Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Camila, uma grata surpresa

Categoria: Heterossexual
Data: 05/01/2010 15:14:13
Nota 9.67

By aventura.ctba

Olá amigos leitores, meu nome é Carlos 47 anos, 1,70m, 88 kg, moreno claro, não sou de se jogar fora, pois ainda continuo fazendo sucesso com as mulheres.

O fato que vou narrar é absolutamente verídico.

Meu compadre me convidou para um churrasco na chácara dele num final de semana.

Chegou o dia fui eu e minha esposa, pois meus filhos tinham compromisso marcado e não puderam ir.

Chegando à chácara, tinha vários convidados, entre eles Camila, sua filha mais velha do primeiro casamento.

Camila com seus 20 aninhos, loirinha, rosto de boneca e com um corpinho escultural desfilava entre nós com uma minissaia curtinha fazendo os machos torcerem os pescoços para apreciar aquela bundinha durinha empinada e umas coxas grossas e pernas bem torneadas. Ela não era alta, mais ou menos 1.60m de pura gostosura. Por mais que tentasse disfarçar não tinha como não reparar naquele tesãozinho de menina moça, que com seu jeito sexy despertava o desejo sexual até dos mais recatados.

Soube que Camila tinha terminado um relacionamento com um cara bem mais velho que ela. Moravam juntos desde seus 18 aninhos mesmo contra a vontade dos seus pais.

Após o almoço, o pessoal se dispersou pra vários lugares, uns nas sombras das árvores, outros nos tanques de peixes, outros no pomar, e a mulherada se aglomeraram na beira da piscina para por em dias as fofocas e pegar um pouco de sol.

Eu me espreguicei no sofá da sala e tirei um cochilo, acordei e notei que a Camila no outro canto da sala disfarçadamente não tirava os olhos das minhas pernas, só então percebi que estava com um calção de jogar futebol e da forma que estava deitado deixava aparecer parte do meu pau. Como estávamos a sós no interior da casa, fiz que não percebi e ergui um pouco as pernas para que ela tivesse uma visão mais detalhada do conteúdo. Logo meu pau ganhou vida e estava quase saindo totalmente pra fora do calção duro que nem ferro. Camila disfarçadamente com uma mão por dentro da calcinha se masturbava lentamente olhando pra minha rola.

Para provocá-la, levantei-me e quando pensava em ir à sua direção, entrou correndo na sala umas crianças e voltei a sentar no sofá tentando esconder minha ereção, Camila olhou pra mim com um sorriso sacana tirando rapidamente seus dedos da sua bucetinha. Quando as crianças saíram, ela veio em minha direção e olhando pro meu pau perguntou se tudo isso era por causa dela, respondi na bucha, - E por quem mais poderia ser? Após minha resposta, Camila foi até a porta, deu uma olhada pra ver onde estava o pessoal, voltou, pegou na minha mão e me arrastou pro quarto dela. Chegando no quarto, trancou a porta e disse: – Não agüento mais de tesão! - Me come por favor! - Estou louca de vontade de sentir seu pau dentro de mim, só que tem que ser rápido para não notarem nossa falta.

Mais que de presa, joguei-a na cama, abaixei sua calcinha e caí de boca naquela bucetinha de poucos pêlos bem aparadinha, toda molhadinha, pois ainda a pouco tinha gozado na sua mão tocando uma siririca.

Suguei desesperadamente aquela bucetinha, até que ela se estremeceu e apertou minha cabeça de encontro a ela despejando todo seu néctar que fiz questão de engolir saboreando e sentindo o gosto daquela gata deliciosa em minha boca.

Rapidamente ela se levantou, eu fiquei de pé ao lado da cama, Camila abocanhou meu cacete e sugava com tanta vontade que às vezes até me machucava, mas deixei que ela continuasse pois vi que ela estava adorando assim.

Antes que gosasse em sua boca, puxei Camila pelos cabelos a coloquei de pé apoiada com as mãos na cama, levantei sua saia, puxei sua bundinha de forma que ficasse bem arrebitada, esfreguei meu pau na entrada da sua bucetinha e atolei de uma vez até meu saco encostar-se à sua bundinha arrancando um suspiro da sua garganta.

Camila mesmo com sua pouca idade, gemia na minha rola e rebolava de uma forma tão gostosa que até parecia uma profissional do sexo.

Vendo e sentindo aquela Ninfeta me oferecendo o que tinha de melhor, a penetrava forte e profundamente naquela bucetinha esquecendo até do perigo que estávamos correndo.

Camila fazia força para não gritar. Quando apertei seus peitinhos ao mesmo tempo em que castigava sem dó sua bucetinha, Camila não resistiu e mais uma vez gozou com meu pau no fundo da sua buceta agora toda melada pelo terceiro ou quarto orgasmo. Vendo o esforço que Camila fazia para controlar seus espasmos, segurei firme em sua cintura e meti com toda força meu caralho puxando-a de encontro a mim gozando no fundo da sua bucetinha inundando-a de porra.

Após termos gozados, enquanto nos limpávamos ouvimos barulho na sala. Esperamos um pouco até que Camila saiu na frente disse que estava tudo bem e fez sinal para sair do quarto.

Camila entrou no banheiro e eu fiquei aguardando na sala, assim que saiu entrei para retirar quaisquer vestígios da nossa rápidinha.

À noite quando estava preparando para voltar pra casa, Camila me chamou em um canto isolado da chácara, olhou nos meus olhos me agradeceu e pediu desculpa por sua ousadia, disse-me que estava passando por uma situação muito difícil, que neste momento da vida dela, o que mais precisava era do carinho de um homem de verdade que pudesse entendê-la, dar prazer e confortá-la para superar as dificuldades que estava passando, disse também que eu tinha todos os requisitos para ser essa pessoa. Claro que me coloquei a sua disposição.

Depois desse dia, sempre me encontro com Camila e rola muito sexo, só que agora num local apropriado. Vamos sempre a um motel muito aconchegante nos arredores da nossa cidade onde posso desfrutar sem pressa todo o prazer que Camila me proporciona.

Se gostarem do conto, deixe seu comentário, se não gostarem critique, pois só assim, vamos aperfeiçoando a maneira de escrever.

[email protected]

Comentários

27/05/2012 03:03:48
tesão
05/01/2010 16:14:49
p adorei cara eu seou de curitiba se quiser alguma juda rsrsrs . eu adoro faser amizade com mulheres se quiserrem me add [email protected]
05/01/2010 15:28:04
incrivel

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


homens balancando as bolas pornovelhocasadacornochifruda voyeur cuckqueansexo conto erotico semem embuchadaconto erotico sendo chupada enquanto ler livro pornomúsica de Tierry E aí parceiro que como você é o meu desejo te chatear o seu prazer escravo dos seus beijos Ai como eu quero te agarrarcontos incesto xota enrabadaContos um caderante estrupou minha bucetacontos eroticos traindo o corno cdp ele assistindoContos eróticos de mães evangélicas e filhasesposa se acanha com punheta corno sexodoce nanda parte cinco contos eroticosincesto pai bota filha pequena no colo e ficar bolinando elainsesto istorias eroticas pai filas novinasconto erotico pedreiro maurocontoseroticos/nicoleavelin/autoraO vizinho safado do 205Eu tava em casa com meu amigo no sofá ai minha esposa saiu do quarto peladinha ai ela deu a buceta a nois dois casa dos contosvideo porno mulher dando primeira vez na frente do marido casa de cuingue curitibaconto erotico dei pro meu genrobaixinha gostosa perdendo as pregas do c* e gritandoseja ativo dia 27 estarei vídeo pornô adoro que você vai vir te dariasenas com carinho massagem beijos abraço pegadas palavras romanticas casal apaixonado e sexofesta buctao loucurascontos.eroticos avo.peludo idoso bigodecontos de machos roludos dominando cornos das esposasmulher esfregano boca da buceta na cabeça da picaas penujinhas do pornoporno secretaria aser estupprada no escritorio e gozada dentro da vagina sem ela quererpadrasto e intendenda gostosomundobicha.com hetero brasileiro toma banho com amigo heteroeu mostro a Deus e o Diabo que eu como esse comer aquikkkkfudendo esposa e a mae delacontosexoalvesxoxotas em perigo cabaçohomemfudendooltrocontos domestica me viu to cando pueta em familiaconto erotico gay meu dono dei meu cu de presente de aniversarioVale de mulher pelada transando com homem chupando o pinto e razão na carecacorto eroticosminha esposa gosta de trasa com vaquerocomedor enrabando professora virgemcontos bulinando minha tetinhapoi no meu cu tioconto gay adoro ser esculachado por um machovidio menina batendo uma siririca vendo padastro tomando baiocontos eróticos estupros varoa puta lambe pe do macho contocorno que xupar buseta melada sccoroa ponha cao para chupalavidio de pono gya com tio com briquendo polo cu do seu afilhado mundobichacontos eroticos de mulheres de manaustexto lindo pro namorado que patessa que foi eu que fiztentando comer irma crentinhacoletania de pinto torto pra baixo gozandovídeo pornô que a gostosafala ai para,seu pau e muito grandeautorizei minha mulher fuder com outronovinha deixou o tii passar a mao na bucetinha em troca de dinheironovinha do priquito ruivo contoscontos eroticos de mulher de manausconto cumendo irmao de pau cabecudo irma. virgemConto flagrei com bananavideos pornoinsetos filho fodendo mae prensadaContoPorno dotado estourando as prega do viadinho novinhomeninas novinhas de mini saia e fio dentallindascontos gay virei menina sissyvidio di hme k toroco disexotia marta safada deixa exfrega meu nesse rabomenina 18 cabasom. padato tula dela camacontos eróticos gosei no pal do sogro taradovįdeos porno com prętas atraves da paredecontos eroticos brutais, estiquei o clitoris ate sangrarhomem nu vi fugindo de cachorro dentro de um quartos com uma mulher so com a vaginas do cu de fora aí eles fazem sexoporno familha sacana opai bravo e afilhar virgemseita crossdressermorri de pornô com a Gretchen chupando uma pista de um homem no vídeo pornôimcesto com papai ele meteu sua pica grande tudo na minha bucetinha novinhatinha pocos peloscontos eróticos putas da ruaxvideos rolas chapuletadas gozandoloirinha perguntava se fodia gostoso xvideoskomendo kuvirgenscontos gay iniciadores de boys inocentes fotos gratistitia batendo punheta sobrinho rola cabeçudame empreste magrinha abrindo a b***** com pau enorme do negão