Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

O marido de minha melhor amiga

Categoria: Heterossexual
Data: 29/11/2009 06:40:00
Nota 9.54

Chamo-me Juliana, sou casada, 27 anos, branca, 1,75 de altura, pernas grossas, bunda arrebitada, olhos claros e cabelos lisos pretos e moro em Brasília.

O meu conto de hoje ainda é a sequência da bela passagem pelo Piauí, em janeiro deste ano(ai, que lindo Estado e que foda maravilhosa aquela!).

Em junho deste, meu marido convidou, num final de semana, alguns amigos para uma “festinha” aqui no apartamento e, dentre os convidados, estavam minha amiga confidencial Carla e seu marido George. Por questão de segurança, os nomes são fictícios.

Depois de algumas horas na sala, convidei Carla para o quarto, a fim de conversarmos melhor (conversa de mulher, vocês sabem).

Pois é. Relatei a Carla sobre minha experiência com Renato. Ao final, fiquei muito surpresa com o que ela me dissera: “... por mais de duas vezes, quando George estava perto de gozar, ele citou seu nome, e isso, na hora, me deu um grande tesão, amiga. Teria coragem de trepar com ele?...Ele, com certeza, fará o seu tipo, na cama...”

Nossa! Fiquei pasma ao ouvir e sem palavras para responder a pergunta. Mas, no embalo da circunstância, respondi-lhe que sim, desde que ela concordasse, pois não queria perdê-la como amiga. Então, ela provocou, dias depois, uma situação em seu apartamento.

Tudo acertado: como meu marido trabalha aos sábados, e só à noite está em casa, marcamos uma bebedeira no apartamento de Carla, só os dois casais, de forma que meu marido lá chegaria apenas à noite, e eu, claro, iria pela manhã, com o pretexto de ajudar a Carla.

Nove e trinta, e lá estava eu: minissaia branca saliente, calcinha super pequena, e coração batendo a mil. Muito bem recebida pela amiga Carla, sentei-me no sofá, quando George acenou, já segurando copos e a bebida. Percebi que ele não me olhava mais como antes. Imaginei que Carla já havia lhe contado o plano ou, pelo menos, esboçado.

Começamos a beber, uma música ao fundo nos movia mais a alma, até observar o olhar safado de George – ele não tirava os olhos de minhas pernas, coisa que eu aproveitava para trocá-las de posição, deixando minha calcinha quase transparente à mostra. Minha buceta começou a umedecer, porque eu também olhava para ele: um moreno alto, um pouco forte, simpático e um volume que me excitava.

Após alguns copos, Carla dissera que iria comprar mais gelo... (mentirosa, iria me deixar sozinha com ele...) Ao sair, deu uma piscadela de olho – era o “sinal verde”.

Fui ao banheiro, e, quando retornei, George, no sofá sentado, movimentava sua rola. Meu Deus!! Que pau o dele: um cacete um pouco grande, muito grosso na base (ui, ui...), afinando um pouco perto da cabeça, e uma chapeleta... que cabeça, parecia um chapéu. Era uma rola e tanto.

Eu nada dissera, apenas parei em frente dele, que não se fez de acanhado:

– Estou sabendo... será que faz o seu tipo? Gosta de rola assim? Eu sei que gosta... vem cá, toca uma punheta gostosa, meu tesão...segura minha rolona...

Nossa! Mil vezes nossa! Segurei sua rola com gosto, punhetando lentamente. Via aquela rola esfolar na minha mão. Tirei a mão, cheirei-a: que aroma tesudo, aroma de pica, pica grossa e cabeçuda. Continuei a punheta e não me segurei: comecei a mamar, a lamber vorazmente, gemendo alto, quase berrando de tesão. Um saco muito grande, passei a lambê-lo, lambia-o com vontade, chupava-o, enquanto George gemia baixo, dizendo: - ai, minha puta...chupa gostoso, lambe essa picona, safada, cavalona...

Minhas chupadas, de tanta vontade, faziam barulho...Quando a porta abriu, e Carla entrou. George segurou minha cabeça, não me deixando tirá-la de suas entre pernas. Carla logo falara: - Isso... mama gostoso amiga...satisfaz o desejo do meu cavalão.

Carla sentou-se em nossa frente, inclinando-se para trás, levantando o pequeno vestido fino, começou a punhetar sua xoxota cabeludinha, gemendo também alto. Em seguida, ordenou: - fode ela, George... fode essa cavala branca, fode...

Ele me pôs de quatro, ainda no sofá, deu uma lambida rápida na buça, dois tapinhas, e, depois de eu rebolar, socou-me seu pintão moreno. Nossa! Quase me acabava. Metia forte, segurando-me pela cintura, enquanto Carla gemia, como louca: - uhhhh... uhhhh...isssssoooo... aguenta cavalona, aguenta essa caceta grossa...eu falei que iria gostar...

Minha buceta prendia aquele cacetão de tal forma, que George dizia a mulher: - Carla, que buceta apertada... meu Deus...que puta a Juliana, hein...

Comecei a vociferar: - ...soca...soca seu filho da puta...soca essa bengona em mim, vai...me faz de puta, porra...nossa, Carla, estou cheia de pica....quero o leite desse safado...leite de pica...leite da picona dele...

George, então, retirou o cacete da buça, começou a lamber meu cuzinho. Era deliciosa a sua língua, nossa! Senti forçar a entrada do meu cuzinho, logo me pus a falar: - não, George...aí não...eu nunca dei o meu cuzinho...

Ele não quis saber. Forçou meu rabinho até aquela chapeleta entrar, para a minha reação: - porrrrraaaaa...ai...ai, caralho...está me rasgando, cacete...porra..ui...não...ai...para...ai...Carla, por favor...manda ele...ai...aiiiiiiiiiii...cachorro....para...ai...

Doía muito, muito mesmo. Eu suplicava, enquanto Carla dizia-nos, num gozo frenético: - deixa... fode esse cuzão...fode, fode porra...arrebenta esse cuzão branco, meu cavalo...soca essa cavalona, essa égua tesuda, socaaaaaaaa...

Olhei para ele, estava revirando os olhos, puxando-me, ao sair rapidamente do sofá, ficando eu de joelhos, e ele, à minha frente, com o cacetão em punho, numa punheta rápida, dizendo-me: - quer porra, minha puta? Quer... safada? Toma...

Aquela rolona morena me jogou tanta gala quente, e grossa, em meu rosto, que mal podia eu abrir os olhos. Depois, esfregou o cacete em meu rosto, dizendo-me: - gostou, putinha... do marido de sua amiguinha, ahn?

Carla veio em minha direção, falou-me que estava tudo bem e que aquilo ficaria em segredo, assim como nossas confissões. Não sabia ela do que eu estava já tramando, porque, no mês seguinte, em julho, Renato viria à Brasília, e ficaria hospedado em meu apartamento. Essa história, porém ficará para a próxima.

Comentários

07/12/2009 09:22:04
Juju gostosa....Vc é deliciosa....
07/12/2009 07:52:10
Muito excitatante o conto, adoro estórias de infedelidade assistidaa... bjos.
02/12/2009 18:23:04
Deliciosa Juliana...Você realmente sabe nos causar muita tesão com esse seus contos loucos e deliciosos...Por que eu não tenho a sorte de conhecer você[email protected]
01/12/2009 13:03:40
Parabens, adorei o conto. Me add pra conversarmos um [email protected] ! nota 10
01/12/2009 00:29:41
Agradeço os comentários, de coração. Digo a todos que estes três contos são reais, e ainda há outro que eu devo escrever em breve. Quando eu postar um que não tenha acontecido, realmente, eu avisarei, não tenham dúvida. E,ao Niko2, reitero o que eu disse no conto: até então eu era virgem, sim.Não havia feito anal antes, foi minha primeira e será minha última vez. Um beijão a todos!
30/11/2009 14:40:11
vou ate onde vc estiver,pois posso te fazer gozar ate desfalecer
29/11/2009 12:38:35
oi juju gostaria de te conhecer melhor sera que posso? se puder me add no seu msn... [email protected] .... ah tenho 21cm e grosso igual vc gosta ta...beijos
29/11/2009 11:05:50
Ótimo. Nota 10.
29/11/2009 10:54:53
seus contos sao demais quero muito ter essas experiencias com vc e um tesao
29/11/2009 10:48:25
Nota 10!!!!! Que delícia de aventura. Sou de Brasília. Podemos nos divertir muito. Leia minhas aventuras e me escreva ou adicione: [email protected] . Beijos.
29/11/2009 10:36:57
cú virgem, ô so vem aqui pra minas pro se vê nois soca a rola safada putinhame add: [email protected]
29/11/2009 09:44:51
Mais um cuzinho virgem...Que mulherada santinhas Deus....rsrsrsr

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


marido .que gosta de ser corno xpirncrossdress historia betinha 25baixar video Enteada safadinha bem cadela transando com seu padrasto sem vergonha. Bem putinha ela foi ate o quarto do padrasto e la pegou ele dormindo, tirando a cueca delepornodoidocalçinhascontos eroticos meu padrasto cavalobigbundagayxvidio homem velhoe mulher bem velha tranzandocontos de calcinhas da tiacontos de sexo depilada na praiaginecologista gemendo baixinho pra ninguém escutar porno doidotecido brilhoso pornconto erotico castiguei o viadoprovoquei e ele me pegou a forca na rua!!contos eroticospai cospe no cuzinho da putinha depois mete o pauzaocasa dos contos eroticos Alê12Contos eróticos da minha noracasado sendo penetrado no seu cuzinho pelo amigo,devagar e suave.dois gatoto tarado xvidioconto no cinepornodupla de caralhudos rasgando o cuzinho no pornodoidosubrinha olhando seu tiu nuincesto padrasto bolinando enteada de sete anos no banheiroo bucetaoda minha noraminha mulher domestica comida pelo cacetudosobrinha me provocando só de pijaminha porno brasilsou sexo com travesti 2 metrosvídeo de Juliana Paes toda nua umbiguinhoincestocrenteputohomem damdo o cu e rebolandocontos novinho bundudo virou menina dos molequescontos eroticos gaysogroesposa da cu sangra e estremece porno caseirovídeo da vizinha ela é pornô chama o marido da outra novela saindochantageou a coroa para se dar bemelicarlos2010coloquei duas bolinhas de golfe na bucetavirei mulher na cama contos wse voce fizer sexo nova e depois so mais velha fazer o cabacinho fexafilme potnou vide matecontos eroticos bucetinha apertadavídeo pornô da retina p**** da retina e mandou um vídeo pornô dela não ela nuapornozinho.irmao.da.pica.gigante.mente.na.irmadeitei de conchinha com minha mae peitudatransando cm amigo do namorado sem na morado peeceber sexo pornover vidios porno da xvidio mulher veste marido com langeri e deixa ele para o amante fudervideo porno de morena com blusa laranhadagozei na boca dela sem pedirescondendo atrás do Paiol pornôxvd irma bati punheta para o irmao e nao rezisti e da pra elevelho pauzudo machuca a casada a forcaeu sento no seu pau voce mim abraca e mim beija gostoso pornomenina+bem+novinha+nua+dadi+seu+cu+vigi+para+padtastomeu padrasto me comeu e minha mãe participouempreggadas tesudas escitando patrao no youtubeQuero comer seu cuzinho tenho local ferraz de vasconcelo liga no zapporno pai entrega a filhinha virgem para o agiotaConto erotico meu cabaco arronvado pelo velho do pauzaocontos eroticos dei para um vizinho de iptingamulher infiel adora dar a buceta para outro comerrelatos de minha sogra e muinto greluda e pentelhudamama no caralho quando conduzo video pornoarregasado a buceta com muita velocidadeporno incesto filha perguntapai o que e sexo e ele mostranovinhos na academia recebendo massagem fudendo chupando levando gozada na boca e no cu pra porra ficar escorrendomarido e mulher tomando banho na praia mulher veio um negão bem dotado e sai Escondidinho para dar uma com negãocontos eroticoscuzinho sem pregasporno levei um amigo pra minha casa ele ficava elacorno que gosta de ouvir da sua esposa como ela aguenta uma rola de25 cm no cubaixar video porno louca paixaoeu quero um vídeo acaba transando com a mulher postergando ela na cama dormindo a força e ela gritando ele comendo elasaiti porno japobeisCerto ou errado?meu irmao amado contos gays cap.07filho dopou sua mae e fudeu ela dormindo cantos eroticocontos mulher encoxada na borrachariakid bengala com meno abuçeta de brazileriaBaix porno emprensando na paredeler conto erotico meu delegadovideos eroticos da esposa vira cadela do marido eusa coleiraFotos d cdzinhas enrrabadasver mulhe chutando bocetareginaconto erotico crossdress na academiagossno nu cu fa mulecaxvıdeo novınha de bıquınıPadrastro fódendo o çuandrew arlindo dellavoglio casa dos contosesses irmaos tem uma ligacao muito forte pornodoidocontos tatuape primeira bucetavideo dondoca e maridi bisexualxvidio novinha cesú videos porno velhor comedor da cabeça do pau rombudamenina fudedo de xortiu de dormidei por meu vizinhofudida por um tio pirocudo contoxvidios outros purai favoritos