Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Ah, seu eu soubesse!

Autor: Ali Ali
Categoria: Heterossexual
Data: 16/01/2010 12:03:04
Nota 9.86
Assuntos: Heterossexual, Tia
Ler comentários (6) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Quando a gente começa a ler esses contos, primeiro vem o choque para quem não está acostumado, depois vem a ideia de que tudo é muito natural, de que as taras que a gente tem guardadas lá no fundinho da alma são coisa mais que natural, pelas narrativas que correm e para onde tudo vai, enfim, parece normal.

De tanto ler esses daqui, comecei a pensar que seria natural também algumas inconfessáveis doideiras que estavam na minha cabeça. Uma dessas, foi meio que surpreendente. Eu estava num supermercado quando encontrei uma Tia com quem eu convivi muitos anos atrás, com quem eu tivera minha primeira "experiência" juvenil: apenas passar as mãos nas suas coxas, na praia, fingindo me afogar em ondas que nem batiam na canela, coisa de menino bobo. Me lembro agora, com clareza, que ela não fez nada para impedir nem contou pro meu Tio. Tivesse contado, eu estaria contando do cemitério, isso sim. Pois bem, foram várias "afogadas" e subidas, mas, em cada descida, em cada subida, uma agarrada naquelas coxonas, meu máximo.

Quando voltamos pra casa onde estávamos hospedados, todo mundo meio cansado, ela, coitada, no papel de dona de casa, ainda foi preparar comida, cuidar da arrumação, cuidar das roupas, etc. Quando eu via estendida no varal tanto calcinha quanto biquini dele, ah, como eu sofria. Tesão de juvenil é fogo, é puro hormônio. Não rolou nada, nada mesmo.

À noite, eles foram dormir, a porta aberta do quarto, eu numa caminha de campanha, insônia, tesão, e só ouvia o "nhec-nhec" que me excitavam ainda mais. Depois, ela se levantava, passava pela sala onde eu estava deitado e ia ao banheiro cuidar de si ... eu só imaginando ... aquelas coxas, ai! Ela voltava, eu ia pra punheta, também sou filho de Deus, embora pecador.

Enfim, o tempo passou, sai da casa deles e fui viver a vida.

Voltando ao supermercado onde a encontrei dia desses, foram abraços acalorados, e ela me deu uma bela bitoca. Achei estranho. Falamos da vida, do passado, do futuro. Ela, agora viúva, sozinha. Peruntei se estava namorando, se estava com alguem, ao que ela respondeu que só cuidava dos filhos ... filhos! Mais velhos que eu. Ela não é tão novinha, mas tara é tara. Conversa vai, conversa vem, ofereci carona, ao que ela aceitou.

No caminho da casa dela, comecei a sugerir que namorasse, estava inteirona ainda, merecia ser feliz. Perguntei se tem interesse sexual, etc, a conversa começou a fluir por onde eu queria, mas com amenidades. Chegando lá, ela me convidou a descer, tomar um café. Aceitei.

Na casa dela, só nós 2 e não me contive. Disse a ela que ela tinha sido minha primeira experiência sexual platônica. Ela sorriu. Eu pedi desculpas mas elogiei sua forma que, apesar da idade, estava ótima. Ela deu uma viradinha, coisa que nem precisava, e eu a chamei:

--Vem cá, vem.

--Pra quê?

--Pra eu dar um abraço melhor. Ela veio

Sentou-se em meu colo, dei-lhe um beijo. Perguntei se tinha tido muitos desses com o marido. Claro que não tinha. Ela levantou-se para fazer o café e eu lhe pedi para ver as coxas que tinham me deixado louco e, pra minha supresa, não é que ela deu uma levantadinha na saia, pedi, de novo que viesse até mim, e ela veio. Sentou-se de novo no meu colo, peguei agora sem medo naquelas coxonas, um pouco mais envelhecidas, passei a mão sem dó, sem medo, com tesão. Pequei a mão dela, passei em cima da minha braguilha, para ver o volume. Ela se levantou de novo. Passou o café, trouxe e eu deixei em cima da mesa. Abri o zíper, mostrei e perguntei se ela chupava o pau do meu tio. Claro que não. Pedi que chupasse o meu. Ela veio, e dizendo que não tinha tido outra experiência que não fosse o casamento, começou a chupar, como se fosse uma dessas putas de primeira, caras. Ô delícia!!! Disse a ela que queria meter naquela buceta que só havia levado uma pica, que queria gozar dentro dela, queria tirar de dentro dela e enfiar na boca dela, para ela lamber tudo, era minha tara.

---Vem cá, filho. Deu-me a mão, me levou pro seu quarto. Tirou a roupa, chupei sua boca, seus peitos meio caidos, mas tara é tara, peguei meu pau, meti na boca dela, meti na buceta.

Tirei da buceta dela, meti na boca e perguntei se ela já tinha experimentando isso. Claro que nunca.

---O que vocês faziam?

---Eu servia e ele se servia.

---Hoje, pra gente começar, satisfaça seu sobrinho em tudo.

---Mete. Tira, põe na minha boca.

---Fica nua na minha frente, pedi. Ela ficou. Passei a mão em seu corpo todo, como na praia não tinha podido, agora pude.

Não aguentava mais, disse que queria meter, meti. Disse que queria tirar e enfiar na boca dela. Fiz isso. Pedi para gozar na boca dela.

---Nunca fiz isso, que gosto tem?

---ExperimentaPor você, sobrinho!

Eu andava secão, tirei o cacete da buceta, enfiei na boca dela, forcei até a garganta, tirei, simulei uma punheta e enchi sua boca de porra, como nunca tinha produzido antes, tamanha a tara de muitos anos.

Voltamos à cozinha para tomar o café, nem quis me lavar. Fomos até o portão, ela não cansava de me abraçar, dar beijos na boca, e eu meio assustado, na rua ...

Agora, passo em frente sua casa, não a vejo. Tenho peso na consciência, mas estou louco para enfiar meu pau naquela buceta quase virgem, passo lá e não a vejo. Ô tia malvada. Não desisto, daqui a pouco vou tentar de novo, mesmo que a consciência pese.

Comentários

19/05/2011 23:42:43
Muito bom é só continuar insistindo que a coisa vai fluir...
10/06/2010 02:31:50
ali!!muito bom e verdadeiro contunue nos informando dessa aventura sexual!!!leiam e aprendam o que e a normalidade duentinhos!!!
08/06/2010 08:57:14
Seu saqcaninha! Depravando a titia! Maravilhoso! Nota mil
31/05/2010 13:49:34
Fiquei curiosa, qual tua idade? Me excitou muito. Que sorte a dela.. Ei, eu não sou homem não, viu? creeedo!!
08/05/2010 11:44:33
Como o gaucho careca disse Tara é Tara... Concerteza 10
16/01/2010 13:27:26
pode pesar a vontade, eu meteria sem dó

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


porno doido chochotinasTaradinha louca pra pega no pau do tiu contosporno safada batendo punheta pro ricardão na cama com o corno dormindo pornomeninas tirando a Virgindade aeh doinovinhas delicia purasexoincesto mae ver o cacetao do filho fica passada com tamanhovideo porno padrasto enfiando a mão na buceta da sua enteada com sua mãe do lado sem ela perceberrelato picante de esposa cavalona e marido pintudocontos erótico transei com minha sograContos eróticos minha mãe e os cubanos - parte IVgozando dentro elas brigamContos eróticos d homem com éguameu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticonovinha fazendo exame toxicológico xvideos.comadvogada bem casada rabuda em viagem de trabalho é seduzida e fode gostosoapaixonado pelo hetero cap 4porno pai brincando de fazer cocegas na filhacomendo cu da sogra da minha sobrinha contosxexo porno menino dado umaio namenina infiando odedo nabucetinha delalevei minha mulher ao medico pausudo e ele comeu ela na minha frenteminha mãe me surpreendeu contos de incestocarolzinha baixinha gostoza trepanoXvideos pecavelporno rabuda pulando naracontos eróticos curtosde gay dando o cu pro cachorrãocontos de sexo depilando a sograsexo porno eu tava sozinha e meu padrasto foi ate o quarto passa a lingua na minha xereca e ainda jogou toda porra dentrovideos porno de casadas que escreve na bunda corno felis e fodi muntovideos nacional gritos e gemidps de homens passivos embaixo dos machos caralhudoscontos cu da tiacuiada fudedo com xortiu de dormialargada e assada e arrombada contovideo porno irmao tarado meteu na irma sem camisinha acabou ingravidando elaqueria ver vídeo de sexo com lindas coroas chorando e gritando no pau do negão dos peitão e bundão ela g****** junto com negão e o negão g****** junto com ela no pau ela g****** nos corre na gala chorando e gritando de dorzdorovsreda.rubotei gozei tirei gozei soquei gozeicontos de incestos surubas com irma em casa nusfilme porno home nergro sorca vara na imtiadasexo novos banho conhadas nuasComo perder o bv comendo o vomito e cagando no ventiladorcontos eriticos minha sogra levo ninha rola grandemostrar despedida de solteira dentro do clube da p****** todo mundo pelado mais tarde vídeo pornô completocontos de sexo depilando a sograenfianp atr o talo no cupornodoido travesti do brasil dano leite fartofotos de buceta de mulutacacetudomonstrocontos eroticoscu virgemVer garotos com 16 cm de picaXVídeos pornô padrasto comendo enteada ela me procurou e eu não resisti vídeo brasileirovidio porno das dimenores fasendo sexo da buceta apertadinhacontos de corno que deram o cuFotos de marcelinho carioca nu pirocudoconto gay minha tia me transformou em sua empregadinhazoofilia genicologista enfia alargador na buceta da noviaso cu fudidos de diaristascomi a minha prima de onze anosconto de farra de casadasexo caseiro jardineiro comendo cu da tiao primeiro amasso a gente nunca esqueceCONTOS ERÓTICOS DE MOTORISTA FANTÁSTICOSNinfeta ansiosa para exprimentar negão de pissa grande e grosso e fica toda arrombadapor favor senhor eu nunca fiz sexo anal pornomorena fofinhado rabao fudendo com dotadosurpresa+no+banheiro+pornomeu sogro e minha mulher sair pra rua e eu fudicom minha sogra gostosaneta safada faz boquete embaixo da mesa de jantarsou casada mais quem mim fode gostoso e patinhoconto erotico primeiro boqueteconto erótico isentoporno contosminha mulher eo estranho carroafricano comeu meu cucontos eroticos padrastro levantou minha saiaPorno anal queroeu vou cagavelhos pintudos andando na praia nudistas videosconto erotico viado afeminado chora na piroca do negao dominadorda o cu causa doensa videos sangue sexo annala aula terminou iih eu fiquei na sala na siririca no xvideocontos eroticos :eunice caindo de boca na pica