Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

DEI E GOZEI GOSTOSO COM MEU CUNHADO

Autor: TETE
Categoria: Grupal
Data: 09/08/2012 11:59:43
Última revisão: 19/01/2016 08:36:25
Nota 9.79
Ler comentários (32) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Durante 37 anos minha vida seguiu de uma maneira quase tranquila sem grandes acontecimentos que merecessem comentários especiais.

Chamo-me Eva e casei-me grávida aos 17 anos com Jorge que é meu marido até hoje.

Dessa união nasceu Simone minha filha que está completando 20 anos. Ela é uma garota muito estudiosa e esta cursando faculdade de direito, porém é uma putinha quase sem nenhum juízo quando o assunto é macho entre as pernas.

Simone é uma tremenda gata loira com um corpo espetacular que deixa os rapazes completamente tarados quando passa rebolando sua bunda empinada que fica ainda mais exuberante com suas sandálias de salto alto que sempre usa. Até parece que a safadinha nasceu de salto alto.

Na verdade Simone e eu somos parecidíssimas de corpo principalmente porque sempre fui uma mulher extremamente vaidosa que mantinha minha forma com caminhadas diárias e com academia três vezes por semana e quando notei que meus seios deram uma caída implantei silicone neles e deixei-os ainda mais voluptuosos.

Sou proprietária de um grande salão de beleza localizado na parte de baixo de um sobrado enorme onde resido com minha filha e o marido. No mesmo terreno existem 3 quitinetes alugadas que reforçam a renda familiar.

Meu salão de beleza tem uma excelente clientela e da um ótimo rendimento que ajuda a manter meus gastos um pouco elevados com perfumes, roupas, sapatos e bolsas de grife que adoro.

Meu marido é proprietário de uma grande distribuidora de bebidas junto com um irmão e temos uma vida tranquila sem nenhum problema financeiro.

O que realmente atrapalha é que meu marido ao invés de só vender as bebidas praticamente quase todo santo dia gosta de encher a cara. Esse tipo de problema se arrasta desde quando completamos 5 anos de casados. Ele trabalha o dia inteiro e após o expediente fica junto com amigos e constantemente chega bêbado em casa.

Quando me casei eu era uma garota ingênua que tinha fogo na xoxota difícil de apagar.

Meu futuro marido Jorge com menos de 3 meses de namoro tirou meu cabaço com muita facilidade e se não tivesse engravidado provavelmente não teria me casado. .

Logo depois do nascimento de minha filha comecei a perceber que meu marido não era tudo aquilo que imaginava em um homem. Além de gozar muito rápido ele também não tinha uma pica grande como notava nos filmes pornôs que comecei a assistir escondido dele. Jorge era daqueles maridos que não gostava de nada de diferente em relação a sexo. Era quase sempre uma rotina interminavel.

Quando comprei em um Sex Shop um pinto de silicone um pouco maior que o dele ficou bravo demais e jogou fora. Mas depois de uns dias comprei outro e guardei na gaveta do escritório do meu salão de beleza e quando o tesão batia forte eu brincava gostoso com meu Ricardão de silicone.

Na verdade o que me deixou um pouco mais livre em relação ao meu marido metido a machão e cheio de querer me controlar foi que depois de 3 anos de casados acertei uma quina na mega-sena e apesar de não ser nenhum premio grandioso resolvi aproveitar aquele dinheiro pra montar meu salão de beleza sem ter que pedir nada pra ninguém.

Até os 6 anos de casada me mantive fiel ao marido apesar de que por diversas vezes fui assediada por outros machos em shoppings ou na academia e por muito pouco não dei bem gostoso. Mas acho que isso não aconteceu porque tive receio de que pudessem ser pessoas que conhecessem minha família e acabassem me trazendo problemas.

Eu tentava controlar meus desejos sexuais, mas a cada dia parecia que só sonhava em ter um macho de verdade gostosão entre minhas coxas me fazendo gozar deliciosamente. . Meu Ricardão de silicone vivia atoladinho e vibrando na minha xoxota que quase sempre vivia molhadinha. Na verdade eu estava ficando tão tarada que bastava brincar só um pouquinho com o consolo que era um gozo atrás do outros.

Foi então que aconteceu uma loucura fantástica e deliciosa.

Em um fim de semana meu marido foi em uma festa em uma cidade vizinha e queria que eu fosse junto, mas como no sábado o movimento no salão de beleza era intenso nem cogitei de acompanhá-lo. Alem disso festa em fim de semana com meu marido era certeza de aborrecimento, pois dificilmente ele não iria ficar completamente bêbado.

E então depois que fechei o salão naquele sábado quente liguei minha banheira de hidromassagem e como minha filha tinha ido pra casa da avó fiquei sozinha em casa e passei a assistir uns filmes pornôs bem safados e brincando com meu Ricardão pra relaxar bem gostoso.

Eu estava quase gozando pela terceira vez quando a companhia do portão tocou interrompendo meu prazer solitário e até pensei em não atender, mas não teve jeito. Era um homem de voz grossa dizendo que era um dos seguranças da chácara e tinha vindo trazer meu marido de volta pra casa e que estava praticamente desmaiado. Abri o portão com o controle remoto e disse pra ele entrar com o carro que logo desceria para atendê-lo.

Na hora nem pensei direito e peguei meu roupão de banho e desci as escadas. Só que na pressa nem coloquei calcinha e também não me dei conta que o roupão era curtinho.

Quando cheguei ao carro encontrei um mulato de mais de 30 anos fortão e cheio de músculos com uma camiseta justa que realçava seu corpo todo definido. Ele sorrindo me disse que se chamava Abel e perguntou onde era pra levar o meu marido. Eu com um pouco de raiva brinquei dizendo que devia deixar ele na casinha do cachorro do quintal, mas falei que teria que levar pra cima no sobrado.

Meu marido balbuciava alguma coisa e não conseguia parar em pé de jeito nenhum, mas Abel forte do jeito que era levou-o escada acima. Só que fui à frente e por estar de chinelo acabei pisando em falso e quase cai e foi ai que minha bunda enorme e sem calcinha se mostrou por inteira por causa do roupão curtinho. Com certeza minha xoxota depilada também ficara completamente a mostra.

Na hora senti minha pele queimar pelo olhar do segurança, mas apesar do constrangimento até gostei daquela situação inusitada e assim que terminamos de subir disse que deveria deixar meu marido no quarto de hospedes porque eu não iria dormir com homem cheirando a bebida depois de ter acabado de tomar um banho maravilhoso. Abel levou meu marido e colocou-o na cama e só então percebi que meu roupão estava quase todo aberto mostrando meus seios enormes quase pulando pra fora. Aquela movimentação toda fez o cinto do meu roupão quase se soltar e então deu pra sentir o olhar de tarado do segurança no meu corpo voluptuoso. Aquele olhar deu uma incendiada no meu corpo e senti meu grelo pulsar forte e tentando ser natural sorri dizendo:

-Seu Abel...obrigado por ter vindo trazer esse cachaceiro em casa! Vou te dar uma recompensa pelo trabalho. Carregar bêbado não é uma coisa muito legal!

Ele deu um sorriso e todo safado já foi botando as manguinhas de fora dizendo:

-Nem precisa dona! Trazer bêbado pra casa é muito ruim...mas se todas as esposas fossem com a Sra. eu faria esse tipo de serviço todo dia...sem reclamar! Só queria um copo de água bem gelada.

Gostei da ousadia do safado e continuei a conversa:

-nada disso...vou pegar na bolsa...espera um pouquinho...vc merece!

Fui ao meu quarto e quando voltei com o dinheiro e nem me preocupei em fechar o roupão e meus seios continuavam quase saltando pra fora e então entreguei dizendo:

-pronto seu Abel...sua recompensa merecida! Agora deixa pegar sua água gelada.

Foi impossível deixar de olhar no volume entre as pernas daquele mulato forte. Sua calça era um pouco larga e a barraca se armou imponente e então depois de pegar a água na geladeira disse:

-bem...foi um prazer conhecê-lo...vou acompanhá-lo até o portão Sr. Abel!

Ele todo safado colocou o copo na mesinha e todo safado deu uma apertada no pau por cima da calça e todo safado disse:

-o prazer foi meu dona...uma pena vou ter que descer a escada...preferia subir...de novo!

A ousadia dele me deixava toda acesa e também resolvi ser bem safada e disse:

-é né...to vendo que o Sr. também é bem forte na safadeza né?

Fomos descendo a escada bem devagar com ele um degrau na frente e a conversa continuou quente:

-Dona...seu marido é um tonto...deixar uma gostosa que nem a Sra. em casa...toda cheirosa!

-Seu Abel...vc é muito safado e atrevido hein! RSS.

Assim que chegamos ao fim da escada ele se virou e todo tarado disse:

-Dona...não tem como não ficar assim ao lado de uma puta gostosa como vc. Deve ser muito bom foder sua bucetona sem pelos...e eu vou fazer isso agora...vc me deixou tarado com esse seu jeito de puta vadia...tira o roupão que vou te comer...inteirinha!

Fiquei sem reação com o jeito daquele mulato e quando me dei conta ele arrancou meu roupão e tirando o pauzão duro pra fora já foi me agarrando e quando senti o calor daquela pica entre minhas coxas só esbocei uma leve reação e tentei sair fora, mas ele todo macho me subjugou facilmente com suas mãos fortes dizendo:

-deixa de frescura sua vadia...vc tá doida pra levar vara...sua puta safada...se ficar com cu doce...vou te encher de tapas...ficou mostrando esse rabo que nem uma vagabunda...e agora vem querer dizer que não quer dar...vou te comer por bem ou por mal...agora cala a boca e chupa meu pau...sua vadia! E se morder...te arrebento...conheço vagabundas que nem vc...sei que tá precisando de um macho de verdade!

Em vez de ficar com raiva por ser tratada como uma vadia senti minha xoxota ensopar de vez...eu queria dar pra aquele macho tarado e cai de boca naquele pauzão quase negro duro como aço. Não era tão grande mas era maior que do meu marido. Chupei como uma profissional. Eu adora mamar em uma pica e mostrei do que era capaz. O safado socava fundo na minha garganta e eu estava quase gozando sentindo aquele macho fodendo minha boca sedenta. Foi então que ela me virou de costas no começo da escada e de uma só vez encaixou sua pica na entrada da minha xoxotinha ensopada e socou fundo. Gemi tesuda e incrivelmente gozei com apenas algumas bombadas e toda tesuda me entreguei e sussurrei:

-ahhh...que delicia...gozei...gostoso...ahhh...seu tarado...safado...fode mais...mete...mete tudo seu safado...me come...inteirinha...soca esse pauzão na minha buceta...mete tudo...ahhh!

Ele então se empolgou e todo tarado dizia:

-ahhh...vagabunda...gostosa...eu sabia que vc tava afim de macho...rebola na minha pica sua puta... rebola que vou te comer do jeito que vc gosta...sua vagabunda...safada...rebola esse rabão sua puta vadia!

Todo e qualquer resquício de pudor que pudesse existir desapareceu sentindo um macho de verdade engatado na minha xoxota tesuda e gozei novamente sendo comida daquele jeito. O safado logo me encheu a bunda de tapas e eu adorei ser espancada daquela maneira e tive vários orgasmos seguidos.

Minhas coxas estavam completamente escorridas de liquido que minha xoxota tesuda expelia e eu gemia e implorava pra continuar a ser fodida deliciosamente:

-me come...assim...fode...com força...que delicia...me fode...seu tarado gostoso...ahhh...não para!

Depois de foder minha buceta durante mais uns minutos ele saiu de trás de mim e me pegando pelos cabelos voltou a socar aquela pica toda melada na minha boca e todo macho disse:

-chupa vagabunda...quero gozar na tua boca...vai engolir a porra do teu macho puta...chupa gostoso... sua vadia safada...ahh...assim...quero encher tua boca de porra quente...vagabunda...ahhh!

Quando senti o primeiro jato de porra fervente no fundo da minha garganta gozei intensamente junto com aquele tarado. Engoli com prazer tudo que saiu do sacão que aquele tarado tinha entre as coxas. Lambi o pau daquele tarado delicioso e ele então vestiu a calça e todo safado disse:

-dona...vc é uma vagabunda muito gostosa...vc tem uma bucetão gostoso...e uma boca muito gulosa... quando quiser dar de novo...liga la na firma de vigilância...e manda me chamar...vou adorar te foder!

Abri o portão e o safado foi embora.

Pela primeira vez tive orgasmos intensos que me deixaram completamente satisfeita.

Antes de dormir fui dar uma conferida no meu marido bêbado e depois do acontecido e encontrei o “corno” roncando como um porco.

Depois de minha primeira experiência com outro macho tive a certeza que isso iria acontecer com uma frequência constante, pois descobri que meu corpo necessitava muito dessas loucuras.

Durante mais de 6 meses Abel o segurança me comia toda semana e aprendi a ser uma putinha bem submissa nas mãos daquele tarado. Ele tirou o cabaço do meu cuzinho que tinha ficado virgem até aquela data. Meu marido nunca quis me enrabar e depois de levei pau no rabo pela primeira vez passei a querer sempre.

Mas um dia Abel meu segurança tarado precisou se mudar de cidade e pra tristeza de minha bucetinha foi embora.

Rapidamente comecei a procurar outro macho pra satisfazer meu tesão e meus desejos quase insaciáveis. Aprendi que bastava colocar um vestidinho justo e um salto alto pra arrebitar ainda mais o rabo e chovia homens querendo comer a putinha e não demorou pra que conseguisse vários amantes durante meus passeios nos shoppings da cidade. Passei a ser uma puta facinha de ser comida.

Eu tinha comprado uma coleção de perucas e quando saia à caça de machos pela cidade sempre procurava me disfarçar pra não ser reconhecida por ninguém.

Acho que pela comodidade e por causa de minha filha que adorava o pai nunca cogitei de me separar e continuava com minha vida sexual dupla com tranquilidade.

Quando minha filha completou 17 anos percebi que ela tinha puxado a mim, pois não demorei pra pegar a safadinha transando com o namorado em seu quarto em plena luz do dia. Dei uma dura na pilantra primeiro pela preocupação com uma gravidez fora de hora e segundo por causa do pai que era bem rígido quanto a sua filhinha querida namorar. Ele comentava que ela só deveria namorar quando tivesse mais de 18 anos.

Foi então que percebi que minha querida filha Simone era uma safadinha bem esperta, pois desde que perdeu o cabaço há quase um ano já tomava anticoncepcional. Quando ela percebeu que minha preocupação era apenas quanto ao seu bem estar e que não iria fazer cobranças sobre sua conduta sexual passamos a sermos cúmplices e também a ajudei em suas aventuras sexuais que eram bastante agitadas.

Simone com seu corpo perfeito tinha uma legião de machinhos querendo comê-la e como ela era uma tremenda putinha dava que nem chuchu na cerca. A vadia adorava macho...igualzinha à mãe.

Quando saiamos juntas pra fazer compras ou comer um lanche nos shoppings os homens vinham conversar conosco e ao perceber que éramos mãe e filha eram cheios de xavecar dizendo que parecíamos mais irmãs. Ela com 17 e eu com 34 anos rebolando nossos rabos empinados faziam com que os tarados de plantão viessem nos azarar a toda hora.

Por diversas vezes fomos convidadas por duplas de homens para irmos juntas para o motel, mas nunca aceitei talvez por ter ainda um pouco de preconceito a respeito, mas eu notava claramente que minha filha era tão putinha que sem duvida toparia essa safadeza.

A vida seguia tranquila quando um acontecimento inesperado veio movimentar toda nossa família.

Meu sogro havia falecido há alguns meses e foi ai que um grande segredo dele veio à tona.

O safado teve uma amante em outra cidade não muito distante da nossa e desse relacionamento resultou em outro filho que agora tinha 18 anos. Quando aquele filho bastardo apareceu todos tomaram um susto, pois meu querido sogro sempre se mostrara muito moralista e metido a certinho demais.

Sandro era o nome do rapaz e logicamente queria ter direito a uma parte da herança e até se propôs a fazer DNA para comprovar a paternidade do meu sogro e isso rapidamente foi feito e então ficou provado de vez. Até pensei que a chegada daquele garotão ia provocar problemas, mas não foi isso que aconteceu, pois ele logo se mostrou um rapaz de boa índole e só queria ter seus direitos respeitados e ter o nome do pai em sua certidão de nascimento e não demorou pra que acabasse sendo aceito normalmente em nossa família.

Sandro foi convidado pra trabalhar na distribuidora de bebidas dos irmãos, mas como já trabalhava em uma loja de equipamentos de som na sua cidade de origem decidiu que com um pouco de dinheiro que recebeu de herança iria montar uma loja de instalação de som pra carro pertinho do meu salão de beleza. E também como uma das quitinetes que alugávamos no nosso terreno ficou vaga meu marido ofereceu-a a Sandro pra que ele pudesse morar com tranquilidade perto do serviço.

Quando conheci meu novo cunhado logo deu pra notar que aquele rapaz era um tremendo gato. Alem de muito simpático tinha um corpo perfeito e um olhar bem safadinho.

Minha filha toda safada comentou que ela tinha arrumado um “tio” gato demais e se ele quisesse sentaria no colo dele pra brincar.

Mas logo aconteceu uma coisa que ia dar uma atrapalhada legal na vida do rapaz.

Do jeito que ele era bonitão as gatinhas caíram matando e o tonto não se preveniu logo apareceu uma maluca se dizendo grávida dele. E assim o coitadinho com apenas 19 anos acabou se casando com uma moreninha sem graça de 17 anos que se chamava Norma.

E ela foi morar junto com meu cunhado na quitinete nos fundos do meu sobrado.

Mas aquilo aconteceu pra que eu tivesse uma surpresa maravilhosa.

O calor naquele verão estava intenso e então deixei a veneziana enorme do meu quarto aberta naquela noite pra que o vento entrasse e desse uma refrescada natural.. A vantagem de morar em sobrado era poder deixar as janelas abertas sem problemas com segurança. Um ventilador de teto ajudava a deixar o ambiente bem agradável.

Era uma sexta feira e certamente meu marido não iria chegar cedo em casa e então como sempre fazia coloquei um filme pornô no DVD e fiquei curtindo o tesão brincando com meu grelinho tesudo. Depois de gozar gostoso...fui pra sacada do quarto completamente nua tomar um ar e quando olhei pra baixo vi que a janela do quarto do meu cunhado estava aberta e a cena que vi me deixou de queixo caido.

Meu cunhado estava engatado na esposa de 4 na beira da cama e quando olhei o monstro que entrava e saia da xoxota da safada quase nem acreditei no que estava vendo.

Sandro meu cunhado tinha uma pica muito grande e grossa como nunca tinha visto. E a cabeça daquela pica enorme era mais ameaçadora ainda com uma chapeleta que parecia um cogumelo.

Ela gemia toda fresca dizendo:

-aiii...Sandro...devagar...seu cavalo...tá doendo...seu cacete é muito grande...seu tarado!

Ele deu um tapa na bunda da safada e disse:

-deixa de onda...sua safada...depois que casou...resolveu regular essa buceta...é? Rebola...que quero gozar...gostoso...rebola...no meu cacete...sua putinha!

Ela rebolava devagar, mas ele socava aquela pica cabeçuda com vontade gemendo alto de tesão.

Quando me dei conta meus dedos bolinavam meu grelinho com força e minha xoxota estava completamente ensopada admirando aquela pica enorme e cabeçuda entrando sem dó naquela putinha fresca. Gozei em segundos e minhas coxas ficaram escorridas.

Sandro então deu um urro e gozou na xoxota da esposa. Quando ele tirou o pauzão de dentro dela deu pra ver a porra caudalosa escorrer pelas suas coxas. Só de imaginar aquela porra quente dentro da minha xoxota tesuda meu corpo ficou todo arrepiado. Queria estar no lugar daquela putinha sem graça.

Nem dormi direito naquela noite e tive um sono agitado.

Norma estava grávida de 3 meses e foi então que naquele mesmo fim de semana ela começou a passar mal e teve que ser internada no hospital e acabou sofrendo um aborto espontâneo.

Depois que saiu do hospital Norma teria de ficar em repouso absoluto durante algum tempo e como Sandro tinha que trabalhar ela acabou indo pra casa de sua mãe que poderia cuidar dela como devia.

E foi então que a safadeza se instalou de vez em minha mente sacana.

Meu cunhadinho pauzudo de apenas 19 anos pelo que eu tinha assistido gostava muito de meter e sem a esposa pra acalmar seus desejos logo estaria tarado querendo uma fêmea e eu decidi que ia fazer de tudo pra ele me comer. Eu queria sentir aquele monstro cabeçudo na minha xoxotinha tesuda.

E isso aconteceu quase em seguida.

Naquela tardezinha quase noite notei que meu cunhado pauzudo chegou em casa depois do serviço e como meu marido tinha ligado dizendo que iria demorar por causa de uma reunião na distribuidora decidi que ia começar minha sedução e ia ser sem muito disfarce. E se tinha uma coisa que eu já tinha notado é que Sandro apesar de tentar disfarçar sempre dava uma olhada nas minhas coxas por causa dos meus vestidos curtos e principalmente no meu bundão grande. Até minha filha já tinha percebido isso também e toda safada um dia comentou dizendo:

-mãe...o tio Sandro quando olha pra Sra. parece que até tira sua roupa...acho que se vc der mole ele te come na hora.

-filhinha...vc é muito maldosa...acho que não é tanto assim!

-mãe...deixa de dar uma de tonta...que vc não é! Lógico que vc já percebeu isso...sua safada!

Foi então que resolvi colocar um vestido curto justíssimo...com uma calcinha atoladinha na bunda e um tamanquinho de salto e resolvi fazer uma visita pra meu cunhado pra saber se ele estava precisando de alguma coisa.

Logicamente que esperei o pauzudo entrar no banho e então desci as escadas e logo estava no corredor da quitinete dele. Quando girei a maçaneta da porta da sala vi que ela estava aberta e sorri toda satisfeita. Tudo caminhava perfeitamente.

Entrei e chegando na porta do banheiro encontrei-a fechada...escutei o barulho da água caindo e bati na porta dizendo:

-oi cunhado...sou eu...Eva...vim te ver...saber se vc tá precisando de algo...meu querido! Vc vai demorar no banho?

-oi...cunhada...eu...eu...não! Já estou terminando...ja vou sair!

-tá bom...vou te esperar...na sala! Vou pegar alguma coisa na geladeira pra tomar!

Abri a geladeira e vi que tinha latinhas de cerveja e já abri uma e quase em seguida meu cunhado saiu do banho enrolado numa toalha. Seus cabelos molhados e o cheiro de sabonete me deixaram toda excitada e então sorrindo e disse:

-peguei uma latinha da tua cerveja...quer dividir comigo cunhado?

Ele ficou meio sem jeito, mas pegou a lata e deu um longo gole e disse:

-então cunhada...que surpresa...vc aqui! Cheguei do serviço...louco por um banho...tá calor demais!

-é...verdade...também acabei de tomar um banho bem gelado e delicioso! Como eu estava sozinha...seu irmão ligou dizendo que vai demorar a voltar pra casa...resolvi vir se meu cunhado não está precisando de nada...afinal...homem quando fica sem a esposa...sempre deixa tudo meio bagunçado!

Toda safada me sentei na banqueta da cozinha quase de frente pra geladeira e logicamente meu vestido subiu e minhas coxas grossas e a calcinha apareceram e ele sorrindo disse:

-bem...a cunhada...não precisa se preocupar com isso...eu dou um jeito nas coisas! A única coisa que gostaria é que se desse queria pedir pra sua empregada lavar e passar minhas roupas...isso seria uma beleza!

Eu sorri dizendo que isso não seria problema e então toda safada continuei:

-humm...essa cervejinha tá boa demais...bem gelada...vou pegar outra...vc me ajuda a tomar?

-eu...claro que sim...cunhada...mas...acho que vou...colocar roupa...ficar assim de tolha!

Toda safada quando fui pegar outra latinha me inclinei na frente da geladeira e fingi escolher uma mais gelada e meu bundão se mostrou legal e então fiquei de frente abri a cerveja dei um gole e entreguei a ele dizendo toda safada:

-deixa de bobagem cunhado...não se preocupe com isso...pode ficar assim mesmo...vc tem um corpo bonito...se fosse velho e barrigudo...ai eu ia mandar vc colocar roupa logo.

Sai andando rebolando como uma puta...a barra do meu vestido estava quase na altura das popinhas da minha bunda e então me sentei na poltrona da sala e cruzei as pernas toda sensual...minha calcinha se mostrou por completo e sorrindo disse:

-mas...e ai cunhado...ja que estamos sozinhos e tranquilos vamos conversar um pouquinho! O que tá achando da vidinha de casado meu querido?

Ele deu um sorriso e se sentado bem de frente pra mim na outra poltrona disse:

-bem...na verdade...não to gostando muito não...achei que seria bem melhor! Vamos ver depois que a Norma se recuperar dos problemas...ela volta a ficar legal...senão...não sei não!

Toda safada tive que me levantar um pouquinho pra passar a latinha de cerveja pra ele beber e deixei minhas coxas bem abertas e já percebi que a tolha começou a ficar um pouquinho mais alta na frente.

-é...imagino...pra um rapaz na sua idade...não deve ser nada fácil...ficar sem poder dormir de conchinha!

-bem... já que vc tocou nesse assunto...é verdade! Mas é como te falei cunhada...no começo a garota era legal...depois ficou cheia de não me toques...assim não dá! Eu quero uma mulher...de verdade!

Continuamos nossa conversa bem alegres e repleto de olhares safados.

As latinhas iam sendo consumidas devagar e toda vez que me levantava da poltrona minha calcinha ficava completamente a mostra. Meu cunhado com certeza já tinha decorado os desenhos da renda dela. Ele pra tentar disfarçar a tenda que se armou na toalha colocou uma pequena almofada em cima. Aquele pauzão cabeçudo com certeza estava completamente duro e cheio de tesão por mim.

Aquela sacanagem gostosa deixava minha xoxotinha tão ensopada que dava pra sentir que até escorria para meu cuzinho. Eu adorava desempenhar aquele papel de putinha safada.

Apesar de tesuda ao máximo eu não queria dar pro meu cunhado naquele dia mas queria atiçar de vez aquele macho pauzudo e então toda safada disse:

-nossa...a cerveja já fez efeito...preciso fazer xixi...minha xoxotinha tá até piscando...ainda mais que coloquei uma calcinha tão pequena que tá apertando até meu grelinho!

Ele deu um sorriso bem safado com aquele meu comentário e sem conseguir se controlar até deu uma alisada no pauzão por cima da tolha e disse:

-é... já percebi que suas calcinhas são bem pequenas...mas acho que elas te deixam super linda e muito sexy...é uma delicia olhar pra vc rebolando!

-seu safadinho...fica olhando pra minha bunda é? Que cunhado tarado que eu tenho! Bem...deixa-me ir ao banheiro...senão a poltrona...vai ficar molhadinha.

-bem...não teria problema se molhar um pouquinho...eu não me importaria de limpar depois!

Entrei no banheiro que ficava logo no começo do corredor e bem sem vergonha nem fechei a porta direito e logo o xixi veio forte e com certeza dava pra ouvir o barulhinho dele caindo na água do vaso e então toda safada disse:

-nossa...não para de sair xixi...acho que bebi demais...cunhado!

Completamente putinha tirei a calcinha e abrindo a porta sai com a calcinha na mão dizendo:

-nem vou colocar ela de volta...não quero nada me apertando.

Ele até engoliu seco com minha ousadia e então se levantou dizendo:

-é...to precisando fazer xixi também...pra acalmar...um pouco!

A toalha estava toda estufada na frente e ao passar ao meu lado brinquei dizendo:

-nossa cunhado...dá pra ver que realmente vc tá muito apertado mesmo.

Sentei-me na mesma poltrona e enfiei os dedos entre os lábios ensopados da minha xoxotinha e brinquei deliciosamente com meu grelinho duro ao extremo...mais umas bolinadas e eu gozaria ali mesmo. O ruído jato forte do xixi do meu cunhado no vaso era inebriante e logo escutei a torneira da pia sendo aberta com certeza dando uma lavada de água gelada no bichão pra tentar acalmá-lo um pouco mas isso eu não ia deixar acontecer. O tesão me consumia por inteira.

Logicamente ele voltou se sentou na poltrona de frente pra mim e seu olhos já procuraram o meio das minhas coxas e completamente safada deixei-as bem abertas e minha xoxotinha depilada se mostrou toda e quando ele colocou novamente a almofada em cima do seu colo tentando ocultar aquele volume imenso o meu celular tocou.

Quando olhei pra ver o numero era minha querida filhinha e ao atendê-la disse que tinha chegado em casa e como não me encontrou queria saber de mim e então sorri dizendo que estava em uma vizinha perto dali e logo voltaria pra casa.

Sem me importar resolvi que ia deixar meu cunhado completamente tarado por mim e sorrindo disse:

-bem...pensei que a gente ia conversar mais um pouco...mas minha filhinha resolveu atrapalhar...tenho que ir pra casa...meu querido!

O safado deu umas alisadas acintosas no seu pauzão por cima da tolha e disse:

-é uma pena...agora que nossa conversa tava ficando tão gostosa!

-que cunhado mais safadinho...só porque tirei minha calcinha ficou todo assanhado! Mas...também gostei muito da nossa “conversa”. Amanhã ou depois a gente continua.

-espero...que seja o mais rápido possível.

Toda putinha e exibicionista disse:

-bem...não posso voltar pra casa...sem calcinha...vou ter que coloca-la de volta...será que meu cunhado fecha os olhos pra eu fazer isso aqui na sala mesmo? Não quero ir ao banheiro!

Ele sorriu e colocando as mãos sobre os olhos com os dedos abertos disse bem safado:

-claro que sim...cunhada...pode colocar a calcinha de novo aqui mesmo...prometo que vou tentar não olhar...mas não precisa fazer isso com pressa...por favor!

-tá bom... já que vc pediu...eu faço isso...eu sei o que vc tá querendo! Mas...também quero algo em troca...tira essa almofada do colo...quero ver...também...seu safado!

Todo resquício de pudor que pudesse existir ali naquela sala desapareceu por completo e então fiquei de pé e de costas para meu cunhado e comecei a colocar a calcinha bem devagar a subindo pelas minhas coxas. Parei por instantes e toda putinha levantei o vestido até quase nos meus seios e minha bunda enorme e empinada se mostrou nos mínimos detalhes. Dei um sorriso e perguntei:

-assim...desse jeito...tá bom pra vc...seu safadinho? Posso continuar a colocar a calcinha?

-sim...sim...nossa...sua bunda é linda demais...que delicia!

Bem devagar subi a calcinha e terminei de vesti-la. Minha buceta estava encharcada e então virei de frente e tive uma visão maravilhosa. O pauzão do meu cunhado estava completamente à mostra com aquela cabeçona enorme toda melada. Era muito grosso e ele brincava com ele punhetando aquele monumento bem lentamente e toda tesuda disse:

-cunhado...que monstro é esse que vc tem ai no meio das suas pernas...nossa...é muito grande demais...nunca vi uma pica igual essa...vc é um cavalo...isso deve deixar qualquer xoxota arrombada... o pinto do teu irmão não dá nem metade disso ai...o seu é enorme!

Ele estava quase gozando punhetando aquele pauzão descomunal e todo tarado disse:

-Eva...vc é muito gostosa...demais... já fiquei de pau duro várias vezes por sua causa...mas agora que te vi quase pelada...fiquei louco...de tesão! Não vai embora ainda...deixa-me ver sua buceta depilada... abaixa a calcinha de novo...rapidinho...deixa...por favor!

Nem pestanejei e até dei um passo pra frente e abaixei a calcinha até o meio das coxas e quando a soltei ela caiu no chão. Toda tesuda coloquei um joelho de cada lado do corpo do meu cunhado na poltrona e completamente tomada de desejo peguei aquela pica cabeçuda e encaixei na entradinha da minha xoxota ensopada e sussurrei:

-goza...seu safado...goza só esfregando na minha xoxotinha...quero sentir sua porra quente no meu grelo...goza...sem enfiar...eu quero...sentir...ahhh!

O primeiro jato fervente no meu grelo me fez gozar na hora e dei um gemido bem alto.

Sandro deu um urro e logo os jatos de porra inundaram minha xoxotinha tesuda e minhas coxas.

O safado já estava com metade daquela cabeçona dentro da minha xoxota e quase deixei-o socar tudo dentro de mim, mas reunindo forças que nem sei de onde tirei me levantei e pegando a tolha que ele estava enrolada limpei toda aquela porra e disse:

-acho que meu cunhado vai ficar um pouquinho mais calmo depois disso...amanhã...quando vc voltar do serviço à tarde...vou vir aqui de novo...quero dar pra vc...bem gostoso! Agora deixe-me ir senão minha filha liga de novo... tiau...safadinho!

Sai dali rapidinho e nem pude colocar a calcinha de volta, pois meu cunhado pauzudo pegou-a dizendo que aquela era dele...nunca mais me devolveria.

Entrei em casa encontrei minha filha saindo do banho e a me ver deu um sorriso safado e disse:

-mamãe...pelo jeito vc não estava na casa de amiga de jeito nenhum...tenho certeza!

Dei um sorriso e fui entrando no meu quarto pra tomar um banho e Simone veio atrás e assim que tirei o vestido ela toda safada disse:

-mamãe...vc tá cheirando sexo...vc estava metendo...sua safada...conta pra mim...conta vai!

Liguei o chuveiro e então resolvi brincar dizendo:

-se não fosse vc ter me ligado bem na hora...eu ia dar bem gostoso...então só por causa disso...não vou contar nada hoje...a putinha não vai matar a curiosidade...só vou contar...depois! Agora...deixa-me tomar meu banho...sua empata foda! RSS.

Simone sai dando gargalhadas e fiquei debaixo do chuveiro imaginando o cacete duro do meu cunhado inteirinho dentro da minha xoxotinha apertada e até me deu medo...mas esfreguei meu grelo com força e em poucos segundos gemi gozando deliciosamente.

No outro dia parecia que o dia demorou demais pra passar, mas meu cunhado com certeza também estava louco de tesão pra me comer pois um pouco antes das 6.00 hrs já estava chegando em casa. Depois de alguns minutos me dirigi até sua quitinete e peguei-o tomando banho e toda safada abri a porta do banheiro e toda safada disse:

-ola...meu cunhado safado...não demora...estou te esperando...na tua cama! Vem me comer...logo!

Eu tinha colocado um vestido bem discreto dessa vez, mas sem calcinha e então o tirei e fiquei completamente nua e como uma puta bem safada me deitei de bruços na cama onde ele dormia com a esposa e aguardei-o toda tesuda. Minha xoxota estava completamente encharcada.

Em segundos meu cunhado entrou no quarto nu com aquele monstro cabeçudo bem duro e então toda safada fui levantando meu corpo devagar e fiquei de 4 na cama e sussurrei tarada:

-vem...pauzudo...quero esse cacete na minha xoxota...igual vi vc comendo sua esposa fresca pela janela do meu quarto...me come...bem gostoso...sem pedir licença...vou adorar ser sua puta...vem me foder...to louca pra sentir essa pica dentro de mim...vem logo!!!

Sandro todo tarado se posicionou atrás de mim e encaixando a cabeçona enorme de sua pica cavalar na entrada da minha xoxotinha foi enfiando firme dentro dela. Apesar de completamente ensopada senti aquele monstro dilatar as paredes da minha xoxotinha apertada e não consegui conter um gemido alto de dor e toda safada sussurrei:

-aiii...essa pica...tá arrombando minha xoxota...como é grossa...cunhado...aiii...tá doendo!!!

Ele todo tarado nem se importou e foi socando tudo até o talo e só parou quando senti os pelos do seu púbis roçarem na minha bunda empinada e ele gemendo disse:

-pronto sua puta...queria minha pica sua vadia...vai ter então...rebola safada...que vou deixar essa buceta inchada de tanto te foder...vou matar teu tesão...sua vadia safada...rebola puta!!!

O safado apesar de ter só 19 anos sabia como meter gostoso e começou a foder com vontade minha buceta ensopada e logo senti o tesão tomar conta do meu corpo. O prazer de ter aquela pica monstruosa dura como aço na minha xoxotinha tesuda era intenso e gemendo tesuda sussurrei:

-ahhh...que delicia...fode...mete...tudo...que macho gostoso...soca esse pauzão...mete sem dó...adoro pau na xana...fode...que delicia...ahhh...vou gozar...nesse pauzão...ahhh...arregaça minha xana...ahhh!

Sandro já enchia minha bunda de tapas e eu rebolava como uma louca na beira da cama com aquele macho pauzudo metendo gostoso me fazendo ter orgasmos um atrás do outro. Minha xoxota expelia tanto gozo que parecia que eu mijava na pica de cavalo daquele tarado que metia fundo sem dó.

Ele meteu sem me dar tréguas durante meia hora e minha xoxota ficou toda inchada e então ele deu um urro e começou a gozar dentro de mim. Me senti lavada de tanta porra fervente que recebi no fundo da minha xoxota tesuda. Cai de bruços na cama ofegante e satisfeita de ter levado a vara enorme daquele macho. Quando olhei pra trás e vi aquela pica ainda quase dura toda melecada de porra misturada com meu gozo senti minha um frio na minha coluna e toda safada sussurrei dizendo:

-vem aqui...meu tarado pauzudo...vem que quero lamber essa pica...todinha...vem safado!

Como uma puta que quer agradar seu macho fiz ele se deitar na capa e lambi toda sua pica majestosa e seu saco de bolas grandes e deixei tudo completamente limpo sem nenhuma gota de porra.

Foi incrível sentir que aquele pica magnífica crescer novamente e mamei como uma criança faminta naquela cabeçona enorme que mal cabia na minha boca sedenta.

Com certeza aquela pica enorme ia entrar novamente na minha xoxota inchada se meu celular não tivesse tocado e quando atendi era minha filhinha que novamente estava ligando na hora errada perguntando se eu estava em casa.

Sorrindo disse que já estava quase chegando em casa e então coloquei o vestido e resolvi ir embora.

Sandro me abraçou dizendo que tinha sido a melhor foda da vida dele e então que brinquei dizendo que quando chegasse em casa ia encher a bunda da minha filha de tapas por ela ter pela segunda vez atrapalhado a nossa “brincadeirinha sexual”.

Meu cunhado sorriu todo safado dizendo:

-se precisar de ajuda me chama...adoro bater na bunda de mulheres safadas!

-é né...seu safadinho...além de comer a mãe e encher minha bunda de tapas...tá querendo bater na minha filhinha também é...seu tarado?

-bem...na verdade...a Simone tem uma bunda bem parecida com a sua...deve ser gostosa de bater...também!

Ele entrou no banheiro e fui pra casa completamente saciada.

Achei que minha filhinha safada já estivesse em casa, mas não havia chegado ainda e entrei no meu quarto e fui passar uma água gelada no corpo.

Depois de uns 15 minutos fui me trocar e foi então que escutei uns gemidos que entravam pela janela aberta do meu quarto e toda curiosa resolvi conferir e então que quando olhei pra baixo pela janela também aberta do quarto do meu cunhado vi minha filhinha puta completamente nua cavalgando no pau enorme do safado. A vadia rebolava como uma louca gemendo tesuda.

Fiquei ali sem saber o que fazer...apesar de que não tinha a ser feito!

Mas fiquei estarrecida quando Simone levantou a cabeça e a me ver na sacada deu um sorriso e bem safada gemeu alto sussurrando:

-ahhh...que pauzão gostoso...me fode...arregaça minha buceta...que delicia...fode bem gostoso!

Ela rebolava toda tesuda e olhava pra mim com um sorriso cínico...Sandro debaixo dela parecia não notar isso! Foi então que ela deu um gritinho alto e gozou copiosamente se contorcendo por inteira.

Por instantes ela deu uma acalmada, mas continuava sentada na pica enorme do safado e então ela voltou a rebolar espetada naquela pica enorme e foi ai que ela sorrindo olhou pra mim e toda safada me deu um sinal me chamando pra ir junto dela no quarto com meu cunhado.

Na hora fiquei completamente sem ação com a ousadia da minha filha. Ela era muito mais puta que eu.

Mas em segundos minha xoxota estava toda encharcada e então rapidinho liguei para meu marido pra saber se ele estava voltando pra casa e assim que disse que deveria demorar uma hora ainda toda tesuda desci as escadas correndo e logo estava entrando no quarto onde minha filha agora estava sendo comida igual eu tinha sido há meia hora antes. De 4 na beira da cama. Quando ela notou minha presença disse toda puta:

-vem mamãe...fica ao meu lado...o Sandro tá louco pra comer nos duas juntas e eu disse que ia te chamar...ele vai meter gostoso e fazer as duas putinhas gozarem muito...vem!

Não pensei em mais nada e fiz o que a vadia tinha dito e logo aquela pica cabeçuda e grossa entrava firme na minha xoxota inchada me fazendo gemer de prazer. O safado urrava de prazer em foder duas putas taradas em sua cama. Apanhamos na bunda e tanto eu quanto minha filha adorávamos aquilo.

Minha xoxota parecia pegar fogo de tão quente que estava e recebia aquele monstro por inteiro.

Minha filhinha puta ao meu lado rebolava como uma louca quando ele fodia sua xoxota com força. Tive certeza que os 2 já transavam a um bom tempo. A vadia até jogava sua bunda empinada pra trás querendo uma penetração mais profunda possível.

Simone gozou dando gritos altos de prazer e meu cunhado aproveitava o tesão da safada e espancava sua bunda branca com vontade deixando-a completamente vermelha.

Logo foi minha vez de gozar como uma puta insaciável e senti minha xoxota completamente arrombada pelo pauzão grosso do meu cunhado tarado.

Meu cunhado se recostou na cabeceira da cama e todo tesudo sussurrou:

-vem...quero as duas putinhas mamando na minha pica...quero gozar na boca...das duas safadas!

Em segundos estávamos de joelho uma de cada lado daquela pica majestosa toda melecada lambendo nosso macho que todo safado segurava nossas cabeças e fodia nossas bocas com prazer.

Simone mamava um pouco e depois oferecia aquela pica fantástica pra minha boca sedenta.

Aquela safadeza era deliciosa e muito excitante e por diversas vezes nossas bocas deslizavam uma de cada lado da pica e o safado do meu cunhado a tirava e nossos lábios se tocavam.

Sandro gemia tesudo com aquela sacanagem. Ter a mãe e a filha mamando juntas na sua pica enorme o deixava completamente tarado e foi então que seus gemidos aumentaram de intensidade e ele começou a gozar se contorcendo todo.

A porra fervente escorria pela pica e Simone e eu como duas putas famintas engolíamos tudo com fervor sem perder uma gota. Apesar de ser seu segundo gozo em menos de uma hora tinha bastante leitinho pra encher nossas boquinhas. Era uma loucura incrível estar ali com minha filha dividindo uma pica deliciosa e mais loucura ainda foi quando ela deu um sorriso cheio de safadeza e sussurrou:

-mamãe...tem um pouquinho de porra no cantinho da sua boca...deixa-me limpar pra vc!

A safada lambeu bem devagar e quando me dei conta sua língua estava dentro da minha boca se enroscando com a minha. Não tinha como não corresponder e logos nos beijávamos ardentemente. E a loucura em segundos aumentou de intensidade quando minha filha foi descendo sua boca pelos meus seios mordiscando meus mamilos e o mais delicioso foi quando a safada colou a boca na minha buceta inchada e sugou meu grelo duro com uma volúpia inacreditável. Tive um dos gozos mais rápidos e mais intensos da minha vida.

Meu cunhado assistia aquela nossa sacanagem com um sorriso de satisfação e prazer.

Rapidamente chamei Simone pra voltarmos pra casa pra evitar qualquer problema.

Minha filha me confessou que logo na primeira semana que meu cunhado chegou à nossa cidade ela já deu a xoxotinha pra ele e viciou naquela pica grossa.

Eu também viciei na pica daquele tarado gostoso e quando ele se separou da garota que tinha engravidado passou a ser nosso macho. Isso já faz quase 2 anos e nunca mais tive outro homem entre minhas coxas só meu cunhado pauzudo.

Meu marido nem desconfia que o seu irmão mais jovem come sua esposa e a filhinha.

A única loucura que ainda não entendi perfeitamente é o tesão que minha filhinha puta tem em mamar na minha xoxotinha sempre que tem uma chance ao fazemos sexo a três. A safada me faz gozar gostoso demais. Mas...nunca chupei a xoxotinha da putinha...nem sei por quê!

A vida continua deliciosa e depois conto mais...e tem tanta coisa que vcs ainda nem imaginam!

Outros contos do TETE acessem meu perfil: http://sharoland-nn.ru/perfil/150463

Se quiserem entrar em contato:

skype: tete-cp1

e-mail: [email protected]

Comentários

23/04/2016 11:54:37
Simplesmente Perfeito!! Conta a continuação!!!
09/03/2015 15:59:16
Ha se minha cunhada topasse....
19/08/2014 08:46:15
Nosssssssssssssssa q delicia...fodo uma rabuda deliciosa.....que ela tem tesão qdo a filha está em casa.....qdo. ela vai tomar banho ela goza sem parar sendo fodida na porta do banheiro.....ja pedi pra ela entrar assim comigo no banheiro pra filha dela ver......deixo minha rola sempre dura pra ver se ela repara.....são lindas juntas.....ela me disse que goza muito só de imaginar dividindo meu kct com ela.....parabens pela coragem de vcs....de onde vcs são...bjs...
05/10/2013 17:18:08
um dos melhores contos que ja li na minha vida... muito excitante. !!!!!!!
12/09/2013 23:18:59
conto bom da porrra, adorei. vc e sua filha muito safadinhas
11/09/2013 16:18:58
Fiquei excitada com o conto, nada como uma aventura sexual em família. Nota 10. Beijos, da Dandara.
17/08/2013 08:36:23
Delícia o seu conto um dos melhores q já li aqui me adc e vamos trocar alguns relatos safados bati umas 2 lendo seu conto [email protected]
17/08/2013 08:33:05
Muito bom adorei seu conto um dos melhores q já li me adc e vamos trocar nossos relatos eróticos [email protected]
16/07/2013 21:33:35
16/07/2013 21:33:14
superzueiratotal.blogspot.com.br/‎
07/07/2013 12:59:18
Vc me mata de tesao putinha! Tenho um pausao enorme tambem...quer experimentar? Adoraria comer vc e sua filha tarada! Amo uma mulher madura, te faria mulher de verdade! Meu [email protected]
30/04/2013 18:51:29
Delicia de conto. Tambem gosto de aventuras... rs. Leia o que fiz, esta descrito no conto "Aconteceu", qualquer coisa manda e-mail [email protected] vamos trocar experiências.. rs
27/04/2013 23:51:19
21/04/2013 09:05:34
Muito gostoso seus contosTete. Fiquei até com inveja dessa mamãe e filha. Adoro essas situações de icesto. Deixe um recado em um conto meu,querida! Beijos babados.
17/04/2013 09:26:20
Muito bom seu conto, nota 10, só acho q podia ter dividido em etapas pra ficar mais emocionante
24/03/2013 12:33:59
Mae e filha bem safadas e putinhas cnfesso que bte uma punheta e gozei pkausa do cnto d tao tezudo que fiquei
23/03/2013 22:16:01
Só posso dizer SENSACIONAL, adorei. Sergio sac,[email protected]
21/03/2013 17:11:31
nossaaa de maisssss tive qe ler por cinco vez por parava p gozar gostozo 10 parabens.....
15/03/2013 00:48:18
Que delicia
14/03/2013 22:13:27
olha adorei seu conto me add ai [email protected] pra gente tc alguma sacanagem na net bejos
12/03/2013 23:47:07
Muito Bom
12/03/2013 23:37:00
Muito Bom
01/03/2013 16:24:15
que conto delicioso adorei suas safadas gostosas
29/12/2012 22:37:30
Adorei lindo lindo
28/08/2012 12:16:58
Não é tão bom quanto o ótimo "TESÃO PROIBIDO (papai tirou meu cabaço)" e continuo achando que se você tivesse um pouquinho de acuidade com a ortografia seria bem melhor. Leia minha série "A Grande Viagem" e viaje navegando em vidas que tiveram coragem de ser fazer vida, o link do episódio 12 (de 15) é esse: http://sharoland-nn.ru/texto/
28/08/2012 12:15:08
Não é tão bom quanto o ótimo "TESÃO PROIBIDO (papai tirou meu cabaço)" e continuo achando que se você tivesse um pouquinho de acuidade com a ortografia seria bem melhor. Leia minha série "A Grande Viagem" e viaje navegando em vidas que tiveram coragem de ser fazer vida, o link do episódio 12 (de 15) é esse: http://sharoland-nn.ru/texto/
CVS
15/08/2012 17:18:40
O melhor conto que já lí!!! Maravilhoso!!!
CVS
15/08/2012 17:18:11
O melhor conto que lí, nos últimos anos, adorei!!!
09/08/2012 19:34:28
bom, muito bom. cunhada é para isso mesmo. 10
09/08/2012 15:19:39
Puta que pariu, vai ser gostosa e safada assim na minha [email protected]
09/08/2012 15:10:41
Muito bom, uma delicia de conto, vcs devem ser duas delicias...
09/08/2012 13:54:31
DELICIAAAAAAAAAAAA!!!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


comi meu melhor amigowww.relato erotico mulher cazada gemeu na pica glande.com.brfilme de zoofilia sofia nozo eterradoarrombadimhas ponojenivan porno gay xvideoseu conto cunhada casada ver o cunhado de pau duro e fica loucaconto gay cagando reformamama no caralho quando conduzo video pornoXvideos barulhos q a chochota fas na hora do sexopassando oleo sabor morango e fazendo boqueticorno prefere se masturbarconto eróticos padrasto chupa a estiada de 8 anosnao era pra enfiar no meu cuzinho virgemxvidio homem velhoe mulher bem velha tranzandoadoro uma rola gg me rasgando contosraffa_ka maromba safadovideo de porno gay fui estrupado pero mel primover gostosas que presisou rasgar o seu chortinho de putinha para dar a bucetapornofamilhasacanacontos dei p meu chefequero baixa contor d bixinha azulkero.buctapau no cu da incoerente pornocavalo feia mulher gritando estocada do cafetão pornômulher da o cu na cozinha segurando na pianariz de policial dando o priquito a outros policialamigos d filho fpde mcu da minha.maesou viciada em boquete nao posso vet um pau qur ru chupofudendo francy vestidinhoComedor de mulher de corno campo grande mshomem nu vi fugindo de cachorro dentro de um quartos com uma mulher so com a vaginas do cu de fora aí eles fazem sexoespertinha tentou fugir sem pagar o taxi e teve q fuder - completomae dis que filho rasgo a vuseta delamulher falando juramento de gemido vídeos pornôTa tarada roludo vendo novinhas com cálcinhas melecada pedreiro fode menina em cima do andaime pornôxvideos lavei.de porra a boca fs novinhaPorno contos eróticos sexo entre irmaos romance final feliz o filho da minha madrastapunindo escrava sadomasoquismocontos eróticos de i****** avô e avó casal junto ensinando netinha f****estupro chupando grelo grande até ferirvideos de bucetas intaladas na rola grossaencoxada bem arroxadamundobicha ver dois garotos transando em galpao abandonadoirmalouca pra perdero cabaco pro irmardepravadacaomulher cagando com prisao de ventre pornomulheres bostas scatcontos/vi minha tia no puteiroleitinho do papai contos inocentegozei na bucetinha da minha cunhadinha que ficou muito brabadescabacei o cu da minha tiacontos de boquete bom de primos e primas novinhosminha mãe me surpreendeu contos de incestomulheres mortas com a bucta scheia de porra*pode estora bolinhas que parecem espinhas na bunda?*quero ve os telefoni das mulhe de curitiba casada que gosta di da a buceta para oto omhe deixa teu telefonepervertido passando a mao na bucetinhaconto erotico viado novinho arrombado por dois coroas dominadoresbucetaque tenham o monte pubiano volumosoContos gangbang com tios e primoscontos saunas velhos chubbys gaysporno muler de roupa transparente mostando a calcinhaxvperdeno as prega saino bosta caseiromulheres de 28 anos com muito tesão só puxa calcinha de lado pró kidbengala metefoto de muie com bucetas largasvídeos pornô com novinha gostosinha Sukitaxvideos. buçetá de eguaporno com novinha de saia curta limpando a casa e o irmao dela pousado na bunda delaincesto com meu vô contos