Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Eu fui o presente de Natal

Autor: Heloisa
Categoria: Heterossexual
Data: 11/02/2011 18:06:43
Nota 10.00
Assuntos: Heterossexual, irmão, dp
Ler comentários (6) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

EU FUI O PRESENTE DE NATAL

Esse fato aconteceu há mais de vinte anos. Não sei porquê, mas hoje voltou à minha lembrança e resolvi compartilhar a sensação, que foi muito interessante para mim, principalmente para o meu ego, pois levantou o meu astral, naquela ocasião.

Estava entrando nos meus 37 anos. Apesar de não ter um corpo perfeito, também não era de se jogar fora, tinha meus atrativos, mas o peso da idade (principalmente a lei da gravidade...) fazia com que os meus peitos já não fossem tão empinados, a bunda já não era tão durinha e por aí vai. Nada que uma roupa bem ajustada não resolvesse.

O meu marido Celso havia me iniciado no mundo da troca de casais. Algumas experiências haviam sido frustrantes, outras nem tanto e com o casal Fernando e Bia (nomes trocados, por motivos óbvios) havia dado muito certo. Entre nós havia uma química muito boa, tanto que havíamos dado um passo à frente e já tínhamos experimentado até uma orgiazinha com outro casal, em que até transamos com a outra mulher, mas isso é outra história, que posso contar no futuro. Tínhamos também experimentado, inicialmente sem sucesso, mas depois dando certo, o que entre nós chamávamos de “sanduíche”, mais conhecida como dupla penetração, o que tem tudo a ver com a atual história. Eu e a Bia nos revezávamos na brincadeira.

Era o mês de novembro e a Bia me telefonou para perguntar se tínhamos planos para o natal. Disse que tinha uma coisa especial para mim e que o ideal era que fosse sem o Celso e sem o Fernando. Fiquei muito curiosa, pois até agora sempre os maridos tinham participado.

Ela não deixou a curiosidade sem ser saciada. Veio pessoalmente contar o seguinte: o irmão mais novo dela, Juliano, estava com 17 anos e morava com os pais em Paracatu, Minas Gerais. Como toda cidade do interior, principalmente em MG, tinha dificuldade de conseguir sexo. A “revolução sexual” demora mais para chegar nos grotões.

Até que conseguia arrumar namoradinhas que transavam, mas era só no “papai com mamãe”. Ele e um amigo tinham tomado conhecimento em filmes pornôs da dupla penetração, mas não haviam conseguido nenhuma garota que aceitasse fazer isso com eles, nem prostitutas. Havia confidenciado a ela que queria vir a Brasília com o amigo, para tentar realizar a fantasia. Ela também me disse que o amigo do irmão era uma gracinha e se a história não fosse com o irmão ela é que seria o “recheio”.

Em resumo: topei. Passamos então a organizar as coisas para o final do ano. Coincidiu do Celso ter que viajar a serviço na última quinzena do ano. Os meus filhos gostavam de passar o ano com os avós paternos e já estavam de férias da escola no início de dezembro, pois tinham passado de ano sem provas finais, por isso despachei-os. Já Bia terminou tendo que contar para o Fernando o que estava tramando, pois ele estaria de férias e não havia razão para ficar em Brasília. Muito sacana, ele cobrou um “pedagiozinho”: tivemos que dar os dois buraquinhos para ele, o que, aliás, não foi nenhum sacrifício.

Resolvidas as preliminares, fomos para Paracatu. Eu já saí de Brasília “vestida para matar”, com um top que firmava seus peitos sem necessidade de soutien e uma calça de strecht branca, bem justa, com uma calcinha que só cobria o essencial. Também havia me depilado totalmente. Ela não havia avisado ao irmão Juliano, por isso ele ficou surpreso quando chegamos, no final da tarde. Os pais deles ficavam mais na fazenda, por isso tínhamos a casa da cidade à nossa disposição. Depois de nos instalarmos, fomos jantar num restaurante e justamente naquela noite o amigo dele (Francisco, também nome trocado) tinha um encontro com a namorada e não pôde ir. Na hora da sobremesa, a Bia anunciou ao Juliano que eu era o presente de natal para ele e o Francisco. Inicialmente o Paulo ficou sem jeito, pois a Bia disse com todas as letras que eu estava disposta a atender à fantasia dos dois.

De qualquer forma, a Bia resolveu não esperar e me “jogou” em cima dele, dizendo para ir dormir com ele já naquela noite. Ele ficou felicíssimo com o que estava acontecendo. Chegamos na casa por volta das 21:30 horas e ele já levou minha mala para o seu quarto, devidamente equipada com uma cama de solteirão daquelas antigas, mas com um colchão novo. Foi tomar banho e voltou com camiseta e bermuda, dando para perceber que o volume na frente da bermuda era o pau dele devidamente excitado.

Eu também estava excitada e fui logo tomar banho e vesti quase nada, só uma camisola um palmo acima dos joelhos e uma calcinha. O truque para deixar os homens ainda mais excitados era da camisola não ser transparente, a minha era de cetim branco, com os bicos dos peitos estufando o pano e a calcinha só aparecendo de relance.

Como eu também estava querendo conhecer aquele garotão mais intimamente, fomos logo para o quarto, deixando a Bia assistindo a TV. Resolvi dar uma aula de sedução, não deixando que ele tirasse minha camisola e usando todo o meu repertório de beijos e carícias. Dava para perceber a pressa dele, mas ele logo percebeu que “esperar pela festa” também era muito gostoso, como eu disse para ele. Só um tempo depois de muita esfregação deixei que ele tirasse a minha calcinha e descobrisse que a minha xoxota estava toda depilada e molhadíssima. Essa foi só a primeira surpresa da noite, mas dias depois ele me confidenciou que foi a que mais o impressionou, pois até então só tinha visto em filmes pornô, o máximo que havia visto em prostitutas era depilação parcial. As garotas ditas “certinhas” só depilavam o contorno, para poder usar biquíni.

Continuando a tomar a iniciativa, fomos para a cama e mandei-o deitar de costas. Ainda de camisola e sem calcinha, encaixei minha buceta no pau dele e fui descendo e subindo bem devagar. Quando ele estava perto de gozar, saí de cima dele. É claro que isso foi uns 2 minutos depois de começar, adolescente goza logo.

Não fui muito malvada. Deixei-o me penetrar na forma que conhecia (“papai e mamãe”) e ele até tentou me esperar para gozar, mas não deu tempo. Fomos ao banheiro, lavei a buceta e o pau dele e voltamos. Agora totalmente nua, caí de boca no pau dele. Era uma novidade para mim, transar com alguém que conhecia tão pouco sobre sexo. Ele não sabia que um dos nomes da felação era “chupar um sorvete”. Como me sentia como uma professora de sexo, coloquei-o também para me chupar, ensinando só o básico naquela ocasião.

Eu me senti como a Anne Bancroft como Mrs. Robinson a seduzir o Dustin Hoffman na Primeira Noite de um Homem. Os jovens têm muita vitalidade e o Paulo estava extasiado com o meu desempenho. Transamos umas cinco vezes naquela noite. Já na segunda vez ele conseguiu me esperar gozar e em algumas vezes gozamos juntos, o que foi uma experiência nova para ele.

Dormimos já de madrugada e acordamos tarde, lá pelas 10:30 horas. A primeira coisa que fizemos foi...transar de novo. Só não continuamos mais vezes porque a Bia bateu na porta, chamando para tomar café. A minha buceta também já estava ardendo e o pau dele estava esfolado, por isso demos um tempo.

Eu também estava querendo conhecer o Francisco e saber se era o gato que a Bia havia descrito. Quando falei isso para o Juliano, percebi que ele não estava querendo chamá-lo, mas insisti e ele chamou-o para o almoço. A descrição da Bia se confirmou: o Juliano não era feio, mas o Francisco era muito mais bonito. Fazia um contraponto à morenice do Juliano, pois tinha olhos azuis e pele clara. Era também pouco experiente em sexo.

A minha vontade de também “dar um trato” naquele deus nórdico esbarrou na resistência do Juliano em me liberar. Aí é que entra a massagem no meu ego que falei logo no início: ele estava me considerando como uma namorada e não queria me dividir com o amigo. O sentimento de posse dele era tão grande que nem se importou quando a Bia disse que iria ficar com o Francisco naquela noite e olhe que ela era a irmã querida dele, quase 20 anos mais velha, casada e tudo o mais. Aliás, ele não sabia que eu era casada, preferi esconder isso dele.

O Juliano ainda estava emburrado quando fomos dormir. O Francisco avisou na casa dele que iria ficar lá e foi para o quarto de hóspedes com a Bia. Ela sempre foi mais escandalosa na hora do sexo, por isso ficamos ouvindo os seus gemidos, pois a casa antiga tinha aqueles forros de madeira, que não isolava quase nenhum som. Isso o excitou e ele quis repetir as transas da noite anterior.

Aleguei que estava com a buceta ainda ardida, o que era verdadeiro, e disse que queria que ele comesse a minha bunda. Como eu supunha, nunca havia comido um cuzinho. Mesmo eu não tinha tanta experiência assim, apesar de ser da época em que as mulheres davam atrás para não perderem a virgindade. Fora duas vezes na época da adolescência, só havia dado atrás para o meu marido e para o Fernando, algumas vezes.

Na minha bagagem eu havia trazido o lubrificante K-Y e algumas camisinhas. Ele não queria usar camisinha, mas expliquei que ra uma proteção para o pau dele e para mim também, porque as bactérias poderiam nos infectar.

Coloquei dois travesseiros embaixo da barriga para empinar bem a bunda e falei para ele passar o K-Y no meu buraquinho e colocar a camisinha no seu pau. Tive que direcionar o seu pau, porque na sua afoiteza o Juliano deixava escapar antes de penetrar. Mandei-o ficar quieto com o pau e fui rebolando bem devagar. Quando a cabeça passou, o resto ficou mais fácil. Disse para ele enfiar bem devagar para não me machucar, deixando para que eu me mexesse quando estivesse bem enfiado. Quando as suas bolas encostaram-se à minha bunda comecei a rebolar de novo. Ele foi obediente e não tentou ficar entrando e saindo, que é o que mais estraga o prazer de uma transa atrás, pois o homem não sabe quando está doendo.

As mulheres que conseguiram transas bem sucedidas no cu sabem o que quero dizer. Quando somos nós que estamos no comando da transa sabemos quando nos mexer e quando ficarmos paradas, só curtindo o prazer, principalmente quando estamos dando o cu. A vagina fica latejando como um pisca-pisca e o prazer é transmitido ao músculo do “anelzinho” traseiro, que também ficou “piscando”.

Deixando a “filosofia de alcova” de lado, a experiência foi muito boa. O Juliano era um bom aluno e me proporcionou muito prazer em toda aquela semana. Só não fiz o que estava programado. O sanduíche não aconteceu, porque ele não quis me dividir com o amigo, que também teve uma experiência inesquecível com a Bia.

Comentários

16/04/2016 13:43:12
Lindo nota 10, vamos trocar fotos [email protected]
26/03/2016 13:34:25
Caraca, mas que conto maravilhoso de uma lida no meu conto tb e caso queira entrar em contato meu email é [email protected]
10/05/2015 18:34:29
Ah, Heloisa, Heloisa. Já o nome mexe com a libido. Me faz lembrar uma Heloisa que tanto desejei e não comi... Maravilhoso o conto, de deixar meu ¨secretario¨ durinho, imaginando você seduzindo o Juliano. E pena que a DP não aconteceu. Adorei conhecer teus textos. Beijão, querida!
13/02/2011 17:18:03
Gostei!
12/02/2011 00:20:20
nossa dez me adiciona ai [email protected]
11/02/2011 18:27:43
Heloísa, parabens,seu conto e muito excitante e bem escrito.mesmo com sua idade atual, vc ainda deve dar um caldo bem grosso. o seu jeito de narrar os fatos dá a entender que vc ainda deve ser um fodão. beijos Beto nota 10 ( leia meus contos vc parece ser meu número.) [email protected]

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Mulher auto e gosano gostosocriola da buceta inchado lwva gozada dentro que eacorreamigas chantageadas depois de furta pornoconto gay apaixonado por um traficantecontos erotico meu sogro mi arobou cm seu pau d elefanteCharlene muito gostosa fode com negão dotadoconto deram tesao de vaca pra minha esposavi meu genro transando contocontos primeiro menage rolou ate dpmeu irmao despresa minha cunhada e ela da a bucetinha gostosa para mimhappy love casa dos contos paradigmas de uma paixaopregas do cuzin virgenvideos de porno doido com coisas indessemteporno com novinha goszando na buceta na boca da outramarisa cm sede de pica grande chamo um negao para foder gostoso em conto o marido trabalhangatadas anais zofilia contosCumeno madura no quintau viu a fofinha dormindo pelada e arrombou ela pornoMinha namorada ficou gostosa e.virou puta.arranhando a bucetinha pro papai coloca o dedo e chuparConto porno de avo netinha de 2007joelma da buceta enchada da o cu pro amigo do seu filho porno doidporno caseiro dupla penetraçao ela fica brava porque doeu o culiberalina vadia casadacontos eróticos incestos fudendo a meia irmã filha do meu painovinhas so gost de negraopornomarido segura as mao da esposa para o amante enfiar o braço na nuceta dela enquanto ela grita de dorPenis flacido castrar contosminha concunha morena gostosa que arrobeigossno nu cu fa mulecaesposa prostituta bunda flaçida e mole cuzao contossoca no meu rabo na buceta e goza na minha boca video pornôhistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulherconto gay tiozao deu cucontos eroticos de lua blanco e arthur aguiarporno penis grotesco baixar video curtofilmes pornodoido dbsm com uma branquinha doida para ver o pau do negrao entrarquero vídeo pornô do viado trocando noscocontos saunas velhos chubbys gayscomendo cu da sogra da minha sobrinha contosnegao pingou tesao de vaca na bebida das meninas e comeu as quatro irmans juntasmeu corninho eu quero uma pica gozando dentro de minha e meu céuporque tem mulheres que sentem prazer ao ser.penetrada com o.dedo no anusler conto erotio descabaçando irma peludacoroas brasileiras gritando cm o puu na xana e pedindo mais xvidioMinha tia evangélica no sofá tarada contos eroticos de lua blanco e arthur aguiarfilme pornô com a Socorro lido RT xxxconto xota formigando painovinhas ninfetas tao novas que nem peito tem aindafodie cusao da minha irma incesto brasil cem camisinha pornominha cunha espero meu irmão sai e mim mandou ajudar a ela a apertar o sutiã e eu a cumei sexoporno gay de irmaos e primos quadruploisso que apareceu no quer vir para casa vídeo de pornô se você não abrir Eu prometo te dei nesse iguamadrinha coloca bumda buceta na cara da subrinha que ta de castigoConto erotico 25cm grosso na colega de escola a forcatorei um garotinho virgemquero ver um filme pornô a mãe transando com filho e a mãe forçando para transar com ele pedindo para o fiscal na b***** dela que ela tá lindacontos ela falo chicao nunca dei o cu pra pau grossosexobrasileirocavalodois pauzudo fodendo duas vadias das beradas grosa de cabeça para baixoO vizinho safado do 205conto comi a tia coroa peidorreiraExcitantes Contos Eroticos Contados Por Noivas pelos Seus Paes Padrinho Padre E Tioscontos+corno mulherzinhabaxinha cochuda casada vingando xvideoscontos de incestos surubas com irma em casa nusutimu vídeos d mulher famosa fudeno e gosandovampiro cumedor de bucetadomestrica vendi meu cu virgem para meu patrao contos eroticosContos eróticos de viados que apanharam para aguentarem as jebasadorei picao do papai na minha bucetinhaseita crossdressercunhada louca pra sentir rola grande pega cunhado de pau duro e nao resistePica cabeçudas encaixando espertinho na xanacontos eroticos no dia que dei minha buceta pra dois senhores no onibus,dupla penetracaoWww. faveladas fazendo sexo na promiscuidadexxvideo convite discreto amadorcontos minha tia nick 2flagga de mulheres deficiente fisica se mastubandoela tamava banho quando foi surpreendia pelo roludo que tirou sua virgindadeotodiz pornoAs novinha que adora chupar i tamar a porramulher se decepciona por pegar o marido d********* pro negãoconto sexo "Minha Filha II"contos eróticos de um****** velho metendo a rola na menina nova com padrinho pai e filhocontos eroticos sexo oralporno contos pelo zpcontos gay baby doll rosasucos ontem pego comendo o cu a buceta bem gostosobebes crescidinhos porno gay amadorrelato picante de esposa cavalona e marido pintudoeu quero um vídeo acaba transando com a mulher postergando ela na cama dormindo a força e ela gritando ele comendo elavideos dedadas de negao troncudo ativo em cu de ninfeto gostosobebes crescidinhos porno gay amadorccrioula dando o cuzaominha mãe me surpreendeu contos de incestoxvideo filinha mimada senta no colo do papai para masturbacarolzinha santos com muito putaria trepano