Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Como tudo começou - parte 2

Categoria: Grupal
Data: 24/12/2009 12:13:47
Nota 9.44

Caros leitores, esta é a continuação de um relato - COMO TUDO COMEÇOU - para entenderem a sequencia da narrativa, por favor, leiam a primeira parte - COMO TUDO COMECOU.

Para os que preferirem ler direto esta segunda parte, fazemos um pequeno resumo do que contamos: somos um casal maduro, e estamos contando nossa primeira experiencia real. Num hotel em Recife, onde estavamos a trabalho, num fim de tarde, Carol esta sendo paquerada na piscina quando eu chego. Entre Carol e a pessoa surgiu uma atraçao forte, a paquera continuou mesmo comigo ao lado dela e a pessoa chegou ate nos. Conversamos, tomamos um banho de piscina, onde ja rolaram as primeiras caricias entre os dois e resolvemos jantar juntos. Paramos exatamente quando, depois de deixar nosso amigo, entramos em nosso quarto para nos arrumar para o jantar.

A primeira parte narramos como se o narrador fosse o Carlos, esta parte vamos narrar como se a Carol estivese narrando. Assim os leitores podem ter tambem a visão do lado dela, apesar de que o texto e sempre escrito por nos dois juntos, com a minha redação, mas com a aprovação palavra por palavra da Carol. As vezes gastamos muito tempo discutindo como ficaria melhor a frase ou o paragrafo. Como somos professores universitarios e acostumados a redigir procuramos juntar nossos estilos e tornar nosso relato o mais atraente possivel, mas acima de tudo o MAIS EXCITANTE POSSIVEL. Agradecemos a todos que nos enviaram comentarios animadores, vamos continuar contando agora com a boa aceitação dos nossos leitores/leitoras e por que não dizer, amigos/amigas. VAMOS LA...

Assim que entramos no quarto, nos abraçamos e beijamos, estavamos super excitados. Meus seios entumescidos, os biquinos duros e sensiveis como pedra e com minha buceta alagada de tesao. Carlos de pau durissimo e a ponto de gosar.

Ele ficou doido quando sentiu a enchente que havia em minha buceta.

- Amor, nunca te senti assim. Que locura. Não estou conseguindo me aguentar, meu pau esta explodindo, meu saquinho esta doendo.

- Delicia amor. Mas temos que nos conter. Eu quero reservar esse meu tesao para o Osvaldo.

Carlos se afastou um pouco e olhou para mim com ar de um certo espanto, mas nao de reprovação.

- Voce esta mesmo decidida?

- Para Voce entender como estou, vou te contar o que aconteceu comigo durante a tarde, antes de ir a piscina, depois que Vc foi trabalhar depois do almoço e me deixou no hotel.

Contei ao Carlos então o que tinha feito, ele sentado numa poltrona que tinha colocado ao lado da cama onde eu estava sentada.

Contei para ele que depois que ele me deixou eu voltei para o quarto sem saber direito o que ia fazer. Não sou de frequentar compulsivamente lojas e shoppings, mas como toda mulher, gosto de fazer compras, especialmente de roupas e coisas para mim o que é natural. Nós mulheres quando fazemos compras sonhamos e imaginamos como iremos ficar com as roupas e adereços que compramos, somos diferentes dos homens que compram roupas, quando compram, pois em geral sao as esposas que fazem isso, nem siquer pensam como vão usar as roupas.

Então, resolvi dar uma volta nas lojas perto do hotel que ficava num bairro bem servido de lojas de roupas femininas, especialmente as de praia: biquinis, saidas de banho, vestidinhos, sandalias, etc.

Quando caminhava para as lojas me dei conta da oportunidade rara que estavamos tendo de realizar nossas fantasias que vinham cada vez mais ganhando força em nossa relacionamento. Na verdade, não tinhamos falado expressamente disto, mas tinha ficado subentendido que nessa viagem alguma coisa podia acontecer. Estavamos maduros para tanto.

Assim, pensando em aproveitar a oportunidade entrei em algumas lojas de biquinis e comecei a escolher alguns. Eu estava nos meus 30 anos, uma idade maravilhosa para as mulheres, em que a plenitude da feminilidade desabrocha. meu corpo era normal, nada excepcional, mas permitia eu usar o que quisesse, sem receios de não ficar bom. Então escolhi biquinis tipo tanga, que na epoca estava na moda que me deixavam muito sensual pela ousadia, experimentei cada um. As mulheres sabem o que sentem quando experimentam roupas ousadas, mesmo que não as comprem. Mas eu comprei e ao final, embalada pela imaginação e pela ousadia, comprei um fio dental coma parte da frente minuscula. Meus seios são pequenos em forma de pera, com os mamilos apontados para cima. O Carlos sempre me dizia do tesao que eram, entao as partes de cima eram tambem minusculas.

Saindo da loja de biquinis eu passei por uma que tinha vestidos e saidas de banho. Entrei e comprei tres vestidos, dois de alcinha, de malha fina dessas que colam no corpo e um, mais ousado, de frente unica, com uma alça que se amarra no pescoço sustentando os seios. A vendedora fez questao de me mostrar, o que eu ja sabia, a alca pode ser ajustada para deixar o decote mais ou menos ousado. Quando provei os vestidos e claro que imaginei usa-los sem soutien. E, até mesmo, sem calcinha, para isso os tecidos eram adequados, pois, se não eram transparentes eram macios e leve para colar ao corpo. Para completar duas sandalias e um tamanquinho.

Durante as compras eu so pensava em usar tudo isso numa praia deserta com o Carlos, pensei num banho de mar em que ele me tirava a parte de cima do biquini, pensei em top less e pensei tambem em passear com ele pelos calçadões e indo a restaurantes e bares usando os vestidos que comprei.

Tomada por essa excitação gostosa que voltei para o hotel e fui para a piscina. Ao me arrumar no quarto até pensei em estrear um dos biquinis que comprara, mas pensando que o Carlos chegaria tarde e que ficaria sozinha, não achei justo. Sempre gostei de me arrumar linda e gostosa para meu marido, apesar de tambem gostar de provocar os homens, mas nunca com roupas ousadas. Entao coloquei um dos meus biquinis mais comportados, apesar de que o que escolhi era um daquelas que a parte de baixo, teimava em entrar no meu reguinho toda vez que eu entrava numa piscina ou no mar. Assim esta bom eu disse.

Caminhei para a piscina me sentindo gostosa, estreando o tamanquinho não muito alto, mas que me deixava sensual especialmente por que coloqueoi uma saida de banho tipo um vestidinho tomara que caia, bem curta e ainda com generosas aberturas laterias. A prmeira vista alguem poderia achar que eu estava de vestido, ate tive vontade de ir a praia em frente ao hotel assim, mas confesso que tive receio e a piscina era convidativa. No caminho para a piscina vi que existia uma sala de massagem, aquela hora da tarde a massagista estava sentada na porta e resolvi fazer uma massagem relaxante. Foi otimo, ao mesmo tempo que tirou de mim um pouco da tensão que a excitação estava provocando de certo modo me preparou para os momentos que viriam na piscina.

Cheguei na piscina eram 3 da tarde, o sol esta ainda batendo em toda area, apesar de que depois das 4:30 em Recife o começa a se por, em compensação as 4:30 da madrugada ja esta iliminando os recifenses que tem o habito de caminhar "de madrugada" para os sulistas.

Na piscina fiquei numa espreguiçadeira ao lado de uma mesinha e me preocupei em passar o creme protetor solar. Por sorte numa das cadeiras não muito distante tinha um casal de estrangeiros, dava para notar, bem ja bem idosos. Quando ela me viu passando o creme, foi gentil e se ofereceu para passar nas minhas costas. Agradeci, mas não fiz questão de falar em ingles com ela, o que eu menos queria era um papo com alguem aquela hora. Eu queria mesmo ficar sozinha, com minhas fantasias que estavam sendo uma excelente companhia naquela tarde.

Entrei varias vezes na piscina, nadei um pouco, propositalmente não tinha levado nada para ler, so para ficar pensando.

E vieram em minha lembrando todos os momentos maravilhosos que tinha vivido com Carlos, meu marido, que sempre adorei, vieram tambem os nossos momentos decisivos quando começamos, timidamente a fantasiar, a soltar nossas imaginação a revelar nossos desejos, a testar até onde outro aceitaria as loucuras que nos excitavam.

Essas recordações fortaleciam, mais e mais, a idéia de que nessa viagem algo de real tinha que acontecer. Então, veio a figuro da Principe, que povoa o imaginario de todas as mulheres. Eu pensei e desejei um Principe, que chegasse naquela piscina, que me encantasse, que me paquerasse, por que eu queria em entregar a ele, na frente do Carlos, como tantas vezes tinhamos sonhado e gosado juntos nos entregando a essa fantasia.

Se não veio o principe, veio um Rei, um homem maduro, alto, para meus 1,60, aparentando uns 45 anos, moreno, cabelos curtos, nem magro, nem gordo, com tudo no lugar, como dizem.

Ele chegou por volta das 17 horas, o Carlos deveria chegar la pelas 18 horas. O casal tinha ido embora, e na area da piscina ficamos nos dois e mais um casal de jovens que estava do outro lado.

Foi inevitavel, ele sentou-se numa cadeira de braços, ao lado de uma mesa numa posição nao frontal a mim, mas num angulo em que podiamos nos ver so mexendo os olhos, sem movimentar a cabeça. O sol tinha estava começando a se por a sombra ja cobria toda a area da piscina. Eu ainda estava de oculos escuros, mas assim que ele sentou eu tirei. As mulheres sabem como tirar um oculos escuros de modo a dar entender claramente que foi para ver melhor a quem nos interessa, foi assim que fiz, tirei vagarosamente os oculos e pousei meu olhar nele, no meu Rei.

E claro que ele notou e sorriu, eu sorri, super discretamente tambem.

Eu não me reconhecia, eu estava acostumada a me insinuar e paquerar e adorava contar para o Carlos, minhas paqueras. Mas nunca tinha me insinuado numa circusntancia como aquela, num lugar em que a qualquer momento poderia ser abordada pelo meu paquera.

Me veio a mente, como um despertar, e se Carlos chegar e esse cara estiver aqui comigo, vai ser constrangedor para ele e para mim tambem. Então, de modo quase acintoso, eu levantei um pouco minha mão esquerda e com o dedo polegar, por tras, fiz meu dedo em que estava minha aliança se destacar dos demais. Ele viu meu gesto e um leve aceno positivo de cabeça me tranquilizou, ele tinha entendido, eu achava, que não deveria me abordar ali.

E assim ficamos, numa paquera louca, ele me comendo com os olhos e eu a ele. Eu estava ansiosa, excitada, sentia tremores, meus hormonios circulavam a mil pelo meu corpo. Eu logo fui para a piscina, para me refrescar, achava que isso ia me ajudar um pouco a controlar a excitação que sentia. Quando estava saindo da piscina a primeira vez, lembrei que estava com meu biquini sem vergonha que sempre teimava entrar no meu reguinho. E instintivamente eu fui arrumar a indecencia, mas, nao fiz ao contrario, ainda dentro da agua, eu o enterrei mais e sai da piscina deixando ele perceber que eu me expunha a ela, pelo menos ate onde era possivel.

Sentei na cadeira e vi que o garçon que havia trazido uma bebida para ele, veio em minha direçao, para perguntar se eu queria algo e ao mesmo tempo me entregou uma folha pequena de papel dobrada. Eu abri e estava escrito: ESTOU ADORANDO VOCE, PENA QUE É CASADA. Eu tinha pego o bilhete e so li quando o garçon se afastara. Eu li praticamente olhando para ele e usei o unico meio que tinha para me comunicar com ele.

Falei, sem emitir som, mas forçando muito meus movimentos labiais eu tentei dizer:

- ESPERA MEU MARDIO CHEGAR.

Ele, felizmente, fez uma expressão que tinha entendido, sorrindo discretamente balancou a cabeça afirmativamente.

Em seguida, foi a vez dele se mostrar para mim. Levantou-se e foi a piscina e fez questao de sair dela pela escada que ficava bem em frente a cadeira que eu estava e quando saiu, demorou-se nos degraus de modo que eu pude ver na sob sua sunga o enorme volume que mostrava toda sua excitação.

Ficamos assim, numa paquera descarada, mas ao mesmo tempo contida, até o Carlos chegar.

Ao completar minha narratriva eu disse ao Carlos, que ouviu tudo, sem me interromper e que estava como que hipnotizado a minha frente.

- Meu amor, Voce entende agora por que estou tão decidida?

Carlos, não disse nada. Saiu da cadeira, ajoelhou-se na minha frente e como um menino que procura sua mãe colocou a cabeça nas minhas coxas virando-se para um dos lados.

Ai ele falou baixinho.

- Eu te amo muito, eu estou morrendo de ciumes, mas o meu tesão, minha excitação esta falando mais alto.

E continuou:

- O teu prazer será meu prazer.

Ao dizer isso, levanto a cabeça e eu abaixei a minha e nos beijamos, ternamente e pudemos sentir nos labios um do outro o calor e a textura dos labios excitados e ansiosos por prazer.

- O mesmo acontece comigo. O teu prazer e meu prazer, então tudo se funde num prazer. Nosso prazer.

Com esse jogo de palavras que muito passaram a significar para nós, despertamos para a realidade.

Já eram 8 horas e eu só tinha uma hora para me arrumar, para ficar linda e gostosa para meu marido e para o meu Rei.

Espero que os leitores/leitoras tenham gostado. Na proxima parte vamos contar, tambem em detalhes, como foram os preparativos, como foi essa hora inteira nos preparando para o encontro com Osvaldo.

Os preparativos de um casal para encontrar o amante são momentos de enorme excitação. Nós tinnamos imaginado centenas de vezes como seriam esses momentos. Agora iriamos vive-los e curti-los. Por isso iremos partilha-los com Voces.

Até a proxima.

Por favor, não deixem de mandar comentarios e emails. Se não forem muitos, prometemos responder a cada um.

E se não gostaram do que contamos, digam tambem. Saberemos entender.

Acho que Voces podem imaginar o que siginifica para nos, hoje um casal maduro, recordar e escrever sobre esse momento, cujos detalhes estão gravados em nossas memorias afetivas para sempre.

Beijos.

Carol e Carlos

PS - desculpem-nos eventuais erros de ortografia e gramatica, decidimos não fazer revisões no que escrevemos, assim Voces podem ler, como estivessemos conversando com Voces, sem nos preocuparmos com os preciosismos da boa escrita.

Comentários

16/10/2017 09:34:12
Adorando o relato. Muito excitante!
21/06/2014 21:32:59
Muito excitante como redigem, pq demonstram realismo pelos detalhes.
11/02/2013 14:31:19
adorei entre em contato [email protected]
26/08/2010 18:26:47
lindo!! simplesmente, lindo.
04/01/2010 18:25:18
ate o momento esta muito bom, quero ver o restante
02/01/2010 21:53:45
Continuo lendo com muito interesse e atençao... beijos ao casal
02/01/2010 16:49:34
perfeito amigos e excitante demais estou adorando
30/12/2009 07:47:05
NOTA 10
25/12/2009 16:31:17
Gostei http://intimidadeeeu.blogspot.com
24/12/2009 21:39:50
É, nível é nível. Ambos tendo instrução superior, tem por natureza escrever corretamente, sem cair em baixarias e contar situações insólitas (fato permitido somente na hora do ¨vamos ver¨). Até aqui, conto ¨classudo¨ que promete bastante, Para incentivar a rápida postagem da continuação, levarão nota MIRR!! Abraços!
24/12/2009 14:40:04
SENSACIONAL

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Forcei minha mae e ficar nua conto incestogazando juntoxvAmigas safadas e putas relatos eroticoscomendo a coroa gostosa loira e barriguda e ela xingando palavrãominha irma vive mim provonca encostano seu cuzinho no meu pau. acabei comendosacanadas vidios fodascontos recentes de mulheres que descobriram que o marido queria ser corno e ainda gosta de um fio terravideos de sexo filhas gemiase paiBucetainchadaxvideomobiledei a buceta pro borracheiro contos eroticostravestd nusengolindo porta no ônibus na viagemSaia Desse Barney comendo Vilma na camaContos d casada com cu arrombad por negroes traficantgato sarado transa com amiga gostosa ponodoidocontos/vendi meu cu virgemcontos eróticos de mulheres que foram f***** por bem dotados na grossura de caramba sua b***** arrombadagosando vom o cachorroConto tirei o biquine no quarto do meu paicoroa grisalho com uma chapeleta muito grande comendo um garoto novinhodormindo de bruço acordando pro anal pornopornoxvideos levo a gostosa anda de moto e comeu ela no matocontos de sentadinha com o cuzinhovinha perdendo a virgindadevideos porno fodendo mae emprensadacorno frouxo contosRelatos erotico curtinhos com detalhes sobre virgem penetrada a força violentamenteMULHERES GOZANDO COM FORTES MODISCADAS NA ROLA DO CARA DE MUITO TESAOpornô b***** grilada da novinhaentrou gosada chanapregas do cuzin virgenporno doido botou amames pra chorarComo se escreve “ manda video porno ” em inglesContos eroticos cunhada cdzinhaporno levei um amigo pra minha casa ele ficava elavidio porno de mulhe de 70a75 quilocontos incesto mae gts pai cospe no cuzinho da putinha depois mete o pauzaosou casada e dei o cu para outro homemcontos eroticos o carroceiro e as enteadascontos eroticos dei para um vizinho de iptingaporno a coroa gostosa gemendo e usando fantasia bem radianteContos eróticos de gay comi o filho do amigo do meu paicontos filha rabuda ninfomaniaca brincando escanchada contos pornocache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho contos coroa implorando por uma picaO dinha que comi o cu da minhA mae bebAda contos,mulher beijando a mulher na boca pelada no titubearprensada no colchão pornenfregando o pau duro na bunda dentro do onibus cheioquero ver filme pornô de mulher com a buceta da Bruna dirigindo porramúsica de Tierry E aí parceiro que como você é o meu desejo te chatear o seu prazer escravo dos seus beijos Ai como eu quero te agarrarnovinhas.abrir.buzentamulher estava fazendo hidrataçao de pele na cara nao percebeu o homem sexo pornoXsvideos primo se masturba no quarto na frente da primaeu vir a minha meia irmã tranzando e eu nao aquenteicoloquei um fil dental e dei meu filho video pornocontos eroticos/dois gorotos negros picudos fuderam minha namorada a forcaBundinha lisinha da filhinhavideo porno elas adora fude beijado beijoss de ligua quim deliciaNem respondi e fui metendo naquela bucetinha encharcada, até sentir meu pau tocar o fundo, quando ela soltou um gemido alto e gostoso.o caralho era tao grande e grosso que quase desmaiei com ele dentro do cupornô grátis só contos eróticos sogra cozinhacontoprimeirafodaeu e meu esposo somos crentes e ele pediu para eu dar o cu para outro,contosContos eroticos das mamae que ensina seu filhinho a namorarpersonal treiner encinando mulher fazer abdominal chupando pornomae japonesa leva servisal para as conpras negao pega no cassete dele e fodexxx vídeos novinhas aproveitando que a sua mãe saiu no pornô iradoxvideos rolas chapuletadas gozandoporno eu e minha cunhada ficamos sozinho em casa não resistir elaver e baixar video porno duas morenas tomando no cuzinho cheio de porra ela ate mija aos poucos e a porra sai de vagar com seu cu arombado e piscando muitomeu neto de 16 virgem contos eroticoconto erotico lesbico dei o troco no meu marido com sua amantecontos novinha corno gang putinha forçadairma e chantageadas por irmo e ele chupar aforsa seu pau