Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Dormindo na casa da minha irmã

Autor: BAIXADÃO
Categoria: Heterossexual
Data: 03/01/2010 17:37:30
Nota 8.62
Ler comentários (7) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

sou um cara muito bem apessoado, e fissurado em fofas. isso vem desde minha infância, quando ficava super ligado em minhas professoras. adorava ver aqueles "rabões" enormes andando para lá e para cá durante as aulas. estou muito, e todos os relatos que envio, os faço em retribuição aos inúmeros contos de bom nível que encontro neste site. que me entretem e ao mesmo tempo erotizam os pensamentos. este relato, ocorreu há poucos dias atrás, e foi tão envolvente que resolvi dividí-lo com os amigos. tive que passar uns dias hospedado na casa de minha irmã adotiva, porque seu marido fora vítima de um acidente natural como VCS podem ter visto na TV um barranco que deslizou em angras ele esta bem hospitalizado mais bem. fui convidado para ficar por lá durante uns dias, tanto por motivos de segurança, quanto para ajudá-los até a recuperação do marido da minha irmã. a casa embora muito confortável, estava em reforma, e apenas dois quartos estavam disponíveis, ou em condição de uso normal. na suite principal ficava minha irmã adotiva, e no outro, que não é suite, ficava minha sobrinha. 18 anos, bonita, olhar profundo, tímida, fofinha tímida, que se preparava para o vestibular de enfermagem, deve ter 1,70m, uns 84 quilinhos de puro tesão. seios grandes e empinados, coxas largas, e o que sempre me atrai muito....aquele bundão. sugeri que eu dormisse na sala, mas esta proposta foi recusada logo de partida, e acabei tendo que aquiescer em ficar no quarto da minha sobrinha, elisa. visitamos o marido da minha irmã, e voltamos para casa, por volta das nove horas, e como ainda estava sem sono, tomei uma bela ducha. tomei um livro emprestado da minha sobrinha e me deitei disposto a ler até o sono aparecer. elisa entrou no quarto algum tempo depois e ficou teclando algo no computador. o sono veio aos poucos, e em pouco tempo eu joguei o livro de lado e cai no sono. algumas horas depois, acordei meio sonolento ouvindo alguns ruidos estranhos. abri os olhos levemente, e me deparei com a elisa conversando pelo celular com alguém, e se masturbava gemendo e se contorcendo toda. estava dominada pelo tesão, e o papo que a envolvia decorria de algum amigo da internet mesmo. acho que ela sentiu intuitivamente que eu estava acordando e saiu na ponta dos pés para o banheiro. deixou o computador ligado. sutilmente me levantei e olhando para o histórico descobri que ela estava teclando numa sala de sexo. voltei rapidamente para minha cama, e nem pude me cobrir totalmente porque ouvi seus passos, retornando ao quarto. entrou e ficou olhando para mim. eu estava deitado, descoberto, e sem dúvida o pau ficara duro, e saliente, denunciando o tesão que eu sentia naquele momento. ela se aproximou de mim. eu protegido pela quase escuridão, e com os olhos semicerrados a fitava. ela olhava sedenta para o meu pau que estava empinado. e, com muito cuidado ela tocou meu pau, e neste mesmo momento senti o tremor do seu corpo todo. ela estava dominada pelo tesão. seu corpo tremia todo, e não era de frio. provocativamente me movimentei na cama. ela se assustou, e voou para sua cama. fiquei frustrado, não era isso que eu esperava. forcei uma pequena tossidinha, e ela respondeu fingindo dormir, soltando um pequeno roncadinho do lado de lá. fiquei assim alguns minutos, levantei-me e fui até o banheiro. o celular estava lá. desligado. voltei na ponta dos pés, e quando entrava no quarto notei que ela estava se masturbando. deu um movimento brusco quando sentiu minha presença. fui para perto da sua cama. com dificuldade, consegui ver que ela estava semi descoberta, sem a calcinha, e com a camiseta levantada quase à altura dos seios. com cuidado e muito tesão encostei minhas mãos em seus seios. ela fingia dormir. os bicos dos seios estavam a ponto de furar o tecido da camiseta. ela sentiu meu contato e seu corpo se movimentou denunciando seu tesão, mas ainda fingia dormir e era isso mesmo que eu queria. apalpei o seio todo. curvei meu corpo sobre o dela e beijei os seios. ela fazia sons de quem dormia e sonhava, mas eu sabia que era puro fingimento, e fui em frente. beijei os dois biquinhos que ficaram ainda mais destacados. eu não os via, mas sentia tudo. enquanto eu sugava e acariciava seus seios, ela lutava para controlar o movimento das pernas que entreabertas estavam ávidas por envolver um homem. sabendo disso fui baixando meus lábios em direção ao seu ventre, e ela quase perdia o controle da respiração e dos movimentos do corpo. tentava se controlar e eu fingia que ela dormia. encostei meus lábios sobre a sua bucetinha. deixei a respiração morna ser forçada contra seu sexo apenas para provocá-la ainda mais. ela quase levantava o quadril buscando minha boca. dei um beijinho bem sobre a bucetinha. senti que estava molhada, e inchadinha. com uma das mãos abri a fenda. estava mesmo muito molhada. abri bem, deixando escancarada. ela se mexeu toda levantando o quadril todo direção minha boca. eu encostei a lingua na fenda e a fiz correr do fim para o começo e toquei de leve com a ponta da lingua o seu grelinho que estava totalmente empinando e ensopado de suco. ela não consegui segurar um gemido e o corpo se empinou todo. fiquei chupando sua bucetinha, fazendo a lingua deslizar pela fenda toda, e no final massageava com muitos toques com ponta da lingua seu grelinho. ela agora mantinha os olhos fechados, simulava dormir. mas o seu corpo e sua respiração a desmentiam. era um jogo. eu apenas jogava. fui aumentando a velocidade do passeio da lingua na sua fenda, e de repente ela endureceu o corpo todo....e gozou sem ligar para os gemidos e as contorções do corpo todo. jogou seu corpo de volta para a posição e ficou estática. parada por completo, e com a respiração lenta e preguiçosa de quem gozara para valer. continuei com as mãos acariciando a bucetinha, e fui encostando meu corpo ao dela. ela estava amolecida, prostrada. encostei meu pau na fenda. ela quase acordou de verdade tamanha era a vontade de me sentir dentro dela. encostei o pau na fenda. como estava muito molhado pela mistura do suco, e da minha saliva. ele escorregou para dentro, entrando até a cabeça ficar toda agasalhada. segurei um pouco a penetração para fingir que não queria acordá-la continuando o joguinho. ela voltou a si, e senti seus quadris se mexendo forçando levemente o aumento da penetração. aceitei a provocação e não enfiei tudo. dei umas mexidinhas com o pau mantendo apenas a cabecinha agasalhada. ela quase se descontrolava e perdia o joguinho. dava umas contrações na musculatura pélvica e isso aumentava meu tesão. estava para gozar de tanto tesão mas me controlava. de repente o tesão me dominou e enfiei de uma vez o que faltava. escorregou de uma vez até o talo. deixei o pau enfiado até o talo, e apenas dei umas contrações quando atingi o ponto extremo e ela deu uma respiradinha de satisfação de quem conseguira o que sonhara e queria naquele momento. mal começamos a nos movimentar e gozei explodindo uma enormidade de porra, enquanto ela soltava as pernas que envolviam minha cintura, e voltava á posição de quem estava dormindo.fiquei com o pau atolado por alguns momentos. a porra escorria misturado com o suco e ela respirava leve...satisfeita. voltei para minha cama. acordei com o sol entrando pela janela mal fechada. ela também acordou. sorriu para mim. e disse que tivera uma bela noite, com sonhos deliciosos, apesar de ainda estar preocupada com o pai no hospital. levantou, foi até minha cama e me dando um beijinho no rosto, perguntou....gostou de dormir aqui tio? eu adorei ...me senti mais tranquila....bem amigos por hoje é só....quando acontecer novo evento assim eu volto a relatar exatamente como ocorreu. tudo isso para homenagear as fofas de qualquer idade ou condição....sou e sempre serei fissurado nelas....

Comentários

01/02/2010 16:08:53
que sobrinha. me apresenta sou do RJ. [email protected]
05/01/2010 19:22:50
Taí um conto excitante sem descer tanto à terra. Maravilha. Gostei do que o casalbertor15 disse em poucas palavras, [email protected]
04/01/2010 23:13:19
olha adorei tudo ok
04/01/2010 00:55:03
Contooo perfeitoooo... Meu sonho é uma sobrinha dessas
03/01/2010 19:46:15
ô sobrinha gostosa,hehehehehe [email protected]
03/01/2010 19:29:54
Ótima, muito boa !
03/01/2010 18:59:18
excelente, me deixo excitado

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


vidio disexe porno yotubepornodoido tecnico esfola novinhavídeos porno em mendigos pede esmolas e a safada dá pra ele a bucetaVideo porno safada sendo fudida homem rolaque so jegueconto erotico guto e elainebaixar vídeo pornô coroas esfregando na caixaS-&-w- Casa Dos Contossexo conhadas cozinha nua pau bizarro tesaocontos eróticos da esposa anda na casa de quatro como cadelafoi sentar no colo do tio sem calcinha e levou ferrobaixar xvideos da mãe enfiando os braços dentro do cu e dentro da boceta e a filha também arrombando seus dóis buracos intensamente o filho chegou e comeu todas as duas enchendo seus dóis buracoscuzao da tia vim nao aquentei mobile pornbuceta da novinha tufadinha bucetao deitado de ladoporno.padrasto.esculacha.panteras.xxtia gostosas foder com subtilfilhadorme.e.pai.enfrega.pica.na.buceta.delaconto papai nao rejeita sua filha tesudavidios travetis nao aguetaovideo de porou dirano vigidade da namorada vedtidocontos eroticos com fotos madrinhas coroas com novinhos roludosvideo estrupo brasileiro caseiro fala palavrao gorda peitao patroabbw q curta peidar contos reaiscarol celico fudendo putinhaporno novinha trezeno com namorando da migacontos de sexo depilando a sografilme de sexo pura selvageria de chupar e chupar agressivo mesmoporque os atores de porno ficam mais tempo enrijecidosxvidios outros purai favoritosconto incesto minha irmãzinha adolecente andando encasa com essa roupinha nao da para resistiMãeem sinaa filha chupa picaxexoc calcinhas brancas mulheres bucetudasxvideo.com esfregando o pau na buceta lizinha e com um gemidinho sexo massagem na buceta com carinhorairodigoxxvideos loirinha da para o cachorro de raça alemã contos de podolatria com sandalia de salto finojege tarado arromba tua dona apaixonado vidio pornocontos zoo dalmata.meu machoporno doido so chupança de buceta. com muita fomeve porno co ome cumeno amante e a filha da amantecunhas de mini saia safadasXVídeos n****** com dente black power cabelo black power metendoporno gozando na bouca da filinha que dormiaContos.shortinho.curto.enlouquece.filhoPapai rasgou minha bucetinha ainda menina contos de incestooq e o liquido branco melecado q saio do xibiovideos de gosdosa tirado fio dendal de 22anosfilme porno chantagem com a sograpassei o pau na bunda da minha mae e ela pediu pra eu comer elasexo gay chatagiando o primoconto comi uma eguacontos eroticos comeu eu minha filha e sublinhase masturbando com o cu enpenadoadorei a enconxada que ele medeu erotico aldipornodoido meu pai me consola depois deu chorarzoio filme antigo erótico animalescodois mordemdo e chupando forte a bucetaminha buceta seus retiradxsvideo relatos com fotos e filmes tio taradao de 30cm de rola arrombando subrinha safadacontis eroticos incesto faxina em familiaquero baixa contor d bixinha azulpapai e maninho me fuderao com seus pauzaos contosmulher.cal.fiudentalcontos eróticos muleconaconcha do gozando na boca do cunhado gaymulher buceta apertada chora fudendo ç negro dotadomeu marido me chupava enquanto outro me gosava vidiovideocurto brasileiro de corno humilhadobuceta de evangelica arrombada na igrejamillasissyEu e meu namorado fizemos sexo na salagordinha bem feitinha abrindo a buceta pra o namorado chupar sadomasoquismo p*** relinchando analxvideo.amiga chupa.a buceta da a migalha dormindo