Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Arrombadas pelo vizinho pirocudo

Autor: Luana
Categoria: Heterossexual
Data: 18/07/2011 19:51:43
Nota 10.00

Oi, gatos! Estou aqui de volta em mais um conto do mais puro sexo selvagem. Para quem não me conhece, meu nome é Luana, tenho 34 anos, sou loira, bronzeada, com marquinha de biquíni, tenho 105cm de quadril e sou muito safada. Minha principal característica, sexualmente falando, é meu incansável vicio de dar o cu. E eu não tenho frescura, dou com vontade mesmo, porque adoro aproveitar a vida ao máximo. Já fiz várias loucuras, como, por exemplo, quando namorei 2 caras ao mesmo tempo e os 2 comeram minha bucetinha ao mesmo tempo. Gozei como uma louca nesse dia, rsrsrs.

Sou tão sedenta de sexo e tão safada, que passo dos limites à vezes. Como vocês viram no meu conto sobre o carnaval desse ano, eu não tenho qualquer limite ou qualquer frescura pra fuder.

Dessa vez, aconteceu no meu apartamento ontem. Há muito tempo, eu tenho um vizinho que é lutador de jiu-jitsu. É um cara com a maior pinta de bad boy, cabelo raspado com máquina zero, musculoso e alto. Não era um cara com rostinho bonitinho e certinho, mas sim um homem másculo, viril. E eu sempre senti atração por carecas musculosos. Esse cara mora, há um tempão, com uma mulher muito bonita, que, aliás, é muito gente boa. Do meu apartamento, à noite, eu consigo ouvir os altos gemidos da foda deles. A mulher grita e geme como se estivesse morrendo. Ele tem um gemido com timbre grave, bem másculo mesmo. Evidentemente eu me masturbo ao ouvir aquela foda. Nunca senti falta de sexo, porque faço sexo o tempo todo, mas, desta vez, eu queria meu vizinho bad boy, o André.

Certo dia, eu estava chegando da praia com a Amanda, aquela minha amiga gostosa que também é maluquinha que nem eu, rsrs. Nós estávamos de biquíni e chegamos ao meu apartamento.

- Luana, to com a buceta e o cu coçando.

- Ih, amiga, agora a gente só vai arrumar macho de noite, rsrs. Fica na siririca até nossa balada hoje.

Tentamos abrir a porta e percebemos que estava emperrada. A porta não abria de jeito nenhum.

- Vou tocar a campainha do André, meu vizinho. Ele é lutador de jiu-jitsu e tem força pra arrombar essa porta.

- Luana, pergunta se ele tem força pra me arrombar, rsrsrs.

- Sua maluca, rsrs, ele mora com uma mulher, fica quieta.

Tocamos a campainha e o André abre a porta de cueca.

Foi uma cena estonteante!! O cara só de cueca, musculoso, com aquela cara de bad boy e eu cheia de vontade de dar. O que mais me impressionou foi que dava pra ver pela cueca o tamanho do caralho que ele tinha entre as pernas. A Amanda só faltou babar, rsrs.

- Oi, André, tudo bem? Desculpe te incomodar, mas não estamos conseguindo abrir a porta. Parece que emperrou.

- Ta bom. Vou arrombar essa porra.

- Sua mulher ta em casa? Depois eu queria falar com ela.

- Ela viajou com a mãe.

Enquanto ele ia arrombar a porta, Amanda olhou pra mim com cara de safada, pensando em alguma sacanagem. E eu olhei de volta, lambendo os beiços.

Ele consegue forçar o trinco e abrir, finalmente, a porta. A gente chama o chaveiro para consertar e o André quis pagar tudo. Foi super atencioso, apesar da pinta de mal encarado. Depois disso tudo, convidamos o André para entrar um pouco.

- André, entra um pouquinho. Vem tomar uma cervejinha com a gente. Queremos te agradecer.

- Não precisa agradecer, gata, mas tudo bem, eu entro um pouco. Deixa eu só botar uma roupa, porque eu to só de cueca.

- Não precisa. Não faça cerimônia. Vem de cueca mesmo.

Ele entrou e se sentou no sofá. Percebi que o pau dele havia ficado um pouco duro. Era impossível não perceber o enorme volume naquela cueca.

- E aí, André. Meu nome é Amanda. Tudo bem?

- Fala, Amanda. Você é uma morena muito bonita, sabia?

- Rsrsrs. Recebo muitas cantadas na rua. Nunca deixei a desejar na cama.

- Amanda, deixa de ser safada! Ta se oferecendo pro André.

Nós duas nos sentamos de biquíni mesmo no sofá com ele, bebemos cerveja e conversamos sobre vários assuntos.

Aí, eu, que já estava alegre de tanto beber, disse:

- André, sua mulher tem muita sorte mesmo de ter um pauzão desse na cama dela.

- Por que você não experimenta pra ver se ela é sortuda mesmo?

Nós nos olhamos com cara de safada, o pau dele começou a subir e a ficar duro.

Assim que o volume começou a aparecer mais e a impressionar, o André me puxa pra perto e me tasca um beijaço de língua. Era um beijo tão intenso que me deixou molhada no mesmo instante. Aí ele puxa a Amanda e dá outro beijo delicioso nela.

Enquanto ele beija a Amanda, eu me agacho entre as pernas dele e tirou a cueca. O lugar daquela cueca era bem longe. Quando a cueca sai, liberto um caralho gigante e muito grosso. Pó, o cara, além de ser lutador, tem um pau de dar inveja em muito ator pornô. Era do jeito que eu gostava, uma rola grossa, cabeçuda e muito grande.

Não perdi tempo e fui com a boca naquela cabeça vermelha e grossa. Chupei com muuuita vontade, dei umas mordidas na glande, cuspi e passei a língua até o saco.

Nisso, eles ainda tavam se beijando e o André tava com os dedos na buceta da Amanda, dedando ela deliciosamente. Ela gemia com aquela mão grande estimulando o clitoria dela. E eu continuava a engolir o caralhão, chupando com força.

Aí, a Amanda se agacha comigo e me ajuda a chupar aquele cacete gigante e duro. Nós duas mamávamos com muita intensidade, deixando ele doido.

- Daqui você não sai, seu pauzudo gostoso!

- Ooooohhhh, que boquete quente e babado! Puta que pariu! Oooohhh! Chupem com vontade, suas vadias!

- Eu me levanto e deixo a Amanda chupando. Tiro meu biquíni e jogo no chão. Nesse momento, o André tava sentado recebendo a chupada. Eu, peladinha e ainda melada de praia, fico de 4 no sofá, do lado dele. Ele dá um tapa no meu bundão e coloca a língua no meu cuzinho que ainda tava com areia.

- Aaaaaiii, André, lambe meu cu, macho gostoso!! Que delicia de língua!!

Ele passa a lingua no meu cu e vai até a bucetinha. Lambe tudo com intensidade e me deixa toda babada. Gozei várias vezes nessa chupada.

Depois, a Amanda vem lamber meu cu, e o André vai atrás da Amanda lamber o cu dela. Era uma delicia. Eu gemia como uma louca e a Amanda já tinha gozado várias vezes também.

Quando a Amanda pára de lamber meu cu, o André dá outro beijo na boca dela. Eu chego perto do André e lambo e mordo o peitoral musculoso dele. Subo até o queixo e dou umas mordidas, subindo até o lábio inferior e passando a língua no rosto dele. Enquanto isso, a Amanda tava chupando o saco do André e punhetando o pauzão. Eu passo a língua no queixo dele, subindo até o nariz e desço dando um beijo de língua.

O André tava louco de tesão, e a gente tava enlouquecida pra dar com força pro caralho dele.

Nós vamos até o quarto. André joga nós duas na cama e vai até a cozinha. Ele volta com uma caixa de leite e começa a despejar no meu corpo, que escorre pra minha buceta. Ele abre as minhas pernas e começa a enfiar a piroca na minha bucetinha toda molhada.

- Aaaaahhh, ooooooohhhhh, yeaaahhh, puta que pariu, que piru gostoso!!!! Fode minha bucetinha e lambe o leitinho no meu corpo!!

Ele deita em cima de mim, penetrando minha buceta, eu o envolvo com as pernas e ele lambe o leite derramado sobre o meu corpo, passando a lingua dos meus seios até a boca. Nós nos beijamos gostoso. Enquanto isso, Amanda tava doida, se masturbando.

- Olha como eu fodo sua amiga, cachorra! Você é a próxima, sua cadela!

Amanda, maluca de tesão, vai por trás dele, se abaixa e lambe o saco dele que tava esfregando na minha buceta de tanto meter. O André, quando metia na minha buceta, parecia um monstro, um cavalo.

- Ooooooohh, yeaaaahhh, vagabunda, piranhaaaa!!! Fodo sua xoxota com violência!!

- Seu filho da puta, me rasga!!!!

Depois de gozar 200 vezes, ele tira o pau, se levanta, bate com o pau na minha cara, dá um tapa na cara da Amanda, joga ela na cama, derrama leite por cima dela e começa a fuder com violência de novo.

Amanda urrava de prazer, mordia os lábios de tanto tesão. De repente, ela grita:

- Quero dar meu cu!!!!!!

- Vou fuder o cu da Luana primeiro, sua vagabunda. Enquanto isso, vai dar uma cagada.

Amanda foi ao banheiro cagar enquanto eu fiquei de 4 na cama. André começa a lamber meu cuzinho que ainda tava melado e com areia da praia. Ele nem se importa e lambe com vontade. Eu gozo de novo. Ele traz a minha cintura pra perto, me tratando com violência, e coloca a cabeça na entrada do meu cu.

- Quer lubrificante, piranha?

- Lubrificante é o caralho! Quero ser esfolada por esse caralhão!! Vai no cuspe mesmo!

Ele cospe no meu cu, lambe e força o pau no meu cuzinho.

- Aaaaaaaiii, que deliciaaaa!!! Entra com tudo, seu filho da puta!!!

- Cachorra, cadela filha da puta, vou deixar esse cu largo e roxo!! Você não vai conseguir sentar!

- Aaaaaaii, assim é que eu gosto!!

A piroca vai entrando, sumindo no meu cu! Eu me sentia preenchida por um pênis enorme e delicioso. Quando o caralho chega até o fim, as bolas roçam na minha bunda e o peitoral dele encosta nas minhas costas. Ele começa a fazer um vai e vem alucinante no meu rabo.

- Ooooooohhh, yeaaaaahhh, vai, vai, mais forte, forçaaaa!!!!! Me fodeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!! Caralho, que foda gostosaaa!!!!!!!! Aaaaaaahhhh, yeaaaaaaaaaaahhhhh, uuuui, aaaaai!!!!!!!!!

- Piranha, filha da puta!!!!!!!!!!! Que cu gostoso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Amanda sai do banheiro louca de tesão. André tira o pau da minha bunda e eu caio na cama. Ele puxa meu cabelo e escarra na minha cara, me humilhando. Gozei com a escarrada dele. André puxa Amanda pelo cabelo, dá um tapa na cara dela e a coloca de 4.

- Vou fuder seu cuzinho cagado, sua filha da puta!!

- Ai, meu deus!! Fode com violência, seu animal!

Ele vai enfiando o caralho com força no cu dela. A pica vai sumindo.

- Aaaaaaaaaaaahhhh, que deliciaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!!! Vai, vai, vai, vai, bota pressão, cavalo, filho da puta!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu enlouquecia vendo a cena daquele cacete enorme e grosso sumindo no cu da minha amiga.

De repente, o André fala:

- Luana, vai cagar você também, sua cachorra!

Eu entro no banheiro. André vai fudendo com força o cu da Amanda e tira o pau. Ele pega uma algema minha e prende a Amanda no pé da cama, mas ela continua implorando por mais pau.

- Volta aqui, garanhão, quero mais pau no cu!!!!

André dá um tapa na cara dela com força.

- Cala a boca, sua vagabunda!! Eu que mando nessa porra!

André entra no banheiro e eu ainda tava me limpando. Dou a descarga e ele avança em mim, me dando um puta beijo de língua. Ele me dá um tapa na cara e me coloca de 4, com a cara na privada. Ele começa a enfiar o caralho no meu cu de novo.

- Oooooooooohhhh, me fode com muita força, garanhão safado!!!!!!

Enquanto ele castiga meu cu, ele segura no meu cabelo e empurra minha cabeça dentro da privada, dando descarga, como aconteceu no conto anterior.

Putz, eu vou à loucura! Meu cuzinho tava queimando e ardendo, e eu só pensava em dar o cu o dia inteiro.

Quando ele termina de me afogar na privada, ele tira o pau do meu cu e eu caio, fraca. Ele me puxa pelos cabelos até o quarto, onde Amanda ainda está algemada no chão, no pé da cama. Aí ele pega uma outra algema minha e me prende ao lado dela.

Nessa hora, Amanda já tava louca por mais pica. Então, o André dá uma lambida na buceta da Amanda e enfia o pau com força. Ela goza só na primeira estocada.

- Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhh. Filho da puta!!!!! Macho gostosoooooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

André se levanta e segura o pau. De repente, ele começa a mijar na nossa cara. Que delicia ver aquele mijo quente saindo daquele caralhão grosso! Depois, ele escarra na nossa cara de novo e nos dá uns tapas na cara. Ele tira a algema da Amanda e coloca ela de lado na cama. Aí ele vai por trás e enfia o pau no cu dela, fudendo de lado.

- Aaaaaii, que gostoso, puta que pariu!!!! Piru deliciosoooo!!! Fode meu cu!!!!!!!!!

Depois, ele vem tirar minha algema e me levanta. Aí ele se senta na beirada da cama e me puxa. Eu sento de costas pra ele, segurando o pau dele pra entrar no meu cuzinho.

- Oooooooohhh, meu deus!!!! Que piroca suculenta!!!!! Vou sentar nesse caralhão com muita vontade!!!!

Eu sentava com uma intensidade absurda! O pau sai e depois sumia no meu cu. Eu me levanto e vem a Amanda. Ela senta no pau do André rebolando como uma puta.

- Aaaaaaaaaiiiii, que delicia, seu puto!! To sentindo minha rosca arder e queimar!!! Quero mais, mais, mais!!! Oooh, yeaaahhh!!!!

Enquanto isso, vou pegar um chantilly na cozinha. Quando eu volto, o André ta lambendo o cu cagado da Amanda. Fiquei maluca.

Eu falo pro André deitar no chão. Me agacho com a buceta na cara dele e mijo na cara dele. Depois vem a Amanda e faz a mesma coisa. Ele fica maluco de tesão. Aí o André se levanta.

Amanda e eu nos ajoelhamos na frente do André e eu jogo bastante chantilly no pau dele. Começamos a mamar o caralhão loucamente!

- Oooooohhh, que delicia!! Suas putas, vagabundas, vadias, cadelas!!

Sugamos o chantilly com vontade, babamos o pauzão todo e, de repente, ele começa a jorrar muito esperma!

- Oooooooooooooooooooooooohhhhhhhhhhh, puta que pariu, gozeeeeeeeeeeeeeeei!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Era tanta porra, que nós duas tínhamos que receber o leite para não desperdiçar. Nos lambusamos com aquele esperma delicioso. Caímos no chão, fudidas e sorridentes, nos beijando na boca. O André vai até a sala e põe a cueca.

- Vou indo, cadelas. Quando eu tiver uma brecha, vou voltar pra fuder vocês com muito mais violência.

Ele sai, batendo a porta.

À noite, a mulher dele pareceu ter chegado. Fomos deitar e ouvimos gemidos altos de uma foda que parecia estar muito gostosa. O cara era um macho insaciável mesmo. Delicia de pau. Agora eu entendi porque essa mulher dele geme tanto de noite.

Se a minha porta emperrar de novo, algum de vocês me ajudam a arrombar? Não precisa arrombar só a porta, rsrs.

Comentários

19/07/2011 19:20:51
Com toda certeza eu arrombaria a porta e vc na frente e atras minha putinha, gostaria de me comunicar com vc pelo msn e para tal aqui esta meu msn [email protected]
19/07/2011 07:58:35
adorei seu conto nota 10 amor mim add no msn [email protected]
19/07/2011 02:52:30
Aí que delícia, amo homens de paus grandes e que me xingam, me excita e estou com um consolo na xoxota, quero um pau também, me mande a sua foto se for mulher ou homem me mande sua foto pelado ou pelada para mim gozar pensando no teu pau [email protected]
18/07/2011 20:50:36
Hum que delícia 10

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


fui pago pra dar o cu pela primeira vez hetero , sexo gay amadorContos de cornozoofilia genicologista enfia alargador na buceta da noviavideo dondoca e maridi bisexualmulher beijando a mulher na boca pelada no titubearmulher chupa priquito de amiga sa empreme vou gosacontos eroticos casada aguenta 27cm do cacete do vizinho novinhocriola da buceta inchado lwva gozada dentro que eacorrecontos eroticos com fotos madrinhas coroas com novinhos roludosContos eroticos sou uma puta engulocontos eroticos comi a filha da minha inquilinaPUNHETEIROS NOIVINHOS AMADORES FAVORITOScontos casada encoxada no ônibusvídeo pornô caseiro mulher voltado foi traído e dá o troco e ele transa camisinha se faz para colocar no coloca em quando vê tudo e ela deixa como comer essa p*** para o c**** vem sem camisinhaconto erotico lesbica favelada fode patricinha a forcazoofilia com animais iniciaçaodeixo unegao desmarcado goza dentronovinhohs gostososContos novinha bolin d pel titia enquanto o tio dormecontos eroticos gays nerd e o bad boygey fazendo fime porno com homem infindo garrafas no geybobeou o comedor meteu na negraConto sexo anal casada estrupadameu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosfui arrombadocontos sou um rainha do analcontos de filha crenteContos eroticos seios mordedo forterelatos de traveco que colocou silicone enorme no peito e deu pro roludo mamarxvidio fagar a gostosa na praiaporno comendo em dois e explodindo cu ea buceta da novinha atéh ela cagarVanessa queria brincar mais não imaginava que ia encontrar pela a frente um monte de safadinhos taradospostei vídeo da minha namorada pelada montado numa jumenta O bicho é gostosa e boavideo porn foi arrombada com negao ate cagou e vomitouela deixando alisar o greloxevideo mulher dormido e rola entrandocrenye de verdade é aquele crente sabioeu perdi a minha virgindade com cara da pica de 40cmquero baixa contor d bixinha azulmae/chupa pica do filho e engasga pelo narizcontos de sexo raspei minha bucetaconto caralhudoMinha irma adolecente taradinha em conto eroticoporno casada nao agreto oprimo domaridoquero ver mais linda buceta bem gostosa que adora você tinha até meu marido matou na buceta gostosa no grelo bem ponto de ir para lambe chupa bem gostosinho passo a pontinha da língua nesse grelinhoputa adora trepar squirtmeu patrao agiota ele fudeu minha buceta virgem conto eroticocontos eroticos gay x negao 40cmbrotheragem capitulo 5história e fotos sogra bêbada queria presente de aniversário dar o c* a vida amigos do genroblogs velho seboso pauzudolek que gosta de chupar pauela me contou que tinha sentado na rola grossamamador de buceta contos eróticosporno a mulhe na parede e o homem a tras e saindo gosmapadrasto e intendenda gostosoContos crossdress a apostasó branquinhas gostosas tesudas encitantes transando com seu cachorro até gozarrelatos eroticosgosto de ser traidocoroa grisalho com uma chapeleta muito grande comendo um garoto novinhofoto pai fudendo com filha filho fudendo com mae e irma todas meladinhas com bastante punhetada e gozada na caracontos de putaria sou puta de dois primo negroContos éroticos taradão caralhudo arrombando uma prostitutamoça bonita lisinha dando em São Paulo sozinha correndo nuvídeos pornô brasileiros com mais novinha proibido sussurrando no escurinho comocontos+corno mulherzinhaconto erotico dei para um estranho na casa de swingvideos porn daquelas mulheres enquanto fodem ela mete a mão na boca depois a mão que estava na boca vai a vagina no pornuhliberalina vadia traído foi filmadaporno de mulheres tentando fiji de pica grandeporno de professora na forretafiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contosconto erótico meu pai abuso de mim quando eu tinha cincoanosconto minha tia tesuda peladaVisinhas taradas ousadas rekatos eriticos recentessexp.conto.mae.filho.comhistorias eroticas enteado bem dotado fudendo o cu vugem da madraataqual a função de um corno manso assumidovideo de sexo ardente enxamas boa foda