Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

As aventuras de um casal sem vergonha - Parte 2 - Putaria à três

Categoria: Heterossexual
Data: 12/08/2010 14:39:25
Última revisão: 12/08/2010 14:40:50
Nota 10.00
Ler comentários (6) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Para entenderem melhor leiam o primeiro conto dessa série.

Passados alguns dias que realizei a fantasia de Cris que queria me ver comendo um homem, ficamos mais vezes e Cris nunca mais falou de fantasias, nossos encontros se resumia a muitos beijos e raramente fodíamos com a mesma classe de antes da foda em que comi o seu primo.

Cris sentia que alguma coisa incomodava em mim, mas eu não ficava cobrando dela o que prometeu, nisso a nossa relação caiu de amantes para amigos, no que passei a sair com outras meninas, Cris passou a saber disso mas em nenhum momento ficou me questionando e passados quase dois meses, voltamos a ficar e assim sim voltamos a praticar com gosto o nosso sexo e eu nem me queixava mais de sua promessa.

Três semanas depois que reatamos nossa vida amorosa de amantes, Cris programou um domingo especial para nós, iríamos com sua irmã Viviane, que por sinal é a Cris todinha em versão mais nova e até mantém os cabelos pintados em vermelhos como Cris, iríamos para a casa de sua prima Mayara. Fomos no sábado para a casa da sua prima Mayara, fui bem recebido pois a família já me conhecia por eu ter namorado Cris sério anos atrás, dormimos e no domingo como combinado fomos para um sítio, passamos o dia lá conversando, bebendo e nos divertimos pra caramba com Mayara e um garoto que ela tava ficando, e com a irmã de Cris, Viviane.

Mayara é realmente uma menina legal, bonita, branca, olhos e cabelos negros, e mesmo perfil de corpo que Cris e Viviane, magrinha com uma bundinha bem jeitosinha que deixa seu corpo bem formoso e 23 anos, um ano mais velho que eu Cris que tínhamos na época eu com 22, mas que logo Cris completaria seus 22 no mês de junho, e três a mais que Viviane ainda com seus 19 e anos e virgem como Cris mesmo me falava.

No final da tarde quando já batia cinco e pouca da tarde voltamos para a casa de Mayara, tomamos um banho e Cris me chamou para sair junto com Mayara, sem avisar Viviane que no momento tomava banho, para onde iríamos, Viviane ficou na casa com seus tios e o irmão de 15 anos de Mayara, e o que ficou combinado por Mayara com seus pais é que traríamos uma pizza para o jantar da família.

Cris e Mayara tomaram rumo diferente que eu pensava que elas iriam me levar, mas Mayara logo nos avisou que iríamos para a casa da tia dela e da Cris, chegando lá a tia delas não estava em casa, mas Mayara puxou uma chave que tinha para entrar e disse que a tia delas sempre deixava ela ficar lá mesmo não estando em casa com a condição de não deixar a casa bagunçada, entramos e fiquei com Cris na sala namorando enquanto Mayara tava ao telefone lá fora no portão, logo pensei que iríamos fazer uma transa a quatro, Cris e eu, e Mayara e seu ficante, hum que nada foi apenas um engano meu, Mayara só estava comunicando a tia que estava lá com Cristiane, Mayara entrou e nos pegou namorando e disse:

- Nossa, assim eu morro de inveja de um namoradinho assim Cris.

Cris riu e disse que eu era só dela, vindo as duas a cair na gargalhada, fui com Cris para cozinha e a agarrei por trás e a beijei dizendo que tava adorando o fim semana com ela, ela riu e não disse mais nada, Mayara entrou na cozinha e riu olhando nos olhos de Cris e se aproximou da gente, quando Cris me falou:

- Safado, aposto se eu não tivesse aqui você ficaria com a Mayara, pode falar safado.

- Por que você acha isso.

Falei com um pouco de receio e Cris completou:

- Pensou que não reparei em como você como olhava para ela de relance lá no sítio, ela também percebeu seu safado.

Fiquei com vergonha de Mayara mas ela disse pra deixar pra lá, Cris enconstada com a bunda em meu pau no canto da cozinha chamou Mayara para perto de nós e perguntou a Mayara se eu não tivesse ficando com ela, se sua prima teria vontade de me beijar, Mayara disse que sim e Cris mandou ela me beijar se é que ela tinha essa coragem, Cris me olhou com um olhar consentido e deixou Mayara aproximar a sua boca da minha, quando fui beijar Mayara só senti o vaco e quando abri meus olhos, quase morri de felicidade, vi Cris com a boca grudada nos lábios de Mayara, nossa o meu pau ficou duro no ato, fantasiei muito, mas não pensei que Cris um dia tivesse mesmo a coragem de beijar outra menina na minha frente e assim realizar o que tanto queria ver na minha vida, pronto eu já me sentia muito feliz e realizado com aquilo, era uma cena linda ver aquele contraste de cabelos diferentes movimentando a cabeça pra lá e pra cá, Cris beijava Mayara na boca e alisava a minha nuca, Cris parou de beijar Mayara soltando uma linha de baba que saía da boca das duas me dando um tesão incrível.

Cris me olhou e perguntou se eu tinha gostado da surpresa e eu respondi que adorei, ela falou que aquilo era só o começo e o meu coração gelou, não tava acreditando que tava realizando a minha maior fantasia, Mayara mandou irmos para o quarto e foi trancar a porta, Cris e eu fomos nos agarrando e caímos na cama, quase cinco minutos depois Mayara entrou no quarto alisando a bunda de Cris que estava por cima de mim me beijando, Mayara veio subindo com a boca pelas costas de Cris e a beijou novamente na boca, presenciei bem perto das duas bocas, Mayara parou de beijar Cris e me olhou dentro dos olhos por uns segundos e Cris nada falou, ela tascou um beijão na minha boca, nossa há tempos que a conheço mas nunca tinha pensado em beijar aquela boquinha, nossa que delicia de beijo, Cris tratou de arrancar a minha blusa e ficaram as duas mordiscando o meu peito, meu pau tava tão duro que eu pensava que iria gozar sem tocar no pau que nem nos tempos da adolescência quando sonhava, Cristiane vendo que meu prazer era tanto, tratou logo de puxar o meu cacete para fora da cueca e ficou punhetando até que desceu e caiu de boca na minha pica, Cris mamava minha rola enquanto Mayara se deliciava com a minha boca que eu não resisti e caí de boca nos seus peitinhos de bicos rosa, Mayara já aparentava estar gostando das minhas chupadas quando a safadinha da Cristiane a chamou:

- Vem prima, vem chupar a pica do meu gatinho.

Mayara não perdeu tempo e caiu de boca na pica babada pela priminha que eu tanto adoro, nossa que boquinha a de Mayara ela chupava muito gostoso e dividia a minha rola com a safada da Cristiane, Cristiane querendo demonstrar para prima que ela tinha uma mamada histórica comigo, engoliu todo o meu cacete de 20 cm, Mayara olhava surpresa e tentou fazer o mesmo, coisa que ela só conseguiu até a metade, sei lá o que Cris tem dentro daquela boquinha mas o fato é que adoro a sua chupada e sua garganta profunda. Mas nossa brincadeira ficava mais deliciosa quando as duas chupavam ao mesmo tempo a minha pica, e quando se beijavam com a linguinha delas passeando na cabeça do meu caralho, eu ia ao paraíso sem sair do planeta Terra.

Cris foi arrancando aos poucos o short de Mayara, deu um tapa em sua bunda e mandou Mayara sentar em meu rosto e não sair enquanto eu não a fizesse gozar, Mayara sentou-se em meu rosto ainda de calcinha, ai que gracinha aquela branquinha de calcinha rosinha, Cris dava tapinhas na bunda de Mayara, afastei sua calcinha e dei de cara com uma bocetinha rosinha raspadinha, nossa Mayara parece uma bonequinha, caí de língua naquela delícia e chupei, Mayara se soltou e me mandava chupar:

- Chupa seu safado, chupa a boceta da priminha da sua putinha.

Mayara se ardia de desejo em minha língua e quando menos esperei, a minha deusa companheira subia beijando as costas de Mayara e num ato senti a língua de Cris encostar na minha enquanto chupava a boceta de Mayara, Cris começou a chupar a xota da prima junto comigo e depois me disse:

- Chupa a minha boceta seu safado, ta esquecendo de quem te faz feliz é?

Não tinha como abandonar Cris ainda mais naquele momento que ela me realizava, atendi seu pedido como se ela fosse a minha comandante e caí de boca na xota que minha boca não se cansa de chupar, eu chupava Cris, que chupava Mayara, que passou a me chupar, ficamos numa orgia e me senti um verdadeiro sultão e nada melhor como curtir um sonho que se tornava realidade.

E naquela brincadeira Cris me deu um privilégio me concedendo a priminha:

- Come ela amor, fode a safada da minha prima, fode que essa cadela tá louca pra levar esse pau mesmo.

Mayara prontamente se pôs de quatro e Cris tirou uma camisinha de sua carteira, nossa a safadinha tava de caso premeditado mesmo e colocou a camisinha no meu cacete com sua linda boquinha, centrei a pica e a empurrei em Mayara que gemia e se comportava como uma garota que gosta de pau e a safada pedia:

- Me fode Pedro, me come que essa safada quer ver mesmo você se acabando em mim.

Eu fodia e Cristiane louca de tesão comandava mandando:

- Fode essa puta mesmo amor, come essa safadinha, come que eu quero ver você esfolar o cu dela depois.

Nossa as palavras de Cris soava como musica e fiquei feliz em saber que teria mais um cu para comer em minha vida.

Continuei metendo na putinha da Mayara e Cris se posicionou na frente da prima que caiu de boca na sua xana, Cris adorava isso tudo e ordenava Mayara chupar mais e mais:

- Vai putinha chupa vai, toma rola e chupa gostoso essa boceta que eu vou gozar na sua boquinha putinha.

Mayara se excitava muito com a putaria e pedia para mim fodê-lá de verdade e chupava Cristiane com toda sua vontade, nossa Mayara é mesmo uma safadinha e eu a fodia com gosto até que Cris veio para o seu lugar de origem que é a minha pica, Cris ficou de frango assado com um travesseiro embaixo e pediu para foder a sua bunda.

Como a minha rola tava bastante lambuzada pela xota de Mayara e Mayara ainda cuspiu no cuzinho de Cris e brincou com os dedos alargando o pra mim, encaixei a pica lentamente vendo a minha gatinha de olhos fechados gemer, e quando entrou tudo comecei a brincadeira predileta de Cristiane que é me dar seu cuzinho que tanto adoro meter.

Soquei gostoso e Mayara mandava:

- Mete a piroca no cu dessa puta safada Pedro, mete que é isso que ela quer.

Eu meti porque sei que é disso realmente que Cris adora e metia e aos poucos Cris gemia e pedia:

- Ai amor come sua putinha vai, mete no meu cuzinho que você sabe que adoro sua rola no cuzinho, come que depois eu deixo você comer o cu dessa puta também.

Nossa como tava bom e Mayara passou a tomar conta da situação e ordenou:

- Pega ela de quatro, mete nela de quatro enquanto essa safada chupa a minha boceta.

Cris adorava a brincadeira de dominação da sua prima e ficou de quatro, mandei ver no rabo da minha princesa e ela sugou Mayara com vontade, tava tão bom que Mayara gozou na boquinha de Cris e eu socava com vontade na minha putinha de luxo e gozei dentro do cuzinho de Cris que se deliciava dando o rabo e gozando gostoso, ficamos os três exausto.

Nós sabíamos que tínhamos pouco tempo e Cris logo inverteu os papeis com Mayara passando a tratar Mayara como puta dizendo:

- Se prepara cadela, fica de quatro que o Pedro vai te arrombar como fez comigo sua puta.

Mayara com o cu já lambuzado por Cris, se colocou de quatro a minha espera e fiz o que meu amorzinho mandou, com uma camisinha lubrificada tasquei a piroca no cu da Mayara que gemia de forma chorosa, percebi que Mayara não tinha tanta disposição para dar o cu como Cris, mas Mayara agüentava como uma puta de zona, Cris mandou Mayara sentar na piroca e veio pro meu rosto me sufocando, e por mais de dez minutos consegui agüentar as gostosas cavalgadas de Mayara e Cris percebendo que eu iria Chegar ao prazer falou :

- Vai cadela, arranca essa camisinha e mama o pau dele ate ele inundar sua boca putinha.

Mayara com tesão fez o que a prima pediu e mamou com vontade e inundei toda sua boquinha, Mayara bebeu e lambuzou todo seu rosto com a minha porra, que delicia de sexo, como eu me realizei.

Deixamos tudo arrumado e fomos embora pra casa de Mayara e nos despedimos, Mayara disse que adorou realizar essa fantasia porque apesar dela ter transado com Cris antes, ela disse que tinha a fantasia de fazer a três com um casal.

Cris, sua irmã e eu viemos embora para o nosso bairro e nem Viviane a irmã de Cris, entendia aquele todo meu amor por ela naquela noitecontinua

Comentários

24/11/2010 18:57:15
bom
23/11/2010 01:28:26
Meu nome é Victor, minha esposa me traiu com nosso vizinho, eu fiquei sabendo, ela disse que eu era corno, me contou sua safadeza e trouxe o rapaz em casa pra eu vê-la em ação com sua galinhagem. O nosso vizinho falou que minha esposa é um tezão e ele não resistiu por isso meteu a pica nela. Minha esposa disse que adora dar pra ele. Minha esposa fez carinhos nele na minha frente, beijou a boca do rapaz e se esfregou em seu corpo. A Laurinha chupou a rola do rapaz até ele gozar e depois brincaram bastante e acabaram fodendo na minha frente. O cara encheu minha esposa de porra e a Laurinha mandou eu lambe-la, ele me fez chupar seu pau junto com minha esposa e disse que qualquer dia comeria meu rabo, ele está acostumado a comer a bunda da minha mulher. Quem quiser saber o que aconteceu conosco e das aventuras despudorada da minha esposa mande e-mail, eu sou um corno manso de verdade. A Laurinha é morena, tem 31 anos, 60 kg, 1,65 altura, cabelos compridos lisos, bumbum avolumado pouco arrebitado, xaninha depilada. Somos de sp capital, respondo seu e-mail de qualquer lugar: [email protected]
03/10/2010 20:57:36
Eu sou um corno casado com uma mulher gostosa, a Laurinha tem 31 anos, morena, 1,65 de altura, coxas bem torneadas, bumbum cheio pouco arrebitado sempre, sempre quis ser corno, a minha esposa Laurinha aceitou me trair e entrou na pica do chefe dela e depois deu para nosso vizinho sem eu saber, eu insistia pra ela me trair sem saber que a minha doce esposa já dava gostoso fora, até que eu fiquei sabendo foi uma maravilha. Acabei entrando na pica de um rapaz que comia a minha esposa e me acostumei a dar e chupar rola e engolir a porra do macho. Se você quiser saber mais sobre minhas e a satisfação nessas experiências mande um e-mail: [email protected]
30/09/2010 16:53:16
pow muito bom, qual homem que não quer trepar e ver as fêmeas se pegando, otimo fica com mais um 10.
09/09/2010 13:38:52
muito bom..minha gata tb é cris e eu fuquei com muito tesão...vcs são demais
13/08/2010 17:25:16
Nossa,brincaram muito os três hem..rsrs MUITO BOM!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


relatosacanasubrinha olhando seu tiu nuvideos de sexo louco e com pegada chupão, arranhãosogra en siste para o geiro comele em vidio pronotufos videocontos eroticos barbeiro cortando cabelo de mulherpica dura do peão de rodeioMenina adora a porra do irmozinho contoseroticoso negao fode o cu do moreno porque ele tava cantando na piscinaContos eróticos flaguei o pastor arrombando minha linda noiva santinhacontos eróticos com marido bêbado e desconcentração bem dotadomorena linda tampa a boca do irmao e senta em sua rola enlouquecidaesgichada de gala da bucetaapaixonado por um hetero cap 15Meu marido é um corno e viado do primo delelekes cantando juntos no pornodoidoContos ertcos me mastubei na sala de aula flagada pelo garoto novinhocontos veridico mulher pagando a divida do marido com homem pauzudao dotadosou casada o meu cunhada me estorou a bucetinha contospeguei a minha sogra com u shortinho enterrado na bunda i comi u seu cu video pornoConto erotico comi a dentista no consultoriovideos gratis porno para ver agora mulheres levando encoxada no onibus ficou louca de tesao e levou o cara pra cadaXVídeos mulher lavada novinha em cima de uma pomba de gritando ai ai tá doendo meu c*www ponto come come fazendo sexo fazendo pornografia fazendo sexo vaginal sadia.com.br homem e homemtio chupando buceta contoGozei na buceta da crente velha contosconto padrasto da pica enormeyoutube tarado comeu novinhas mobilizado sexaul tirado a roupa nuasbucetas gostozas gozando gostozo na cabesona rombudaestrupocontoseroticosvideo de mulher tirando a o sutian ea calsinha ficando subinuaContos eróticos de mães evangélicas e filhascontos eroticos sou viciado num cuzinho de machovi minha mãe gritar na vara do meu padrasto Eu gostei muitoconto cu entaladodeu remeduo p/ mae dormi efode com elavídeo de sexo negão lascando a b***** de magrinha Sonhadanegão caralhudo fudendo loira cinquentona de todo jeitocontos casada seduzida pelo caseiro picudoO Certinho e o Desleixado (Capítulo 3) casa dos contoscontos de scatconto de comendo cuvideos de meninas llevando fortes choques de fios de luz na buceta pelada ate hritarcache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho contos de sexo depilando a sogragostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticossou puta e cadela do meu cachorro e corno adoraeu uma coroa gostosa dei po borracheiro contos eroticosJoce boqueteiroconto xota formigando paicunhadacontoeroticoindo até ejacular até gozar gritando de tanto prazer XVídeos pornô pornô doido pornô iradoContos eróticos comi a rosquinha da mulher e da filha gostosa do padeiro na padariacontos eroticos menininha malcriada levando pica como castigozoofilia no Congo pesadacontos eroticos/dois gorotos negros picudos fuderam minha namorada a forcacumeu a buseta da novinha qe nuca tinga metidogossno nu cu fa mulecaxvidios outros purai favoritosO dinha que comi o cu da minhA mae bebAda contos,novinhas delicia purasexoconto crente com fogo na bucetaconto erotico enquadradinho 2015Bem novinhas apertadinhas fudendo com coroas dotados sentiu dor no zap zapcasada só engole a porra do amante e nunca do marido traindo porno vídeoConto na fazenda maninha viu meu pau moleTia de calça leg conto eroticocontos eroticos de damon salvatorecontos tomei coragem e dei pro meu filho pauzudoContoeroticonovinhosafadocoroa pede paRa marido que quer rola de negao dotadocontos erotico sobrinho pausudo so de sungaanimopron.com lara umcavaloporno mae e filha transformadas em puta contocache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho carente abraçadinha no sexo pornopornô grátis só contos eróticos sogra cozinhaminha esposa e seus negoes comedores contosnnncontossexo porno eu tava sozinha e meu padrasto foi ate o quarto passa a lingua na minha xereca e ainda jogou toda porra dentromae. gosa pau fillho sentadasem calcinha contos