Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

O TIO E AS SOBRINHAS PUTINHAS

Autor: valeriobh
Categoria: Heterossexual
Data: 10/06/2011 16:56:41
Nota 9.50
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (1) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Por ser executivo de compras de uma grande empresa varejista, sempre ganhava amostras de produtos que poderíamos comercializar. E por isso presenteei minha sobrinha Ana com a primeira versão do Iped. A menina ficou tão encantada que mesmo no auge dos seus 17 anos parecia uma criança, e logo foi mostrar a novidade para a prima Erica, um ano mais nova. Erica não era minha sobrinha, mas sobrinha da minha ex-mulher. Encontrei Erica numa confraternização familiar, e até me surpreendi quando ela se dirigiu até onde eu estava e começou a puxar assunto. Até então quase não tínhamos intimidade, e ficou pior depois que me saparei da tia dela. Como estavamos num churrasco ao redor da piscina, falou que eu era o quarentão mais em forma da família, e que logo iria arrumar uma substituta pra sua tia, porque me achava bonito e charmoso. Fiquei até meio desconcertado, e aproveitando aquele momento, disse que eu a considerava a garota mais atraente da família. Erica riu e perguntou se atraente significava bonita e gostosa, e eu, pra não deixar a peteca cair, disse que sim. Erica se levantou, rodopiou esvoaçando seus longos cabelos loiros, empinou a bunda e com olhar provocante disse que eu havia dito aquilo só pra agradá-la, já que sabia da minha preferência pelas morenas, como pela prima Ana. Falei que ambas eram belas meninas, mas ela insistiu dizendo se eu não achasse Erica mais gostosa não teria lhe dado o Iped. Falei que não havia dado-lhe o presente pelo fato de achar ela mais bonita e gostosa, mas por seu minha sobrinha e gostar muito dela. Erica se aproximou ainda mais e quase sussurrando no meu ouvido disse que ela também gostaria de receber do titio o mesmo carinho que a prima recebia. Fiquei ressabiado com aquela colocação. Será que Ana havia contado que ela transava comigo? (sim, transava com Ana desde seus 16 anos, mas isso é outra estória). Visando tirar essa dúvida a limpo, perguntei, quase sussurrando, se ela também saberia retribuir o carinho do tio. Ela olhou para os lados, e após se certificar que ninguém estava prestando atenção, colocou uma das mãos sob a minha coxa, quase na altura da pica, dando uma leva apertada, dizendo que sim, que faria tudo o que o titio pedisse. Lógico que meu pau rapidamente endureceu sob a sunga, e quando a menina percebeu, deu uma risada e apertou o pau, dizendo que também queria ganhar um Iped de presente. Fomos interrompidos pela inoportuna aproximação do pai dela, meu ex-cocunhado. A menina mudou rapidamente de assunto e passou a falar sobre minha profissão, e que tinha objetivo de fazer vestibular para engenharia. Fiquei abismado com a esperteza daquela menina de apenas 16 anos. Depois de um tempo a vi conversando animadamente com a prima Ana dentro da piscina, e quando as duas olharam pra minha direção e começaram a rir, constatei que estavam falando de mim. Mergulhei e nadei até onde elas se encontravam e cinicamente perguntei qual era o assunto engraçado, tendo Ana perguntado se era verdade se Erica havia segurado na minha pica. Olhei pra Erica, e essa, com a cara mais sonsa, disse que não tinha segredos com a prima, ocasião em que perguntei pra Ana se ela também não guardava segredo pra Erica. Ana disse que não, e que Erica sabia que nós transávamos de vez em quando, e foi ela própria quem encorajou a prima e deixar a vergonha de lado e me pedir um Iped de presente. Erica interrompeu a prima e disse que eu poderia ficar tranqüilo que tudo o que acontecesse ficaria somente entre os três. Olhando fixamente nos olhos dela, perguntei o que ela queria dizer com “tudo”, tendo Erica dito que faria tudo o que a Ana fazia comigo e um pouco mais, já que Ana havia dito que não dava a bunda e ela gostava de dar o cuzinho. Quase gozei ao ouvir aquilo de uma ninfeta com apenas 16 anos. Como morava sozinho, perguntei se elas não gostariam de assistir uns dvd’s no início da noite, e combinado, as deixei e fui pra casa. Minha vontade era socar a mais prazerosa punheta da vida, já que iria comer duas ninfetas ao mesmo tempo, mas decidi guardar todo o leite para as putinhas. Coloquei um edredom no chão da sala de tv, preparei uns drinks (docinho e forte), umas comidinhas, separei uns dvd’s pornográficos, onde um homem transava com duas mulheres e quase na hora do encontro, engoli um viagra para melhorar a performance, e logicamente posicionei estrategicamente uma filmadora para gravar a transa e sempre recordar aquele sublime encontro. Chegaram no horário marcado. Ambas usavam vestidos floridos e curtos. As recebi somente de roupão, e já fui dando beijos nas bocas das sobrinhas. Servir-lhes os drinks e passamos a conversar futilidades para que o gelo fosse quebrado. Já no terceiro copo mudei o assunto pro sexo, e perguntei se Erica também tinha namorado, já que Ana tinha um namorado de anos. Ela disse que sim, mas ele era grudento e ciumento, ao contrário do namorado de Ana que era mais liberal. Brinquei perguntando o que ele faria se soubesse que a namorada havia estado no apartamento de um homem solteiro, tendo Ana complementado, que era pra dar a buceta e o cu pra um quarentão tarado. Erica riu e disse que ele nem poderia suspeitar disso. Nesse meio tempo o pau endureceu e a cabeça já saia do roupão, tendo Ana apontado e mostrado pra prima. Fiquei de pé e tirei o roupão, ficando completamente nu. Ana se abaixou, pegou o pau nas mãos e passou a chupá-lo. Ela olhou pra prima e a convidou para dividirem a pica, e logo estavam as duas ninfetas juntas e ajoelhadas diante de mim, chupando e dividindo meu pau. Depois que quase 10 minutos de chupação (o viagra retarda e ejaculação), me lembrei da filmadora, e dizendo que iria colocar um dvd para melhorar o clima, liguei a cam e passei a gravar. Me sentei no sofá e mandei uma tirar a roupa da outra, tendo Ana tirado o vestido da prima por cima, e esta puxado o vestido da outra pra baixo, ficando ambas de calcinhas fio dental. Logo elas se abaixaram e voltaram a chupar meu pau, tendo Erica perguntado se também poderia chupar meu cu. Tomou meu silêncio como sim, e foi postando a língua por baixo do saco. Instintivamente levantei as pernas e abri as coxas, tendo ela feito o melhor cunete que havia recebido, com direito a leves dedadas no rabo. Não agüentei e gozei na boca da Ana, que engoliu todo o leite. Quando Ana se levantou e foi ao banheiro lavar a boca, puxei Érica pelo cabelo e a conduzi para minha pica ainda semi-dura. Erica voltou a chupar e solver o resto de gala que saia. Com o pau novamente duro, deitei as duas no edredom e tirei lentamente as calcinhas de ambas, me deparando com duas lindas bucetas, delicadas e semidepiladas. Cai literalmente de boca, chupando ora uma ora outra até ficar com o maxilar dolorido. As coloquei de quatro, e após abrir as popas das nádegas, enfiava o máximo de língua que podia em ambos os cus. Apontei meu pau pra buceta da loirinha e segurando firmemente sua cintura afundei tudo numa só estocada e fiquei martelando até chegar o pré-gozo. Tirei o pau e mandei ela chupar para experimentar o sabor da própria buceta. Depois repeti o ato e atolei a pica na buceta da morena, e fiquei alternando a pica nas bucetas por um bom tempo, levando-as a vários orgasmos. Na tv rolava uma cena onde tinha uma mulher sobre a outra, como num 69, e o cara metendo a buceta da que estava por cima, enquanto a que estava em baixo chupava o saco e a xana da parceira. Erica, que descobrir ser a mais safada, se deitou e pediu que Ana ficasse por cima e eu metesse a pica como no filme. Nunca tinha realizado essa sublime fantasia. Meter numa buceta e ter o saco chupado ao mesmo tempo é indescritível, só que apimentei um pouco mais e após tirar toda a pica da xota, enfiava na boca da outra para que ela experimentasse o sabor da buceta. Ao retornar a pica pra dentro da buceta da Ana, Erica deixou de chupar meu pau e passou a chupar a buceta da prima, e esta entrando no clima, também passou a chupar a buceta que estava a poucos centímetros de seu rosto. No auge da excitação, cuspi no cu da Ana e passei a enfiar dedos, e quando já entravam 2 sem ela reclamar de dor, apontei a cabeça do cacete para o orifício semidilatado e comecei a empurrar. Ana se virou e disse que não, que iria doer e que não queria dar o rabo. Erica segurou firmemente a cintura da prima, mandou ela parar de frescura porque toda puta tem que aprender a dar o cu e me mandou arregaçar o rabo da prima. Erica ajudou ainda mais, chupando com intensidade a buceta da prima. Após uma inicial resistência, a cabeça rompeu o obstáculo e foi mansamente penetrando nas entranhas da moreninha. Só parei de meter quando meu saco encostou na coxa dela. Após uma breve pausa, e notando que Ana não reclamava de dor, passei a meter cadenciado, e conforme percebia que sua dor estava se transformando em prazer, passei a socar com mais vigor, e em menos de 5 minutos despejei vários jatos de porra em seu intestino. Deixei o pau murchar dentro do cu, enquanto as duas se chupavam intensamente. Tirei o pau e fui me lavar, e quando retornei encontrei Erica agachada atrás da amiga, solvendo com a língua a porra que fluía do cu da prima. Sentei e fiquei apreciando aquelas duas ninfetas se chupando e beijando. Notando meu pau novamente duro, Erica se aproximou, se posicionou e encaixou o cu na cabeça do meu pau, e lentamente foi descendo o corpo fazendo que o falo fosse engolido pelo seu reto. Com a pica inteira no rabo, Erica passou a literalmente pular e rebolar e em minutos estava gozando pela terceira vez numa mesma transa, fato que não ocorria desde a minha juventude. Exausto, fui preparar outro drink, ocasião em que Erica se posicionou de quatro no sofá e mandou a prima recolher com a língua a porra que descia pelo seu cu. Essa foi a primeira de inúmeras transas que tive com as duas sobrinhas putinhas. ([email protected])

Comentários

10/06/2011 21:49:57
ótimo conto,mas a final, A putinha loirinha Erica ganhou ou nao seu Iped? ahaha

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


conto erotico corno na lua de melbunda branca mole cavalgando na minha rrola no 1.xxxContos eroticos me vinguei da minha esposa e comi dois cuzinho finalencanador comeu a cliente a forca e ela gostoumulher que encolheu todinho com ponta do rabo XVídeos brasileiroContos eroticos flaguei minha mae dando pro caseiro e tambem quizmeu padastro ne colocava para xupar a sua rola ele fala engole sua putinha todo este leitinho q eu gardei para vc sua putinha em portuguescontos vi minha mae caga no pauzao do negaosexo tio seu pau e muito grande nao vai caber na minha bucetinha naominha tia lig pra minha e pede pra mim dormi na sua casa eu comi sua bocetaefaç de pornfilho medico vai examinar o cu da mae e acaba em sexo insetocontos eroticos o costureiromeu amigo me punehtouContos jovem faz anal varios homens e cuzinho fica dilatado e dilaceradomeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticoscadela lambendo o meu cacete e fudendo conmigo videoconto erotico sobrinho novinho com tio e tiaContos irronicos fodendo a minha namoradobucetas inchcadas na calcinhastentando comer irma crentinhaContos eroticos gay que deu a primira vez e gritou de dormeu patrão desejou comer a minha namorada vídeo pornô cornos Aracajumãe tentando resistir as artimanhas do filho pornocontos de sexo depilando a sogracontos eroticos tive q mostrar meu rabao p bandidosconto eurotico academia com o menino bundudopornô b***** grilada da novinhaconto porno perdi a virgindade com meu pai estrupador dotado passando pomadaenfiando o dedo na cabacinha delacontos eroticos opostos que se atraemporno levei um amigo pra minha casa ele ficava elachupando a buseta defentevidio do porno doido de lesbisca chupando a bucetavda outra ate ficar sem folegofotos de bucetas beiçudas pono doidoxvideo damçano de saimha sem calsinhacache:http://zdorovsreda.ru/perfil/117617zoofilia cachorro engatado com mulher g************* de dias corridosgts agaxada mostrando o bucetaover vidio pitudo dando uns amasso na novinha que nunca vio rolacontos eróticos meu namorado me amarroue vendou e chamo os amigossurfistas de rola duragozada no cu com recuada gayvídeos pornô brasileiros com mais novinha proibido sussurrando no escurinho comoGta brut mulher nuacasadas sirrricasCasal aclimação quer homem para sexo a 3 menage on linebaixar video porno louca paixaoconto casada assaltada chora na rola grande e gosaxxvideo n paguei tive dar cu eterogayconto viadinho gosta de ser fudidofodendo com maxima velocidade e sem piedade pornocontos e xitantes a mulher do meu chefe me seduziufamilia favela pinto de borrachacunhada louca pra sentir rola grande pega cunhado de pau duro e nao resistedando com dorbuceta pro pai irmaofui encoxada pelo meu genro e n resisti meu marido liberaensinei meu filho de dez anos a bater punhetaimpressando gostosa na parede porno doido anala bundinha avanço preta gorda dos peitão gorda rabopai pegou eu e meu irmao gay no sexo e entrol no sexodomestrica vendi meu cu virgem para meu patrao contos eroticospornor média vai examinar uma grávida e estrupadaele a enrabala e ela a cagar.se pornofoda insana com cunhadamacubeiro comendo a foça novinhacarente abraçadinha no sexo pornocontos erotico eu e minha mae fodida por um roludoconto erótico de novinha q transou em acampamento evangélicocontos meu cunhado tinha um pau gigante e eu quis experimentartem muito casal que que quer gozados obedeçam e depois eles acabam se entendendoconto comi a coroaporno engoliu a porra e catinou mamanoesposa bunda ggg conto com negaocontos veridico de incesto marido pego no flagra a esposa ensinando o sobrinho mega dotado a fude