Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Professor de Geografia

Autor: Diana
Categoria: Heterossexual
Data: 23/02/2012 20:06:49
Nota 9.38
Ler comentários (9) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá, gente! Nunca contei essa história para ninguém, até porque na época, eu era menor de idade e ele bem mais velho, fora a questão da profissão dele: Ele é professor, e tenho medo que sofra alguma retaliação. Mas gostaria de dividir com alguém, foi um momento muito especial.

Eu tinha 14 anos, ia fazer 15... Estudava em um colégio da capital mesmo... Sempre gostei muito de sexo. Comprava umas lingeries bem pequenas e sensuais, vestia, tinha curiosidade em ler nas revistas, sobre posições, me tocava, acariciava, etc. Estudava em um colégio daqui de São Paulo mesmo, e quando fui para o ensino médio, eu o conheci.

Ele dava aula de geografia. Não era bonito, mas aquele homem me excitava muito. Ele tinha os cabelos grisalhos, estava acima do peso, usava umas calças jeans bem surradas e justa, além da camisa aberta no peito que era uma delícia... Também usava uma aliança, e aquilo me excitava mais ainda, pois o fato dele ser casado mexia comigo... Me excitava mais ainda...

O colégio era particular, pequeno, então era impossível jogar muito charme, a diretora era o cão... Tinha medo dele ser expulso por minha causa, mas não tava mais aguentando de tanto tesão... As vezes, de noite, quando meus pais estavam dormindo eu me masturbava bem gostoso pensando nele... Chegava a ficar toda melada, mas não sabia que isso era gozar.

Eu passei praticamente o semestre inteiro provocando ele... Sentava de pernas abertas, me impinava toda... Sempre tive um corpo bem avantajado... Seios grandes, quadril largo, bunda grande... Tinha um cabelo bem comprido, sou morena, então jogava ele, me impinava... As vezes ficava com a bermuda de educação física, que era bem coladinha, e me exibia muito, pedia pra ele se podia ir no banheiro, fazia charme... Ele me ignorava, mais no fundo sei que ele gostava... Eu não tinha muitas amigas, as garotas não gostavam muito de mim... Cheguei a sair com dois garotos da turma, mas sem importância. Me dedicava somente a ele.

Certa vez, eu sentei na frente, bem perto dele... Fiz um charme bem gostoso, me impinei pra ele, e fiquei de pernas cruzadas. As vezes fazia algumas perguntinhas para finjir que não entendia, e ele quase não olhava para mim. Ficava puta, pois, quanto mais me insinuava, mais ele ignorava. Cheguei a ficar um dia depois que td mundo foi embora, para ele "me explicar" a matéria... chegava bem perto e ele se esquivava...

Um pouco depois do meu aniversário, fiquei de passar no shopping para trocar uma blusa que minha mãe me deu depois da aula. Saí do colégio e fui caminhando a pé mesmo... Mais ou menos em uma praça, tinha um carro estacionado. O vidro estava escuro, e a pessoa foi abaixando bem devargazinho. Eu estava longe e vi que o motorista do carro estava com óculos escuros... Depois que percebi que era ele, e fiquei completamente louca de tesão... Aquele filho da puta não deveria nem estar ali naquele dia, não era a aula dele... Mas ele saiu, acho que de outro colégio, e ficou me esperando... Dei aquele sorrisinho bem safado pra ele e me aproximei... Ele foi abrindo a porta do carro sem falar uma palavra, sério. Me deixou entrar e deu partida, quase arrancou com o carro.

No caminho, apesar do enorme tesão, estava sentindo um pouco de medo... Ele estava dirigindo muito rápido,

ultrapassando alguns sinais e nem olhava para mim... Queria fazer alguma coisa para que ele me olhasse, então, pus a

mão na perna dele e comecei a subir bem devagarinho... percebi que as mão dele tremiam ao volante, o quanto a

respiração dele estava ofegante... Comecei a subir cada vez mais, até chegar ao zíper da sua calça, que a esta altura já

estava com um volume.... abri o ziper da sua calça, mas não pude nem começar o boquete... ele tirou a minha mão sem

mesmo olhar para mim. Queria saber o motivo e, logo, percebi que havia uma viatura de polícia parada ao nosso lado no

sinal. Até que o semaforo abriu, e eu continuei frustada,com medo, louca de tesão e, ao mesmo medo com raiva, pois

queria que ele me fodesse a qualquer custo, mais o paspalho nem sequer olhava para mim. Então, tive a idéia de tirar a

minha blusa de escola... Ele olhou para o lado rapidamente e, sério, mandou que eu voltasse a colocar a blusa. Eu disse

que não ia colocar, e ele, mais sério ainda, mandou que eu colocasse. Até que eu, puta da vida disse "Tá com medo da

sua esposinha ver, é?". Ele mandou que eu fosse tomar no cú... Sem cerimônia, e com muita raiva, irei meu sutiã ali

mesmo, no carro em movimento, ficando só de calça jeans e tenis... Acho que acertei na mosca, pois quando o cara

olhou para os meus seios, ficou louco... Acelerou o carro, tomou uma saída qualquer e entrou em um lugar

completamente desconhecido no suburbio... Entrou em um lugar super deserto, cheio de conteiners, ou sei lá o que era

aquilo.... Nessa hora, eu comecei a ficar com muito medo, e queria voltar para casa... o tesão já tinha acabado

completamente, e eu tava me sentindo uma criancinha idiota mostrando os seios para o meu próprio professor, que por

sinal era casado

Ele parou o carro em um lugar muito deserto, e a esta hora já não era mais o meu professor discreto e boa praça... Era

um tarado, maníaco, olhando para mim como se fosse um pedaço de carne... Saiu do carro, abriu a porta dele, do

motorista e falou "Quer que eu te como sua vadiazinha?Vou te comer aqui mesmo pra vc me deixar em paz!" Pegou a

minha perna e me puxou com muita força... prendi uma das pernas no banco, ele tirou de uma forma bruta, apoiando

meus quadris no banco do motorista... Nesta altura, já foi logo se abaixando do lado de fora, abrindo minhas pernas e

meu zíper... Eu realmente perdi completamente o tesão, e estava com muito medo, pois, eu nunca tinha transado com

ninguém... Me arrependi de tudo que fiz e queria voltar para casa...

Ele abaixou minha calça até os joelhos e puxou minha calcinha com muita força...abriu as minhas pernas e sem

cerimônia, começou a chupar minha buceta de um jeito quase que louco... o homem sugava, lambia, parecia até um

bezerrinho... do desconforto, voltou aquele tesão maravilhoso... Abri mais ainda minhas pernas, acariciava meus seios

enquanto ele me chupava, e voltei a ficar fora de mim... Meu proprio professor, todo sério e família, se comportando

como um tarado, me comendo como uma puta... ele subiu cada vez mais, lambeu minha barriga, beijou meu umbigo, e

foi subindo de um jeito muito bruto, até mesmo atrapalhado... Começou a chupar um dos meus seios sem cerimônia,

enquanto apertava o outro... Me senti completamente fora de órbita, um calor estremamente forte pulsando meu

corpo, aquele filho da puta em cima de mim jogando todo peso em cima de mim e eu sem conseguir respirar... aquele

calor, ou sei lá o que subindo cada vez mais, meu corpo completamente contraído, estranho, meu coração quase na

boca... até que não aguentei e relaxei por completo, até sair um líquido de minha buceta, que até então eu não sabia,

mas estava gozando.... meus pés estavam completamente dormentes....

Ele percebeu e enfiou os dedos com muita brutalidade na minha vagina... saindo e entrando, passando pelo clitoris,

voltando... era uma sensação angustiante, mais ao mesmo tempo maravilhosa... voltei a ficar em extase, com aquele

calor subindo, com o coração na boca...

Ele se levantou abriu o zíper e colocou o penis para fora... Neste momento, levei um susto muito grande, pois nunca na

minha vida tinha visto um penis... Era uma coisa horrível, enorme, dura, para cima e cheio de véias com uma cabeçona

enorme... o extase acabou, e eu fiquei com muito medo... Rapidamente ele se debruçou em cima de mim, ficando com

as pernas para fora do carro... abriu minhas pernas com muita força, segurando os meus braços e beijando o pescoço...

Fiquei com ódio, com nojo, e do nada, o cara enfiou aquela porra na minha vagina... A dor foi insuportável... Ele saia,

entrava, impulsionava com mais força ainda... Fiquei com muita raiva, nunca senti uma dor daquelas na minha vida... Eu

não queria chorar, não queria bancar a criancinha mimada, mas não me segurei... arranhei ele com toda força... "Pára,

seu filho da puta, esta doendo, caralho..." E o homem, alucinado debochava de mim... "Tá doendo é, sua putinha... agora

aguenta"... a dor latejava, mais minha pernas estavam dormentes... voltei a sentir aquele calor subindo até a boca, o

coração batendo forte, a cabeça parecendo que ia estourar... aquela porra daquela pica quase destruindo minha vagina.

saindo e voltando, aquele corpão todo em cima de mim subindo e descendo, naquele ritmo forte e gostoso, minha

cabeça batendo na porta... meu corpo voltou a ficar todo contraido, não conseguia se quer relaxar... o filho da puta

bombando, subindo e descendo, e aquele calor maldito quase me sufocando... ele começou a me xingar, segurando

meus braços, me chamando de vadia, filha da puta, "tá gostando, não era isso que vc queria", "toma sua filha da puta"... Percebi o quanto era real aquilo, que eu podia estar em casa estudando, com a minha mãe, mas estava num lugar desconhecido com o professor me arrombando... Até que, não consegui mais suportar e gritei muito, até que senti aquele color extremamente forte e sufocante, e gozei... Ele gritou muito alto, me deu um susto, pensi até que estava tendo um infarto ou coisa do tipo... e senti um jato forte na minha vagina... até que o cara caiu em cima de mim, como se estivesse morto... Eu estava muito acabada... não tinha força nenhuma, nem para mover um dedo... Ficamos daquele jeito por um tempo...

Continuamos aquela tarde ali, ele me mostarndo coisas que, na teoria eu já sabia, mas na prática era completamente estranha... Ele fechou as duas portas e pediu para que eu sentasse em cima dele... Eu já estava menos nervosa, mas ainda sim senti uma dor forte... cavalguei bem degavar, sentindo aquela pica bem gostosa... ainda doendo mais emmenos intensidade... ele acariciava meus seios, me beijava, segurava minha cintura... Aproveitei para fazer meu primeiro boquete, que por sinal foi um nojo... Ele pedia para eu engolir, mais eu não queria... Passamos a tarde inteira ali até começar a ficar escuro e chegar dois caras pela estrada de terra, perto dos conteinrs... fichamos a porta, e ele achou por bem sair... Nos limpamos, vestimos nossas roupas... Mas ainda ficou um cheiro forte... Ele me levou ao shopping, e pediu para que caso alguém me perguntasse, eu era sua filha... Me levou no McDonald's, comemos muito, conversamos sobre sua vida e me perguntou se eu tomava anticoncepcional... Eu falei que não e ele, louco... ficou branco como um papel... Me deu vários sermões, mas eu não estava nem aí, parecia q estava em extase... saiu de lá e foi na farmácia no terceiro andar, comprou dois comprimidos em uma cartela... Agora eu percebo o perigo que me expus, mas na época foi tudo muito mágico... Ficamos muito amigos, ele me ligava quando a esposa não estava, trocavamos bilhetinhos e olhares na aula, saímos muito, nos divertíamos mt e contava todos meus segredos... Foi uma época maravilhosa... Quando eu arranjava um namorado na escola, ele ficava cheio de ciúmes, mais todo meu amor (e minha buceta) era pra ele... Ficamos nesse relacionamento até a minha formatura... Percebi que ele ficou triste, me ligou muitas veze depois, mas eu já estava em outra... Hoje tenho 23 anos, mudei de estado, nunca mais o vi, mas ainda me recordo com muito carinho dele!

[email protected]

Comentários

15/05/2012 22:45:44
Delicia de conto! Bem escrito!!! Vale um 10! Veja mais contos no http://facebook.com/groups/contoseroticos ou http://clube-de-casais-blogspot.com.br Acesse http://redemotelclube.blogspot.com.br/p/sexo-seguro.html?zx=79842dfcc578d721 e veja como ter sexo seguro!!!
24/02/2012 18:26:47
gata foi bom, pelo 1ºconto mas vc pode melhorar mais quem sabe no proximo ne podemos nos comunicar gata aq segue meus msns [email protected] e [email protected]
24/02/2012 09:59:15
Obrigada, pessoal! Sexbes, já deixei de ser aluninha faz tempo... rsrs
24/02/2012 04:17:33
Eu adoro uma aluninha.
23/02/2012 23:34:12
otimo conto!!!!! tenho muito tesão pelas minhas professoras!!!!1 vale um dez!!!!! meu msn e [email protected]
23/02/2012 23:16:16
Gostei! Adoro contos com professores rsrsrsrs
23/02/2012 21:31:29
otimo :)
23/02/2012 20:21:58
Obrigada, Joker... Vou aproveitar para divulgar o meu blog: http://cotidianodeumagarotafeliz.wordpress.com Não divulgo meu nome, nem o meu rosto... Mas gosto de falar sobre minhas aventuras sexuais... Bjs!!!
23/02/2012 20:18:25
NOSSA, DEMAIS...PARABÉNS! ABRAÇOSENTRE EM CONTATO: [email protected]

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contoseróticospublicadosemConto.erotico sogra tatoadano swing marido nao permite que metam na esposacontos de sexo depilando a sograf***** pelos peões da obra contos eróticos gaysmarido embebeda a esposaxvideos cunhadinha nao resistiu amassagemPadre não é homem conto eróticosver videode mulher. gozando nno pinto bem grossoquiz da a bucetinha com 10 aninhos pra mim com 51 anos meti com vontade contosmadrasta traza com estrando até de se casaconto de como come meu maridoX vídeos Keane vs roludoguris metendoela gozou mas eu nao parei de chupar a buceta delacasada coroa video fotocorno secretobaixar filme pornográfico de coroas transando buceta com buceta liberado para assistir e já funcionandobabá da nuvem passageira filme pornôsexo oral e vavinal com a quelas danadinhasCasada enegao anal marra contoWxvidio comedo di ciupunhetabr.vai lagang gang varios machos da familia italiana fodendo minha filha putaconto de farra de casadacdzinha virei empregadinha de um senhordei xoxota para meu pai pausado de manhã, contos incesto fotosporno aaii taduedo seu pau e groso ei fia tudo gosa ladentro eu quero caga sua porrao riquinho que eu amo cap 12 casa dos contosconvenci minha irmã fuder comigo e gozei dentroGostosas de. Shortinho super detalhando a s partes intimas fotoschicao corno submisso ao negao 4 conto cornocontos eróticos fudendo Edileuza a mulher do amigoporno eu e minha cunhada ficamos sozinho em casa não resistir elagozou dentro da buceta e a mulhervnao queria no xvideosvideos caseiros de estrupos de vuneravrlfihota coxuda mete 4 tipovídeo de moleque pequenininho trancadinho batendo p****** sexogranfina brasileira sequestrada e fode e gozacontos eroticos pegando minha tia gravidacontos porno de incesto, interior da bahia com o irmao acidentado de moto, contos pornovideosxxx minha esposa comportada servindo es amigossogra faminta por sexomeus amigos me comiamlesbicas praticantes de lactofilia xvideos hdgarotocabelos grandes blusa pretatransei com minha irmaconto de farra de casadamulhre pelada rezei ponoincesto mamãe cuidado do filho que ta debilitado com buceta molhada[email protected]peguei meu sobrinho mas tenho uma chapuletada rola muito grandesubornei meu primo gay pra comer elecabeção cantando xeretandoso vidio maquinasexinovinhas grupalweb cam xvideoscaete na porca pornoIncesto do cu desde pequenocdzinha virei empregadinha de um senhorcontos casada seduzida pelo caseiro picudochantagiei a freira contoo bucetaoda minha noraloirinha perguntava se fodia gostoso xvideosPorno contos pais e maes iniciando suas meninas no incesto com carinho e muito gozoAmo beijar os pezinhos dela principalmente usando rasteirinhas contosporno tia se destraiu e sobrinha ninfeta chupou o seu maridox videos casada safada dando para padrinhode casamentosexo na madrugada prudentinacontos erótico transei com minha sograxxvideos vídeos porno doido entre cunhadaporno do padre fudeno casada comfusavideos porno gay de jander pauzaoporno com vizinha que chega de.mudança coroasexo com maria mulambo fodagozando dentro da buceta das lindonas nas baladasmarisa cm sede de pica grande chamo um negao para foder gostoso em conto o marido trabalhana hora da tranza sinto um liquido querendo sair da minha vagina,entao gozeiHomempauzao anal