Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

O SOBRINHO DO MEU MARIDO TRANSOU COMIGO

Um conto erótico de Carla
Categoria: Heterossexual
Data: 27/03/2011 13:37:16
Nota 9.50

Há seis anos atrás, com 12 anos de idade, já se adivinhava que homem seria aquele menino no futuro. Minha cunhada sempre o deixava em nossa casa nos finais de semana. Ele não sentia vergonha de deixar eu esfregá-lo durante o banho, mas minhas mãos sempre roçavam em seu pênis de homem adulto. Ficava lindo todo duro.

E muitas vezes na sala, ele sentava no chão e colocava a cabeça entre minhas pernas e eu, de sacanagem, metia o pé dentro de seu short e brincava com seu pau até ficar duro.

Mas ele cresceu...

Agora, com 18 anos, André, o sobrinho do meu marido, toda semana fica em nossa casa, por ser mais prático para cursar a faculdade em Campos, já que ele mora em Macaé. Assim não precisa viajar todos os dias.

Em nossa casa tem uma suite, super especial, pois foi nela que perdi minha virgindade com meu marido. Pois foi em nossa casa a nossa lua de mel. Embora necessitando de uma reforma, é lá que o André dorme, pois ocupamos o da quarto da frente.

Sou loira, olhos verdes, 1.65, seios médios e firmes, bumbum arrebitado e coxa grossas, com 25 anos. Por onde passo ouço os mais diversos tipos de elogios e cantadas.

De vez em quando meu marido faz perguntas sobre meu dia a dia. Falo como tudo foi normal. Mas quando comento sobre os elogios que recebo sinto que ele fica muito excitado.

Quando estamos fazendo amor, ele tem mania de me perguntar se eu não tenho vontade de transar com outro homem ou se já me interessei por alguém. Respondo que sou uma mulher normal. Com todos os desejos e sonhos.

Quando vamos gozar, ele pergunta de não quero pensar em alguém. Já pensei e gozamos muito gostoso. Mas tudo não passa disso.

Apesar de casar muito nova, sem mantive minha fidelidade.

No início, André era muito quieto, mas foi se soltando e hoje brinca como antigamente, me agarra de brincadeira e me beija quando chega e quando sai.

Nesta segunda-feira,, meu marido precisou viajar e fiquei em casa sozinha. Quando o sobrinho chegou, por volta das 15 h., como de costume, me abraçou e beijou normalmente e ficou sabendo sobre a ausência do tio. Foi estudar e na volta, por volta das 23 horas, foi tomar seu banho e sentou para assistir tv. a meu lado. Demorei mais um pouco e me levantei dizendo que iria dormir. Fui até a pia da cozinha e ele me abraçou por trás, me dizendo boa noite e me segurando.

Desta vez senti uma diferença. Ele me beijou muito devagar e em minha bunda senti uma coisa de grande volume e dura. Me arrepiei. Pois nunca me despertara algo diferente de uma amizade.

Disfarçadamente, me desprendi dos seu abraço e fui para meu quarto. Onde passei a noite em claro pensando na cena. Me masturbei duas vezes, pensando naquele membro e nas conversas que meu marido tinha comigo. Foi uma soma de t tudo que me deixou confusa e angustiada.

No dia seguinte, terça-feira. Tudo foi igual. Quando ele chegou a noite, me agarrou por trás e me beijou demoradamente. Aquela coisa dura em minha bunda. Maliciosamente, dei uma reboladinha chegando mais pra perto dele. Ele me segurou mais forte e me beijou o pescoço. Enfiava sua lingua em minha orelha e a mordiscava. Me fazia carinho em meus cabelos. Desceu sua mão até minha cintura e me grudou nele e começou a se esfregar em minhas nádegas. Já estava toda molhadinha. Me virou de frente e nos beijamos demoradamente. Começou a abrir minha blusa e me beijando foi descendo até meus seios que quase entraram em sua boca quente e carnuda.

Estava ficando louca de tesão e ele sem parar desceu minha bermuda de lycra que deixava todas as minhas curvas a mostra. Eu ali entregue àquele menino. Retirou minha calcinha e começo a me chupar toda. Minha umidade jorrava no canto de sua boca. Sua lingua me possuindo pouco a pouco.

De repente parou, me pegou no colo e me levou pra quarto.

Tomei um susto quando vi aquela vara de 23 cm. ereta e com a cabeçonha inchada. O do meu marido é muito menor, só 16 cm. que me satisfaz plenamente. Levou minha boca ao encontro daquele pau que mau cabia. Só dava pra eu morder a cabeça. Ele já estava a ponto explodir.

Com muito carinho, me deitou e veio por cima de mim. Dominada não pensava mais em nada a não ser naquela penetração que parecia inevitável.

Abriu minha pernas e colocou na entrada da minha xaninha macia e rosada. Comecei a sentir aquele monstro me rasgando. Dor e prazer era um sentimento só. Ele me devorou com estocadas fortes e demoradas. Ao mesmo tempo que pedia para ele parar, o puxava mais ainda para dentro de mim. Gozamos três vezes alucinadamente numa entrega total. Nos relaxamos. Tomamos um banho juntos e fomos dormir, cada um em seu quarto, sem uma palavra sequer.

Nesta noite dormi muito. Cansada de tanto fazer amor. Ainda sentia escorrer de mim aquele monte de esperma do meu garoto.

Na quarta-feira, nos levantamos de manhã, tomamos café e não falamos nada da noite anterior. Amanheci carregada de tesão mas, meio sem jeito.

Propositalmente coloquei meu short-dor vermelho de rendas, bem coladinho que chegava a dividir minha boceta. As nádegas semi-desnudas com as dobrinhas a mostra. Cheia de amor pra dar.

Quando chegou, me beijou na boca demoradamente. Trocamos lingua. Tomou seu banho e novamente sentou a meu lado pra ver tv. Pegou minha mão e levou ao encontro do seu pau que já estava ereto como um toco. Puxou minha cabeça bem de devagar e me fez engolir aquele gigante. Gozou em minha boca. Bebi todo aquele esperma do homem que me fez trair pela primeira vez.

Beijos, chupadas, carinhos. A minha xaninha ficou o dia todo desejando ser novamente penetrada e rasgada por aquele pau grande, grosso e gostoso. E assim, mais uma vez repetimos as loucuras da noite anterior. Dormimos juntinhos até acordar com a claridades do sol.

Devido a um vazamento no quarto em que ele dormia, meu marido chegou trazendo um pedreiro para consertar, o que não deu tempo, ficando parte do trabalho para o dia seguinte. Quando meu marido chegou do trabalho, tomamos banho e fomos almoçar. Me perguntou se estava tudo bem e como foi o comportamento do sobrinho na ausência dele. Disse que tudo normal. Mas ele insistiu parecendo sentir um ar diferente. Perguntei qual o motivo da insistência e ele me contou: Quando voce entrou no box para tomar banho, notei que sua calcinha estava encharcada e com cheiro de esperma. Disse que mais tarde conversaria com ele.

Quando André saiu pra faculdade meu marido chegou. Disse para tomar banho que precisava conversar com ele.

Quando terminou, lembrei das coisas que ele falava pra mim sobre transar com outro homem e se eu queria pensar em alguém. Disse que rolou um clima entre eu e sobrinho dele e trocamos uns beijos. Pensei que ia ficar furioso. Mas ele perguntou: Foi só isso? E qual a explica da umidade na calcinha. Pode falar que não vou brigar. Então tomei coragem e contei tudo que aconteceu. Ele ficou excitadíssimo e me chamou pra fazer amor.

Transamos muito. Gozamos muito. Ele comentou que minha xaninha estava mais dilatada.

Quando o sobrinho chegou estávamos sentados na sala já em trajes de dormir. Tomou seu banho e ficamos conversando mais um pouco. Devido a obra no quarto em que o sobrinho ficava, apanhei um colchonete para arrumar a cama na sala. Imediatamente me marido disse para eu arrumar ao lado da nossa cama, pois a sala sem cortinas, deixava penetrar o sol muito cedo e assim ele poderia dormir até mais tarde.

Senti que aquela atitude era uma maneira de me provocar, então fiz o que ele pediu. Arrumei o colchonete do mesmo lado em que eu dormiria. Dei boa noite, um beijo em cada um e fui dormir. Minha xana perecia um vulcão. Depois de uns vinte minutos eles também vieram dormir. Meu marido quando dorme parece que apaga. Podem levar a casa. Chega a ser perigoso.

Aquela atitude do meu marido em mandar arrumar o colchonete no quarto e a minha de arrumá-lo do meu lado era muito suspeita.

A luz do abajour bem fraquinha era um costume nosso. Uns trinta minutos, senti aquela mão fofinha segurando a minha. A retirei. Era a do sobrinho. Agora la vinha ela alisando minha cabeça, rosto e seios. A retirei novamente. A cama balançou. Mais uma vez ele me puxou sem dar uma palavra. Já ia recusar, quando meu marido balbuciou em meu ouvido: desce. pensei que ele não tivesse acreditado no que contei, mas ele voltou a balbuciar em meu ouvido: sou louco pra ver minha mulher gostosa transando com outro. faz de conta que estou dormindo.

Desci bem devagar e começamos a nos beijar. Ele já estava sem roupa. Aquele mastro arretado em pé. Retirou minha roupa e me chupou da cabeça aos pés. Enfiava aquela linha grande em minha xana. E começamos uma foda louca. Cheguei a esquecer que meu marido estava ali do nosso lado. Não poupei os gemido que vinha de dentro de mim. E começamos uma foda louca e alucinante.

Ele me pediu para ajoelhar e colocar as mãos na cama. Pegou aquele caralho enorme e foi enfiando na minha xaninha por trás e começou um vai e vem frenético que balançava a cama toda. Eu ali sendo enrabada por trás e frente a frente com meu marido que fingia dormir, mas assistia a tudo. tirei o pau do meu marido pra fora sem que André percebesse e comecei a chupá-lo. Não demorou muito e meu marido gozou em minha boca. Já no auge da transa, comecei a gozar loucamente. Gozava e bebia a porra do meu marido. Foi demorado demais. E as estocadas continuavam em minha boceta inchada quando ele soltou um urro e botou dentro de mim vários jatos de esperma.

Fomos tomar banho juntos e voltamos pra dormir.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
06/11/2014 16:47:36
Nota mil para esse conto, meu marido e eu somos de Macaé e gostamos muito de ler contos eróticos e ai,da mais sabendo que esse conto foi escrito por uma mulher da nossa região moramos em macae mais conhecemos bem campos adoramos o conto e eu e meu marido já pensamos na ideia de colocar seu sobrinho na nossa casa tbm aguardo seu contato bjs
17/08/2011 15:48:40
não gostei munto não,eta corno manso,
24/04/2011 19:10:53
10
24/04/2011 19:10:03
Muitos maridos gostaria de estar no lugar do seu. Mas falta coragem para admitir tal proeza.Como acredito piamente que é possivél amar mais de uma pessoa. Deixe-me explicar: Quantas pessoas nos fazem bem e, daí para um beijo, m abraço e muito mais é uma coisa normal. Vocé é maravilhosa e seu conto tem o seu perfil.
14/04/2011 01:13:45
Adoro transar com casadas na frente do marido para ele ouvir a mulher gemendo, rebolando, fazendo todas as coisas que ela tem vontade de fazer com outro macho. Sou carinhoso, safado e com 23cm de pau, grosso e cabeçudo. Casais liberais e muito safados entrem em contato.
03/04/2011 17:07:56
A sutileza de como tudo aconteceu e a leveza com relata o conto me transportou como se eu estivesse vivendo a estória. Parabens e nota mil.
28/03/2011 09:09:02
Uma beleza de conto cheguei a fica com tezão...
28/03/2011 06:57:47
nota 10 me add
27/03/2011 20:29:43
Seu relato é extremamente escitante. Bem elaborado e contado. Quem me dera um dia estar neste quarto especial. me convide. Te aguardo.
27/03/2011 19:27:09
ola carlinha,campos cidade das mulheres bonitas e quentes, realmente vc mora numa cidade de lindas mulheres,com certeza vc tambem deves ser uma bela esposinha, adorei seu conto,realmente exitante e maravilhoso,,sou casado,moro na cidade do anfre, pertinho de vc,e adoro uma gostosa cumplicidade com casadinhas,, pode me add no msn..
27/03/2011 18:59:19
mt bom..nos add no msn, quermeos te
27/03/2011 18:38:30
o conto está muito bem construído, tesudo. 10
27/03/2011 17:57:27
Muito bom, aproveita o maridão liberal e gosa bastante.
27/03/2011 15:42:03
MUITO BOM!
27/03/2011 14:46:43
27/03/2011 14:04:43
Muito bome nada melhor do que uma mulher experiente e cheia de tesãocontinue contando, pois tenho certeza que ainda tem muitas experiencias p/ relatar. Lincoln
27/03/2011 14:03:05




Online porn video at mobile phone


video mae destraida arrumando a casa e filho bulinando querendo fude videoporno.com negao levanta a saia da gostosa casada enfia até o saco surpresa pra o corninhocontos de machos dominando cornos submissoscontos eroticos sou safada mostrei meu cu para amiga como estava largoxvideos meu tio dei ou manusearcontos gay Mandou eu esperar vestido de putinhaporno doido faxineira obedienteseja perguntei a vida de sexo de travesti pornô com a nossa prima de vozcinquentona brincando com pauzudo dentro do carrocarroceiro socando com forsa na novinhafilme pornô de pais brasileiros transando com as suas filhinhas dopados com soníferocontos saunas velhos chubbys gaysmarisa cm sede de pica grande chamo um negao para foder gostoso em conto o marido trabalhaContos gay novinho que foi rasgado por varios homensos filhos gemeos da minha mulher evangelica contos eroticoscontos eroticos de moreno perigosowww.casadoscontos/machopeludo.combaixar pro celular videos novinha gordinha de chortinho dando pro irmao pauzudopornô mãe usina puheta mãomamilos da minha mae contos eroticoscontos eroticos namorada vendada pica irmãoamigos fodem o casal bi que arranham na rua pornovidio menina batendo uma siririca vendo padastro tomando baiomulher de corno lavano carrobuseta.daclaudia.ranharxxx carariu granditio seu pau nãovai caber na minha buceavidio menina batendo uma siririca vendo padastro tomando baiocontos erotico coroacasado comendo onovinhoconto. andando de moto taxi. comi o cu de uma menina rabudacontos eroticos mulher casada bi sonia e suas amigaspaguei mas gozei gostoso na filha evangelica da empregada minha contossubornei meu primo gay pra comer elesexo contos eroticos comi minha prima d menor nordestinazoofilia homem fode potra recém nascidainiciando meu marido experiência inversão videosxxxcache:PjjgrxSVmoYJ:zdorovsreda.ru/texto/2013011214 gostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticosO vizinho safado do 205sogra gostosa de cabelos crespos fudendo com amigo do genrovideo de porou dirano vigidade da namorada vedtidoVer garotos com 16 cm de picalésbica com p********* chuchada na garotinha gostosaincesto encaixada no colo do pai perto da mamãepornopaumostrocontos eróticos uma vida incestuosa como tudo começou pt 3filho pego a mae a pucho videus porno.comdoce nanda parte cinco contos eroticosporno sobrinho vai dormi mais tia e fica de pau duro embaixo do lencoucontos eróticos a aposta da esposacombinamos chupando os peitos da mulher fazendo sexo ela gritar onlinecontos eróticos eu e meu sobrinhoporno jaritaca pau grande traivirando a buceta do averso com pauzao monstropornografia.manzorrasPornopiroconaporno secretaria aser estupprada no escritorio e gozada dentro da vagina sem ela quererTenho fetiche de beijar os pés da minha namorada quando ela está usando rasteirinhaseu tava tomando banho e meu pinto tava duro minha mae rabuda chegou e eu fudi elaconto de como come meu maridovideos de cunhada se esfregando no marido da irmaconto erotico viado foi no pagode na favela e deu o cu pro travestibeceta melecada fazeno barulinho fudenocontos eróticos lesbicos strapon putinha vadia vagabunda fudermete essa piroca noeu cu mim arba porno doidocontos de sexo depilando a sogracontos bi vi meu pri meter na prinha prima fiz ele comer meu cu e eu fudi elávideo sexo de perveção com minha mãemulhe.michando.eigual.homem.que.tem.um.grelao.que.prece.uma.rola.que.ela.bati.punheta.igual.homem.e.goza.espurrando.porra.fota.Tonhão transa com sua cadelaWxvidio comedo di ciufilme porno brasileiro pai mostra para filha seu pau monstro e ela se assustaevangelicas na zoofilia com cachorrocontos eu meu padrasto fodemos gostosoconto erotico briocopornodoido comendo aminha madrasta emcanto eladormirDesabafo de uma mae cap Vmarido .que gosta de ser corno xpirn