Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Namoro o filho, mas é o pai quem me come 3

Autor: helga
Categoria: Heterossexual
Data: 06/11/2010 04:14:08
Nota 9.50
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Seria engraçado para quem visse aquela adolescente, não mais que quinze aninhos, com uma mão na cintura e outra com o dedo apontando acusadoramente ao homem grisalho a sua frente que, forçando um pouco, poderia ser seu avô.

-Voce é um velho muito do escroto! Um safado! Voce me comer, é uma coisa. Mas foder a própria filha, puta que pariu, é muita bestialidade! Só mesmo um canalha como voce!

Bento tinha acabado de sair do banho e vestia o roupão quando a campainha soou. Melissa passou por ele como um raio. Ela esperou que ele fechasse a porta para começar aquela avalanche de impropérios contra ele.

- Melissa, princesa, pára com isso! Tudo começou entre nós porque voce viu eu e Erika trepando! Isto deve ter despertado qualquer desejo sexual adormecido, tendo a figura de teu pai como o macho sedutor. Aconteceu de ser eu, o macho sedutor!

- Não inventa, ô “vovozinho”, não inventa, `ta? Voce é simplesmente um tarado nojento!

- Bom... se voce acha isso de mim... o que posso fazer? Permitir que voce fique aqui me insultando? É melhor voce ir embora. É melhor pra todo mundo. Pra voce e teu namorado, pra mim e pra Erika.

- Que coisa mais feia, velho cretino! Voce me seduziu, sabendo que eu era a namorada de teu filho! Caraca, onde está teu senso moral, seu pervertido!?

Bento se controla para não se irritar, ao mesmo tempo começa a se excitar, pois sabe que a namoradinha de seu filho veio procurá-lo para ser fodida, apesar de toda aquela encenação. Em seu excitamento, Bento não percebe que se endurecido cacete afastou as abas do robe, ficando meio exposto.

Mas, não passa despercebido aos olhos de Melissa. Aquilo não estava no que ela tinha planejado fazer. Seu intuito era de provocá-lo e ir embora, deixando-o na mão. No entanto, como Bento tinha dito antes, ela tinha essa compulsão por homens maduros e grisalhos, nada a ver com o pai dela. Neste ponto Bento se enganara.

A verdade é que Melissa agora se sentia magnetizada à visão do enorme e sedoso penis do pai de seu namorado. Fôra Bento que, cerca de uma semana atrás, a transformara numa ninfa sedenta por sexo ao deflorar e abusar de todo corpo daquela adolescente de rosto mimoso e corpo escultural de mulher feita.

- Voce poderia se compor mais decentemente, já que eu não desejo mais nenhum contato com voce. Só com o gostosão de teu filho. Ele sim... é... é que é jovem... vigoroso e... sabe... sabe me... me... me fazer gozar loucamente! Voce nunca conseguiu, mesmo se aproveitando de minha inocência!

Fica cada vez mais difícil Melissa desviar os olhos da abertura do roupão de seu sogro. Ele agora se dá conta de sua semi exposição. Fingindo que não é com ele, passa bem perto dela se dirigindo ao sofá. Uma vez sentado, Bento cobre-se devidamente e coloca uma almofada no colo. Displicentemente pega o controle da televisão.

- Não ouse fazer isso enquanto eu estiver lhe falando, seu patife!

- Meu bem, voce já disse tudo e pode ir embora... ou vir aqui e retirar o peso enorme desta almofada que está me incomodando...

- Filho da puta! Eu não vim aqui pra isso! Vim pra dizer que nunca mais quero te ver! Que voce não representou nada pra mim! Agora só vou andar com jovens, com garotões pirocudos e viris! Não pelancudos como voce!

Bento liga a televisão e displicentemente retira a almofada do colo. Se grosso cacete dá um pulo e fica ereto como um obelisco. Bento finge olhar a televisão tendo um cínico sorriso nos lábios.

As narinas de Melissa se dilatam quando seu excitamento precisa de mais oxigênio que o normal. Mesmo assim, ela ainda resiste. Num brusco movimento, dá as costas pra Bento e anda decidida até a porta.

Nesse pequeno espaço que caminha, o coração dela acelera e o roçar de uma coxa na outra faz sua xotinha ficar cada vez mais úmida e o grelo de tão duro, chega a doer.

- Melissa! Volte! Volte já pra aqui! Agora!

A voz autoritária de Bento foi como um choque elétrico em seus mamilos, no clitóris e mais precisamente no cusinho. Ela não quer ceder desse jeito. Não foi assim que tinha planejado. Queria humilhá-lo e fazê-lo implorar pelo seu corpo, que ela ficaria negando. Queria vê-lo suplicando de joelhos pelo amor dela.

Mas, agora estava ali, de corpo retesado em frente a porta, reunindo forças para abri-la e não ceder aos próprios demandos que seu corpo exigia.

Bento se levanta do sofá, percebendo a indecisão da bela namoradinha de seu filho e caminha até ficar bem atrás dela. Melissa sente a presença dele e seu corpo responde com um ligeiro tremor ao mesmo tempo em que ela aspira por mais ar.

Lentamente ela vai se virando, sussurrando por entre os dentes...

- Canalha! Canalha! Filho da puta escroto! Voce me paga, seu cretino!

... e oferece a boca carnuda pra ser beijada ardentemente pelo pai de seu namorado.

A rolona de Bento se emaranha no leve tecido da saia que ela está usando, dando calafrios de espasmos na xaninha de Melissa. O primeiro grito de prazer dela ecoa dentro da boca de Bento.

Melissa sente seu excitamento aumentar ao notar o corpo do macho grisalho ficar mais quente e uma fina camada de suor começar a aparecer. O odor que Bento exala é como mais um choque afrodisíaco que lhe penetra pelas narinas e a deixa tonta de prazer.

Bento, meio que descontrolado, urge em possuir aquela ninfeta, do jeito que Melissa gosta de ser abusada. Ele a carrega até o sofá e a faz ficar de quatro encima do assento.

Todo aquele movimento, toda a subjugação deixam Melissa em estado de pré êxtase. Ela parece uma boneca de pano nas enormes mãos do pai de seu namorado. Existe uma gentil violência do jeito que Bento empurra o corpo de Melissa pra lá e pra cá.

Ele tem uma das mãos pressionando a nuca dela, fazendo com que o busto e rosto fiquem apoiados no encosto da poltrona.

Com a outra mão, levanta a saia e os dourados e volumosos glúteos aparecem com uma leve camada de penugem aloirada, já eriçada. Melissa solta um longo soluço de prazer e depois fica sussurrando baixinho.

Sua bunda treme ao sentir os grossos dedos lhe apalpando as carnes com certo vigor e sem que esperasse, sua calcinha é rasgada e arrancada de um só golpe.

Ela solta um grito de susto e volta a murmurar baixinho, dessa vez se deliciando com os beijos e chupões que Bento lhe dá por toda a nádega, que exibe pequenas manchas arroxeadas de chupões anteriores.

Melissa levanta a cabeça com os olhos fechados e suspirando fortemente pela boca quando a face de Bento se aperta entre as partes inferiores da robusta bunda e a língua dele percorre de cima a baixo toda a racha da xaninha como se fosse um dedo tremulo.

Bento, ajoelhado com o rosto enfiado entre as nádegas da ninfeta, saboreia alimentando sua tesão com a umidade que ele chupa da xaninha. Ele consegue distinguir o sabor dos fluidos vaginais da namoradinha de seu filho com perfeição.

Quando Melissa tem toda sua umidade sugada, Bento dá um tempo, lhe beijando ao redor das nádegas e lhe coçando o anelzinho do cu com a ponta da língua.

É questão de segundos pra Melissa voltar a ficar úmida novamente e a boca de Bento vir esfomeada por esse néctar de luxuria.

- Bento... me come... me... me... comeeee! Por favor... enfia... enfia teu cacetão em mim!

- Como... como voce quer, meu anjo?

- Me faz... me faz de teu... de teu viadinho!! Eu... eu sou... teu viadinho!

A enorme cabeçorra vai dilatando suavemente a anel do cusinho de Melissa. Sua testa se enruga a primeira passagem da bolotuda cabeça pelo apertado anelzinho. Mas logo, aparece um sorriso na angelical face seguido por um longo e rouco suspiro de puro êxtase.

Os cabelos de Melissa são puxados para trás trazendo seu rosto pra perto do de Bento que a beija apaixonadamente. Ela leva um dos braços por cima da cabeça de ambos até ficar apoiado atrás do pescoço dele.

Isto é como um sinal para que Bento lhe penetre o cusinho até suas bolas tocarem as aveludadas polpas da bundinha.

- Fica... fica paradinha, minha princesa. Deixa... deixa eu... eu fazer assiiiiimm... bem devagar... bem devagar... entrando, entrando e ... e saindo... saindo bem... bem devagarinho, bem devagarinho. Voce... voce tá... ta sentindo... ta sentindo minha...minha rola... deslizar bem... devagarinho no teu cusinho? Ta... ta sentindo, ta?

A cabeça de Melissa balança de um lado pro outro sentindo todo o frenesi da barba por fazer em sua nuca e nas suas costas. Ela não consegue dizer uma palavra de tanto que está alterado seu estado mental, próximo do orgasmo.

- Vou Gozar! Não... não agüento... não agüento maaiiiiss!

Melissa segura firmemente os cabelos da nuca de seu sodomizador e aperta o esfíncter quando o orgasmo toma conta de seu corpo por inteiro.

- Aaaahh, meu sogro safado! Meu sogro lindo! Me fode... me fode gostoso... como teu filho me fode!!

Comentários

13/09/2012 07:34:46
TÔ AMANDO SEUS CONTOS...
15/07/2012 06:22:09
15/03/2011 15:47:27
uauuu......vc é d++++!!!!
22/02/2011 08:31:24
Mestra ou Mestre... Parabéns!
17/11/2010 00:35:40
legal, tambem quero comer. [email protected] sete lagoas-mg
09/11/2010 12:35:25
UAU!!!... Que Loucura!!!... Estou PIRADO aqui!!!... Sou LOUCO por ti!!!... Meus DESEJOS e VONTADES são de envolver você em meus BRAÇOS... e lhe dar todos os CARINHOS de PRAZERES que você MERECE!!!... Até você arquejar todo seu corpo... ficar ofegante sua respiração... e ir perdendo as FORÇAS de TESÃO!!!... e desfalecer num GOZO descomunal... sentindo todo o meu MEMBRO possuindo você... e VIBRANDO de PRAZER!!!... Ufa!!!... Karacás Helga!!!... Estou perdidinho em meus sonhos com você!!!... "PQP"!!!... Preciso me ACALMAR aqui... Ufa!!!... Desculpe-me FOFA!!!... Tive um PESADELO aqui com você!!!... e agora vamos as Notas... pelo Bento - Nota: ????? (Magoei!!!... Não quero dar Nota prá esse ESCROTO não... Acho que tive um pouco de INVEJA dele!!!)... pela MELISSA - Nota: DEZ (Ela é Demais... Sabe de TUDO... UAU!!!... É o sonho de Todos os Homens... Linda e Maravilhosa!!!)... e pela continuação das suas AVENTURAS - Claro que é Nota MÁXIMA!!!... Mando uns TAPAS na BUNDA do Bento... e um AMASSO de PRAZER na Melissa!!!... UAU!!!... ADORO vc Helga!!!... Continue por Favor!!!... Quem sabe um DIA eu realizo meus SONHOS de DELÍRIOS e consigo tê-la em meus Braços!!!... Ufa!!!... Séria uma LOUCA AVENTURA!!!... BJS Linda!!!... e até mais!!!... XAU!!!... P.S.>>> Não consigo em seu blog!!!... Nem sei qual é o problema!!!... Olha, eu sou uma BESTA em computador e na NET... não sei muito sobre este mundo não!!!... Bem, de qq forma vou acompanhar vc sempre aqui!!!... e se preferir... meu e'mail é [email protected] ... XAU Helga!!!
06/11/2010 16:25:53
fixe
06/11/2010 14:36:12
gostei

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


arromba meu c* que é para quando o c**** chegar em casa meu c* tá toda arrumadinha XVídeosgenro e sogra contocontos eróticos gosei no pal do sogro taradoxvidios outros purai favoritoscontos chantagiei a filha pra comer a netacarroceiro socando com forsa na novinhasexo minha mulher me dando minha sogra de presentemae.minto.safada.e.bunduda.fodendoesposa de fio dental enterrado no eo amante arebenta.o cu dela.e corno olhandocontos erotico gay brincando de verdade ou desafioFotos d padrasto comendo imtiadoscontos defloraçao analgozei na boca no caminhaomorena fofinhado rabao fudendo com dotadonegao arebentou as pregas do meu cu contoscasa dos contos meu marido me fez da o cu a dois picudos chorei de dorpraticante de zoofiliaconto incesto sempre que vejp minha irmã fico de pau duro e ela cheia de tezaoconto erótico menino bonequinha[email protected]Padrasto dorado fodi enteadalesbicas contando cono ébom chupar e ser chpadacontos de cornos com tio velho pauzudo e comedor super canalha rginecologista gemendo baixinho pra ninguém escutar porno doidoCoroa pelada trazia com marido estupra ela não reclama de nada ela ficamarido goza batendo uma vendo mulher agarrada por outro machozoofilia com cadela no pri mero cioConto erotico- mete seu pauzudo, come a sua mae putaporno a coroa gostosa gemendo e usando fantasia bem radianteQuero comer seu cuzinho tenho local ferraz de vasconcelo liga no zapbundudas com o capeta no baile funkso mostrei a bunda pro meu cunhado e ele gozouContos eroticos mamae gulosa mamando no pauzao do filho e dos amigos dele e depois fode com todos eles juntos em uma orgia na sala de casa.conto erótico muitos orgasmos com lsdcontos eroticos meu cachorrinhoarranhando a bucetinha pro papai coloca o dedo e chuparquero bate papo com casada fogozaContos eróticos mulher do pastor dominou e humilhou minha esposafilme porno brasileiro pai mostra para filha seu pau monstro e ela se assustaContos perdendo o cabaço com negao tripéXvideos melequerasou virgem porque meu tio so chupava minha bucetinhao loiro da cicatriz q eu amo parte 11videos gratisminha esposa virou putinha dos meus amigosporno sem casaminhasConto erotico de pai cheirando as calcinhas sujas da filha bucetudaXxvideosVizinha gostosa de shortinhomulher casada d vicosa mg d calca apertada na bucetacontos eroticos sem querer maecontos eróticos fazendo a sogra drogadamulheres loucas de tesão que deixa a melhoria de tesão com a b******* buseta colchão gostosafilme de pornô mulher se masturbando e metendo a mão quero ver o filme agora filme quero ver agora filme de pornô metendo a mão aguardando né tá na mão transando ela se masturbandopornô panteras tio começa o vinho depois que eu chego em casaporno doido sapatona transando♥♡♥♡♥♡♥♡mulher casada d vicosa mg d calca apertada na bucetarapasjovem pao grande groso gozandocontos eroticos d maridos q levam homen pirocudo pra comer sua mulher em ksacontos eroticos peguei meu marido dando pro caseiro. negao adotei elecontos meu genro tesudodois homens a baterem punheta fantaziando ate gozarvideos de encesto frances madrasta e entiado durmindo juntos e ele fica de. pau duro a noite e escosta nela e ela nao recistixvideos gay fui estuprado por que nao paguei as drogasfilme de sexo com a minha sogra de remédio por meu sogro dormirporno virge mentiu ter ido pra escola pra mae acabou comendo sua irmacoroa novinha transando da put e da das tigresa da preguiça do pornô filme do Rio São Pauloporno no cinema cine operamulher entupida forçando para cagar sexoso bucetinhas novinhas espetadas no pau durocontos eroticos caguei no pauevolução anal negao e vadiachantageou a coroa para se dar bemConto gay policial fodido pelo marginalminha esposa saiu comigo sem calcinha so pra me provocar meus amigoscontos eroticos minha mae com aminesiaconto porno perdi a virgindade com meu pai estrupador dotado passando pomadacontos eroticos dando o cuzinhi e a boceta pro molekis da vizinhancatia camisola sem sutiacontos de sexo depilando a sograxvd irma bati punheta para o irmao e nao rezisti e da pra elemulher com marido nabalada sarano outro pornomamador de buceta contos eróticoscoroas descuidando da calcinha e da bufeta gostosa