Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Encontros e desencontros

Autor: Lorena
Categoria: Heterossexual
Data: 28/11/2009 14:46:03
Nota 8.88
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Às vezes a vida dá certas curvas que a gente acaba não entendo bem.

Em um domingo a noite fui à padaria para comprar sorvete, pois estava me sentindo entediada sozinha em casa. Comecei a procurar entre os potes o sorvete que eu mais gosto quando senti uma mão em minhas costas. Achei que fosse um dos meus amigos que trabalhavam na padaria então disse brincando que o sorvete era só meu. Foi quando ouvi uma voz que até então me parecia desconhecida dizer que não tinha problema porque ele também ia comprar um só para ele. Fiquei vermelha de vergonha na hora. Mas também fiquei com raiva. Quem esse malandro pensava que era para colocar a mão em minhas costas como se fosse um amigo? Me virei zangada e quando ia dar um passa fora no malandro achei que o conhecia. Ele ficou parado me olhando parecendo querer que eu o reconhecesse, foi quando ele perguntou se eu já o tinha esquecido. Eu pedi desculpas, mas realmente não estava lembrando dele. Ai ele disse que isso já era de se esperar de uma menina tão metida e mal criada como eu. Nesse momento eu o reconheci. Era o Felipe. Não nos víamos há pelo menos 7 anos. E acreditem, ele havia mudado bastante. Há 7 anos atrás ele só vivia bronzeado de sol, com o cabelo em desalinho e roupas bem coloridas. Não parecia em nada com aquele homem parado a minha frente. Agora estava com os cabelos ficando grisalhos, menos bronzeado, com uma barriguinha mais saliente. Mesmo com todas essas mudanças continuava bonito. Conversamos um pouco e ele disse que estava de volta ao Rio e que estava feliz por nos termos reencontrado. Fiquei com o telefone dele e ele com o meu. Uma semana depois ele me ligou e marcamos para sair.

Era sábado de chuva. Fomos a uma festa de uma amiga dele. Amiga essa que ele queria causar ciúmes. Só que ate então eu não tinha conhecimento disso. Chegamos à festa por volta de umas 21h. Eu estava ate que bem bonita, com um vestidinho floral, de tecido leve, meio transparente (mas nada que causasse algum embaraço), decotado na frente e nas costas, sandália de salto alto, bem fino e uma leve maquiagem. Assim que chegamos logo me apresentou a “amiga” dele. Ficamos por lá, dançamos muito e estávamos realmente nos divertindo quando ele viu essa amiga dele com um cara no maior amasso. Coitado ele ficou com muita raiva. Ai percebi o que estava acontecendo. Fiquei com muita raiva dele, me sentindo usada... se ele ao menos tivesse me falado tudo bem... Sai da festa com ele me seguindo tentando falar. Ele pediu desculpas e tal e assumiu que me trouxe para causar ciúmes a ex. Ele pediu que eu voltasse para a festa com ele e fui. Depois de umas ices a mais eu estava leve e soltinha. Ai os amassos comeram soltos. Quando ela nos viu, acho que queria me matar. Achei aquilo muito engraçado e começamos a provoca-la ainda mais. No fim da festa fomos nos sentar na mesa que ela estava. Naquela mesa haviam 4 pessoas contando com ela. Estávamos todos em ritmo de festa, todos meio altos devido a quantidade de bebida alcoólica que havíamos ingerido. Isso nos animou ainda mais. Todo mundo por debaixo da mesa estava de sacanagem. De repente começou um troca -troca de casal. Um começou a beijar a namorada do outro, mãos que nem se sabiam de quem era apertavam peitos e partes intimas uns dos outros. Quando senti uma mão segurando meu peito e eu não sabia de quem era fiquei assustada e me levantei. Todo mundo começou a rir. Me senti mal com aquilo e quis ir embora. Só que dessa vez a “amiga” dele foi atrás de mim. Chegou cheia de pressão perguntando se eu não queria roubar mais um namorado. Fiquei passada. Ela começou a me xingar. Todo mundo ficou nos olhando inclusive o idiota do Felipe que ficou parado meio que sem saber o que fazer. Eu fiquei ouvindo aquilo e cada vez me sentindo mais constrangida. Quando tentei ir embora novamente ela me puxou os cabelos. Ai ele se levantou, mas já era tarde. Me virei com tudo e lhe dei um grande tapa na cara. O tapa foi tão forte que ela chegou a se desequilibrar. Então todos vieram em nossa direção e separaram a briga. Sai de lá chorando de raiva com ele, sem que nos falassemos uma palavra.

Duas semanas depois o engraçadinho apareceu em minha porta, me chamando para sair. Voei no pescoço dele, dando lhe muitos tapas. Ate que ele segurou meus pulsos e me mandou parar. Eu estava com muita raiva. Mandei ele me soltar, porque se ele não soltasse ia começar a gritar. Ele disse que se eu gritasse ele teria que me fazer parar. Foi quando ia começar a gritar que o senti me puxar colando meu corpo contra o dele e a boca dele na minha com força. Fiquei sem ter o que fazer. Enquanto as mãos dele passeavam por meu corpo. Quando ele sentiu que eu parei de lutar ele permitiu que eu mexesse as mãos e começou a descer a boca. Sua boca firme encontrou minha garganta e me vi virando a cabeça para trás, gemendo de tanto prazer. Moveu-me de costas até pressionar-me contra a parede da sala, gerando um som abafado. Deslizando as mãos para baixo, levantou minha saia e permitiu que seus dedos sentissem a suavidade de minhas coxas. Com isso levantei a perna e enganchei-a nas costas dele. Incapaz de conter sua excitação, ele se concentrou em levantar a minha camiseta. Levantei os braços e ele a tirou. Rapidamente tirei sua roupa começando a desabotoar a camisa, passando as mãos com firmeza pelo peitoral sem pelos. Tirando o cinto e por fim suas calças. Quando me abaixei para tirar suas calças vi seu membro ereto e comecei a beija-lo e suga-lo com tanta vontade que eu quase não me reconhecia. Enquanto o chupava, senti que ele agarrava meus cabelos e gemia.

Não sabia explicar o que estava acontecendo comigo. Só sabia que era aquilo que eu queria. Quando ele já não aguentava mais me puxou de volta, colocando-me novamente contra a parede. Ele não parava de acariciar-me, os seus dedos passeavam incessantemente entre minhas coxas, mexendo-se para frente e para trás num ritmo enlouquecido, as vezes me penetrando com os dedos. Aquilo estava me deixando louca. Eu queria gritar. Enquanto ele me acariciava eu não conseguia parar de punheta-lo. Quando, sem que eu esperasse, ele retirou minha mão eme penetrou enlouquecido, com força. Tudo o que consegui fazer além de gemer foi me passar as mãos pelo pescoço dele, as pernas nas costas, e apoiar minha cabeça em seu peito. Sentia-me louca. Ele dava estocadas profundas e nossa respiração era cada vez mais rápida. Pedi que fossemos para o quarto. Ele me jogou na cama e começou a me chupar. Lambia-me por inteira. Nem um pedaço do meu corpo foi negligenciado. Acabei gozando em sua boca e ele não pode deixar de sorrir. Colocou-se sobre mim e começou a me beijar na boca. Beijos longos e profundos. Abriu de leve minhas pernas e voltou a me penetrar. Eu me sentia quente. Parecia que ia explodir. Nunca tinha me sentido assim. Perdi a conta de quantas vezes mais gozei. Tentamos muitas posições, mas nenhuma durava muito tempo. Percebi que ele queria mesmo ter a sensação de me controlar. Uma das posições que utilizamos com grande prazer foi a de 4. Ele puxava meus cabelos, segurava pela cintura e outras vezes pelos ombros em estocadas mais fortes. Foi quando ele tentou fazer sexo anal. Apesar de estar louca de tesão não consegui deixa-lo cumprir seu desejo. Não dessa vez. Mas nem por isso paramos o que estávamos fazendo. Ele sussurrou em meu ouvido que me daria tanto prazer que eu iria pedir para fazermos sexo anal. Aquilo me deixou ainda com mais tesão. Ficamos nisso mais um tempo ate que ele gozou. Ficamos abraçados na cama. Exaustos ate mesmo para falarmos. Somente muito depois é que viemos a falar algo. E a 1° coisa que eu falei foi chama-lo de cafajeste e virar para o outro lado ainda com raiva. Ele me abraçou por trás e disse que era melhor q eu não ficasse assim porque isso estava o provocando e ele iria querer começar tudo de novo. Então virei para ele e conversamos. Ele pediu desculpas por aquele dia e que estava com saudade de mim e não dela. O restante da noite fica para outro dia.

Comentários

13/12/2009 11:18:10
Desencontros são ruins e reencontros são ótimos. Que delicia de conto.
12/12/2009 11:15:26
sensacional
12/12/2009 11:13:23
sensacional
12/12/2009 11:08:20
Obrigada a todos pelo incentivo. Tenho outros textos publicados que espero que apreciem. Beijos da Lorena
12/12/2009 08:34:05
qwe droga nun conto desse e nem se pode mais add cada o MALDITO BOTAO DE ADD aff qe drogaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadez pra vc mas qe nao devia ter cedido tal abuso dele
09/12/2009 22:05:10
Gostei... preciso de mulheres assim igual vc...que dá gostoso pro amigo de sete anos atras... e olha.. todo homem que vai pra cama com uma mulher gostosa acaba querendo botar no rabicózinho dela..vamo lá gata.. desempenha hein!gostei.. nota 10
09/12/2009 22:04:38
Gostei... preciso de mulheres assim igual vc...que dá gostoso pro amigo de sete anos atras... e olha.. todo homem que vai pra cama com uma mulher gostosa acaba querendo botar no rabicózinho dela..vamo lá gata.. desempenha hein!gostei.. nota 10
09/12/2009 18:05:14
Boa.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


porno mulher chamando o marido de corno chifrudo pinto mole falado palavrao nuaver homem chamadobucetaenfiando o dedo na cabacinha delagravidas com picudos/contos atuaisxvideo casadinha fica louquinha com eletrecista dotadotia marta safada deixa exfrega meu nesse rabovanessa traindo com irmao do corno douglas spgranfina brasileira sequestrada e fode e gozatia gostosa nova se masturbado para provocá o sóbriocontofudi minha cunhadamae belisca querendo chupa buceta da filhatexto de mulher quatro mulheres e quatro mulheres se for do mundo assim podendo em uma chupando o pau da ou julgamos o xiri da outravideo porno irmã bricano com seu imão e apiroca escurrega etraContos eróticos Trasei com amigas da minha namoradaperdendo a virgindade com um gigolo com muito tesao no paupornodoidocalçinhasvanessinha dias/casadoscontosmolestando a filhinha inocente....passando a mao na bucetinha de calcibha..esfregando a rola ate gozarpicas monstruosas gozando nas tripascontos erótico de massagitas dotados comendo madames e ninfetasentiadinha ficou babedol transeisexotc.comcontos eroticos "escrava" "trapos"xvidios vidios homem goza no cu da puta e ela comtinua chupando ate ele goza dinoboo garotinho do semáforo contos eróticos reaismuito beijo na boca pegada forte caricias e tapas em video porno com muita tara exitantetraficante pausudo estourou o cuzinho da minha namorada na favela contoscontos erotikos menina novinha troca os cabacos por docescontos eroticos diaristaContos erodicos homem velho mamando e mordendo e puxando o peitoPorno contos de traicoes dentro da propria casainara puta dando pro sogrobaxinha cochuda casada vingando xvideosmulher tapa os olhos do marido e entrega para o empregado fuder video pornomoças todas cagadas e meladascasada fode ate ficar esgotadaContos eroticos eu e minha amiga viramos putinhas desde pequeninhaMassagem acaba em fio terra ea mulher flagatortura porno linguada no clitorisConto Meu Pequeno ,Meu Amor 1Temp. completa casadoscontoso play boy e o plebeu 04 casa dos contosgostosa.foi.faser.xixi e.tarado.atacolrickcafajeste30.bloglesbicas xvideo.com brigonaspica dura do peão de rodeiocontos eróticos minha mãe greludacarolzinha santos trepano no churrascovideos e tags de coroas sentindo tesao vemdo filme de fodaconto erotico um desconhecido tirou o meu cabaco na vespera do meu cassmentoxvedeo as 20 mehores gozadafotos+de++buceta+com++calcinhaminha esposa aninha novinha e meu tio roludo setima parte contos eoticos uma foda com a professoradeixei meu tio chupar meu peito e ele ficou batendo uma no pau dwPornor sobrinho passando ferias na fazenda da tia viuvasobrou muita pica pra fora da xavasca da crioulaporno conto erótico apaixonada pelo filho da minha madrastacontos de mae.putona tarada pela rola do filhorevista em qadrinho mae mulata de calsinha de rendinha atolada no rabo pede pro filho come sua busetaporno contos morando na casa do sogro bravoapaxonado pelo primo brutamontes 3 contos gaypai chupa a buceta da filha e éla bufa de tezâocontos fudida por um caralho grande e grosso insertoscachorro mete na buceta e sai puxando a dona vídeoxvideo grates de mulheres largas que fas barulho na vaginanó parquinho perdi o cabacinho contosnega tarada por sexo oral e anal de b***** bem lisinha ela tem a garganta profunda engole toda a rola do bem dotado Oidoce nanda parte cinco contos eroticosver video de porno na facudade gosando fortebaixar pornô sogro ditas com novinhas greludasvídeos porno em mendigos pede esmolas e a safada dá pra ele a bucetaquero pesquisar filmes pornor com negros super dotados arregassando cu e bucetas de mulheres loiras tirando sangue do cursinho delastransa sexual sogente negras eu gosto porno gratisMenina adora a porra do irmozinho contoseroticosconto erotico dei pro meu genro