Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Quatorze anos depois... (continuação e fim...)

Autor: Cont
Categoria: Heterossexual
Data: 18/01/2010 09:33:29
Última revisão: 18/01/2010 13:42:37
Nota 9.75
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Leiam primeiro: http://casados contos.com.br /texto/Enviei um sms: “Não consigo deixar de pensar na noite de ontem… Diz-me alguma coisa”.

Esperei 2 horas até que recebi a resposta: “Estou no msn”.

Aprecei-me a ligar o PC. Assim que entrei ela já estava online.

- Boa noite! – escrevi

- Olá. Tudo bem? – perguntou-me

- Podia estar melhor.

- Não digas isso. Sabes que foi 1 vez sem exemplo. Eu expliquei-te.

- Não consigo deixar de pensar em ti. O teu marido já está de volta? – perguntei

- Não. Só vem na próxima 3ª feira.

E nisto a ligação caiu. Fiquei uns minutos a vê-la em offline.

- Desculpa. O PC bloqueou e tive que fazer um restart.

- Estás a ver. É um sinal que devemos estar junto novamente.

- São 19:30. Combinamos às 22:00 no Hotel “xxxx”, em Sesimbra.

Nem queria acreditar no que estava a ler.

- Vou ligar ao meu marido a dizer que vou passar o fim-de-semana à nossa casa da Fonte da Telha, para ele não ligar aqui para casa e dar pela minha falta. De seguida ligo para o hotel para fazer a marcação, em teu nome… OK?

- Claro que sim – respondi rapidamente.

- Até já – concluiu, passando logo para offline.

Nem nos meus melhores sonhos poderia imaginar uma coisa destas. Longe de todos com a Ana… ia ser de mais.

Arrumei as minhas coisas e, apesar de faltar muito tempo, arranquei para Sesimbra.

Cerca de uma hora depois estava à porta do Hotel. Ainda faltava mais de 30 minutos para a hora combinada. Olhei para o telemóvel e vi que tinha em SMS: “Se chegares primeiro sobe. Para não entrarmos juntos”. Dirigi-me para o parque do Hotel e entrei.

Cheguei à recepção e fiz o check-in.

Subi.

Era um quarto incrível. Mesmo de frente para o mar. Estava um frio terrível, mas a vista era fantástica.

Apressei-me a tomar um duche. Queria estar no ponto quando ela chegasse.

Estava eu já sentado na cama a ver televisão, quando oiço bater à porta. Abri-a.

Entrou rapidamente e fechou a porta.

Pousou o saco e deu-me um beijo na cara.

Estava deslumbrante. Trazia um vestido muito elegante. Cinzento claro, justo e por cima dos joelhos. Vestia umas meias pretas e uns sapatos da mesma cor com o salto bastante alto.

Sentou-se no sofá e pediu-me para fazer o mesmo. Ao cruzar as pernas ia-me dando uma coisinha má… aquelas pernas…

- Antes de mais nada, quero dizer-te uma coisa – disse-me num tom sério – Do mesmo modo que não achava correcto o que aconteceu à 14 anos, continuo a não achar que não nos estamos a portar bem.

Baixei a cabeça e não respondi.

Segurou-me a mão e disse-me com um sorriso: – “ Temos que seguir as nossas vidas. Tu és novo, tens a tua vida pela frente e eu sou uma quota casada. Gosto muito do meu marido e não quero passar por isto. Quero muito passar a noite contigo, mas amanhã cedo vou para a Fonte da Telha sozinha e vou bloquear o teu contacto no msn”.

Não sabia o que lhe dizer… não era isso que eu queria…

- OK. Tu é que sabes – disse-lhe contrariado.

- Anima-te. Quero-te animado… - disse-me num tom de gozo – Vou pedir que nos tragam alguma coisa para comer no quarto. Mas só para daqui a 1 hora.

Levantou-se do sofá e dirigiu-se para o telefone. Deitou-se de lado na cama enquanto fazia o pedido.

O corpo era de uma mulher de 50 anos, mas havia uma magia nela que me deixa maluco. Estava muito elegante.

Desligou o telefone e levantou-se. Fiz o mesmo e avancei para ela. Pus-lhe as mãos na cintura e beijei-a na cara. Ela respondeu do mesmo modo. As nossas bocas começaram a aproximar-se até que se tocaram. Ali estávamos nós de pé, no meio do quarto, a beijarmo-nos como se fossemos namorados de longa data. As minhas mãos começaram a percorrer aquele corpo e ela respondia do mesmo modo. Beijei-lhe o pescoço, a nuca, os ombros…. A respiração começava a ficar mais acelerada.

Com as duas mãos, pude sentir o rabo dela. Comecei a descer, a sentir o toque sedoso das meias… pus-me de joelhos e descalcei-a devagar… Enquanto beijava as pernas sedosas subi novamente em direcção aos lábios. Beijamo-nos efusivamente. As mãos dela começaram a procuram o meu caralho. Massajava-o por cima das calças. Levantei-lhe a saia e com as duas mãos comecei a tirar as meias muito devagar. Queria sentir cada centímetro de pele daquela mulher. Tirei-as completamente. Sem que as nossas línguas se largassem, comecei a desapertar o fecho lateral do vestido. Como era justo, com as duas mão fui tirando-o do mesmo modo que tinha feito às meias.

Ficou de cuecas e soutien à minha frente. Com um ar completamente vulnerável. Tinha uma lingerie lindíssima. Preta, discreta mas muito elegante. Desapertei o soutien. Tinha os peitos pequenos mas muito bonitos. Com os dedos comecei a acariciar-lhe as virilhas. De vez em quanto deixava passar um dedo para dentro das cuecas, mas sem lhe tocar. Estava a provoca-la.

- Enfia-o já dentro de mim – segredou-me.

Baixei as calças e sem tirar mais nenhuma das minhas peças de roupa apressei-me a tirar-lhe as cuecas. Não estava completamente depilada, mas tinha um risco mínimo na parte superior. Contrariando o que me tinha pedido, dirigi a minha boca para a sua cona.

Comecei com movimentos suaves com a minha língua nas suas virilhas. À medida que o tempo ia passando, fui-me aproximado cada vez mais do clítoris. Assim que lhe toquei nesse ponto, senti-a estremecer. Não me aguentei. Lambi-a efusivamente, alternado com pequenas introduções da língua naquela cona linda…

Ela estava bastante alterada. Notei que fazia um grande esforço para não gemer alto. Levantou-se e disse-me:

- “Despe-te e vamos para a casa de banho”.

Seguia-a.

Ligou a água no máximo para encher a banheira.

Entramos. Sentamo-nos e esperamos que o nível subisse. Enquanto isso, as nossas línguas eram uma só e trocávamos carícias.

Desligou a torneira. Puxou-me para o centro da banheira e com um movimento enérgico sentou-se em cima do meu membro. A penetração foi rápida. Já estávamos bastante excitados. Contrariamente ao que acontecera ontem, ela movia-se muito devagar. Estava-mos a aproveitar cada segundo. Sem lhe dizer nada, vim-me abundantemente dentro dela. Foi uma sensação completa. Ela ao aperceber-se, dá-me um beijo na cara e levanta-se. Sai da banheira e limpa-se. Enrolou a toalha ao corpo e foi para o quarto. Deitamo-nos até que fomos interrompidos pelo jantar…

Foi uma refeição espectacular. Falamos de tanta coisa.

No final, deitamo-nos novamente abraçados e fizemos amor. Foi uma noite incrível. Fizemo-lo de todas as maneiras possíveis e imaginárias. Na cama, no sofá, em pé e acabamos novamente na banheira. Dormimos muito pouco.

Acordou-me com um beijo leve na boca…

- Temos aqui o pequeno-almoço – disse-me.

Comemos muito e terminamos com mais uma foda incrível. Comi-a por trás, ela de pé com as mãos amparadas no vidro enorme da varanda, e com o mar como imagem de fundo. Viemo-nos ao mesmo tempo.

Arruma-mos as nossas coisas. Eu segui viagem para Lisboa e ela foi passar o resto do fim-de-semana à Fonte da Telha. Passei o sábado e o domingo e lembrar-me de cada pormenor.

Estou a escrever o relato na 2ª feira de manhã. Estou no meu serviço de pau completamente feito só de pensar naquela noite.

Apesar da minha vontade, vou fazer o que ela me pediu. Vou apagar o n.º de telemóvel e o e-mail no msg.

Não está a ser fácil lidar com este sentimento de perda…[email protected]

Comentários

30/01/2010 00:50:28
Putz, cara!!... Tu tens o dom para escrever, não pare! É nos grato ler teus contos. Nota máxima, 10.
18/01/2010 17:45:43
Mioto bom, pena que ela não quer mas...
18/01/2010 09:57:15
sensacionla

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


porno pirno buceta saindo gosmaa vida de um mauricinho apaixonadocontos eróticos gay faculdadelekes cantando juntos no pornodoidoevangelicas na zoofilia com cachorronovinha com beloto do grelo grandeincesto encostando a rola no priquito da irmazinha de per no quardohomens jovens enfuando penis shortinho curto adidas anos 80contos eróticos transformação marquinha biquínifragei milha mulhe comegaomulher com bermudacurtinha paceando na ruanora flaga sogro espiando ela no banho batendo punhetaxvideos paacas.com.peso puta dancando sexual e menor mostrando o peitinho e bucetinha enchada marcado a calcinhacontos eroticos namorado de mamãe tem piça ggeu gosto eu gostaria de ver uma coroa perdendo a virgindadeela me contou que tinha sentado na rola grossacoroa q sabi dexa dozelo de pau duroporno virge mentiu ter ido pra escola pra mae acabou comendo sua irmaContos eroticos.de filha ajudando paicrentinha no portao querendo darsadomasoquismo c arrombadas e peitos esmagadosesgichada de gala da bucetacontos eroticos fizeram minha noiva e minha mae de putacontos lesbicos e penitencia no conventoContos eróticos gay meninos maldososchateou a amiga até ela dar o cu vídeo amador mobile Loirinha Gata Magrinha Recebe Pau Enquanto Ler Um Livro baixar olineCONtos minha mae de calça legue com a buceta repartida ao meiocadela lambendo o meu cacete e fudendo conmigo videofiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contossexo ruiva nu riucontos anal casal que gosta fazer anal cagandocontos inocentes tapas no orfanatoamigos fodem o casal bi que arranham na rua pornocoroa novinha transando da put e da das tigresa da preguiça do pornô filme do Rio São Paulonalvinha fudendo com homem mas velhorponto não. quebrau. cabaso da vigeEroticoscontos.com /casadas 25cm duplexvidio comi á mińha pastora da igrejacontos eróticos de sinhozinho comendo escravaPrefeito Sandy crentinha s***** metendovídeos porno metendo na minha tia depois do carnavalasmeniasnovinhas.nuacontos gay baby doll rosaContos pedi pro meu marido me levar no puteiro pra dar o curesolvi pornô da Ludmilaisso viadinho filho da puta tem um cacetao bem pra vc tomar no cu gostosogranfina brasileira sequestrada e fode e gozasexo os homems enfiam a pingola deles dentro da mulher e vai soca soca e vai socando video que da pra abricontos eroticos minha namorada virgem e meu amigo pauzudopono vinha.neguinhaEu brico no colo do papaigemendo e gozando gostosas espirrar esperma longe. porno atitudiConto erotico tia dano cuzinho pro sobrinho titachantageou a coroa para se dar bemvidio disexe porno yotubechupando a buseta defentevelhas dos peitoes muchos e grelo grando transandosó mulher pelada a chegada com a b******* bem grandona daquelas BH b******* grande pinguelo grande cheio de galaminha colega foi estuprada por tres piçudos e gozaram dentro delaporno filha da pro pai e a mae naofala nadacontos-esfregando na bundinha da netinhaconto erotico/gay asistindo percy jacksonacompanhando que Rominho ligoucontos de incesto mãe ensinando filha a da bucetinha na infânciavídeo da pelada gostosona morena aquelas bem gostosa e morena e bem gostoso se tu não fazer carvãopor favor senhor eu nunca fiz sexo anal pornowww ponto come come fazendo sexo fazendo pornografia fazendo sexo vaginal sadia.com.br homem e homemxvideo decks ja jantar filho come a mãe e pai come a filiaContos fui estud fud mãe e filhaapertatinhas lidaspornodoido entre irmao enteronpido por tia gostosavideo de homemmorde vaginamulher bonbando sua buceta ate seu grilo ficar grande e homem fica louco x videoMamando o caralho do vovo contoseroticoso corno saia pela porta da e o amante entrava pela janela pornocontos eroticos meu cachorrinhocomo encostar o penis no clitorisx video caralhomuitogrande mulher não aguentocasadas sirrricasFazendo Cunhado Chupa a força Gay❤