Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

FUI A PUTINHA DO PAPAI (Conto do TETE)

Autor: TETE
Categoria: Heterossexual
Data: 23/10/2012 00:00:28
Última revisão: 26/04/2017 08:49:50
Nota 9.90
Ler comentários (18) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Meu nome é Isabela e sempre morei em uma cidade do interior de São Paulo com meu pai.

Minha mãe viveu apenas 2 anos com ele e pelo que fiquei sabendo se separaram pelo motivo dele ser muito mulherengo. Ela acabou conhecendo um suíço e foi embora com ele pra Europa.

De vez em quando ela liga pra falar comigo e sempre diz que me ama e que um dia vai vir me visitar, mas até meus 17 anos isso não acontecera.

Apesar de sentir falta de uma presença materna talvez por viver pertinho da minha tia irmã do meu pai que morava no mesmo quarteirão de casa isso acabou amenizando um pouco esse sentimento.

Minha vida era bem tranquila e sem maiores preocupações, pois meu pai era vendedor de uma grande empresa de bolachas e não era de ficar pegando no meu pé e por esse motivo fui criada bem “solta”.

Cesar, meu pai tinha 36 anos e era um tremendo gato, pois ali no bairro que morávamos tinha um monte de putas assanhadas que viviam correndo atrás dele.

Logo que comecei a ficar espertinha em relação a sexo percebi rapidamente que meu pai fazia jus ao apelido de “garanhão” do bairro porque fiquei sabendo de varias mulheres que ele já tinha “traçado”.

Muitas vezes escutei os barulhos de gemidos de mulheres transando com ele dentro do qudiaarto.

Na verdade meu pai era muito bonito de rosto, tinha um corpo de atleta e também extremamente simpático e bom de conversa. Minha tia sempre comentava que ele sempre foi safado e “comedor” desde quando tinha 16 anos e já socava a “rola” nas garotas da região e os pais delas viviam querendo dar um corretivo nele pra deixar de ser safado e ficar pegando as filhas das famílias da vizinhança.

Meu pai sempre me tratou carinhosamente e me paparicava em tudo satisfazendo todos meus desejos e a única coisa de diferente que acontecia era quando eu fazia alguma coisa errada e minha tia me dedurava ele me pegava e dava uns tapinhas no meu bumbum arrebitado.

Nas primeiras vezes que isso aconteceu até fiquei com um pouco de medo por causa de suas mãos grandes, mas logo notei que aquilo não doía quase nada e até passei a gostar daquilo.

Devagar fui percebendo que no fundo eu sempre fazia alguma travessura só pra ser punida daquela forma pelo meu pai. No fundo achava que era um jeito de me fazer notar e chamar sua atenção.

Com 17 anos eu já era uma garota bem assanhadinha e nas festinhas que participava sempre havia algum garoto que vinha dançar comigo e rapidamente passei a beijá-los e trocar caricias que não demoraram a ficar um pouco mais ousadas.

Minha bucetinha ficava ensopada facilmente com apenas alguns beijos.

Na verdade o tesão se manifestava com uma intensidade incrível e toda safadinha vivia ficando com os garotos e deixava eles me bolinarem a vontade. Adorava sentir os pintos deles completamente duros se esfregando na minha bunda arrebitada e quando me beijavam de frente toda taradinha abria as pernas pra facilitar e senti-los cutucando minha bucetinha tesuda e molhadinha.

Faltando apenas uns meses pra completar 18 anos meu corpo já era de mulher feita. Bumbum grande e empinado, coxas grossas, cintura fina, uma bucetinha peludinha, seios médios, mas com certeza iam crescer ainda mais. O que ajudava a chamar mais a atenção dos rapazes eram meus cabelos compridos negros e uma boca com lábios bem grossos.

Outra coisa que era minha marca registrada eram minhas roupas que mais mostravam do que escondia. As minissais eram curtíssimas, as blusinhas coladinhas sem soutien e os shorts então sempre deixavam as popinhas da bunda aparecendo.

Apesar de toda minha safadeza não me passava pela cabeça perder meu cabaço com nenhum dos garotos com os quais eu “ficava”. Eu adorava aquela fissura toda, tesão a flor da pele, beijar e me esfregar nos machinhos, mas ainda não tinha sentido que algum rapaz me faria perder o juízo de vez.

Apesar de toda liberdade que tinha com meu pai nunca o tinha visto pelado até que um dia ao acordar cedinho estava na cozinha fazendo café quando o telefone tocou. Era o supervisor da empresa que papai trabalhava ligando pra dizer que a reunião que estava marcada para a hora do almoço havia sido antecipada para as 9.30 h daquela manhã.

Era 7.45 h e apesar de faltar ainda bastante tempo achei melhor avisar papai logo e fui até seu quarto e assim que entrei apesar da pouca luminosidade tive uma grande surpresa quando pude ver pela abertura da cueca de seda dele um pauzão enorme e completamente duro. Com certeza era quase duas vezes maior do que os dos garotos com quem eu já havia brincado..

Já tinha ouvido falar no famoso “tesão de xixi” e devagarzinho cheguei ao lado da cama sem conseguir desgrudar os olhos daquele pauzão duro do papai escapando pela braguilha da cueca.

Achei lindo e imponente com uma cabeça enorme e brilhante.

Eu estava ainda de camisola curtinha e uma calcinha toda enfiada no reguinho da bunda e então me sentei na cama e peguei no braço dele e dei uma mexida dizendo carinhosa:

-papai...acorda...tem um recado da firma...pra vc!

Ele deu uma esfregada nos olhos e depois de alguns segundos deu um sorriso e disse:

-ola...meu anjo...o que aconteceu...pra vc vir me acordar?

-é...o seu chefe ligou dizendo que a reunião vai ser mais cedoh...por isso que resolvi te chamar!

Sentada ali ao seu lado continuava olhando para o pauzão duro e quando ele percebeu que estava pra fora da cueca puxou o lençol se cobrindo e sorrindo disse:

-Foi bom vc me chamar filha...fiquei assistindo um filme na TV até de madrugada...com certeza ia demorar pra acordar!

Foi então que resolvi que não ia deixar passar em branco a cena que eu havia presenciado ali no quarto e sorrindo bem safada disse:

-papai...só agora depois que te vi assim...é que entendi porque as mulheres que vc trás pra namorar aqui no teu quarto gemem tão alto! RSS.

Ele deu um sorrisinho e disse:

-eita...o que vc tá querendo dizer...to vendo que já vem bomba...sua maluquete!

-papai...levei um susto...quando vi o tamanho do seu pintão! É muito grande...já vi dois garotos pelados...irmãos das minhas amigas...os deles eram pintinhos...nossa...as tuas namoradas sofrem bastante...hein!

Papai então deu uma gargalhada mas logo me puxou pelo braço e me fazendo ficar de bruços na cama fingiu ficar bravo me deu alguns tapas na bunda dizendo:

-que garota mais safada...onde já se viu ficar com esse tipo de conversa com seu pai...acho que tá precisando apanhar de verdade...isso sim!

Eu sorria e dava gritinhos dizendo que estava doendo e ele então me soltou.

Nem sei de onde tirei aquela atitude mas levantei a camisola e como a calcinha continuava completamente enterrada no rego do bumbum disse toda dengosa:

-da próxima vez...vou colocar um short jeans bem grosso...sua mãozona ficou toda marcada no meu bumbum!

-Deixa de frescura Isabella...nem bati de verdade...quando isso acontecer...vc vai ver...vai ficar com esse bumbum empinado...roxinho...sua maluquete safadinha!

Sai do quarto rindo e quando cheguei pra tomar banho senti que toda aquela brincadeira tinha me deixado excitada, pois minha bucetinha ficara completamente úmida e o mais incrível foi notar que eu tinha adorado tudo que havia acontecido naquele quarto.

Depois daquele dia passei a ficar mais atento a papai e dois dias depois quando papai trouxe uma nova namorada pra casa fiquei a espreita e assim que eles entraram para o quarto colei o ouvido na porta pra escutar o que estava rolando la dentro e pude ouvir um sexo bem “quente”. A vadia gozava e gemia que nem uma louca. Só que também percebi que minha bucetinha ficou mais ensopada que das outras vezes e fui pra meu quarto e bati uma siririca tão forte que meu grelinho ficou até dolorido.

Naquela semana papai e sua nova namorada uma mulher bonita de uns 30 anos praticamente toda noite dormiam juntos em casa e comecei a perceber que aquele relacionamento poderia se transformar em algo mais serio e não gostei nada disso principalmente por que a mulher que se chamava Vilma logo que começou a trocar umas ideias comigo já quis dar palpites nas roupas que eu vestia. E pra piorar peguei uma conversa entre papai e a minha futura madrasta que me deixou mais alerta.

-Cesar...vc devia falar pra sua filha mudar o jeito de se vestir...a garota usa roupas curtas demais...vive se mostrando toda pros rapazes!

Papai todo condescendente me defendeu dizendo:

-Vilma...deixa a garota...não tem nada demais...vai fazer 18 anos em pouco tempo...a maioria das colegas do colégio se vestem assim hj...as jovens de hj em dia estão bem mais livres!

-pode ser...mas não custava nada ser um pouco mais recatada...garanto que os vizinhos devem falar mal...dizendo que se veste igual putinha...até já comentaram comigo que sua filha não é flor que se cheire...tem vários namoradinhos...é perigoso engravidar!

-Vilma...é a idade...isso não tem nada demais...eu e minha irmã já conversamos sobre isso com ela...minha filha é uma garota esperta...estudiosa....tenho certeza que não vai fazer uma cagada dessas!

-Não sei não...do jeito que ela parece ser uma garota completamente assanhada...com um monte de rapazinhos tarados atrás dela...não boto muita fé nisso! Mas...eu sei bem porque vc tá defendendo a safadinha...vc também nunca prestou...tua fama aqui no bairro é pra la de suja...minhas amigas quando viram que comecei a sair com vc comentaram que vc não é homem de uma mulher só!

-Vilma querida...eu sou um homem sério...as mulheres é que são muito safadas...dão mole demais pros homens! Mas com vc é diferente...vc sabe me satisfazer e estou sendo fiel a vc!

-bem...tem um ditado que diz pau que nasce torto morre torto...vamos ver!

Eu estava na varanda da casa e então sai dali e fui dar uma voltinha pra que não percebessem minha presença e fiquei pensando no que havia escutado e não gostei nada da conversa daquela “mocréia” querendo me controlar, mas fiquei contentíssima com a defesa que meu paizão lindo tinha feito de sua filha safadinha.

E uns dois dias depois papai estava na sala de casa assistindo o jogo de seu time preferido de futebol e assim que acabei de tomar banho e coloquei uma minissaia e um top ouvi alguém me chamando na frente de casa e assim que sai vi um garoto que havia conhecido em uma festinha uns dias antes e havíamos dado uns beijinhos quentes e ele sorrindo disse que tinha vindo me visitar pra gente trocar umas ideias.

O garoto se chamava Julio, tinha 18 anos, bonito e sabia beijar gostoso e então o levei até o final da varanda. Apesar de ter dois bancos pra sentar ficamos de pé encostados à grade e não demorou nada pra que começamos a trocar caricias e beijinhos. Ele achava que estávamos sozinhos em casa.

Logo notei que papai veio duas vezes até a janela da sala dar umas espiadas no que eu estava fazendo com o meu “namoradinho”. Foi ai que me deu na cabeça de deixar o garoto me bolinar a vontade só para o papai assistir. Só de imaginar isso minha bucetinha ensopou de vez e quando ele apareceu de novo na janela resolvi facilitar de vez e deixei o pudor de lado e me atraquei com Julio.

O garoto era taradinho e logo estava com o pinto pra fora no meio das minhas coxas. Minha calcinha estava completamente molhada e quando papai passou a assistir de vez o que sua querida filhinha estava fazendo com aquele garoto meu tesão foi a mil e durante alguns minutos me deixei levar pelo prazer e a sacanagem pegou legal.

Julio o garoto até achava que ia acabar me comendo ali de pé, mas então toda safada disse pra ele que papai tinha chegado e estava de olho em nós e era melhor que fosse embora.

Rapidinho o safadinho guardou o pinto duro e saiu.

Em seguida dei uma puxadinha na minissaia e entrei em casa e então papai disse:

-bonito hein Isabela...pensei que vc ia deixar o garotão te comer ali na varanda! Vc tá muito safada!

Sorrindo cheguei perto da poltrona onde ele estava sentado “assistindo ao jogo” e disse:

-ahh papai...só estava “namorando” um pouquinho! Lógico que não ia deixar o garoto me “comer”...eu sou virgem ainda papai...juro!

-é...imagina se não fosse...eu vi tudo que vc tava fazendo...o garotão tava com o pau pra fora...se esfregando na tua bucetinha...eu jurava que tava socando nela! Me deu uma vontade de ir la fora e bater em vc e no safado!

-nossa papai...não acredito que vc ia fazer isso comigo e com o garoto!

Papai então aproveitou que eu tinha me sentado no braço da poltrona e me puxando com força me fez ficar de bruços em seu colo e disse bravo:

-com o garoto não...mas com vc vou fazer...vou encher essa bunda de tapas...pra ver se vc aprende a deixar de ser tão putinha...ficar se esfregando com macho bem diante do meu nariz...sua safada!

Papai quase nem precisou levantar minha saia de tão curtinha que era e como minha calcinha estava toda enfiada no meu reguinho minha bunda ficou toda exposta e logo senti a mãozona dele aplicando tapas fortes no meu bumbum empinado dizendo:

-toma...sua safada...toma...vai apanhar de verdade hj...pra deixar de ser putinha...safada...vou deixar essa bunda vermelha de tapas...sua tarada!

Os tapas eram fortes e doeram um pouco e gritei bastante mas na verdade estava adorando aquilo que estava acontecendo e minha bucetinha que já estava completamente molhada ficou ensopada de vez e até parecia que tinha feito xixi e então soltando gritinhos disse:

-para papai...tá doendo...de verdade...acho que até fiz xixi...prometo que não faço mais isso...aqui em casa...juro!

Percebi que papai já não batia mais com força no meu bumbum e passou a dar tapinhas de leve e disse:

-Isabela...vc precisa tomar cuidado com o que faz...vc tá parecendo putinha demais...minissaia curtinha...blusinhas que deixa os peitinhos quase todo de fora...e pelo que to vendo...ainda enfia as calcinhas no reguinho...pra ficar com a bunda toda de fora! RSS.

Toda safada coloquei as mãos pra trás e esfregando minha bunda sorri dizendo:

-nossa papai...meu bumbum ficou todo ardido...que mão pesada...vc não tem dó de sua filhinha? Vc devia era fazer carinhos em mim...não bater! E a culpada de minhas calcinhas estarem enfiadinhas no reguinho é a tia...que compra essas calcinhas enormes pra mim...se comprasse fio-dental eu não precisaria fazer isso!

-To vendo que minha filha não tem jeito...nem apanhando na bunda parece que vai tomar jeito...não sei o que vou ter que fazer com uma filha tão safadinha !

Toda dengosa de bruços no colo de papai empinei a bunda pro alto e disse:

-papai...sua filhinha só é um pouco safadinha...e também um pouco taradinha...mas isso puxei de vc... vc também é muito namorador! Já escutei muitos gemidos do seu quarto...quando vc trás as putinhas em casa! Acho que vc devia era pedir perdão e encher meu bumbum de beijos por ter espancada sua filhinha que te ama tanto.

Ele deu uma gargalhada e disse:

-e o pior é que alem de safada ainda é cheia de fazer gracinhas...to vendo que vou ter muitos problemas com vc...realmente vc não tem jeito...sua maluquete!

Percebi que uma mão de papai já deslizava acariciando de leve minhas coxas e meu bumbum e toda dengosa e safada continuei dizendo:

-assim desse jeito tá gostoso...papai...carinho pode fazer um monte...bater só de brincadeirinha...acho que vou ter que tomar outro banho...acho que até fiz xixi na calcinha...to sentindo que toda molhada!

Papai então fez uma coisa que até me deu susto delicioso pois meteu a mão entre minhas coxas e deslizou seus dedos grossos na minha bucetinha por cima da calcinha ensopada e sorriu dizendo:

-é...to vendo que tá toda molhada mesmo...mas acho que isso não é xixi não sua safada...com certeza foi o pinto do garoto de deixou ela desse jeito...sua safada! Mas se eu te pegar sendo tão putinha de novo...vou te bater de cinta...e ai vc vai fazer xixi de verdade...até escorrer pelas pernas!

Minha bucetinha tesuda até piscava depois de ter sentido os dedos do papai tocando nela e toda dengosa e cheia de safadeza disse:

-papai...prometo...que vou tentar não fazer isso de novo...mas...vc sabe como isso é difícil.

Papai caiu em risos e me dando vários tapinhas no bumbum disse:

-levanta sua putinha...vai tomar um banho e lavar essa bucetinha melada...deixa-me assistir o resto do jogo. Agora chega dessa safadeza maluca...já pensou se entra alguém aqui e vê essa cena...vc com essa bunda toda de fora de bruços no meu colo...e eu dando tapinhas desse jeito...iriam pensar tudo menos que eu estava tentando “corrigir” minha filha putinha! RSS.

Papai dando tapinhas na bunda e me chamando de putinha provocava arrepios incríveis e minha bucetinha parecia que pegava fogo e então levantei sorrindo sai rebolando em direção ao banheiro.

Assim que entrei no banho comecei a bater uma siririca cheia de tesão e gozei em segundos gemendo alto. Tudo que havia acontecido tinha sido uma loucura fantástica.

Depois daquele dia toda vez que tinha chance eu sentava no colo do papai e me esfregava sem pudor e beijando seu rosto dizia toda carinhosa que ele era um pai maravilhoso e que o amava muito.

Vilma a namorada do papai quase todo dia vinha dar pra ele e dava pra escutar aquelas trepadas cheias de gemidos altos e até dava pra perceber que o sexo que rolava no quarto era bem selvagem.

Só que também acabei pegando uma conversa sobre mim entre os dois na sala quando cheguei da rua e não perceberam minha presença.

-Cesar...pelo jeito vc não falou nada com sua filhinha assanhada né...as roupas dela até parecem que diminuíram ainda mais de tamanho...essa garota ainda vai dar muito trabalho pra vc...17 anos de pura safadeza!

-Vilma...deixa a garota...isso é normal...nessa idade! Apesar de ser meio maluquinha é estudiosa...tem ótimas notas...ajuda a tia em tudo e deixa nossa casa sempre limpa. Não é aquelas garotas que ficam pedindo pra comprar roupas ou tênis muito caros! Já já ela da uma acalmada...arruma um namoradinho firme e sossega! RSS.

-não sei não...sua filha tem uma cara que gosta muito da coisa...ela adora se mostrar...senta com as pernas abertas...a calcinha fica aparecendo toda hora...quando se abaixa então...se bobear metade da bunda fica de fora com as minissaias que usa!

-deixa a garota Vilma...não se preocupe...que eu converso com ela...sobre isso!

Que putinha mais sem graça era essa nova namorada do papai...ficar querendo me controlar...ja tava me deixando com raiva ficar falando de mim pra ele. O que me deixava feliz era que papai me defendia da língua maldosa daquela vaca.

E logo aconteceu uma coisa que me deixou mais contente ainda com papai.

Dois dias depois de ter ouvido essa conversa estávamos tomando café juntos quando antes de sair papai pegou a carteira e tirando umas notas de dinheiro me deu dizendo:

-Isabela...aquele dia vc reclamou que sua tia compra calcinhas muito grandes pra vc...esse dinheiro é pra vc comprar calcinhas do jeito que vc gosta...tá bom meu anjo!

Fiquei toda feliz e pulei no seu pescoço e o enchi de beijos e disse:

-puxa papai...vc é 10...nem acredito que vc se lembrou disso...meu aniversário é só daqui a duas semanas e já estou ganhando presentes...vou adorar...comprar calcinhas fio dental...nossa...tenho 2 amigas que sempre usam...acho lindas! Obrigado papai!

Ele me segurou abraçada junto ao seu corpo e em seguida me deu dois tapinhas no bumbum e disse:

-então tá bom...aproveita o dinheiro e compra varias...sua maluquete...agora me deixa ir trabalhar!

Naquele dia mesmo fui a uma loja de lingeries junto com uma amiga e ela me ajudou a escolhê-las e até sobrou dinheiro pra comprar uma linda minissaia e um conjuntinho de camisola super sexy.

Assim que voltei pra casa experimentei todas as calcinhas com calma e adorei o que vi. Ficaram perfeitas no meu corpo e como minha bucetinha estava muito peludinha aproveitei e dei uma aparada legal deixado só um pequeno triangulo.

A namorado do papai tinha ido visitar a mãe em outra cidade e já fazia dois dias que a mocréia não tinha ido namorar papai e como ele chegou tarde da noite naquele dia com certeza no outro dia de manha eu iria mostrar minhas calcinhas novas pra ele.

Naquela noite antes de dormir bati uma siririca deliciosa e gozei muito.

De manha depois de acordar tomei meu banho e fui fazer o café e após isso peguei minha sacola com as calcinhas novas e fui para o quarto do papai. Toda safada coloquei a camisola sexy com uma calcinha fio dental completamente transparente.

Quando entrei no quarto percebi que tudo estava ajudando pra ficar mais safado ainda.

Papai estava dormindo completamente nu. A toalha de banho estava jogada aos pés da cama e com certeza ela havia chegado muito cansado tomou seu banho e em seguida deitou na cama e dormiu.

O melhor é que seu pauzão estava completamente duro como da outra vez que eu tinha visto só que dessa vez não tinha nenhuma cueca pra atrapalhar.

Toda safada me deitei de bruços ao seu lado e cheia de dengo comecei a beijar seu rosto e sussurrar:

-acorda...papai lindo...o café tá pronto...até trouxe uma xícara!

Papai devagarzinho acordou se espreguiçando e a me ver deu um sorriso e disse:

-humm...que cheirinho delicioso...cheiro de café fresco e cheiro de mulher que acabou de tomar banho!

-bom dia papai...vim te acordar...porque to louca pra te mostrar o que comprei e já que aquela tua namorada chata não tá aqui...posso mostrar pra vc sossegada!

Papai então deu um sorriso e então sem se mostrar muito preocupado em estar nu brincou dizendo:

-vixi...minha filhinha me pegou outra vez...assim...desse jeito...e dessa vez nem tenho lençol pra me cobrir...pega a toalha ai no chão querida!

Sem me preocupar com nada toda safada brinquei dizendo:

-por mim...não precisa se preocupar papai...ja vi da outra vez...eu também...estou quase nua...olha essa camisolinha que comprei...gostou? Vou mostrar todas as calcinhas que comprei...vc quer ver?

Ele deu um sorriso e a conversa se tornou bem safada:

-claro que sim anjo...mas espera um pouquinho querida...vou fazer xixi e escovar os dentes...tá bom?

Ele foi ao banheiro e voltou rapidamente com a tolha enrolada no corpo e pegando a xícara de café se recostou na cabeceira da cama e sorriu dizendo:

-agora sim...vou adorar assistir o desfile de lingeries da minha linda filha safadinha!.

Dei uma volta ao redor da cama com a camisola e a calcinha transparentes e toda safada terminei atravessando a cama engatinhando em cima dela.

Papai sorriu e aplaudiu.

Em seguida tirei aquela roupa e fiquei inteirinha nua e sem nenhum pudor coloquei outra calcinha vermelha extremante pequena. A bucetinha quase ficou de fora e no bumbum completamente atoladinha! Fiz o mesmo ritual só que dessa vez percebi que a tolha que papai se enrolara já formava uma barraca enorme. Peguei outra calcinha e fiz mais um desfile. Os biquinhos dos meus seios estavam durinhos e minha bucetinha completamente encharcada. O tesão de ficar me exibindo pro meu pai me deixava louca. Papai também já não se aguentava...seu pauzão estava prestes a pular pra fora da tolha. Desfilei toda sensual com todas as 6 calcinhas que comprei e depois sem nenhum pudor tirei a calcinha ficando completamente nua e toda dengosa deitei de bruços na cama ao lado de papai e disse:

-pronto papai...gostou do desfile da sua filhinha safadinha? Ou será que vou apanhar de novo?

-Isabela...claro que gostei...vc é uma maluca...desfilando assim desse jeito...e agora peladinha! Acho que vc tá merecendo sim...levar uns tapas nessa bunda linda empinada...pra deixar de ser tão putinha!

Tomada de tesão nem me importei com nada e em segundos me deitei de bruços em seu colo e empinando a bunda no alto sussurrei:

-pode bater papai...mas bate com carinho...eu adoro...quando vc dá tapinhas no meu bumbum! Mas acho que vou ficar molhadinha de novo...toda vez que vc me bate...minha bucetinha fica desse jeito!

Eu sentia no meu ventre se esfregando na minha barriga o pauzão duro do papai e quando ele começou a dar tapas na minha bunda continuei toda safada dizendo:

-humm...papai...que delicia...bate mais...na sua filhinha safada...to precisando apanhar de novo...ando tão putinha...papai!

Papai completamente tarado enfiou os dedos entre os lábios da minha bucetinha ensopada e pegando meu grelinho entre os dedos começou a boliná-lo dizendo:

-eu sei o que vc tá querendo sua putinha...não brinca comigo...vc ta me deixando tarado...sua safada!

-ahhh...papai...continua...que mão gostosa...pega assim no meu grelinho...mexe...ahh...que delicia!

Virei a bunda mais pro lado dele e em segundos eu pegava seu pauzão enorme e completamente duro em minhas mãos e sem pensar muito não demorou pra aquela cabeçona toda babada deslizar entre meus lábios. Minha boca sedenta engoliu com vontade a pica enorme do papai que gemendo tarado sussurrou:

-ahhh...que putinha vadia...é minha filha...ahhh...chupa minha rola sua safada...engole tudo vadia!

Nem precisava pedir e mamei naquela pica majestosa com uma volúpia incontida e os dedos grossos do papai me bolinava deliciosamente minha bucetinha e então me contorci toda e gozei gemendo alto.

Nem tinha acabado de gozar direito quando senti que papai me deitou de bruços com um travesseiro embaixo do ventre e todo tesudo enfiou aquele pauzão entre minhas coxas e começou a fazer movimentos como tivesse metendo em mim e sussurrando em meus ouvidos:

-putinha safada...pelo jeito que tá querendo levar a rola grande do pai na buceta ne vadia...mas me fala a verdade...vc ja deu pra alguém?

Toda tarada e dengosa sussurrei:

-juro...que sou virgem papai...só brinquei com meninos...eu quero perder o cabaço...com vc...quero sentir esse pauzão na minha bucetinha virgem...depois que vi ele duro aquele dia...vivo sonhando com isso...pode meter seu pauzão na minha buceta...que vou adorar!

Papai saiu de cima de mim e me puxando pelos quadris me fez ficar de 4 na cama e então senti sua boca quente colar na minha bucetinha em seguida começar a me lamber todinha me fazer gemer e se contorcer que nem uma louca. Gozei em segundos sendo chupada pela primeira vez por um homem e quase mijei na boca do papai de tanto prazer.

Papai então me fez deitar de bruços novamente em cima do travesseiro deixando minha bunda enorme no alto e então sussurrou tarado:

-essa bunda me deixa louco...sua putinha! Não vou comer sua buceta hj...vc ainda não tá tomando anticoncepcionais...vai que engravida...mas vc não vai deixar de levar pau nessa bunda gostosa! Vou te enrabar...sua vadiazinha!

Ele nem deu tempo pra que eu dissesse alguma coisa e em segundos a cabeçona babada do seu pauzão estava perfeitamente encaixada no meu anelzinho virgem e quando me dei conta já estava sendo penetrada. Gritei de dor mas ele nem se importou e foi enfiando tudo até que senti os pelos de seu púbis colados no meu bumbum e o saco batendo forte entre minhas coxas.

Todo tarado ele me segurou firme dizendo:

-chega de gritar...sua vadia...não quer ser minha putinha...vai ter que dar do jeito que eu gosto...rebola esse rabo...sua vadia...rebola que vou te comer...dá gostoso esse cuzinho pro papai...sua putinha!

Papai começou a tirar e enfiar aquele pauzão do meu cuzinho que não era mais virgem me arrombando sem dó sem se importar com meus gritos. Me sentia rasgada ao meio...papai socava com vontade e quase sem perceber depois de alguns minutos eu rebolava debaixo dele gemendo de prazer. Eu estava adorando ser enrabada daquele jeito...com força e cadenciado. Rapidamente eu rebolava espetada naquele pauzão grosso e o tesão tomou conta do meu corpo e toda tesuda sussurrei:

-mete...papai...come o cuzinho da sua filhinha...soca tudo...ahhh...que delicia...dar a bundinha...ahhh....

Papai metia fundo e o barulho de seu corpo batendo no meu me deixava mais tarada e passei a rebolar sem controle e passei a ser enrabada com vontade com papai todo tarado dizendo:

-que filhinha mais puta...isso assim vadia...da esse rabo bem gostoso...que cuzinho delicioso...vou gozar...vou encher esse cuzinho de porra...rebola vadia...rebola putinha...ahhh...ahhhh!

Quando senti o calor da porra sendo despejada dentro do meu cuzinho arrombado dei um grito e junto com papai entrei em transe me contorcendo sem controle gozando deliciosamente.

Meu cuzinho estava alagado de tanta porra e papai ficou engatado na minha bunda até seu pauzão dar uma amolecida e escapar do meu cuzinho arrombado.

Levantei da cama sentindo a porra do papai escorrer pelas minhas coxas e quando fui tomar banho ao me lavar senti que meu cuzinho completamente inchado e ardido.

Quando sai do banho papai já tinha saído pra trabalhar sem se despedir..

Naquela noite quando papai voltou pulei em seu pescoço e toda carinhosa disse:

-papai...senti tantas saudades...vc saiu sem se despedir de mim de manhã!

Ele deu um sorriso e me carregando no colo me levou para o sofá dizendo:

-Isabela...a gente precisa conversar...foi uma loucura o que fizemos de manhã...eu não devia ter deixado isso acontecer...mas não consegui resistir...vc é muito putinha filha...nem sei o que dizer...ja pensou se alguém fica sabendo...sobre isso!

-papai...ninguém vai saber...nunca vou contar...pode ficar tranquilo...eu queria muito isso papai...e adorei tudo que aconteceu...e eu quero mais...eu sei que vc também quer!

-filha...filha... isso é uma loucura...ja pensou se eu perco a cabeça e tiro o teu cabaço e gozo dentro e vc engravida? Nessa idade...é um perigo!

Na verdade aquela conversa já caminhava pra safadeza pois eu estava com uma minissaia e do jeito que fiquei encaixada no colo do papai já percebi que tinha alguma coisa enorme me cutucando a bunda e toda putinha me enganchei em seu pescoço sussurrando:

-papai...quero perder o cabaço com vc...se vc não me comer...vou dar pro primeiro cara que me cantar...aqui em casa tem um monte de camisinhas que vc usa pra meter naquela vagabunda chata...vc já comeu meu cuzinho...chupei teu pau...tira meu cabaço...por favor!

Nem bem acabei de falar tirei minha roupa e fiquei nua e quando papai se deu conta sua pica enorme já estava liberta da calça e eu ajoelhada entre suas coxas mamava que nem uma desesperada. Ele gemia na minha boca e logo me carregou até o quarto e me deu um banho de língua maravilhoso me fazendo gemer e gozar deliciosamente.

Papai se recostou na cabeceira da cama, colocou a camisinha naquele pauzão e então todo tarado me olhou e sussurrou:

-vem...putinha...vem dar essa bucetinha virgem pro papai....vc quer...meu pau...senta nele sua putinha!

Em poucos segundos eu tinha uma perna de cada lado do corpo de papai e fui descendo meu corpo e em seguida a cabeça enorme daquele pauzão encaixou na entrada da minha buceta virgem e começou a me penetrar firme.

Dei um grito quando meu cabaço se rompeu mas isso não me impediu de sentir um tesão louco e deixei meu corpo se soltar de vez e em segundos o púbis do papai estava colado a minha bucetinha sedenta.

Rebolei como uma vadia na pica do papai e gozei como uma louca gemendo e gritando de prazer.

Papai me fazia cavalgá-lo e todo tarado me chamava de puta, vadia, vagabunda, tarada e eu adorava.

A cama ficou toda cheia de sangue da minha virgindade e papai me comeu durante mais de hora.

Minha bucetinha ficou toda inchada e dolorida mas foi maravilhoso.

Depois do banho dormi abraçadinha com papai completamente peladinha e acordei com aquele pauzão enorme encaixado entre minhas coxas e o mais delicioso foi quando senti a cabeça meladinha começar a penetrar meu cuzinho. Doeu um pouco ainda inchado mas logo eu rebolava tesuda. Ter uma pica no cuzinho era uma delicia.

Meu presente de aniversário de 18 anos tinha sido antecipado em uma semana. RSS.

Fiz papai terminar o namoro com aquela vaca que queria me controlar e passei a ser sua putinha.

Praticamente quase todo dia papai comia minha bucetinha e meu cuzinho bem gostoso.

Isso já faz 4 anos e tudo está sendo maravilhoso!!!

Outros contos do TETE acessem meu perfil: http://sharoland-nn.ru/perfil/150463

Se quiserem entrar em contato:

skype: tete-cp1

e-mail: [email protected]

hhhhhhhhhhhhhhhh8

Comentários

25/04/2016 23:41:10
Nossa, sempre fui apaixonada pelo tema incesto, mais ainda não tinha tido o prazer de ler um conto que me deixasse tão molhada, quanto esse, meus parabéns nota 10
14/03/2016 13:56:55
Não tem continuação ? poha
14/03/2016 11:58:08
Puta que pariu, meu sonho era minha filha de 15 anos ser assim comigo...mas infelizmente ela não é
06/05/2015 22:40:07
Show
20/08/2014 11:31:13
Putinha gostosa!
24/09/2013 16:13:26
Fez minha buceta pulsar!
16/09/2013 06:42:13
muito bom
15/02/2013 17:33:11
rsssssssssss, k conto,maravilhoso e quanto tempo em? rsss,amor de pika aonde bate fika,rssssss filinha putinha e gostoza,alem de guloza,rsss parabens.
24/10/2012 17:00:47
Show!
23/10/2012 12:54:09
mossa muito bom esse conto seu maluquete rsrsrs, se quiser mi add no msn [email protected]
23/10/2012 10:02:51
Muito bom, adorei, com uma filha destas eu também não ia querer outra mulher.
23/10/2012 06:10:52
Isso é que é uma foda verdadeira. Teve de tudo e, pelo jeito, vai continuar tendo. Daqui apouco, você faz amizade com a namorada do seu pai e começam a fazer um menage legal. Seu pai deve ter muita coisa a lhe ensinar. Trepe à vontade, meta gostoso, e, quando puder, mande a continuação, pois essa história, do jeito que foi contada, tem muita coisa ainda para ser mostrada. Nota 10, viu safadinha?
23/10/2012 05:47:16
POrra maluquete rs, que tesao de conto. Parabens
23/10/2012 05:43:46
Delicia, adorei.
23/10/2012 04:06:41
Parabéns, pelo seu aniversário e pelo seu conto!Raramente leio alguma história com tanta atenção como a sua.Que Tesão de menina!!!
23/10/2012 02:25:55
Embora eu nao goste d contos d incesto... Ficou mto bom parabéns mesmo !
23/10/2012 01:46:39
Adorei, voce escreve de uma forma clara e correta como eu. Assim facilita bastante a leitura, o que fica mais excitante. Parabens querida
23/10/2012 01:15:32
Delicioso.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


videos porno brasileiro família sacana meu cunhado além de me comer tira o caba co da minha filhaTravesti inceto desde pequenamelando buceta com salivatemto core mais eu pegeibrasilera xvideovideos porno caseiro a garotinha dormi e o padrasto gozou no seu cuzinho nxvideo pageContos novinha cuzinho depósitomenininhas nem tem pentelhinho na buçetinha ja sendo penetradaseu já perguntei onde tu tava ontem Live sexo vídeo pornô deixa que eu adoro vai bater igual a Shakirasubrinha olhando seu tiu nuPenis flacido castrar contosnovilhas rebelados no paua infidelidade da irmã resolve dar a buceta ao irmão mais novoporno-fodas no quarto e o vinnho malxvideo chapeuzinho Vermelha no bosquecontos gay iniciadores de boys inocentes fotos gratismeu bundao esta seduzindo meu filho filmeFeitichi d evangelica c homemdescreva como se sente ao esfregaren seu clitorescriola da buceta inchado lwva gozada dentro que eacorrecontos crossdresspulomuitoem.cima.de.mim.pornoeu e minha irmã dando para o meu padrasto contoschantageou a coroa para se dar bembaixar video bicha fala ai bicha disgracadaxxvideos parada gay 2017 sao paulofodendo o putynho gaycontos de tia que mexeu com sobrinho jovemGeisy Arruda mostrando a buceta alteradacontos incesto mae gtscontos eroticos. bi femininoesposa novinha do bundão grandão nua despeitocontos eroticos provocando meu cunhadoContoeroticonovinhosafadomau encostei a penis no cuzin dela ela ja se gozou todavidio mulher casada com roupa fodendo enfrente o marido ate escorrer porrsContoPorno dotado estourando as prega do viadinho novinhoponodoido pasado um tempo com minha primasarrombadimhas ponorenatadominadorawattpad enteado gay chupando o pau do padrasto musculosomulher revivesse monstro xvideorelato erotico evangelica casada carente da buceta peluda greludaamarados com cordas e mulheres tatendo punheta ate eles gozar xvideosconto erótico buceta azedinhaquero ver filme pornô com mulher morena de 20 anos dando o cu de bruço fechafilha a reda causilha e pai empura rolaicvidiopornoputa no hoteldo bucetao loca de tesaoPorno.doidsexoFoto picudo estotando a bucetinha da casadameu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosGostosas peladas com silicone na bumda que fazen os guri bate punhetaContos.encesto.mae.silmentaContoeroticonovinhosafadobem quietinho cornitudeContos eroticos chotei na puca do meu padrasto parte1contos de machos roludos dominando cornos das esposascontos erotico papai vai caberpai cospe no cuzinho da putinha depois mete o pauzao@nubianinfa.comXVídeos gay com truculênciaprimos se pegando e com mãoboba pornodoido.comenteada dorme bêbada chapada e padrasto quando a solidão na marranovos xvideos metendo com forçaaaaaaconto porno provoquei meu filhonegras lesbicas fazendo tribadismo cabeca vs cabeca c clitoriscontos e histórias de pai tarado não aguentou e comeu a filha de sete aninhos gostosinhavídeo pornô homem t***** possuído chupa b***** da mulher e filhos dele até virar uma chupetasua puta ou seu viado o celular e meu e se quero asisti video porno tenho que asiste por que.paguei pra ter minha escolha desgraçaXVídeos uma mulher de 28 anos de baby doll arrumando a casaConto porno virgem deflorada por traficante pauzudo da favelatiraramos a roupa contos lesbicoscontos minha mae gravida do pedreiromeu primo tirou minha cueca e cheirou minha rolaconto no cinepornoas gordinha r***** dando o vaqueiro na Fazendavídeo de morcinha fudemotecido brilhoso pornpai cheira a cueca do filho com gozosexo porno fui no meu ginecologista ao abri a perna ele me chupou todinha deliciacontos eroticos de evangelicas metendo