Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Mãe ou madrasta, não importa ante disso ela e uma mulher

Autor: sou foda
Categoria: Heterossexual
Data: 19/04/2011 16:49:17
Nota 9.40

Antes de eu mora sozinho, morava com o meu pai, nesta época morávamos eu, meu pai, minha irmã e minha madrasta, uma mulher trabalhadora, porém com alguns conceitos antiquados, devido a sua religião,ela era até que interessante,pois usava aqueles coques de cabelo, e usava saias que apesar de cumpridas marcavam bem a silhueta, revelando que por baixo delas havia uma bunda não muito grande, mas empinada, e os eus seios depois de terem amamentado a minha irmã ao contrário de outras mães não diminuiu nem caiu, ficou deliciosamente durinho e grandinho.Bom, nunca passou pela minha cabeça nada em relação a minha madrasta, pelo contrário sempre a vi como outra mãe, mas o que importa é que eu percebia que meu pai e ela não tinham muito de se abraçarem, e acho que devido aos nossos quartos ficarem um de frente para o outro, o sexo era algo que já não acontecia há muito tempo. Certa vez minha irmã e meu pai foram dormir na minha vó, pois minha vó fico duente, então só fiquei eu em casa e minha madrasta que viria do trabalho.Porém ela não sabia que eles não estariam, quando ela chegou, eu contei o que tinha acontecido, ela disse que tudo bem, ligou para o meu pai na minha vó, só para ter certeza, e ao desligar o telefone, percebi um estranho brilho nos seus olhos e um leve sorriso para mim, e desceu para tomar banho e fazer a janta, sem antes ter se demorado no seu guarda-roupa, procurando algo, que até poucas horas depois eu saberia, eu continuei deitado, vendo T.V, enquanto ela se ocupava dos afazeres, dados alguns minutos ela me chama me dizendo que o jantar estava pronto, desci e para a minha surpresa, a encontrei com uma camisola, branca, totalmente transparente, que era impossível não deixar de notar o corpo maravilhoso, que minha madrasta tinha, sua bunda era bem durinha e empinada, e seus seios mesmo com o feltro da camisola, me fizeram pensar em como seriam sem nada, não pude disfarçar uma certa excitação que se mostrou através do meu short, o que ela me respondeu com um leve sorrisomaroto em seus lábios,durante o jantar conversamos bastante, coisa que raramente faziamos em presença de meu pai e de minha irmã, e acabei elogiando sua camisola, o que ela prontamente respondeu: Gostou! eu sabia que você iria gostar!!, me deixando um pouco constrangido, e usava um perfume que era uma delícia, terminamos o jantar e eu falei que iria subir para o quarto, o que ela respondeu que iria lavar a louça e logo subiria em seguida. Fiquei no quarto e logo em seguida escutei os passos na escada de minha madrasta subindo, ao entrar no quarto, ela sem seri´mõnias desligou a T.V e disse que precisava ter uma conversa séria, eu achei que era bronca e fiquei esperando ela falar. Ela disse:_ Felipe! Eu não tenho reclamações de você, pelo contrário, você está agindo mais do que um filho, e sim como o veradeiro homem da casa (pois arcava com todas as dispesas casa graças meu empenho em me torna alguem na vida, tinha um otimo emprego), e acho que não está tendo a recompensa ne cessária, por isso, eu e seu pai não estamos tendo uma vida normal de casado, pelo fato de ele não estar se sentindo mais como o homem da casa, ele anda me repudiando, então eu venho pensando, nisso já há algum tempo, se você é o veradeiro homem da casa, tem que ser tratado como o tal, já que tivemos a sorte, de ficarmos esta noite sozinhos, quero te tratar como se você fosse o meu homem, e eu quero que você me trate como sua mulher, morro de desejos por você, não aceito não! Como resposta! Ouvindo aquilo eu disse:- Apesar de não concordar (e acha que aquilo tudo parecia sonho, seria burro se não aceitace) eu vou ser seu homem, hoje, por que você está muito gostosa, e eu estou louco pra sentir meu pau dentro de você?? Ela ficou em loca me olhando, eu me senti um pouco arrependido, mas o prazer acabou prevalecendo:-Venha Felipe! Vamos pro meu quarto! Ela me pegou pela mão e me levou pro quarto que já estava como a cama arrumada, ela realmente preparou todo o cenário, havia apenas o abajur aceso, criando todo o clima, cheguei por trás dela, puxando seu corpo contra o meu, fazendo ela sentir o meu pau, extremamente duro e latejando, o que a fez estremecer, beijei sua orelha, seu pescoço e ela motivada me ofereceu sua boca, que eu beijei longa e demoradamente, com extrema paixão, enquanto puxando as alças, deichei sua camisola escorrer do seu corpo, revelando um corpo marvilhoso, eu com a mão direita eu acariciava os seus seios e beliscava o seus mamilos muito duros de tesão, enquanto com a esquerda eu explorava sua buceta esfregando seu clitóris, fazendo com que minha madrasta quase em colapso, dizer:-Ohhh! Beto!! Faz tanto tempooo!! Que delícia!! nunca seu pai nem óutro homem fez isso em mim!!estou quente!!Muito quente!! e continuou mamamndo da minha boca, realmente minha madrasta era muito gostosa!! ela se virou e tirou minha camiseta, beijando e mordendo o meu peito, enquanto eu apertava e explorava uma bunda que eu nunca tinha visto igual, ela ficou meio receosa em tirar meu shorts mas quando tirou e viu meu pau pulsando, ela encostou em meu corpo com um abraço e um beijo molhado, só para sentir o meu pau quente em sua barriga. Realmente estava uma delícia eu sentei na cama para ficar com o rosto na altura dos seus seios, ela veio e encostou-os na minha boca comecei a chupá-los avidamente, eram uma delícia, lanbia, beijava todo ele até a auréola e depois chupava e mordia seus mailios, ela estava em êxtase, e dedilhava sua buceta com meus dedos, que pelo mel que escorria,estava louca pra receber minha pica dentro dela, mas caprichei nas preliminares, levantei e disse : Renata!! quero que você chupe meu pau!! quero gozar na sua boca, e vê-la tomando minha porra!, percebi que ela ficou meio indecisa e receosa, fui abaixando sua cabeça em direção ao meu pau, e ela começou passando a língua por toda a glande, o que me fez dar pequenas tremidas de prazer, em seguida abocanhou a cabeça e foi descendo até eu sentir sua garganta, e continuou subindo e descendo cadenciado, fazendo com que seu lábios bem molhados criassem um atrito delicioso, eu dizia:-Ai Renata, que boca gostosa quentinha!Que delícia!!Chupa o meu saco!! Ela continuou ali, chupando deliciosamente cada contorno cada veia, o que estava me deixando cada vez mais fora de controle, fui sentindo uma tremedeira, uma vertigem a cabeça do meu pau inchou de tal maneira, e com uma sequuência de gemidos, enchi a boca da minha madrasta, com jorros e mais jorros de uma porra quente e cremosa como eu mesmo nunca tinha visto, mesmo depois de ter engolido muita porra, eu ainda continuava esporrando com força, que Renata, punhetando maravilhosamente, espalhou em sua cara e seios, depois de terminar de limpar todo o meu cacete com sua língua e engolindo o que restava. ela disse que iria se limpar e já voltava. Não estava acreditando, minha madrasta tinha acabado de me chupar e tomado todo meu esperma sem reclamar e disse que voltaria para mais, ai eu fiquei louco, precisava meter nesta mulher, nisso ela entrou no quarto, veio em minha direção, e me pegou em um longo e demorado beijo, molhado, nossas línguas brigando na boca, enquanto minhas mãos passeavam pelo seu corpo, ela estimulava punhetando meu pau a ficar novamente duro, deiteia na cama e fui lambendo e beijando suas pernas, depois fui subindo pelas suas coxas, ela tremia e gemia baixinho, fui me aproximando de sua racha, que realmente era muito bonita e bem cuidada seus pelos eram bem aparados fazendo um lindo desenho, enquanto seus grandes lábios não eram estufados, e sim com um certo inchado que convidava, eu me concentrei ai, comecei abrindo seus grandes lábios com minha língua o mel que saia de sua buceta era enorma, cremoso, minha madrasta já gemia descontroladamente, continuei nos seus lábios caçando seu clitóris, quando ele saltou pra fora, durinho, comesei a chupá-lo e mordê-lo como se morde uma uva, ela tremeu, gritou e gemeu dizendo:-Ai Felipe! Ai ! Tô gozando!Ohhh!! e se acabou num derrame de todo seu gozo em minha boca. Minha pica já estava explodindo de tesão para penetrá-la, então eu disse:-Renata, quero fuder você, quero gozar bem dentro de você,e fazer você sentir minha porra quente!! ela respondeu: Vem Nenem!! Me faz gozar com a sua pica bem dentro de mim!! quero sentir todo o seu pau mexendo e gozando !! Me ergui e ela abriu bem as pernas e a penetrei de uma vez só, aproveitando a sua lubrificação enorme por causa da chupada que eu dei! Ela e eu gememos alto, pois a sensação de meter em sua buceta foi amravilhosa:Ai bebe! que pau quente, que delícia ele dentro de mim!! Ohhh!! e eu respondia:-Ai Renata! que buceta molhadinha!! Vou encher ela de porra!!, e comecei um vai e vem, com força mas valorizando cada espaço, ela gemia, e me abraçava, eu a golpeava sem dó, e beijava sua boca, éramos dois selvagens na cama, bombava com força aquela buceta, que de tão molhada fazia um som que enlouquecia, eu sentia as contrações de minha madrasta, que anunciavam um forte gozo,o que ajudou a acelerar ainda mais o meu, eu comecei a sentir o orgosmo vindo, e ela també dizendo:`-Ai Bebe!! vOu gozar, vou gozar no seu pau, querido! e eu disse uma coisa que há muito tempo eu queria dizer: Ai Renata! eu te considero mais do que uma madrtasta, eu te considero minha mãe! e agora eu estou pra encher você com a minha porra! Sente a porra quente do seu filho!! Tô gozando !! AHHH!, e gozei, gozei jorros de porra quente, que ela recebia com gemidos e as contraçoes da sua buceta em volta do meu pau fazia sair mais porra,gozei muito demoradamente dentro dela ficavamos ali tremendo e gemendo sentindo o gozo um do outro! tirei meu pau pra fora e ainda esporrava, ela punhetou meu pau espalhando o resto da porra em sua barriga e seus seios. Quando olhamos no relógio já eram 4:00 hrs. e ela disse:-Felipe, preciso dormir por que daqui uma hora eu acordo!, eu dise tá mais eu quero comer o seu cu antes!! quero gozar no seu rabo!! Ela então deitou-se e abriu bem a bunda, fui no meu quarto e apanhei um KY, para não maltratar de uma vez, voltei e vi aquele cuzinho lindo, e não resisti e comecei a enfiar a língua naquele buraquinho, minha madrasta já gemia alto, então passei Ky nos dedos e comeceia a estimular seu cuzinho, para receber minha trolha, ela rebolava no meu dedo, facilitando ainda mais,passei Ky no pau e fui forçando a entrada, estava bem apertadinho ia forçando e Renata chorava convulsivamente, dizendo:-Ai Bebe! Ai meu filhinho! tá doendo muito! e eu respondia : Ohhh! Renata!! eu tenho que comer esse rabo!!Você tem que sentir meu pau nesse cuzinho maravilhoso!Vou enche ele com o meu leite quente! e fui forçando até entrar a cabeça, quando entrou a cabeça, ela não resistindo forçou seu corpo para trás fazendo todo o cacete se enterrar no seu cú sentia minhas bolas baterem na sua buceta, ela soltou um grito enorme de fêmea no cio! E dizia:Ai Porra! me fode ! me enraba que nem cavalo!! Quero sentir toda a sua porra quente no meu cú!! Ai Porra!! me faz gozar!!! e eu enrabava Renata com tesão selvagem, a sua bunda era uma delícia, e eu estinmulava seu clitóris com o meu dedo, e seu gemido me deixava doido, fui acelerando cada vez mais, o cú engolia meu cacete dentro dela, e o jogava pra fora numa cena gostosa, eu estava quase gozando, e disse: Ohhh! Renata, vou encher você com a minha porra, vou fazer você gozar junto comigo, rebola na minha vara!! faz eu gozar!! e foi o que ela fez trememos gritamos e gozamos, ela chorava, e dizia : Ai Felipe! Ai Filho!! Obrigada! Obrigada por sentir esta porra quente, obrigada por me fuder e me fazer gozar!! e eu a enchia com os meus jatos, vários enormes jatos de porra quentíssimos, quando eu tirei o pau pra fora ainda punhetei uns cinco na sua bunda e nas suas costas, enquanto escorria do seu cú um grande filte de porra! ela adorou!! e acabamos nos beijando!! depois disso ela levantou-se e foi tomar banho, eu fui logo em seguida, e não resistimos ela ainda me deitou no chão no chuveiro com a água caindo, ela cavalgou no meu pau até gozarmos mais uma vez um orgasmo forte, onde deixei sua buceta cheia do meu esperma, e antes de ir trabalha na hora que ela estava se vestindo ainda gozei na sua boca e seios depois de uma boquete.

Comentários

06/01/2013 22:39:41
muito bom
30/03/2012 06:55:01
10
26/04/2011 15:58:38
Delícia!
20/04/2011 09:00:11
sei que tem continuação..... demais

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


quero ver as evangelicas toda nua e peladinha vigen pernas a bertas peito de fora durinhocache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho full hd xxx videos of cologirasexoalvesfiumeporno minisaia encoxadameus amigos me comiamcontos erotico eu moleque vi minha tia amamentando seu bebesikis iremmemulheres gelo gande metendo piquito da outracontos transando com cunhado mais novoencoxei minha tia peituda (contos).chateou a amiga até ela dar o cu vídeo amador mobile filme porno home reprodutomulheres gostosas fazendo garganta profunda com penis muito grandes e enfindo todo na sua guela e ele vai e gozasó bucetinha novinha na ommmmmcontos heroticos com fugitivosx vídeos enquantoo novinho se masturbavaaté gozar o negão metia lhe a picagordinhas costurado dando 2017 bundãomulher trasando cem saber com oltrocontossou safado como minha maenegao fodefo cu forcaempreggadas tesudas escitando patrao no youtubeContos eroticos pai liberal.comchamou a enfermeira pra cuidar do marido e flagrou trepadalésbica com p********* chuchada na garotinha gostosatecido brilhoso pornfodendo gestantesFeitichi d evangelica c homemnariz de policial dando o priquito a outros policialconto gay o Doce nas suas veias capítulo 2dei a xoxota para irmaonovinha deixou o tii passar a mao na bucetinha em troca de dinheiroTenho fetiche de beijar os pés da minha namorada quando ela está usando rasteirinhasmulher caga incontrolavelmente no sexorelatos de casadas que treparam e engravidaram dos seus amantesdando pro supervisor contoassistindo filme com a tia e perder pra dica abraçadinho xvideos dabuceta das gostosa da novela das 9:00vidios pornnou que mae e filha tranza com o meismvai novinhas so grelao shortinho enterrado na bucetacontos corno e meus amigos pegamos minha esposa rabuda de fio contosfilme porno esposa gosta de varios na frende do marido corno ela goza ate desmaia de tanto gozacontos eroticos como eu virei puta de um velhobigbundagayhistorias eroticas perdi minha virgindade anal e vaginalTenho fetiche de beijar os pés da minha namorada quando ela está usando rasteirinhasfotos de buceta de mulutaSo video de 5 minutos porno buceta e rolas de 16centimetrogang gang varios machos da familia italiana fodendo minha filha putamasturbando na cama serrando com travesseiro pornodoidofotos de bucetas lusinhas brancas rosadaswww.tufos gostosa tomando banho no muro de fiu dentalnovinho cabaco de 15 menino sendo pego pelo tiozaoCONTOS EROTICOS DE JARDINEIRO PIROCUDO COM MAE E FILHAStrês machos rasgando o c* da n***** pedindo mais v**** dupla 300 e relaxada aberta chupando sem parar na boca v****dou o cuzinho mas sofro muito ele tem um pauzaoperdi a virgindade pq quiz conto incetobolonhesa fodendo porno doidoquero pesquisar filmes pornor com negros super dotados arregassando cu e bucetas de mulheres loiras tirando sangue do cursinho delasvampiro cumedor de bucetaFoto picudo estotando a bucetinha da casadavídeo de sexo de Osasco heloisa dando o cu para doiscontos de podolatria com sandalia de salto finoMULHERES GOZANDO COM FORTES MODISCADAS NA ROLA DO CARA DE MUITO TESAOxvıdeos mınına querendo pıntao na bucetınhasubrinha olhando seu tiu nupornô anal com mulheres dando rabão gostoso tesouro com perna tá tendo mais daqueles bem quente mesmoincesto mãe devassa da xana famintaporno em desenho popai comendo a olivia sem pedir idadexvideos cu estalo rompendo as pregras fazendo barulhosexo pregando no fagarmeu filho mais velho fica excitado ao me ver dando de mamar o bebe.Conto uma vida incestuosa PT2.2lidabucetabaixar pro celular videos novinha gordinha de chortinho dando pro irmao pauzudoksalswing2011quero ver lindas travestis entrando em enormes rolas ate gozarem nelas videos boas fidascontos eroticos gratis transformei minha esposa em uma putagosada no trem lotadovídeo pornô caseiro mulher voltado foi traído e dá o troco e ele transa camisinha se faz para colocar no coloca em quando vê tudo e ela deixa como comer essa p*** para o c**** vem sem camisinhavideos porn daquelas mulheres enquanto fodem ela mete a mão na boca depois a mão que estava na boca vai a vagina no pornuhsenhora de idade pratica zoofiliavideo olhei peludo no banho deu vontade de chuparConto erotico gay o bom filho a casa torna capitulo 10queria ver vídeo de sexo com lindas coroas chorando e gritando no pau do negão dos peitão e bundão ela g****** junto com negão e o negão g****** junto com ela no pau ela g****** nos corre na gala chorando e gritando de dorde menino 18 anos vídeo de sexo de menina de 18 anos favor urgente na boca o cara dormir à tarde vídeo de sexo de 18 anos por favor eu filme pornô de 18 anos e muita safadezaContos erótico brinquei de esconde esconde e arrombarao meu cubucetas inchcadas na calcinhasvideo pprno gta ida sr mastutbando com pepinowilma dos flintstones trepandoincesto tio tirando virgindade da sobrinha de dez anos no semáforomeu filho pintudo conto