Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Esposa safada

Categoria: Heterossexual
Data: 11/12/2009 21:22:27
Nota 9.71

Primeiro quero contar com sua paciência leitor porque vou narrar minuciosamente os fatos para seu entendimento e julgamento. Sabrina e eu somos casados a dez anos e não temos filhos. Sabrina é a mulher que vive para curtir a vida. Embora tenha formação superior não trabalha. Vive para shopping, salão de beleza, festinhas, amigas e ama uma praia. Acho que na praia é o lugar que ela mais consegue se exibir. Exibicionismo é o esporte de Sabrina. Afinal com as medidas e os dotes físicos dela tudo o que é roupa que ela usa fica um escândalo. É um exibicionismo natural, e ainda por cima ela força a barra.

Dias desse, estávamos nos beijos, já sem roupa, meu pau duro, quando fui penetrá-la, sem mais sem menos, ela, tipo surpresa, me perguntou se eu estava de camisinha. De imediato respondi não. Mas isto não saiu mais da minha cabeça, como poderia ela saber a diferença do pau com ou sem camisinha se eu era o único homem da vida dela sendo que eu nunca usei camisinha. Afinal eu só tinha relações com ela e pensava o mesmo a respeito dela.

Imaginei que estava sendo traído e comecei prestar atenção nela, sem dar bandeira lógico. Mas como eu iria descobrir? Resolvi conversar com meu amigo Arnaldo e pedir uns conselhos. Arnaldo e Rute eram nossos amigos de todas as horas. E por ser assim, Arnaldo me aconselhou deixar isto pra lá porque estava me preocupando a toa. Segundo Arnaldo o fato dela perguntar se eu estava de camisinha não significava nada, que seria apenas uma curiosidade dela. Acalmei-me e deixei pra lá.

Alguns dias depois, eu e Sabrina, Rute e Arnaldo fomos viajar para um praia distante a oito horas de estrada. Fomos todos no meu carro e fui dirigindo, já que o Arnaldo só que saber de boa vida. Saímos de madrugada e chegamos lá na hora do almoço. Almocei e fui dormir, tava moído, enquanto Sabrina foi com Rute e Arnaldo para a praia.

Bem de tardezinha acordei com um barulho na casa, era Rute, disse que veio descansar porque haviam decidido que íamos sair a noite para dançar. Perguntei por Sabrina a Rute e ela me disse que havia ficado tomando sol e disse que Arnaldo foi caminhar.

Resolvi ir até a praia para ficar um pouco com Sabrina, mas, quando ia descer a pedra para chegar na praia vi Sabrina na água e com o Arnaldo. Estranhei porque a Rute me disse que ele estava fazendo caminhada.

Mas o que me gelou foi que parecia que eles estavam abraçados. Fique um pouco atordoado na hora e passei a observar pra ver se entendia aquela cena.

Arnaldo estava com água até nos ombros, ele era alto e Sabrina menor mas estava com as mãos envolta do pescoço dele e com os peitões quase na cara dele. Logo ela devia estar com as pernas na cintura dele. E as mãos dele estavam encobertas pela água. Dava pra ver ela se apoiando com as mãos envolta ao pescoço dele, enquanto ele enfiava a cara entre os peitos dela. Eles estavam brincando de sacanagem. Ela caia na agua, ele a pegava de novo. Ela correu e ele a pegou abraçando-a por trás. Certamente estava esfregando o pau na bunda dela ou até com a mão na bucetinha dela. Não dava pra saber. Quem sabe ela estaria também segurando a vara dele. Tudo ali era possível pelo clima que se instalou.

Agora eu estava entendendo porque Arnaldo disse pra mim deixar aquela historia de desconfiança pra lá, porque ela era o parceiro dela.

Voltei para casa e vi Rute no sofá assistindo teve e fui contar o que estava acontecendo, mas, não tive coragem, e fiquei sem falar. Minha intenção agora era como pegar eles no flagra. Não queria dar chance pra eles escaparem.

A noite fomos dançar, tentei ao máximo transparecer que não estava acontecendo nada, mas minha vontade era de encher a cara de Arnaldo de soco, mas ela não era culpado sozinho. O pior era eu ser corno e passar por otário e eles se achando os maiores espertos.

Resolvi entrar no jogo deles, deixei que pensassem que eu era mesmo um idiota total. Rute é uma mulher sossegada, e estava na mesa bebendo e como é fraca para bebida já estava molenga. Nos três estávamos na pista de dança. Disse para Sabrina e Arnaldo que ia sentar com Rute um pouco. Sabrina levantou o polegar em sinal de positivo pra mim e ficou com Arnaldo na pista. Da nossa mesa não dava pra vê-los então fui em direção ao banheiro e vi que os dois saíram da pista em direção a um canto onde haviam mesas escassas e se esconderam por trás de uma coluna. Dei a volta e logo vi os dois aos amassos. Arnaldo quase engolia a boca de Sabrina, apalpava a bunda dela e puxava-a contra seu pau. Sabrina alisava as costas dele enquanto ele alisava ela todinha por cima daquele vestidinho sensual e de tecido fino, quase transparente.

Voltei para e mesa e depois chegaram dizendo que estava o maior barato dançar e que eu e Rute eram moles. Rute pediu para ir embora e fomos sob protestos de Sabrina.

No outro dia eu e Rute fomos para cozinha, Arnaldo estava saindo para o mercado fazer compras quando Sabrina levantou e perguntou onde Arnaldo ia e Rute disse que ao mercado. Ela gritou da janela para o Arnaldo esperar que precisava comprar cremes para o cabelo no mercado e saiu de supetão atrás do Arnaldo que só abriu a porta, do meu carro, ela entrou e saíram.

Demoraram uma eternidade no mercado e Rute estava reclamando da demora, eu disse a ela que Sabrina era demorada pra escolher cremes e que por isso demoravam, mas eu bem sabia que a razão era outra.

Quando chegaram, Sabrina foi direto para o banheiro tomar banho. Fui até o banheiro e peguei a calcinha dela e vi que estava molhada, mas não de porra, era do melzinho da buceta dela. Minha dedução é que o Arnaldo comeu ela dentro do carro. Até imaginei a cena deles no banco do carro e ela com aquelas coxas maravilhosas abertas e o Arnaldo comendo a bucetinha dela. Fui até o carro e notei que o banco estava meio úmido de suor. Ele estava comendo minha mulher dentro do meu carro.

Após o almoço, Sabrina cansada, de certo pela foda que havia acabado de dar com Arnaldo, foi dormir. Estava sem calcinha e vi uma mancha rosa entre suas coxas. Ela tem alergia de barba, provavelmente Arnaldo deve ter chupado a bucetinha dela, por isso estava manchada, era de alergia.

No terceiro dia fui chamado pela empresa e tivemos que interromper o passeio porque fui obrigado a voltar.

Depois com calma tive a idéia de amar um flagrante. Mas precisava ser na minha casa porque lá poderia filmar tudo o que acontecesse pela janela. Teria que atrair Arnaldo para lá. Acho que não seria difícil ele era nosso amigo e tinha liberdade de ir em casa.

Falei para Sabrina que precisava ir até a cidade vizinha e só voltaria tarde da noite e disse a ela que o Arnaldo e a Rute iriam lá em casa porque o Arnaldo ia fazer o orçamento da reforma. Assim passei na casa do Arnaldo e, particularmente com ele, sem Rute saber, pedi pra ele ir fazer o orçamento da reforma da cozinha que estava saindo de viagem a Sabrina tinha urgência na reforma e ele concordou em ir fazer o orçamento.

Esperei o Arnaldo ir para minha casa e, entrar. Peguei a câmera e fui pra janela. Demoraram uns minutinhos e logo os dois chegaram ao quarto. Nem imaginavam que seriam filmados.

Sabrina estava deslumbrante com uma blusa de botões na frente e uma saia branca. Arnaldo pegou-a pela mão puxou-a e beijou-a. Sentaram na cama e Arnaldo foi baixando e beijando seus seios que estava saltando fora da blusa e ao mesmo foi alisando suas coxas e levantando a micro saia deixando sua calcinha totalmente de fora. Ele inclinou o corpo para trás e ela com a costas no peito dele foi se inclinado ao seu colo e abrindo a barguilha deixando de fora o pau cumprido fino e cabeçudo. A mãozinha dela cobria somente a metade do pau dele. Ela começou a bater uma punheta nele ao mesmo tempo em que colocava toda a cabeça do pau dentro da boca de lábios carnudos. Ele levantou a coxa dela e ela apoio um dos pés na beirada da cama deixando sua bucetinha livre para ele tocá-la. Enquanto ela mamava o pau dele ele afastou a calcinha dela e a tocava no clitóris e colocava o dedo dentro da bucetinha já melada. Ele soltou o sutiã dela e deixou os peitões dela todos de fora. Ela gemia com tesão e masturbava o pau dele com força e apertava a cabeçona do pau duro feito pedra contra os lábios e engolindo somente a cabeça vermelha do pau.

Estava gemendo feitos loucos e ela levantou e livrou-se da saia e do sutiã, tirando a a calcinha e, ambos foram para cima da cama. Ele deitou com a vara para cima, aquela vara comprida e branca da cabeça vermelha. Ela delicadamente colocou uma camisa no pau dele que não sei de onde apareceu aquela camisinha, e que nem cobriu todo o pau dele, e sentou sobre a vara dele de costa para ele e de frente para a janela onde eu filmava tudo sem perder um detalhe. Alias tenho o filme até hoje. Ele fazia um vai-vem na bucetinha dela e ela rebolava o quadril fazendo a grutinha engolir a vara até bater o saco dele nos pelinhos da xana, enquanto que com uma das mãos massacrava um dos seios dela.

Depois ela deitou na cama com a barriguinha pra cima e ele deitou ao lado dela mas de forma que encaixou o pau na bucetinha dela enquanto mamava nos seios dela. Ele enfiava somente a metade do pau nela e ela rebolava freneticamente apertando a cabeça dele contra seus seios e ora beijando-o engolindo toda a língua dele e ela a dela.

Ele novamente puxou ela pra cima dele e começou meter nela, e ela ainda de costas para ele. Ele metia rápido e com força igual um louco até que o pau escapou da bucetinha e ela pegou firme no cacetão dele, arrancou a camisinha, e esfregou a cabeçona nos lábio da bucetinha até achar novamente o buraquinho e enterrou nela, e agora sem camisinha e a porra dela escorreu no pau dele.

Sem deixar o pau sair da bucetinha ela virou por cima dele e socou todo o pau dele dentro dela e ela agora rebolava subindo e descendo naquela vara enquanto ele chupava os seios dela e ora beijava a boca. Meteram muito e com muita paixão. Agora entendia porque ela havia me trocado por ele, porque eles metiam com tesão de verdade.

Antes de gozar ele colocou-a de quatro, pensei que fosse fazer amor de cachorrinho, mas não, ele colocou a cabeça do pau tudo dentro do cuzinho dela, e mexeu e rebolou sentindo a cabeça do pau dentro do seu cuzinho.

Ele sentiu tanto tesão que deu sinais de gozar e rapidamente ela deitou na cama e ele levou seu pauzão cumprido entre os seios dela e iniciou um frenético vai e vem nos seios dela enquanto ela lambia a cabeçona do pau. Ele começou a gemer alto e ela pegou firme no pau dele punhetando-o e o fez gozar nos seios dela e limpou a porra da cabeça com a língua e por fim fez a higiene completa na cabeça do pau com a boca.

Bom cheguei em casa tarde da noite e ela já estava dormindo. O dia que apresentei o vídeo para toda a família minha e dela... bom ai já merece um outro capitulo.

Comentários

03/01/2010 10:18:36
e alem de corno e um viadao. descreveu tão bem o pau do ricardo.... e um covardão: não come a mulher, acha que ela tem q aturar e ainda conta pra familia. que babaca. vou dar nota 9
28/12/2009 01:15:01
CORNO E VIADINHO PELO VISTO,POIS SE DETEVE EM TODO MOMENTO EM DIZER O PAU COMPRIDO, BRANCO E CABEÇORRA ROSADA! RSRSS,OUTRO DETALHE: VINGATIVO, MOSTRAR O FILME PARA AS FAMILIAS?
15/12/2009 19:59:48
O desfecho deve ser ótimo. Vou esperar.
12/12/2009 01:51:00
Achei muito interessante a história, quero ver a continuação!
11/12/2009 21:55:47
quero ver o outro capítulo.
11/12/2009 21:22:59
sensacional

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


comedor enrabando professora virgemXVídeos mulheres das colchão na toda gostosa charmosa mas funcionasexo em familìa safadao ver novinha de roupas curta e fica b punheta pensando nela e ela nao gostoucontos de putaria sou puta do negao meu vizinho fez um buraco na paredevideos de garotas vendo bucetas em telao bem grande se masturbanao aguentou e gozou na mao da doutora xxvideosquero ver pênis de homem buceta de mulher vídeo de safadeza unha sendo mortohomem empurra na vara na jumenta até gozarcontos de crossdresser forçadocontos de fada.dava a bucetinha quando tinha entre 6 e 7anis de idadefiquei sozinha em casa com meu padrasto não resiste aquele pauzão enorme xvideos.com mobilecontos eroticos estuprada pelo garicacetudomonstroencanador comeu a cliente a forca e ela gostoucontos irmazinha nossa punheteiraver contos eroticos em que maes sao flagradas pelas avos fudeno com os filhos pauzudosbundas maciinhasponodoido pasado um tempo com minha primascontos eroticos traindo na enchenteContos de marido fazendo esposa cadela confessar traiçãomoças todas cagadas e meladasvanessa traindo com irmao do corno douglas spcontos eroticos dormindo com primoconto erotico amiga da esposa da muito moleo pedreiro me comeu a forca!!contos eroticosmorena linda tampa a boca do irmao e senta em sua rola enlouquecidaempregadinha contoconto hetero dos pentelhos raspadogostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticosCamisinha atrapalha a tirar a virgindadecomadre milhadinha dando pra ocumpadre pornopostei vídeo da minha namorada pelada montado numa jumenta O bicho é gostosa e boaLukinhas contos eróticos gaysPaguei para deflorar a filha do caseiro conto eroticoContoeroticosobrinhonovinhoDesabafo real de uma mae contos ero cap,IXfilme porno das pantera meu tio foi passar um fim de cemana na minha casaminha esposa saiu comigo sem calcinha so pra me provocar meus amigosvideo estrupo brasileiro caseiro fala palavrao gorda peitao patroacontos meu primo gordinho foi dormir comigo e comi o cuzinho delequero ver foto bucetao beicudas e hrandesogragosadagosto de praticar zoofiliamulher levanta o vedtido e leva rola na bundacazal maduros mamado jutos uma picaminha mãe me surpreendeu contos de incestosou viciada no pau do negraovídeos pornô de mulheres fazendo sexo com máquinas postiçacontos eroticos o carroceiro e as enteadasV contos de mulheres sendo fodidas por cãomulher gostosa dando para novinho cheia de tesao em sua casonatransando com cachorro e vizinhocontocontos eróticos meu genro me pegou traindo meu maridocontos eroticos aprendendo a dirigirjaponesinha chupando um pau pelo buraco da parede ver porno 10 minutos gratisgostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticoscontos gays tio e sobrinhoNinfetas mamando rola no cinema contoseroticoscasa do conto meu filho me encoxou de baby dollvidio porno novas com.cavalo dominando apenetraçao gozoCasal aclimação quer homem para sexo a 3 menage on linecomo e bom ter um comedor sólido e um marido viadoCapítulo 2 segunda temporada contos erótico sempre te quisconto erótico menina bebê pai e filha puta ninfeta gosta de mamar peituda casete tbmA garota acaba de colocar o vibrador e chega a irmã caçula na hora errada e faz ela ter seu momento de prazer contido e calado xvideosmeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosincestossexo com animaisContos eróticos de incesto mae que cuzinho guloso e o seu engoliu todo o meu cacetaocasa dos contos eroticos meu marido trabalha eu meu filho rodulo me fodeo vídeo de um homem e uma mulher dançando pelada com botãozinho para minha boca sem travar para não escolher se eu quero ou não aquele é minha nota porfavor aquele pretocorno dopado meio sonolento vendo mulher fudendo com quatro machos e sorrindodando com dorbuceta pro pai irmao