Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Rosa e botão (Irmão e irmã) part 2

Autor: Rodrigo
Categoria: Heterossexual
Data: 25/12/2009 01:30:55
Nota 9.46
Ler comentários (62) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Como contei na ultima parte:

Minha irmã Isabel havia se casado e ido morar em uma cidade vizinha. O tempo passou, hoje tenho 20 anos. Cresci na altura e perdi a cara de moleque. Tudo parecia correr normal em minha vida. Havia conseguindo um bom emprego e estava de rolo com uma garota muito legal. As lembranças sobre Isabel pareciam vir cada vez com menos freqüência. As coisas estavam ótimas... Ótimas ate de mais...

Foi no fim de junho. Era tarde da noite, tinha acabado de chegar do cinema. Entrei pela porta, fui ate a cozinha, peguei um copo de leite e sentei a mesa para bebê-lo.

-Ah já chegou?!- Mamãe entrava na cozinha com uma cara de quem com certeza preferia estar dormindo.

-A senhora estava me esperando? A senhora não faz isso. O que aconteceu ?- perguntei

Mamãe se juntou a mim na mesa e se danou a explicar a atual situação de Isabel. Dizia que há algum tempo seu casamento já não andava bem, mas que agora o marido havia a abandonado de vez. Era uma surpresa para mim saber disso. Jamais imaginaria que o casamento de Isabel encontrava-se nessa situação. Tudo sempre parecia muito bem.

- E agora? A Isabel vai voltar ?- perguntei.

No momento confesso que senti uma alegria bem no fundo do coração. Estava alegre em saber que minha irmã tinha se separado de seu marido, que poderia voltar a morar em casa, que poderia ser como antes. Parei um minuto e percebi que estava sendo muito egoísta. Minha irmã estava em uma má situação e isso não era motivo de alegria.

- Ela quer que eu de um pulo por lá para ajudar na mudança.- explicou mamãe

-Se a senhora estiver muito ocupada eu posso ir no seu lugar.- O que eu estava fazendo, nem sabia se Isabel me queria por lá

Mamãe quase que imediatamente concordou com a idéia. No dia seguinte pedi licença do trabalho e fui à cidade que Isabel morava.

Fazia mais de 1 ano que eu não via a minha irmã. Da ultima vez que há vi ela não era mais a perfeição do passado, mas continuava muito bonita.

Pensamentos nostálgicos tomavam conta de minha mente, assim como os pervertidos, que quando chegavam tentava afastá-los a qualquer custo. A penas uma coisa era certa: Eu não poderia tentar nada com a minha irmã.

Quando cheguei ao terminal tratei de procurar Isabel. Tinha gente para todo o lado, dificultando a busca

-Ei Rodrigo, virou pateta agora ?- Uma mão tocou em meu ombro esquerdo. Quando olhei era Isabel

Minha irmã continuava muito bonita. Seus cabelos loiros (agora cortados ate os ombros) continuavam leves e ondulados;seu corpo continuava provocante,apesar dela ter engordado alguns quilinhos (mas pêra ai, foram alguns quilinhos mesmo. Ela NÃO ficou gorda, só cheinha). Os seios como sempre enormes e bem amostra graças ao decote usava. Em seu limpo e lindo rosto estava estampado um grande sorriso em sua boquinha cheia de dentes, de satisfação ou nostalgia, não sei.

- Nossa, pensei que quem viesse fosse a mamãe. – disse minha irmã me ajudando com a sacola que eu carregava.

-Sei que você preferiria que ela viesse, mas estava difícil mamãe se ausentar do trabalho.- menti

- Não, não... Na verdade... Foi melhor ter sido você mesmo.- fiquei corado com seu sorriso. Isabel segurou no meu braço e apoiou a cabeça sobre ele enquanto andávamos

Isabel morava em um apartamento no centro da cidade,muito bonito, um pouco pequeno mas o suficiente para 2 pessoas. Assim que chegamos, ela tratou de me mostrar o quarto que eu iria ficar. Conversamos um pouco; ela explicava que seu marido a culpava por ela não poder ter filhos, que queria um herdeiro... Essas coisas. Dei meu ombro para ela, como sempre fiz, e depois fui tomar um banho.

Mas tarde eu estava no meu quarto, na janela observando a cidade quando Isabela entrou. Vestia um Shortinho curto e uma blusa azul decotada de alça. Enxugava os cabelos com sua toalha, havia acabado se sair do banho.

-Gostou da visão ?- perguntou enquanto estendia a toalha sobre uma cadeira.

-Gostei sim.- afirmei sorrindo e olhando para ela. Estava muito gostosa

-Ah é?! –Ela me olhou com uma cara meio de indignação, não entendi ate ela me chamar de tarado.

-Não, Não... Eu estava falando da cidade- me defendi.

-Eu também- afirmou minha irmã sorrindo como se estivesse gostado de me ver sem jeito .

Isabel me perguntou se eu não gostaria de sair para jantar fora. Disse que seria melhor jantar por lá mesmo, e se desse poderíamos assistir a um filmezinho. Ela concordou dizendo:

-Você é quem sabe.

Em quanto cozinhamos o jantar, hora ou outra eu estudava Isabel. Ela já começava a me deixar doido. O modo que mexia os cabelos, como se curvava para pegar as coisas na geladeira. Era de enlouquecer.

Quando terminamos, comemos e assistimos um filme: O iluminado de Stanley Kubrick, Um clássico diga-se de passagem. Assistimos deitados sobre o chão. No começo bem distantes um do outro, mas à medida que o filme ia avançando percebia que Isabel me olhava e se arredava para perto de mim. 30 minutos após o inicio do filme Isabel já estava ao meu lado. Olhei para ela, que sorriu e colocou a cabeça no meu ombro, retribui abraçando-a.

Era como antes. Eu e minha irmã, abraçados na sala de estar. Uma sensação agradável e excitante. Era tanta alegria que acabei me descontrolando e dando um forte abraço em Isabel, que me olhou meio espantada.

-Desculpa.

Ela deu outro sorriso e continuou a assistir ao filme. Eu comecei a acariciar seus cabelos, ela se mexia

-Olha, assim eu me acostumo.

Continuei a fazer carinho em minha irmã. Passava a mão em seus cabelos e fui descendo devagar ate a sua nuca, com a outra mão eu a envolvia com um forte abraço.Fui brincando com sua nuca sem maldade (no começo) mas logo percebi que Isabel estava de olhos fechados e apertando meu outro braço, que envolta de sua barriga. Olhei para seus seios que parecia me chamar, estavam se desenhando através da blusa; os bicos ficavam cada vez mais pontudos. Com a mão que a abraçava, fui subindo de leve ate ser interrompido por Isabel.

-Esta bem, melhor eu ir dormir.- Disse Isabel, se recuperando de seu estado de transe momentâneo, se levantando e indo ate seu quarto sem olhos para trás.

Mais uma vez eu tinha ido longe de mais. Seria a mesma situação horrível de antes, no outro dia, ela iria-me olhar estranha e se afastar de mim. Eu tinha que conversar com ela agora, tinha que resolver tudo. Levantei-me e fui ate seu quarto.

-Isabel?- ela estava andando de um lado para o outro, parecia apreensiva.

- O que foi?- perguntou ela rapidamente

- O que aconteceu? Eu fiz alguma coisa de errado?

-Não. Mas vá dormir por favor- pediu ela. Isabel estava desesperada. Logo percebi, ela tinha medo do que poderia acontecer. Ela não estava conseguindo se controla.

- tu parece estranha.

Eu estava morrendo de tesão. Minha gostosa irmã parecia “alucinada” bem na minha frente, eu tinha que fazer alguma coisa. Aproximei-me dela, que deu um passo para trás.

- o que tu vai fazer?- Isabela se recolhia para o canto do quarto, tentando me evitar.

Sem dizer nada eu segurei seu braço de maneira firme e puxei-a junto a mim.

-Ate parece que tu não queres.- e a beijei. Minha irmã logo se entregou, se jogando em cima de mim. Eu a carreguei a joguei em sua cama. Nos beijávamos loucamente, estamos parecendo animais no cio. Nada era certo naquele momento, mas tinha em mente apenas uma coisa: Isabel não iria me dar sua Boceta. Tinha que me esforçar para pelo menos conseguir chupá-la.

O mesmo beijo de anos atrás, a mesma troca de saliva, o mesmo sabor excitante; uma boquinha sem igual. Sem perder tempo (Eu também estava fora de mim) eu explorava seu corpo com minhas mãos enquanto nos beijávamos; dava beijos e mordidinhas leves em seu pescoço, o que a levava ao delírio.

-Para Rodrigo... Para... Por favor.- Implorava Isabel sem a menor força de vontade

Sem dizer nada eu continue a percorrer seu lindo corpo com minha boca. Pescoço, ombros,axilas e quando finalmente ia chegar nos seus tão desejados seios decidi parar. Isabel me olhou e fez menção de que ia tirar sua blusa, para despir seus mamilos.

-Para Isabel, melhor pararmos.

Minha irmã me lançou um olhar de raiva muito penetrante. Me puxou e me lançou um outro beijo. Ela não tinha a menor intenção de terminar com “aquilo”, só me restava saber ate onde ela iria. Desci ate sua barriga, levantei sua blusa de leve e me danei a beijá-la. Isabel levantou as pernas, entendi de imediato e tirei seu Short a deixando apenas de calcinha. Beijei seus Joelhos e comecei uma deliciosa descida por suas coxas lindas e brancas. Nas virilhas já exalava o suculento aroma de boceta. Foi só eu começar a passar a língua sobre elas que Isabel foi as nuvens.

-Ahhhhhhhhhhhhhhhhh- Um gemido alto e prolongado

Aquele delicioso néctar me atraia cada vez mais. Arredei sua calcinha e pela primeira vez pude ver sua xoxota. Era linda e bem aparadinha. Me posicionei e comecei a sugar seu delicioso aroma, meus lábios roçavam em sua boceta. Isabel me puxou pelos cabelos e me enterrou no meu de suas pernas, o que me fez dar inicio a uma gostosa chupada.

-SEU FILHO DA PUTA!!! ISSO TA MUITO BOM...-Gritava minha irmã

Era uma situação que eu sempre havia desejado, levar Isabel a loucura. Sabia que da feita que eu tirasse minha boca de sua boceta Isabel me empurraria e diria algo como : fomos longe de mais, somos irmãos. Por isso não tinha a intenção de sair de onde eu estava.

Era uma sucessiva sessão de gemidos saltados por Isabel que às vezes cheguei a me assustar. O sabor era delicioso. Sua boceta começava a expelir um liquido, seus gemidos ficaram mais altos, ela se debatia e puxava cada vez mais forte meus cabelos... Quando um longo e abafado gemido ecoou por todo o quarto. Minha irmã tinha gozado.

-Seu filho da mãe... –dizia Isabel com uma voz quase sumida.

Era o fim de tudo, imaginava o que vinha depois. Era o momento em que eu deveria me desculpar. Levantei-me e olhei para Isabel que estava caída e desgastada em cima da cama.

-Rodrigo...- chamou Isabel antes que eu pudesse começar a pedir desculpas

-sim?

-Foi o melhor oral que já tive.- explicou dando um lindo sorriso logo em seguida.

Não sabia se ficava feliz ou surpreso com suas palavras. Nem eu meus melhores sonhos Isabel falaria algo assim. Ate desisti das desculpas.

Isabel deu um salto da cama, passou os braços pelo meu pescoço e fez uma carinha de bebê chorão

-Me desculpa Rodrigo, mas eu quero mais...- e com um empurrão ela me jogou na cama, pegou meu cacete; olhou para ele examinando.

Isabel olhou para mim, abriu a boquinha e começou a engolir meu pau, que roçava no céu de sua boca. Sua boquinha era maravilhosa e Isabel sabia usava-la. Era uma deliciosa chupeta feita pela minha própria irmã. Um vai e vem muito gostoso...Sua saliva escorrendo pelo meu membro. Olhei para Isabel que me lançou um olhar de menina em quanto meu pau lotava sua boca. Eu ia gozar, estava muito bom, estava difícil me segurar. Isabel percebeu e parou.

-Te controla.- pediu minha irmã, deixando minha pica de lado e ficando por cima de mim.

Em seu rosto eu notava um olhar de vergonha e felicidade (ela não parava de sorrir) era tão bom que por vezes duvidei da realidade. Isabel, por cima de mim, começou a se esfregar em meu pau. Bem devagar.

-Olha, não vai poder entrar porque somos irmãos.

Puta besteira, eu já estava fora de mim e não iria respeitar a vontade dela. Isabel roçava e rebolava em meu membro, fazendo uma cara de verdadeira puta. Era bom de mais, não dava para segurar. Em meio do vai-vem eu a segurei pela cintura a puxei para junto de meu corpo, ficamos abraçados e nos esfregando.Arredei-me um pouco e no meio da confusão das roçadas consegui invadir sua boceta. Isabel saltou um longo gritinho.

-O que tu ta fazendo?Para com isso Rodrigo.- Pedia Isabel tentando se libertar.

Eu a segurei com um forte abraço, não queria deixar ela se libertar . Minha irmã não resistiu muito, aos poucos ela iniciou um vai e vem muito gosto, levantou e começou a cavalgar.

-Para com isso Rodrigo.- Pedia Isabel rebolando em meu pau.

Meu desejo estava se concretizando, eu estava comendo minha irmã Isabel. Sua boceta era quente e deslizante, sentia seu lubrificante escorrendo ate minha barriga. Isabel gemia e parecia esquecer de qualquer pecado ou culpa, os movimentos iam se intensificando, a cama balançava e saltava rangidos que se confundiam com os gemidos de Bel. No auge Isabel tirou sua blusa e pude ver seus brancos, grandes e lindos mamilos saltarem com o balanço dos movimentos, mexiam-se, saltitavam e me chamavam. Levantei meu tórax, a abracei e abocanhei seus melões, mamando esfomeadamente... Minha irmã já não agüentava e arranhava minhas costas com suas grandes unhas( chegou a doer).

-Eu vou gozar Isabel...- avisei

-Goza dentro Caralho- Vociferou Isabel.

Explodi dentro da deliciosa xoxota de minha irmã, ela se contorcia e gritava. Quando meu pau parou de pulsar Isabel desabou em cima de mim; virou o rosto e ficamos deitados sem olhar um na cara do outro... Só os baixos barulhos dos carros do lado de fora, ecoavam em nosso quarto. Não sei quanto tempo nos permanecemos calados, mas para mim foi uma eternidade.

-Isabel ?- segurei em seu ombro para que pudéssemos conversar.

Isabel virou-se e se encolheu em meu peito como uma criança, escondendo seu rosto, tentando fugir da vergonha que sentira.

-ahh Isabel, eu não sei o que dizer em uma situação dessas...Aconteceu, não deveria mas aconteceu. Acho que não deveríamos nos martirizar por causa disso. Somos adultos agora, OS DOIS, não é mais como antes.- Olhei para ela que continuava recolhida e continuei.- Sabe... Eu queria que isso acontecesse mesmo.- Ela olhou para mim com os olhos cheio de lagrimas e espantada com minha afirmação.- Eu queria sim. Eu te amo muito, e não é de hoje. Se é pecado eu não sei, mas eu te amo.- Isabel ficou estática por momentos.

-Você é doido. Somos irmãos.- Disse Isabel, não com raiva nem indignação mas com alegria.- Eu também te amo. Tenho desejado isso desde meus 19 anos eu acho, me sentia podre sempre que imaginava.- revelou minha irmã

...Silencio...

-Mais apesar de tudo temos que esquecer a noite de hoje se quisermos viver em paz com nos mesmo. Por favor- pediu Isabel

-Eu preferiria não esquecer, mas você e quem sabe. – confirmei.- Isabel mas só hoje, me deixe dormir ao seu lado, como seu namorado... Só hoje

Isabel riu e repetiu:- Só hoje.

Após um longo beijo Isabel apoiou sua cabeça em meu peito e adormeceu com um grande sorriso em seu rosto. Eu não queria adormecer, precisava ficar acordado, precisava continuar essa realidade que mais parecia um sonho. No outro dia tudo seria como antes, voltaríamos a sermos 2 irmãos, Isabel se afastaria de mim e essa noite seria uma lembrança mentirosa. Eu queria ficar acordado e desfrutar de sua companhia e não adormecer, para que o MEU sonho durasse eternamente.

No outro dia acordei antes de Isabel, preparei o Café da manhã e sai para pensar melhor no que viria a seguir, como encararia os fatos. Voltei para o apartamento de Isabel 2 horas depois, Isabel vestia a mesma blusa Azul e calcinha. Tentei disfarçar o tesão.

-Estou encaixotando tudo, vem me ajudar.- e virou-se de costa rebolando aquela bunda pra mim.

Passamos o dia encaixotando as coisas de Isabel, foi um dia de muito trabalho braçal. Foi quando estávamos encaixotando suas roupas que aconteceu; Isabel parou,fechou os olhos, deu um suspiro e amarrou os cabelos. Nossa como minha irmã era linda, sua pele, cabelos, rosto, corpo, tudo era lindo... Porque ela tinha que ser minha irmã ? Dávamos-nos tão bem. Porque não poderíamos ter nascidos de pais diferentes?

-oi, tudo bem.- Perguntou Isabel com as mãos nos cabelos enquanto olhava com espanto para mim.

-Nada... É que você é linda.- abaixei a cabeça odiando minha situação.

Minha irmã sorriu e se aproximou de mim, tocou em meu rosto com sua mão direita e disse:

-Você é um bobo.- E começamos a chorar juntos.

Depois de tudo, à noite, fui tomar um banho; liguei o chuveiro e fiquei pensando em toda a situação. A água caia junto com minhas lagrimas. Ouvi a porta se abrindo e vi Isabel entrando enrolada em uma toalha. Ela sorria. Em minha frente deixou sua toalha cair exibindo seu lindo corpo, entrou no boxe e me abraçou. Nos beijamos e com sua mão ela guiou a minha ate seu seio. Aquela noite fudemos de baixo do chuveiro, no quarto e sala... Quando terminou Isabel em meus braços perguntou:

-tu achas que vai dar certo ?

-Não sei do futuro, mas agora vai, sempre.

Entregamos-nos um aos braços do outro e demos inicio ao nosso mais profundo segredo, um segredo que apenas as quatro paredes compartilhavam, um segredo que ainda hoje compartilhamos.

Hoje nos moramos juntos, sei que não é nada fácil levar uma vida de incesto... mas acredite, se você conseguir controlar sua mente fica mais fácil aceitar. Claro que no inicio hora ou outra batia o arrependimento em ambos, mas a noite voltávamos a ser um casal.

Por isso eu compartilho minha experiência e digo: se você tem uma historia parecido com a minha, não deixe de ser feliz pela sociedade, não vale a pena.

Comentários

23/11/2016 21:30:33
Hummmm conto gostoso e bem escrito. . .
13/07/2016 23:40:20
Lindooooo!!! Perfeitoooooo ! Eu adorei, parabéns ao casal e que se foda a socicedade
20/10/2014 10:04:04
muito bom tive uma parecida eu era noivo e meu relacionamento nao estava bom na epoca minha prima sofreu um acidente eu as veses ia na casa dela ajuda com alguns esercicio e ela comesou a senti atracao por mim no comeso so tinha amizade mas depois comesei a senti atracao por ela e ciume quando via ela com alguns caras q ficava mas depois de alguns tempo nos nos beijamos ai nao paramos mas ela desmanjou seu namoro eu o meu noivado e estamos juntos a quase 30 ano se damos bem
27/05/2014 12:09:59
O melhor de todos!! 10zão.
20/05/2013 00:09:01
Muito boum msm..parabéns..
22/03/2013 02:35:29
Bom.
24/02/2013 19:33:50
Incrivel demais.
15/01/2013 23:28:55
Acabei de reler este conto, e continuo com a mesma opinião de antes : este é, sem duvida, um dos melhores contos de amor e paixão deste site. Nota 1000 e obrigado por escreve-lo.
04/05/2012 04:46:42
Olhe a meu ver o amor e tudo que podemos ter nesta vida, tabu, sociedade ou qualquer outra coisa nao reflete o sentimento que aflora em nosso intimo. Em nossa existencia so restara o amor que acima de tudo e uma bençao de nosso criador.portanto que seja eterno enquanto dure.
17/11/2011 22:01:06
poxa amei super dez o seu conto. é uma historia de amor isso sim.
11/10/2011 23:27:55
MARAVILHOSO! Nota 10
19/07/2011 16:56:47
marejei...
23/06/2011 21:08:23
muito bom, parabens.(10)
30/04/2011 22:33:27
Perfeito, perfeito! Linda história de amor e paixão!
15/02/2011 14:10:06
10 por merecimento
27/01/2011 06:25:57
Muito bom o enredo!Alguns erros gramaticais,mas nada que macule seu texto.Parabéns meu caro!!!
26/01/2011 13:40:08
sem palavras...ótimo!
10/01/2011 00:16:01
muito bom
06/01/2011 12:59:39
PORRA, SEM NOÇÃO. QUE É ISSO CARA
07/10/2010 12:00:29
otimo seu conto,não fique encucado com isso,seja feliz,vcs merecem,parabéns
02/10/2010 21:03:22
já eu discordo totalmente. Amor incestuoso é típico de quem se fecha para o mundo. Fica-se em casa mesmo, não desafia-se. Não vou falar das exceções, a regra é negar o próprio desenvolvimento e a construção de uma família. Isso não impede de dizer que o autor do conto é de primeira, bom escritor.
02/10/2010 21:02:59
já eu discordo totalmente. Amor incestuoso é típico de quem se fecha para o mundo. Fica-se em casa mesmo, não desafia-se. Não vou falar das exceções, a regra é negar o próprio desenvolvimento e a construção de uma família. Isso não impede de dizer que o autor do conto é de primeira, bom escritor.
30/09/2010 00:15:00
É a segunda vez que comento esse conto, apenas porque li todo novamente. Não tem nada com incesto, mas com um puta conto. Parabéns
23/08/2010 11:46:11
Incesto pode ser pecado, mas ser infiel também é. Por isso que jogue a 1ª pedra os que não tem pecado ¬¬. Ótimo conto
20/08/2010 09:14:16
GENTE, SOU LOUCA E ADORO SEXO, MAS INCESTO EH PECADO
16/08/2010 19:01:26
simplismente sensacional
04/08/2010 02:49:39
não deixe de ser feliz por nada! a vida é tão curta! e se a sua alma gemea é sua irmã, viva!
21/07/2010 15:35:58
Ótimo enredo. Parabéns. Me visite.
16/06/2010 13:28:37
sem palavras para esse conto.... simplismente sensacional.....
06/03/2010 17:44:13
Bom d +
28/02/2010 20:04:50
Que sejam muito felizes, se é veridico não ligues à sociedade e vive o amor da tua vida.
25/02/2010 17:55:11
Hoje nos moramos juntos, sei que não é nada fácil levar uma vida de incesto... mas acredite, se você conseguir controlar sua mente fica mais fácil aceitar. Claro que no inicio hora ou outra batia o arrependimento em ambos, mas a noite voltávamos a ser um casal. Por isso eu compartilho minha experiência e digo: se você tem uma historia parecido com a minha, não deixe de ser feliz pela sociedade, não vale a pena. Sem palavras, conto perfeito
25/02/2010 15:06:39
um dos melhores contos que eu ja li, não tenho palavras
20/02/2010 02:04:40
Muito lindo! Sorte para vcs!
18/02/2010 15:08:28
Perfeito...
10/02/2010 14:05:07
Nossa muito bom, você deve ser muito lindo mesmo, nao imagino transando com o meu irmao hahahaha Olha meus contos tambem me add se quiser pra trocarmos uma ideia [email protected]
04/02/2010 21:50:54
sensacional/2] queriia fudeer goostozo coom voocê tbm *---*
01/02/2010 16:45:11
Muito bom! gozei que nem louco! Leiam meus contos também, garanto muitos orgasmos! hsahsahsahsahsahshashahsa
30/01/2010 16:55:04
the best of all!!
29/01/2010 13:43:46
MELHOR QUE JA LI ATÉ HJ PARABENS
28/01/2010 04:12:10
Adorei seu conto, verdadeiramente é brilhante a forma que você prende a atenção dos leitores, adorei a sensação de nostalgia misturado com amor, paixão, pecado, desejo entre outras coisas que pude sentir ao ler seu conto, você tem talento... parabens..
27/01/2010 00:36:33
Ritmo, emoção, erotismo, conflito, paixão. Tudo foi colocado com com muito talento. Parabéns Rodrigo, espero que não se atenha apenas a contos eróticos, você tem asas e pode voar mais alto.
15/01/2010 15:34:29
Muito obrigado a todos os que leram e aos que ainda o farão. [email protected]
02/01/2010 00:38:14
O melhor que ja li
01/01/2010 01:28:59
PARABENS... como eu havia imaginado ao postar na part 1 do seu conto ...MUITO BOM .. o carinho com que vc relatou os fatos fez parecer que foi assim mesmo que tudo se deu..... mesmo que possa somente ser uma fantasia sua.. mas a forma delicada como abordou me deu coragem pra postar principalmente um conto meu PENSEI QUE TUDO NAO PASSASSE DE UM SONHO... leia se puder comente tambem... PARABENS mais uma vez é bom ler a boa leitura independesnte do tema... abraços e continue relatando..PS; SERIA INCRIVEL LE-LO DE NOVO RELATADO POR ELA..
31/12/2009 15:42:06
simplesmente de mais. muito bom!!!!
30/12/2009 09:59:13
Extremamente excitante e ao mesmo tempo delicado. Parabéns !!
29/12/2009 20:40:48
confeço que chorei a todo esse fato e concordo com vcs para o amor não tem limites sejas felizes
28/12/2009 16:47:04
o melhor conto de incersto que já liem todaminha vida perfeito sem falahs sem quebras bem original bem escrito verdadeiro ou nao mais o mais magnifico ...!
28/12/2009 16:45:37
HÁ TEMPOS LEIO CONTOS DE TODAS AS CLASIFICAÇOES E TIPOS ETIPOS ADORO CONTOS DE INCESTO APESAR DE APENAS TER ACONDECICO EM MINHA VIDA UMA LEVE HISTORIA COM UMAPRIMA..MAIS EM TODO ESSES TEMPO JÁ MAIS VICONTO DE INCETO TAO BOM E TAO MAGNIFICO COMO ESSE VERDADEIRO OU NAO ELE É O MELHOR QUE JÁ VI PARABENS AO AUTOS..MAGNIFICO!
28/12/2009 02:05:51
quero comer a sua irma
27/12/2009 22:21:14
Brilhante! Incesto deve ser evitado, mas que é excitante é!
27/12/2009 06:29:47
Quem somos nós para julgar outros seres humanos? Acho que o que importa é ser feliz, no qual os fins justificam os meios e pronto! VOCÊ ESTÁ DE PARABÉNS, OTIMO CONTO, MARAVILHOSO CONTO! NOTAporque não pode ser mais, kkkkk
27/12/2009 04:37:27
Muito bom,mas não confie em ninguém e aproveita
26/12/2009 21:45:01
show
26/12/2009 07:11:53
muito bom.
26/12/2009 02:58:11
Dos inúmeros contos de incesto que estão postados nestes sites de contos eróticos em nenhum deles, transposta a barreira da realização, os protagonistas tornaram-se devassos, de comportamento degradante e párias da sociedade, principalmente naqueles em que houveram muito amor. E na vida real, também não tenho notícias que isso tenha ocorrido (apesar que esse fato seja bem sigiloso não um fato para ficar comentando aos quatro ventos). Isso posto, sou de opinião que o incesto, tão condenado pela midia, sociedade e religião, causa menos degradação do que vícios de bebida, drogas e comportamentos (fome de poder, de dinheiro, de dominação, etc.) ou então causa nenhum, a não ser para aqueles que se sentem incomodados com o incesto. Atualmente, para as classes mais esclarecidas, o homossexualismo já não sofre tanta condenação, o lesbianismo é perfeitamente aceito e a pedofilia masculina (iniciação de garotos) não é tão condenável numa sociedade machista.Agora, abusos sempre existirão, até num corriqueiro consumo de agua ou numa relação a dois. Compete a cada um dos indivíduos na sociedade contribuir para um mundo melhor. Ao conto nota MIRRR!!
25/12/2009 22:24:49
Apesar do tema não ser o meu preferido, o seu conto está muito bom,conseguindo prender a atenção do leitor até o fim, tá excitante e bem escrito! bjs
25/12/2009 17:15:31
Muito bom. Bem escrito e excitante mesmo.
25/12/2009 13:05:02
Por causa da mea-culpa judaica-cristã, que foi mais forte, deixei de realizar uma situação igual com a minha irmã. Oportunidades inúmeras aconteceram para que os atos pudessem se concretizar. Hoje ela está em outro espaço e eu aqui, arrependido por não ter realizado muitas coisas na minha vida.
25/12/2009 11:51:25
cara adorei sua historria....tenho uma historia assim tb so que acabou faz tempo e era com minha prima... po me add ai no seu msn pra poder-mos trocar umas ideias... [email protected] abraço
25/12/2009 09:58:22
sensacional

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos/perdi o cabaco muito tardecontos eroticos sentei no colo do pirralhotia gostosa nova se masturbado para provocá o sóbriomeu sogro e um cavalo pornogta faz sexed putaria sessaosexporno so com as mulher corpudona e apertadinha bota choragostosas. culpado roludasContos. Desde pequena ja pegava no pau do meu tio..video porno lanbidas na boceta noivas e incestolugar onde o rio nasce xvidioguia de como fuder cadelascontoerotico chantageado por pcoxas descoloridas fazendo sexofizemos sexo bi com um estranho contocombinamos chupando os peitos da mulher fazendo sexo ela gritar onlinever e baixar video porno duas morenas tomando no cuzinho cheio de porra ela ate mija aos poucos e a porra sai de vagar com seu cu arombado e piscando muitopauzudo fode bucetamenorjornalista77 contos eroticoofereceu a filha pro caralhudo gigante xvideosTodas fotos.de.cabacinhos.das.novinhas.gostosa .i.kuzinhos.gostosoconto crente com fogo na bucetafotos d mulheres so d calcinha box cm a buceta inchadaajudinha da fucionaria do mercado xvideoslidabucetacomi a minha prima de onze anosincesto gay papai me fez de putinhabelo sexo sobrinho dormiu na casa da tia de conchinha com ela na mesma camaempregadas dona de casa de calcinha cuidando de tudo mas provocando o patrao com o seu rabu gigante xnxvidiovídeos amador de homem tirando a calcinha da mulher no ônibus e ela fingindo que tá dormindocontos erotikos menina novinha troca os cabacos por docesMeu primo playbou carioca conto gay cap 3xvidiomenina sentando em cima da pica mais grandi do mundofilhinha da a buceta para irmao e padrastoChupadoras mãe e filhinho contoseroticoscomedor de mulher alheia nu apanhajumento racudo comendo xota da mulher zoofiliacontos e vidios homem casado na casa de massagem ė enrrabadoContos eróticos confissôes de umà crente safadapai a morosa w filha adorada porno doidosobrou muita pica pra fora da xavasca da crioulaconto erótico menina timida mas cai de boca no pau tão novinha e peitudaIrmanzinha linda dando o cu apertado apunsocontos eroticos Robertamulheres loucas de tesão que deixa a melhoria de tesão com a b******* buseta colchão gostosacondominio traicao videos cuckoldcontoseroticos bebendo leite de mulher lactantefilme pornô de pais brasileiros transando com as suas filhinhas dopados com soníferofudi ela e o namorado delavideo de idosa abrindo video de gemido no meio do mercado "apaga isso"porno com vizinha que chega de.mudança coroaconto gay pirocudo da academiaadoro uma rola gg me rasgando contoscontos eroticos estuprada pelo meu cunhadocontos eróticos com minha irmanzinhapadrasto enteada falei de sexo brasileirominha esposa queria rola grande eu arumei ela quiz fugi eu segurei e mandei soca todomínha avô chupou minha xotaSocorro me apaixonei pelo meu filho sexo incesto videosNa china rapta crinhaça para foder com elas pornquero ver um vídeo de mulheres transando com cachorro t***** de quatro com a bunda empinada engatada e urbano gayesculachou o cu da filha adolecente ate gosa dentroXVídeos pornô mãe f****** com filho dos filhos f****** com mulher ingratacasa dos contos eroticos meu marido trabalha eu meu filho rodulo me fodepausudo de 25cm come minha esposa gostosa e gosa nela pro corno verEnteada fica sem calcinha e vai deitar mais o padrastobbw q curta peidar contos reaisirmao.ingravidando.irma.metendi.na.buseta.sem.camlsinhaporno vai fechar a janela fica prezar[email protected]doce nanda contos eroticoscontos eroticos nao sei como eu aguentei o pauzao do cifoa negrovideos de mulheres ficando toda impinadinha ao perceber a encoxadacorno e engulidor de rola contoAs novinha que adora chupar i tamar a porramulheres de corno manso sem o biquininhoporno doido teste en cascavel