Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Dando duro pra ser Rainha

Autor: Lila
Categoria: Grupal
Data: 15/06/2012 02:03:01
Nota 9.53
Assuntos: Grupal, Gang bang

Desde pequena ouvi samba pois minha mãe adorava dançar e com o tempo este tipo de música já estava na minha corrente sanguínea.

Quando tinha 7 anos comecei a ir com ela acompanhar os treinos da escola de samba próxima a nossa casa e com isso me veio a decisão do que eu queria na minha: ser Rainha da escola de Samba.

Com esse sonho como meta o tempo foi passando e fui crescendo e para meu contentamento comecei a ficar com um corpão, claro que eu tinha imperfeições como todo mundo mas nada que uma dieta bem feita e uma academia não melhorasse.

Então comecei a ir atrás da perfeição física e aprender a melhorar como passista.

Aos 15 anos já era conhecida como Tetesuda, um apelido que minha mãe não gostou mas adorei porque não apreciava ser chamada de Tereza o nome da minha avó materna. Este nome me fazia sentir em um século passado...

Com o tempo minha mãe parou de ir nos ensaios comigo porque arranjou um emprego para me ajudar com as fantasias já que meu pai não apoiava meu sonho dizendo que eu nunca iria conseguir.

Mas apesar das dificuldades fiz muitas amizades, na maioria homens e estes sempre me ajudavam dando dicas e apoio.

Com o passar de dois anos fui observando que haviam moças que eram mais populares que outras e resolvi saber o porque, um dia depois do ensaio vi que a Rafaela (a mais popular) saia com um dos integrantes indo pra sala da diretoria que no momento estava vazia. E pela primeira fez vi uma transa ao vivo, vi quando ela tirava a calça de Cacá e chupava seu cacete ajoelhada a sua frente como se fosse a coisa mais gostosa do mundo e quando ele gozou na face dela. Aquilo me deixou molhada e foi quando percebi que não estava sozinha observando.

Douglas um percursionista estava atrás de mim e perguntou:

_ E ai Tetesuda, tá gostando do que vê? - disse apalpando minha bunda.

Fiquei sem graça e ele complementou:

_ Não acredito que a Tetesuda ainda é virgem! - disse em tom de deboche.

Eu claro não querendo ficar sendo motivo de chacota respondi:

_ Posso fazer igual !!!

Rapidamente coloquei tudo o que eu havia observado em prática... Abaixei o short dele me pus de joelhos e fiquei de frente a aquele cacete enorme que estava apontato para mim como que me desafiasse a desistir.

No principio dava pequenos beijos e lambidas mas Douglas me segurou pela cabeça e mandou abrir a boca, ele imediatamente fez com que eu abocanhasse tudo de uma vez. Senti minha garganta sendo forçada pela rigidez e a falta de ar ela o agravante naquela situação, sentia meus olhos lacrimejarem pelo esforço mas nem com isso ele parou.

Mas aos poucos fui me adaptando a esta situação inédita e comecei a gostar do que estava fazendo.

Perdi a noção do tempo e quando eu menos esperava ele começou a puxar minha calcinha pra baixo, logo depois ele me colocou de pé e levantou uma de minhas pernas e sem demora socou seu cacete dentro de mim.

Fiquei surpresa com a rapidez de sua atitude e ao mesmo tempo senti uma pontada de dor pois naquele momento eu deixava de ser uma menina e começava a me sentir mulher.

No inicio senti um enorme desconforto com a invasão isso não demorou muito porque logo a seguir comecei a sentir minha temperatura esquentar e não queria que ele parasse os movimentos de entra e sai nunca mais.

Foi quando pela primeira vez eu gozei, mas mesmo assim eu queria mais e logo depois gozei novamente...e ele acabou gozando junto comigo no meu segundo orgasmo.

Douglas que naquele momento estava todo suado me disse meio que cansado:

_ Nossa Tetesuda você foi feita pra transar mesmo, logo na primeira vez goza duas vezes!!!

Eu meio sem graça nem respondi e comecei a procurar minha calcinha para colocá-la novamente.

Depois daquela noite inédita fiquei mais solta e confiante da minha feminilidade, me sentia excitada só de pensar naquela situação e não esperava a hora de repetir o episódio .

Comecei a fretar com Douglas e ele sempre dava um jeito de alisar o cacete enquanto me mandava um beijo, isso me deixava mais acesa porque sabia a mensagem que ele abertamente estava enviando.

Depois de uma semana quando achei que ia ficar só naquilo mesmo ele chega perto de mim e diz:

_ Tetesuda tem uma pessoa que pode te ajudar a conseguir o posto de Rainha da Bateria mas ele quer te conhecer antes de te indicar aos manda-chuvas.

No começo não entendi mas quando ele disse que a conversa seria na diretoria soube que teria que dar pra poder ter a indicação.

Depois do treino da escola de samba fui a diretoria e Douglas estava com o homem que poderia me ajudar, ele se apresentou como Leonardo mas disse que para mim seria apenas Léo.

Apertou minha mão e beijou minha face e disse ao Douglas:

_ Essa menina tem chance mas quero saber se ela sabe mexer bem. - nisso foi baixando o jeans e colocando o cacete pra fora.

Léo deitou de costas sobre uma mesa antiga que tinha na sala já sem roupa :

_ Vêm menina não se acanhe faça de conta que o Douglas não esta aqui!

Eu nem me lembrava mais no Douglas até ele citar o nome dele, estava tão absorta e molhada pensando no que me esperava que mal conseguia raciocinar.

Automaticamente olhei na direção onde Douglas estava e voltei a atenção para Léo que naquele momento me chamava para subir sobre seu quadril.

Comecei a tirar minha calcinha e me posicionei para sentar no cacete dele, este que estava até brilhoso fazendo que eu sentisse água na boca.

Fui sentando devagar sentindo cada centímetro entrando silenciosamente na minha buceta e quando consegui finalmente colocar tudo dentro de mim soltei um suspiro de satisfação.

_ Isso menina mostra o que sabe fazer...

Douglas que naquele abria o zíper da calça e começava a alisar o próprio cacete me encorajou:

_Vai Tetesuda, mostra do que você gosta.

Aquelas palavras me incentivaram a começar a rebolar sobre aquele cacete pulsante e eu já com calor tirei meu top, coloquei minhas mãos sobre o peito do Léo e comecei me esfregar rebolando continuamente.

Nem prestava atenção em mais nada que não fosse minha própria satisfação, queria apenas gozar e gozar até que não conseguisse mais caminhar.

Foi quando percebi Douglas alisando minha bunda e colocando o dedo no meu cu.

_ Vou tirar seu segundo cabaço Tetesuda e você vai adorar.

Ele cuspiu e começou a enfiar seu dedo dentro de mim acabei gozando e percebi que com o estimulo com certeza sentiria mais prazer.

Arrebitei minha bunda mas sem deixar que o cacete de Léo saísse de dentro e a segunda invasão no começo doeu mas aguentei firme porque o prazer era indescritível perto de um pequeno desconforto que com a frequência não mais existiria.

Foi quando percebi que Douglas já começava a bombar e eu sentia os dois cacetes se desafiassem para me devorarem.

A situação me deixou com tanto tesão que eu rebolava e pedia por mais até que comecei a gozar uma vez após a outra e gemia como uma cadela no cio.

Douglas gozou não aguentando, logo depois foi Léo que me inundou com sua porra quente.

Me senti a mulher mais feliz do mundo quando vi que estava toda melada de porra e percebi que queria mais muito mais.

Observei aqueles dois cacetes que naquele momento estavam melados com sua própria satisfação e comecei a lambê-los como para agradecê-los pela enorme satisfação que haviam me dado.

Quando todos se recomporam Léo elogiou:

_ Nossa Douglas no que depender de mim essa menina já é uma Rainha não só da bateria como da putaria!

Me senti uma puta e isso me deixou molhada novamente, então percebi que uma foda por semana seria pouco.

No outro treino percebi que alguns homens olhavam pra mim e cochichavam e isso só significava uma coisa: eles já sabiam o que eu tinha feito.

Começaram a esbarrar em mim mais que o necessário e se amontoarem próximo a mim para tirar uma casquinha.

Me sentia desejada e isso me dava um tesão imenso, foi ai que comecei também a me encostar neles e não ligar para as acochadas sempre dando uma rebolada de leve para perceberem que eu estava gostando.

Foi quando um dos integrantes me comunicou:

_ Tetesuda vamos fazer um churrasco nesse domingo você tá convidada não vai fazer desfeita pro pessoal né?

Eu que adorava carne prontamente respondi:

_ Claro que vou, tenho que levar alguma coisa?

_ Apenas o biquíni o resto já esta arrumado.

Combinados onde iriamos nos encontrar então quando percebi que era a única mulher do grupo, fui conhecendo a galera e a amizade foi evoluindo. Começamos contar piadas e tomar cerveja enquanto esperávamos a carne e com o tempo as piadas foram ficando cada vez mais pesadas.

O dia estava quente e o pessoal começou a entrar na piscina esta logo estava cheia e então alguém disse:

_ Vamos jogar vôlei aqui dentro.

Uma bola apareceu como do nada e me chamaram para dar o saque inicial.

Começamos a jogar e então comecei a ser prensada, sem querer passavam a mão em mim e a bola sempre caia onde eu estava sendo que prontamente todos vinham ao mesmo tempo assim tendo o pretexto de dar mais uma passada de mão em mim.

Com isso comecei a ficar excitada e não via a hora de dar uma boa trepada para acabar com aquele tesão todo, então entrei no jogo deles.

Quando a bola estava próxima a mim eu “sem querer” esbarrava no cacete mais próximo a mim com a desculpa de pegar a bola e então o jogo foi ficando acirrado.

Foi ai que o Marcelo me prensou na parede da piscina falando ao meu ouvido:

_ Tô louco pra te fuder Tetesuda!

E vendo que não tive qualquer tipo de aversão ao palavreado ele se abaixou ficando submerso na piscina e tirou a parte de baixo do biquíni...como se houvessem combinado Dimas meio por traz de mim e tirou a parte superior que cobria meus peitos.

Ai enquanto Marcelo acariciava minha buceta por baixo da água, Dimas já chupava meus peitos como um desesperado.

Nesse momento comecei a sair de mim e quando percebi estava deitada sobre uma toalha na beira da piscina com Marcelo chupando minha buceta e Dimas ainda mamando em meus peitos.

Foi quando senti algo em minhas mãos e olhando vi que em cada uma delas havia um cacete para eu acariciar, comecei a punhetar os dois e quando pensei que estava sendo suficiente senti outro em minha boca.

Não sei quantos cacetes eu chupei nem quantos punhetei mas nem queria saber, naquela hora eu só sentia e não pensava mais. Apenas chupava, acariciava e sentia meu corpo sendo lambido e chupado...

Sempre se alternavam e foi então que eu me ajoelhei e comecei a mamar todos os cacetes a minha volta, sempre mamando um e punhetando dois. Eles também não me deixavam a ver navios, a todo instante haviam mãos me acariciando cada vez mais afoitamente até que um deles se deitou no chão e me colocou sobre o cacete dele.

Automaticamente fui descendo e nem podia gemer pois sempre havia um cacete dentro de minha boca gulosa...e minhas mãos ocupadas...

Assim que acabei de sentar totalmente, começaram a mexer no meu cu e eu rapidamente arrebitei minha bunda para dar boas vindas a quem quisesse entrar.

Enquanto eu tentava galopar outro cacete em meu cu me forçava pra baixo.

Minha bunda foi fodida por todos que se revesavam, somente o que comia minha buceta não a fodeu, mas isso logo foi reparado.

Carlos deitou-se no chão e me deitou de costas fazendo que eu sentasse sobre seu cacete, assim minha buceta ficou exposta todos começaram a fodê-la, e eu louca pra gritar de prazer e não podendo por estar sempre com a boca cheia...

Tendo minhas mãos, boca e todos meus orifícios sempre cheios e sendo disputados comecei a gozar de tanta excitação. Quando pensava que não conseguiria mais...o orgasmo mais uma vez se fazia presente me mostrando que aquilo era apenas um aquecimento.

Então começaram a gozar, um após o outro me deixando cada vez mais lambuzada e porra. Sentia ela escorrer da minha buceta e cu e quando pensava que havia acabado mais um cacete contribuía com mais um pouco me deixando no final toda encharcada de porra.

Alguns gozavam na minha boca, outros em meus peitos sendo que no final não tinha uma parte do meu corpo sem alguma amostra de gozo.

Quando todos já satisfeitos e um pouco descansados mergulharam novamente na piscina só que agora nus e me banharam nela para mais tarde uma nova rodada.

Com a primeira fome saciada então sim o churrasco foi degustado, mas somente para dar uma pausa entre uma foda e outra.

Aquele domingo foi um aquecimento para o que estava por vir, pois no mesmo mês fui designada a Rainha da Bateria e como uma boa Rainha eu tinha que dar o melhor de mim para meus súditos.

E como dei...

Lila

Prestigie meu Blog com sua presença:

http://contandocomlila.blogspot.com

Comentários

11/12/2012 10:12:45
muito bacana seu conto. adorei mesmo. depois dá uma lida no meu e comenta lá valeu? http://sharoland-nn.ru/texto/
20/10/2012 16:14:41
gostaria de conhecer uma novinha na regiao do abc sp sou moreno sarado 1m74 78 kg faço academia corpo totalmente em forma e 14 cm de pau meu tel email [email protected]
26/09/2012 23:00:24
Qualquer hora vou contar minha aventuras com uns amigos tb! Parabéns Teresa gostaria de estar nessa no final só pra lamber esse creme todo em vc. Leia meus contos ( contodeleila) e goze gostoso, querida!!!
25/07/2012 07:20:55
És maravilhosa demais. Te adorei. Leia minhas aventuras e me adicione: [email protected] . Beijos.
30/06/2012 10:11:53
muito bom, adorei
20/06/2012 11:26:19
Muito bom, você é uma putinha do jeto que eu gosto.
18/06/2012 13:34:26
Adorei! Sou viciada em sexo como vc asuasuasu bjos nota 10
17/06/2012 18:15:02
Parabéns, Rainha!
15/06/2012 18:23:57
Parabéns pelo conto, e pelo site tbm. Dei uma olhada lá e adorei as dicas!
15/06/2012 11:35:15
vc tem msn me add nele [email protected]
15/06/2012 10:06:26
que delcia de Tetesuda, será que em todas as escolas de samba acontecem isso. A madrinha de bateria da minha escola é delciosa. Bjs. Parabéns.
15/06/2012 08:11:59
Uau! Muito bom! Bem escrito! Me deixou muito excitado! Continue escrevendo. Ah se quiser me adc no msn eh [email protected] gosto de fazer novas amizades! Beijos linda
15/06/2012 05:11:39

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


baixar filme pornô até mais tarde gataPorno.doidsexoconto coroa bunda gigante sodomizadaVer contos de ciume do diario de um guei (sobre alam e biel).titio comendo osobrio nosofa vidio gaypai mamou minha rola sexocontocoisinha do pornô bumbum na nucacontos eróticos de padastro abusivocontos e videos de transando com as casadas com permissão do maridobaiano chupando clitori e falando besteirasdar e coçar e so começar contos eroticoscontoerotico chantageado por pcontos eróticos de marido chega em casa e escuta sua mulher gemendo e brexa o cara comendo o cú delatitia sacana estourando a fimose do sobrinhomeninas bem novas sendo fudidas pelo o padrastomeu filho pintudo contovideo de um homen chupano a buceta da mulher a te dar istralosputas gostosa sexo filho come mãeescondosexo real conhadas nuas banho pau bizarro tesaosexo homens gozando e.falandopalavroesconto incesto minha irmãzinha adolecente andando encasa com essa roupinha nao da para resistiContos sou casada e chupei dois caralhos ao mesmo tempopadrasto enteada falei de sexo brasileirocontos de mae.putona tarada pela rola do filhovídeos de pornô com homem com homem o homem chamando shampoo no pinto do outro e lambuzando de xixi dabuceta das gostosa da novela das 9:00conto no cinepornocontos levei minha mulher pra fuder com o kid bengalasexo casada dormindo de short Doll deixando escapar a bucetacontos de sexo depilando a sogracontos eroticos os gang bang entre irmascontos eroticos mamãe ajudou papai a tirar minhs virgindade novinhacontos eroticos cheia de pentelhos horriveisconto erótico buceta azedinhamulheres prendeno o bico do seio com prendedor xvideomenina criano cabelo nabusetcontos meu tio pauzaonegao pega a loira gostosa de conchinha e corno adoradei a buceta pro borracheiro contos eroticossou puta e pratico zoofiliaporno antigo novinha putinha de calçase esfregando escondida no pau do namorado da maemeu sogro queria dupla penetracao com minha sogro veridicoxvídeo a novinha tomar esperma do joelhinhocontos de marido bem dotado querendo ver a mulher com duas picas no cu e bucetacontos menina chuponacontos eroticos mamae subjugadaos filhos gemeos da minha mulher evangelica contos eroticosmeu avô estorou meu cabacinhoContos eróticos esposa e Sograstrapon sangue e bostacontos da minha sogra deixando a calcinha pra mim cheiracalçinha ate amarotada na bucetaConto erotico scat adoro ver a mulher peidandovideos porno caseiro a garotinha dormi e o padrasto gozou no seu cuzinho nxvideo pagecontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramvideo porno novinhas sendo lanbusada pelos velinhos que o pau nao sobe maisporno serena ali doeugostsona dando o cu pro negao roludo egritandoporno safada batendo punheta pro ricardão na cama com o corno dormindo pornomulheres passa margarina uma na outra peladascontos eroticos pegando minha tia gravidaxvidio menina vigem perdi avigidadi gosano nasiririca escondidagozando dentro elas brigamcontos eroticos de trepadas com tias sacanasbobiça no mato xxxcontovporno com fotos reletos de chifrescontos gay Mandou eu esperar vestido de putinhakero.buctafilme de zoofilia sofia nozo eterradocontoseroticos mulher lactante amamentandomulher adora ver o marido ser fudidocasada com raiva do marido so querer ir para o bar sai e da a buceta para estranho no motel