Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Curiosa e insaciável - O final

Autor: Jene
Categoria: Heterossexual
Data: 22/12/2009 02:46:05
Nota 8.50
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Caio estava atrás de mim apertando a pica com a cena que via, eu tava acostumada. Minha mãe toda arreganhada feito uma galinha e meu padrasto metendo nela. Fiquei excitada. Caio sentiu meus arrepios e começamos a nos beijar. A excitação era mais forte eu já havia experimentado todas preliminares que eu podia estava disposta naquela noite a perder a virgindade. Não queria que fosse com Caio, eu queria aquela coisa gostosa do meu padrasto dentro de mim. Eu e Caio começamos a tirar a roupa ali mesmo no corredor, cada vez que ele tocava meu grelinho eu gemia meu corpo tava quente pegando fogo. Deitamos no chão pra facilitar, eu com a xoxota na cara dele e ele com a pica na minha boca, a até passei a gosta daquela coisa fina entrado e saindo da minha boca, não dava pra gemer naquela situação, mas eu ritmei meu corpo com o dele aumentando a velocidade até Caio gozar. Engoli me entalando aquele leite quente. – não para não Caio.

- asssiimmm. Aaaaaaaa!

Eu gozei um pouquinho depois dele, fiquei meio mole, mas Caio mesmo depois lambia minha bucetinha toda molhada. Ele passou a língua na minha raxinha secando ela e enfiou a língua bem na portinha. Eu dei um grito de dor.

- não!

- Por que não minha putinha?

Ele enfiava o dedo de leve bem no buraquinho. Eu dava outros gritos abafados pela excitação.

- porque eu não quero aqui assim.

Eu olhei para meu padrasto era ele quem eu queria dá primeiro foi quando eu vi que ele estava olhando para mim e para Caio enquanto metia forte em minha mãe de quatro. Nem Caio nem ela via o que acontecia no quarto e no corredor. Fiz uma cara de tesão para ele que me encarou acelerando a transa com minha mãe. Ela gemia alto.

- Caio vem pra meu quarto quem sabe eu penso melhor no seu caso.

Caio saio catando as roupas no chão todo animado. Nos deitamos lado a lado na minha cama estava me recuperando, mas Caio tava todo afobado. – calma deixa eu me recuperar.

- você me disse que...

- que ia pensar no seu caso.

- Ô Ninha não faz isso comigo.

- e se eu te der outra coisa.

Eu me virei de costa pra Caio.

- você vai me deixar maluco.

Como eu e ele éramos inexperientes não estava dando muito certo. Ele fossava meu cuzinho doía pra porra eu hesitava sem querer deixar, passamos um tempo tendo até desistir, resolvemos ficar só na masturbação foi quando eu vi meu padrasto de roupão na porta me olhando eu tava quase gozando na hora Caio tomou um susto e parou. – não para não, ele não vai fazer nada, agente pode brincar a três.

- você ta doida Ninha, eu sou homem.

- quem disse que ele vai brincar com você? Eu quero ele também. Você não vai ligar, vai?

Eu fiz Caio gozar na hora a cara de macho que não geme de Caio não tinha como me negar nada. Meu padrasto se aproximou me puxou mais para baixo da cama abocanhando minha bucetinha enquanto eu chupava Caio, ele dava umas mordidinhas no meu grelinho que eu me rebolava toda. Quando ele viu que eu tava bem excitada ele começou a massagear minha bucetinha com a mão. – ei putinha! Eu disse que não ia ser o primeiro, eu fiz um trato com sua mãe, ela queria que você experimentasse outros, disse que você estava se viciando na gente. Mas depois você vai transar comigo do meu jeito.

Ele deixou Caio sentar na minha cintura, eu entrei em desespero, de consolo meu padrasto tirou o roupão e me fez chupar a pica dele enquanto Caio me deflorava. Uma dor junto com a excitação queimava em minha raxinha. Eu quase mordi meu padrasto quando a pica de Caio entrou toda em mim. Caio acelerou os movimentos de sobe e desci, nós três estávamos no mesmo ritmo, eu chupando meu padrasto que massageava meus peitinhos e Caio enfiando na minha bucetinha que deixava de ser virgem. Gozei junto com Caio, muito rápido nem deu pra sentir a transa direito, meu padrasto gozou depois. – engoli tudo putinha gostosa.

Depois que meu corpo explodiu, eu me apaguei. Voltei à consciência com uma mão dentro da minha bucetinha ensopada de sangue junto com meu leitinho, era minha mãe apenas de camisola, Caio também tava inconsciente ao meu lado na cama, ela tirou a mão dela de dentro da minha raxinha, lambeu aquela mistura de sangue e gozo no dedo dela sorriu para mim e deu um beijo bem longo no meu padrasto, depois beijos meus peitinhos que ficaram duros e excitados na hora. Ela olhou para Caio quase acordando. – ele não parece tão gostoso assim, mas com a experiência pode ficar melhor.

Ela tava masturbando Caio do meu lado eu não acreditei, ele acordou gemendo com a mão da minha mãe no pau duro dele, ela caiu de boca eu fiquei meio sem graça afinal de contas Caio era meu namorado.

- venha putinha agora você vai ser minha!

Meu padrasto me puxou pra o chão eu tava com minha bucetinha toda dolorida, ele viu minha cara e só deu uma lambidinha. – ta muito vermelhinha. Ele lambia. – mas seu cuzinho novinho parece tão gostoso. Ele me colocou de quatro, mordia minha bunda, lambia meu cuzinho, ele enfiou alguma coisa no meu cuzinho que ficou todo ensopado, eu senti alguma coisa entrando nele, olhei e vi, ele enfiava um dedo, dois, três, rodando dentro de mim. Eu gemia feito uma louca, estava muito gostoso. Ele começou a enfia a pica e me manda rebolar, o tesão era tanto e a excitação aumentava que eu nem ligava para os gritos e gemidos de minha mãe e Caio na cama, só pensava naquela pica grosa no meu bumbum. Ele batia forte as bolas na minha perna eu gemia alto esfregando meus dedinhos no meu grelinho. Ele gozou dentro da minha bundinha diminuindo o ritmo até eu ficar mole. Deitei no chão com ele, sem forças, eu tava cansada, suada, acabei cochilando, mas eu sabia que teria mais pela madrugada como sempre acordava na madrugada excitada me masturbando, mas desta vez em diante eu acordava com minha bucetinha molhada e a pica grosa, gostosa do meu padrasto dentro dela, com o vai e vem de seu corpo dentro do meu.

Meu namoro com Caio não durou muito, enjoei ter que dividir minha mãe com ele. Tive outros caras, mas nem um sobe do triangulo que existe até hoje em minha casa. Nem uma outra pessoa consegui me excita tanto quanto os toques da minha mãe sobre o meu corpo e o modo como meu padrasto me conduz numa transa. Sexo agora para mim só é gostoso com eles dois.

Comentários

16/08/2012 12:47:59
Um pouco melhor, mas nem de longe como os primeiros...
22/12/2009 13:44:27
legal
22/12/2009 02:49:43
Demorou de posta, mas foi excitante.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


molhes pela porno vida de meninas de 19 anos lesbica estuprada pelos cachorros do vizinho conto eroticovideo porno lanbidas na boceta noivas e incestodoidinha pra meter com velhovelhas loucas do hospício dando o cu gostosoMulher lendo jornal e dando cu pornocontos de viadinho dr calsinhaPornô homem músculosó fodendocontos de sexo depilando a sograComtos eroticos de mulheres q bateram punheta pra cachorroContos eroticos anal de ipatinga mgcontos minha mae gravida do pedreirodei minha virgindade promeuirmãogêmeovi minha irma dormimdo pelada e fiquei com tesao nelacontos gay iniciadores de boys inocentes fotos gratiscontos de safadeza um andarilho fudeu minha mulhermeu sogro e minha mulher sair pra rua e eu fudicom minha sogra gostosabucetinha novinha estralandoxvideosalargada e assada e arrombada contoPenis flacido castrar contoso negrodotado contos binovinhas safda.encheu a buceta.de sabao liquido.para se sartisfazerquando seu.comamigo nao te.comrespondozofilia mulher dependurada pel cu no cãoquero ver filme pornô de mulher com a buceta da Bruna dirigindo porrasou casada mas sinto vontade de meter com um negao pissudoporno doido ze buscape transamarido e mulher tomando banho na praia mulher veio um negão bem dotado e sai Escondidinho para dar uma com negãoxvideo contos sexual espiando atras da portapaguei para tranzar com a noivinha evangelica contosvideos porno de crente lombuda com vestido trasnparentemeu sogro meu donopornô vai consertar geladeira e ela transa com Letíciacontos erticos luferconto eu so tinha dez aninhos e meu tio ja chupava minha xoxota que era carnudinha eu ia a loucurasou uma loira muito puta e liberada para os negros pauzudos contosdei a buceta no rio contos eroticosler conto erotico meu delegadoconto erotico gay vaquejada capContos gays /fui estrupado por2 na escola e a diretora flagouporno com egua pordrinhaxvidios os dias era asimvideos mais ecitantes de todos os tempos homens peludos de sunga comen e tiram a virgindade de menina e gozam dentro de sua vagina video brasileirodvd porno vizinho come cu vizinha a forcacontos corno e meus amigos pegamos minha esposa rabuda de fio contosimcesto com papai ele meteu sua pica grande tudo na minha bucetinha novinhatinha pocos pelosvideo mulher peito duro lavano carro pornoContos erotico minha filhinha mim shopou no banhocache:cB0rtZ1uQCMJ:https://zdorovsreda.ru/texto/2015051133Pai chupando e amassando os seios e vagina da filha e passando a mao na vagina dela ver video calcinha molhadaconto dei o cu pro meu tio emganto ele dormia gay 2017garoti gay pauzudp ttansar c homem cacetudo e grisso vidio pirnohomem core atrais de menininha secuestra leva estrupa com varios amigos cu e buceta estora vidio pornoContos eroticos seios mordedo fortecacetudomonstrocontos eróticos com minha irmanzinhamulher gosando de mas qe xega espirra lange.como playboy e o menino da favela casa dos contospornô grátis sobrinha Fala tio sua pica não vai caber na minha b********conto erotico lesbica favelada fode patricinha a forcaminha esposasuruba relatocontos eróticos surpenatural incestoporno sem casaminhassexo ela nao quis da so acariciarcontos eróticos meu maridoviado corno na zoofiliacontos eroticos dormindo com primocontos meu genro tesudoso bucetinhas novinhas espetadas no pau durocontos e videos de transando com as casadas com permissão do maridocamadre simone que fuder caseirovideo pornotio acomda sobrinha co rola detro da bucetinhaCrentinhas cabacinhos