Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Loira, potranca, casada e muito safada...

Um conto erótico de Moreno Gostoso SJCampos
Categoria: Heterossexual
Data: 10/12/2011 10:04:05
Nota -

Nas minhas relações sexuais sempre variei entre sexo selvagem e amor-selvagem-carinhoso, afinal sempre fui adepto da opinião que amigos podem e devem transar. São orgasmos diferentes, somente passando por esse orgasmo pra saber a diferença que isso causa no sexo casual.

Fazia um bom tempo que não transava com uma loira bem quente e safada na cama. E isso estava me dando saudades de sentir uma boa loira no cio. E, tendo uma lesão no ombro, fui reencontrar Fabíola uma loira casada, que ainda namorando, tivemos alguns pegas deliciosos anos atrás.

Ela tinha tido uma lesão no pulso e nos reencontramos na fisioterapia. Papo vem, papo vai, acabamos nos pegando em uma rua escura, perto da fisioterapia.

Fabíola é uma loira de 36 anos, 1,74 m, 66 kg, olhos caramelados, seios médios, auréolas rosadas e pequenas, cabelos repicados na altura dos ombros, simpática, discreta, mas bem safada.

Seu marido, em viajem e ela sem de sexo, só masturbação. Acabamos unindo o útil ao agradável. Mediante o tesão que rolou na rua, ela me convidou a encontrá-la na casa de uma amiga que estaria trabalhando.

No dia combinado e na casa de sua amiga, sentei ao seu lado, passei a falar palavras gentis e fazer cafuné. Era só o começo. Então, comecei a beijá-la bem devagar, com carinho, passando a minha língua em sua boca. Ela aumentou a intensidade do beijo. Levantou-se e passou a me dar beijos molhados, ardentes, a morder meus lábios. Com as mãos, abriu minha bermuda e tirou meu pau. Ficou massageando ele bem gostoso e me beijando.

Minhas mãos percorriam seu corpo. Arranquei sua blusa, tirei seu sutiã e pude perceber que os seios ainda estavam quase da mesma forma que aos 28 anos, quando transamos pela primeira vez.

Fiquei de pé, com o pau em riste. Terminei de tirar sua roupa, deixando-a nuazinha. Sua bucetinha, com pelos castanhos e bem aparadinhos. Levei-a para o quarto onde fui tirando minha roupa pelo caminho.

Ao chegar, ela sentou-se na cama e me chamou. Coloquei meu pau na sua cara e bati com ele no seu rosto. Ela deu um riso bem safado, onde começou reviver a puta safada que é Fabíola.

Ela abocanhou meu pau, fazendo um entra e sai delicioso. Alternava entre mordidas e chupadas. Começou a passar a língua desde as bolas até a cabeça do meu pau e depois engolia o máximo que podia. Olha, seu boquete é muito melhor do que muita profissional.

Pressentindo meu gozo se aproximando, pedi que ela deitasse e fui até a cozinha de sua amiga. Procurando algumas coisas e encontrei. Peguei pedras de gelo e sorvete. No meu bolso halls preto.

Voltei ao quarto, coloquei a beira da cama as coisas e segurei uma pedra de gelo em cada uma das mãos e a chamei. Ela de frente, passamos a nos beijar... meu pau ficou esfregando em sua buceta. Uma mão, passava o gelo na sua nuca e a outra bem perto do seu reguinho.

Ela se arrepiou toda e enfiou a língua em minha boca. Então, sentei-me a beira da cama e pedi que ela sentasse no meu colo, de costas para mim.

Então, com uma mão, acariciava seus seios e passava o gelo. Com a outra, passava em sua buceta já toda melada. Ela dava gemidos baixos, sua respiração estava bem ofegante.

Pedi que ela deitasse na cama. Fui por cima, beijando com pedaço de gelo na minha boca. Fui descendo com o gelo na minha boca... mamei naqueles seios bem gostoso e continuei a descer... chegando perto da virilha, comecei a passar o gelo em seu grelinho. Ela suspirava. Com um dedo, enfiei em sua buceta, dando giros dentro.

Ela gemia, agora um pouco mais alto. Sua buceta se contraia no meu dedo... deixei sua buceta bem gelada e sem ela perceber, peguei o halls preto e comecei a passar na sua buceta... passei no meu dedo, enfiei ele dentro, ela grunhia de tesão.

Como gemia gostoso Fabíola... passava a língua em toda sua buceta e ao tirar o dedo, a penetrei com a língua, fazendo ela gozar gostoso em minha boca: “Ahhhhhhhhhhhhhh estouuuuuuuuuuu gozadooooooooooooo...”... seu gozo foi bem gostoso que ela pediu um tempo para voltar a fazermos algo.

Recomposta, ela ajoelhou-se na minha frente, encostei-me na parede e nada disse... ela como uma cadela safada, apenas segurou, ajoelhou e colocou ele na boca…

Segurou na minha bunda, eu na sua cabeça, fazendo carinhos em seus cabelos… apenas sentindo meu pau entrando e saindo daquela boca deliciosa… sentia sua língua lambendo a cabeça do meu pau… a base… colocava uma bola na boca e depois subia até a cabeça do meu pau devorando ele quase todo…

Depois de um bom tempinho me chupando, ela pediu que ficasse nu… fiz sem rogado nenhum… então, ela novamente abocanhou meu pau e ficou passeando as mãos pelo meu corpo… sentia as suas unhas percorrendo meu corpo… aquilo me dava um tesão do caralho… me deixava louco…

Boca deliciosa, boquete maravilho e duas mãos, com unhas felinas percorrendo meu corpo fez com que meu tesão fosse as alturas…

Levantei, peguei o gelo e fiquei passando no meu pau, para deixá-lo bem geladinho. Sentindo ele geladinho, peguei o halls preto e passei nele todo, deixando meu pau bem sensível.

Então, fui por cima e enfiei numa estocada só. Ela gemeu e disse: “Não goza dentro de mim, pois estou sem tomar remédio...”.

Respondi: “Fica tranquila, não vou gozar dentro, apenas te sentir um pouco como nas nossas transas anteriores...”.

Com o entra e sai do meu pau, seus olhos reviravam. Passei a dar estocadas fortes e firmes, ela gemia, enfiava as unhas em minhas costas. Logo seu gozo veio novamente, intenso, forte e gostoso... sua buceta travou meu pau dentro, como se quisesse que ele ficasse dentro.

Ela estava toda mole. Dei um tempo, ela já recomposta, peguei uma camisinha que esquenta, sem ela saber e pedi que ficasse de 4. Ela ficou de 4, mostrando aquela bunda gostosa... e me disse: “Vem, me fode gostoso. Faz tempo que estou precisando levar vara assim”.

Encaixei meu pau, ao sentir algo diferente, ela gemeu e passou a rebolar. Então, com um dedo, comecei a enfiar em seu cuzinho. Ela não reclamou, então já sabia que o cuzinho também iria entrar na dança.

Passei a estocar forte, gostoso... meu dedo no seu rabinho e com a outra mão, dava tapas na sua bunda... e dizia: “Que delícia te reencontrar, sua buceta cada dia mais gostosa...”.

Ela disse: “Fode, fode, fode, arregaça minha buceta com o seu pau”.

Meu pau entrava e saia freneticamente... então ela aumentou o gemido: “ah, ahhhh, gostoso... que vara deliciosa... ai fode sua loirinha piranha...”

Respondi: “Loirinha? Loira potranca e safada...”

Ela me disse: “Não faz pergunta agora, só me fode... fodeeeeeeeeeeeeeeee... quero gozarrrrrrrrrrrr...”.

Aumentei o ritmo, socando com força... então ela mais uma vez gozou em meu pau e deitou-se sobre a cama, nitidamente cansada e com uma cara de puta feliz.

Deitei ao seu lado, ficamos nos beijando… nos acariciando… aos poucos, ela foi pegando meu pau e direcionando para sua buceta…

Primeiro, ela esfregou meu pau… depois encaixou e deixou ele entrar a vontade…

Pau dentro, entrando e saindo, uma mão no seu grelo tocando, batendo uma e ela gemendo: “Aiiiiiiiiiiiiiiiii… que piroca deliciosa...”.

Fiquei socando algum tempo de ladinho… era um entra e sai delicioso…

Passei a estocar mais forte, mais viril e ela pedindo mais pica: “Meteeeeeeeeeeeeeeeeeeeee… vaiiii...”.

Enquanto metia leve, mamava nos seus seios, quando mais forte, apenas sentia meu pau entrando e saindo de sua buceta deliciosa…

Mas eu queria seu cu... queria gozar gostoso...

Disse no seu ouvido: “Quero fuder seu cú”...

Ela me disse: “Fode com carinho, pois ele é pouco usado... o corno não curte muito...”.

Peguei outra camisinha, um sachê de KY. Pedi que ela ficasse novamente de quatro. Ajoelhei e dei uma chupada gostosa em sua buceta. Então, levantei-me e esparramei o KY em seu cuzinho. Com um dedo fui enfiando bem gostoso, depois dois... quando senti que ela se acostumou, peguei a camisinha e coloquei no meu pau.

Besuntei meu pau com KY e encaixei a cabeça. Ao entrar ela gemeu e pediu para ir devagar.

Ele foi entrando bem lentamente e pude sentir que seu cuzinho estava apertado.

Com ela acostumada com o meu pau em seu cú, passei do vaivém fraco para o mais intenso. Ela gemia e dizia: “Fode esse cú... estava com saudade de pica nele... vai, fode meu gostoso...”.

Passei a socar com força, ela gemia... meu gozo se aproximava e avisei que iria gozar... ela pediu: “não goza no meu cu, goza nos meus seios”.

Então, ela ficou de joelho, arrancou a camisinha e passou a me chupar intensamente e punhetar meu pau. Logo meu gozo veio em sua boca... um pouco ficou na boca e o restante ela deixou cair sobre os seios. O que estava na boca, ela me olhou com a boca aberta, ficou brincando e depois engoliu. O que caiu sobre os seios, ela passou em sua pele como se minha porra fosse um dos melhores hidratantes existentes.

Era apenas o inicio da manhã...

Mulheres inteligentes, bem resolvidas e de bem com vida, afim de bom bate papo, me adicione no msn [email protected]

Vamos nos conhecer, deixar fluir uma amizade, o resto, consequência...

Por gentileza, não me adicione se caso for menor ou homem. Conto com a colaboração...

Beijos molhados, ardentes e intensos.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


punheteiras vadias sujas socandocontos eroticos pagando a dívida a forçavideo porno cavalgada forte so loiras em cacete de 30cmloirinhas da minha região, estou doidinho para acabar com seu sufrimento sexuallambendo bunda baile carnavalmulher de shortinho jeans desfiadinho socado na ruavideos porno e sensuais de mãe de Santos que dizem que as pomba giras gostosas mais gostosas    gostosa novinha virgem orgasminhoMais carentes enrabadas por filhocontos bulinando minha tetinhaquero ver madrasta chupa sua em teada dormindoquero ver um filme pornô porreta Mel com muita mulher gostosa tomando no c* de calcinha de ladinhoporno tia se destraiu e sobrinha ninfeta chupou o seu maridocontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramcontos eroticos ele esfolou meu rabinhomulher em pornô de cavalo e se estraga todinha sair sangue do c*irma ver a outra de calcinha e quer chupar elapornodoidomadrasta me oçhandowattpad enteado gay adora chupar a rola do padrasto bonitovideos porno insetos entre filho fodendo mae prensadacontos eróticos de larimendespapai penetrou a minha buçetinha virgem e sem pelinhosconto erotico pedreiro maurosou viciada no pau do negraoIncesto do cu desde pequenoxxx carariu grandivideo de homemmorde vaginacontos eroticos da secretaria crente e timidaxvideo amador teens assustada quando entro de na xoxota de bruço xoxotagustavo de carinha de anjo trepanohistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulherporno tratantescontos meu sogroxxvideo n paguei tive dar cu eterogayxvidioporno.com qrtransei com minha visinha casada no quintal delanovinha virgem tora a roupasmostrando s calcinhavideos de porno cazeiros no mato no riu em todo cantohttp://esposas perdendo a virgindade com seus maridos: contos eróticosapaixonado pelo meu primo brutamonte melhor partevideo porno botei meu pau ate as bolas na boca da tiaimagens de bucetas de riasas sexoContos meu pai me comeu com o consentimento da minha maecomeram minha buceta no carnavalCONTOS DE SEXO INCEST IRMÃO BAJULANDO IRMAZINHAconto tudo começou quando minha sobrinha de dez anos sentou no meu coloflaguei meu irmao comendo minha mae e entrei na festacomendo traveco na casa abandonadavideos de mulheres ficando toda impinadinha ao perceber a encoxadaMaduras chupando novinhos contoseroticosņovinhas metendo com play boycasada com raiva do marido so querer ir para o bar sai e da a buceta para estranho no motelmolekes.pelados.com.a.rola.melada.de.espermaliloca faz ananl pa ter akele rabopornor média vai examinar uma grávida e estrupadanó parquinho perdi o cabacinho contosbrincando escanchada contos pornocontos+corno mulherzinhavideo porno padastro tomando cafe e entiada estidando pra prova de sainha mostrando a calcinha brancaporno de coroucom novinhasporno.padrasto.esculacha.panteras.xxver videos de travestis dotadas acariciando o penis dentro da roupadei o cu e a buceta pro meu primo e me arrependiContos eroticos : transei com a cavalona loura da xotona peludaver contos eroticos lesbicas de a ginecologista sexo relatosele a enrabala e ela a cagar.se pornocontos buc branca cacete 40cm foto corno condominio traicao videos cuckoldxvideo coletania marido tampa o olho da esposa e chama o amigo pra beija lacontos fiquei com tesao flagano meu filho dano o cuconfesso chantagiei minha irmãzinha pra ela me masturbaFoto de pika pulhetando virgens+perdendo+o+cabacao+da+buceta+e+do+cu++virgensdomestrica vendi meu cu virgem para meu patrao contos eroticosquadradinho erotico incesto COM HUMORcontos de podolatria com sandalia de salto finodoce nanda parte cinco contos eroticosminha mãe irmã vovó conto eróticoColetania de foto de buceta peluda por baixo da saia.castiel de supernatural fazendo sexo porno doidosobrinho fica triste com a tia so lembrando do namorado que morreu xvideosMeu primo caralhudo fodeu os meus cabacinhosFelipe e Guilherme- Amor em Londredcenasexocom visinhaContos de cornoloira jogando pinbolin pelada no saguão do hotelpornô caseiro da Mayara do colégiometendo com enteada nova E que gosto de uma quentinhade calsinhamocagosada dentro da buceta de surpresa.sexo em famíliavídeo pornô caseiro rapariga tira camisinha do r$ 500contos eróticos dei uma lambida na xota da minha irmãeu quero ver o sexo entre lésbicas sadomasoquismo com lactofilia ela outras mulheres mamando nela e amamentando três mulheres chupando peitocontoprimeirafodacontos meu amigo foi em casa e minha mulher o chavecou