Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Sogra jararaca

Autor: Ronaldo
Categoria: Heterossexual
Data: 27/12/2009 16:41:01
Última revisão: 27/12/2009 16:55:25
Nota 8.62

Resolvi levar ao conhecimento dos internautas, a minha tumultuada relação com minha sogra (Magda). Tenho 31 anos, 1,84 mts, 94 gks, negro, e me casei com Tábata, 25 anos; filha de Magda (claro). Logo após nosso casamento, meu sogro largou minha sogra dizendo claramente que já não a suportava mais. Minha sogra ao invés de se mancar, continuou a ser autoritária e chata do mesmo jeito. Só que, o problema do meu sogro passou pra mim, pois minha sogra passou a ser uma visita constante em minha casa, inclusive ficando dormindo lá por vários dias. Ela se metia em tudo, reclamava de tudo, e discutia por bobagens. Eu que nunca fui de levar desaforos pra casa, não ia admiti-los dentro da própria casa e passei a fazer grosserias com Dona Magna pra ver se ela nos deixava em paz. Passei até chama-la (na cara) de Jararaca e ela passou a me tratar de (seu banana) e minha esposa pedia pra ter-mos calma um com o outro e eu dizia que sua mãe deveria mandar na casa dela e não na minha. Eu já estava a ponto de me separar de Tábata por causa da Jararaca. Eu sempre chegava do trabalho lá pelas 18:00 horas e gostava de tomar meu banho tranquilo. Acho que pra me provocar, minha sogra passou a tomar seu banho mais ou menos nesse horário. Eu chegava e ela estava dentro do banheiro e ficava mais de hora no banho. Reclamei uma, duas, três vezes; até que nós três sentados jantando falei pras duas que não ia mais admitir em ter que esperar Dona Magna tomar seu demorado banho, e que conforme as duas já sabiam, a porta do banheiro tinha um dispositivo na trava que permitia abri-la por fora e que se tornasse a acontecer eu ia entrar e tomar meu banho no meu horário de qualquer jeito. Minha esposa pediu pra mãe respeitar o meu horário. Percebi que até minha esposa já não estava aguentando sua mãe; mas, pra não magoá-la se sujeitava em aturá-la. Certo dia cheguei, minha esposa na cozinha, dei-lhe um beijo e fui em direção do banheiro que já estava ocupado pela Jararaca. Fiquei tão puto que sem hesitar abri a porta e já fui tirando toda minha roupa. Quando a Jararaca percebeu, começou a gritar pra eu sair... Sem dar-lhe ouvidos, abri o box e ela encostou-se na parede oposta tentando esconder os seios e a buceta com as mãos. Como se ela lá não estivesse, entrei peladão já me posicionando debaixo da ducha não dando espaço pra ela sair. A Jararaca ficou possessa e quis me agredir com tapas, eu segurei seu braço e ela veio com o outro que também segurei firme... Quando percebi que ela ia socar o joelho no meio das minhas pernas, dei-lhe uma chave de braço segurando-a por trás pela cintura levantando-a do chão e colocando-a pra fora do box. Nisso minha esposa já estava dentro do banheiro e vendo a cena de nos dois pelados e discutindo, falou:

-Bem feito mãe! Eu disse que ele ia acabar fazendo isso com você! Não precisava passar por essa vergonha...

A Jararaca ficou com tanta raiva que juntou sua trouxa e foi embora. Fiquei radiante achando que tÌnhamos nos livrados daquele pesadelo ambulante. Depois mais calmo que fui admitir pra mim mesmo, que minha sogra até tinha um corpo bem jeitosinho: peitos fartos e empinados e uma bunda volumosa e igualmente durinha (percebi quando segurei-a por trás), apesar dos seus 44 anos. Mas não demorou nem um mês para o pesadelo (minha sogrinha) retornar pra minha casa, mas pelo menos passei a ter o horário do meu banho respeitado. Passados alguns dias, cheguei em casa sabendo que minha esposa não estaria, pois ela tinha me ligado dizendo que meu sogro pediu pra ela encontrar-se com ele e que chegaria um pouco tarde. Entrei e quando fui com a intenção de tomar meu precioso banho, adivinhem quem estava ocupando o banheiro?... A filha-da-puta da minha sogra que eu achava que estava bem longe (na sua própria casa). Não pensei duas vezes, abri e fui entrando e rapidamente ficando pelado.

- Dá pra Jararaca sair? Quero tomar meu banho!...

- Não dá pra esperar um pouco, seu grosso?... Ela respondeu. Abri a porta do box e ela nem se preocupou em esconder sua genit·lia, dizendo:

- Daqui eu não saio!!!!....

- Ah È? Então vamos ter que tomar banho juntos!...

Entrei empurrando-a pro canto entrando debaixo do chuveiro... Ela com o corpo todo ensaboado.

- Oh seu banana! Deixa pelo menos eu tirar o sabão?!?!...

Saí e fiquei de lado permitindo que ela voltasse pra debaixo da água. Enquanto ela ficava passando a mão no corpo tirando o sabão, eu fiquei analisando-a de cima até embaixo... A filha-da-puta era muito boa de corpo que meu pau ficou rapidamente durÌssimo. Como o espaço era pequeno, ela ao abaixar pra limpar as pernas encostou seu rabão no meu cacete, perguntando:

- Que negócio È isso aí me espetando, heim?...

- Minha pica não está vendo? Ou não sabe o que È isso?...

- Saber eu sei! Mas em você isso deve ser inútil seu banana!...

- Ahhh! Você acha sua Jararaca?!?! Então vou te mostrar...

Segurei-a por trás, pela cintura, a fiz abrir as pernas na marra e pegando meu pau encostei-o até sua buceta... Ela apoiou as duas mãos na parede arqueando um pouco o corpo e fingindo estar assustada.

- Você não vai fazer isso comigo, seu viado! Sou sua sogra e exijo respeito!...

Dei-lhe uma carcada violenta que meu pau entrou todo fazendo-a enrijecer todo corpo.

- Uuuuuiiiiii! Seu filho-da-puta! Teve coragem de enfiar essa merda em mim???...

- Cala a boca Jararaca! Você agora vai ver o que È um homem de verdade...

Cada socada que eu dava, ela empinava a bunda e soltava um gemido.

- Hummm! Hummmm! Abusa! Abusa de sua sogra seu filho-da-puta! Mais! Mais! Huuummm! Huummmm! H·! H·! H·! ... Haaaaaaaaaa!!!!!!....

A puta gozou gostoso rebolando no meu pau me fazendo também gemer e encher sua buceta de porra. Ela lavou a buceta e continuou a reclamar, mas sem conseguir esconder um sorriso.

- Você não passa de um canalha, seu cachorro!...

E saiu toda serelepe enrolada na toalha. Continuamos nossa convivência dando alfinetadas um no outro, mas ela passou a rir quando discutÌamos que até minha esposa estranhou:

- Nossa! Vocês não tém jeito mesmo, né? Até parece que vocês se amam e não querem admitir.

De vez em quando, aos domingos eu saía pra jogar futebol com os amigos. Num desses domingos minha esposa resolveu ir passear e fazer compras no shopping junto com minha irmã, e há noite eu deveria busca-la na casa da mana... E como sempre minha sogra estava hospedada lá em casa. Como era um campo de várzea, tinha que sair de casa já vestido com o uniforme do time (calção, camisa e ténis). Ao ir pra cozinha beber água, encontrei a Jararaca sentada na cadeira que logo já veio me azucrinando.

- Coisa ridícula! Um homem nessa idade vestido igual a um moleque!... Já fiquei puto:

- Porra! Já vai começar??? Porque você não monta numa vassoura e vai pra sua casa voando, sua bruxa!...

- Bruxa È sua mãe, seu viado!...

- Sou viado? Mas bem que você gostou de gozar na minha piroca, não È?

- Euuuuu? Você que me pegou á força! Fingi ter um orgasmo pra poder me livrar de você, seu inútil!

Cada vez mais puto, abaixei o calção e pegando a piroca cheguei bem perto dela.

- Tenho certeza que você tem é vontade que eu enfie isso de novo da sua buceta!

Ela com o olhar fixo na minha pica:

- Jamais seu verme!...

Num ímpeto de raiva, segurei a cabeça dela com uma mão e com a outra comecei a bater minha piroca na sua cara de um lado e do outro, ela foi ficando durÌssima.

- Que tal dar uma chupada, heim jararaca?

- Nãoooo! Nunca chupei e não vai ser a sua que vou chupar

Puxei seus cabelos com bastante força

- Abra a boca sua puta! Abra se não arranco seus cabelos!

Ela abriu e eu enfiei a metade sem largar seus cabelos (vai que era quisesse me morder!)... Mas a vaca fechou a boca delicadamente permitindo eu fazer um vai-e-vem ritmado... Segurando sua cabeça com as duas mãos fiquei metendo em sua boca e a puta pareceu gostar que sentia sua língua pincelando a ponta do meu cacete. Quando senti que ia gozar, segurei firme sua cabeça não permitindo ela tirar sua boca e soltei um jato forte que ela quase engasgou. Ela arregalou os olhos sendo obrigada a engolir cada gota de esperma que soltava. Quando tirei de sua boca a mulher virou uma fera, querendo bater na minha cara.

- Seu filho-da-puta precisava gozar na minha boca? Cretino! Safado!

Fui rapidamente em direão a porta de saída da casa enquanto ela esbravejava.

- Volta aqui cachorro! Você não é homem não??

Joguei futebol por mais ou menos uma hora, sentei no banco pra assistir o restante e fiquei pensando o que tinha feito com minha sogra... Achava que tinha ido longe demais obrigando-a a chupar minha pica; mas pra minha surpresa comecei a ficar excitado e resolvi voltar pra casa.

Entrei e ela já veio brava como um touro; só faltou me agredir

- Seu verme! Sem vergonha! Dá próxima vez eu arranco ele com os dentes!

Entrei no banheiro e ela entrou junto... Tirei o uniforme e entrei no box e fechei-o. Ela abriu o box.

- Estou falando com você seu merda! Quem você pensa que é pra fazer essas coisa comigo???

Segurei seus braços e puxei-a pra debaixo de chuveiro de roupa e tudo

- Vem cá sogrinha, pra que ficarmos brigando? Me dá um abraço e vamos fazer as pazes!

- Hiiiiii! Que bicho de mordeu???

Eu já de pica dura:

- Agora sou eu que estou te desejando! Quero meter na sua buceta novamente.

Ela querendo se fazer de difÌcil:

- De jeito nenhum que vou ceder seu tarado! Só se for á força!

Ela com a roupa toda encharcada, comecei a tirar sua blusa (não fez qualquer resistência), tirei seu sutiã e seus peitões já estavam com os bicos ouriçados... Puxei-a de encontro ao meu peito e ela correspondeu abraçando-me carinhosamente. Fechei o chuveiro e encostando-a na parede comecei a mamar seus peitos... Ela gemia apertando minha cabeça de encontro aos seus seios, dizendo: - Vamos pra cama! Vamos pra cama! Em pé é muito ruim!... Soltei-a e ela se livrando do restante das roupas molhadas me abraçou por livre espontânea vontade segurando meu pau.

- Vamos! Vamos! Quero você me estuprando e me fazendo gozar como uma vadia! Estava tão tarado que agarrei-a beijando-a na boca com volúpia e já enfiando dois dedos na sua buceta. Saímos do banheiro aos trancos e barrancos... Agarrava, beijava, soltava e tornávamos a nos agarrar até chegarmos em seu quarto onde empurrei-a sobre a cama subindo sobre seu corpo... A coroa estava alucinada

- Vem logo! Vem logo! Enfia esse caralho na minha buceta! Me fode! Me arrebenta!

Quando atochei até o talo, ela começou a se debater gritando como se realmente eu a estivesse estuprando e ela fosse ainda virgem

- Ai meu Deus! Ai meu Deus! Minha buceta! Você está comendo minha buceta!... Aaaiiiii! Aaaaiiii!... Mais forte! Mais forte que já estou gozando... A puta da minha sogra tinha um orgasmo atrás do outro e cada vez gritava mais alto. Quando estava chegando ao clÌmax, arriei todo meu corpo sobre o dela e beijando-a parei minha pica bem no fundo e deixei-a derramar todo meu gozo... A tarada tornou a gozar junto comigo.

No dia seguinte (segunda-feira) minha sogra voltou pra sua casa e na sexta-feira de noite ligou dizendo que ia pra minha no sábado logo de manhã, eu, solícito, pedi minha esposa perguntar se ela não gostaria que eu a buscasse naquele dia mesmo. Minha esposa estranhou e eu dei a desculpa que só queria viver em paz com a Jararaca. Minha esposa ficou toda feliz dizendo que suas preces estavam sendo atendidas.

Cheguei na cova da Jararaca e ela mandou eu sentar na sala que ia fazer um cafezinho pra mim.. Tomamos o café e ela disse que ia trocar de roupa para podermos ir. Na cara de pau acompanhei-a até o quarto perguntando:

- Quer ajuda pra tirar a roupa, minha sogrinha? Ela:

- êta genro safadinho, claro que não vou recusar!

Eu tirava uma peça da sua roupa e ela tirava uma das minhas até ficarmos totalmente pelados... Ela grudou no meu pescoço me beijando loucamente que sua língua penetrava fundo na minha boca enquanto minhas mãos ficavam apalpando suas nádegas, até ela me dizer:

- Não vou transar com você! Só vai conseguir o que quer se me violentar de novo!

Empurrei-a até ela sentar na beira da cama.

- Então você vai chupar minha pica na marra! Segurei na sua cabeça ( não precisou ser com força) e ela abriu sua boca, fingindo.

- Não! Não! De novo nãooo...! Mas abocanhou e chupou gostoso por alguns minutos até eu ter a idéia:

- Fica de quatro que eu quero comer seu cú!

- Meu cú não! Não vou deixar! Nunca dei meu cuzinho pra ninguém...

Ela foi falando mais foi ficando de joelhos sobre a cama deixando sua bundona virada pra mim. Eu de pé ao lado da cama passei os dedos na sua xoxota melecada e com próprio líquido untei seu buraco (realmente virgem com todas as pregas) passei um pouco de saliva na ponta do pau e fui com toda a sede. Não tive um pingo de dó em enrabar minha sogra.

Quando entrou a cabeça, segurei suas ancas e fui empurrando tudo pra dentro com toda a minha força, rasgando todas as pregas de uma vez... Minha sogra enlouqueceu que dando pinotes como uma Ègua xucra começou a gritar escandalosamente

- Aiiiiii meu cúuuuuuuuu!... Me mata desgraçaaaaado! Me rasga toda! Enfia até o fundo... Mais fundo! Bate na minha bunda... Mais forte! Mais forte seu molenga!!

Resolvi judiar de verdade, segurei seus cabelos por trás da nuca e comecei a puxá-los com força enquanto tirava a piroca, dava-lhe um tapa forte no lado de sua anca e tornava a enfiar até o fundo... A filha-da-puta gritou tão alto que estava gozando que fiquei com medo dos vizinhos escutarem e achar que lá estava tendo uma briga. Aquele sexo masoquista no cú da minha sogra me deu tanto prazer que tive o melhor orgasmo da minha vida. Depois tudo mudou! Minha sogra passou a me tratar como um filho e eu a trata-la cordialmente que minha esposa achou que tinha havido um milagre por parte de Deus. Mas bastava uma oportunidade pra coroa querer levar umas pirocadas, recheadas de um pouco de violência (adorava levar umas porradas).

Se alguma dona de casa quiser levar tratamento igual ao de minha sogra, me contate.

E-mail= [email protected]

Comentários

25/02/2018 02:01:57
Conto top toma seu 10!
02/01/2010 10:49:39
Parabéns, excelente, continua fudendo essas puta disfarçada.
31/12/2009 18:43:45
d +
29/12/2009 22:20:07
Bom conto! Nota 7!
jus
28/12/2009 12:03:39
muito bom, bati uma punheta
27/12/2009 20:31:45
Voce e fogo mesmo, assim que trata a sogra ?? Ela so tem que merece bom conto !!
27/12/2009 19:50:34
Cara, muito bom o seu conto, eu não faria isso pq minha sogra é uma cadela e muito horrivel
27/12/2009 17:18:06
vc é tarado mesmo, incrivel, gostei de mais, queria fazer isso com minha sogra

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


mulheres bostas scatChupadoras mãe e filhinho contoseroticosFui inciada pelo amigo do meu pai contos eroticoscontos tonando as menininhassexo conto meninas novas com cunhado safado me comendo brutamente.contos o negão bem dotado de todas as pragas da minha sograCONTOS EROTICOS DE JARDINEIRO PIROCUDO COM MAE E FILHASempregada safadinha Fátimarickcafajeste30.conto corno obrigadocontos eroticos com dean winchestertezãozinho fodendoquero ver madrasta chupa sua em teada dormindoentregei uma pizza e mepagou com boquetemenina cai em cima do negro jumento.gemer disvairadaa bucetinha depilada da minha mãe contosmanda um vídeo de pornô aí eu não tô nem phone 5pais prende filha no quarto com irmão ele mete e gosa dentro da bucetaeu juro que meu sogro me fudeunovinha alemã da xana lisina abrindo a portagostosas apimentadinha de tesaocuzinho mulher no comando rebola analsexo desleal com meninas na xotacontos sexo duas meninas.me xuparam acampamentoirma ver a outra de calcinha e quer chupar elaconto erotico transei com o irmao do meu esposoporno dento da pestinha video porno menina no colégio internato madre superiora vendodopou a mãe c. erotico:carolzinha santos baixinha ruiva gostoza fodenonegao pasado opau na bumda da kasadanegao pausudo enfoorca a novinha enquanto fode elasexo oral e vavinal com a quelas danadinhasMeu primo caralhudo fodeu os meus cabacinhoscontos gay iniciadores de boys inocentes fotos gratiswww vovo adora minha rola preta e chora guodo boto no cu dela porno .comgozando na entrada da bucetinha minúsculas de frango assado bem devagarpriminhos na ferias do colejo fazem muita putariaContos d casada com cu arrombad por negroes traficantpornodoido dia de sol chostinhos curtosvídeo de homem sendo estuprado no quartel brechando a b*****Virgindade anal incesto Desde pequena Contome empreste magrinha abrindo a b***** com pau enorme do negãox videos mulheres sendo chapuletadapoi no meu cu tioconto crente com fogo na bucetagostosas com traseiro largo de biquinesesposa fudida por sobrinhos e sogros contos eróticosbelo sexo sobrinho dormiu na casa da tia de conchinha com ela na mesma camaCaralhudos na bucetinha virgemautorizei minha mulher fuder com outrosubrinha olhando seu tiu nucontos lésbicas brigando reconciliaçãoxvideos cunhadinha nao resistiu amassagemContos de marido revoltado mas ecitado quando pegou esposa chupando outrocontos eroticos de motorista pirocudo de madamenegras lesbicas fazendo tribadismo cabeca vs cabeca c clitoriscontos de tia que mexeu com sobrinho jovembelas coroas fazendo oral e metendorelato corno na casade swuingfiume porno brasileromeu primo e eu na resistiu e comeu o bucetao da minha tia contogemendo que vai cagar enquanto toma pica no cuCONtos minha mae de calça legue com a buceta repartida ao meioxvideos cu estalo rompendo as pregras fazendo barulhoCONTOS EROTICOS DE ZELADOR PIROCUDO COM MORADORA DO CONDOMINIOcontos/vendi meu cu virgemfeminizaçao esposa cu grosso contovídeo pornô com novinha com peitinho parecendo uma laranja metendo muitox videos. Voyer . Sexo. poe so a cabecinha senao eu gozoxvideo casadinha fica louquinha com eletrecista dotadocontos eroticos filha e pai caminhoneirosanporno irma louca pra da o cu pro irmao provoca ele ate ele come cu delaSo video de 5 minutos porno buceta e rolas de 16centimetrovideu di pornor comendo de clatoeu quero mulher tem pinto comendo viado que amanhece a tempinho comendo vi antes vídeo pornô vídeofiume porno garoto senti tezao pela crentinhacontoprimeirafodao vídeo de um homem e uma mulher dançando pelada com botãozinho para minha boca sem travar para não escolher se eu quero ou não aquele é minha nota porfavor aquele pretoquero ver vídeo de menina virgem dando para homem dotado que arranca vida dela com força como se fosse um estrupo mas esse tipo como se fosse de vídeo vídeo de pornô vídeo de sexo e suas coisas Eu quero ver vídeo da simContos eróticos de tulaconto erotico mendiga novinhaBusca por contos de marido traindocontos eróticos ai meu cuzinho tá rasgando seu pau é muito grossoXvideos batendo punhenta vendo gostosa de bucos na picinaContos eroticos.Sou casada provoquei um velho cacetudocontos primeiro menage rolou ate dpbuceta babando liquido transparenteadoro foder com meu filho fodeme meu filho nesta cona putajege tarado arromba tua dona apaixonado vidio pornoWww.vedio.porno.casais revisão de Santa CatarinamIxvídeos i****** filho tenta fudera mãe e ela não quer dar mas acaba conseguindoirma e chantageadas por irmo e ele chupar aforsa seu paubebi demais minha esposa deu pra . outro contos eroticosXVídeos vídeo nacional e caseiro mulher dormindo sendo acariciada por saisvidio page novinha tomando banho gostoso na fasendasexo porno meu pai foi ate meu quarto me chama pra conversa e me chupou ate eu goza