Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Quatorze anos depois

Autor: Cont
Categoria: Heterossexual
Data: 15/01/2010 17:58:09
Última revisão: 18/01/2010 13:40:59
Nota 9.75
Ler comentários (4) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Caros leitores: Tenho lido alguns contos que são nitidamente treta. Tenho o orgulho e "prazer" de poder afirmar que todos os relatos que aqui descrevi são verídicos. Este não foge à regra.

Posso afirmar que ontem foi o dia mais mágico de toda a minha vida. Já vão ver porquê...

Leiam primeiro os relatos http://sharoland-nn.ru/texto/e http://sharoland-nn.ru/texto/

Acabei o meu serviço perto de uma grande superfície muito conhecida de Lisboa, o C. C. Colombo. Como já era tarde, resolvi entrar para comer qualquer coisa. Não tinha vontade de ir para casa e ter que fazer alguma coisa para jantar.

Enquanto comia o meu belo bife, tive uma visão que me arrepiou. Vi uma mulher que me era familiar. A Ana...

Não nos víamos à cerca de 10 anos. Nem queria acreditar... a minha 1ª mulher...

Levantei-me rapidamente da minha mesa na praça da restauração e acelarei o passo em direcção a ela. Quando me aproximei dela, toquei-lhe ligeiramente no ombro. Ela virou-se e ficou admirada:

- "Cont"?

- Ana... à quanto tempo...

Ela e a minha mãe tinham-se chateado à muitos anos e eu nunca cheguei a perceber porquê.

- Estás na mesma. Os anos não passam por ti - disse-lhe.

Notava-se os cerca de 50 anos na cara, mais pesada. Mas continuava elegante e com um sorriso lindo.

- E a tua mãe e a tua irmã? Estão bem? - perguntou-me

Disse-lhe que sim e convidei-a a sentar-se na minha mesa. Ajudei-a com os sacos.

- Aproveitei para jantar por aqui

- Eu comprei umas coisinhas e ia agora para casa.

- Não queres fazer-me companhia? - perguntei-lhe

- OK. Toma conta das minhas coisas que eu vou buscar uma salada para mim.

Quando ela se levantou não pude deixar de reparar. O corpo dela estava ligeiramente diferente. As ancas um bocado mais largas, mas as pernas continuavam bem desenhadas.

Vestia uma calças de ganga bastante justas com umas botas altas, pelo joelho.

Poucos minutos depois estava de volta e sentou-se. Reparei que tinha aliança de casada...

- Estou a ver que estás casada!

- É verdade. Há 7 anos.

Falamos sobre tudo o que aconteceu às nossas famílias nos 10 anos que estivemos afastados.

Enquanto a ouvia falar não conseguia tirar da minha imagem as férias do Algarve, em que perdi a virgindade, e a rapidinha que demos no aniversário da filha dela.

O marido tinha um bom emprego e ela deixara de trabalhar. Vivia entre as compras e o ginásio.

Depois de terminado o jantar despedimo-nos com trocas de telemóvel e e-mail para a minha mãe. Ela queria fazer as pazes.

A minha cabeça estava a mil...

Quando cheguei a casa sentei-me ao computador. Veio-me uma ideia à cabeça. Vou adicionar o e-mail dela no msn...

Passado 1 hora aparece-me uma janela no ecrã... "Por aqui?" - perguntava ela.

Começamos a falar de trivialidades até que cheguei ao ponto que queria:

- Foste muito importante para mim - disse-lhe

- Ela respondeu com 1 smile.

Insisti. Provoquei. Até que ela me respondeu:

- Assim que te vi esta noite também me lembrei do parque de Campismo. É engraçado. Já passou tanto tempo.

Comecei a fazer-lhe alguns elogios. Notei que começava a ficar mais solta... Perguntei:

- Voltamos a jantar um dia destes?

- Com o meu marido também? - respondeu rapidamente

Fiquei sem resposta.

- Estou a brincar contigo. Ele tem um alto cargo no Banco. Está à 3 dias na Polónia.

- E deixou-te sozinha? - perguntei-lhe.

- Claro. A minha filha já foi viver com o namorado à uns anos.

- Então vamos beber um copo hoje? Sem compromisso?

Notei hesitação na resposta dela...

- OK. Mas passa por aqui para me levares. Não quero conduzir depois de beber.

- Tudo bem. Dá-me a tua morada.

Voei para a casa dela. Fiz a A5 em direcção a Oeiras em 10 minutos.

Quando cheguei a morada dei-lhe um toque para o telemóvel.

Passados alguns segundos recebi um sms: "Estou atrasada. Sobe. 4º andar".

Toquei à campainha e ela abriu-me a porta. Subi no elevador e entrei em casa dela.

Um duplex enorme...

- Entra. Senta-te que estou a vestir-me.

Sentei-me no sofá e esperei uns minutos.

Quando entrou na sala fiquei deslumbrado. Tinha um ar mais pesado, mas continuava a ve-la da mesma maneira que à 14 anos atrás.

- Estás lindíssima. Acho que não estou à altura - disse-lhe.

- Não sejas parvo. Estás óptimo.

Saímos em direcção ao meu carro.

- Onde vamos - perguntei-lhe.

Segue em direcção ao Guincho. Há lá um bar porreiro.

Meti-me pela Margina em direcção a Cascais. Segui pela Boca do Inferno e quando ia-mos na estrada para o Guincho ela disse-me:

- Encosta quando puderes.

Era o que eu queria ouvir.

Virei para uma zona descampada mesmo de frente para o mar. Parei o carro e olhei para ela. Aproximei-me e beijei-a.

Ela respondeu de forma efusiva. Estivemos assim muitos minutos.

Fiz-lhe sinal para irmos para o banco de trás. Saímos do carro e voltamos a entrar pelas portas traseiras.

Voltamos a beijar-nos loucamente.

Chovia cada vez mais. Os vidros estavam completamente embaciados.

Comecei a percorrer o corpo dela com as minhas mãos. 14 anos depois a sensação era quase a mesma.

Desapertei-lhe o soutien e levantei a camisola. Lambi aqueles peitos pequenos mas definidos...

Ela estava ofegante. As mãos dela percorriam a minha nuca e costas.

Tirei-lhe as botas sem parar de chupar as mamas...

Desapertei o cinto das calças e abri os botões. Tirei-lhe as calças

Tirei o meu caralho para fora e só tive tempo de desviar um poucos as cuequinas para o lado.

Enfiei-o todo de uma só vez. Ela gritou e cravou as unhas nas minhas costas.

Sentia-me completamente possuído. Fodi-a com uma força brutal. Vim-me dentro dela.

A cara dela era indiscritivel...

Sentei-me ao lado dela.

Para meu espanto vejo-a baixar-se e enfiar o meu caralho melado e mole na boca.

Chupava-o muito devagarinho...

Em pouco tempo passou uma perna por cima de mim e sentou-se em cima dele.

Começou logo com movimentos selvagens. Gritava que nem uma louca.

Nem nos meus melhores sonhos a tinha imaginado assim...

Viemo-nos ao mesmo tempo. Ficamos minutos imóveis.

Vestimo-nos e voltamos para os bancos da frente.

- Leva-me a casa - pediu-me com os olhos fechados

Segui o caminho de volta.

Passei Cascais e quando já íamos novamente na Marginal, para meu espanto, começa a desapertar-me os botões das calças. Tirou o cinto de segurança e baixou a cabeça no meu colo.

Agora até acho cómico... Fizemos aqueles Km de estrada com o sinal sonoro do carro a avisar a falta do cinto...

Chupou-me com muita delicadeza. Vim-me pela 3ª vez para ela. Levantou a cabeça, apertou os botões e não me disse uma única palavra até chegarmos a casa.

- Lindo! - segredou-me ao ouvido.

- Não penses que sou maluca. O meu marido tem um problema de saúde. Há mais de 3 anos que não se vinham para mim...

Fiquei sem reacção. Sem palavras.

Saiu do carro e entrou no prédio.

Fiz inversão de marcha e voltei para casa.

Hoje tive o msn todo o dia online, mas nem sinal dela.

Vou enviar-lhe um sms na esperança que responda... e que o marido ainda não tenha vindo da Polónia.

Foi tudo tão rápido e tão intenso que parece que ainda não estou em mim. Parece que passei o dia anestesiado.

Só espero que ela me responda...

[email protected]

Comentários

29/01/2010 23:48:31
Parabéns pelo seu conto, muito bom... Vale um 10.
15/01/2010 22:00:15
E pena ja teres retirado teus contos, temos algo em cumun temos a volta de 30 anos e gostamos de mulheres mais velhas entre 45/55 verdade ?? conta mais
15/01/2010 21:55:55
Muitos parabens pelos teus contos, ja os li todos, tem muita qualidade que so portugues entende teus contos deixao-me de pau feito sou de v.n.gaia nota 10
15/01/2010 20:56:52
noosa incrivel, vc é dez sensacionla [email protected]

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


conto eróticos padrasto chupa a estiada de 8 anosEu tava em casa com meu amigo no sofá ai minha esposa saiu do quarto peladinha ai ela deu a buceta a nois dois casa dos contossex. video amarcaiavidioporno ae menias que xoro no poucunhado comendo o bucetao da cunhada de frango assadorelatos eroticos Elen Reginacontos eroticos sindico com um pau de 27cm fode moradora menor menorcontos gay Mandou eu esperar vestido de putinhaflagrei a cunhada f****** Conto Chinêssexo novinha inocente fez contrato mais nao sabia que ia transar com um pirocudo e fica assustadacontos eroticos de quem perdeu a virgindade com a empregadamostrei a buceta meu genro comeu conto eroticodei meu cu e tava bom pornosaudades faze sexo com a minhia esposacontos eroticos gaysogrofelipe e guilherme - amor em londres 4sexo anal sem compaixãoMinha namorada ficou gostosa e.virou puta.contos exitantes nora tarada passeando com sogro tesudomulher cagando enquanto dava a bucetafilme casal insurportavel pornodoidomolekes.pelados.com.a.rola.melada.de.espermacontoseroticoss xvideos5tia pasa de camisola perto do sobrinho e ele fica com tesaoum uisque depois de um cigarro pornonegras lesbicas fazendo tribadismo cabeca vs cabeca c clitorisfilha adotiva safada com mae e pai contoscontos heroticos cao doidao para chupar a donaistorias mulheres estrupadas no cu virgem pau grande elas quase morreuVideos de sexo bucetinha das crentinhas nen naceu pelo se lascando na rola do negaovaga em Tambaba mulher chupando rolaboa foda nos adoramos nos amarcontos eróticos cagando na minha bocacontos de sexo com meu pai metiii vaii issoFoda agressiva ponodoidoPenis flacido castrar contosfudendo minha sogrinha e minha esposa me comendo gostoso contoCasa dos contos eroticos paguei pra deflorara filha do caseiro Eroticoscontos.com /casadas 23cm dupla contos erocos apenasquero ver os de gravações de atrizes pornô que param de transar com dorcorno frouxo contosconto eroticos mulher do corno na borrachariaadolecens safadas trazandoso vidio maquinaseximulher transando com convidado do marido por baixo da mesavídeo pornô da retina p**** da retina e mandou um vídeo pornô dela não ela nuaconto erotico enquadradinho 2015http://zdorovsreda.ru/texto/201103701contos eróticos fui da o cu e cagueicontos.porno gay um.namoro americano cap 29XVídeos novinhas brasileiras pegando pomada no xiriXVídeos hétero bundudo obrigadinho chupar sua bundacontos lactofilia com fotos ou videoconto erotico descobri que o marido de minha irma e honosexual acabei comendo ele e minha gostosa irmaincesto gay papai me fez de putinhainsesto istorias eroticas pai filas novinascontos eróticos os melhores eu e minha esposa recebemos uma visita de um casal de idadefragei milha mulhe comegaocontos eróticos suportando três cacetes com carinho e amorvideos porn daquelas mulheres enquanto fodem ela mete a mão na boca depois a mão que estava na boca vai a vagina no pornuhbadboys roludo comendo mulher a forcaesplendida gozada dentro da buceta da esposa do cornoContos eroticos mamaeeee uii aiiContos eroticos incestos bato todos dias punhetas para minha filha paulafui so dar uma alisadinha nao deu mandei pra dentro video casero pornomulher bundona camsola curtinha trepand pornodoidovelhas loucas do hospício dando o cu gostosocontos eroticos corno deixa o proprio filho foder a mulherbotei gozei tirei gozei soquei gozeiso puta velha o negao aroba elas gosa dentroxvidio empesavelinhos tentando meter com netinhas novinhas e n aguenta xvidiosdeixei meu tio chupar meu peito e ele ficou batendo uma no pau dwcontos de incestos e surubas esposa com minha cunhada e minha irma nudistasconhado se aproveitando da conhada porremanauense novinho gozando no xvideosexo contos eroticos comi minha prima d menor nordestinaporno. tor. muita careitiwww.contos eroticos cunhado caçula pauzudo come cu da cunhada gostosacomo descabaça minha sobrinhabucetaô. jgmpraticante de zoofiliamulequinhos olhando a surubaPorno Tia comeu o sobrinha atc gozou dentro dela