Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Trilha e Camping Com Os Amigos

Autor: Belle
Categoria: Heterossexual
Data: 19/04/2012 23:11:09
Nota 10.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Fui convidada por minha amiga Naty a passar um fim de semana com ela, o namorado e mais um amigo dele em uma serra, que fica a uns 50 km da minha cidade. Faríamos trilhas e levaríamos barracas de camping, para passar as noitas lá na trilha mesmo, porque iríamos andar muito. Eu não queria aceitar, porque não sou acostumada com essa coisa de contato com a natureza, eu tenho medo de bichos peçonhentos que vivem no mato. Mas ela acabou me convencendo, porque é um lugar em que várias pessoas vão fazer trilhas e ficam acampadas. Apesar de sermos muito amigas, somos um pouco diferentes; ela é mais despojada, eu sou mais patricinha. Por exemplo, enquanto eu prefiro ir a um shopping fazer umas comprinhas, ela prefere fazer trilhas. Como ela sempre me acompanha nas minhas compras, dessa vez aceitei ir com ela nessa trilha. Fomos na caminhonete do namorado dela, no sábado de manhã, aproveitando que na segunda seria feriado. Naty e o namorado, Vitor foram na frente, e eu atrás com o amigo do Vitor, chamado Breno. Ele é um loirinho lindo, mas é meio largado; barba sem fazer, umas roupas estranhas, ele segue um estilo regueiro. É extrovertido também, durante o tempo todo fazendo piadinhas, e me passando cantadas. Chegamos no pé da serra, deixamos a caminhonete estacionada para começarmos a trilha a pé. Passando-se uma hora, eu já estava reclamando e pedindo pra voltar. Sou acostumada a ir à academia, mas subir trilhas debaixo de sol é difícil. Era primavera, e à aquela hora da manhã ele já estava bem quente. Mas o objetivo era conseguir chegar à uma cachoeira que havia mais acima, para tomarmos banho e depois montar as barracas, então tive que continuar andando. Eles pelo contrário estavam se divertindo muito, tirando fotos, rindo. Depois que paramos para conversar e comer me animei um pouco; seguimos em frente, fui conversando com o Breno. Ele não parava de me paquerar, eu achava divertido, mas até aquele momento não tinha sentido atração por ele, só tinha achado que ele tinha um rosto lindo. Parece que o tempo até passou mais rápido; às 5:00 da tarde chegamos à cachoeira. Nos refrescamos e tomamos banho lá mesmo, com direito a sabonete. Só que ninguém pelado, os meninos estavam de sunga e nós de biquíni; o meu bem pequenininho, diga-se de passagem. Vermelhinho com bolinhas brancas. Prosseguindo; os meninos armaram as duas barracas(de camping, por enquanto rsrs), enquanto sol já se punha. Prepararam também o lampião, porque logo escureceu. Por volta de 7h da noite jantamos - na verdade eram sanduíches, durante todo o tempo foi só isso que comemos - depois ainda ficamos por algum tempo batendo papo, dando risada, até que o cansaço bateu e fomos dormir. Eu estava achando que eu dormiria com a Naty em uma das barracas e Vitor e Breno na outra, mas de última hora ela me pediu para que eu dormisse junto com o Breno, porque ela queria fazer amorzinho com o Vitor na outra barraca. Eu já estava em trajes de mimir: uma camisetinha branca e uma cuequinha(feminina, claro) amarela. Breno então entrou na barraca; eu estava de ladinho, e como a cuequinha estava bem enfiada na minha bunda, ele deve ter ficado "animado". Ele estava de regata e calção, e se deitou virado para o meu lado. Ele estava bem próximo, eu sentia a respiração dele na minha nuca, até pensei em pedir para ele se virar para o outro lado, mas a cada respiração eu gostava cada vez mais da situação. Estávamos calados havia vários minutos; eu me movia alguns milímetros a cada minuto, para chegar discretamente mais perto do corpo dele, e ele começou a fazer o mesmo. A Naty começou a gemer na barraca ao lado, e isso me deixou mais excitada. Comecei a imaginar coisas que eu poderia fazer ali naquela barraca com o Breno; meu bumbum estava a poucos centímetros do pinto dele. Derrepente ele fez um movimento, achei que ele fosse se virar, mas o que eu senti foi uma coisa dura e quente na minha bundinha; senti a ponta percorrendo meu rêgo, chegando na minha xaninha, por cima da cueca. Daí eu pensei: "Espero que isso seja uma pica, porque se for, ela é deliciosa". Levei minha mão esquerda até ela, era grossinha, cabeçuda e bem dura. Ele acabou de tirar o calção e eu rapidamente também tirei a minha roupa. A barraca não era muito grande, eu fiquei louca pra chupar; como a barraca não era muito grande, fizemos um 69; me deliciei com o pau enquanto ele chupava minha bucetinha melada. Se antes eu não sentia atração por ele, agora estava louca de tesão, chupando o pau, deixando ele chegar até minha garganta, enquanto isso rebolava minha bundinha na cara dele. O que se ouvia na trilha eram nossos gemidos; Naty já estava levando vara do Vitor havia algum tempo, e eu comecei a gemer com o Breno me chupando. Depois de muito oral, da boca ter ficado até dormente, me virei pra ele fuder. Fiquei de 4 encima dele, encaixei minha xaninha no pau e comecei a me movimentar. Ele apertava e batia na minha bunda, eu eu gemia baixinho, depois aos poucos fui me soltando mais e comecei a gemer alto, mais alto que a Naty na outra barraca. Breno me chamava de gostosa, putinha e me pedia para ir mais rápido. Mudando a posição, eu continuei de 4, só que dessa vez ele se ajoelhou atrás de mim e meteu. Essa é a posição que eu mais adoro, que faz eu me sentir fêmea, adoro ser dominada por um macho. Ele metia cada vez mais forte, à medida que eu gemia e pedia mais, o escuro dentro da barraca deixava tudo mais excitante ainda. Ele queria fuder me cu, mas eu fingi que não queria, apesar dele estar piscando de vontade. Porque eu sabia que o Breno iria fuder de qualquer jeito mesmo. Ele tirava o pau e me perguntava se eu queria mais, então eu respondia: "Quero, fode o cu da sua putinha, fode". "Soca esse pau no meu cuzinho, meu macho gostoso". "Faz sua fêmea gozar". Aí sim que ele me arrombou todinha, gozei com o pau dele atolado no meu rabinho. Por falar em gozada, eu também bebi o leitinho dele. Me deitei e ele veio sobre mim, com o pau em cima da minha cara e soltou o jato de porra. Fiquei com gala no rosto, no cabelo, sem falar no que eu engoli. Lavei o rosto com água da garrafa e voltei para a barraca para dormir, mesmo toda suada. Dormi peladinha, de conchinha com ele. Nem dormi direito, no outro dia acordamos bem cedo e fomos nos lavar na cachoeira, dessa vez pelados, enquanto Naty e Vitor ainda dormiam. Mais tarde conversamos sobre a noite anterior, ela me contou o que tinha rolado na barraca dele, e eu na minha. Fizemos mais trilha durante o dia, e à noite fudemos mais na barraca, e no dia seguinte voltamos pra casa. Daí em diante o Breno passou a ser mais um dos meus ficantes, sempre dou pra ele.

Comentários

20/04/2012 13:28:09
Oi Patricinha! Gostei do seu conto. Bjs deliciosos e, se interessar, dê uma lida nos meus contos. Acho que vai gostar... Pê ([email protected])
20/04/2012 10:29:22
Que delicia hem quero ser seu ficante tbem.add [email protected]
20/04/2012 10:13:14
Que putinha gostosa vc deve ser, adora gozar na boka d uma gostosinha. [email protected] add MSN: nota 10

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


conto eroticosgemeasAS CARIOCAS PORNO VIOLENTO 2009pegou fogo no travesseiro da atrisfudeno bucetas e gozando nas entradinhasvideos pornos de genros depilando sogra e n resiste fode elawww.xvideos.bucetaovirgensContos eroticos me vinguei da minha esposa e comi dois cuzinho finalcontos buc branca cacete 40cm foto corno xsvideo relatos com fotos e filmes tio taradao de 30cm de rola arrombando subrinha safadacontos casada seduzida pelo caseiro picudovideos de encesto frances madrasta e entiado durmindo juntos e ele fica de. pau duro a noite e escosta nela e ela nao recistimeu padrasto me iniciou na zoofiliamulheres casadas sarando melando a bucetasEu Queria arranjar uma queria que passasse um filme para mim né e mulher pelada para mim entendeugostosa gordinhas tirando cabeçacontos eróticos fui da o cu e cagueiso puta dancando sexual e menor mostrando o peitinho e bucetinha enchada marcado a calcinhafilha dengosa e gostosa sendo acariciada pelo pai sexo pornoBusetinha lizinhaContos sempre fui o viadinho de todos os homens da familiaComi o rabo sujo de bosta do Lukinha contos eróticos gayspeguei meu amigo nu no quarto e batemos uma punhetameu cachorro me fode todo diafilha dengosa e gostosa sendo acariciada pelo pai sexo pornoloira com a b***** desenhada na calça jeans e o negão ponhando pau no meiogostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticosso vidio maquinasexioi sou casada bati o carro do meu marido pra ele nao sabe levei na oficina mais nao tinha dinheiro contos eroticosabaixar a musica so vei comigo vc n vai si arrebederwww.pornodoido meninas no beijo na boucamulheres da bunda grande dando cu de bruço pro kid bengalacamadre simone que fuder caseiroAmém tempinho comendo veado vídeo pornô vídeomagrinhas soquem pauzao. de 30 cm simpatia para virar corno mansopadrasto cavalorolas grossas e veiudas fudendo as bucetinhas e cuzinhos das mulheres da favelacache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho tiraramos a roupa contos lesbicosrabinhos e xoxotinhas arrombados por picas super grossa e cabeçudaconto erotico comendo o cu de minha mulher com neutroxentregei uma pizza e mepagou com boquetevvgg sexoconto erotico proibido pra mim hector e sophieacho que minha namorada gozou pq agente tava fazebdo sexo e a perna dela tava tremendoquero ver lindas travestis entrando em enormes rolas ate gozarem nelas videos boas fidasvideo de porou dirano vigidade da namoradafe vedtidosexo oline depiladora não aguentaou ver o cliente de pau duro e caiu de bocajoponezinha dormindo e entra um cara e comi elamanmando no glelinho sem pararo playboy e o menino da favela casa dos contoscasada loira gaucha fode c pausudo que enche ela de porra e corno olhaai como doi pucona pornovideosxxx minha esposa comportada servindo es amigosmorador. de rua sendo bulinado ate gozardormindo de bruço acordando pro anal pornoamigo gay bundudo liso vestido de mulher na festa conto gaydei minha virgindade promeuirmãogêmeocache:wNACedYikXQJ:gtavicity.ru/texto/20170544 fui iniciada como cadela e gosteiminha cunhada punheteira contos reaisContos eróticos gay 'ñ faz isso comigo'mulher derramando enfiando um copo de cachaça na bucetaate quanto centimetros poso colocar no meu cucontos eróticos de loirinha dp interracialcontos erotico dei o meu cu a forca pro pedreiro caralhudonovinha engole pau do paulaoabriu bunda cu buceta dançarinas distraidastrazei com minha vizinha d camizola na cozinha dela ponocontos eroticos alvinho e o padreporno doido botou amames pra chorarsó na brotheragem conto erotico com meu melhor amigomolequinhos emeninos de treze q quonze anos perdendo a virjindafe do cizinho pela primeira vez vidiosvideo porno mulher dando primeira vez na frente do marido casa de cuingue curitibanovinha g****** pelo c****** o carbono tudo no c* dela e ela gritahttp://conto me pagou pra me fudercontos de sexo depilada na praiavideo pornotio acomda sobrinha co rola detro da bucetinhade sirgir blog comda sikis indircontos eróticos os melhores eu e minha esposa recebemos uma visita de um casal de idade"cheiro de cu de macho"contos fiquei com tesao flagano meu filho dano o cuconto erotico primeiro boqueteconto. andando de moto taxi. comi o cu de uma menina rabudapiranhona de espartilho e cintaso as piriguetonas gostosa xhamsteresposa crente novinha gostosa e o segurança do predio roludo contos eroticoscontos eroticos amiga apostando o cumarido goza batendo uma vendo mulher agarrada por outro machogostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticoscontos de sexo depilando a sogracontos sobre chantagiei minha tia e q comiContos eróticos teens pai vendo q a rola do filho estava bem grandinha conto gay