Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

O QUARENTÃO E AS PUTINHAS DO CONDOMÍNIO 5

Autor: VALERIOBH
Categoria: Grupal
Data: 06/10/2011 18:26:43
Nota 9.50
Assuntos: Grupal

Já mais tranqüilo em relação as meninas, Nonato passou a se encontrar com elas na sua própria casa. Lógico que da forma anterior, numa verdadeira orgia basca, com comeu quatro xotas e cinco cus adolescentes. Tirando as transas semanais que mantinha com Julia e Pedrinho, comia Denise, Claudia e Letícia pelo menos uma vez ao mês. Conversando com Pedrinho ficou sabendo que os cinco formavam uma turma bem safada, e que já haviam transado com quase todos os rapazes e alguns coroas do condomínio. Pedrinho disse que até o filho de Nonato já tinha comido Julia e Denise, além de ter recebido boquetes de Letícia e Claudia, salientando que ele e os demais garotos eram muitos machistas e nem brincavam com ele por ser viado, muito diferente do pai. Curioso Nonato quis saber quais os outros coroas com quem elas tinham transado, e ficou sabendo que além do sindico sessentão, também deram para três pais de colegas e para o avô da Letícia, quando Julia pediu o sitio para fazer um churrasco da turma. Isso fora os colegas e professores do colégio. Pedrinho ainda disse que todas tinham namorado, e que os corninhos não sabiam que as namoradas eram putinhas. Por fim Pedrinho disse que era normal as meninas naquela facha de idade ter interesse em experimentar uma transa com homens mais velhos, já que os novinhos mal metiam e logo gozavam, sem se importar com o prazer da menina. Nonato disse a última mulher vigem com quem transou foi sua esposa 25 anos atrás, e que nem se lembrava como era tirar o lacre de um cabacinho. Pedrinho sorriu e perguntou quanto Nonato estava disposto a gastar para comer uma virgem e tirar o cabaço dela. Nonato falou que dava até R$ 200. Uma semana após Pedrinho lhe perguntou se a proposta da virgem ainda estava de pé, e após a confirmação, disse que havia falado com uma menina e que ela havia concordado, desde que Nonato usasse uma venda para não saber quem é. Nonato ficou tão ansioso que até dispensou o boquete da Julia no dia marcado. Queria guardar todo o leite para a virgem que iria romper o cabaço. Assim que entrou na casa de Pedrinho, o viadinho mandou o quarentão ficar pelado na cama, e após amarrar-lhe os pulsos na cabeceira, vendando-lhe completamente seus olhos. Nonato chegou a suar frio a sentir que uma pessoa havia sentado na cama, e ao contrário do que planejou, seu pau não endureceu. Ele sentiu quando a menina segurou a pica mole com as pontas dos dedos, iniciando uma singela punheta. Quando o pau já estava meio-bomba, sentiu a boca da menina agasalhando todo o falo, e chupando ficou até a pica endurecer completamente. A menina mudou de posição de ficou em cima de Nonato, com a buceta ao alcance de sua boca, enquanto chupava o pau, num 69 surpreendente. Como não podia usar as mãos, tinha que levantar a cabeça para tatear com a língua a xota e o cu da garota que o chupava. Quando o pau do Nonato começou a pulsar, num iminente gozo, a menina parou de chupar a pica e se postou de quatro sobre o rosto dele, esfregando com força a buceta até expelir seus fluidos na boca do quarentão. Após breve descanso, onde ela beijou-lhe a boca e colocou os seios à disposição das chupadas do coroa, a ninfeta voltou a abocanhar a pica deixando-a novamente dura e bem salivada. Se ajeitou sobe Nonato, abrindo os lábios vaginais com os dedos e foi lentamente sentando e encostando a buceta na rombuda cabeça do falo, somente parando quando esta encostou no seu hímen. A menina encheu o peito de ar e novamente iniciou a penetração, fazendo que o falo lhe preenchesse totalmente o túnel vaginal, somente parando quando ficou sentada sobre as coxas dele. Fez nova pausa para que se acostumasse com o invasor vaginal, e vagarosamente passou a rebolar a pélvis. Nonato fazia pressão para que seu pau entrasse ainda mais dentro da buceta recém deflorada e quando sentia que iria gozar, diminuía o ritmo para prolongar aquele sublime momento. O silêncio só era rompido pelos gemidos e pela respiração forte de ambos, e quando Nonato percebeu o canal vaginal da menina se contrair, noticiando que iria gozar, intensificou as estocadas e gozou junto, enchendo o útero de ninfeta com densa gala. A menina caiu ofegante sobre o peito peludo do macho que a deflorou, beijando-o na boca com carinho, para em seguida fechar os olhos e descansar sobre ele. Somente então é que Pedrinho se aproximou e retirou as amarras do pulso e a venda, possibilitando que Nonato conhecesse a garota que havia deflorado. Pra sua surpresa e desespero era Ana, sua filha de 17 anos que estava deitada sobre seu peito. Seu pau continuava semiduro dentro da buceta da própria filha. A menina olhou para o pai e agradeceu por ter lhe proporcionado tanto prazer na sua primeira relação vaginal. Disse que sabia que o pai transava com as meninas, e que inclusive estava escondida na sala e viu o pai transar com Pedrinho, Julia, Claudia, Denise e Letícia, e que desde aquele dia sonhava dia e noite em perder o cabaço com o próprio pai, como havia acontecido com Julia. Beijou novamente Nonato na boca dizendo que ele agora tinha mais uma putinha a sua disposição, e do mesmo modo das outras, sempre daria pra ele recebendo em troca um presente, informando que também dava o cuzinho pra outro coroa em troca de presente. Ao ouvir da boca da própria filha que ela era outra putinha interesseira, e que ela já dava o cu em troca de dinheiro, seu pau tornou a endurecer e a colocou de quatro sobre a cama, e ajeitando a rola no cu da própria filha meteu a pica com violência, dizendo que cu de puta se come com força, socando a rola até gozar novamente dentro dela. ([email protected])

Comentários

09/05/2012 06:15:02
17/10/2011 16:59:01
Delícia. Putaria boa e com incesto. Tudo de bom/
08/10/2011 15:16:56
Valeu Forrest. Essa foi foda.
06/10/2011 23:08:28
Tá é boa a história. Como sempre vc se supera. Parabéns.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


familias nua praia de nusdemosveterina fode cachorraocontosCacetes gossosconto erotico minha mae é uma piranhanovinha com pouco pentelho contosminha cunhada me procurou para treparmomento de carinho dando mordidinhas na nuca e desce lambendo as costas até chegar no cuzinhochateou a amiga até ela dar o cu vídeo amador mobile Contos eróticos de incesto com fotos de mulheres peluda e comadrespadrasto enganou novinha rachando no meio das pernas dele por empurrou a p***** todinha e gozou dentroConto uma vida incestuosa PT2.2Contos eroticos com fotos de podolatria chupando pes da prima dormindospornô brasileiro fui convidado para ir para casa da amiga minha na fazenda ela tava de babydollPorno contos incesto maes ensinam suas meninas como chuopar bucetas paus dos pais dar os cuzinhiosamigas chantageadas depois de furta pornoso eu minha enteada metendomulher casada trai seu marido e fode sem camisinha e leva gosada dentro da buceta e engravidacontos de incetos e orgias entre irmaos nudismo piscina em casasendo lascada por maquina do caralhisbundudas com o capeta no baile funkcontos eroticos feminino ajudei o porteiro negro a fuder eu e minha irma juntoQuero assistir filme pornô brasileiro das Panteras a mãe com shortinho bem curtinho e para o banheiro mijar e o filme vai ficar beijando a testa da porta de homem com calcinha fio dentalvarias imagens de bucetas e cu aregaadosxvideo porno irmao abraca a irma quando ela ta lavando aloucaComi o rabo sujo de bosta do Lukinha contos eróticos gaysxvideo.amiga chupa.a buceta da a migalha dormindomorena cavala irresistivel não bater punhetaesposa se acanha com punheta corno sexobucetinha novinha estralandoxvideosfilme porno home reprodutopornodoido desmantelando a loira em cima da mesaContos etoticos filha rabudaConto erotico estou louca pela picona do meu cunhadotaradona nivinha loca pra dar oacuzin mas o pausudo nao esta dando conta de te comer num enta o cacetecontovporno com fotos reletos de chifressexo taboo com toda a família contos ineditos mães e filhos online contos de incesto ler conto erotio descabaçando irma peludapornô brasileiro fui convidado para ir para casa da amiga minha na fazenda ela tava de babydollsexo em familìa safadao ver novinha de roupas curta e fica b punheta pensando nela e ela nao gostouConto herotico incerto completo mae i filhosogras com genrosbucetascomedo a tia de xortiu xvideoporn xxx mulher paga divida e corno vendo ela chorar de doras mulheres cm a buceta grande panel de fuscaconto corno obrigadopornou homem nao aguenta e goza na burcerta da putasou casada e dei o cu para outro homemContos de marido fazendo esposa cadela confessar traiçãocontos eróticos família vavela minha mãe comigo no banheiroxvideo grates de mulheres largas que fas barulho na vaginao coroa nos comeu contogarotas gozando e sursurrandomano nao me tente incesto contoscontos/perdi o cabaco muito tardexvideo so tesuda zaradamenina novinha dormindo sem calcinha toda arreganhada com seu pinguelo lá de foravídeo pornô feito no lixinho para Guarulhosve porno co ome cumeno amante e a filha da amanteporno comendo cu de homêm de bùnda grandemulher baita gostosa retocando a maquiagem video pornôcontos de sexo depilando a sograidosa masturbano de saia escvideo de sexo magrinha tentou fugir mas fico imobilizado com o pau gigAnte no cuconto erotico boquete bokete mamadabotou a calçinha de lado e mostrou abuçetahomem se enxuga nu e a mulher abre a porta senquerer pornoquero ver um filme pornô porreta Mel com muita mulher gostosa tomando no c* de calcinha de ladinhofilho secava tanto a mae que ela resolveu. provocar ele pornobucetinha novinha estralandoxvideosnegro favelado em zdcontos eroticoscu virgemcasado tem tesão em mamar cine porno spsossegado sexo mulher cornoConto gay viagem Onibus leitopauzudo fode bucetamenormachostesudohomens roludos e picudos nu de rondoniaGozei na buceta da crente velha contossocaaa com força malandroFamílias nudistas sem tabus todos pelados nas praias e também em casa. Casa dos contos.sexo anal hAaaaaXxvideosVizinha gostosa de shortinhoVideos de sexo sogras peitos muchos