Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Coisas que aprendi, depois de casada, com um homem que não era meu marido. Parte 1

Não sou de fugir dos desafios... Algumas vezes me exaspero. Meu Dono me olha e, me acolhe... Nosso jogo de sedução inclui dor e prazer. A intenção é obter a mistura de dor com prazer, mas o prazer tem que obrigatoriamente ser maior do que a dor. Quando a dor suplanta o prazer, o jogo, a brincadeira, fica sem sentido.

Agradecida, rastejo, lambendo Seus pés em submisso amor, lambendo suas mãos, depois dos tapas e das mordidas nas tetas, em que me cravas os dentes em marcas coloridas.

Mansa, Tu me abusas, me invadindo as carnes sem dó ou piedade, extraindo do meu corpo o Teu prazer merecido.

Sou submissa, escrava, cadela e serva, sempre querendo aprender a servir mais, obedecer mais, me reconhecendo como aprendiz, sendo adestrada para ser o que sou... Pertencer de corpo, pensamento, sentimento e alma ao meu Mestre e Senhor

Sou uma escrava prisioneira encerrada na masmorra da tua paixão, aqui Te espero para que me tortures, uses, humilhes, fazendo de mim o que foi antes dito: uma serva a Teus pés. Toda minha feminilidade só se mostra quando Tu chegas. Aí entra em cena a cadela, a desavergonhada puta, a lasciva vadia. Meu prazer é Te alegrar, cuidar de Ti, do que comes e bebes, obedecendo a cada ordem imediatamente.

Assim me realizo, por isso Te agradeço e transformo em gozo a dor que de Ti recebo

Submissão é estar sempre pronta para o que vem depois. Saber esperar e perseverar nos seus desejos e fantasias. Um caminho recheado de obstáculos, de abismos, mas também suave e maravilhoso de ser trilhado. A submissa é o ser que ama simplesmente por amar, se permite o ter e dar prazer com a graça, leveza e por outras vezes fúria da fêmea. É algo primal em mim. Que me faz querer sempre saber qual será o meu limite.

Um homem só pode ter certeza de que uma mulher lhe pertence quando ele consegue despertar nela um desejo de entrega e submissão tão intenso, tão vibrante que ela será capaz de fazer qualquer coisa, a qualquer hora e em qualquer lugar, única e tão somente para satisfazê-lo. A plena realização de um dominador é transformar sua submissa numa verdadeira cadela e poder fazer dela o que quiser dentro do ambiente em que se encontram E foi exatamente isto que meu Dono despertou em mim.

A submissão fascina pois leva a descoberta de novos caminhos, nunca antes imaginado

O prazer da submissa é fazer seu Dono feliz realizando todos os seus desejos e vontades, sem exceção.

A entrega é um ato sublime onde a submissa se vê totalmente tomada pelas vontades de seu Dono.Quando a uma mulher reconhece isto, ela percebe que está um passo a frente das demais mulheres, e isto é importante para o seu crescimento pessoal.

A sexualidade de uma escrava excitada é incompreensível para a mulher tida como livre. É a glória, é o que a diferencia das mulheres livres, pois isto é uma coisa que estas nunca entenderão

Entendi que, por mais paradoxal que seja, a escravidão liberta, a tortura afaga, a rispidez acalma e o tapa excita; Percebi que carinho contamina, que a respiração por vezes faz faltar o ar, que o desprezo aguça, que o proibido cutuca, que a distância aproxima pois faz pensar no Dono a todo instante. Entendi que o choro alivia e a vulnerabilidade faz estremecer,

Depois que descobri o prazer em ter e dar prazer, me nego terminantemente a manter qualquer tipo de relação ordinária. Com Dono conheci o ápice. Necessito do êxtase em seu estado mais vibrante. Necessito ser eu mesma, só que em chamas... Ser tomada pelo desejo e nele me banhar. Arder. Quero ser despedaçada!Quero me sentir mulher.

Quando a porta se fecha e eu e meu Dono entramos em nosso mundinho particular, eu tenho absoluta predisposição em obedecer. Cada encontro é um novo aprendizado, um novo conhecimento. Por isto me esforço para suportar qualquer pedido que me seja feito e testar meus limites de vontade e obediência e porque não dizer, de prazer.

Ideias mil vão surgindo, explodindo sem parar. Dono tem mente de criança hiperativa, emoção de adolescente. Que turbilhão! É muito desejo junto, é uma fome de ser, de pertencer, de se deixar perder. Deixei o autocontrole na porta DELE, não tenho mais que ter esta tarefa, agora eu sou controlada, guiada por um guia formado. Comandada pelo bom senso, equilíbrio e pela paixão de quem sabe o que faz. A submissão força às comportas como uma violência incrível.

Dou o melhor de mim para ser uma excelente aluna. Presto atenção em tudo, exijo o máximo de mim e assim me vejo melhor como pessoa, mulher, escrava e submissa. Não me considero masoquista, mas aprendi a gostar da dor, ela me excita.

Escolhi meu Dono, pois ele teve a coragem de me tratar como Mulher e não como um bibelô ou sua empregada. Sou sua servidora, ( e não sua serviçal) os seus desejos são meu prazer, realizar o menor ato que lhe traga prazer é algo por demais agradável . Não me preocupo muito com o pensar dos outros.

Ao me descobrir como fêmea, entendi que não queria mandar e sim, que necessitava obedecer.

Queria me sentir protegida, mesmo durante a ausência de meu Dono,

Entregar meu corpo para o prazer Dele, e com isso me realizar. Fechar os olhos e sentir a presença Dele.

Deleitar a alma a cada ordem bem cumprida e a cada elogio recebido.

Receber nas costas as chicotadas, para depois me admirar no espelho, vendo as marcas de posse Dele.

Sentir o peso da mão que comanda, me segurando firme pela coleira ou estalando um tapa vibrante em meu rosto

Sentir as cordas me apertando, mesmo sem estar amarrada por elas.

Suspirar a cada novo dia, pelo simples fato de pertencer a Ele e ser feliz assim

Quando comecei a servir meu DONO, eu tinha um monte de limites. Mas, DONO tem um olhar de lapidador. Dono soube lidar com todas as minhas limitações, anseios, angústias e com paciência e sabedoria me transformou na mulher que sou hoje. Sou só uma mulher que se entrega de corpo e alma aquele que é seu DONO e SENHOR . Assim, eu cresci e hoje sou cadela, submissa, escrava e o que mais DONO de mim quiser e desejar.

Quando sua voz me chama, as vezes algo me apavora, mas ver sua excitação em me possuir inteira, me faz mergulhar em suas mais loucas vontades e eu me transformo no objeto de realização de seu DESEJO. Estar a sua plena disposição é algo que me dá prazer. Realizar seus desejos, me dá prazer, fazê-lo feliz me dá prazer. Me sinto única, a primeira, a poderosa.

Sou uma mulher que aprendeu a ser feliz hoje e agora adora ser chamada de puta cachorra, vivendo a plenitude de um relacionamento sem medos, receios, preconceitos ou tabus, mas com muito respeito. Tudo com muita intensidade, paixão e vivacidade. Gosto de ser tocada intimamente e profundamente, mas descobri que preciso de MAIS. Necessito ir além, sentir algo de uma forma incontrolável e me lançar em sensações. Gosto da sensação de estremecer ao toque de suas mãos e principalmente sinto que Dono me quer de verdade, me quer em minha totalidade, preciso de MAIS, preciso satisfazê-lo naquilo que nenhuma outra mulher o satisfez. Quero sentir, curtir e acender a minha chama interna cada dia de um modo diferente.

Adoro sentir suas mãos delicadas acariciando meu corpo, apertando, explorando. É tudo tão intenso que os arrepios que passam por mim são apenas desejos de desfrutar dessa doce libertação, que só ele sabe me dar, quando toca minha pele.

Meu corpo lateja, pede pelo dele, mas Dono é homem experiente safado, que me agarra pelos quadris e se deixa abandonar entre as minhas pernas, naquele lugarzinho especial. E com sua boca em meu clitóris, se põe a provar e se demorar no deleite do meu ponto mais sensível.

Não posso mentir, eu amo isso! Eu fico louca, quando sinto sua língua envolvendo com volúpia o meu botãozinho mágico. É um momento maravilhoso e onde todas as minhas sensações se concentram.

Eu alço voo em cada movimento da tua língua em instantes minha imaginação cria asas e me leva ao um mundo de delícias e prazer.

Dono vai lambendo, circulando, serpenteando com sua língua, apertando entre os lábios, afastando com os dedos as dobras vaginais para me sugar toda com tua boca.

- Olha o estado desse grelo – Dono enfatiza. Dono ficava radiante sempre que dava de cara com minha vagina encharcada e meu clitóris que ameaçava botar sua cabecinha vermelha para fora de seu capuz. O botão firme e redondo se projetava para além dos lábios da boceta inchada em claro sinal de rendição.

Com os polegares, Dono abre vagarosamente os lábios da minha boceta até fazer com que meu grelo quase pulasse para fora.

- Mas você é uma putinha muito sem-vergonha – Dono exclamou, enquanto prendia meu clitóris entre seus dedos, puxava e torcia. O tesão me consumindo, eu me limitando a arquejar, gemer e suspirar . Dono mete um dedo em minha xoxota pra lá de encharcada e força o períneo para baixo, como se fosse rasgá-lo, fazendo com que eu gemesse profundamente.

É desse jeito que vou ao céu e me desperto para milhões de fantasias, consomem meu corpo num fogo abrasante. Eu viajo em pensamentos à uma orbe de deleite e me vejo rodeada por visões e fantasias eróticas, sensuais, pornográficas...

Tudo se torna imprevisível, sensações correm por todo meu corpo, emoções se instalam em meu ser fazendo-me ir ao encontro de uma loucura.

Eu fico louca, uma verdadeira desvairada, totalmente fora de mim.

Meu coração dispara, todo o ar para mim é pouco, o suor escorre de todos os meus poros e tudo para mim se resume na tua língua em meu clitóris, a tua boca molhada e o teu hálito quente, dando a ele mil carícias.

Não dá para segurar os sussurros e gemidos, eles são os meus pedidos para você não parar.

Todos os meu sentidos estão centrados na tua língua e os meus pensamentos nela estão, em cada movimento e em cada lambida.

Dizer que são sensações é pouco para os meus sentidos, pois tudo o que eu sinto, é muito mais do que um tesão, que açoitam o meu corpo e me levam ao divino gozo. E derramo o meu orgasmo em sua boca! Meu gozo, tua vitória, nosso prazer

Outra coisa super gostosa que eu gosto de fazer quando estou de quatro é levar uma chupada no cuzinho, isso eu aprendi com Dono, porque até então desconhecia o quanto isso é gostoso. Ele começa lambendo o bumbum, primeiro um lado e depois o outro e com a língua vai chegando no meio até alcançar a xaninha aí ele começa a lamber o grelinho fazendo eu ficar toda molhada e soltar gemidos bem altos de tesão.

Não satisfeito o safado ainda passa a língua no meu cuzinho (eu sempre fico com o cuzinho piscando quando estou recebendo uma chupada gostosa) e isso me faz estremecer de prazer e quase que implorar para receber uma rola bem gostosa naquela posição toda submissa e com o bumbum bem empinado.

Dono me ensinou que o nome popular desta técnica é beijo grego. Beijo grego é você receber ou dar uma bela duma lambida bem gostosa no cuzinho do parceiro ( a). Sempre que estou fazendo isto, aproveito para bater uma punheta para meu safado. Quando é ele que me chupa, sempre sou presenteada com uma bela siririca, ai que tesão!!!

Neste período que estamos juntos, Dono me ensinou muitas coisas, muitas safadezasinhas gostosas, uma delas é o Beijo Grego. Me lembro do susto quando Dono me fez a primeira vez. Fiquei sobressaltada, mas logo me descontrai e curti as sensações maravilhosas que Dono me proporcionava. Com o tempo, aprendi a gostar demais tanto de receber como de fazer. Dono também adora.

Particularmente falando eu adoro receber uma bela linguada. Eu empino a minha bundinha ficando de quatro esperando meu Dono começar a lamber meu bumbum. Ele vem lambendo um lado do bumbum e depois vem para o outro lado, isso vai me dando os primeiros arrepios, para me atiçar vai passando dois dedinhos bem suavemente no meu grelo.

Eu já começo a ficar molhadinha só das lambidinhas no bumbum, mas o dedinhos no grelo também colaboram bastante, e a essa altura já é quase impossível segurar os primeiros gemidos, que saem de forma automática. O que acontece também quase sem perceber, são as reboladinhas que dou na língua do meu macho safado.

Geralmente neste momento Dono deixa meu grelinho e começa a apertar meu bumbum, enquanto isso a língua começa aos poucos chegar no seu objetivo, mas ele sempre me deixa implorar para colocar a língua. Isso porque ele vai passando a língua bem próxima do cuzinho, mas sem chegar lá e vai lambendo de um lado para outro do bumbum.

As vezes ele também dá umas mordidinhas ou tapas no meu bumbum, e quando isso acontece ele já esta com a mão na minha buceta batendo uma siririca (que nessa posição faz o tesão aumentar muito) e depois que eu quase imploro para ele, enfim ele chega onde eu quero.

Eu toda melada de prazer e já com o cuzinho piscando começo a receber as lambidas gostosas do meu macho (que a essa altura já esta batendo punheta) então como eu já não tenho a mão dele é a minha mão que vai para a xaninha e começo a me masturbar bem lentamente.

Quando eu me masturbo eu gosto de usar apenas dois dedos, e faço de forma bem lenta, as vezes alisando um pouco acima do grelo, pois sinto muito tesão nessa região, aí conforme o tesão aumenta o ritmo da siririca vai junto. Quando meu cuzinho começa a piscar Dono endurece a língua e começa a penetrar, nossa que delicia é sentir isso, que delicia.

Quando sou quem o chupa, começo com uma bela mamada bem molhada nos peitinhos dele, esta é a forma mais rápida de Dono ficar de rola dura em qualquer momento, é incrível.

Com o pau dele já esta bem duro e melado eu vou logo colocando na boca o máximo que eu conseguir, e ele adora ver eu me esforçando para engolir aquele pau todo, então depois de percorrer bastante o pau dele com a minha boca (e estar molhadinha de novo) começo a chupar o saco, primeiro passo a língua nas bolas e depois eu revezo entre colocar uma bola e depois a outra na boca.

Enquanto brinco com as bolas do Dono na minha boca eu fico batendo punheta para ele e em alguns momentos olho no rosto dele, e o vejo gemer com os olhos fechados, lambendo os lábios, então ele já esta pronto para a verdadeira brincadeira...

Coloco-o de quatro e vou direto ao ponto dando uma lambida bem generosa no cu dele, que começa a soltar os primeiros gemidos e com a mão começo a bater punheta. O pau dele esta todo melado de tesão e da minha saliva, duro feito pedra, enquanto fico lambendo o cuzinho dele aproveito para acariciar a cabeça do pau, ele fica doidinho me falando cada safadeza que nossa...

Conforme ele vai gemendo, vou aumentando o ritmo da punheta, as vezes eu paro de lamber e começo a pedir leitinho para ele, no que sou prontamente atendida com uma gozada farta do meu macho. Ao vê-lo naquele estado eu caio de boca de o deixo limpinho. Nestas horas, eu adoro perceber o tesão estampado na cara do Dono por mim.

Sempre fui adepta do sexo oral, a famosa gulosa. Coisa que adoro desde os primeiros namoros.Com o tempo, a gente vai aprendendo a dar prazer e a ter prazer. Principalmente quando o parceiro vai dizendo a forma como ele gosta e que lhe dá mais prazer, o resto é com a nossa criatividade e bolas prá frente, rsss .

Para uma mulher, sentir o pau de um homem crescer em nossa boca é uma das melhores sensações de realização que podemos ter.

No inicio eu não gostava que gozassem na minha boca, não gostava do gosto da porra e cuspia tudo fora quando acontecia de algum engraçadinho gozar sem me avisar.

Quando conheci meu Dono, a primeira coisa que ele fez quando eu o chupei foi gozar na minha boca. Logo na primeira mamada, ele segurou firme minha cabeça e me fez engolir todo o seu gozo. Em seguida, me deu um dos melhores beijos que eu recebi em toda a minha vida.

Aproveitando o fato de estar abraçada ao seu corpo, ainda assustada, primeiro com o fato de beber tanta porra e depois com o fato de ter sido beijada em seguida, quando me recuperei do susto, perguntei porque ele fez aquilo. Matreiro que só ele, sorriu e disse:

- você nunca tinha sido beijada antes, certo?

- não, desta forma nunca

- olha só, uma mulher de verdade não pode ter vergonha de receber o leite de seu homem na boca. Se a beijei foi para mostrar a você que eu gostei de você ter engolido tudo, que me senti superbem com seu carinho e que isto a torna especial para mim. Eu gosto assim.

E continuou com seus ensinamentos:

- se eu deixasse para fazer isto depois, poderia ser que você não quisesse ou fizesse cara de nojo, portanto, nada como a surpresa para você saber quem é que manda, entendeu? E, riu o fdp....rsrs

Tenho que confessar, meu medo ( ou nojo) não fazia o menor sentido. Prova que até hoje toma do leitinho do meu Dono amado com o maior prazer e todas as vezes, fico molhadinha e cheia de tesão

A gulosa que eu gosto de fazer é aquela que começa lenta e vai aumentando a velocidade aos poucos, de acordo com o tesão do meu Dono. Começo chupando a cabecinha, deslizando a língua pelo comprimento, mordiscando suavemente e abocanhando o máximo que consigo, é nessa hora que consigo arrancar os primeiros gemidos.

Durante minha performance, gosto de escutar a reação do Dono, assim eu sei se estou agradando ou não, e quanto mais gemidos, sussurros e xingamentos eu escuto, mais tesão me dá e com mais vontade eu caio de boca no pau.

Dono gosta que eu varie, passe a língua nas bolas e no cuzinho dele também, isto tudo aprendi com Dono. Após o leite jorrar, ainda dou mais uma chupada gostosa na cabecinha sensível para finalizar e limpá-lo.

Ninguém é obrigado a adivinhar o jeito que o outro gosta, mas é importante que se entendam nestas horas, tem que se abrir e dizer se prefere mais rápido, mais devagar, mais forte, mais suave.... assim ambos conseguem se entender e se excitam mais.

É maravilhosa a sensação de um cacete pulsando na sua boca enquanto o cara se contorce de tesão e geme gostoso. Nessas horas chupo com mais vontade e peço leite quente, na maioria dos casos, a essa altura é quase impossível meu pedido não ser atendido. Adoro quando Dono escolhe o lugar onde quer gozar: na boca, nos seios, na cara, .,

Eu sempre tive o bumbum avantajado desde a minha adolescência e como eu sou bem branquinha ficava corada quando percebia que tinha algum homem me secando quando eu passava na rua.Minhas calcinhas eram normais, nada muito cavado, pois a minha bunda é grande Depois casei, mudei um pouco, mas ainda assim ficava encanada com o tamanho da minha bunda.

Relaxar de verdade, só fui relaxar mesmo quando comecei a transar com Dono. Além de gostar ( e me incentivar a usar ) calcinha pequena, tipo estas que entram todinha no bumbum. Dono dizia que eu ficava mais bonita sensual na hora da transa, e como ele é todo visual, adorava ver minha bundinha com uma calcinha fio dental ou asa delta. Percebi de cara que uma das coisas que ele gostava era dar aqueles tapas na hora da transa e comecei a ter gosto pela coisa. Dono me põe de quatro e senta a mão me fazendo sentir sua pegada. Dono adora pegar no meu bumbum, apertar e encher a mão mesmo. Dono sempre que mete em mim, rola aqueles tapas no bumbum. Pronto, esta virou uma das minhas práticas favoritas juntamente em dar de quatro. Dar de quatro é gostoso porque o pau vai mais fundo, a sensação é outra, é mais gostosa, mais intensa,

Dono me pega de quatro mete bem rápido e bem lá no fundo, e além de dar aqueles tapinhas gostosos no meu bumbum ainda puxa meu cabelo. Eu já perdi a conta de quantas vezes gozei nesta posição.

Desde nosso primeiro encontro Dono sempre demonstrou saber como tratar uma mulher na cama. Além de me fazer gemer feito uma descontrolada ainda deu cada tapa gostoso no meu bumbum que só de lembrar já me dá até tremedeira nas pernas e me molha toda.

No começo eram tapinhas com uma mão, conforme eu ia gemendo ele ia aumentando a intensidade e batendo com as duas mãos enquanto me fodia, Eu gemia mais alto. E Dono castigava sem dó nem piedade. Dono ficou impressionado e disse depois que nunca tinha visto uma mulher gemer tanto durante uma foda, mas é que aquilo tudo era novidade para mim, e estava tão bom que na hora nem notei, mas as marcas de seus dedos e mãos ficaram na minha bunda por pelo menos uns 3 dias.

Bom, ao longo de nossa convivência, fui sendo devidamente treinada para ser sua submissa e obedecê-lo em tudo. Na parte 2, conto outras coisas que aprendi, outras coisas que vivi.

Comentários

30/12/2012 21:52:41
que contaço......fazia tempo que nao lia nada teu por aqui, voltastes com a bola toda, parabéns
30/12/2012 20:06:43
Oi pessoal, estou escrevendo uma série de contos hétero bem explicitos. Quem curte sacanagem beeem detalhada com muito romance,intrigas e reviravoltas não pode perder... beijos

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


mulher evangélica sendo comida a força por 2negros super bem dotadocachorro estorou a bundinha da gostosa de minisaiapassando oleo sabor morango e fazendo boquetitarada xividiosfaz sua namorada ir ao ceu so com q sua linqua pornodoidopegei miha esposa transando com nosso cachorrocadelas bucerudas fudendo no ciolésbica com p********* chuchada na garotinha gostosacontos eróticos reais nnnnovınha transando com ırmaopau grosso devasando bucetacasado sendo penetrado no seu cuzinho pelo amigo,devagar e suave.médico explicado chupar bucetas doença transmiticomo descabaça minha sobrinhaxvideos cangáceiras eroticasminha esposa branca e gorda dando o cu pro meu compadrecontos erticos luferEu e minha mãe no ônibus de excursão-contos-incesto-filho e mãe-incesto no onibuscalcinha atirando de lado e mostrando abucetafui pago pra dar o cu pela primeira vez hetero , sexo gay amadorputa no hoteldo bucetao loca de tesaosiririca em horas inoportunaseu sempre brincava com as coleguinhas de mimha irmã, e prdia para eles baterem punheta para mimfudendo a matasrtacontos desvirginando a mulher do cornodavs contos eróticosputa no hoteldo bucetao loca de tesaocontos eroticos comeu a testemunha de jeovaincesto tio tirando virgindade da sobrinha de dez anos no semáforocontos de gozadas nas bundas grande de coroasmulher com mulher pode uza bolinha vaginasnovinha dançando só de calcinha e de óculos e botãozinho vermelhocontos mulheres que gostam de cu de homemSo putinha chupando rolas de 16centimetroporno gabsinhaContos erotic eunovinha escondida vendo irmao menor se mastubandocontos eroticos me entreguei p meu genro k me fez d putadando a boceta pro namoradoprimeira vez novosexo caseiro jardineiro comendo cu da tiacontos de putaria sou puta de dois primo negrodar e coçar e so começar contos eroticosContos gays /fui estrupado por2 na escola e a diretora flagoucasada coroa video fotocorno secretopono gay ply boi adolenti dando cu ategosaConto tirei o biquine no quarto do meu paigey fazendo fime porno com homem infindo garrafas no geyesposa do meu amigo me deu bola e eu comi ate seu cuzinhoContos eróticos minha mãe e os cubanos - parte IVasistir video porno angolano de tia e sobrinho.incesto tia e sobrinho ela tenta resisti mad acaba sedendo a buxetinha porno videoscontos-esfregando na bundinha da netinhacontos eroticos de mulheres de manausconto gay meu colega aceitou da o cubucetaazedinhaconto deram tesao de vaca pra minha esposaler varios contos de lesbicas e eterosfilha fodendo com pai na excursaohttps://www.pornodoido.com/video/esposa-traira-e-fodida/novinha fazendo exame toxicológico xvideos.com"mostra o seu que eu mostro o meu" vídeo pornoincesto lendo no colo do papaiMULHERES GOZANDO COM FORTES MODISCADAS NA ROLA DO CARA DE MUITO TESAOna cama o lençol manchado revela o fato consumado fizemos um amor gostoso transando sexo faladocontos eroticos a crentinhaConto Meu Pequeno ,Meu Amor 1Temp. completa casadoscontosPorno Tia comeu o sobrinha atc gozou dentro delavídeo pornô da negra olho torto sentando na pica e virando os olhos com tesãocontos gays tio e sobrinhonegao pausudo enfoorca a novinha enquanto fode elavídeo caseiro de sexo com a namoradinha pedindo para namorado com meu com filho dela devagarzinho ela muito escandalosaver uma crente casada casano um pauzudo pra dar o cuvideo pprno gta ida sr mastutbando com pepinocontoseroticos de prima e seus primosver gostosas que presisou rasgar o seu chortinho de putinha para dar a bucetadescobrindo o amor 74 dr romântico videos de coroas loiras da bunda grande vendo genro de pau durocontos eróticos esposa foi e*******' no comício do político e deirmão pauzudo fudendo a irmazinha mignon CONtos minha mae de calça legue com a buceta repartida ao meioxvideo menina de meno gosano e tremeno as penameu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosComtos Eroticos filho de menor fodendo mae gostosonaerotico filha da um beijinho nelenegrinha achou que era facil dar o cú e chorou na piçarapasjovem pao grande groso gozandoxvidios novinho trasando com dorcontos de surubas inesperadas com esposacontos eroticos depois da balada em osasco 11/2016comi egua nova contomeche gostozo estou gozado dentroconto porno me depilaram todinha