Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Depois da cunhada me flagrar comendo a vizinha, chegou a hora dela ser fodida

Autor: depravado27
Categoria: Heterossexual
Data: 03/09/2010 11:44:30
Última revisão: 03/09/2010 11:59:12
Nota 9.20
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá!.

Quero antes de continuar a história, agradecer pelos votos dos leitores nos meus contos anteriores, é bom saber que existem pessoas que curtem uma boa safadeza.Valeu galera!.

Bom, o conto, ou, história que vou contar hoje, se passou no dia, exatamente 9 dias após o flagra que minha cunhada me deu no banheiro lá de casa, quando eu estava "faturando" o cuzinho da vizinha mais uma vez.

Quero dizer que preservei nomes por uma questão de segurança, por se tratar que meus contos são verídicos, não curto mentiras, gosto que as coisas sejam reais.., por isso escrevo pra vcs apenas experiências que vivi.., pois penso que, não precisa ser um Don Juan para se comer muitas bucetas, mas basta apenas diálogo e compreensão, aliados a uma boa dose de jogo de cintura.Quem não entender, leia o conto anteior ok?.Vamos lá.

Bem, me chamo Gustavo, tenho 27 anos, branco, malhado, sou adepto de esportes como futebol e corrida de rua.., aliados à uma boa alimentação.Cabelos e olhos castanhos e com minha rola de 19x5,1cm bem cabeçuda, que faz a alegria das safadas de plantão.

Minha cunhada, que vou chamar de Helena, é um ano mais velha que eu, vive um casamento de 10 anos que está praticamente falido, ela tem seios medios com auréolas rosadas, bumbum pequeno/medio porte, com um cuzinho tb rosado, nunca antes comido, olhos castanhos e cabelos encaracolados castanhos tb.Pernas torneadas e um cinturinha de pilão.

Bom, continuando o conto anterior, depois do flagra que minha cunhada me deu, confesso que fiquei com o cú na mão de medo que ela me caguetasse pra minha esposa, coisa que não aconteceu, a partir do momento em que ela ligava para a minha esposa e nem tocava no assunto, comecei a ficar mais tranquilo e a tirar proveito da situação.., minha cunhada vem praticamente todos os dias à minha casa, quando minha esposa está presente, e comecei então a apresentar minha ferramenta para ela, discretamente, por debaixo do calção.., sempre dando um sorriso bem safado pra ela.

Sentia que ela estremecia de tesão, mas ela não se entregava, se fazia de forte, por muitas vezes fechava a cara em sinal de desaprovação, mas por vezes tb a flagrei olhando em direção a minha vara, encarando ela e talvez se lembrando do dia em que me viu arrombando o cuzinho da minha vizinha.Era dia, uma terça-feira.Nesse dia trabalhei até o horário do almoço somente (sou funcionario publico), e retornaria apenas no outro dia pela manhã.

Fui para minha casa, tomei um banho e preparei alguma coisa pra comer, pensei até que veria a minha vizinha naquele dia, coisa que não aconteceu, pois ela tinha ido para a casa de um irmão dela.O jeito foi ficar em casa à tarde vendo tv.Fui à locadora e aluguei dois filmes para ver.Minha esposa estava no trabalho, voltaria à noite.

Minha cunhada chega em casa as 14:22hrs, abre o portão sem tocar a campainha (pensou que estivesse no trabalho) e quando vê meu carro pára.Pensei que fosse fechar o portão e ir embora, mas ela acabou de abrir o portão e colocar o carro na rampa da garagem, logo atrás do meu carro.

- É, ela vai demorar por aqui.(pensei).

Logo ela entra na sala, me trata de forma ríspida:

(Ela) - O que vc tá fazendo aqui?.

(Eu) - Aqui é minha casa, esqueceu?.

(Ela) - Ahn.., não diga..(irritada)

(Eu) - Tô de folga agora a tarde.O que vc veio fazer aqui?.E pq vc tá tão nervosa comigo?.O que eu te fiz?.(Sarcástico).

(Ela) - Vim buscar um sandália que minha irmã pegou emprestado.E eu que te digo, o que vc fez à minha irmã né?.

(Eu) - Ahn fala sério, esse papo de novo...

(Ela) - Não vou ficar te dando sermão não Gustavo, vc e eu sabemos muito bem o que aconteceu aqui naquele dia..

(Eu) - Esquece isso vai.., deixa isso de lado.

(Ela) - Esquecer não tem como, só que pode ficar tranquilo, não vou dizer nada pra minha irmã não.Ela não merece.

(Eu) - Até parece que vc tb nunca passou por isso.., eu sei de algumas histórias sobre vc.

(Ela) - Vc não sabe nada sobre mim...

(Eu) - Ahn é, e o cara que vc tava dando carona pra ele na volta de facul, era amiguinho seu na certa né?.

(Ela) - Que cara é esse que eu não tô sabendo?.

(Eu) - Aquele que um dia o amigo do seu marido viu vcs dois no carro e caguetou pro seu marido, que quase te botou pra fora de casa.

Nessa hora ela fica sem resposta e eu complemento:

(Eu) - Ahn, e teve outra tb.., sabe aquele taxista lá da sua cidade, quando vc foi visitar sua mãe.., que vc ficou com ele enquanto seu pobre boi manso só ralava aqui...?

(Ela) - Não sei disso não...

(Eu) - Pois é, e nem seu marido sabe né.., poderia saber, se eu desse com a lingua nos dentes..., eu sei muito sobre vc, mais do que imagina.Acha mesmo que minha esposa não comentaria esse tipo de assunto comigo?.Sou esposo dela, em quem mais ela confiaria?.

(Ela) - Vc não tem como provar...

(Eu) - Assim como vc também não.., 1 a 1 pra gente!.

Nesse momento ela vai até a sapateira no quarto de visitas, procurar sua sandália, me encosto na porta e continuo desafiando a cunhadinha:

(Eu) - Tem muito mais de vc.., sei que há um bom tempo vc não tá sendo bem comida.., que seu marido é um frouxo, só sabe trabalhar, por isso vc o trai.Eu entendo isso, pq estou na mesma situação que vc, sua irmã só trabalha, chega em casa e dorme, isso é vida?

Ela responde baixinho enquanto está agachada procurando a sandália..:

(Ela) - Não..

(Eu) - Que bom q vc me entende..., agora me diz, o que vc sentiu naquele dia vc me flagrou ali no banheiro?

(Ela) - Sei lá.., raiva, com mais um monte de coisas...

(Eu) - Tipo..., tesão?

(Ela) - É, pode ser, nunca tinha visto alguém transar na minha frente, foi uma novidade pra mim...

Nesse momento meu pau começa a latejar por debaixo do calção, chegou mais perto dela, por trás e começo a jogar o veneno..:

(Eu) - Mas vc é bem melhor que a minha vizinha...

(Ela) - Sai fora, vc é cunhado...

(Eu) - E daí, vc quer algo mais sigiloso do que um cunhado que também é casado?.Ou vc prefere ficar arriscando por aí carregando macho dentro do carro pra cima e pra baixo e correndo o risco de qualquer hora alguem ver e sua casa cair?.

(Ela) - Não sei.., sinceramente não sei.

Nesse momento eu a agarro com força contra o meu corpo e tento beijar sua boca gostosa...

(Ela) - Sai, sai, eu vou gritar..., saiiii....

(Eu) - Qual é a sua hein..?.., vem aqui, me pega fudendo outra, além de me acobertar ainda fica falando que ficou com tesão, agora que tem a chance fica se fazendo de boazuda.., vc vai levar vara e é caladinha...

Nesse momento não sei se por medo ou por tesão, ela deixa de resistir e deixa eu levantar sua saia preta, com uma calcinha fio dental vermelha de lacinho na frente.., não dizia nada, apenas respirava profundamente.

(Eu) - Sua safada, vc vai gozar tanto que não vai dar conta nem de ir pra casa.., sua cachorra safada..

(Ela) - -Silêncio-.Somente a respiração ofegante.

(Eu) - Fui a beijando e levando para o quarto de hóspedes, onde ficava um colchão velho no chão, onde sempre comia minha vizinha ali, hoje seria carne nova, cunhadinha na área.

Levantei sua blusinha e notei que seus seios estavam duros como rocha, com os bicos apontados na minha direção, mas ela ainda estava anestesiada, estática, como se fosse uma boneca inflável.Passei a mão em sua bocetinha e vi que estava molhada:

(Eu) - Gostosa, vc tá achando bom né.., eu vou fazer vc cavalgar bem gostoso na minha rola...

A coloquei deitada no colchão, puxei sua calcinha para o lado e comecei a chupar aquela delicia de buceta, que não tinha um fio de cabelo sequer, e ainda por cima ela estava com o bronze em dia, o que me deixava com mais tesão.Nessa hora ela não resistiu e começou a dar os primeiros gemidos.

(Ela) - Aiii..., que gostoso..., aiiii...

(Eu) - Que delicia de boceta, é um pecado uma boceta linda dessa não ser fodida de verdade.., vc quer que eu coma ela bem gostoso?.Quer que eu dê um trato nela.., quer?.

(Ela) - Quero...(baixinho).

Chupei com vontade aquela buceta até que ela se contorceu e começou a gozar na minha boca aquele melzinho delicioso..

(Ela) - Aiiiii, aiiiiiii que delícia......, aiiiiiii......

Retirei meu calção, a coloquei de joelhos no colchão e ordenei:

(Eu) - Chupa minha rola sua safada, chupa...

No começo ela ficou meio sem jeito, mas depois foi pegando o ritmo e logo estava mamando com carinho na minha pica, babando nas minhas bolas e sugando a cabeça com toda a força, quase me fazendo gozar em sua boquinha macia.Logo a coloquei de quatro com a bundinha virada pra cima e soquei sem dó naquela buceta maravilhosa.

(Ela) - Aiiii seu tarado..., fode vai.., fode gostoso..., aiiiii...

(Eu) - Vou te dar o que vc não quis aquele dia, uma pica bem grossa no rabo, é isso que vc quer?

(Ela) - Vai me fode, me fode seu safado, seu filho da puta, me fode vai....

(Eu) - Vc acha que eu não entendia aquelas secadas que vc dava no meu pau hein..?!?.., eu sabia que logo vc ia se render...

(Ela) - Eu tava doida pra dar pra vc aquele dia, mas fiquei com muita raiva e por isso fui embora, mas eu quero essa pica toda em mim vai..., me fode bem gostoso..

Como eu estava segurando o gozo.., a coloquei de ladinho e comecei a bombar forte por trás.., já estávamos metendo há mais ou menos meia hora, e o tesão ainda estava longe de acabar..., tirei meu pau da buceta e dei uma pincelada no cuzinho, que ela trancou na hora..

(Ela) - Aí não....

(Eu) - Eu coloco só um pouco...

(Ela) - Mas é muito grosso, vai doer..., meu marido tem a pica bem menor que a sua, ja tentou e doeu...imagina vc!.

(Eu) - É pq ele não sabe comer, deixa eu te mostrar..., se doer muito eu tiro.....

(Ela) - Conheço essa história.., mete na buceta, no cú vai doer...

(Eu) - Tô te falando, confia em mim...

(Ela) - Só um pouco então...

(Eu) - Deita de barriga pra cima então, e coloca as pernas pra trás que eu vou vir por cima de vc...

Ela se deitou na famosa posição do "frango assado", comecei a pincelar no cuzinho, aproveitando o melado da buceta pra lubrificar, aquele rabinho piscava de tesão, resistiu o quanto pôde, a cabeçona da minha rola, mas não teve jeito...

(Ela) - Aiiiii caralho, tá doendo.., aiiiii....

(Eu) - Calma, relaxa ele que é melhor....

Comecei a socar devagar, quase parando, até que metade da minha vara estava enterrada naquele rabo gostoso.., comecei a bombar lentamente, sob os protestos da cunhada..:

(Ela) - Tá doendo, pára.., sai de cima....

(Eu) - Relaxa o cuzinho que ele entra mais fácil, tá doendo pq vc tá resistindo...

Logo ela começou a relaxar e eu comecei a bombar num ritmo mais cadenciado, mas longe do mesmo ritmo em que eu fodia o cú da vizinha...

(Ela) - Não sei como ela aguenta naquela velocidade, vc come o rabo dela como se fosse uma buceta..

(Eu) - É a prática minha gostosa, logo vc vai ficar igual a ela, mas tem que praticar, vai ter que passar a vir aqui em casa, até que vc se acostume com essa vara nesse seu rabo gostoso...A vizinha tb era virgem de cuzinho, mas hoje ela faz de boa, e ainda gosta...

(Ela) - Então mete nele, mas vai devagar, pq rápido eu não aguento...

Confesso que meu pau ardia naquele momento, pq o cuzinho dela era muuuito apertado, tive mais dificuldade com ele do que com a vizinha na primeira vez, tb pq minha cunhada em matéria de dar o cú ainda é fraca se comparado a minha vizinha, que é uma verdadeira puta hoje.., mas tava gostoso aquele cuzinho contraindo e apertando meu pau...

A coloquei de quatro e enfiei a mandioca dessa vez sem dó no cuzinho daquela puta...:

(Eu) - Ahnnn sua bandida safada, toma rola no cú sua bandida...

(Ela) - Aiiii meu cú caralho.., tá doendo de mais..., aiiiiiii

(Eu) - Vou arrombar vc bem gostoso, e vc vai viciar no meu caralho igual minha vizinha, toma sua cachorra, toommaa...

E socava mais e mais forte...., até que enfim gozei na bunda daquela vadia..:

(Ela) - Ahnnnn..., goza vai..., aiii que quentinho....!!

(Eu) - Ahnnn vagabunda..., ahnnnnn gostosa...., vem aqui, limpa meu pau...

Abri a boca da safada e soquei minha vara, ordenando que chupasse.., e não é que a ordinária deixou meu caralho limpinho??.Fomos tomar um banho e sentia meu pau queimando na cabeça...., ela reclamava que estava com o cú ardendo, mas estava safisfeita, pois tinha recebido aquele trato que só uma mulher casada e mal comida merece receber.

Foi embora me dando um beijo apaixonado, e prometendo voltar de novo.., talvez no feriadão, já que, por causa do serviço da minha esposa eu não vou viajar, nem minha cunhada e nem minha vizinha...to sentindo que vai rolar uma suruba nesse feriado.., se rolar eu conto pra vcs,ok galera?.

Espero que tenham gostado, desculpem se ficou um pouco longo, é que gosto de narrar com detalhes, me dá um tesão como se estivesse metendo na hora.

Mulheres, de qualquer estado civil, e que estejam sendo mal comidas, entrem em contato:

[email protected]

Comentários

06/09/2010 21:58:05
Cara, to de pau duro. Preciso de uma vizinha, uma cunhada e a esposa de um sorveteiro iguais a essas hehe. Muito bom mesmo
04/09/2010 23:42:06
Excelente...
04/09/2010 20:16:41
puts....mandou bem...to latejando aqui hehe....
04/09/2010 18:10:11
PÔ cara seu conto foi muito bom. Me deixou de pau duro só em ler. rsrs. Pena que a minha cunhada não seja assim desse jeito.
04/09/2010 12:05:56
Aiiiiiiiiii Assim você mim mata de TESÃO!! ADOREI
03/09/2010 16:57:25
nem queria bater uma punheta. mas fui obrigado
03/09/2010 16:37:29
adorei!
03/09/2010 13:20:04
Excitante!Fiquei tesudo!10 p/ vc

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


subrinha olhando seu tiu nuvidros prno insetos fodendo mae emprensadavídeos amador de homem tirando a calcinha da mulher no ônibus e ela fingindo que tá dormindocontos aiiiii hum aiaiavideos esposa convida a comadre pra fazer suruba com maridocontos esfolei o anus da mamae bebadaporno mae tepa com namorada filha com a filha pezeteSou tarado por beijar pezinhos com rasteirinhasesposa novinha do bundão grandão nua despeitocontos de sexo no carro com um cara aiii metiii maisesposa levantando o vestido para o pedreiro comer lá em casa reforma vídeo pornô doidoTHeo eTonnyposo enchuga o meu priquitoDhcs xvideosbucetao de sotinho q capui de fucacontoserotecos minha mulher com bunda cheia de porracontos eroticos vovôDespertando O Amor em um Brutamontesparte 2: casa dos Contoschupando o grelo de uma loira mulher chupando beijo tchaucaderante. rabudas de. porto alegreConto porno ui ui ui metexvidios vidios homem goza no cu da puta e ela comtinua chupando ate ele goza dinoboFilme potnou com muljetesContos eroticos seios mordedo forteela rebolando no meu pau ate goza falando q ta doendo no cuporno conto erótico apaixonada pelo filho da minha madrastaContos a empregada com fotosgritei quando ele botou na minha bucetacontos de incesto mãe pede a filho que depois a Cona e o greloContos eroticosPerdendo as pregas bem novinhasexotc.comfelipe e guilherme - amor em londres 4Contos eroticos chotei na puca do meu padrasto parte1contos eroticos minha esposa fodendo com meu sobrinho menor de idadecontos eroticos sindico com um pau de 27cm fode moradora menor menorcontos eroticos negao pegando japonesaXVídeo mulher desagrada para gozar e g****** toda horaum uisque depois de um cigarro pornoxvideos paacas.com.peinistiu e comeu a gata ba moto ela gemia muito e posto na nethistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulherbucetaazedinhahttps://www.pornodoido.com/video/esposa-traira-e-fodida/contos erotico meu bebe com fimoseconto erótico de mega pauzudo tirando a virgindade da crentizinha novinhaMenina pedendo cabaçoxxvideoporno so vidio reral tiramo a vingidadecalcinhas casadas coroas grtando de dr no anal profundo e dptadosxvidios betinhos lindonabuceta vcaguentar amormobile zoofilia com cachora femiaadorocuzinho cabacoporno moçambicano putas gemendo e falando coisas escitantes.contos eróticos fiz sexo por acaso com minha tiapés chulé contojapones enchendo cu da japinha dr liquido xvideocontos eroticos a amiga da minha irma rabudacasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetaela cagou no meu pau conto eroticoo playboy e o menino da favela casa dos contosVelho brasileiro metendo mão na buceta da neta piranhacontos eroticos campingmadrinha coloca bumda buceta na cara da subrinha que ta de castigomae gozou loucamente no pau de 25cm dp filho dotadpcunhado comendo o bucetao da cunhada de frango assadoTia gostosa de vestido curto decostas sobrinho agara ela pra comerwww.casadoscontoseroticos/tema/por que eu te amo amarreicontos de sexo raspei minha bucetavideo pono colocono shotinho diladinhoconto gay "macho entendeu"videos de sexo, lambeçao de barrigaincesto com meu vô contosContos eróticos gay comi meu tiocorno que xupar buseta melada scver mulhe chutando bocetareginasocando na enteada gravida de jundiaiConto erotico estou louca pela picona do meu cunhadoFotos de marcelinho carioca nu pirocudonao acreditei mas o pirralho meteu a pica na minha buceta