Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Se o destino não ajuda... a gente dá uma mãozinha

Categoria: Heterossexual
Data: 14/12/2009 04:52:59
Última revisão: 05/07/2012 11:37:52
Nota 9.75
Ler comentários (9) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá galera primeiramente eu gostaria de agradecer a todas as pessoas que de uma maneira ou de outra se manifestaram lendo e relendo e opinando sobre minhas peripécias um abraço há todos, após receber alguns E-mails de amigos e leitores resolvi tirar um tempinho para lhes contar outra aventura que me aconteceu no fim de semana passado então vamos lá espero que tenham paciência para ler, pois a maior característica dos meus contos e a generosidade de palavras.

Tudo começou há alguns anos atrás quando um grande amigo meu começou a namorar a filha de um amigo de minha família eu já conhecia a garota desde criança e confesso que ela era a criança mais chata, irritante e insuportável que eu fui forçado a conhecer na minha infância até porque ela era filha única ela era alguns anos mais nova que eu e quando nós nos encontrávamos eu sempre tinha de ficar de babá daquela menina irritante e em conseqüência ia crescendo em mim uma antipatia por ela que só de ouvir o nome dela eu arrumava qualquer desculpa até estudava só para não ter aquela menina nojenta a meu lado então os pais dela decidiram se mudar, pois o pai dela recebera uma proposta muito boa de trabalho em outro estado é eles se mudaram, mas sempre quando tinham tempo vinham e eu fugia igual o capeta foge da cruz, eu era o garoto mau da rua e não queria que minha moral fosse para lama por causa daquela menina metida a besta então o tempo foi passando e na verdade passaram-se anos sem eu nem. ver a Sombra dela alias eu nem imaginava mais que ela existia, foi então que na minha adolescência que eu arrumei uma namoradinha e tava por cima da carne seca alem dela ser muito bonita eu descabaçei ela e a gente transava quase todos os dias e eu ainda pegava algumas garotas por fora e conhecia a maioria das garotas que transavam naquela época, pois aos dezenove anos eu já trabalhava igual gente grande e já tinha minha primeira moto então automaticamente eu era convidado para todas as festinhas na condição de convidar as garotas e foi em uma dessas festas que meu mundo começou a estremecer e perder estabilidade, minha namorada me perguntou se ela poderia levar uma amiga de classe na festa eu logo de cara concordei, pois era mais mulher para a galera então combinamos de eu ir na frente e a gente se encontrar no local.

Então eu fui cedo para arrumar a casa aonde seria a festa, pois na época eu tinha uma bandinha de garagem e até brigava para tocar nas festinhas e também a gente tinha que encher aquela casa de cerveja e tudo que tivesse álcool, então as horas se passaram e a festa já estava animada à noite prometia quando chega minha namorada e a tal colega logo se mostrou bem saidinha após tomar umas biritas e já foi logo catando um colega meu que tava na seca dento do banheiro e já foi logo agarrando e mandando ver à noite prometia, até que a amiga de minha namorada minha namorada comenta:

_ Nossa a gente está aqui se divertindo e minha prima está na casa dela entediada, pois ela acabou de se mudar para cá e a gente e como se fossemos irmãns ela gosta muito de Rock’n Roll vocês iriam gostar de conhecê-la ela é muito gente fina. Então eu falei para ela ligar para a tal prima e perguntar se ela queria vir à festa ela falou que estava tarde e que talvez os pais dela não a deixariam sair eu na mesma hora me prontifiquei a buscar e levar a tal prima, ela então ligou e conversou por algum tempo e logo depois falou:

_ Ou foi um custo convencer meu tio a deixá-la vir a essa hora e ele só deixou porque eu falei que você era um cara muito responsável e que se ele quisesse poderia trazer ela aqui pessoalmente e que ele poderia marcar a hora para buscá-la é só o tempo dela se arrumar é você vai lá buscá-la e escova esses dentes e não bebe mais nada porque se ele perceber que você bebeu ele não vai deixá-la sair.

Então esperamos uns quarenta minutos ela me passou o endereço e eu fui, ao chegar buzinei na porta da casa é para minha surpresa total me aparece um homem de rosto familiar apareceu no portão eu logo o reconheci tirei o capacete e já fui logo me desculpando:

_ cara me desculpe, bater em sua porta uma hora dessas... Mas acho que me passaram o endereço errado! Ele então aliviando sua face rude me diz:

_ Não... eu acho que você veio ao lugar certo. Caraca nessa hora fiquei mais perdido que sego em tiroteio.

_ Não eu estou procurando a prima de uma amiga minha para levá-la a uma festa, mas acho que me passaram o endereço errado. Ele então olha para mim e diz!

_ Não fique calmo é aqui mesmo. Nesse momento eu gelei e todas aquelas atrocidades de minha infância vinham em minha mente eu estava como um Rei prestes a ver seu Império cair, quando sai do portão aquela garota dizendo:

_ Pai deixa ele em paz ele só veio fazer o favor de me bus...car. Nesse momento suas palavras foram interrompidas pelo espanto e no meu casso nem palavras eu tinha a ficha tinha caído e eu estava pasmo aquela menina magrela puro osso tinha virado uma linda garota de seios perfeitos uma bunda que por Deus foi esculpida e um rosto perfeito e para piorar ela tem uma pinta no canto do lábio superior tipo da Marilym que me tirou do chão más não era porque aquela menina insuportável tinha virado uma gata que eu iria afrouxar eu já conhecia ela e sabia que ela era muito mala desde criança e “coisa ruim não muda assim tão fácil” então eu falei para o pai dela que á hora que ele achasse conveniente ele fosse buscar ela. O safado na maior cara de pau me diz:

_ Que isso agora eu sei que ela esta entre amigos... Só me promete que trará ela de volta e me de o endereço para qualquer eventualidade e vão lá se divertir vocês estão na idade não percam tempo. Então relatei tudo a ele ela montou na moto e nos fomos ela então pediu que eu parasse no primeiro bar que eu visse aberto eu obedeci ela desceu da moto e entrou no bar eu fiquei esperando talvez ela tinha ido comprar cigarro ou bala, mas ela me volta com uma garrafa de Pinga,cachaça, cana mesmo eu olhei abismado e falei espantado:

_ Que isso garota? Minha moto é a gasolina e não a álcool. Ela então sorriu e disse:

_ Eu não sou muito de beber más adoro uma boa caipirinha com bastante limão e gelo. Nesse momento eu tinha certeza que ela iria dar vexame então rapidamente nos dirigimos para festa, quando paramos na porta e a machaiada viu ela descer da moto com uma mini saia preta aquelas botas de cano longo que realçavam ainda mais aquelas pernas deliciosamente grossas e aquela blusinha decotada ela já foi fuzilada pelos olhares da galera que já faziam até filinha para conhecê-la, nos entramos e a prima dela logo a puxou pelo braço e quando ela disse que já me conhecia desde criança ai foi que o papo rendeu mesmo então fomos até a cozinha para eu preparar a caipirinha para ela que modéstia à parte eu faço uma ótima então ela já foi se soltando como a prima dela tinha dado um perdido em todo mundo para dar uns almaços mais à vontade ela ficou comigo e minha namorada que logo deve ter percebido que eu não tirava os olhos dela ainda mais quando ela andava de lá para cá se mostrando e deixando os interessados loucos e eu também, nisso um amigo me chama e eu deixei ela com minha namorada que pressentindo o perigo tratou logo de empurrá-la para os braços do meu melhor amigo que vou chamá-lo de Mickey Mouse, quando eu voltei e perguntei por ela minha namorada respondeu:

_ Ela não perdeu tempo assim que o Mickey chegou ela o agarrou e o beijou sem falar uma palavra. Eu me espantei e perguntei com aquele tom de duvida:

_ Como é? Ela então me puxou para o colo dela e disse:

_ E isso ai sua amiga de infância é bem saidinha e agora para de tentar proteger todo mundo se ela quer deixa ela e afinal de contas não vejo razão para você estar assim. Eu logo disfarcei e joguei uma do tipo:

_ Olha o pai dela é muito gente boa, mas se ele se irritar a coisa vai ficar feia e afinal de contas ela já bebeu muito e pode fazer merda. Nisso minha namorada pegou uma cerveja e falou:

_ Relaxa bebe ai vamos curtir também. Eu então bebi e a agarrei forte beijando e passando a mão nela toda pra não dar na pinta ela então disse:

_ Para seu assanhado aqui não! Logo chegou uma amiga nossa e se sentou era a oportunidade que eu esperava dei um beijo no ouvido dela e sussurrei deixa eu dar uma volta para eu esfriar os ânimos.

Então eu a procurei por uns 5 minutos para ver o que ela estava aprontando foi quando eu flagrei ela e o Mickey encostados em um canto escuro da garagem aos amassos o Mickey eu acompanhei toda aquela cena quieto ele a agarrava feito um louco ele passava as mãos em suas pernas e subia até a bunda por debaixo da saia ela tentava o impedir inutilmente ate que aos poucos ela foi cedendo e não demorou muito para ela estar passando a mão no pau dele por cima de sua calça. Então eu saio afinal de contas nem eu mesmo sabia o que eu estava fazendo ali. Então já estava ficando tarde e ela teria de ir embora minha namorada também nisso o Mickey insistiu para levá-la e minha namorada estava querendo transar comigo eu não tive escolha tive que deixá-la ir com ele. Então se passaram algumas semanas ela e minha namorada se tornaram amigas e eu fico sabendo que ela e o Mickey estavam namorando se vendo todos os dias ele a buscava após as aulas, pois ela estudava a noite e como era inevitável ela contava para minha namorada tudo que ela, mas o Mickey faziam que por sua vez minha namorada me relatava tudo nos mínimos detalhes. Mas em um belo dia ela me liga e dizendo que ia fazer um churrasco em sua casa no fim de semana e que os únicos convidados era eu minha namorada e o Mickey eu logo topei, então chega o dia e eu fui para o tal churrasco regrado há muita caipirinha os pais dela não estavam lá e chegariam muito tarde na casa dela tinha uma piscina e estava fazendo muito calor e ela propôs para gente dar uma entrada na piscina o Mikey e minha namorada não quiseram falaram que preferiam ficar bebendo eu disse que estava tudo bem afinal de contas estava um baita calor então ela pegou um short do pai dela emprestado para mim eu peparei duas caipirinhas bem fortes e fui para a piscina enquanto ela se trocava eu não perdi tempo e já cai na água quando para minha surpresa eu escuto ela dizendo:

_ Nem me esperou: Quando eu me virei ela estava tirando sua canga ela estava com um biquíni curtíssimo sua bunda era maravilhosa e realçava mais ainda com aquele fio dental então ele disse que ia pular e que era para eu segurá-la eu prontamente obedeci quando ela caiu na piscina eu a segurei dando um abraço pela cintura ela então sorriu e começou a tirar água em mim com a mão eu não sei porque, mas todo mundo que entra dento de água fica meio retardado e arruma essas brincadeirinhas, mas eu entrei na onda e retribuía e a comia com os olhos e depois de todas as caipirinhas que bebemos eu não fazia questão de ser discreto enquanto isso minha namorada e o Mickey nos observavam de longe, mas eles estavam entretidos na cozinha conversando sobre a vida alheia e fazendo brigadeiro de Vaz enguando eles apareciam, mas logo voltavam para a cozinha, pois eles não queriam se molhar e a gente tava fazendo a maior bagunça na piscina e arrumávamos todos os pretextos para nos aproximar e encostar nossos corpos um no outro e rolava ate umas encoxadinhas de leve eu não forçava nada simplesmente acontecia então ela diz:

_ Eu vou pegar mais caipirinha me ajuda a sair da piscina que eu já estou leve. Então ela se apoiou na beira da piscina e eu a peguei pela cintura por traz na intenção de ajudá-la quando ela subiu eu fiquei com a cara bem debaixo de sua bunda e com aquele fio dental eu tive uma visão privilegiada, ela então ficou conversando lá dentro por algum tempo eu ate achei que ela tinha desistido da piscina quando ela volta com dois copos de caipirinha e senta na beira da piscina com suas pernas abertas ela me ofereceu o copo e começamos a conversar ela tinha um papo agradável e em meio à conversa ela sempre arrumava o biquíni puxava as alças fazendo ele entrar cada vez mais e eu estava ali a poucos centímetros dela quando ela me diz:

_ Vem cá me puxa para dentro d’água, mas devagar, pois eu já estou bêbada. Então eu me abaixei para pegá-la ela então ela passa as pernas por cima do meu ombro ela dizia para eu segurá-la e foi nesse momento que meu nariz quase tocou em sua bucetina ela agarrava em minha cabeça para se equilibrar e forçava mais ainda meu rosto para dentro de suas pernas nesse momento meu cassete estava pulsando quase saindo do short então eu percebi que a coisa ia complicar se a gente continuasse com aquele jogo perigoso e resolvi sair da piscina com a desculpa de que ia beber e comer algo ela então saiu também fomos ate a cozinha o Mickey e minha namorada tinham preparado um belo almoço e estavam terminando de fazer mais caipirinha para gente quando ela aparece e da um beijo no Mickey dizendo:

_ Vou tomar um banho antes de almoçar, pois vocês capricharam no almoço. Passado algum tempo ela volta com um shortinho minúsculo e um toper falando que estava morta de fome então fomos almoçar e eu fui ao banheiro lavar as mão quando eu fecho a porta o biquíni dela estava pendurado atrás da porta meu pau latejava e eu não me contive tive que dar uma cheirada nele era perfumado eu quase pude sentir o gosto de sua chana ivadindo minhas narinas eu quase toquei uma punheta ali mesmo, mas achei melhor sair, nos então almoçamos e ficamos conversando e jogando baralho até anoitecer, então o pai dela liga dizendo para ela ir para casa de sua avo, pois eles iriam se atrasar e iriam chegar muito tarde, como já estava todo mundo cansado eu propus levar o Mickey na casa dele e depois levar minha namorada e levava ele ate a casa de sua avo pois era caminho de minha casa todos concordaram e assim eu fiz, quando eu voltei para buscá-la, ela abriu o portão e disse meu pai acabou de ligar de novo e eu falei com ele que estava tudo bem e que eu não ia para casa de minha avo Pois estava muito tarde e todos já tinham ido embora então eu disse:

_ Então esta bem eu vou nessa, tem certeza que vai ficar bem. Ela então olhou para min e falou:

_ Porque você não desce e a gente toma mais uma caipirinha e joga conversa fora. Era a chance que eu esperava e logo concordei então nos sentamos na mesa da cozinha e começamos a conversar às vezes ela mexia e deixando a alça do seu toper cair bem de leve expondo timidamente seus belos seios então eu percebi que ela estava gostando de me perturbar e não demorou muito para nosso assunto abranger sexo ela falava que gostava muito do Mickey, mas que ela sentia que faltava algo eu perguntei o que era ela falou que às vezes conversava com minha namorada e que minha namorada deixava escapar o que eu e ela fazia logo eu imaginei, pois minha namorada adorava se gabar de tudo e ela disse que ficava ate sem ar imaginando o Mickey fazendo as mesmas coisas com ela eu então perguntei a ela que coisas ela virou o copo de uma vez se levantou apoiando os dois braços na mesa e se curvou espondo ainda mais seus seios dizendo:

_ Olha eu quero que às vezes ele me pegue com força me bata puxe meus cabelos não é que eu goste de ser maltratada, mas também eu não quero ser tratada igual uma boneca de porcelana eu quero que me coma de todo jeito, mas parece que ele tem medo de me machucar. Então eu olhei para ela e disse fale isso com ele o explique. Ela então retrucou:

_ e você acha que eu já não falei eu pedi ele uma vez para me dar um tapa ele ate deu mais parecia que ele estava acariciando minha bunda e eu queria ficar com ela toda vermelha de tapa ai meu tesão passou na hora então eu pedi a ele para a gente fazer sexo anal. Nesse momento ela deu um sorrisinho daqueles que indica uma negação e diz:

_ Eu queria ser arrombada possuída abusada e o cara me vem todo carinhoso para comer meu rabo eu então falei com ele que tinha gozado só para ele acabar com aquilo depressa, pois eu não estava mais afim: Daí eu perguntei:

_ E o que você fez depois. Ela então se sentou e falou indignada:

_ Ele foi embora e eu coloquei um filme pornô e me acabei no dedo acho que já estou me acostumando com isso. Nesse momento eu me levantei para pegar mais caipirinha e quando eu me virei ela me deu um abraço me apertando forte e eu fingindo estar sem saber o que estava acontecendo a abracei e nesse momento eu quase a beijei se não fosse pelo barulho de seus pais chegando na casa eu então me afastei dela e me sentei ela consertou sua roupa e voltamos a conversar o pai dela entrou na cozinha e não percebeu nada e ainda me agradeceu por ter ficado lá com ela então eu fui embora, se passam algumas semanas eu e minha namorada tivemos uma briga e terminamos e por ironia do destino ela e o Mickey também terminaram, mas eles ficavam naquela de termina e volta termina e volta até que ela arrumou outro e eles terminaram de vez, mas ela não saia de minha cabeça eu andava atrás dela a convidava para sair, mas só que dessa vez o cara que ela estava ficando marcava em cima e não dava bobeira então eu resolvi tocar minha vida e tentar calar esse desejo algumas vezes nós nos encontrávamos, mas ela estava retraída e cada vez nos víamos menos, então o tempo foi passando na verdade pasceram-se anos até nós nos reencontrarmos de novo e foi na semana passada e eu dei uma mãozinha para isso acontecer, eu estava na casa do Mickey e agente estava procurando algumas fotos de um show que a gente tinha ido e para o meu espanto ele ainda guardava uma foto dela, pois ele ainda arrastava um caminhão por ela ele então me disse que tinha visto ela na academia e que ela estava bem mais bonita e que tinha virado um avião e que ela estava namorando um sargento da policia e que ele tinha estado com a prima dela que por sinal se casou com nosso amigo e a prima dela disse que o cara vigia ela como um cão de guarda e morre de ciúmes dela. Então eu pequei as fotos e fui embora começando a bolar meu plano fui direto à casa da prima dela com a desculpa de fazer uma visita, chegando lá o marido dela foi comprar umas cervejas para gente e papo vai e papo vem eu pergunto por ela e para o meu espanto a prima dela diz:

_ Você não a quis ela agora esta em outra. Quando ela disse isso eu quase tive um infarto e a única coisa que eu consegui murmurar foi:

_ Como assim não quis você esta louca. Ela então me diz rindo:

_ Que isso não finja de bobo ela era afinzona de você vai me dizer que você nunca percebeu? Ela me disse que por muitas vezes tinha vontade de avançar em você, mas como você e o Mickey são carne e unha ela teve receio e só estou te falando isso porque meu marido saiu e você sabe que ele tem a língua grande depois se isso vazar você sabe como é a língua do povo. Nesse momento eu falei para prima dela que eu também era afim dela ate hoje então a prima dela diz:

_ Olha eu não duvido nada que ela ainda tenha uma queda por você só depende de como você vai chegar nela. Então eu perguntei a prima dela se ela me dava uma mãozinha ela logo topou e me falou em qual academia ela malhava e que horário ela ia então eu tomei a cerveja com eles e fui embora, no outro dia de manhã eu fui para o trabalho e de lá eu liguei para academia e me matriculando pois à noite eu ia malhar as horas não passava e quando eu sai fui direto a um salão dar um trato no cabelo e fui embora tomar aquele banho quando deu lá pelas 7:00 eu coloquei uma calça de nylon e uma camiseta bem colada pois eu já malho há algum tempo peguei dois capacetes e fui à caça chegando lá fui direto acertar minha matricula e fui direto correr na esteira pois do segundo piso eu veria quando ela chegasse e não deu outra quando eu avistei aquela mulher de cabelos dourados com aquele par de seios fartos quase pulando para fora de seu toper aquela bunda grande bem definida e ela já entrou chamando a atenção por onde passava eu logo percebi que ela viria para esteira e sai de lá sem ela me ver pois eu queria que ela me encontrasse naturalmente e desci para outro aparelho e fui malando naturalmente até que passados uns minutos ela desce e me vê logo ela abril aquele largo sorriso e apressou o passo em minha direção dizendo:

_ Eu quero um abraso. Ela falou já se atirando em meu pescoço e me apertando eu retribui o abraço e ate dei um beijo em seu pescoço ela logo foi falando:

_ Cara que saudade como vão as coisas? O que você anda aprontando? Porque você sumiu tanto? Ela falava e não me soltava eu então disse.

_ Hei calma uma pergunta de cada vez... eu também estava com saudade. Nesse momento ela me interrompeu dizendo:

_ Tava nada, mas isso não importa eu quero saber de todas as novidades. Então ela me soltou e ficou segurando minhas mãos eu falei para ela:

_ Ta bem eu te conto, mas termine de malhar depois agente toma um suco lá fora e conversa. Ela então franziu a testa e retrucou:

_ Terminar de malhar um cassete eu passo anos sem te ver e você ainda me manda esperar e você também pode parar por ai. Nisso ela já foi me puxando e indo em direção a lanchonete da academia chegando lá nos sentamos e eu pedi dois açaís ela e eu falei para ela que eu estava sem tempo, pois meu emprego exigia muito de min disse:

_Nossa quem diria aquele carinha maluco virou um homem responsável. E ai já se casou? Agora era minha deixa então eu respondi que não, pois tava me faltando tempo até para pegar garotas ela então sorriu dizendo:

_ Para de ser safado que eu te conheço não é de hoje deve ter fila de mulher na sua porta. Na hora eu retruquei:

_ Pode até ter, mas não achei nenhuma que me fizesse virar a cabeça. E você agora é sua vez pelo visto você já se casou. Ela então jogou os cabelos para o lado e disse:

_ Ainda não, mas estou namorando há algum tempo. Eu logo perguntei:

_ E ai está feliz? Ela pegou minha mão e respondeu:

_ Meu amigo eu tenho o dedo podre para escolher homens só me meto em furada. Eu perguntei o porque e ela disse:

_ Você sabe da minha historia com o Mickey depois eu arrumei uns rolos porai, mas nada avassalador agora estou namorando e esse que alem de ser muito ciumento é amante da boa conduta e me vê como sua futura esposa to pior que da outra vez na seca total. Ela falou isso rindo e eu já fui pegando pesado dizendo:

_ Pois é deus não da asa a cobra mesmo. Ela arregalou os olhos e perguntou O porque eu disse na hora:

_Porque se eu tivesse tido uma chance com você eu. Nesse momento ela me interrompeu alterando seu humor dizendo:

_ Nunca mais repita isso eu te dei todas as chances para você chegar em mim e você não quis agora depois desse tempo todo você vem me dizer isso o que você esta querendo? Nesse momento eu falei para ela que no dia da piscina se o pai dela não tivesse chegado eu a teria beijado e disse que aquela cena nunca sai de minha cabeça. Ela então respondeu eufórica:

_ Cara eu te admiro muito desde criança, mas não vou permitir que derrepente apareça em minha vida e vire ela de pernas para o ar e se você quer saber no dia da piscina eu fiquei o tempo todo esperando uma atitude sua eu até entendo que você não queria trair seu melhor amigo, mas todas as noites quem eu queria era você e olha vou te confessar que eu adorei ouvir isso de você, mas eu sinto muito não tem jeito me desculpe! Eu então estava com a cara lá no chão eu tinha levado um fora histórico então decidi mudar o assunto e falei:

_ Que isso eu somente te elogiei e você vem me atirando um caminhão de pedras! Você está com algum problema desabafa quem sabe eu possa te ajudar? Ela falou:

_ Nossa cara me desculpe eu nem percebi, mas e que não esta fácil como eu te disse o ciúme dele é demais se ele chegar aqui e ver nós dois ele da uma crise você acha que eu ando vestida do mesmo jeito que eu andava ele diz que roupas curtas são vulgares e não me deixa usar se ele pelo menos sonhar que eu estou malhando com uma roupa dessas aqui ele vai me atormentar. Então eu disse:

_ Nossa que barra é isso que eu não entendo o cara tem uma mulher bonita e não gosta que ela fique mais bonita se fosse eu adoraria que você usasse roupas sexy, pois eu acho que isso somente envaidece um homem eu até acho legal quando alguém cobiça uma garota minha afinal isso levanta a moral tanto do homem quanto da mulher ciúme doentio é uma bobagem. Ela então sorriu e disse:

_ Cara você é único que pena que pena mesmo. Então eu apertei a mão dela e falei:

_ Não se preocupe no final da tudo certo. Fui no balcão anotei meu telefone e déia a ela dizendo:

_ Olha quando você estiver angustia da querendo conversar me ligue a qualquer hora. Ela olhou para mim e disse:

_ Olha que eu ligo mesmo. Eu então me despedi, pois eu tinha que pensar em algo para convencê-la fomos até o estacionamento e eu brinquei com ela dizendo:

_ Olha lá minha moto. Ela olhou e falou.

_ Cara você é doido ela é muito grande eu nunca teria coragem de montar numa coisa dessas. Então eu falei:

_ Não é o tamanho olhe a traseira dela eu mandei alongá-la ao maximo só para exibir a bunda das garotas ela então riu e falou:

_ Você não toma jeito mesmo. Nisso nos despedimos e eu fui embora e no decorrer da semana a prima dela me ligou e me perguntou:

_ Cara o que você disse a ela? Eu respondi:

_ Eu acho que eu estraguei tudo. Ela então diz:

_ Não você conseguiu mexer com ela de algum jeito ela me ligou hoje e disse que tinha encontrado com você na academia e que vocês conversaram um pouco, mas que ela ia te evitar, pois ela não queria sentir aquilo tudo de novo por você e que a essa altura ela não poderia fazer besteiras em sua vida, mas ela me falou que quando te viu ficou toda excitada e falou que você não era um pedaço de mau caminho, mas que você era o mau caminho inteiro. Então eu perguntei:

_ Mas e ai o que você pretende fazer afinal de contas ela decidiu me evitar. Ela então disse:

_ Olha ela me disse que no fim de semana o namorado dela vai estar de serviço no quartel e que ela vai dar uma passada aqui em casa para gente botar o papo em dia, eu pensei em assar uma carne e comprar umas cervejas e ai eu vou jogando o veneno e quando ela estiver já meio leve eu te ligo e você aparece para derrepente para fazer uma visita eu convenço meu marido a sair e deixamos vocês a sós ok? Mas só que a conta do hotel você paga e tome muito cuidado, pois você não vai querer encrenca com o namorado dela pelo amor de Deus. Ela disse isso rindo então eu disse:

_ Combinado pode armar tudo e me fale quando você tiver uma posição. Então a semana vai passando e no sábado passado por volta das 15:00 a prima dela me ligou dizendo:

_ Ela já está aqui e o assunto é só você e eu já combinei tudo com meu marido quando tiver rolando um clima agente vai inventar uma desculpa e sair eu vou fazer mais umas caipirinhas e quando ela estiver mais solta eu te ligo, mas já se arrume. Eu logo fui para o chuveiro peguei minha melhor roupa e me passei um bom perfume e fiquei a espera, quando meu telefone toca e a prima dela diz:

_ Pode vir ela já esta bem relaxada. Eu rapidamente montei em minha moto e fui comendo chão já não agüentava mais chegando lá eu bati campainha e a prima dela abril o portão dizendo em alto e bom tom:

_ Cara quem é vivo sempre aparece vamos entrar. Ela então foi na minha frente ao chegar na sala ela diz:

_ Olha quem apareceu para uma visita. Quando eu olhei para ela que estava deliciosa sentada np sofá com uma blusa floral meio transparente colada evidenciando ainda mais seus seios atraentes com um decote grande e uma saia jeans que dava um contorno de primeira qualidade aquela bunda maravilhosa, ela me olhou de cima em baixo dizendo:

_ Eu devo mesmo ter jogado pedra na cruz agora só me faltava essa. Mas eu pude perceber uma pontinha de um sorriso cínico de pura satisfação em seus lábios e para quebrar o gelo e o constrangimento eu disse:

_ Ninguém vai me oferecer nada para beber nessa casa não. Então o meu amigo me traz uma cerveja e ela diz:

_ Tomara que você passe mal e engasgue com essa cerveja. Eu então disse:

_ Não adianta me rogar praga sua bruxa. Então começamos a conversar e ela sempre dava um jeito de me alfinetar e eu ficava na minha e saia fora toda vez que ela iniciava uma provocação só que essa tática não teve efeito por muito tempo então eu me toquei que ela estava fazendo aquilo de propósito e eu já percebia umas leves insinuações da parte dela então a prima dela chama o marido e diz:

_ Meu bem vamos buscar mais cerveja porque acabou e deixa esses dois rabugentos ai talvez eles sozinhos consigam trocar duas palavras sem irritar um ao outro fiquem tranqüilos agente não demora. Nisso eles saíram e eu a perguntei se ela queria uma caipirinha ela então disse:

_ Aceito sim pelo menos nisso sua visita não foi desagradável, pois uma caipirinha igual a sua ninguém faz. Eu aproveitei e caprichei na cana e sentei no sofá na frente dela e ficamos conversando algumas coisas sem nexo ate que o telefone dela toca e eu gelei todo pensando que fosse o namorado dela ela então levantou e alterou o tom de voz dizendo:

_ Que isso para de papo rui, não faz isso comigo não eu te expliquei minha situação e mesmo assim você me apronta uma dessa. Eu não tinha a menor idéia de quem estava conversando com ela sobre o que falavam eu somente escutava suas respostas que diziam:

_ Olha vai você e ele para o inferno, mas fique ciente que aconteça o que acontecer a culpa é toda sua e vê se cresce sua idiota eu nunca esperava isso de você. Nisso ela desligou o telefone pegou seu copo e sentou no sofá na minha frente eu estava folheando uma revista que eu achei na mesinha então eu percebi que ela estava a me olhar sem falar nada como se estivesse esperando eu perguntar alguma coisa olhei para ela rapidamente algumas vezes, mas logo voltava a fingir que estava lendo, mas então num golpe rápido de olhar minha visão foi atraída para sua calcinha que estava aparecendo ela percebeu que eu vi e ficamos nos olhando assim por algum tempo ate que eu pergunto a ela:

_ Eles já deveria ter voltado não? Ela então deu um sorriso que me confundiu e disse:

_ Eles não vão voltar ela me ligou e disse que eles vão passar a noite em um motel e que é para a gente ficar aqui e conversar feito gente e não finge de bobo, pois eu tenho quase certeza que isso tem seu dedo agora você tem duas opções ou vai embora e me deixa aqui sozinha ou fica faz outra caipirinha e vai tirando seu cavalinho da chuva, pois não vai rolar nada fui clara? Eu logo me levantei para fazer a caipirinha e respondi:

_ Clara como seus lindos olhos. Ela balançou a cabeça em sinal de negação, eu fiz a bebida e a entreguei e sem saber o que dizer eu apenas fiquei a olhando ela ao contrario parecia muito decidida e ciente do que estava fazendo e para me provocar ainda mais ela me disse:

_ Está bem ai? Ficou mudo? Eu então respondi:

_ Não! Nesse momento ela descruzou as pernas bem devagar de um jeito que eu pude ver toda sua calcinha ela se apoiou na porta e disse:

_ Pelo amor de Deus vá embora eu não sei o que você veio fazer aqui, mas seja lá o que for você volta outra hora. Nesse momento eu percebi que ela estava cedendo e disse:

_ Não vou te deixar aqui sozinha. Ela retrucou:

_ Eu já sou bem grandinha e sei cuidar de mim mesma sozinha. Nisso eu me ageitei no sofá e falei:

_ relaxa ai minha filha para de criancice. Eu fiquei a olhando e babando não consegui disfarçar muito bem ela deu uma olha da com um ar de pouco caso e saiu para a cozinha resmungando, mas minha jogada definitiva ainda estava por vir então ela me chama ate a cozinha e diz:

_ Eu vou beliscar alguma coisa você aceita? Eu logo disse que sim e como a cozinha da casa da prima dela era muito pequena ficamos bem próximos ela estava com um perfume delicioso e eu a comia com os olhos enquanto ela preparava o petisco depois de me atiçar um bocado ela passou na minha frente dizendo que ia procurar um azeite nas portas debaixo do armário então ela se abaixou para procurar sua aquele pedaço de pano que ela chamava de saia já não cobria quase nada com a abaixada revelou aquilo que eu estava louco para ver e em meio a sua procura ela xingava alguns palavrões por não conseguir achar o azeite de onde eu estava pude ver em detalhes sua calcinha vermelha minúscula enfiada naquele rabo delicioso e ela às vezes se mexia como se estivesse sozinha embora eu tinha certeza que ela sabia que eu estava olhando então ela apenas virou a cabeça para traz e disse:

_ Não consigo achar. Eu logo disse que não havia problema algum e fomos para sala e eu fui ao banheiro meu pau estava todo melado passado alguns segundos ela fala em voz alta:

_ quando sair daí vê se lava as mãos. Eu não entendi muito bem, mas deixei para lá quando eu sai do banheiro ela estava recostada no sofá com as pernas abertas em uma posição bem provocativa, mas ao mesmo tempo ela não baixava a guarda sua saia erguia revelando sua calcinha eu peguei meu copo bebi uma boa golada e olhei bem para o meio de suas pernas e depois olhei em seus olhos era impossível não ficar de pau duro então ela disse:

_ Porque você não toma vergonha na cara e vai embora. Ela falou pausadamente e com um sorriso sacana no rosto a maneira como ela disse aquilo foi como uma espécie de senha que me encheu de coragem e eu disse:

_ Tudo bem você que eu vou eu vou, mas só depois que você se levantar daí e dizer na minha cara que você não esta louca para que eu te de uns amasos aqui agora você e capaz de fazer isso? Demorou alguns segundos para ela ter alguma reação ela então se levantou tomando um gole de bebida e eu já estava transtornado pensando no que eu tinha dito ela então olhou em meus olhos e disse:

_ Deixa eu te explicar uma coisa eu estou sim louca já nem sei o que estou fazendo parece que meu corpo e movimentos teen vontade própria e me levam a você e é lógico que eu adoraria fazer altas loucuras aqui com você, mas eu não quero me arriscar a sentir algo fora do comum e eu já te conheço primeiro você se mostra disposto a tudo, mas quando as coisas ficarem feias você ira cair fora e se meu namorado pelo menos desconfiar que eu estou aqui com você ele ficara completamente transtornado e eu temo por mim e por você, entendeu agora minha preocupação? Eu apenas abaixei a cabeça e logo depois a levantei dizendo:

_ Que maluquice você merece mais que isso. Então eu fui me aproximando dela lentamente e ela dizia:

_ Por favor, não faz isso não faz assim, por favor. Mas o som de suas palavras ecoava um sim e sabe quando você tem certeza que vai dar de cara no muro e mesmo assim continua foi o que aconteceu eu estava afoito e excitado só de pensar o que estava por vir então ela se encostou na parede e não disse mais nem uma palavra trocamos algumas caricias mudas e nos beijamos freneticamente acho que ela me agarrava mais do que eu agarrava ela sua respiração estava ficando ofegante e quando eu percebi seu estado logo fui passando a mão por todo seu corpo ela estava eufórica respirando rápido e eu mais animado do que nunca ela já não estava agüentando mais ela estava explodindo de tesão ela deveria estar mesmo necessitada e não parava de me agarrar nesse instante ela ia me conduzindo para o quarto de sua prima deitamos na cama e ficamos nos beijando por um tempo então ela estava deitada quando eu sai de cima dela e me ajoelhei entre suas pernas ela estava calada eu a olhava ela estava tentando se conter, mas quando eu levantei sua saia e afastei sua calcinha ela liberou um gemido longo e assobiado senti meus dedos todos molhados ela já estava totalmente encharcada quando ela sentiu o toque de minha língua em seu grelo ela gemeu com mais força e eu comecei a chupá-la sua xana cheirava muito bem era tão saborosa que dava vontade do morder, mas ao invés disso eu sugava e apertava com os lábios eu a segurava pelas pernas e ela levantava seu ventre para facilitar minhas chupadas ela segurava minha cabeça com as duas mãos e alisava meus cabelos as reboladinhas discretas do inicio se transformaram em movimentos mais sacanas e bem encaixados oferecendo sua xaninha no ponto certo para que eu explorasse ao Maximo e eu não economizei chupei gostoso e sem pressa ela já estava totalmente entregue então eu arranquei facilmente sua calcinha e virei ela de bunda para cima aquilo sim era um rabo de verdade aquele cuzinho lindo rosado e fechadinho em seguida eu abri a sua bunda com as mãos e cai de língua fui direto ao ponto ela gemia e aquilo era como musica para meus ouvidos estava uma delicia explorar suas pregas dando voltas com a língua tentando invadir em seguida eu dava uma lambida de cima em baixo em seu rego e voltava direto para seu cuzinho ela se arrepiava a cada movimento eu enfiava meus dedos em sua xaninha ensopada e de vez enquanto eu tentava enfiar o dedo em seu cuzinho para lhe mostras o que viria pela frente eu sentia seu rabo dando umas piscadelas e ela gemia com vontade e eu empurrava sua bunda e afundava meu rosto naquela obra de arte de carne quente e molhada ela simplesmente delirava com seu gozo preste a chegar ela gemia e pedia mais e eu continuava com os dedos em sua buceta e a trabalhar minha língua naquele rabo foi quando ela gozou violentamente ela ficou tendo espasmos da cabeça aos pés seu corpo todo tremia e ela arrebitou seu rabo e escancarou as pernas de vez eu então enfiei um dedo na sua bucetina e outro no seu cuzinho e fazia movimentos fortes ao mesmo tempo ela fechou os olhos e travou os dente em um gemido prolongado de prazer então ela virou e me beijou se recompondo por alguns instantes ela então me deitou na cama ficou de joelhos e começou a se livrar de minha calça ela alisava minhas pernas com as duas mãos ela então me olhou furtivamente e disse:

_ agora e a minha vez. Ela abocanhou meu pau enterrando-o no fundo da garganta eu fiquei todo ensopado de saliva que escorria de sua boca ela chupava forte e gemia cada vez mais alto ela às vezes lambia todo meu pau bem devagarzinho e logo depois engolia tudo de uma vez como uma putinha gulosa eu estava enlouquecendo indo ao delírio quando via ela engolindo meu pau e olhava direto em meus olhos eu podia perceber a satisfação e a excitação estampadas em seu rosto então eu a segurei pelos cabelos e ela deu um sorriso e eu entendi o recado e eu passei a fazer força para que entrasse tudo em sua boca empurrei sua cabeça com a mão e ela engoliu ate o talo e segurei um pouco quando puxei sua cabeça de volta sua saliva escorrendo por sua boca e ela sorriu apesar do ato meio violento que eu cometi e ela não demonstrou protesto pelo contrario se mostrou mais excitada e sorrindo de leve ela se lançou em meu cassete chupando com força ela colocava minhas bolas na boca ao mesmo tempo que me punhetava, mas depois dela me chupar durante uns vinte minutos ela se levantou e me pegou com as mãos dizendo:

_ Agora eu quero foder muito e bem gostoso. Ela disse isso me sentando na cama sentando por cima de mim e me beijando eu logo comecei a arrancar o resto de sua roupa beijando-a toda principalmente aqueles seios grandes e empinados que eu dei muita atenção nas mamadas e ela delirava se contorcia às vezes ela sugava minha língua com tanta força que ela ficava dolorida eu já não agüentava mais tinha que penetra-la, pois ela estava explodindo ela tinha acabado de gozar, mas sua bucetinha ainda estava pulsando então eu deitei de barriga para cima ela então veio sentando aos poucos ela estava tão excitada que quase gotejava quando a cabeça do meu pau teve o primeiro contato com a sua bucetinha um arrepio me congelou e eu fechei meus olhos sentindo aquela eletricidade percorrer meu corpo todos os meus sentidos foram direcionados para aquela penetração meu corpo quando eu senti a pressão de suas carnes em volta das minhas eu prendi a respiração para mim não existia mais nada no mundo alem daquele momento após esses primeiros minutos de êxtase pude abrir meus olhos e retomar o controle e apreciar um pouco mais sóbrio a visão dela subindo e descendo no meu pau deixando escapar seus gemidos intensos e inevitáveis ela controlava sabiamente a penetração e estava extremamente prazeroso vela louca por cima de mim ela soltava o peso de seu corpo para haver uma penetração completa as suas tremiam a cada penetração somente minas bolas ficavam de fora e aposto que se tivesse algum jeito elas teriam entrado também o suor escorria por suas coxas quando minha respiração se tornou ofegante ela sabiamente pausou o ritimo e me beijou e ficou de quatro essa posição aumentava ainda mais o tamanho de seu rabo eu fiquei maravilhado meu pau estava latejando então eu a segurei pela cintura com as duas mão com fereza e conduzi meu pau sem usar as mãos e dei logo uma estocada firme e penetrei com vontade ela então soltou um gemido meio que urrado eu enfiava nela com gosto e sem gentileza passei a meter com força e acelerado ela gritava e urrava como uma égua no cio ela gostava de gemer e não se continha, mas de vez em quando passava pela minha cabeça a loucura que eu estava cometendo o risco que eu estava correndo, mas nem dava tempo de pensar muito nisso, pois ela estava no centro de minhas atenções e me fazia perder o raciocínio com a maior facilidade eu senti como se estivesse no paraíso eu passava as mãos por suas costas e a agarrava pela cintura numa ela rebolava com uma desenvoltura de fazer inveja a qualquer atriz pornô eu sentia o suor de sua pele e ela gritava tudo nela parecia ter sido desenhado para aquele momento ela dizia entre seus gemidos:

_ Vai me mostra como se fode gostoso me mostra como se fode uma fêmea de verdade mete gostoso mete mete mais. E eu estocava como um animal meu pau entrava e saia num ritimo alucinante naquela buceta quente feito brasa então ela começou a gemer mais forte e dizendo que ia gozar eu então enrijeci meu corpo para servir de apoio para os movimentos dela ela não parou seus movimentos nem por um segundo ate que começou a gemer ofegante e no meio de tantos movimentos e gemidos ela gritou:

_ Ai estou gozando empurra com força vai. Ela gemia e se contorcia e eu meti com tanta força que faltava atravessá-la ela passou a rebolar mais devagar e dizia:

_ Ai que delicia estou me acabando estou sentindo teu pau me invadir toda. Nesse momento eu a deitei e abri suas pernas e comecei a chupá-la de novo, mas agora eu queria era outra coisa a cada chupada eu a fodia com os dedos e ia enfiando meu dedo no seu cuzinho para ela ir se acostumando, pois era muito apertado então ela olhou para min e disse com aquela voz dengosa:

_ Pode vir fode meu cuzinho maltrata ele judia de mim vai me deixa sem sentar vem. E isso era tudo que eu queria ouvir ela falou isso ficando de quatro de novo e abrindo seu rabo cm as duas mãos eu quase gozei ali mesmo só de ver essa cena então eu dei uma boa cuspida em seu cuzinho que piscou e ela deu um gemido safado ao sentir então eu fui passando a cabeça do meu pau para umideçer e eu fui forçando suas preguinhas e ela dizia:

_ Vai me enrraba vai fode meu cu. Então eu coloquei a cabeça bem devagar e o resto eu dei uma estocada só que entrou rasgando nesse momento eu senti ela se arrepiar toda e travar os dentes para abafar seus gritos ela tentava se conter, mas sem sucesso meu pau estava arrombando literalmente aquele cuzinho eu sentia meu pau entrando centímetro por centímetro dentro dela ela gritava em um tom desesperado:

_ Ai ta me rasgando filho da puta você esta me partindo ao meio. Ela gritava e se debatia e passava seu braço por traz e agarrava minha coxa com as unhas e eu só pare quando entrou ate o talo ela percebendo isso respirou fundo e disse:

_ Seu filho... ai... da... ai... puta está... hum... contente agora... que me arrombou... ai.. ai... agora me fode... ai... me mostra... hum... o que esse cassete enorme atolado... ai ... ai... no meu rabo sabe fazer. Eu estava em delírio vendo ela dizer aquelas palavras e comecei a estocar forte ela hurrava de dor e prazer eu estava esfolando suas pregas meu pau preenchia todo seu cuzinho somente minas bolas estavam de fora que a cada estocada elas batiam em sua bucetinha a deixando louca eua segurava sua bunda com força e abria suas nádegas e esfolava sem do o cuzinho dela deixando-o lacerado arrombado ela era muito indecente e adorou quando eu comecei a chamá-la de putinha safada e o isso a excitava cada vez mais e dizia aos berros:

_ Mete mais... ai seu vadio... mete gostoso... mete tudo... faz o que você quiser comigo seu filho da puta então eu não podia mais me conter eu queria gozar naquela rabo então então eu passei a estocá-la com mais força eu sentia que a qualquer momento eu inundaria aquele cuzinho de porra e ela percebeu e passou a rebolar como uma devassa e eu já estava sentindo meu gozo chegar e ela gritava:

_ me faz gozar junto com você vai eu bombava e ela se retorcia eu já não agüentava mais me segurar então ela deu mais agumas reboladas e para meu alivio ela gritava:

_ Vai... ai... vai eu estou... ai ... gozando vai...: nesse momento eu dei umas estocadas mais violentas e ela gemia freneticamente foi quando eu senti meu gozo vindo avassaladoramente meus jatos potentes e poderosos que inundaram aquele cuzinho de porra quente e ela no extase de seu gozo gemia e eu sentia seu cuzinho apertar meu cassete como se quisesse o partir ela então deu mais algumas reboladas ela uivava de tesão eu estava sendo percorrido por uma onda de choque e calor que parecia me incendiar eu dei mais uma estocada e fui livrando seu cuzinho daquele invasor ele estava mesmo arrombado e derrepente eu vi aquele minha porra escorre de dento daquele cuzinho e ela passou a mão e espalhou aquela porra por toda sua bunda dizendo:

_ olha só o que você fez me estourou toda seu cavalo mas eu tenho que admitir que eu adorei ser possuída por você então nós nos deitamos para retomar o fôlego tomamos um maravilhoso banho juntos e logo após nós nos deitamos e eu ainda fiz uma massagem nela conversando um pouco então nos adormecemos com sorrisos estampados de satisfação e vontade de ter mais e mais todos os dias quando eu acordei pela manhã ela estava olhando para mim e disse:

_ Perdemos á hora só que isso não causou nenhum empecilho pelo contrario levantamos e fomos tomar café sem pressa e relaxar em um primeiro momento foi estranho vê-la ali tão à vontade depois de tudo que tinha acontecido, mas eu levei a situação de uma tão intensa e natural que ela não chegou a ficar constrangida então nos despedimos e combinamos de nos ver outras vezes já se passaram uma semana e ela ainda não deu sinal de vida, mas desde o inicio da semana que meu celular anda recebendo umas ligações sem identificação e a pessoa só fica escutando minha voz e alguns torpedos via wheb eu tenho quase certeza que é ela sondando o terreno e eu mal posso esperar pelo nosso próximo encontro.

É uma alegria receber você caro leitor(a) lendo esse meu relato fique a vontade para ler, dar sua opinião, enfim... A casa é sua, obrigado por sua visita e pela paciência espero que gostem!

Abraços do [email protected]

Comentários

15/03/2015 09:46:03
gozei gostoso lendo seu conto...um dos pra não dizer o melhor que ja li !
15/03/2015 09:44:03
nossa...gozei gostoso lendo seu conto..melhor conto que ja li PARABENS
18/09/2014 05:18:47
Belíssimo conto, garanhão. Quase um romance. Desde quando a patinha feia se transforma num cisne. E depois, cada qual com seus namorados para dificultar. E finalmente, acontece o climax, numa narrativa intensa, detalhada e excitante. Quando nova, também namorei um e estava a fim do melhor amigo dele. Pena que ficou nisso. No meu caso, o destino não ajudou. Rsrs. Agradecida pelo gentil comentário em meu conto. Beijos.
14/12/2012 10:42:10
Um dos melhores contos que já li!!!!! Parabéns amigo!
12/05/2011 01:09:00
05/08/2010 20:13:17
NARRATIVA IMPECÁVEL E PROVOCANTE! PARABÉNS!
09/04/2010 04:16:10
Muito bem contado, com uma riqueza incrível de detalhes!! Um conto memorável!!! Muito bom e Ótimo são adjetivos que não mostram todo o valor do conto!! Parabéns!!!
14/12/2009 15:44:46
Muito bom!!! Pensei que nunca fosse pegar essa mulher! Me refiri ao sangue italiano porq esse tbm rola nas minhas veias rss
14/12/2009 10:14:11
sexsacional, incrivel, quase gosei nas calças, [email protected]

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


samara tirando a virgindade da bucetacontos meu filho veio morar comigo e no banho vi seu mega rolao eu queriacontos erotico meu marido me flagrou de baixo de outro machocacetudomonstroFesta sandálias havainas xxvideo porno cunhanda provoca cunhando d xorti ate emtra na rolacontos o negão bem dotado de todas as pragas da minha sograsexo pregando no fagarveterina fode cachorraocontosceta e bunda 205 só as gostosasXVídeos mulher chupa na chapoleta de idosohomens de braços grandes e pau duroContos me encheram de porra na frente do meu maridonoiva casa e não sabia tamanho iria infartar pornopau mostro q gata nao aguenta e pede pra da um tempo pq sua buceta ta doendoeu juro que meu sogro me fudeubucetao preto babando muito líquidonovinhos erotizando de fio dental atoladomorena de 58kg dando a bucetamarido goza batendo uma vendo mulher agarrada por outro machopono vinha.neguinhalevei minha mulher ao medico pausudo e ele comeu ela na minha frenteconto erotico gay na saida do bar de madrugada um travesti me estuproucifra o marido no banheiro com amigo dele levantou a saia e o amigo do marido meteu no cu dela vídeo pornô doidoContos , enquanto eu estava bêbado o malandro tava comendo minha mulherVideo ao vivo de putaria profissional de velhas gostosas saboreando fundo na vagina o pau pretoVaqueiro fazendo sexo com a plaquinhasedou esperou dormir pra come o cu dela porno doidomunita gozadabadboys roludo comendo mulher a forcaas baianas mais bucetudasvideos porn daquelas mulheres enquanto fodem ela mete a mão na boca depois a mão que estava na boca vai a vagina no pornuhporno-fodas no quarto e o vinnho malimcesto com meu papai que pica enormepapaimolhes pela porno vida de meninas de 19 anos uma foda com a professoradois gatos com jaqueta na cintura transando porno gaydei pro técnico pornoamigo do meu maridinho tinha uma rolonaxvedeo as 20 mehores gozadaquero ver lindas travestis entrando em enormes rolas ate gozarem nelas videos boas fidascasada traindo e falando ai era isso que eu queria outra pica fudendo minha bucetax videos. Voyer . Sexo. poe so a cabecinha senao eu gozovideos nacional gritos e gemidps de homens passivos embaixo dos machos caralhudosconto erotico macho dominador convida amigos pra foder viadinho submissomeu cu é todinho teuxvideos loira cabelereira tesuda de mini saia cortando meu cabelo pau duroacarisiei a boceta da minha filhahomnes esibindo seu pauzao no sanba cansao pornodoidoimagens de mulheres chupando o peito uma da outra com muito prazerlesbicasqero vido de transafamiliarcontos meu tio pauzaofavelenta xvideoshot apertado rola grossa se destacaponodoido meu pai e minha babaimpressando gostosa na parede porno doido anal[email protected]esgichada de gala da bucetao playboy e o menino da favela casa dos contosporno tirando roupa itrando na picacontos de sexo depilando a sograincesto com meu vô contoscoloquei duas bolinhas de golfe na bucetaporno a mulhe na parede e o homem a tras e saindo gosmavideos gratis porno para ver agora mulheres levando encoxada no onibus ficou louca de tesao e levou o cara pra cadaBAIXA VIDEO PORNO APROFESSORA ELIZABETI DA ESCOLA NANDEJAquero vídeo pornô do viado trocando noscoO Certinho e o Desleixado (Capítulo 3) casa dos contosninfomaníaca viciada em zoofiliaadoro andar na rua c a cicinha enfiada rebolando contoFutebol dos Heteros ? OU Nao ? cap 28CONTOS EROTICOS DE JARDINEIRO PIROCUDO COM MAE E FILHASmulher passar margarina ela pelada e no cu bem gostososexo os homems enfiam a pingola deles dentro da mulher e vai soca soca e vai socando video que da pra abrivirando a buceta do averso com pauzao monstro