Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Contos Interraciais volume 10 - Separei, realizei minha fantasia, e reatei o casamento

Um conto erótico de Mariana
Categoria: Heterossexual
Data: 02/09/2011 21:13:52
Nota 9.40

Sou loira, 26 anos de idade, dois filhos e divorciada. Durante o período que fui casada, deixei muito a desejar no que dizia respeito a sexo. Meu ex-marido era daqueles homens que só ficavam no papai-mamãe. Quase todas as vezes que eu fazia uma boquete, ele gozava rápido demais.

Mas depois que me separei, resolvi realizar duas de minhas maiores fantasias. A primeira era fazer sexo anal, pois o trouxa do meu ex nunca havia fudido meu cuzinho. Eu era literalmente virgem atrás com 26 anos de idade.

A segunda fantasia era fazer sexo com um homem negro. Sempre tive muito tesão em negão, mas nunca tinha feito sexo com um. Como fiquei casada, deixei de realizar essas fantasias pois nunca trai meu marido. mas agora, divorciada, podia fazer essas duas coisas.

Comecei a sair, deixando meus filhos com minha mãe, e passei a frequentar pagodes e shows de funk. Logo encontrei homens negros deliciosos que poderiam dar o que eu queria, mas nenhum deles me interessou realmente.

Foi quase 3 meses depois de divorciada que finalmente arranjei um namorado negão como eu queria. minha mãe ficou assombrada e meus filhos tiveram ciúmes, mas eu não deixaria que eles atrapalhassem meus desejos.

O negro se chamava Jonas, era muito preto, quase chegava a ser azul. Com um lábio grande e uma careca brilhosa, fazia eu pensar no tamanho que devia ser aquele pau.

É claro que não demorou uma semana para eu ir para a casa daquele preto gostoso, afinal queria dar gostoso, pois havia 4 meses que eu não dava. Apesar de ter 2 filhos ainda era um tanto gostosa, com as idas a academia ajudando a me manter em forma.

O Jonas logo que chegamos a casa dele, me beijou tanto que eu já estava toda molhada por baixo da roupa. Ele me mordeu a orelha e perguntou:

- Por que seu marido te largou, gostosa?

- Ele arrumou outra, aquele safado. - menti descaradamente - Ele disse que eu não era gostosa.

- Rapaz, não é gostosa? Deixa pra mim então, corno manso.

- Então, eu sou gostosa? - perguntei, levantando um pouco a saia, deixando as coxas a mostra.

A reposta foi ele se ajoelhar em frente ao sofá, e passar a beijar minhas pernas. Sua pele era tão escura, e a minha tão branquinha. Aquilo me deixava louca de tesão.

Logo ele arrancou minha saia e minha calçinha, e passou a me chupar gostosamente. Havia tanto tempo que eu estava sem sexo, que acabei gozando rápidamente e quase mijei na boca dele, de tanto tesão.

Ele me levou pro quarto e eu fiquei na cama de quatro, enquanto ele tirou a roupa. Que homem era aquele negro. Coxas grossas, corpo musculoso, muito negro que chegava a brilhar. Seu pau devia ter uns 20cm ( mas eu não sou fita métrica ) bem preto e com a cabeça meio vermelha. O saco era durinho, com duas bolas firmes.

Ele ficou de pé ao lado da cama, e eu chupei sua piroca preta com gosto. Engoli a cabeçinha, mamei as bolas, lambi o pau todo, enquanto ele punhetava na minha boca.

Quando parecia que ele ia gozar, ele me puxou, deitando na cama, e me sentando por cima dele. Meu cú foi parar na sua cara e ele passava a lingua pelo cú e pela buceta. Eu passei a mamar as bolas dele, para que ele não gozasse muito rápido.

Logo levei a buceta até aquele pau gostoso e cavalguei com gosto. Subia e descia, enquanto ele segurava minha cintura. Como fazia muito tempo que eu não fudia acabei gozando de novo feito louca. Ele me deitou abriu minhas pernas e se ajoelhou no meio delas. Meteu com gosto na minha buceta. Ele brincava com o grelo, e beijava minhas pernas abertas.

Ele acabou gozando, melando minha buceta, minha barriga e meus peitos. Tomamos um banho, e voltamos para a cama. A intenção era dormir, mas eu ainda tinha em mente o meu segundo desejo, minha segunda fantasia. Queria dar meu cuzinho pela primeira vez. Contei para ele, que logo adorou a idéia.

- Não acredito que seu marido não te fudeu esse rabo gostoso.

- EX-marido.

Ele pegou uma camisinha, e eu chupei seu cacete para ficar duro. Ele encapou o cacete, e eu fui por cima dele. Ele me apoiou segurando meus peitos e eu desci no cacete até que entrou gostoso. Doeu muito no início, mas meu músculo foi cedendo e logo passei a sentir um prazer indescritível. Era como se ele estivesse me possuindo por inteira.

- Ai, que delícia, negão!

Foi uma cavalgada anal maravilhosa. Era a melhor sensação da minha vida. Só que ele queria me deixar mais louca ainda. Ele me tirou de cima dele, e me deixou de quatro. Arrancou a camisinha, e cuspiu na entrada do cú.

- Não vai doer?

- Vocâ vai adorar dar assim, gostosa.

Ele meteu sua vara preta em meu cú, e eu me senti totalmente indefesa. Nunca pude imaginar que dar o cú, fosse tão maravilhoso. A mulher fica totalmente entregue ao homem, de uma forma quase animal. E eu, mãe de 2 filhos, recém-divorciada, alí naquele quarto, de quatro para aquele negro, com seu cacete atolado em meu rabo, era a visão do proibido. Na minha cabeça, deixo claro.

Eu peguei meu celular, e pedi para ele tirar uma foto só para eu ver como era. Ele riu, mas tirou. Aí, pedi para ele tirar outra que pudesse ver que era eu. Ele tirou.

Quando eu já estava com o rabo dormente, e mordendo o travesseiro, com as pernas bambas, ele gozou.

Foi num urro abafado, e senti o jato quente da sua porra dentro do meu cú. Quase desmaiei de prazer. Ele não tirou enquanto o pau não começou a ficar mole.

Ficamos nessa putaria por uns dois meses. até que dei um jeito de mostrar as fotos pro Carlos ( me ex ).

- Que palhaçada é essa, Mariana?

- Uma trepada, ué.

- E os meninos? Que putaria é essa?

- Eu não fudi na frente deles, né, Carlos.

- E quem é esse cara?

- Um negão, amigo meu. Nem lembro o nome.

Por duas semanas ele ficou raivoso, mas depois passou a me procurar quase todos os dias. Acabamos voltando, mas eu continuei me encontrando com o negro Jonas sem que ele soubesse, uns 3 meses.

Depois o Jonas foi para Manaus, e eu fiquei sem amante. Isso já tem dois anos, e nesse meio tempo, dei só para mais dois caras, sem que Carlos sonhasse.

Um era aluno lá da academia, o outro um negão que eu conheci no meu serviço. Duas fodas gostosas, devidamente fotografadas.

Afinal, se o carlos começasse a ficar gracioso de novo, era só eu mostrar as fotos para ele, que logo ele abaixaria o tom de voz.

Afinal, homem é assim, adora ser corno, e enquanto não leva uma chifrada, não sossega o facho.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
03/09/2011 14:36:33
Muito bom conto.parabéns se possível me mande as fotos.
03/09/2011 11:02:04
Com um cara igual eu, que adora uma mulher sem neuras ou frescuras para sexo, vc teria um parceiro e tanto prá te ajudar nessas fantasias e picas eram o que não lhe faltariam sempre que quisesse. Uma delas, claro, seria a minha, pois adoro dividir uma mulher numa transa e o que mais sonho é ter uma esposa puta como vc aqui em Belo Horizonte/MG, ao meu lado.
03/09/2011 06:47:59
Estimada Mariana, A coisa não é bem desse jeito. Tem homens que realmente gostam de ser cornos. Mas tem muitos que jamais deixariam de comer, por inteiro, uma mulher gostosa como você. Aquele tempo, em que os homens faziam fora de casa alguma coisa que jamais fariam com a esposa, acabou, viu? Hoje, a mulherada topa tudo. O marido tem que começar a comer a esposinha por completo desde cedo. Não tem essa de dizer que vai doer, que isso é proibico, coisa e tal. A foda tem que ser completa. E se começa assim, desde o princípio, daí para frente vai ser sempre uma delícia. Uma hora é um boquete, outra hora a bocetinha, depois vem o rabinho, e, sempre que possível, come-se tudo de uma vez, no mesmo dia, ou na mesma hora, se isso der certo. Mas tem que comer. Não se pode deixar de lado uma sobremesa como essa do sexo anal. Que, aliás, caminha firme e forte para virar o prato principal. Ele tem e vai ter sempre o gostinho da novidade, da metida funda e excitante. Onde sempre os dois vão aproveitar o máximo da perversão e da sacanagem. Gozemos, pois...
02/09/2011 21:32:59
Tesão de conto, Mariana! Absolutamente inspirador! Beijos
02/09/2011 21:29:26
Adorei vc e seu conto,maravilhoso,beijos!!




Online porn video at mobile phone


XVídeos gay com truculênciameu padrasto me pegou no colo contos eroticosporno doido teste en cascavelDhcs xvideosfada do sexomulher deu o cu que chorocontos erot os y iccache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho um homem totlmente numarido embebeda a esposaescritor lipe casadoscontosfui pago pra dar o cu pela primeira vez hetero , sexo gay amadormenininhas fazendobrincadeiras de mostrar a xoxotinhas pras outrasContos eroticos .meu filho vive me encoxando sinto seu penisquando beijo meu marido umagino que e uma bucetanovinhos na academia recebendo massagem fudendo chupando levando gozada na boca e no cu pra porra ficar escorrendocontos eróticos de homens que gostam que suas esposas transem com outrosfunk pancada novinha loirinha fudendo muito e meninas também cheirando muitotiara do cu ta doendo pornoComo se escreve “ manda video porno ” em inglescontos gay Mandou eu esperar vestido de putinhaBoquete gay com marginal agressivoquero ver as mulher tarada caseira com muco cervicalmegao pega mulheres casda a forsa econe abusetacrenye de verdade é aquele crente sabioassistir assistir vídeo pornô da Lucineide a gordinha gostosa de shortinho curtinhocomo e bom ter um comedor sólido e um marido viadoContos porno bucetinha da bisnetinhaxvideo ensinando boiarvídeo de mulher com o Playboy mostrando a bunda no conto o homem sendo o piru da xana delacontos corno manso ineditoChupadoras mãe e filhinho contoseroticoscontos eroticos comi minha irmazinha tati.comexecutiva casada puta de negao contosdeflorador de gatinhas taradascontos eroticos viajei com meu genro e fiz boquete a viajem todatransei com minha irma"cheiro de cu de macho"mulher passa muita margarina no proprio culevantando a saia daquipornoporno irado sexo no salã de belezaxvidiovadia deu o cu dos paucache:ldh9BdSAKNMJ:gtavicity.ru/texto/201703301 qual a posicao que temos que fazer quando damos o anus e para o espesma na escorrer para a vaginaporno chupando a bucheta da minha padroa em baixo da mesa na sala de reuniõesporno com muito estrupo com muito pau no cu a força com muito sexo bruto.otodiz pornomeu cu é todinho teuentrei no quarto errado e me fudi contos de incestover video de mulheres sentando e amaçando latinha x videoXVídeos mulheres das colchão na toda gostosa charmosa mas funcionaneta sentindo opau du avo duroContos eróticos gay iniciação sexual na infânciaconto erotico gay meu dono dei meu cu de presente de aniversariomelando buceta com salivamenininhas nem tem pentelhinho na buçetinha ja sendo penetradasrelatos.picantes arebentou cabaco da novinha com muito choro pau grandeminha filhinha na punheta contosimagens de bucetas de riasas sexocontos de incesto cumadreMinha jovem esposa bunduda dando na marra pra outro homem contos corno umilhadoirmalouca pra perdero cabaco pro irmarcontos contos meu marido me arrumou um novinhoContos negao arrombou minha esposa na minha frenteContos estrupada no ginasio da escolafamilia sacana tufosmolhe de bucetona do beici viradomae e filho trazando ele goza detro delascontos eroticos de feminizaçao parte 2contos eroticos de sogras 2017arromba meu c* que é para quando o c**** chegar em casa meu c* tá toda arrumadinha XVídeospubis depilado contosfamilia suruba tufosgraças a um cano estourado comi minha irmãgostosa se masturbando com pinto de borracha solta p**** falsaMas que dor horrível conto pornocontos eróticos de i****** avô e avó casal junto ensinando netinha f****Liliane trepando com seu cunhadofilmes pornodoido dbsm com uma branquinha doida para ver o pau do negrao entrarx video caralhomuitogrande mulher não aguentoBaixinhas tesudas d 4efaç de porn