Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

pai e filhos estupram caipirinha “virgem“ (esboco)

Autor: anjinho
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 24/09/2012 16:46:45
Última revisão: 16/05/2014 07:59:19
Nota 8.92
Ler comentários (9) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Ela já sem forças para nada, vai caindo ao chão, sentindo uma fraqueza tomar conta do seu corpo. Até que apaga na porta da casa dos estupradores, com o pai e o filho olhando enquanto ela cai...

Quando acorda, está num quarto mal iluminado, com uma das pernas presa por uma corrente muito grossa. Aos poucos, vai se acostumando com a penumbra. No quarto, nota uma pia, a cama de casal, o criado mudo, um penico e uma bacia com agua.

A corrente que prende sua perna, vai além da porta, que é de ferro e visivelmente forte. Ela percebe que não tem janelas, além de grampos e argolas nas paredes. Descobre um interruptor perto da cama. Imaginando ser da luz, aperta e para a sua surpresa, ela ouve uma campainha.

Em instantes, entra uma mulher e senta na beirada da cama. A mulher pergunta o nome dela e algumas outras coisas do tipo: se ela esta bem, se precisa de algo, etc.. Ela diz que esta bem, que se chama Laura e que quer saber o que esta acontecendo. A mulher explica que os homens que a estupraram, agora a tinha sequestrado. Eles fazem parte de um grupo de criminosos.

Os marginais não só estupravam, sequestravam, escravizavam, como também vendiam as vitimas. E se ela obedecesse, poderiam solta-la. Explicou também que havia mais três meninas além delas duas. Alertou que as correntes eram eletrificadas e que não adiantava desobedece-los ou tentar brigar com eles. Disse ainda para Laura que ela havia ficado vários dias inconsciente e que quase morrera.

Como agora ela já estava bem, logo a procurariam. Respondeu outras coisas que Laura perguntou e disse que se ela precisasse de algo, era para apertar a campainha. Se despede, levanta e sai. Nossa vitima dorme e acorda com uma luz forte iluminando todo o quarto. Tenta continuar dormindo, mas não consegue. Ela então se senta na cama e chora.

Passado alguns dias, ela se prende em uma rotina: acorda, faz alguns exercícios, come um pão com manteiga e um copo com leite. Lava o rosto, se refresca com a água da bacia que é trocada toda manhã. Coloca o penico para fora, pelo buraco da porta. Volta a dormir. A luz acende. Ela acorda. Come o almoço que varia de acordo com o que tem.

Aparece Lúcia, a mulher que tratou dela e que agora, é a única pessoa com quem ela tem contato. Passa horas a fio, conversando e aprendendo. Coisas que uma mulher, na sua situação precisa saber. Mais tarde vem rolas limpas, dois baldes com agua, toalha, esponja e sabonete. Após o banho, volta a dormir e esperar até o que ela imagina ser o outro dia.

Sem luz natural como referência, não tem certeza que esta recebendo as refeições na hora correta. E assim, perdeu qualquer chance de contar dias e horas... Num desses dias, Lúcia entra no quarto com um vestido longo com um corte na coxa e decote em ¨V¨ na frente e nas costas. Laura veste um shorts até a metade das coxas e uma blusa de alcinha. Nesse dia, Laura não sabe o porque, mas Lúcia esta mexendo com ela.

Ela nunca havia tido uma experiência com nenhuma mulher, mas nesse dia ela desejava beijar, abraçar e acariciar Lúcia. ela resolveu contar a Lúcia o que estava sentindo. Lucia que já tinha 30 anos e que a cinco estava presa com aquela família, ficou feliz em se sentir desejada novamente. Contou a Laura que a meio ano, não sabia o que era ser tocada por outra pessoa.

Lúcia disse que era proibido as duas se envolverem, mas que se Laura desejasse, elas poderiam se masturbar pensando uma na outra e que isso seria um segredinho só delas. Laura topou e pediu algo de Lucia para se masturbar. Lucia disse que iria dar um jeito das duas poderem se masturbar, sentindo o cheiro uma da outra. Pediu que Laura se masturbasse com os dedos por cima da calcinha, que ela queria sentir o cheiro da xotinha dela com tesão.

Assim que a luz apagou, Lucia tirou o shortinho que usava e colocou a mão entre as coxas, tocando a sua bocetinha que já estava toda melada e inchadinha. Ela colocou a outra mão em seus seios rosadinhos e ficou se acariciando, pensando no corpo moreno alto e magro de Lucia. Ela pensava nos peitos avantajados e firmes, na bunda empinada e grande, na boca carnuda, na pele lisa e macia de Lucia.

Quando gozou, tirou a calcinha, dobrou e colocou embaixo do travesseiro para guardar o cheiro de sua gozada à Lucia. No dia seguinte, Lucia entrou no quarto e sem dizer nada, a beijou na boca, depois se afastou e tirou a calcinha que estava usando. Uma peça pequena de renda vermelha. Deu a ela e sem falar nada ia saindo, quando Laura lhe estendeu a calcinha que usava quando gozou.

Ela a pegou e guardou em um dos bolsos do shorts e saiu. Voltou em seguida perguntando se Laura queria tomar um banho de banheira. Ao que Laura disse que sim, ela então disse que nada ali era de graça e que para ela poder tomar esse banho ela teria que trabalhar e que como ela sairia do quarto, ela teria que prometer que não tentaria fugir e nem nada do tipo.

Laura concordou e foi puxada até perto da porta, aonde foi lhe presa uma corrente na outra perna e foi retirada a antiga corrente. Pela primeira vez em muito tempo, ela iria sair daquele quarto grotesco. Quando ela sai, dá de cara com um corredor enorme onde há mais quatro quartos igual ao dela. Sobe por uma escada, onde é novamente feita a troca das correntes.

A seguir, passa por uma sala bonita e arrumada e vai para um cubículo onde há um tanque e oito cestos cheios de roupas. Em cada cesta a cor diferente da tampa a faz entender que cada um daqueles cestos, corresponderia a uma pessoa que estava ali na casa. Ela perguntou qual era o dela e qual era o da Lucia. Lucia apontou e disse que ela podia ficar à vontade ali que os familiares não estavam na casa.

Então se ela quisesse, poderia se masturbar no tanque com as roupas das meninas e dos familiares à vontade. Laura perguntou porque ela não fugia, já que não usava correntes e eles não estavam. Ao que foi respondido apenas que não era tão simples assim. Pediu para ela parar de pensar em fugir. Ela então ficou sozinha com os cestos de roupas.

Ela começou pelas delas e notou que algumas pecas dela não estavam no cesto ela imaginou que talvez alguma outra menina tivesse se masturbando sentindo o seu cheiro. Aquele pensamento a deixou com vontade de se masturbar com as roupas das meninas também. Abriu o cesto da Lucia e viu uma calcinha pequena e preta toda melada ela pegou essa calcinha e sentiu o cheiro.

Era um cheiro forte e adocicado de boceta ela teve certeza que aquele melado era o gozo de Lucia então ela passou a língua no meio da calcinha e sentiu o gosto da xoxota da gostosa da Lucia ela colocou a bocetinha na beirada do tanque e começou a se esfregar e a cheirar a calcinha da sua amiga era muito gostoso sentir o cheiro de uma fêmea tão voraz e faminta por sexo quanto Lucia.

Abriu mais um cesto e viu que era de um homem e pelo tamanho devia ser o do pai estuprador. Mas o tesão era tanto que ela nem se importou de ser ou não um estuprador bandido e nojento ela pegou a cueca e passou a mão dentro se assustando quando percebeu que ele havia gozado e melecado toda a cueca e a pouco tempo. Ela sentiu o cheiro de esperma e começou a sentir um calor percorrer todo o seu corpo ela começou a vasculhar os outros cestos atrás da calcinha da safada que havia sido fodida pelo pai gostosão e roludo que ela tinha a cueca nas mãos ate que ela parou em um que tinha um vestidinho rosa pequeno uma calcinha branca pequena e um sutiã também branco com enchimento interno.

Ela podia ver que havia porra em toda a roupa e que o vestido tinha partes rasgada e marcas de sexo anal por todo ele. Ela ficou morrendo de tesão em saber que aquele homenzarrão tinha pego uma ninfetinha e rasgado as suas roupas e fodido ate o seu cuzinho assim como ele havia feito com ela. Ela retirou a sua roupa e vestiu a roupa da piranhinha que havia tido o cu arrombado pelo pau grosso e gostoso do pai estuprador.

Ela se apoiou no tanque abriu as pernas colocou a calcinha de lado e se masturbou chamando o pai para fode-la enquanto com a outra mão ia esfregando as calcinhas e cuecas que ela achara nos cestos. Quando os dedinhos já estavam todos melados ela começou a colocar um por um dentro do cuzinho e gritando já de tanto tesão e dor que os seus três dedos estavam causando ao seu cuzinho que já estava fechado de novo.

Não contente, ela senta no tanque coloca cada perna de um lado do tanque e começa a imaginar a Lucia com a cara socada em sua xana e o pai e os dois filhos estupradores em volta dela a xingando dando tapas e fodendo a Lucia. em volta a esse pensamento ela solta um grito e tem um orgasmo de deixar as suas peles moles. Ela nem se recupera e da de cara com a Lucia que estava na porta assistindo tudo com os peitos para fora e só de calcinha com a xana na mão.

Laura esta com tanto tesão que nem fica com vergonha de se arreganhar toda e chamar a amiga para chupá-la toda. Lucia se aproxima e lasca um beijo de tirar o pouco fôlego que ainda lhe restava Lucia vai beijando e chupando o seu pescoço de forma desesperada e faminta quando chega a os seios ela para antes de chupar e os admira diz nunca ter visto seios tão perfeitos.

eles são redondos e firmes tem os bicos endurecidos e rosados o que combina perfeitamente com a sua pele clarinha quase branca e que esta ainda mais branca e destacando os rosados dos seios pela falta de sol. antes de chupar ela aperta e beija fazendo Laura gemer de prazer quando Lucia enfia um de seus seios na boca ela acha que vai desmaiar de tanto tesão. ela interrompe as chupadas de Lucia e desce do tanque tendo as pernas já todas meladas pelo mel que escorre pelas suas coxas. ela empurra a Lucia de costas para a parede e a beija loucamente passando as mãos em seus seios e esfregando a sua xana já toda melada nas coxas de Lucia a fazendo gemer de tesão também. ela derrubam os cestos no chão espalham as roupas e deitam em cima daquelas roupas suadas e meladas para poderem se atracar melhor e mais gostoso. as duas brigam para poder dar tesão uma para a outra. os seios de Lucia estão mexendo para cima e para baixo com o sacolejo dos beijos e chupadas que Laura dá em seu corpo. Lucia a senta de novo no tanque e passa as mãos em sua xana molhada e tesuda o clitoris esta inchadinho e a xaninha pisca de tesão ela abre os pelinhos loiros e esfregar o clitoris com o polegar fazendo com que Laura grite de tesão e vontade de gozar. então Lucia se abaixa e da uma bela cheirada em sua chana sentindo o cheiro de gozo e xana que flui no ar. Laura pede a calcinha de Lucia que ainda estava vestindo a peca tão cobiçada. ela coloca uma das mãos e tira a calcinha que parece lavada de tão umida que esta. Laura começa a esfregar a peca em seu rosto e sente a primeira linguada que parece suspende-la no ar a fazendo perder o fôlego e ficar em uma situação desesperadora de tesão. quando Lucia suga a sua xana com força e vontade ela não aguenta e goza na boca da amiga. um gozo forte cheio de contrações ela quase cai do tanque de tão sem rumo que a gozada a deixa e então que ela se jogou no colo de Lucia a deita no chão e fazem um 69 a boceta de Lucia e toda raspada tendo apenas um rastro indicando a entrada da xana. Lucia também esta muito sensível mas se segura o máximo que pode para não gozar com aquela menina inexperiente mas cheia de tesão que esta acabando com as suas foscas sugando elas todinhas pela racha do seu corpo. Após umas boas chupadas Lucia não se aguenta e goza como uma égua na cara da Laura ela goza quase jogando a Laura de cima de seu corpo ela pula como um touro no rodeio e começa a gritar urrar e chorar de soluçar. ela começa a mijar enquanto goza Laura que não estava esperando por aquilo tudo se assusta e tenta tirar a sua boca da xana da Lucia enquanto ela se acaba em mijo mas ela e impedida por Lucia que trava as coxas a obrigando a melar toda a sua cara com o mijo de sua amante e acaba sendo forcada a tomar um pouco do mijo que sai daquela linda xana. Quando ela acaba de gozar ela se levanta e diz que aquilo não podia ter acontecido que se alguém contasse a família elas estariam mortas. iriam sofrer muito na mão deles. Laura se levanta se veste e chama a amiga para fugir aproveitando que a família não esta. Lucia explica que não tem como fugir mas Laura a ignora pega as chaves e sai correndo ate chegar as correntes e se desprende tentando fugir ela sai correndo pela casa toda com Lucia gritando para ela não fugir que e proibido. aparece outra menina que também a tenta impedir de fugir mas ela consegue driblá-la e vê uma porta que da para a saída a onde ela corre feito uma louca em direção a mata a onde estaria livre finalmente quando sente um choque percorrer todo o seu corpo ela cai no chão e sente o corpo todo tremendo ela vê a Lucia e a outra menina a pegando e levando de volta para o quarto. ela tenta se mexer mas esta incapaz por causa do choque que tomou. então entra o irmão mais novo e a prende sentada na cabeceira da cama com os braços erguidos as pernas recolhidas e uma coleira no pescoço por uma corrente que vinha do teto. ele rasga as roupas dela e manda ela assistir. logo após entra a Lucia com uma camisola preta que ia ate a metade da bunda ela não usa nada por baixo e não esta presa por corrente ou algo do tipo. Lucia se prende as argolas que ah na parede ficando com o ombro direito voltado para Laura. o estuprador mais novo amarra um pano na boca de Lucia e diz que vai começar. ele sai e traz um carrinho cheio de instrumentos de torturas que vão desde prendedores, chicotes, ate facas. ele se aproxima de Lucia pega um chicote e diz que vai mostrar o que acontece quando alguém tenta fugir e quando duas piranhas safadas transam sem pedir permissão a família. ele da uma chicotada em Lucia. que tenta gritar de dor mas e impedida pelo pano que esta amarrado na sua boca.

continua...

ainda estou revisando esse, mas como faz tempo que era para ter escrito vou deixar esse espaço para receber dicas e sugestões dos meus amados fãs. a parte sangrenta e os maiores detalhes (como as respostas das perguntas que estão se fazendo) farei assim que tiver um tempinho. bjs e abraços anjinho (sou, eu rsrs

Comentários

26/03/2016 15:13:36
parabéns anjinho, continue assim [email protected]
13/12/2013 06:45:04
a ela sofre d mais vai demora o proximo? Mais a nota e dez
29/11/2013 23:38:25
Muito bom
12/05/2013 18:31:25
Voces sao os melhores escritores de contos eroticos que ja tive o prazer de conhecer!!! Eu ja li todos os contos de voces e fiz o cadastro hoje so para parabeniza-los pelo excelente trabalho que voces realizam!!! enviei um e-mail no e-mail da gmail de voces fazendo uma proposta de publicaçao remunerada, estou aguardando a resposta de voces. Agradecidamente Klaus Botelho
12/05/2013 02:45:40
Falta algo mas ta legal
11/05/2013 22:28:07
Nao tem final? O outro e melhor
08/01/2013 15:52:04
ahh mellyssa sai dessa vc leu o titulo e duvido q foi por engano... vc gosta do estilo e ta fazendo onda, se nao nao taria lendo sobre o assunto. mais um 10 anjinho. mas prefiro o conto alternativo que vc me enviou por e-mail. mas esse ta gostoso, mas nao curto tanto lebica... abracos
24/09/2012 23:00:15
Não gostei ! acho que vc deveria fazer justiça com os estupradores e dar um final feliz pra garota! Vou dar nota 5
24/09/2012 16:50:40
Deichem suas dicas e sugestoes para melhorar o meu conto. anjinho...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


baixando GTA tomando banho no banheiro tocando siririca eu não aguentei e ajudei ela comendo elaContos Gays Sobre Valentoes : Casa Dos ContosContos eróticos de gay comi o filho do amigo do meu paiComo se escreve “ manda video porno ” em inglescontos cu da tiaEroticoscontos.com /casadas 23cm dupla contos erocos apenasleitinho do papai contostia camisola sem sutiadoce nanda parte cinco contos eroticoshistória e foto de tia gostosa que gosta de fazer macarrão com sobrinho novinho e g****** na mão delacontos de sexo raspei minha bucetacasadas fudendo dentro de Casa com parentesconto erotico crente casada carente fica deslumbrada com tamanho rola de outroCasa dos contos eroticos paguei pra deflorara filha do caseiro mulher entupida forçando para cagar sexoincesto gay papai me fez de putinhadou o cuzinho mas sofro muito ele tem um pauzaoconto erotico o cuzinho da noviçaxvideos zoofilia cavalo e cachorro virado em ticocontos eroticos os pezinhos da sograbuceta tao grande ce edtufo a calcinha coroamasturbando na cama serrando com travesseiro pornodoidoconto erótico buceta azedinhavadia adoro dar o cuzinho pro gigolo foder com vontade o cuzinho delaxvidio atolo a sobrinhacontos eróticos comendoContos eróticos da minha noraTaradinha louca pra pega no pau do tiu contosvideo de homemmorde vaginacontos de estupro sadomasoquismoA buceta da minha mãe Reginasites porno contos eroticos de incesto mae ver o pau duro do filho fica com tesao com a buceta toda meladaxxvideo enviando abraço na buceta Xsvideos artista pintando macho nuincesto encaixada no colo do pai perto da mamãeporno com novinha goszando na buceta na boca da outralangonha conto heteroviduda.mulhe.novinha tem no muito o garmo na siririca xega a gritar a minha mae obrigou meu padrasto tira a minha virgindadeputaria brasileira posicao frango assado pra salvar no celularXvideo vou contar como acabei transando com uma irma da minha igreja elaera casadapadrasto enteada falei de sexo brasileiroMae e puta fudeu filio estoriaxvideo damçano de saimha sem calsinhavídeo da pelada gostosona morena aquelas bem gostosa e morena e bem gostoso se tu não fazer carvãocontos de filha crenteconto comi a tia coroa peidorreiraSaia Desse Barney comendo Vilma na camadoce nanda parte cinco contos eroticosconto em casa neste frio minha boceta pede pica paimeu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu machopatricinha do olho azul vai perder virgindade com irmao e fica cheia de frescura e chorando com dor video pornoNinfetas mamando rola no cinema contoseroticosaninha e meu tio cacetudo com foto e todos os contossvidio porno de mulheris piquenas de 120 sentano ni rolas de 44 centimetropesquisar, na ora do sexo porque tem qui assobra dentro ds bucetavídeo de sexo com matuto. na piscina de sucavidio de novinha bricano de saia curta com a molecadacontos de sexo raspei minha bucetanora flaga sogro espiando ela no banho batendo punhetaConto flagrei com bananameu aluno cacetudo contosconto gay perdi a aposta fui descabacadocontoprimeirafodaboa foda mastubando com coisasdiferentevideos caseiros comendo esposa logo cedo videos para baixar escorrendo porraliberalina vadia traído foi filmadadesejo o pai sair e comeu a madrastasogra conta em conto erótico como bateu uma punheta no genro de pau grande e grossominha nora de baby dool me exitalugar onde o rio nasce xvidiogalson come a vagabunda no bar enquanto conversa com amiga pornomuler m as calcinhas lancesda xoxotasnovinha dado cu viguicorno chamou negao pra fuder mais nao gostou de ver a mulher adorandocontos tia dando o cu pro sobrinhocontos eróticos com minha mãe carente 2017 1.8filme de sexo grupal e anal entre maes e filhas e genros e sogrosContos eroticos adestrando o viadocontos me enrabou com strapon