Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Contos Interraciais volume 1 - A Empregada

Autor: Narradora
Categoria: Heterossexual
Data: 22/04/2011 21:16:22
Última revisão: 27/05/2011 21:55:50
Nota 10.00
Assuntos: Interracial
Ler comentários (0) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Vitória era casada com um cara grosso e ignorante, que não queria que ela trabalhasse, mas como ele vivia com pouco dinheiro, ela teve de arrumar emprego de doméstica. A situação piorou quando ele ficou sabendo que ela iria trabalhar na casa de uma família negra. Para ele era o cúmulo.

- Mulher minha trabalhando para negros? Então agora o mundo está virado mesmo... alguns anos atrás, teríamos escravos em casa.

Ela ficou decepcionada com o comportamento do marido, mas isso era até fácil de prever, num beberrão como ele. Por isso, ela bateu o pé e continuou no serviço, gostando ele ou não. Afinal a grana era boa.

Independente do dinheiro, a família para quem trabalhava era muito simpática, e sempre a tratava muito bem. Inclusive, Fabiano, o filho adolescente do casal.

Ele era um negro musculoso, e estava realizando o serviço militar, por isso estava com um belo corpo, devido aos exercícios que fazia. Muitas vezes, eles flertavam de brincadeira, quando ficavam sozinhos.

- Quer alguma coisa, Fabiano?

- Será que se eu pedir o que eu quero, você me dá?

- Olha que eu dou, hem? Será que você dá conta?

Vitória era uma mulher de 35 anos de idade, mas tinha um corpo gostoso. Loira natural, com 1,63 de altura, 54 quilos, 65 de peito, e 97 de rabo, ela era uma coroa bem gostosa. E Fabiano sabia disso.

Mas tudo não passava de brincadeiras inofensivas.

Até que um dia, seu marido varou a noite na rua, e chegou em casa bêbado, feito uma porca. Ela ficou irada, mas ele gritou um monte de besteiras, chamou ela de puta safada, e outras coisas...

Ela foi trabalhar visívelmente cabisbaixa. Chegando na casa onde trabalhava, Fabiano estava sozinho, de folga do quartel. Ela nem brincou com ele, e foi direto aos seus afazeres. Ele, como havia saído do pernoite, dormiu boa parte da manhã. Quando acordou, foi tomar um banho.

Ele saiu do banheiro enrolado na toalha, e se assustou com ela no corredor.

- Que foi, Fabiano? Você não tem nada que eu já não ví.

- Mas você não viu igual ao meu...

- Porque você nunca mostrou. Você só fala, é muito mole.

- Olha que eu mostro, hem...?

Vitória não sabia ao certo o que estava e passando na cabeça dela, mas a raiva do marido, e talvez um pouco de desejo por aquele nergo, ali, peladão, fez ela ir até ele, e arrancar a toalha.

- Deixa eu ver logo essa coisa.

Não era tão grande assim, mas era bem bonitinho. Muito preto. Estava encolhido, por causa da vergonha do rapaz.

- Mas é tão pequeno? Não falam que negão tem pau grande?

Ele estava todo envergonhado, e tremia. Ela segurou na mão dele e o levou para o quarto.

- Acho que tem que secar, ele.

Ela se sentou na beirada da cama, e começou a passar a toalha pelo corpo dele. Logo o pauzão começou a ficar duro. Mesmo ele estando com vergonha, estava começando a ficar com um puta tesão.

- Agora, sim... Vem cá, deixa eu ver...

Ela levou a boca até as bolas dele, e ele quase desmaiou. Fez uma boquete para aquele negro, bem ali no quarto dele. Mesmo temendo que os patrões chegassem, e vissem tudo aquilo.

Ele gemia baixo, talvez com um pouco de medo também, mas acabou gozando. O jato de porra melou toda a cara dela.

- Olha aí, o que você fez, menino! - falou ela.

- Não era o que você queria?

- Se veste e vamos almoçar.

Antes que ele pudesse fazer qualquer coisa, ela saiu, foi pro banheiro e lavou a cara. Os patrões chegaram logo depois para o almoço, e nada mais foi dito entre os dois.

Depois desse dia, foi um jogo de gato e rato, ele tentava de todas as formas, ver se pegava ela, mas ela não dava chance.

Somente depois de um mês, é que ela não se aguentou de tesão também. Ficaram novamente sozinhos, e Fabiano estava dormindo no quarto. Ela entrou, e foi caindo de boca na piroca preta molenga dele, que acordou surpreso.

- Ei, que susto!

- Cala a boca e endurece essa porra.

Ela chupava feito louca, pau e bolas, mas dessa vez ele não seria tapeado. Puxou ela para a cama, e foi por cima, colocando o pau bem fundo na boca dela. Ele fazia o movimento de entra e sai, como se fudesse a boca dela.

Então, ela arrancou a roupa e os dois se deitaram na cama. Ele meteu na buceta rosada dela.

Nem se lembraram que podiam ser pegos no flagra. Ela se abriu toda, e ele socou firme aquele bucetão gostoso. Ela passeava as mãos por aquelas costas musculosas, enquanto ele a fodia. Ela apertou a bundinha preta dele, era firme e durinha. Já faziam uns dez anos que ela não sentia um tesão daqueles.

Ela gozou bastante, mas o rapaz ainda queria mais. Por isso, ela deitou ele, e sentou-se por cima. Segurou o pau dele, e colocou na porta de seu cuzinho. Ele adorou aquilo, afinal iria comer o cuzinho da empregada.

Ela subiu e desceu devagar naquele pau preto duro, e seu cuzinho foi aceitando aos poucos aquela vara negra. Ele beijava os peitos dela, enquanto ela cavalgava. quando ele gozou, ela teve de beijar a boca dele para sufocar seus gritos de prazer.

Ela sentiu aquela porra quente dentro de seu rabo arreganhado. Foi uma foda daquelas. Era o que seu marido merecia, um chifre bem dado.

Eles tomaram banho juntos, e depois ela foi terminar o serviço dela. Quando os pais de Fabiano chegaram não perceberam nada. E nem o marido de Vitória jamais saberia.

Mas é claro que eles continuaram fodendo gostoso, até o dia em que Fabiano arrumou uma namoradinha. Desse dia em diante, Valéria voltou a ser apenas a empregada, e não teve mais seu delicioso cacete negro, para preencher seus buracos com aquela deliciosa porra quentinha...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


vídeos de pornô os tios do p********* e grosso tirando a virgindade das Sobrinhas quando mete o pau ela se caga todinha e se mijafinha cendo bulinada por pai enquanto dorme no sono profundo xtubcontos coroa implorando por uma picaconto erotico gay minha tia me transformou em meninaso eu minha enteada metendomao boba na noiva pegando nos peito dela porno dentro do cinemacomeram minha buceta no carnavallambendo dedo com coco scatxvideo chapeuzinho Vermelha no bosquenegão barbarizou a novinha de bruçoscontos de crossdresser forçadotravestd nusesposa se acanha com punheta corno sexoxv novinha brinca com cachorro e fica agarrda na picacontos casada chantageada pelo porteirocontos Fudidos De machucamento vaginal meu sobrinhoGeisy Arruda mostrando a buceta alteradaxvidio mocinhacomi a mae com a pereteca raspadinhagrelao entrando contoscontos eroticos vividos por mulheresmulher buceta apertada chora fudendo ç negro dotadolevo muitas gosadas xvidiofui abusado quando era adolecente, nao saou gay, mas me ecxito com porno gaynovinha dormindo de Baby Doll padrasto canalesbica transando com a amiga ate ela vira o zoinhoconto eroticos esposa era certinhaxvideos sentando no pau gostasentegostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticoscontos eroticos menino esfolo minha esposaporno mulhers efomeadasx vidio comtos eroticos flaguei minha irmã avóComo perder o bv comendo o vomito e cagando no ventiladoramiguinhos gay loirinhos fazendo troca trvídeos sexo gays estrupo vampiro principes dandoporno novinha trezeno com namorando da miganovinhas safda.encheu a buceta.de sabao liquido.para se sartisfazertathy ellen contosair tira o pau do cu dela , ela vai caga pornocomeram minha buceta no carnavalmiguel tesudofodendo gestantesvídeo da Sarinha do homem lambendo pequena mulher a mulher lambendo o pau do homemincesto amador no surdãocontos eroticos brutais, estiquei o clitoris ate sangrarhttp://contos eroticos rasgaram minha buceta e meu cu branquelopica dura do peão de rodeiovelha descabaça a buceta na pica do cavaloporno gozando na bouca da filinha que dormiacontos eroticos anal ensinando a pilotar motoX porno ceducindo vidraseirovideos de sexo louco e com pegada chupão, arranhãoVelho brasileiro metendo mão na buceta da neta piranhavideos de sexo brasileiro olha o tamanho dessas meninas ainda nem naceu pelo na bucetinha metendo com pauzudo cdeu duas mexidinha e gozando em cima da buceta pornôprimos se pegando e com mãoboba pornodoido.comvideo porno denovinha enfrento pau grandeXvidio enfindo.o pead bucetad mais petfeitas do mundono swing marido nao permite que metam na esposamulher pega manteiga e passa na bunda e no cu inteirinhoFilme potnou com muljeteslinda loirinha chorando no pau do cara e gemendo muito querendo mudar fundo maluquinhacunhada safada e a mulher alisando o cunhado caralhudo ,contos e relatos eroticosfilho pego a mae a pucho videus porno.comlindo homemcoxa grossa dando pornoContos padrasto enteAda submissaconto dupla penetracaodoce nanda contos eroticosporno.com negao levanta a saia enfia até o saco enche de porracontoseroticos/mulherdopastorsogra gostosa de cabelos crespos fudendo com amigo do genrogosto de praticar zoofiliacache:ldh9BdSAKNMJ:gtavicity.ru/texto/201703301 eu gosto eu gostaria de ver uma coroa perdendo a virgindadeXvideo.meninas.nemor.violada.dormido.figidoconheci a menina arranca a roupa dela fica pelada fazendo sexosexporno so com as mulher corpudona e apertadinha bota choraeu quero mais homem pelado no da cabeça da rola bem folgado lonavideo de sexo narido xifrado com a comlhadasexo casada dormindo de short Doll deixando escapar a bucetalinda loirinha chorando no pau do cara e gemendo muito querendo mudar fundo maluquinhavideo porno rapidinha com amigo do namorado enquanto ele banhabunda nervosa caralho gozoumeu cu geme pornoContosveridicos contados por novinhascontos eroticos de amamentaçãocontos eróticos com minha mãe carente 2017 1.8contos trai com o inquilinopassando a mao no decote e chupando os peitosgostosas chupando barman na festa