem no muito o garmo na siririca xega a gritar Contos padrasto fode filha novinha enchenteputaria brasileira posicao papai e mamae pra salvar no celularcontos meu filho veio morar comigo e no banho vi seu mega rolao eu queriaxvidio mocinhaFotos de travesti novonho trazandocorno introduzindo siringa cheia de porra na vagina da esposa xvidioa tranza maiz gostozaconto erotico curradanovinha.prvoca avo q ta limpano a pisina e fode com eleo pau do meu marido grande23cm e toda hr que fazer sexoconto erotico gay o policial e o garoto marrento #14contos por causa do meu picao fude todas amigas da minha mãehomem se mesturbano no causinha da cuiada fio dentalcarolzinha baixinha gostoza trepanopai fica pelado perto do seu filho lindo mundobichaputinha gostosa de blusinha regatinha e shortinho socado na ruababá da nuvem passageira filme pornôdei o cu video para o time inteiro de futebolcontos.gozei como louca na pica do meu filhomorena arregalou os olhos dando cu e gozandoCleide a recatada contos eroticosdei o cu e a buceta pro meu primo e me arrependia bundinha avanço preta gorda dos peitão gorda rabohomens de braços grandes e pau durocontos tirei as pregas da coroa milionariaConto uma vida incestuosa PT2.2Levantaram o rabo da egua e mostrou a buceta delapono gay ply boi adolenti dando cu ategosaconto herotico minha namorada e meu paiporno coroa sendo desrespeita por novinho e leva ferro na buceta e porraporno novinha fica brava porque a camisinha estourou e ele nao avisouporno sogru peganu tu nora a forsagarotas gozando e sursurrandomarido goza batendo uma vendo mulher agarrada por outro machoMas que dor horrível conto pornoConto gay viagem Onibus leitocasei com um velho brocha mas levo machos pra casa contos eroticoscontos eroticos nao sei como eu aguentei o pauzao do cifoa negroconto porno minha mulher foi ao cabeleireiro depilar a buceta e o cumeu padastro ne colocava para xupar a sua rola ele fala engole sua putinha todo este leitinho q eu gardei para vc sua putinha em portuguesnando ta duendo nando ai minha buceta nando ceta poinhndo tudochupar buceta com estalos esposinha evangelicamulher com marido nabalada sarano outro pornolekes cantando juntos no pornodoidopostei vídeo da minha namorada pelada montado numa jumenta O bicho é gostosa e boadormi com meus tios e levei dedada na bucetaMae e puta fudeu filio estoriacontos eróticos de larimendesfiumeporno minisaia encoxadacontos eroticos mamae subjugadacontos apalpando sogra perto do sogroXsvideos primo se masturba no quarto na frente da primavídeo pornô da negra olho torto sentando na pica e virando os olhos com tesãocuckold adeptosquero ver lindas travestis entrando em enormes rolas ate gozarem nelas videos boas fidasCONTO EROTICO: MINHA TIA TURBINADAmenos viciada novinha molhada cracudos pornô