Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Minha menina V

Autor: PAUlinh0
Categoria: Heterossexual
Data: 28/06/2011 17:03:30
Nota 8.56

Minha menina V

Olá a todos muito obrigado a todos, pelos comentários!

Continuando...

Nós fizemos algumas comprar, pois apesar de eu estar bem financeiramente, não podia esbanjar muito, mais a minha filha era consciete e não queiz coisas muito caras, voltamos para casa, e ela foi conversar com minha mãe, depois me contou o que conversou com a avó, que não sabia como seria ela morar sozinha com o pai, a minha mãe aconcelhou ela a tomar a posição de mulher da casa apesar de nova, pois deveria cuidar para que eu me alimentasse e andasse bem arrumado sempre, deu vários toques a ela, como devia cuidar da rou e da comida e da casa.

Quando chegou o fim de semana, fui para o ap esperar as nossas compras tipo guarda-roupa, camas colchões e outras coisas, quando ja era quase meio dia, es que minha filha chega em nosso apartamento, toda arrumadinha, e com uma bolsa, e disse oi pai, as nossas coisas ja chegaram? Eu disse que quase tudo e que não era preciso ela ir pra lá, mais ela disse vim trazer o seu almoço pai, eu disse que não precisava, mais fiquei feliz e deu um abraço e um beijo na sua testa, em sinal de carinho, ela correspondeu o abraço como sempre, sentamos em uma mesa que estava na cozinha e almoçamos e conversamos bastante de como seria a nossa vida agora, que eu precisava confiar muito nela pois ela iria passar muito tempo só em casa, ela me disse pode confiar pai, acho que nós precisavamos mesmo de nosso espaço.

Quando bate a porta um rapaz com o resto das coisas que ainda faltava chegar, arrumou na sala mesmo e disse para que eu ligasse na loja pra marcar a montagem, fiz e marquei pra proxima semana, logo após ele sair minha filha pergunta pai você não sabe montar nada disso para adiantar as coisas, estranhei por que a pressa, ela responde que agora que a ficha caiu que ela ja é uma mulher precisa ter mais o seu espaço, pois na casa dos avós não tinha, pois eles policiavam ela de mais, disse que poderiamos começar a arrumar o meu quarto pois seria pouca coisa e no dia seguinte se ela quizesse poderia ir de novo pra acabar, ela topou na hora, liguei em casa e avisei a minha mãe.

Começamos por localizar o meu guarda-roupa, quando achei levamos ao quarto e quando chegou lá abrimos peguei um bloquinho, que tinha todos os passos, mais nós não tinhamos ferramentas, e disse a ela bebê não vai dar pois não temos ferramentas aqui, temos que parar mesmo, ela disse vou dar um jeito, vou a um apartamento aqui em baixo que eu vi um casal arrumando umas coisas aqui no nosso bloco mesmo, vou lá e vejo se eles tem e se emprestão a gente, voutou com um bolsa e disse pai ta aqui não disse, completou pai eles são irmãos são do interior e vão morar aqui em Manaus pra estudar, e eu disse mais eles não vão precisar minha filha ela disse que hoje não mais quando fosse-mos embora que devolvesse-mos a eles, começamos e arrumamos o quarto deixamos ele totalmente vazio e espalhamos tudo no meio do quarto e fomos seguindo passo a passo, mais quase no fim me perdi um pouco e a Carol disse, pai vou chamar o vizinho vê se ele pode nos ajudar, eu quase disse que não precisava incomodar, mais quando levantei a cabeça ela ja estava longe.

Quando voutei escutei mais de duas vozes parecia ter mais gente, quamdo entrou noquarto ela disse pai esse é o José, mais ele gosta que chamem ele de zé, e essa é a irmã de a Geicy, comprimentei os dois, mais não pude deixar de reparar na moça que depois soube que tinha 19 anos era linda, nem parecia do interior do nosso estado, pois era branca dos labios rosa e um corpo que parecia de negra de tantas curvas que tinha, mais disfarcei, e o zé um cara legal e desenrrolado, arrumou rapidinho e eu disse pow mano muito obrigado, ai ele disse vamos fazer o seguinte como somos os unicos dois moradores do bloco, vou te ajudar a arrumar logo tudo pra você vir logo pra cá, ai eu fiquei sem jeito e disse vamos fazer o seguinte você me ajuda e no final me diz quanto eu te devo tá bom?

(Ele) Não meu amigo não to aqui por dinheiro toa aqui pra conhecer gente nova.

(Eu) Mais eu fico sem jeito de você me ajudar e eu não dar nada em troca pra você!

(Ele) Façamos o seguinte então as meninas vão comprar umas cervejas pra genete e fica pago, e elas como vão ficar só batendo papo, vão fazer algo pra gente comer tá bom?

(Eu) Assim ta ótimo!

Chamei a minha filha e pedi a ela que fosse comprar as tais cervejas e ficamos conversando e tomando as cervejas e arrumando as coisas, arrumamos tudo e no fim do dia ja quase, 22hrs sentamos na sala e ficamos a jogar conversa fora, nossos novos amigos foram embora ja eram quase meia noite, foi quando me toquei que a minha Carol ja estava dormindo no sofá cama da sala, despedi do meus novos amigos, e fui chama-la para ir embora.

(Eu) Filha, filha acorda temos que ir pra casa!

(Ela) Mais pai estamos em casa, vamos dormir aqui apartir de hoje!

(Eu) Mais filha não temos roupa aqui!

(Ela) Pai eu trouxe uma muda de roupa completa pra você, e o senhor pode dormir só de cueca e eu durmo com a sua blusa, e amanhã iremos buscar as nossas coisas e acabaremos de arrumar a nossa casa.

(Eu) Filha só foi colocado ar condicionado no meu quarto no seu ainda não tem, e não temos cobertor tambem.

(Ela) Não tem problema, colocamos o seu ar no minimo para não ficarmos com frio e dormimos sem cuberta na sua nova cama, ta bom?

Diante deste pedido, não pude recusar, fomos tomar banho, ao pegar a minha cueca e colocar fiquei sem jeito, pois ela estava furada bem no meio da minha nadega esquerda, quando sai do banhiro, me secando com as mãos e com o vento do ventilador que tinha na sala, fiquei sem jeito, mais quando ela viu riu muito de mim e brincamos, mandei ela tomar o seu banho, enquanto isso colocava uma tv no quarto para ligar enquanto não pegavamos no sono, quando ela entrou no quarto e virou de costa pra mim pra colocar a roupra em um cantinho, ai foi que começou a minha tortura, pois eu sempre fui viciado em sexo, ja pensei em até fazer tratamento, pois se eu não fizer sexo pelo menos umas 2 ou 3 vezes por semana fico mau, nunca tinha visto a minha filha com outros olhos, mais naquele momento foi inevitável, ela estava com uma calcinha preta muito pequena, e a minha reação foi perguntar logo.

(Eu) De onde você tirou essa clacinha minha filha, ela é muito pequna pra você!

(Ela) Ha pai para de besteira, ja que você disse que eu ja sou uma mulher devo usar roupa de mulher, não é?

(Eu) Mais filha acho você muito nova pra esse tipo de peça intima!

(Ela) Para pai você não é assim chato, e vai dormir.

Mais quando ela virou de frente quase morri, pois como não tinhamos toalha ainda em casa, a blusa que ela usava era branca, tinha uma estampa na frente mais não pegava em cima dos peitinhos dela igual a moranguinhos, não consegui esconder o meu espanto, ela ficou com vergonha e correu e apagou a luz, e disse vamos dormir que amanhã o dia é longo, mais a imagem não saia da minha cabeça, depois de muito rebater fui dormir, me acordei por vouta de 6 da manhã, quando olhei pra ela vi que a blusa estava em sua cintura e não cubria a sua bundinha linda, levantei e fui ao banheiro mijar, mais o meu pau não baixava de jeito nenhum e foi o jeito eu aliviar ali mesmo, quando eu acabo de gozar no chão do banheiro, ela bate pai você ta ai? Eu fiquei nervoso apesar de o meu pau estar baixo era evidente que ele estava inchado, mais abri a porta e sai rapido e me joguei na cama, e fingi dormir, quando eram 7 da manhã levantei e troquei de roupa, quando voutei ao quarto e fui chama-la ela estava denovo com a blusa levantada, fiz um esforço e não fiquei olhando, chamei ela.

(Eu) Carol, Carol acorda bebê, temos que ir lá na nossa antiga casa pegar nossas coisas!

(Ela) Bom dia pai, ja vou te amo!

(Eu) Eu tambem meu amor mais vamos e baixa essa blusa, pois ta aparecendo suas partes!

(Ela) Ha pai para de frescura você me deu banho a vida toda agora vai dar uma de pai puro que nunca viu a filha pelada?

(Eu) Não é isso filha, é que a cima de tudo eu sou homem e não sou perfeito.

(Ela) Eu sei pai mais não se preocupa não, eu sei o meu lugar, mais vou logo te avisar que na casa da minha avó, eu vivia pelada dentro do meu quarto e aqui a casa é minha tambem, e eu quero liberdade e o senhor não venha com falço moralismo não ta?

(Eu) Mais minha filha isso ta errado, não pode, depois a gente conversa mais ta bom?

(Ela) Ha se é assim vou ficar na casa da minha avó mesmo, nem venho morar aqui, pois o zé e a irmã dele, como ela me disse não tem frescura, os dois tomam até banho no mesmo banheiro, e os dois se respeitam de mais, mais ja que o senhor quer depois a gente conversa mais.

Quando chegamos a casa da minha mãe, ela foi correndo contar a avó que o quarto dela estava lindo do jeito que ela queria, e correu para o seu quarto pra pegar as suas coisas, mais sabiamos que não daria pra levar tudo de uma vez, então arrumamos o nescessário, e claro que o computador dela não poderia faltar, quando partimos minha mãe veio e me deu um abraço e disse cuida bem dela, ela te ama de mais.

No caminho ela me pediu pai nós vamos ter internet em casa, eu disse que sim e que nessa semana, que estar por vir arrumaria tudo pra ela e pra mim, quando chegamos em casa ela me ajudou a colocar tudo no lugar, e começamos a ligar computadores nos rspequitivos quartos, quando terminamos lembramos que não tinhamos nada pra comer, fomos ao super mercado, quando voutamos disse a ela que ire fazer uma lasanha dessas de micro ondas, e ela disse eu vou tomar um banho e me deu um beijo no rosto, e saiu correndo quando voltou, não acreditei ela estava com uma blusinha e com uma calcinha de algudão, toda branquinha, falei filha veste um short, ela riu e disse para ta pai, correu e sentou no meu colo me abraçou e me beijou muito no rosto no pescoço, com muito carinho, quase não me contive, mais meu pau não levantou, almoçamos e fomos descançar um pouco no meu quarto, pois o ar condicionado dela iria chegar sóna segunda e ainda era domingo, liguei a tv e consegui me desligar dela e cochilei.

Acordamos por vouta de 6 da tarde, com ela me chamando pai, ja fiz um lanche pra gente.

(Eu) Meu bebê não precisava, eu me viro não se preocupe tá?

(Ela) Pai posso te fazer umas perguntas?

(Eu) Sim claro!

(Ela) Pai agora que a gente mora aqui só nós dois, quem é o homem da casa?

(Eu) Eu meu amor por que?

(Ela) E eu sou a mulher da casa então!

(Eu) Não meu amor você é a minha princesa, você não pode dedicar a sua vida a mim, vou contratar uma secretária do lar pra gente, e você poder se dedicar a seus estudos, ta bom?

(Ela) Tudo bem mais ai quem vai dar ordens a essa moça, serei eu pois o senhor não intende dessas coisas, sendo assim eu continuo sendo a mulher da casa.

Eu tive que dizer que tudo bem não queria magoa-la, fomos comemos o nosso lanche, e em seguida propus irmos pegar mais coisas em nossa antiga casa, e ela aceitou, trocou de roupa e fomos, tudo normal fora o fato de quando voltarmos pra casa ela ficar todo o tempo só de calcinha e blusinha mostrando a barriguinha.

O tempo foi passando e cada dia que se passava ela ficava mais chegada a mim, com 15 dias o nosso apartamento tava meio sujo, a chamei e disse filha vamos atrás de alguém ta bom?

(Ela) Tudo bem mais eu quero conhecer antes de você contratar ta bom?

Eu tive que aceitar, no final desse mesmo dia o nosso vizinho nos chamou ora um jantar em sua casa, era seu aniversário como eles não conheciam ninguém seriamos nós quatro, aceitei na hpra falei que em menos de meia hora estaria em seu ap, avisei a Carol e fomos, durante o jantar tocamos no assunto da empregada, a irmã de zé disse, Paulo conheço uma moça da minha cidade no interior, que é muito legal e quer vir trabalhar e estudar aqui, se você quizer posso marcar de ela passar uns dias aqui e vocês a conheceram, eu disse pode marcar!

Passados uns 4 ou cinco dias depois, a irmã do zé bate a porta com uma moreninha linda e muito geitosa, fiquei parado na dela, pedi que entrasse e esperasse um pouco que a Carol estava pra chegar do cursinho de inglês, conversamos muito e não consegui desfarça tava ipnotizado, quando minha filha chegou, foi comprimentou as duas e conheceu a Maria Lucia, e concordamos que ela poderia vir quando quizesse e o mais rápido possível, ela disse que em no maximo uma semana estaria de volta, passado essa semana ela chega e eu arrumo um quarto pra ela antes, que seria meu escritório, mais o arrebate foi multuo, reparei que eu não podia chegar perto, que ela se tremia toda, minha filha reparou mais não falou nada.

Depois de mais ou menos 20 dias, as duas a lu e a carol ja estavam bem intimas apesar da diferença de idade, foi quando as convidei para uma voutinha no cinema fomos, quando estavamos lá, pedi lu você pode ficar na fila pros ingressos que eu vou comprar besteiras pra genete ela topou na hora, me afastei e a minha filha veio junto, quando estavamos longe, ela me diz pai você ficaria com a lu? Eu respondi que era melhor não falarmos disso pois ela era nossa funcionária, e isso era falta respeito.

(Ela) Mais pai não é isso que ela pensa não, sabia?

(Eu) Minha filha de onde você tirou isso?

(Ela) Pai ela me disse, que quando ela ta perto do senhor as pernas dela tremem, a boca dela seca, ela tá com os cinco pneus arriados por você, sabia o quatro e o estepe!

(Eu) Para filha você não pode ta falando isso, mesmo que ela tenha te falado isso, você não pode ta falando os segredos dela pros outros.

(Ela) Mais pai foi ela que perguntou se eu ficaria chateada se ela te desse.

(Eu) Filha mais que vocabulário é esse?

(Ela) Ha pai para de ser careta ta!

(Eu) Vamos voutar lá com ela e para o assunto.

Quando voutamos, pra casa a Carol falou, pai nem te falei mais eu disse que ia dormir na casa da vó, pra ir com ela no médico e preciso de dinheiro pra pagar a consulta, dei odinheiro e fui deixa-la, quando fui deixa-la na frente da casa de minha mãe sai fui dei um abraço na minha mãe e nela, em quanto eu a abraçava, ela disse aproveita hoje que a lu ta doidinha por você, e saiu rindo quando ela se virou dei uma palmadinha na bunda dela coisa que nunca fiz foi espontâneo, ela virou e deu um lindo sorriso.

Fui pra casa, quando chegamos a lu disse Paulo vou tomar um banho e vouto pra fazer a sua jata, fui a meu quarto e quando sai a lu me chama pergunta se haveria algum problema de ela ficar um pouco mais avontade, pois ela ficava assim quando estava só com a Carol, disse que se por ela não tem problema então por mim tambem não, caros leitores quando ela saiu do banheiro com um conjuntinho de cetim de shortinho e blusinha, visivelmente sem calcinha e sem sutiã quase tive um infarto.

Ela reparou que eu fiquei meio sem jeito e pediu desculpa, e que se eu quizesse poderia trocar, eu tentando manter a calma disse que não que tava tudo bem, ai ela vem com essa, deve estar muito feio né? Eu disse claro que não pelo contrário esta lindo.

(Ela) É mesmo seu paulo, jura me acho tão feia pequena demais.

(Eu) Se eu não tivesse tanto respeito por você pularia em cima de você.

(Ela) É verdade o senhor me respeita de mais! ( Com ironia na frase )

(Eu) Então você não quer tanto respeito é?

(Ela) Mais as pessoas que estão na rua não querem me respeitar tanto assim!

Eu não aguentei tanta provocação, fui por trás dela, abracei e virei ela de frente pra mim comecei a beija-la e disse ja que você não quer ser mais uma dama aqui em casa, serás tratada como uma puta, queres? ela responde cheia de tesão faz o que você quizer, levantei a minha mão pela sua cintura e fui chegando em seus peitnhos, caraca quando toquei ela arqueou as pernas de tão ecitada que estava os bicos pareciam pedra, levantei a blusa e tirei foi para o chão, levantei-a, ela laçou as pernas na minha cintura e eu não parava de beija-la, e fui com ela pendurada em mim para o meu quarto, cai com ela na cama, fui descendo e beujando o seu pescoço e cheguei em seus peitinhos, chupei por um bom tempo, ela começou a impurar a minha cabeça, intendi o recado, deci e fui baixando seu short, foi quando constatei que realmente ela estava sem calcinha, e que coisa linda tava lisinha, fui devaga beijando ao redor na virilha, beijei com muito carinho tudo ao redor, quando finalmente ela puxa o meu cabelo e esfrega aquela bucetinha linda na minha cara, e eu cai com toda vontade em cima, chupei de todo jeito até ela gemer quase gritando que estava gozando, fiquei louco quando vi ela se melar toda, mais era muito liquido, e era lindo ela se derreter, simplesmente ela virou pra cima de mim e pulou em cima de mim, e esfregava a buça no meu pau mais não metia, aquilo tava me deixando louco, foi quando a peguei novamente e joguei na cama abri suas pernas e atolei o meu pau com vontade mais sem ser violento, e bombei muito na posição meio papai mamãe, meio franço assado, foi quando ela pede de 4 por favor, e eu a virei e atolei de novo, foi quando eu a vi se masturbando em quanto eu metia, não aguentei muito e comecei a gozar, quando ela sentiu meu esperma, começou a se tremer de mais, aquilo me levou a loucura, deitamos lado a lado e pensei vou ficar aqui um pouco de pois vou tomar um banho, adormeci.

Continua...

Desculpem ter cido tão longo mais acho que deve ser assim para que todos possam me entender.

Quem quizer pode add [email protected]

Comentários

15/01/2013 13:07:20
A Historia é bem envolvente. só a ortografia que deixa a desejar. poderia revisar Like.
16/08/2012 00:06:39
Continua frio e mau desenvolvido...
27/04/2012 20:10:40
Está melhorando
04/07/2011 10:29:58
Passa o texto por um corretor vai ficar mais gostoso de ler.
30/06/2011 00:40:37
Melhorou muito em, muito mesmo...
29/06/2011 01:46:08
Parabéns, Paulo. E pelo andar da carruagem vai rolar um incesto. Rsrsrsrs
29/06/2011 00:06:54
cara mto exitante, estou ansioso pelo próximo

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos eroticos sem querer maeotodiz pornocomi minha cadelapornô panteras tio começa o vinho depois que eu chego em casacontos cu da tiachupaminhabucetacoroachupou a buceta da india ate ela gozartravesri pau 40centrimo fode amigodona cely eo caseiro tom contos eróticosporno inventei um assalto para o comer minha mulherver contos eroticos em que maes sao flagradas pelas avos fudeno com os filhos pauzudoscontos eróticos irmao roludo arrebentou meu cabaçoesposa prostituta bunda flaçida e mole cuzao contospornodoido padrasto pensando tórridonegona rindo com uma boconabucetamelecamae belisca querendo chupa buceta da filhahomens passando o dedo na buceta das mulheres e elas alteradasnossa to preocupado comeu a mulher do meu amigo e ela ingravidou vidio pornominha esposa me falou q quer sentir outro pau na sua bucetavitinho meu sobrinho contos gaysmagrinha chego trme na picaggvideos porno de casadas que escreve na bunda corno felis e fodi muntoņovinhas metendo com play boyirmalouca pra perdero cabaco pro irmarAS CARIOCAS PORNO VIOLENTO 2009Desabafo real de uma mae contos ero cap,IXgozada acidental buceta assustada bravacontos eroticos de mulheres de manauszoofilia mulher da esguinchada com lmbidas de cachorrofilme de sexo pura selvageria de chupar e chupar agressivo mesmocontos eroticos gratis transformei minha esposa em uma putavídeo pornô menina branquinha não se Intimida com tamanho do pau no Galegãoencoxada bem arroxadaContos minha esposa negra bundudona no forro eu corno contoBuceta criando pentelho fudendo brasileira adultagata nua aberta na cama bom das macia arrepiada cuzinhos duro meladofilha fica brava ao levar gosada dentrocontos a.freira viu meu paurelato erotico evangelica casada carente da buceta peluda greludaseduzida por um estranho contos pornocache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho Contos levei um tora preta gozou dentro meu marido adoroucumeu a buseta da novinha qe nuca tinga metidocontos na despedida de solteira dei pro negao bem dotadopornodoidomadrasta me oçhandoHomem com pau grosso descabaça a filha dormindo contos eróticosporno brasileiro oilando o gay brasileiro da banda lizinha tomar banhoMulher lendo jornal e dando cu pornocache:cB0rtZ1uQCMJ:https://zdorovsreda.ru/texto/2015051133 www vovo adora minha rola preta e chora guodo boto no cu dela porno .comcontos mulheres cinquentona nao aguenta pau com super cabecacuckold adeptosRelatos Zoofilia qual melos cadela para sexoporno com egua pordrinhacontos provoquei papai pauzudoeu perdi a minha virgindade com ca ca pica de 40cmporno sem casaminhasmeu sogro e seu irmao me funderam juntos contos eroticosgranny de 69 chuoando cokc grandeporno aaii taduedo seu pau e groso ei fia tudo gosa ladentro eu quero caga sua porraconto viadinho gosta de ser fudidocomebuceta irma outra irma prexaContos eróticos de incesto entre familias aonde todos mamam e foden em todas as posiçoes possiveis e de todo o jeito em orgiasler relatos d velhos d pau gigantes q arrombaram asmulheresxvideo decks ja jantar filho come a mãe e pai come a filianovinha shortinho finos pegando no pau do namoradovidio mae putona se assusta quanto ve que o filho gosou dentro sem camisinhamulheres loucas de tesão que deixa a melhoria de tesão com a b******* buseta colchão gostosaentregei uma pizza e mepagou com boquetefilme pornô com a Socorro lido RT xxxporno mae e filha transformadas em puta contofui pedir carona em uma kombi e fui estrupada e casada contos eroticonovinha tentando da o cuzinho virgem pro amigo tadinha da novinhacusao de crioula velhaNinfeta ansiosa para exprimentar negão de pissa grande e grosso e fica toda arrombadacontos eróticos mamãe deu o cu eu vicontos eroticos desejo de uma mulher tomar porra de negros na frente do parceirorickcafajeste30.blogai como doi pucona pornoxvideo negao no branquinho esfoloporno com novinha goszando na buceta na boca da outrapeladas passando margarina uma na outro