Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Contos Interraciais volume 5 - Um negro para um casal

Autor: Narrador
Categoria: Heterossexual
Data: 30/07/2011 15:32:43
Última revisão: 13/07/2012 22:52:45
Nota 9.80

Casado há vários anos com uma mulher maravilhosa, sempre tive uma vida sexual ativa. Sou moreno claro, estatura média e frequentador de academia. Ela, loira, muito gostosinha, pois vai à academia comigo. Sempre tivemos relações com outras mulheres, e minha esposa sempre se mostrou bem a vontade com isso.

Mas um certo dia, ela e eu chegamos a decisão de que poderíamos incluir um homem em nossas aventuras. Começamos a procurar entre nossas amigas um homem que fosse o escolhido para nossas fantasias. E um belo dia, apareceu o Lucas. Era um negão careca, meio musculoso, e a pele brilhava de tão preto que era.

Minha esposa ficou meio sem graça, pois nunca tinha tido relações com um negão, apesar de já termos transado com uma mulata, mas eu falei para ela desencanar, afinal, muitos casais já haviam realizado esse tipo de coisa.

Lucas foi até nossa casa, num sábado a noite, minha esposa estava linda, mas nervosa. Eu, achei o máximo ver ela conversando com aquele pretão ali na minha sala. Eu estava de cacete duro, com um tesão daqueles, observando a diferença entre minha esposa branquinha como leite e aquele negão escuro feito breu.

Finalmente, ele a beijou gostoso, e sacou a vara negra para fora. Estava molenga, e minha mulher começou a chupar para fazer ele ficar duro.

Eu prontamente saquei meu pau e passei a punhetar gostoso. O negão arrancou o resto da roupa, ficando totalmente nú, e minha esposa fez o mesmo. Fomos para o quarto, e ele a puxou e colocou seu pau de volta na boca dela, eu fui por trás e como ela estava de quatro chupando o negro, eu caí de boca no seu cú e na buceta.

Tirei logo o resto da roupa, enquanto ela subia naquele pau preto. Fiquei de pé, e mandei que ela me chupasse, o que fez com muita vontade. Já haviamos feito sexo com outras mulheres, mas outro homem, fez com que ela fosse ao delírio. Cavalgava aquela piroca com gosto e me chupava deliciosamente.

Acabou gozando gostoso, e eu me deitei, e mandei que ela cavalgasse o meu pau também. Repetimos a posição, mas agora era a piroca preta que estava na sua boca. O negro tanto punhetou, e ela tanto chupou, que acabou gozando na boca dela. Na posição em que estávamos pingou porra no meu peito, e eu reclamei.

- Ei, cuidado aí, pô. Banho de porra quem gosta é ela.

O negão ficou esfregando o pau molenga na boca dela, e a porra se espalhando na sua cara. Eu também acabei gozando dentro da bucetinha de minha esposa, tal era meu tesão vendo aquela putaria entre ela e o negão.

Ela foi se lavar no chuveiro, e o negro puxou conversa comigo.

- Sua esposa é muito gostosa, cara. Já tiveram outras experiências com outras pessoas?

- Com umas mulheres, com homem é a primeira vez.

- Será que ela libera o cuzinho, ou nunca fizeram?

- Cara, é o caso de a gente tentar, afinal ela até gosta de uma enrabada, só não sei se vai topar com outro cara logo na primeira vez.

Combinamos como faríamos enquanto tomavamos um banho no outro banheiro. De volta no quarto, eu passei a beijá-la, e deitei outra vez, trazendo ela por cima. O negro punhetava e olhava nos olhos dela, que parecia meio sem graça. Sem ela esperar, ele foi por trás dela e passou a lamber seu cuzinho. Ela acelerou tanto as subidas no meu pau, que tinha hora que a lingua dele passava nas minhas bolas, aquilo me arreiou. Uma hora, escutei só um sussurro dela.

- Vem...

O negão colocou o pau na porta do cuzinho, ela se inclinou para frente, mordendo meu ombro de leve. A putaria ficou completa, eu beijava a boca dela e ele o pescoço. Ela gemia bastante, adorando sua primeira dupla penetração na vida ( pelo menos que eu soubesse ).

Acabei gozando na buceta dela de novo, e o preto na hora de gozar tirou o pau para fora, e esfregou na bunda, na buceta e nas minhas bolas, lambuzando tudo de porra. Eu adorei sentir aquele pau esfregando nas minhas bolas, mas guardei silêncio. Não sei qual seria a reação da minha esposa.

O negro ficou em pé, e ela de joelhos passou a boquetear o cacete do pretão. Logo estava duro outra vez, o meu também. O negão disse:

- Vem cá também. Ela aguenta dois na boca.

Quando cheguei e meti o pau na boca dela, ele segurou com uma mão a minha bunda e me puxou.

- Mais perto, eu não mordo.

Aquilo era demais para mim, achei que aquele preto queria me fuder também, e fiquei meio de butuca. Minha mulher puxou ele para baixo, e beijou a boca dele, quando percebí os dois me chupavam.

- Ei, peraí negão. Que porra é essa?

- Calma amor, eu também não chupo as suas amigas quando elas vem aqui?

Minha mulher estava adorando, eu estava meio cabreiro, aquilo tinha ido longe demais. Um cara me chupando junto com ela? Um cara? Coisa de louco.

Quando viram que eu ia gozar, pararam e mudaram. Ele ficou de pé, e ela me puxou para baixo, beijando minha boca. O negro veio colocando o pau no meio, e pegou na minha cara.

Eu afastei a cara e reclamei.

- Parou a palhaçada! Que porra é essa?

Os dois riram gostoso, e ela chupou ele, o cara pegou meus cabelos, e olhou pra mim.

- Manda bala cara, ninguém vai ficar sabendo mesmo.

Minha mulher saberia, pensei, mas acabei sedendo as vontades deles, e levei a boca até as coxas negras dele. Lambi suas pernas, evitando chegar no pau, mas minha esposa me beijou a boca, colocando o pau preto no meio.

Acabei chupando junto com ela. Ela punhetava meu pau, e eu acabei gozando nas mãos dele. O preto gozou também, como já tinha gozado antes saiu bem pouca porra. Era salgada e minha mulher passava da boca dela para a minha enquanto me beijava.

- Viu? Não matou dar uma chupada. - disse o negão.

Quando ficamos sozinhos, eu fiquei meio calado, estava com vergonha da minha mulher pois tinha chupado um pau na frente dela, e cara tinha gozado na nossa cara. Mas se ela sentiu algo diferente, não disse nada, dormiu abraçadinha em mim.

Agora, ela sempre que eu trago uma menina para casa, também quer um macho no outro dia. Passamos agora a vida na putaria.

Comentários

04/08/2011 18:51:00
E tomar muito leitinho
31/07/2011 13:55:15
Com certeza esse é o caminho...
30/07/2011 20:51:32
Muito interessante sua estória. O próximo passo é dar a bundinha. Voce está no caminho certo

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


zoofilia mulher da esguinchada com lmbidas de cachorrosou casada o meu cunhada me estorou a bucetinha contosprensada no colchão pornmae e filho trazando ele goza detro delascontos de sexo depilando a sogravideo porno pega secretaria bricando ca xoxota na livrarianivinha com o pacote em chadinhomarisa chupando meu pautarado estorando boi no mato xvidio.comConto gay policial fodido pelo marginalmulher de corno lavano carromulher tapa os olhos do marido e entrega para o empregado fuder video pornonó parquinho perdi o cabacinho contospratico anal com meu cachorrocontos eroticos de incesto no colovídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhocontos da minha sogra me pedindo pra cheirar sua calcinhacontos eroticos gaysogroconto erótico meu pai abuso de mim quando eu tinha cincoanosconto em casa neste frio minha boceta pede pica paiTaradinha louca pra pega no pau do tiu contoscasado tem tesão em mamar cine porno spesperei meu tio viajar para comer o cuzinho da minha tia gostosonaporno gabsinhaContoeroticosobrinhonovinhoContos erotico iseto tia e subrinhoxexoleitinhocontos eroticos cheguei casa escorrendo porra cornosmaio gozada de mulheres fumando cigarro asseste videocontos.eroticos avo.peludo idoso bigodecasadinha contosEdufera cintosestupro chupando grelo grande até ferirlesbicas se vingando da rivalcontos eróticos com minha irmanzinhapinto muito mais muito grosso mulher nao aguenta epede aregocontos eróticos bem depravado de bem picantetarada xividioszoofilia os mais pegadoresxevideo mulher dormido e rola entrandoconto no cinepornoporno pai e filhinha no maio sarocontos eroticos com policial civil experientecontos de fada.dava a bucetinha quando tinha entre 6 e 7anis de idadeFOTOS CONTOS DE SEXO DE UM JARDINEIRO PIROCUDO COM SENHORAS CASADASconto erotico mendiga novinhacontos eróticos com esposa pedindo pra apanhar e mijar nelaContos vendo os cavalos treparem sexo gosto de praticar zoofiliacontos erótico evangélica novinhaSacaniha reboado nos pauzaovideo na praia de jericoacoara ceara sexo porno na praiawww.relato mulher cazada tramza com outro macho.com.brconto erotico traicaochantagemEu quero assistir vídeo de pornô de mulheres de corpo estrutural gostosa bundona com sono televisãoconto erotico comendo rabo da dona da verdureiramorena cavala irresistivel não bater punhetatrazei com minha vizinha d camizola na cozinha dela ponocontos/vendi meu cu virgemxvideos com pomba gira brasileiros encorporadasrapazinho mimado dando o rabocontos eroticos de caminhoneiros fudendo homens em posto de combustiveiscontos de putaria sou puta meu irmao um jumento fudeu o cu da minha amiga e eu ajudeiContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhopegou a mulher do corno apertada e quando entrego tava so u buraco video porno cornoxvidio confio no amigocasa de swing esposa levando mao na buceta desconhecidoNovinha excitidarairodigocontos evangelica quarentona goza gostosoesposas pedem para estranhos tirar camizinha pra gozar bucetao delas