Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

O moreno comeu meu Cuzinho

Categoria: Heterossexual
Data: 19/03/2011 11:24:49
Nota 10.00

Parte 03 - Loira Casada e o Salva Vidas Tarado – Parte 03

Olá queridos, estou aqui para contar a terceira parte da experiência que vive no verão passado em Vitória – E.S., com um Salva Vidas que conheci na praia de Camburi.

Foram momentos bem gostosos e distintos, e por isso estou dividindo em partes e que costumo ser muito detalhista com os acontecimentos e diálogos, por isso, se alguém não gosta de relatos um pouco longos, já antecipo que os meus são mais extensos.

Você que está lendo e queira amizade, quero dizer que gosto de trocar e-mails/mensagens com homens que apreciem uma loira fogosa, gulosa e que é viciada em chupar um pau bem gostoso.

Para relembrar, tenho 34 anos, moro em Brasília, casada a 10 anos. Tenho um bom relacionamento com meu marido, ele é super atencioso, extrovertido, mas em matéria de sexo, eu não sou satisfeita, ele é um bom amante, mas apenas isso, e eu confesso que queria muito mais dele.

Sou loira, tenho 1,68 de altura, 63 kg, cabelos lisos e longos, pernas grossas, seios pequenos. Gosto de malhar, freqüento academia, faço o estilo “mulher fruta”, com pernas torneadas e bunda arrebitada, e é exatamente essa parte que mais se destaca em meu corpo, minha bunda. Tenho 105 cm de quadril, ela é empinada e arrebitada, entre as minhas amigas me apelidaram de Mulher Melancia, só que sou loira.

No relato anterior eu tinha tido uma tarde maravilhosa na praia da costa em Vila Velha e depois fomos para sua casa, e como ambos já desejamos muito um ao outro, pudemos fazer sexo bem gostoso, que foi contado na parte 02.

Os dias que vieram depois dessa nossa 1º vez foram muito excitantes e gostosos, pois Beto era extremamente safado e dominador, acho que deve ser um tremendo comedor de mulher casada e sabe extrair o que cada uma gosta.

Eu fiquei 2 dias sem ir à Camburi onde Beto trabalhava, queria deixar ele meio que pensando que eu não apareceria mais, e também com receio de como ele reagiria depois de ficarmos juntos. Acontece que passei 2 dias acordando cedo, sem ir à praia, meu marido como sempre dormia até tarde e quando acordava, sempre tinha algo marcado com os amigos dele, geralmente programas que não me agradavam, mas que eu acompanhei. Mas eu queria mesmo era ver o salva vidas de novo, e então passados esses 2 dias, bem cedinho fui pegar meu sol. No mesmo lugar de sempre, deitadinha em uma canga, óleo no corpo. Estava até já um pouco frustrada pois ele não estava no local de sempre, mas 01 hora e meia depois, vejo ele fazendo sua ronda e vindo em minha direção, meu coração palpitou, aquele morenão de sunga, alto, meus olhos bateram logo no volume que aquele pedaço de carne fazia no tecido. Ele veio falar comigo:

- Sumidinha você hein minha gata !...Parece que não gostou daquela nossa tarde !

- Eu gostei sim Beto, gostei tanto que estou aqui, caso contrário, iria a outra praia não é verdade! – Respondi.

Ele disse: - Mas eu gosto é de mulher que fale o que gosta e não fuja de mim, você sumiu e me deixou na vontade, e se formos continuar com nossa amizade, você vai ter que provar que realmente gostou!. Você gostou ? Está disposta a fazer tudo o que eu quero?

Ele falava com um olhar safado e gostoso, eu não sabia o que estava por vir, e respondi:

- Eu gostei muito Beto, você me deixou maluquinha aquele dia. Fazer tudo o que você quer?. Mas o que eu tenho que fazer !?

- Apenas minhas vontades, tenho algumas fantasias e acho que você é a loira certa pra realizá-las e como você não mora aqui, não vai precisar se preocupar com conhecidos e também, se não gostar, não nos veremos mais o resto do ano! Mas tem que fazer as coisas do meu jeito. Vou deixar você pensar, e caso aceite, me encontre hoje à noite, na feira da praça dos namorados, mas vá de vestidinho curto e sem calcinha.

Beto falou tudo isso com um ar de safado, e sem se despedir, levantou e foi embora. Fiquei sem palavras, o sacana sabia como dominar uma mulher, fiquei o restante da manhã pegando sol, e pensando se iria ou não me encontrar com ele. À tarde saí com meu marido e passamos a tarde em Guarapari. À noite, estávamos na casa de uns amigos, meu marido super entretido com um jogo de cartas, eu então disse a ele que queria comprar umas roupinhas na feira. Ele perguntou se eu não me importava de ir sozinha, eu disse que não, que ele podia ficar jogando sem problemas, que eu talvez demoraria um pouco, pois ia andar para escolher algumas coisas, ele não se importou e eu fui. Passei no hotel, já cheia de tesão, tomei um banho bem gostoso, escolhi um vestidinho curto, uma sandalinha de salto e não coloquei calcinha, do jeito que Beto ordenou. Já na feira, que é lotada de quinta a domingo, eu recebia algumas cantadas, de gatinhos e gatões, andei por cerca de uns 30 minutos, e estava escolhendo um biquíni quando ele me encontrou, me deu um beijo no pescoço e disse:

- Eu sabia que você viria, mulher gostosa e safada como você gosta de ser usada.

Ele ainda me ajudou a escolher 3 biquinis, todos muito pequenos e ousados e disse que eu os usaria pra ele em ocasiões especiais. Andamos um pouco pela feira e encontramos um grupo de salva vidas, amigos dele, ele fez questão de me apresentar um por um, e um deles, um negro baixinho e malhado, disse assim:

- É Beto, você estava realmente certo, ela é uma loira linda!

Notei que Beto já havia comentado sobre mim com alguns deles. Ficamos ali alguns minutos e depois ele me chamou para irmos para Camburi, onde era menos movimentado, cada um em seu carro, eu o segui até o final da orla, onde tem alguns quiosques, que naquele horário já estavam fechados, (eram umas 23:00 hs). Andamos um pouco pela areia então paramos em meio a alguns coqueiros, e começamos a namorar, eram beijos gostosos, cheios de malícia, nossas línguas molhadas se debatendo. Ele estava de pé, encostado em um coqueiro. Beto é alto, cerca de 1,85 de altura, moreno pardo, corpo definido, mas sem muitos músculos, pernas gostosas. Eu sentia ele excitado, seu pau pressionava minha barriga. Estávamos um pouco mais distantes do calçadão, e era escuro, então podíamos ficar naquela bolinação gostosa. Abri a bermuda dele e tirei seu pau pra fora, nossa, estava duríssimo, 20 cm de carne morena e com uma glande linda, volumosa. Pedi pra chupar ele, e Beto disse que eu só deveria fazer o que ele quisesse, eu respondi que faria tudo que ele mandasse, estava excitada, doida pra gozar e fazer ele gozar também. Beto me colocou de costas, encostado na árvore, mas com as pernas mais afastadas, ficando assim mais baixo e fazendo o pau dele roçar na minha bunda. Sua boca beijava minha nuca, minhas orelhas, e sua mão já brincava com meu grelinho, hum, como estava gostoso. Ele colocou uma camisinha e pensei: “..hum, agora ele vai me comer gostoso...” . Puro engano, ele colocou a vara entre minhas coxas e ficou brincando, aquilo estava me deixando maluca, eu passava a mão na cabeça dele entre minhas pernas, querendo guiá-lo para entrada de minha buceta, mas ele não deixava, puxava meu cabelo, me xingando e dizendo:

- A putinha ta excitada é? Tá querendo a vara escura na buceta né safada, mas eu só vou comer essa buceta depois que você me der essa bunda linda, quero te enrabar gostoso.

Percebi que ele estava disposto a me enrabar e maltratar. Disse a ele que seu pau era grande e eu tinha medo, mas que eu deixava ele me fuder do jeito que quisesse e ainda gozar na minha boca. Ele subia meu vestidinho, eu de costas, pincelava a pica escura no meu cuzinho, me fazendo gemer gostoso. Eu super excitada, o pau dele esfregando na minha buceta, estava com as coxas molhadas de tanto tesão, ele ficava brincando com meu clitóris, passava a minha nela todinha, dizia que era uma buceta grande e gostosa, sua mão ficava ensopada e ele a levava à boca, e ficava lambendo os dedos. Meu corpo estava em alta temperatura. O safado então me virou de frente, me colocou de joelhos na frente dele, mandou eu me segurar nas suas coxas, arrancou a camisinha e começou a esfregar o pau na minha cara, nos meus lábios, a cabeça molhada, aquele cheiro de vara molhada, gostosa. Mandou eu colocar a língua pra fora, e ficou passando a cabeça do pau dele nela, incrível como ele tinha total controle sobre mim e sob ele mesmo, pois ele se segurava muito. Minha língua escorria saliva com vontade de mamar ele, mas Beto apenas atiçava minha vontade. Ele molhou a cabeça do pau e esfregou na minha cara toda, ficou fazendo isso por uns bons 15 minutos. Do nada ele guarda o pau dele, me levanta, passa a mão em minha bucetinha lisa, ficando com a mão toda molhada que ele faz questão de lamber os dedos e depois diz:

- Vamos, acho que você já teve muito por hoje, só vou enfiar meu pau na sua deliciosa buceta, depois que comer essa sua bunda tesuda. – Falou isso e saiu me levando de mãos dadas, eu não acreditava que ele realmente fosse se segurar tanto, minhas coxas escorriam de tanto tesão, eu pedia.

- Ai Beto, me come só um pouquinho vai, enfia seu pau na minha xoxota, você viu como me deixou, estou querendo ser sua. – Ele me levou ate o carro, me deu um beijo e disse que me encontraria pela manhã na praia, e se foi. Ai, que tesão eu estava, fui embora e encontrei meu marido ainda jogando, aguardei ele terminar, cheia de tesão. Depois fomos para o hotel e assim que entramos, eu o ataquei, estava tarada, ele nem entendia o por que, mas como havia bebido um pouco, aproveitou da situação, até por que ele fica mais viril quando bebe álcool. Chupei e montei em seu pau ainda na sala, cavalguei de uma forma tão gostosa que ele gozou em menos de 10 minutos. Meu corpo queimava, as tive que tomar um banho frio e dormir.

Na sexta feira pela manhã fui cedinho pra praia, mas para minha tristeza meu moreno não foi, ainda perguntei a um dos salva vidas que estava naquele dia, mas ele disse que era folga do Beto. No sábado passei bem rápido na praia, pois tinha um compromisso, mas ele não estava. No final da tarde, voltei a Camburi, no lugar que sempre tomava sol, e para minha surpresa ele estava lá, não trabalhando, mas com um grupo de colegas. Veio falar comigo, disse estava louco pra me encontrar, ele via meu rosto cheio de desejo. Falou que faria um churrasco em sua casa no dia seguinte, domingo, e que adoraria que eu fosse. Disse que não podia confirmar, pois meu marido podia querer fazer algo diferente, mas que eu tentaria ir. Ele disse que era pra eu arrumar uma desculpa para meu marido e ir, pois ele faria coisas bem gostosas comigo, e que era pra eu usando uma roupinha bem gostosa e levar um dos biquínis que tinha comprado, pensei logo em seu pau dentro de mim, e já me arrepiei. Disse que estaria lá.

No domingo, fui a todos os locais que meu marido queria ir, almoçamos juntos na casa dos amigos dele, e depois eles começaram a jogar (fico impressionada com alguns homens quando começam a jogar algo, esquecem de tudo, das mulheres, dos horários, de tudo). Por volta de umas 16:00 hs, eu então disse a meu marido que queria ver um filme no cinema, ele não trocaria nunca as cartas pelo cinema, já fez cara feia, mas então eu disse que se ele quisesse, podia ficar jogando, que eu ia ver o filme, fazia um lanche por lá mesmo. Ele disse que tudo bem, que caso fosse embora, um dos amigos o deixaria no Hotel, dei-lhe um beijo e saí. Fui ao hotel, tomei um gostoso banho, escolhi uma mini saia rodadinha florida, um top, sandalinha e um dos biquínis que ele havia escolhido pra mim, era minúsculo, laços laterais, bem cavadinho atrás, estilo curtininha. Já no bairro Santo André, onde Beto morava, liguei e ele foi me buscar, deixei meu carro em um posto de gasolina, pois eu não sabia chegar na casa dele. Assim que chegou, me deu um beijo e disse que eu estava linda, fiquei surpresa, pois ele usava sunga, mas disse que era por causa do enorme calor, falou que o churrasco agora sim iria ficar bom e que alguns amigos salva vidas ainda estavam lá, que era pra eu ficar à vontade com eles. Assim que chegamos, subimos para o terraço e lá estavam Luis e Carlos, e da mesma forma que Beto, os 2 usavam apenas sunga e estavam sem camisa. Confesso que fiquei um pouco sem jeito no começo, pois só havia eu de mulher, e a roupa que eu usava era um pouco sensual, afinal tinha me vestido para o Beto. Carlos era mulatos uns 25 anos, pernas bonitas, corpo malhado. Luis era uma espécie de chefe deles, mais velho, uns 40 anos, negro, mas também com um físico muito bem feito, pernas grossas, uma cara de safado. Todos me cumprimentaram e logo me serviram cerveja, e logo eu estava mais solta, até sambava em volta deles, e já até percebia certo volume na sunga de todos eles, mas o de Luis era o mais visível. Beto então sugeriu que eu ficasse apenas de biquíni, já que estavam todos de sunga. Pensei até que era brincadeira, mas ele insistiu, entrei rapidamente no banheiro do terraço, tirei minha sumária roupa, ajeitei o biquíni e saí, pude ver os 3 me olhando com caras de tarados. Continuamos bebendo, conversando, eles me elogiavam, diziam que eu tinha um corpo bonito, me provocavam deixando bem visível a excitação deles. Beto me pegou pela mão e descemos para pegar mais cervejas, mas antes ele me levou até seu quarto e me atacou com um beijo muito gostoso, o abracei e senti seu pau em minha barriga, eu já estava molhada, ele mamou meus seios e me fez ficar com muita vontade de dar pra ele naquele momento, mas o safado tinha outros planos. Voltamos para o terraço, ficamos mais uns 10 minutos e Beto me chamou novamente para o andar de baixo onde era a casa, antes conversou algo com Carlos e Luis rapidamente e descemos, fomos direto para o banheiro, ele tirou meu biquíni e tomamos um banho bem gostoso juntos, ele esfregava o pau na minha bunda, me chupou deliciosamente dentro do box. Saímos e fomos para seu quarto, e então ele começou o seu joguinho. Perguntou se eu queria sentir muito prazer naquele dia, eu disse que sim, que desejava loucamente ser usada por ele. Acho que aquelas palavras serviram apenas para apimentar ainda mais sua mente, que colocou uma almofada bem grande no meio da cama, me colocou de bruços sob ela, deixando meu quadril empinada e minha bunda bem arrebitada, tirou 2 cordas de uma cômoda, amarrou-as em meus punhos e as prendeu nos pés da cama, me deixando imóvel. Eu estava gostando da brincadeira, ele sabia me deixar excitada com o que falava, com o jeito de me olhar. Colocou em meus olhos uma venda, dessas que se usa para tampar a claridade na hora de dormir e então eu não vi mais nada, ligou uma música alta no quarto e disse em meu ouvido:

- Hoje quero você bem putinha viu minha loira!

A música alta no quarto não me deixava escutar nada, o calor era grande, e não enxergava nada. Achei que ele estava demorando pra começar a nossa festinha, mas pensei que tinha ido dispensar seus amigos, nisso então sinto um toque nas minhas pernas, e fico arrepiada e digo:

- Vem meu tesão, me lambe todinha vai, quero sua língua dentro de mim, estou morrendo de tesão por você.

Suas mãos passeiam nas minhas pernas, ficam massageando por um longo tempo e então sinto uma língua invadir minha buceta que já estava super molhada, mas foi algo como se quisesse engolir ela de uma vez. Eu gemia, queria ser penetrada, a música alta impedia que se ouvisse minhas palavras. Aquela boca gostosa estava me deixando cada vez mais excitada. A língua ficava indo e vindo, passava na minha buceta e deslizava até meu rabinho e vice versa. Essa tortura durou um longo tempo. De repente ele para, falo que quero pica na minha buceta, alguns minutos depois, Beto tira minha venda, abaixa o volume da música, fica de joelhos na minha frente, tira o pau pra fora da sunga e enfia na minha boca:

- Chupa sua cachorra, mama minha pica vai, sua gostosa, rabuda, engole meu pau inteiro vai, quero ele todo na sua garganta. Gostou de ser chupada assim no escurinho, gostou putinha?

Tirei o pau da boca e respondi: - Sim meu tarado, amei ser chupada assim, você me deixa maluca, sua boca me deixa cheia de tesão, mas eu quero seu pau dentro de mim, por favor, me fode.

Beto voltou a colocar a vara na minha boca, eu de quatro na grande almofada, braços presos, engolia seu pau moreno. Ele dizia que queria me enrabar, queria comer minha bunda bem gostoso. Ele soltou meus braços e fomos novamente tomar um banho, eu estava suada de calor e tesão, ainda tentei fazer ele me comer, esfregava a bunda em seu pau, mas ele se manteve firme. Saímos molhados e voltamos para o quarto, e novamente ele me amarrou e me fez ficar de quatro sob a grande almofada. Ele aumentou o volume da música no quarto e fiquei alguns minutos sem saber o que ele fazia. Senti uma mão alisar minha bunda e fez isso por um bom tempo. Depois meus pés são beijados e meus dedos deliciosamente chupados, um por um, uma sensação muito gostosa tomava conta de mim naquele momento, pois jamais alguém tinha me chupado os pés daquela maneira e foi delicioso. Quando senti a boca deslizando em minhas pernas, me dei conta do que estava acontecendo, eu na verdade estava sendo chupada pelo Luis, descobri pois ele tinha uma barba rala, e quando roçou na minha coxa logo deduzi que fosse ele. Muitas coisas passaram pela minha, cabeça, tentar sair, me libertar, não sabia até onde eles queriam ir, mas o tesão que eu sentia naquele momento era muito grande, e por estar com os olhos vendados, acho que fez com que eu apenas deixasse as coisas acontecerem. Relaxei o corpo e deixei aquela boca me lamber por inteira. Minhas pernas foram afastadas uma da outra, ficando assim toda arreganhada, aquela boca então tocou minha bucetinha e passou a explorá-la de uma maneira bem voraz, aquela língua que me dava prazer parecia grande, ele me chupava como se chupasse uma melancia, se lambuzando todo com meu liquido, eu estava muito molhada, sentia minhas coxas encharcadas. A cada linguada que eu recebia, meus gemidos aumentavam, mas a música alta no quarto não deixava transparecer tanto. Meu rabinho passa a receber atenção especial, era algo muito gostoso, eu estava quase sendo penetrada por aquela língua, eu jogava o quadril contra seu rosto, queria que ele realmente me devorasse toda, e foi delicioso, quando ele lambia meu cuzinho e eu cheguei a um orgasmo profundo, minhas pernas tremeram, e a boca que me chupava me lambia mais forte ainda, passava a língua no meu grelo, e se melava com meu orgasmo. Foi delicioso. Não sei ao certo quanto tempo durou, mas aquela sessão de tortura, sendo chupada por aquela boca gulosa durou mais uns 30 minutos, e posso afirmar, foi uma das chupadas mais gostosas que eu já levei. Gozei mais 2 vezes, e sempre de uma forma bem profunda, bem molhada, bem puta. Houve um momento então, que ele parou, o volume da música abaixou um pouco e escutei a voz do Beto:

- Gostou minha loira putinha?

Respondi: - Gostei meu safado, que boca gostosa ! Que tesão, como eu gozei gostoso.

Nesse momento, ele tira a venda dos meus olhos, e vejo-o junto com Luis ao lado da cama, pelados. Fiquei impressionada ao ver o pau de Luis, era um pouco maior que o do Beto, e era bem escuro. Beto então passa a me chupar a buceta e meu cuzinho, e Luis se ajoelha na cama, na minha frente, o pau próximo à minha boca e diz:

- Tenho certeza que a puta loira sabe o que fazer agora!..Não sabe puta?

Nem esperei ele falar mais nada, abocanhei seu pau, como se fosse um pirulito, um pirulito que eu queria muito engolir todo, mas seu pau era maior que o de Beto, e eu não conseguir colocar inteiro na boca, mas o suficiente pra deixar mostrar pra ele que eu havia gostado muito de sua boca e queria retribuir todo o tesão que eu tinha sentido. A vara de Luis estava toda molhada de tesão e com minha boca nela, ficava ainda mais gostosa misturada à minha saliva. Só a mulher que já teve a oportunidade de estar com 2 homens verdadeiramente safados, sabem o prazer que temos. Beto passava a língua só em meu rabinho, enfiava com força, me deixando cada vez mais relaxada. Luis colocava e tirava o pau preto de minha boca, fudendo ela bem gostoso, colocando quase ele todo. As vezes ele tirava e ficava batendo ele na minha cara, me dando uma surra de vara negra. Eu estava totalmente alienada de tesão, o corpo todo molhada de suor e excitação, o Beto me deixava maluca com sua boca e então eu pedi:

- Fode meu cuzinho Beto, fode, não é isso que você quer seu safado? Ficou me maltratando esse tempo todo, então me enraba vai, enfia essa vara na minha bunda pois eu já não agüento mais!

Beto não perdeu tempo, colocou uma camisinha, deu mais uma chupada bem gostosa, me deixando bem molhada. Luis comentou: - Vai Beto, come o rabo dessa casada gostosa! Uma bunda dessa tamanho merece é muita rola.

Falava isso metendo o pau na minha boca. Beto guiou o pau até meu cuzinho, segurou em minha cintura e foi colocando devagar, acho que por ter já gozado algumas vezes, eu estava com o corpo bem relaxado, o que ajudou a não ter tanta dor, senti seu pau deslizar cm por cm. Eu rebolava o quadril afim de ajudar seu pau a entrar mais gostoso e dizia:

- Vai meu moreno, enfia tudo, me come gostoso, eu estava louca pra ser comida assim bem gostoso, enfia tudo vai, fode tua loira, quero seu pau inteiro!

Beto começou a colocar e tirar com mais força, eu chupava o pau preto de Luis, que me xingava, dava tapas em meu rosto, me chamava de puta, vadia, cadela, e isso aumentava ainda mais meu tesão, eu mamava aquele pau preto deixando ele bem molhado, queria tirar leite daquela tora escura. Meu corpo pegava fogo, estava sendo usada de uma forma gostosa, aquele pau negro na minha boca me deixava excitada e Beto me enrabava com uma vontade enorme, eu rebolava, jogava o quadril querendo sentir todo o cacete dentro de mim, eu sentia uma leve dor, pois raramente faço sexo anal, mas o tesão era muito maior. Acho que a vontade de Beto me enrabar era enorme, que cerca de uns 10 minutos depois ele disse que ia gozar, senti o pau de Luis inchar na minha boca, e juntos, Luis segurando minha cabeça e Beto puxando meu quadril, gozaram abundantemente, como se tivessem combinado. A porra de Luis saiu em grande quantidade, jatos fortes, que eu bebi um pouco e o resto ele fez questão de lambuzar minha cara, ficando eu toda melada. Eu ali, deitada, amarrada, toda lambuzada de leite no rosto, nossa confesso que me sentia a puta das putas! Luis saiu do quarto e foi tomar um banho. Beto me desamarrou e pediu para eu aguardar no quarto, alguns minutos depois ele voltou, dizendo que Luis já tinha ido. Fomos juntos tomar um gostoso banho, e depois voltamos para a cama. Beto então me contou que tinha combinado tudo com Carlos e Luis, pois eles já tinham me visto algumas vezes conversando com ele na praia, e que estavam loucos de tesão por mim também. Beto disse que contou sobre nós pra eles, e que queria me proporcionar muito prazer, conversou com os amigos, e disse que deixaria ambos me chuparem na festinha, mas que só ele poderia me comer, ambos aceitaram no ato, e assim aconteceu. Quando estava amarrada, fui chupada primeiro por Carlos, que foi embora em seguida, pois tinha compromisso e depois por Luis, que era o mais eufórico com a situação, e que tinha me chupado por quase uma hora. Ele disse que tanto Carlos e Luis queriam muito me enrabar, mas que ele disse que só deixaria eles me chuparem, o que foi muito gostoso. Enquanto Beto relatava tudo, eu ficava excitada lembrando das línguas me chupando, segurei sua mão e a passei na minha bucetinha já totalmente ensopada, ele nem pensou muito, colocou uma camisinha e fez sentar em seu pau moreno, cavalguei gostoso com seu pau todo dentro de mim:

- Que pau gostoso, hum, que delicia, me come Beto, me faz ser sua puta, amei a surpresa de hoje, fiquei tarada com seus amigos me chupando...hum...assim...que delicia...

- Gostou é safada, antes de você ir embora, ainda vou usar você bem gostoso, putinha loira. Aquele seu marido é um corno mesmo, uma gostosa como você dentro de casa e ele só pensa em jogar cartas e fica com os amigos.

Beto me fudeu por cerca de uma hora, de tudo que é jeito e posição,e gozou na minha cara como eu gosto. Eu tinha que ir embora, ele me deixou no posto onde havia deixado o carro e fui para o Hotel com o corpo saciado de prazer e certa que ainda teria deliciosas surpresas. Cheguei no Hotel já eram mais de 23:00 hs, meu marido assistia TV e disse que estava preocupado, mas eu disse que estava vendo um filme no cinema e por isso tinha demorado.

Beto ainda fez outras surpresas naquele verão, e tive um encontro, sem a participação dele e sem ele saber também com seu chefe Luis, e olha lindos, foi algo bem gostoso viu, mas isso eu conto depois.

Gosto muito de fazer amigos, trocar mensagens, receber e-mails das pessoas que lêem meus relatos, falando o que acharam, enfim, conversar sobre tudo, com pessoas de mente aberta e que curtam amizades liberais.

Homens extrovertidos, de bom papo, criativos e que gostem de conversar com uma casada que fala de sexo abertamente fiquem à vontade para escrever. Gatos dotados e que sejam extremamente dominadores serão bem vindos.

Aguardo suas mensagens:

[email protected]

Beijos.

Comentários

16/08/2016 20:08:35
Muito bom o conto por isso vou mandar um deis. Sou casado e morro de vontade de dar a bunda, apesar de não sentir atração por homem. Só sinto atração por picas. Gostaria muito de ser uma fêmea completa para outro macho e matar esse desejo escondido que tenho. Troca-troca tambem e bem vindo. Alguém interessado me mande mensagem... E-mail: [email protected]
10/02/2013 02:32:31
delicia topa fantasias=envia fone add envia msg ok email msn face= edybrazdf otmei
20/05/2012 22:38:04
se quiser contato isso q chamo de fazer algo valer a pena rsrsrssbjs
13/04/2012 21:57:53
Gostei de seu conto!!! Nota DEZ!!! Vou estar de @@ em suas publicações!!! Leia, vote e comente meus dois últimos contos: * Uma sexta-feira quente no Rio de Janeiro: http://sharoland-nn.ru/texto/* Clube De Casais com WEB-CAM ao Vivo e muito tezão!!! http://sharoland-nn.ru/texto/Visite e comente-os no clube-de-casais.blogspot.com.br na página (contos eróticos)... e vote ou comente! Estou no face book: facebook.com/groups/contoseroticos Abraços
13/06/2011 16:56:18
Amo receber e-mails de gatos criativos e que curtam amizade liberal e bem gostosa. [email protected]
13/06/2011 16:56:15
Amo receber e-mails de gatos criativos e que curtam amizade liberal e bem gostosa. [email protected]
20/03/2011 13:28:04
excelente fiquei muito excitado. me deu muito tesao ler seu conto. meu msn e imail e [email protected], me add ai
19/03/2011 23:55:09
Olá, gostei do conto e do convite. "Tô dentro"bjs,
19/03/2011 12:29:41
MUITO BOM, PARABÉNS! DESSE JEITO EU QUERO...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Prodroto meti pau dura na buceta da entiada dorminoporno serena ali ta doendocontos porno gay "meu novo amigo e eu"homens roludos e picudos nu de rondoniaputa no hoteldo bucetao loca de tesaoporno mae e filha oubrigada pagar agiotacontos nao resisti vi a buçeta da minha mae bebadaPapai goza na minha boquinhamenos viciada novinha molhada cracudos pornôcontos eroticos enxendo a crentinha de porraeu qeuro vidio di sexogts de fio dentau mostrando ha bucetinha na webio bucetaoda minha noraconto erotico emprestei dinheiro a nora e ela pagou com a bucetaquando voltei entrei no quarto da minha irmazinha e vi ela se mastubando dei uma bronca nela contos de incestocontos eroticos de feminizaçao parte 2manmando no glelinho sem parartransas em araruamaminha mulher domestica comida pelo cacetudocão mete ate o talo na bucetinha de uma virgem q fica grudado na buceta dela e ela tenta tirarconhado se aproveitando da conhada porrecasa dos contos eróticos patrão e empregadovideo gay vésatil mae tarada chupa boceta de filha gravida incesto contos eroticosprimos boqueteiros. Tomei o leitinho do meu primo gueizinho pornosocaaa com força malandrocontos eróticos publicados por testemunhas de Jeováconto papai nao rejeita sua filha tesudaconto papai nao rejeita sua filha tesudaXVídeos novinhas brasileiras pegando pomada no xiriSogra Contos Eroticosrelatos minha esposa chegou toda chupadaem casaAssuntos:lesbica contos eroticos patroa com sua cinta de consolo tirou a virgindade da buceta e do cu da sua empregada"virei mulherzinha" cadeiaxvideos criansiceFazendeiras e seus contos eroticos picantesVídeo mulheres grávida de nove mês com homens bem dotadocontos eroticos vovôContos eroticos mamaeeee uii aiiensopando o cuzinho com gellesbicas contando cono ébom chupar e ser chpadacontos tonando as menininhasContos eroticos incesto com titias e crentesfamilia surubacomi egua nova contomulheres estupradas por varios homens roludos ao extremoquando vc e virgem e transa fala com a pessoa q e virgeme na ele fala q vc e muito gostosa pqporno doido faxineira obedienteloirinha perguntava se fodia gostoso xvideoscontos de sexo selvagemcom velhospornor doido homem batendo poleta no banheiroContos vendo os cavalos treparem sexo fotoporno dotados verdadeiros jegue e numulher de corno lavano carrovideo de sexo narido xifrado com a comlhada escolabucetuda xoxota acucaradavídeos porno metendo na minha tia depois do carnavalchantageei e comi minha avo contovidio porno de mulheris piquenas de 120 sentano ni rolas de 44 centimetrovídeo de homem sendo estuprado no quartel brechando a b*****istorias mulheres estrupadas no cu virgem pau grande elas quase morreuo playboy e o menino da favela casa dos contosContos eróticos gay quatro guri arrombaram meu cuporn caiosercrossdress betinha 4xxxvideos gozandone buseta da ninfetacornos de belem porno contos 2017sexotc.comvideos de coroas homens procurando coroas de zendo taduedo