Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Apaixonado por meu primo brutamontes (parte 21)

Um conto erótico de Matheus
Categoria: Homossexual
Data: 09/04/2012 15:40:58
Nota 9.63

Bruno não é um cara mau, ele apenas é um cara grosso, um homem da roça, que para piorar lutador de submission, que ate pouco tempo eu nem sabia que existia, ele é aquele que tem o típico pensamento na cabeça: “Quem dá é viado, mas quem come não”.

Por mais que ele quisesse ser delicado, o delicado dele é algo grosso. É da personalidade dele ser assim. Claro que se ele me machucasse eu não ia dar um soco na cara dele, iria reclamar que estava me machucando. Afinal eu sou o oposto do dele nessas questões que envolvem violência. Sempre mantive o lema que a violência não resolve nada. A aquela altura da vida eu nunca tinha me envolvido em uma briga, ate discurses quando saiam da esfera educada, eu me retirava delas. Resumindo sempre fui de paz. Mas eu não era uma florzinha delicada. Aliais, isso em alguns momentos foi questão de estranheza para Bruno. Certo sábado, assistindo ao UFC que ele tanto gostava e que eu aprendi a gostar, ele comentou:

Bruno: -Você é muito esquisito primo.

Eu: -Ué, da onde veio esse comentário?

Bruno: -Você não parece com os gays que eu já vi.

Eu rindo um pouco: -Já sei, na sua cabeça todo gay usa saia não é?

Bruno: -Não é nem isso, é tipo eu já vi vários ate que se vestem como homem, mas que da sempre uma pita, uma voz fina, um trejeito, uma parada que tu bate o olho e fala, aquele é bicha.

Eu olhando seriamente para ele: -Sim e você quer dizer exatamente o que com isso.

Bruno riu um pouco: -É isso eu tô dizendo que tu se veste como homem, tem jeito de homem, tem voz de homem, tu ate parece mesmo homem nem parece via.... gay.

Eu rindo devido a própria correção dele: -Cara eu sou homem, só que eu gosto de homem, é difícil para você entender isso?

Bruno: -Não, não, eu entendi já.

Eu: -Eu sou tão homem quanto você rapaz!

Bruno rindo: -Porra primo, não força.

Eu desferi um olhar serio para ele, ele percebeu e tentou se justificar.

Bruno: -Porra primo, eu sou homem macho saca? Tu não, tu é diferente, tu não é homem macho, tu é assim, mas ninguém diz que tu é assim, porque seu jeito é diferente, cê ta entendendo o que eu tô falando?

Eu serio e balançando a cabeça em sinal de negativa: -Você ta entendendo o que você mesmo esta falando?

Ele me olhou sem saber o que dizer e para sorte dele o interfone tocou, era a pizza que havíamos pedido.

Bruno: -Deixa que eu recebo!

E levantou correndo em direção ao interfone. Quando voltou não toquei mais no assunto deixa pra lá. Eu conseguia entender que ele não entendia que eu posso ser gay e posso ser macho também, assim como tem muito hetero por ai covarde, e coisa que eu não sou é covarde. Claro que minha atração por Bruno tinha um toque de medo. Mas esse medo era justificado, afinal eu vi o que ele fez com o marginal que tentou me assaltar a meses atrás, isso e mais a postura dele, tudo isso somado é meio intimidador.

Porém nada disso me passa pela cabeça agora, eu era mais expectativa do que tesão, me assustava com a possibilidade de transar com ele novamente, mas não o suficiente para que eu não o quisesse, eu desejava aquele homem de uma maneira que nunca imaginei que podia desejar ninguém.

Eu estava deitado e ele sobre mim, com os braços apoiados na cama, nossos corpos ainda não se tocavam. Ele tinha acabado de falar para soca-lo em caso dele me machucar:

Eu: -Eu não vou bater em você, mesmo sabendo que eu não posso te machucar cara, não é pra isso que estamos aqui, é pra curtir um momento legal.

Bruno: -So que meu momento legal pode ser mais pesado do que o seu.

Eu: -Bruno, você machuca as meninas que você come?

Ele pensou um pouco e respondeu: -Um pouco, mas ae que ta, tu não é uma menina. Tu é um cara, dai na minha cabeça pode passar que tu agüenta mais pressão.

Eu: -Faça como você faz com elas que vai ser gostoso. O que sair do controle a gente ajeita.

Bruno é um cara que é mais emoção que razão. O que ele falava ali era uma verdade, poderia não ser por mal, mas no momento, por, como ele mesmo disse, eu ser um homem, ele poderia se animar e ser um pouco mais bruto do que eu agüentaria, mas não é por isso que eu ira bater na cara dele, bastava chamar ele a atenção.

Ele deitou repousou o corpo sobre o meu e me beijou. Ele não me sarrava, mas eu não me importava, eu estava ali, sentindo o peso daquele homem que eu tanto desejava sobre mim, me beijando da maneira abrupta que era a única que ele conhecia. Passei as mãos pelos cabelos raspados dele e fui descendo pelas costas, nesse momento, ele levantou um pouco os quadris e colocou seu pauzão entre minha pernas e começou um movimento como se comesse as minhas pernas. Fazia isso enquanto me beijava, ate que ele parou com tudo e se levantou e foi ate a mochila dele. Eu deitado estava e assim permaneci apenas acompanhando o que ele fazia. Após remexer um pouco na mochila ele voltou com um frasco negro nas mãos que na hora não identifiquei do que se tratava. Ele voltou para cama se ajoelhando nela e levantando as minhas pernas e as colocando sobre seus ombros.

Bruno enquanto abria o frasco e passava o conteúdo no pau dele: -Tu sabe a dificuldade que foi pra explicar no meu inglês que eu queria um lubrificante na farmácia?

Eu ri um pouco e ao mesmo tempo a tensão que sentia por estar preocupado de como seria aquela transa se aliviou, ele se preocupou em comprar um lubrificante! Nossa! É, daquela vez ele queria fazer diferente. Ele se posicionou melhor e começou a empurrar a cabeça da sua tora na entrada do meu cu. A pressão inicial causou uma leve dor e eu gemi um pouco, ele imediatamente parou um pouco e ao ver que eu relaxava continuou a empurrar o mastro para dentro bem lentamente. Eu senti quando a cabeça entrou por completo. Ele começou a me comer apenas com a cabeça do pau:

Bruno: -Você sabe que essa historia de que só vou meter a cabecinha é pura balela né?

Eu que estava gostando daquele movimento e já relaxava aguardando o restante da vara ri com a piadinha dele, eu não tenho certeza, mas acho que essa era a intenção dele. Os movimentos de vai e vem se intensificaram e a cada vai e vem mais ele metia mais um pouco. Aquela foi a primeira vez que sentir prazer a ser comido por Bruno. Ate que, não tenho absoluta certeza se foi isso, mas acredito que mais da metade havia entrado comecei a sentir uma dor de leve e apertei um pouco os olhos, sem parar ele perguntou:

Bruno: -Quer que eu pare?

Eu apenas neguei balançando a cabeça. Ele levantou minhas pernas pegando elas pelo tornozelo e a abriu mais e metendo sempre no mesmo ritmo e enfiando mais, a dor inicialmente pequena começou a crescer mais, porem a dor se misturava ao prazer, não ligava para aquela dor, a única coisa que me importava era abrir os olhos e ver aquele macho ajoelhado atras de mim, segurando minhas pernas abertas e seu abdômen trincado fazendo aquele movimento continuo e olhando pro próprio pau entrando e saindo, ate que senti a virilha dele bater na minha bunda, ele fez um movimento e empurrou profundamente o pau dentro de mim. Eu fechei os olhos e gemi de dor.

Bruno: -Man tem que sentir um pouco de dor, entrou tudo agora.

E nem me esperou responder e ja começou a meter com um pouco de violência, de maneira profunda dentro de mim. A dor era suportável no inicio mais foi se intensificando porque ele a cada metida metia com um pouco mais de força, porem o prazer misturado a dor era algo que eu estava gostando. Isso ate que ele inventou de retirar o pau ate a cabeça e enterrar novamente ate o fundo. Na primeira vez o prazer sumiu e dor foi a única coisa que senti. Na segunda vez eu quase grito de dor, na terceira ai sim ele empurrou fundo com muita força, eu me levantei e agarrei no pescoço dele.

Eu ofegante de dor: -Assim eu não agüento.

Ele me olhando com aquela cara seria, quase que de raiva só falou meio susurrando: -Desculpe.

Em seguida me empurrou pelo peitou me deitando na cama novamente, passou uma das minhas pernas pela cabeça dele juntando as duas do mesmo lado, me virou de lado e se deitou por trás de mim sem tirar o mastro dele de dentro de mim, imediatamente ao terminar de se deitar voltou a meter rapidamente.

Bruno com o mesmo tom de voz: -Melhorou?

Eu: -Muito.

E do nada ele mordeu meu pescoço. E com os dentes levemente cravados em meu pescoço ele continuou a meter, senti uma leve dor no pescoço, somada a leve dor das suas estocadas e mais o prazer que estas me proporcionavam juntamente com a dor e toda a situação, sinceramente, não sei como não gozei naquele momento. Depois de alguns minutos metendo naquela posição ele me virou de bruços na cama e ficou com cima de mim, ainda com o pau enterrado, agarrou minha cintura com as duas mãos e voltou a meter com violência, eu sentia a cintura dele ir alto, se afastando da minha bunda, o pau saindo quase que ate a cabeça, seguido pela pancada da virilha dele com força na minha bunda na metida e da dor do pau dele me invadindo com tudo, mas dessa vez eu estava mais relaxado, e também acho que devido a posição doía menos, e percebi que podia agüentar dessa vez, acho que ele precisava meter daquele jeito para sentir prazer. E acertei em cheio. Ao perceber que eu estava resistindo as suas estocadas fortes, tão fortes que cada uma era seguida do som surdo da pancada da sua virilha com minha bunda, ele começou a se soltar e após alguns minutos começou a falar:

Bruno: -Isso fila puta agüenta minha rola.

Disse isso metendo intensamente sem parar.

Bruno: -Quer que eu pare?

Eu apenas neguei com a cabeça.

Bruno com tom de voz irritado e metendo ainda na mesma intensidade: -Fala porra! Quer que eu pare?

Eu gemendo com o misto de dor e prazer: -Nããão

Bruno: -Isso, seja macho viado e guente minha pica no cu.

Não sei da onde tirado mas me veio a boca: -Isssso, meeete, me arrooomba!

Bruno: -Tu que não percebeu ainda bixinha, mas teu cu ja ta detonado! Agora eu vou encher ele com leite te prepara.

Eu: -Vai meee enchee de leiite.

Bruno: -ME ENCHE DE LEITE O QUE PORRA, NÃO TA ESQUECENDO O QUE EU SOU NÃO?

Eu entendi o recado: - Mee enchee de leeiitee meuuu maaacho.

Levou alguns segundo só pra eu sentir a vara dele inchar e em segunda as jatadas de gala invadirem meu rabo. Ele mais uma vez sequer um gemido soltou. Gozava metendo sem parar, ate que a ultima gota saiu da sua pica e ele desabou em cima de mim. Completamente suado, sentia o suor dele escorrer pelas minhas costas e descendo em direção ao colchão e seu mastro ainda se fazia sentir dentro de mim pulsando.

Bruno um pouco ofegante: -E ai? Foi melhor dessa vez?

Eu com um sorriso nos lábios balbucie: -Foi perfeito!

Senti ele rir em cima de mim. Ele me virou de lado na cama, se ajoelhou puxando minha pernas e me virando novamente de frango assado mais uma vez sem tirar o pau de dentro de mim com velocidade e destreza, parecia ser algo que ele já tinha pratica em fazer.

Olhando para mim com uma cara seria: -Quer mais? (e em seguida deu duas metidas de leve em mim)

Eu: -Rindo um pouco, claro que quero mas não agora.

Bruno: -Porque? Tu não gostou?

Eu: -Cara quanto tempo eu fiquei chupando você ali no banheiro?

Bruno: -Não sei, uma meia hora.

Eu: -E quanto tempo eu fiquei levando pau na bunda aqui?

Bruno com uma cara de pensativo e concordando com a cabeça: -É, mais de meia hora.

Eu: -Eu preciso de um descanso porque como você mesmo disse eu to com o rabo detonado e amanhã temos um dia longo.

Bruno: -Tu sabe que se tu me disser que quer eu te como agora de novo não sabe?

Eu rindo um pouco da tentativa dele de se mostrar um macho reprodutor: -Claro que sei.

Ele deu mais duas metidas de leve em mim, seu pau ja estava meia bomba e rindo disse: -Ae hein? A porra ta toda enterrada e tu ae so de risinho na boca. Ou o cu ta dormente ou ja ta acostumando com a madera?

Eu com o sorrisinho nos lábios: -É mais a primeira opção, e também seu pau não ta mais tão duro.

Ele riu de canto de boca e deitou o troco sobre mim, me beijou e disse: -Não falei que ia te comer na manha?

Eu so concordei com a cabeça.

Bruno: -Se eu tirar minha rola do seu cu agora vai jorrar leite aqui na cama, vem comigo.

Mal falou isso, passou o braço esquerdo pelas minhas costas, com um puxão rápido e forte me trouxe ate a beira da cama e num outro movimento me levantou. Ficando em pê, com minhas pernas sobre seus ombros, e com a tora dele meia bomba ainda enterrada em mim me levou ao banheiro, abriu o box e entramos quando ele me abaixou.

Bruno rindo: -Pronto, pode jorrar gala pelo cu agora.

Tomamos banho, conversamos um pouco sobre a transa, disse a ele que as metidas fortes dele são dolorosas, mas que eu havia gostado e em seguida fomos dormir. Eu ainda com o rabo ardendo dormi como a muito, muito tempo, aliais, desde que ele apareceu na minha vida eu não havia dormido. Porque dormi satisfeito.

CONTINUA...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
11/08/2018 11:54:37
Agora as coisas estão entrando nos eixos durante o sexo... Só falta o sentimento.....
01/12/2015 06:30:12
Excelente.Primeira vez que eu gozei lendo um conto.
26/10/2015 01:07:53
1000
26/12/2012 05:10:25
10
12/10/2012 19:18:59
Muito bom!
27/09/2012 08:05:38
D++++++
20/09/2012 10:10:57
Muito bom!
12/09/2012 03:26:55
Sem palavras...
26/08/2012 14:36:03
07/06/2012 00:05:51
ctb ao vigesimo prineiro conto. obg pela leitura.
26/04/2012 22:47:07
perfeito!!!
16/04/2012 11:41:56
Nossa lindo cara to cada vez mais ipinotizado por seu conto lindo maravilhoso to preso nele num pare de postar num me mata não eim nota
12/04/2012 11:42:22
Gostei de seu conto!!! Nota DEZ!!! Vou estar de @@ em suas publicações!!! Leia, vote e comente meu último Conto Erótico: Uma sexta-feira quente no Rio de Janeiro. Acesse http://sharoland-nn.ru/texto/e vote! Abraços
11/04/2012 21:45:42
Gostei! Gosta de ler ou de escrever contos eroticos?? Vem aí algo novo e prazeiroso!!!!!!!!!!!!!! Veja no link http://casais-liberais-patrocinados.blogspot.com.br/p/contos-eroticos-dos-associados.html .....
11/04/2012 17:04:01
FANTÁSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSTICO
11/04/2012 13:24:14
Este conto é muito bom. Pena que você não posta mais todo dia.
11/04/2012 12:32:40
cara me cadastrei nosite só para comentar! seus contos são demais cada vez que leio fico com mais vontade ainda, por favor posta logo a continuação!
11/04/2012 02:04:55
Cara, vc mora mesmo em Sf? Vou sempre ai...fico na casa de uma amiga na Warren dr...talvez vc ate conheça ela rsrsrsrs...me add ae que te dou e nao demora apostar ae....!!!
11/04/2012 02:02:38
Cara vc mora mesmo em Sf? Vou sempre pra ai...fico na casa de uma amiga que mora na Warren dr...quem sabe vc nao a conheçe?? Mecadd ae que t dou "
10/04/2012 12:21:54
Muito bom matheus nota ve se posta logo a continuaçao tou muito ancioso




Online porn video at mobile phone


contos eróticos técnica de enfermagem pegando carona com colegaporno casa xeio de passarinhospegando cachorro na rua pra praticar zoofiliairma fabiana de carinha de anjo coçando a xoxotaCONTOS EROTICOS DE JARDINEIRO PIROCUDO COM MAE E FILHASimagens de pica de cavalo atolado em buceta de mulhereswww.as gordinhas na zoofelia com animais ajumentadosporno teste de fudeludade com enteadaadoro andar na rua c a cicinha enfiada rebolando contomeu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu machonovos relatos eróticos de corno minha esposa com o plug analnovinha que derao boceta e firmarãocontos de mae.putona tarada pela rola do filhocoroas grisalhos que come a bunda de homens em campos dos goitacazesporno ladrão forçando dona de casa a fazer anal forçadogay raptou o vizinho para lhe chupar o paucontos casada chantageada pelo porteiroconto erotico de corno paraensevelhos pintudos andando na praia nudistas videosConto erotico- mete seu pauzudo, come a sua mae putadeu para nao ser caguetada para o marido xvideosfreira da a buceta pra pintudo no azilo contos.contos casadas chupadeirasmeu padrasto me encochava contos eróticos de gaysprimos se pegando e com mãoboba pornodoido.compais prende filha no quarto com irmão ele mete e gosa dentro da bucetavi minha mãe gritar na vara do meu padrasto Eu gostei muitowww.guarda costa da granfina pornotio chupando buceta contoporno coeivelhas coroas gostosas sentadinhas no colo sendo enrabadasgay transando de songavideos de cornos que aguarda ansioso sua esposa voltar pra casa escorrendo porra de outro toda melada na bucetavídeo pornô a novinha tomando banho com gosma e sanguefui dançar e fui fudida por um pauzudoViado de calsinhaxvideos.compsicologia enfrento hiv minha filha e guei ajudavideo porno mulher dando primeira vez na frente do marido casa de cuingue curitibanegras da fo pra pirocudo e chorao xvidio.combucetascontowww.porno zoofilia.com/contos dando buceta virgem dois cavalos?minha titia se gozando com meu casseteconto eurotico academia com o menino bundudodar e coçar e so começar contos eroticosnegao pega a loira gostosa de conchinha e corno adoradei por meu vizinhofizemos sexo bi com um estranho contobaxinha cochuda casada vingando xvideosporno contos casal de inquiliosanba porno que espetaculo de vizinha queredo pau vou fude mais elaler conto erotio descabaçando irma peludanovinha dormindo de Baby Doll padrasto canagta em porno doido com um estranhocontos veridico de incesto nora fode com seu sogro bem dotado pra pagar dividacontos eróticos de esposinha putinha fazendo dp com vibrador interracialcontos meu genro tesudomuito beijo na boca pegada forte caricias e tapas em video porno com muita tara exitantemeu filho mais velho fica excitado ao me ver dando de mamar o bebe.porno levou finha poamigovideos de homem pecando na puçeta de a coroaContos minha esposa negra bundudona no forro eu corno contoshot apertado rola grossa se destacacontos ela falo chicao nunca dei o cu pra pau grossoContos levei um tora preta gozou dentro meu marido adorousou evagelica e nao tive em casa e procurei fora contos eroticovidii lesbica cozando turmidorickcafajeste30.blogelementarians casa dos contos eroticosX vídeos Keane vs roludoporno brasileiro oilando o gay brasileiro da banda lizinha tomar banholevei a minha noite também nua da filha me trata nua mandando minha pelada nua e vizinha tá na loja com meu pequenoExcitantes Contos Eroticos Contados Por Noivas pelos Seus Paes Padrinho Padre E Tiosxvideos com pomba gira brasileiros encorporadas