Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

NA PRAIA COM MINHA FILHA UM MENINO E MINHA SOBRINHA

Categoria: Heterossexual
Data: 02/05/2011 15:02:36
Nota 8.33
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Todos os nomes são fictícios.

Eu e as meninas estávamos de férias, minha mulher estava trabalhando, só podia estar comigo a partir da sexta-feira no final da tarde. Minha filha mais velha Sandra, pediu para passar uns quinze dias comigo em nossa casa de praia, mas queria levar um menino, ele tinha dezoito anos, eu disse que chamasse sua prima Ana, ela chamou e Ana aceitou.

Minhas férias começavam na quarta-feira combinei com minha esposa que eu ia passar esses quinze dias na praia, que ela ia toda sexta-feira nos encontrar e voltaria na segunda-feira pela manhã, Ana na quarta-feira já foi dormir na nossa casa, pois eu queria sair cedo no outro dia.

Saímos cedo na quinta-feira bem cedo, como leva só uma hora para nossa casa de praia, chegamos cedo à praia, liguei para mandar descer a lancha, arrumamos tudo, e fomos para uma ilhota, no caminho as meninas e o garoto dançavam, Ana rebolava na minha frente. Nunca tive pensamentos com Sandra, mas com Ana eu já a olhava como homem, pois ela não perdia oportunidade de se insinuar. Ana me pediu para pilotar um pouco, eu fui sair e ela disse que não precisava, diminui a velocidade da lancha, agora a lancha estava bem devagar e ela sentou no meu colo, começou a pilotar, mas não parou de dançar, ela rebolava no meu colo, quando meu pau ficou duro, ai foi que ela rebolou gostoso, ate que soltou um pequeno gemido, quase imperceptível, logo depois Ana disse:

- Vem Sandra, é muito bom pilotar.

A sacana queria que minha filha sentisse meu pau duro, Sandra tomou o lugar de Ana, quando ela sentou disse baixinho:

- Tudo isso foi por causa de Ana foi?

Respondi que não era de ferro, que ela dançando tinha me estimulado. Sandra disse que estava muito bom, riu e disse que também ia dançar um pouquinho, estranhei, mas não disse nada, Sandra se esfregava no meu pau de uma maneira bem sensual, deixei porque deveria ser uma curiosidade de filha, normal para a idade, quase todas as meninas tem.

Chegamos à ilhota, quando levantei Ana não tirava os olhos do meu pau, mas era normal, o que não foi normal foi que o garoto não tirava os olhos do meu pau, não sei se com ciúmes de Sandra por ele estar sentada nele, mas deixei para lá. Sandra foi andar com o garoto eu fiquei na lancha com Ana, ela olhou para mim e disse:

- Sandra me disse que você foi quem mandou me chamar, eu estou aqui, sei que você me quer, quero perder a virgindade com você.

Ana estava bem junto de mim, a beijei com mito tesão, depois disse que esperaria o momento certo.

Achei que Sandra estivesse interessada no menino e também porque ele poderia ser o primeiro namorado de Sandra, eu estava preocupado, perguntei a Ana se o garoto era gente boa, Ana disse que ele era metido a macho, tinha fama de galinha, mas que só era a fama mesmo, que já tinha ate surgido boatos que ele tinha dado o cu para um amigo, que tinha gostado e só não tinha saído da caixa ainda com medo dos comentários.

Perguntei a Ana se Sandra gostava dele, Ana disse que não, só estava querendo se mostrar para as meninas do colégio, porque ele era cobiçado pelas garotas por ser bonito, que Sandra gostava de um homem bem mais velho que ela, mas não podia dizer quem era. Falei para Ana que ia armar uma situação com ele para Sandra se ligar.

Sandra foi chegando com o menino, falei para Ana que distraísse os dois que eu ia dar um telefonema.

Peguei o celular, liguei para um barzinho que fica na beira da praia duas casas depois da minha, eu conheço com o dono, ele come qualquer coisa, homem mulher, menino, papagaio, o que vier pela frente ele traça, disse a ele que minha filha tinha trazido um menino que eu achava que ele era bissexual metido a macho, que se ele sentisse que era verdade, que eu queria que ele tirasse o menino da caixa. Eu disse que ia mandar ele procurá-lo para comprar um peixe e ele desse um jeito de sondar, e se fosse verdade, pegasse ele e filmasse tudo. Ele riu e disse que era com ele mesmo, que estava sem movimento no bar e que adorava comer o cu de um bissexual metido a macho, que faria ele gemer feito uma putinha safada, para isso usaria uma isca e mais um amigo.

Quando estávamos voltando para casa, Sandra foi dançando no meu colo, ela estava mostrando que tinha gostado de tirar uma casquinha com o papai, coisa muito natural entre as meninas. Perguntei se tinha rolado alguma coisa com o menino, ela falou que não, perguntei se nem um beijo, ela falou que não, que ela não estava a fim dele. Quando chegamos, parei a lancha em frente ao barzinho e liguei para o marinheiro ir buscá-la, disse que pegasse a chave no bar, pedi ao menino que levasse a chave no bar e pegasse um peixe frito para gente, que ele esperasse porque o dono ia fritar na hora.

Ele foi, fomos para casa, a casa tem primeiro andar, piscina, ao redor tem churrasqueira, umas espreguiçadeiras sem braço, dois conjuntos de mesas feitas de madeira pesada e chuveirão.

Quando chegamos a casa, as meninas entraram para pegar uns petiscos enquanto o peixe não chegava, eu fiz uma jarra de suco de limão para fazer caipiroskas, na hora fiz três para a gente, depois tomei uma chuveirada e sentei numa espreguiçadeira, as meninas saíram e foram tomar uma chuveirada, fiquei olhando as meninas no chuveirão, elas estavam lindas.

Sandra apesar de ser nova parece ter bem mais idade, pois ela é uma morena linda de cabelos bem pretos, ondulados, ate a cintura, tem 1,70m, seios pequenos, mas não muito, perfeitos bem durinhos, coxas grossas devido a pratica de esportes, bocetinha bem saliente de pelos pretos, bem aparados e um bumbum grande, mas não exagerado. Ana é uma galega linda, tem 1,68m, olhos verdes, cabelos lisos na cintura, tornozelos, pernas e coxas grossas, também malhados pela pratica de esportes, bocetinha bem saliente, depilada e um bumbum médio, lindo.

Ana saiu primeiro do chuveirão, pegou sua caipiroska e sentou-se no meu colo de frente para mim, com uma perna de cada lado, a bocetinha ficou alojada no meu pau, Sandra pegou sua caipiroska e foi para o som, colocou um CD, Ana começou a se mexer, Ana rebolava, meu pau estava muito duro, Ana se mexia com gosto, ate que me deu um beijo gostoso e gozou, depois foi se juntar a Sandra no som, conversaram um pouco, depois Sandra veio em minha direção, meu pau ainda estava extremamente duro, tentei fazer ele baixar mas não consegui, ia me levantar, mas minha filha foi mais rápida, colocou uma perna de cada lado e sentou com a bocetinha no meu pau, fechei os olhos, ela alisou meu rosto e disse:

- Pai no stress é só uma casquinha, fiquei com tesão de vê Ana aproveitando.

Talvez ficasse só um sarro mesmo, resolvi deixar rolar, segurei Sandra pela cintura, ela esfregava sua bocetinha em meu pau para frente e para trás, Sandra começou a me beijar, o tesão só aumentava, Sandra começou a gozar, ela gemia abafado pelo beijo, ela parou de gozar, mas não de beijar, só depois de um tempo paramos de nos beijar. Quando nos soltamos Ana chegou junto e disse que as férias prometiam.

Depois de uma hora e meia foi chegando o menino com o peixe, ele falou que demorou a fritar porque o peixe estava gelado, eu sabia qual era o gelado, ele disse que estava com sede, fiz uma caipiroska forte para ele, ele tomou quase de um gole só, fiz outra, as meninas pegaram o peixe e fomos para a mesa. Pouco tempo depois chega o dono do bar com uma sacola, ele me entregou e disse que é a minha encomenda que ele se esqueceu de mandar pelo menino, o chamei para entrar, peguei o notebook, baixei o filme, olhei algumas partes, estava tudo bem filmado, paguei o peixe e o dono do bar foi embora.

Voltei para e minha espreguiçadeira, comecei a tomar minha caipiroska, todos secaram os copos, eu fiz novas caipiroskas, só que a dele mais forte, depois que eles comeram o peixe, fomos para piscina.

Eu queria vê se ele se entregava, perguntei por que ele tinha demorado tanto, se tinha alguém no bar, ele falou que tinha um amigo do dono do bar com uma menina que era prima do amigo, perguntei como era esse amigo dele, ele descreveu com detalhes, Ana disse que só faltava ele ter dito o tamanho do pau dele, ele riu, estava mais solto, a caipiroska estava fazendo efeito, perguntei se tinha rolado alguma coisa entre eles, pois sabia que o dono do bar gostava muito de comer menino novo, ele ficou todo sem jeito, bebeu o copo de caipiroska todo de uma vez, novamente eu fui encher, quando voltei perguntei se ele tinha dado para o dono do bar, ele deu uma risada, a bebida tinha feito efeito, eu disse que tudo que ele dissesse ficaria entre nós, as meninas não iam espalhar, ele olhou para as meninas e disse:

- O senhor fez maldade comigo só para eu me entregar, quando eu cheguei tinha aquela menina gostosa que me chamou para transar com ela e com eles lá dentro, eu fui, quando eu tirei o calção o dono do bar colocou o dedo grosso no meu cu, ai eu me arrepiei toda, toda mesmo, ele mexeu no meu cu com aquele dedo grosso, depois me colocou de quatro e meteu no meu cu, o outro me deu o pau dele para eu chupar, eles ficaram se revezando, enquanto um me comia eu chupava o outro, adorei, agora sei que gosto de homem, mas de homem de verdade, não de meninos como os meus amigos, nos sempre fazemos troca, troca, eles não sabem fazer é nada, por isso eu ainda estava na duvida, o senhor vai querer também, eu quero seu pau sim.

As meninas se olharam espantadas, ele tinha virado homossexual declarado mesmo. Falei que não curtia homem, mas que tinha ficado satisfeito dele ter se descoberto, que ele ficasse tranqüilo que a conversa não ia sair dali, ele agradeceu, me disse que eles tinham convidado ele para voltar para lá depois, perguntou se eu deixava, falei que ele podia ir, ele na hora disse que ia dormir lá, que ia logo para aproveitar mais, falei que tudo bem, ele saiu da piscina meio tonto e foi para o bar, eu sai da piscina e liguei para o dono do bar, disse a ele que ele ia ter companhia, disse que ele tomasse conta do menino, que não deixasse acontecer nada de mal com ele, o dono do bar disse que eu não me preocupasse.

O dono do bar também disse que o menino falou que já trocava com os amigos desde os onze anos de idade e gostava muito, que no outro dia ele voltaria para minha casa.

Quando voltei para a piscina Sandra disse:

- Pai o que foi isso? Estou passada, aff. E têm amigas minhas que se agarraram com ele.

Falei para Sandra que ele trocava com os amigos desde os onze anos de idade e que gostavam muito, Ana disse que daqui a pouco não ia existir mais homem no mundo, mas que estava feliz por esta aproveitando um homem de verdade.

Saímos da piscina e fomos para a mesa, continuamos a comer petiscos e a beber, as meninas ficaram arrasadas em saber que por baixo de muitos meninos que se dizem conquistadores e machões, existem muitos bissexuais e homossexuais que ainda não assumiram. O tempo foi passando, Sandra sentou no meu colo e dormiu e eu a coloquei na minha cama de biquíni mesmo. Ana estava bem, quando eu saio do quarto, Ana estava de pé perto da porta, me puxou para o outro quarto, entramos no banheiro da outra suíte, ela tirou o biquíni e meu calção, tomamos banho aos beijos e abraços, depois fomos para cama ela falou que estava com muita vontade de dar o cuzinho, que queria muito matar sua curiosidade.

Eu comecei beijando Ana, a bebida tinha deixado Ana bastante sensível e ligada, bastava tocar que ela estava acesa, desci para seus seios, lambi os bicos, chupei gostoso, desci beijando sua barriguinha, comecei a chupar sua bocetinha, fizemos um 69 gostoso, Ana começou a gozar, quando ela parou, beijei sua boca, me deitei entre suas coxas, meu pau encontrou sua bocetinha, perguntei se ela queria, que poderia guardar seu cabacinho para algum menino que ela viesse a gostar, ela falou que queria que fosse eu que tirasse seu cabacinho, falei que podia doer um pouco, ela falou que não tinha problema, fui colocando, quando a cabeça entrou ela fez carinha de dor, parei, ela foi me puxando, eu fui entrando devagar, mas sem parar, ela me beijava gostoso, comecei um vai e vem gostoso, em pouco tempo ela começou a gozar, mas eu continuei, ela emendou um gozo no outro, depois ficou largada na cama, falei no seu ouvido que voltava logo, eu fui buscar um lubrificante, quando voltei ela estava de bruços, a visão daquela bunda linda com a marquinha do biquíni, deu um tesão muito grande, mordi seu bumbum, beijei, abri e explorei seu cuzinho com a língua, quando coloquei a ponta da língua dentro, ela começou a gozar e disse:

- Mete agora de qualquer jeito, vem logo.

Rapidamente passei lubrificante no pau e forcei seu cuzinho, ela gemeu, eu fui entrando, entrando, ate estar tudo dentro, comecei um vai e vem, ela pedia para meter com força, mordia sua nuca, ela gozava muito, eu meti ate sentir que ela não ia agüentar mais, gozei com ela, ela levantou a cabeça e disse:

- Estou sentindo meu cuzinho se enchendo com seu leite, gostoso.

Quando Ana parou, ficou quase desmaiada na cama, eu a chamei ela não respondeu, a deixei descansando, tomei uma ducha, botei um pijama e fui sentar na mesa na beira da piscina. Depois de um tempo chegou Ana já trocada para dormir, estava com uma camisa comprida sem sutiã, ela sentou na cadeira na minha frente, olhou para mim e disse:

- Não sei se vou fazer certo, mas vou contar. Sandra é louca por você, quer você de qualquer jeito, não negue a ela o mesmo prazer que eu tive, agora que sei como é transar com você, quero que ela também tenha esse prazer. Sei que ainda somos novas, mas já sabemos o que queremos.

Tentei argumentar, mas ela olhou para mim e perguntou:

- Você quer que a primeira vez dela seja maravilhosa como foi a minha, com a pessoa que ela mais ama no mundo, ou você quer que seja com um carinha daqueles que esta dormindo lá no bar?

Ela me deu um gostoso beijo, disse que queria repetir muitas vezes o que aconteceu com a gente, que queria viver muito tempo comigo, Ana se baixou na minha frente, tirou meu pau pelo lado do pijama e começou a chupar, ela começou desajeitada, mas depois pegou o jeito e foi se aperfeiçoando ate eu gozar gostoso na sua boquinha, ela tomou todo leitinho e foi dormir.

Passei quase a noite toda sentado na cadeira pensando no que ela disse sobre Sandra, não cheguei a conclusão nenhuma e fui dormir.

No outro dia acordamos às oito da manhã, Sandra já não estava mais na minha cama, fiz a higiene pessoal, liguei para mandar descer a lancha e fui a suíte onde estava Ana, as duas já estavam de biquíni e conversavam, a caseira já tinha feito a comida, o menino já estava no terraço, estava com uma cara de desconfiado, acho que de ressaca moral, tratei ele como se não fosse nada de mais, eu falei que o dia estava bonito e que a lancha já estava na frente de casa, quando ele viu que não ia levar bronca alguma alegrou-se.

Saímos de lancha, quando ancorei a lancha Sandra desceu com o menino, eles foram olhar os corais, eu fiquei com Ana na lancha namorando, ela disse que estava morrendo de vontade de dar o cuzinho novamente, ela ajoelhou-se tirou meu pau pelo lado do calção e começou a chupar, eu estava atento para vê se Sandra e o menino não estavam vindo, ela chupava com gosto, parou deixou meu pau bem molhado com sua saliva, afastou o biquíni para o lado, foi sentando no meu pau, ela guiou certinho para o seu cuzinho, meu pau foi entrando, quando estava todo dentro ela começou a cavalgar gostoso, afastei o biquíni e comecei a masturbá-la, ela foi aumentando os movimentos e me avisou que ia gozar, nessa hora avistei Sandra e o menino voltando, avisei a ela, ela aumentou mais ainda os movimentos, eu olhava eles se aproximando, começamos a gozar, ela quase chegava a gritar, quando terminamos, pulamos na água e ficamos conversando.

À tarde minha esposa chegou com minha outra filha, o final de semana não aconteceu nada de mais, só passeio de lancha e as meninas pegando bronze. Minha tortura começou na segunda-feira quando minha esposa foi embora e levou minha filha mais nova, Ana e também o menino, ficamos eu e minha filha Sandra.

Comentários

05/01/2013 09:54:01
bom
31/05/2011 06:15:53
Amigos, Tem gente aqui reclamando do conto. Tem gente reclamando por se tratar de incesto. Tem gente reclamando porque o menino optou pela homosexualidade de vez. Tem gente que reclama de tudo, né? Tá na hora de colocarmos por aqui só trechos da Biblia que falem contra o incesto, contra o homosexualismo, enfim, que falem contra todo tipo de sacanagem. Gente, aqui é um site de contos eróticos, ou, no popular, um site de fodas, trepadas, chupadas, onde vale tudo, menos pedofilia. Vamos deixar as frescuras de lado e gozar gostoso com as narrativas que desfilam por aqui. Afinal, se fosse só para rezar, iríamos para as igrejas, fingindo, como muita gente, que somos todos sérios. E não somos, certo?
30/05/2011 18:32:32
delicioso seu conto espero ter a chance de ler varios outros...
04/05/2011 11:57:55
bom ...muito bom ...aguardando a continuação...
02/05/2011 21:46:38
abri o conto, mas odiei o titulo. Na verdade odiei tudo...
02/05/2011 18:51:23
Pelo comentário que vi, me deixou preocupada, o conto deve ter tocado na ferida. Algumas pessoas não se decidiram ainda sobre a sua opção sexual e são metidos a comedor e a machão brabo. Por isso cada dia mais as meninas procuram homens mais velhos, casados, tios e ate mesmo os pais, para não se arriscar a pegar uma pessoa dessa.
02/05/2011 16:57:16
Eu não transaria com minha filha, mas não posso negar que o teu relato me deixou muito excitado. Muito bom
02/05/2011 16:05:19
rapaz eu dei muita risada cara tu e um grande mentiroso so faltou eu ai pra comer a bucetinha da tua filha e gosar gostoso dentro dessa bucetinha e também quando a tua mulher chegar comer a buceta dela e ti colocar um par de chifres na tua cabeça e se vc vacilasse eu poderia até comer o teu cu

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Lukinhas contos eróticos gaysmullheres fodem tarado apulso como vingancaBuceta criando pentelho fudendo brasileira adultacache:cB0rtZ1uQCMJ:https://zdorovsreda.ru/texto/2015051133xxx acordou com o irmao botando o pau na sua bucetaX porno ceducindo vidraseirovideos porno caseiro a garotinha dormi e o padrasto gozou no seu cuzinho nxvideo pageCleide a recatada contos eroticoscontos eróticos família roludofodendo com maxima velocidade e sem piedade pornoSexo animal cachorro emrola pito na bucetinha da puda taradonacontos lactofilia com fotos ou videoxvidios travestis na punhetas novingascontos autorizei minha esposa para fuder com outrosmulher chamou o vizinho para tirar goteiras e deu a buceta para elecontos de podolatria com sandalia de salto finocontos eroticos insestos família unida papai mamãe e meu irmaoTia gostosa de vestido curto decostas sobrinho agara ela pra comerpunheta na infancia com amigoContos padrasto fode filha novinha enchentebranquinha de cabelo preto baby doll da buceta inchadaminha colega foi estuprada por tres piçudos e gozaram dentro delaporno a mulhe na parede e o homem a tras e saindo gosmafui pago pra dar o cu pela primeira vez hetero , sexo gay amadorgosada no trem lotadocadela com a vargina enchada e zoofilia comecontos de sexo com senhores Safadãoa filhada vai passar o feriado na casa de seu padrinho e tem pensamento erotico com elecomendo cu da sogra da minha sobrinha contosCarnavalnazoofiliaxvideos filha fas carrinho no pae que nao resisti e trasa com elahistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulherO dia em que fodi a detenta carente e tesudavídeo pornô daquela mulher que anda com vestido bem curtinhohttps://www.pornodoido.com/video/esposa-traira-e-fodida/Contos eróticos de gay comi o filho do amigo do meu paiEncoxada no transporte público contos eróticoporno dento da pestinha tirei a camisinha e enchi a buceta da mulher.do meu amigoņovinhas metendo com play boyxvideos incesto tia provoca garoto de. roupa transparente simplesmente nua por baixoincesto no colo do papai tomando cafe sem calcinhaxxvideosamocontos eroticos me comeram a forçavideo de porou dirano vigidade da namoradafe vedtidoqero assistir video de porno de baiana rebolando na pica.xvideo.ana desfarsado no quarto da novinhapraticante de zoofiliapriminha inocente pegando no pinto do primo na frente de toda família sem eles veremquero ver vídeo de menina virgem dando para homem dotado que arranca vida dela com força como se fosse um estrupo mas esse tipo como se fosse de vídeo vídeo de pornô vídeo de sexo e suas coisas Eu quero ver vídeo da simXvidio mulher asusta o maridocontos eroticos amiga apostando o cuporno irma tremendo no pau ate o fundoleitinho do padrinho contos gaycontos eroticos br. meu primo me fudegozei na boca no caminhaover vidios porno da xvidio mulher veste marido com langeri e deixa ele para o amante fudercontos sobrinha meu presente2anais bruto elas tenta corre io pau entra mashistória e foto de tia gostosa que gosta de fazer macarrão com sobrinho novinho e g****** na mão delaxvedeo as 20 mehores gozadaefaç de porntio comedo a sobirnha dagay fazeno sexo com cachorro e fica engatadosogra porno Eça a dormircomedo a tia de xortiu xvideopeguei a minha sogra com u shortinho enterrado na bunda i comi u seu cu video pornovídeo pornô com mulher trepando bem muito toda suada suor pingandomeu genro me fodeu contos sexo anal concunhado concunhadavideos porno pau gigante.na.bucetinha apertada deu emoragiacontos erotico meu filho me bateu e botou moralpassa manteiga no corpo e na busetabiba boqueteras porno