Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Flagrante Fatal - Orgia de Devassos

Autor: Leilaporn
Categoria: Heterossexual
Data: 12/12/2012 00:03:15
Última revisão: 04/05/2014 08:13:00
Nota 10.00
Ler comentários (14) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Das minhas aventuras indecorosas, talvez esta tenha sido a mais inusitada. Nos pôs a prova e fez galgar alguns degraus em nossa crescente volúpia sexual e em nossa ascensão em um mundo de adoráveis, mas deliciosas perversidades. Gostosas como estávamos, já havíamos feito quase tudo, mas por esta divina e satírica surpresa nós nem imaginávamos. Não estava em meus encantos envolver pessoas conhecidas de Lucy e tão pouco o marido de uma amiga e filho gay em nosso planos promíscuos. Jamais havia imaginado em realizar uma orgia com os dois morenos, uma travesti e um puto.

Como ainda esta em meus planos foder com meu pai e meu irmão junto com Lucy para me ajudar, vou contar o que aconteceu algum tempo atrás e de como quase recuperamos um homossexual bem dotado (que desperdício!), voltar a ser um macho ativo e nos comer junto com seu pai por uma tarde.

È bom relembrar que minha amiga Lucy é uma MILF, moreninha clara, muito gostosa, com cerca de 30 anos baixinha e boazuda, dona de uma linda bunda redonda,muito redonda e com tetões lindos e de auréolas túrgidas e duras. Era sempre visível enxergar as tetas dela, bicudas e sempre armadas seja qual fosse a blusa que ela usasse. Lucy é minha confidente e parceira de sacanagens. Era uma espécie de companheira sexual. Sabe da dupla vida putesca que tenho, de meu caso com meu pai e amante. Aliás como já contei, antes de casar ela foi garota de programa. Estava sempre a me ajudar, nem que para isso ela tivesse que costumeiramente incorporar a pomba gira que vivia dentro dela.

Vamos ao fato. Lucy tinha uma amiga chamada Cláudia, casada com Luisão que trabalhava como mecânico. Eles tinham um filho adotado que se chamava Jacques. Aconteceu que certo dia o carro de Lucy quebrou e ela pediu minha ajuda para rebocá-lo a casa de Cláudia. Havia mais detalhes nesta história,, Lucy tinha tido um michê no passado em que atendeu o tal Luizão. Puro negócio e que havia ficado até esse momento no passado

Toda vez que Lucy saia da casa de Cláudia, seu marido Luizão vibrava, pois sabia que naquela hora sua esposa Cláudia ficava com tesão por Lucy, pois ela contava seus casos na época e Cláudia ficava tomada de tesão, ela sempre ia para cima dele para fode-lo em transe de tudo quanto era jeito. A visita de Lucy para Luizão era certeza de foda com a esposa, e foda com ela em estado completo de Puta. Luizão adorava isso, pois e fantasiavam ele e Cláudia fodendo Lucy.

Eu conhecia o tal do Luizão, um negro mecânico, gordo e sem vergonha. Lucy nunca mais tinha se metido com ele, e por um resto de pudor e respeito que ainda lhe sobrava em relação à amiga e também por achar aquele negro gordo, um sujo e nojento. Quando fodeu com ele, foi simplesmente por grana. Cláudia também tinha um filho adotado e enteado de Luizão, chamado Jacques. Jacques desde criança tinha tendências homossexuais e que não foi apenas tendência, conforme cresceu tornou-se uma travesti mulata e assumiu-se como cabeleireira e a noite como mulher.

Não era de se surpreender, que um dia minha eu e Lucy colocaríamos a prova esta família ou melhor a própria promiscuidade desta família cairiam em nossas mãos como um frango em uma bandeja.. Mas, isto também nem foi preciso, pois Luizão e sua enteada Jacques, que agora atendia por Solange colocaram tudo de graça para minha devassa amiga e é este flagrante que eu e Lucy presenciamos que será contado. Este foi o inicio da corrupção da Tia Cláudia, Luizão e Solange.

Tudo aconteceu em uma sexta feira, como disse quando o carro de Lucy apresentou problemas e resolvi ajudá-la. Lucy inclusive havia na véspera avisado a amiga que iria em sua casa. Cláudia havia tentado se comunicar com minha amiga avisando que não poderia atendê-la no dia seguinte, pois viajaria as pressas para uma consulta médica em outra cidade. Lucy não atendeu ao chamado naquela quinta-feira, pois como de praxe toda quinta-feira estava em casa preocupada com as merdas que seu marido fazia. Como disse em outros contos o marido de Lucy é um corno trouxa, que fica procurando mulher fora de casa tendo um avião lá dentro.

Dona Cláudia não sabia até então, e nem desconfiava que toda vez que viajava seu marido e a boneca de seu filho tinham um caso, e sempre que ela viajava Solange assumia-se como a Dona da casa em todos os afazeres, incluindo a de trepar com seu padrasto e marido Luizão, no mais puro incesto homossexual. Era assim que viviam.

Lucy sabia do caso entre Luizão e seu enteado, pois certa vez e para provocar a mulher ele mostrou imagens em seu celular do Jacques mamando em seu pau. Luizão fez isso com todas as segundas intenções para mexer com a libido de minha amiga e para ver se ela se interessaria por seu pau. Lucy apesar de adorar uma pica preta e grossa não avançou o sinal na época, justamente por um pingo de respeito, ou até mesmo medo que a tia, forma como ela se referia a Cláudia descobrisse.

Eram duas da tarde e Eu e Lucy fomos à casa da Tia Cláudia. A casa e a oficina era na verdade um barracão em um grande terreno em uma vila nos arredores da cidade. Desta forma podíamos estacionar o carro entrar no terreno como de costume e adentrar até aquela choça que ficava localizada nos fundos deste grande terreno. Ao chegar minha parceira percebeu algo estranho, pois era normal chegar lá e a casa estar com as portas arriadas ou abertas. Afinal aquele barraco de péssimo estado e fedorento mal podia fechar as portas rangentes e despedaçadas. Além do mais uma musica de mal gosto, daqueles bem sem vergonha, emanava em som alto lá dentro que fluía até o castigado portão.

Algo estava errado para Lucy, pois ela sabia que Cláudia apesar de ter um gosto discutível para musica gostava era de algo mais calmo e menos agitado, apesar de também gostar no geral de musicas do tipo vulgar.

Certamente quem estava dentro do casebre não era a tia e também quem estivesse lá dentro não ouviria quando. Eu e Lucy chegamos. Aquilo chamou a atenção e ficamos curiosas e desconfiadas pelo fato da porta quebrada estar fechada e o som que não era o que a Tia costumava ouvir. Isto fez com que nos aproximássemos com certa precaução e curiosidade.

Foi ao rodear aquele barraco, passando por uma valeta mal-cheirosa e olhar por uma persiana e janela quebradas que eu vi para nossa surpresa o que acontecia lá dentro. Lucy viu Jacques, totalmente travestido de Solange com as roupas intimas de sua amiga. Solange era uma travesti até que bonita, negra, de pernas grossas, já com seios siliconados e de grandes proporções e algo mais que só uma tarada como minha amiga e eu perceberíamos, a travesti era até muito bem dotada pelo volume que se fazia em suas calcinhas.

Então a surpresa foi maior quando vimos o tal Luizão passar atrás de Solange. O negro baixo e gordo estava nu, e com o pau em riste correndo atrás do enteado, como se fosse uma brincadeira de gato e rato.

Que surpresa! Ao ver a cena senti a calcinha se molhar toda, presenciava Luizão e Solange semi-nus a brincar em jogos eróticos dentro de casa. Quando reparamos Luizão sentou-se em um sofazinho quebrado, com pés de tijolos, e com um pau gordo e grosso, na mão batendo punheta e apontado para o teto. Luizão chamava Solange que em instantes sentou-se ao seu lado e para surpresa total de Lucy e minha a traveca caiu de boca a chupar com paixão no pau grosso e tosco do padrasto.

Eu já participara de muita coisa bizarra, mas mais esta eu não suportei e enfiei as mãos por baixo de meu vestido e comecei a me masturbar assistindo a traveca a chupar o pau do gordo mecânico. Lucy vendo a cena dos casal e eu com o dedo na buceta fez o mesmo.

Jacques ou Solange mamava, cuspia e lambia de alto a baixo o pau de Luizão. Nós com água na boca vislumbrávamos a cena hedionda maravilhadas, via o pau de Luizão, é claro que eu e Lucy já havíamos nos deliciado em picões de verdade e bem maiores que o pau do mecânico, mas assim mesmo vimos e gostamos, pois era uma cena diferente em ver dois homens se deliciando em uma atitude que muito gosto e em pleno incesto enteado e padrasto.

A situação criada era bizarra e deixou-me muito excitada. Luizão tinha um pau não muito comprido, com cerca de uns 20 cm, bem menor que os adorados picões de meu amante Jorge e de meu incestuoso pai, mas era uma pica bem avantajada e grossa. Além do mais era preto, e só eu sei nossa tara por caralhos de negros. Como disse, fodo com os negrões e não dispenso meus amantes, mas também adoro picas, sejam rosadas ou qualquer cor, depende da minha vontade de foder e da situação. É claro que saiba foder bem uma mulher grande como eu.

Mas não fora apenas isto que surpreendeu, conforme chupava o pau do padrasto Solange também ficava excitada e em instantes ao passo que chupava o picão gordo e sebento do negro, Solange colocou seu pau para fora e começou a se punhetar.

Isto sim foi para mim e Lucy uma dupla surpresa, pois o pau do puto de Jacques era bem maior que o de Luizão, um tronco cilíndrico de carne negra com uns 23 cm por 5 cm de diâmetro. Víamos o negro puto a mamar num pau e masturbar uma rica pica enervada com a outra mão. A situação era esdrúxula, Nós duas se masturbando do lado de fora observando dois negros putos a se chupar, via os paus duros e me enchia de tesão, ademais não era só a cena o ambiente sujo, com aquele fedor típico de mofo, bolor, umidade emanavam daquele casebre, além do cheiro típico de suor, sexo e esperma que se sentia por ali. Tudo isso se somou na minha cabeça de mulata tesuda, até que fui ficando naquele estagio de possessão e não suportei ficar apenas ali como espectadora de uma bela foda e tendo a minha cara duas piconas exaltadas. Então, tive a idéia de propor a Lucy, por que não entrar ali e participar da foda entre o marido de sua amiga e traveca Solange.

Além do mais o grande picão da traveca me deixou encantada e Lucy que também estava a fim de foder, nem que para isso tivesse que foder os dois e ser comida também por aquele mecânico gordo e imundo. Era minha chance de realizar algo inédito, foder com travesti, mulata e bem gostosa Vergonha eu não tinha mais, era uma puta, assumida tal qual Jacques e a situação fez com que eu e Lucy tomássemos a iniciativa. No que Jacques se ajeitou com sua bunda para sentar no picão agora duro e babado do padrasto eu, de forma súbita abri a porta do barraco e disse:

- Que lindo hein! Fazendo a festa sem a Cláudia não é!! E então não vão nos convidar???

Ao ver eu gostosa na porta e sua amiga Lucy Luizão teve um susto. Ele com o pau duro e já socado no rabo de Jacques sentado no pau e com o seu duro e em riste apontado para o teto. Luizão sabia das putarias de Lucy e me conhecia e era louco para fuder-me. Aquela era a chance. Mas eu estava de olho principalmente no picão de Jacques enquanto Lucy se aproximou do puto e o beijou na boca. Eu fui na direção da gostosa Solange, estendi a mão e peguei naquele picão, olhou nos olhos de Jacques e disse:

Que desperdício, Jacques ?? Com um lindo picão grosso e gostoso desses e dando um cú bem recheado, pra esse negro sujo do teu pai?.

Luizão então convidou minha amiga para participar da foda familiar o que para Lucy foi mais do que um convite plenamente aceito. Ela não esperava por aquela situação estava pensando em ir lá para arrumar seu carro, mas como dizem o momento cria a oportunidade e seria mais um lindo chifre na cabeça do trouxa do marido.

Naquele mesmo instante Luizão começou a socar seu pau em Solange e eu sem um pingo de pudor agachei-me na frente do casal e peguei o pau da boneca e comecei a chupá-lo. Lucy enfiava os dedos na buceta e lambia o cu do gordo mecânico.

Luizão metia no cú da enteada puta e eu chupava seu pau gostoso. Lucy não acreditava no que via e fazia, eu estava ajoelhada aos pés de Solange e chupando seu pau. Estava possuída e cada vez mais sorvia no lindo picão da mulata. Pegava com a língua e limpava de alto a baixo o pau enorme da negra puta. Lucy olhava com encanto para uma soberba pica grossa e com mais de 23 cm, dura e quente que metia na minha boca ao mesmo tempo que via a cara de prazer de Luizão que admirava sua tesuda amiga mamar e lamber seu cu.

Lucy pediu então sua cota de pica, Luizão tirou o pau do rabo da traveca e Lucy abriu as pernas e ele enfiou sem dó a grossa pica em sua buceta, a fodendo de vez. Eu me descontrolei por completo e passei a mamar no pau de Jacques de forma muito indecente, deixando-o todo melado com sua saliva, enquanto o sugava tentando escondê-lo todo em minha boca e ela metia. Luizão socava suando feito um porco sobre Dona Lucy que com a boca carnuda beijava aquele sebento descontrolado.

Eu me sentia realmente uma puta queria o pau de Solange e também sacanear aquele negro gordo do Luizão. Então, Lucy começou com a canalhice e passou acariciar as bolas inchadas e o cú sujo do gordo suado, eu chupava o pau de Jacques e alisava a bunda e o escroto do mecânico. Para Luizão era o paraíso, pois se deliciava de prazer tendo a mim e Lucy acariciando seu saco inchado.

Vimos que ele gostava e passamos as duas a enfiar os dedos em sua bunda enquanto fodia minha amiga. Estava estampado na cara dele que ele gostava daquilo dos dedos remoendo seu rabo e pensei: Porque não ponho essa boneca gostosa a foder o seu padrasto!

A verdade é que quando vi aquele mecânico asqueroso o detestei seu aspecto nojento e sujo do negro gordo, mas a tara era incontrolável e o asco aos poucos se transformava também num tesão irresistível que nem soube explicar. Aliás até agora não sei, como eu uma mulata linda e gostosa tendo tantos fãs fui dar minha buceta para um cara feio e sujo. Se alguém puder explicar aceito.

Tentava e comia com os dedos a bunda do gordo e ao mesmo tempo ela queria no fundo também sentir seu pau imundo e suas imensas bolas batendo e enfiando na bunda. Quanto mais pensava nisso mais tesão tinha, em saber que foderia com um gordo negro sebento, o mesmo negro nojento que fodia minha amiga e o filho puto dele.

Luizão socava forte, desta vez no rabo de Lucy, vez por outra seu pau saia do cú e Solange e eu ávidas agora sem pudor fizemos o infame. Pegávamos no pau do gordo e o enfiávamos na boca o mamando também. Tinha hora em que ela e eu feito putas chupávamos o pau ao mesmo tempo. Solange e seu padrasto sentiam tesão incontrolável. Seus paus lado a lado duros e latejando um na minha mão e outro na buceta e no rabo de Lucy. Luizão estava deliciado em ter-me a lhe lamber e ao mesmo tempo em que ele agasalhava o rabo de Lucy.

Jacques delirava tendo o padrasto a foder e a amiga Lucy na sua frente. Eu comecei novamente a mamar naquele seu gostoso e longo picão, Eu mamava olhando para o puto e continuava a dizer: Que desperdício!!! Um rico mulato com um pau desses e gostava da mesma fruta que eu adoro, mas que seja afinal estava adorando seu pau também.

A esta altura eu socava um a dois dedos no cú de Luizão, que também soltava a franga e metia no cú de minha parceira que gemia alto. Não perdoava, enfiando-lhe os dedos no cú até a base. Não demorou muito para a coisa se inverter.

Luizão depois de ter seu cú bem remexido pelos meus dedos estava excitado e brabo e queria foder a todo jeito a mim, mas bem sacana que era disse ao negro gordo.

- Para você me fuder, seu gordo imundo vai ter que dar seu rabo pra Solange. Hoje vai ser assim ninguém é de ninguém. Se a Solange te comer depois eu dou o meu cú pros dois!!!!

Luizão possuído e louco para me fuder obedeceu e tirou seu picão melado do rabo de Lucy que gozava feito louca. A boneca então, por ordem minha ajeitou seu imenso pau no cú do padrasto e ajeitando, colocou aquela cabeçorra na entrada. Lucy ajudava ao passo que acariciava o pau do mecânico. E assim foi, Solange passou a enfiar e mexer seu pau no cú de Luizão que agora era a mulher.

Eu e Lucy taradas vendo a linda boneca a fuder o negro gordo me excitou mais ainda, Lucy sentia-se vingada e ao mesmo tempo com um imenso tesão. Foi para frente de Luizão e sem piedade pegou o pau imundo do negro e passou a fazer como eu em Jacques passando a chupa-lo e com uma cara sem vergonha eu dizia:

- Viu seu sujo! Seu negro gordo, queria me foder? Né!!,Fodeu o seu enteado com esse pau e fodeu a Lucy?Agora, você também é o nosso puto. Você quer-me fode Luizão? Me dá esse teu pau imundo e soca ele na minha boca!!!! Nego porco, fode minha boca com esse teu pau gostoso!!!

Eu chupei o pau do negro gordo, junto com minha parceira e falava com a boca cheia de caralho tudo quanto era merda, falava mal de Luizão, mas mamava em seu pau sem tirá-lo da boca. Luizão ouvia tudo que eu falava e via a puta de minha amiga se deliciando em seu pau gordo e sujo, enquanto Solange comia seu cú. Tudo isso naquela casinha, cujo ambiente era propicio e típico. Uma casa imunda, uma cena sórdida, um local que fedia a bolor, onde se sentia alem do mau cheiro a zombaria e gracejos grossos de devassos a se lamber. Era bestial ver Solange, Luizão e Lucy, e claro, e eu empestando com nosso aroma de sexo devasso todo o vil ambiente.

Eu então vendo a cara de tarado de Luizão não suportei e me deitei com as pernas bem abertas e escancaradas ordenando que o negro gordo e sebento me possuísse. Era o ápice da putaria. Aquele negro que eu detestei desde que vi estava prestes a me possuir até o fundo de minha arrombada buceta.

Luizão nem titubeou, era a chance que a muito esperava e por cima ajeitou seu grosso caralho que foi entrando com total facilidade na minha buceta ensopada. Solange sem piedade, então veio por trás do padrasto e mirou seu pau grosso em sua bunda. A esta altura Luizão me fodia, eu vendo o que estava acontecer puxei Solange e fez com que o puto enfiasse de vez seu portentoso pau no rabo do padrasto. Lucy passou a fazer o que os dois adoravam e enviava seus dedos no cu da linda boneca lambendo seu saco e sua bunda.

Que cena aviltante eu vibrava mais em ver Jacques que agora era o macho fudendo Luizão, ria e gargalhava, enquanto Luizão sem saber o que fazer me fodia, quanto mais enfiava em mim, mais sua gorda bunda balançava e por trás e seu enteado puto cada vez o arrombava mais. Que cena terrível. O negro metido a macho trepava em cima de mim, suava feito um porco e ao mesmo tempo tinha seu rabo recheado em uma grossa e gorda vara. O pirocão da Solange.

Eu insana sentia o pau do abominável negro que odiava a me foder, ao mesmo tempo em que aquela raiva se transformava em tesão diabólico e fazia com que adorasse tudo. Lucy mandava o negro gordo a me foder cada vez mais forte. Eu estava amando aquela situação em ser fodida por Luizão e em breve por Jacques.

Minutos assim Luizão, Jacques e eu gozávamos e não demorou muito para que Jacques, em um saudosista recaída de homem também desejasse me foder. Ele disse que me achava muito gostosa e uma rica puta mulata. Conseguia fazer com que um veado assumido me desejasse também, e ele mesmo falava. - Nossa tia quero ser uma puta igual a senhora!!!! Mas quero ser seu macho, quero fode-la também Dona Leila.

Eu adorei a situação em ver aquele travesti de Jacques, sem um pingo de pudor respondia :

- Para isso meu querido, para ser uma puta como eu, você tem que me foder muito!!!! E eu quero ver se teu pau é gostoso que nem o do teu pai!!!

Dizia isso e ria em grandes gargalhadas em um supremo escárnio e zombaria

Invertendo com o padrasto a travesti enfiou seu pau gostoso em mim e Luizão por trás se vingava fodendo a puta da Lucy. Meteram feitos loucos, totalmente suados. A musica deprimente rolava as alturas e os gritos insanos da foda ecoavam dentro daquele barraco, o cheiro era de sexo, buceta e picas exaltadas que se mesclavam ao acre odor de suor e do mofo bolorento e fedido daquela casinha. Somados ao cheiro peculiar de merda e foda de cú.

Foderam e foderam...,então foi que Lucy devassa pediu para que ambos a possuíssem. Luizão tirou o pau da buceta de Lucy primeiro enfiando na boca da puta, para que ela limpasse seu pau em todas as dobras e para que a mulher sentisse na boca o gosto do cú de Jacques. Lucy agora estava submissa atendeu ao negro com muito tesão pois Jacques ainda me comia com vigor. O puto me fodia e Lucy mamava no pau de Luizão o sugando com grande habilidade. Jacques olhava com prazer a Tia Lucy e pedia para o padrasto que também enfiasse o seu pau em sua boca. Então após ambos mamarem em seu grosso pau e colocando se em posição Luizão enfiou de novo na buceta de morena e Jacques veio para cima de Lucy para enrabá-la.

Que delírio eu me masturbava olhando e colocava minha buceta a disposição na boca dos três. Lucy dava a buceta ao gordo mecânico, enquanto a travesti de Jacques enviava na mulher sua longa e grossa vara toda em sua bunda, que tesão. Não durou muito para Lucy encharcar-se em gozos.

Lucy após gozada saiu da posição e ordenei que fizessem o mesmo comigo. Senti o pau duro dos dois entrando em minha buceta e rabo. Ahhhh! Que delicia. Só em contar pra vocês tive que me masturbar relembrando toda essa foda gostosa e nojenta. Nao sei o que me deu, uma empresária requintada num barraco de oficina fodendo com um travesti tesudo e seu pai puto.

Os negros feios e tesudos também adoraram. Depois que me foderem muito os putos colocaram seus lustrosos e duros cacetões na minha cara e de Lucy e felicitaram-nos com uma bela e longa regada de porra.

Jacques gozava aos montes na minha cara, Lucy ficou surpresa pela quantidade de porra lançada pelo pau do travesti. Eu fiquei completamente banhada em esperma grosso e branco que pingava na minha cara de mulher safada em proporções deliciosa. Enquanto isso Luizão de pé batia uma solene punheta nas tetas enormes de minha amiga. Não aguentando Jacques se abaixou e começou a lamber seu próprio esperma na minha cara. Ao ver aquilo Luizão não suportou e banhou a cara de Lucy e Jacques ao mesmo tempo, com densos jatos de porra branca, viscosa e quente.

Que maravilha o escárnio estava completo. Luizão gozava e Jacques limpava a sua e a porra e a de seu padrasto no corpo de LUCY E MEU. Minutos se passaram assim e todos desfalecemos por instantes.

Após me recobrar disse ter adorado foder com os dois, pois adorei o pau de Jacques e inclusive o do gordo abjeto e o ato de foder com Luizão. Lucy beijou-os com a cara cheia de porra na boca Luizão e Jacques e disse que aquilo ainda não havia terminado e que inúmeras surpresas ainda aguardavam a eles.

Eu já fazia meus planos para Jacques, para que ele fodesse com meu pai e com meu amante o Dr. Jorge. Uma traveca bem dotada para meus machos bem dotados. Jacques ou como ele mesmo gostava de ser chamado, Solange sentiria na carne, na bunda os picões gigantescos do Dr. Advogado e do desproporcional Dr. Adão.

Para Luizão eu tinha mais idéias, além do insano gozo de ter dado a buceta e o cú para o marido de Cláudia, aquele negro gordo e sujo de graxa que eu detestava, agora se transformava em uma tentação nojenta. Era para mim um indescritível e nefasto deleite asqueroso e ao mesmo tempo uma enorme encantada volúpia sentir aquele lindo pau grosso e sujo daquele negro gordo e feio.

A feiura e deficiência corporal, o jeito disforme, o cheiro acre de suor forte e graxa e a falta total de educação, mexeram com a minha cabeça e de minha amiga. Sabia que tinha um tesão reprimido para homens grossos, rudes e brutos. Ao sentir às mãos ásperas, daquele estivador, daquele mecânico braçal senti uma louca excitação e passei a adorar o picão daquele negro malcriado.

Foder com um negro horrível, mas com um pau gostoso era insano. Confundia minha cabeça em ter prazer por algo tão vil. Era a mistura da brutalidade e da delicia de se deleitar nessa sensação. Além que sentia a intuição de ter chifrado meu marido e amantes oficiais

Além do mais ele era o marido da melhor amiga de Lucy, a Tia Cláudia, o adultério e a traição são para mim um prazer. E por isso tinha para toda família planos, Cláudia entraria na roda tirana minha e de Lucy para que ela usufruísse de sua Tia, de seu marido e filho. Em minha devassa cabeça fiz o esboço para que em um futuro bem próximo Cláudia fodesse com o meu amante o Dr. Jorge, meu pai e irmão (que na época ainda não havia me fodido) e Luizão cairia feito uma luva para a puta de minha mãe. A exacerbada Dona Rosa.

Em breve colocarei a todos em meu sublime roldão de devassidades. Beijo babados a todos. Leiam meus demais contos, comentem. Adoro o comentários de vocês, todos, dos tesudos que me postam e das adoráveis companheiras que sabem se deliciar com sexo. Adorei transar com Solange, me abriu outras perspectivas ainda não exploradas. Leilaporn Incestus – Leiladoconto- Espero que gostem desse conto... Até mais ...comentem, beijos babados..

Comentários

28/03/2014 13:53:51
muito bom
05/09/2013 10:39:33
Com este relato cheguei a conclusão de que as sensações sejam elas boas ou ruins podem ser eróticas, rsrsrs, eu adoro superar tabus e conceitos padrão, mas ainda estou digerindo os sentimentos que esse conto me provocou, parabenizo a Leila, conto muito bem escrito, dá pra sentir o cheiro de mofo no ar .
18/07/2013 22:39:58
Que coisa mais safada! Que putaria, esse é o termo. Deu pra senti o cheiro do ambiente. Um escárnio, apesar de tudo isto muito bem descrito, foi longo, e ainda fiquei com as pernas tremendo, que coisa. queria dar menos pela situação e o ambiente vil entre o enteado e o padrasto mecânico, mas não posso.
01/02/2013 12:31:08
Acabei de postar uma nova aventura " As Libertinagens de uma Mulher Obscena - Dona Leila no Interior" beijos babados
01/02/2013 12:30:15
Acabei de postar uma nova aventura " As Libertinagens de uma Mulher Obscena - Dona Leila no Interior" beijos babados
21/01/2013 07:35:52
Que coisa mais tesuda, puta que pariu to aqui de pau duro e agora??? Venha pra ca agora minha vadiazinha gostosa... vem da um jeito da rola do painho abaixar por que so com punheta não resolve não.. beijos minha tesuda e gostosa Leila.. [email protected]
27/12/2012 14:17:10
Queridos li todo o texto de novo. Vou em breve eu mesma contar minha versâo deste e dos outros em que fodemos juntas. Não há nada de inveridico e nem de suposto. Quem como eu viveu dando a buceta pra viver é que sabe. Pena que meu marido, hoje não aproveita, mas meus antigos clientes e o pai da Leila, adoram!!! Ela tb, só quem viu, fazendo o que faz sabe. Ela deu sorte é vadia rica! Não precisou dar pra vencer, ou se fez é por que minha amiga é puta mesmo. O marido dela é bem de vida, e nem se importa com esses trens!! Vou chifrar o mu por que merece e abrir meus textos para lerem esses cornos gostaria de ver a opinião. Beijos a todos os que leram, através da minhas amiga Leila, apesar de puta é recatada de forma social...tchau
26/12/2012 08:48:26
A Lucy tem razão. mas, não deixei a veracidade de lado como dito. Apenas omiti para não atrapalhar mais o conto. Sim! Teve mais uma rola. Posso contar agora. Um coroa de uns 60 anos, aposentado e vizinho da Tia Cláudia, nos viu aquele dia entrando na casa e foi espiar a bagunça que lá ocorria e viu tudo. Para calar-mos a boca do velho eu, Lucy e Solange chupamos seu pau até ele gozar e sair correndo de medo de nós. Quis pega-lo para foder com a Solange e quando ele viu que ninguém era de ninguém sumiu. Só isso queridos. Obrigado pelo comentário. Beijos babados.
25/12/2012 22:29:22
Boa noite! nossa que delicia, amei o conto, mas ainda esta dupla maravilhosa, foi contanto com requintes de detalhes que por um momento achei que estava com vcs no local, disfrutando dos prazeres. Beijos
25/12/2012 10:04:05
Muito bom o conto a maneira como se expressa com clareza e objetividade porém a suposta Lucy disse nos comentários q faltou coisas em seu conto deixando a desejar então a veracidade do caso, caso haja interesse de sua parte apreciaria se entrasse em contato com [email protected] para uma amizade culta e sadia,beijos carinhosos e lascivos!
17/12/2012 09:25:09
Oi gente!! Sou a Lucy companheira da Leila. é a primeira vez que participo. Ela contou muito bem, mas teve mais coisa!!!Não escrevo tão bem como ela mas esqueceu de conta naquele dia levamo rola de mais um naquela casinha. Tudo bem, valeu vou aventura a minha amiga leva um 10 pelo conto.
15/12/2012 01:32:03
Nossa dona leila a cada conto fica mais interessante rsrsrs muito deliciosos seus contos queria participar de suas fantasias aprender novas coisas contigo kk mais ta de nota 10 eu adorei.
14/12/2012 17:11:32
bom
13/12/2012 21:36:54
Que prazer inaugurar esse texto. Dona Leila que putaria mais devassa! voce e a Lucy são lindas PUTAS com maiusculo. Continue nos oferendo esses contos deliciosos. Fiqeui de pau duro mesmo. 10

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


historias eroticas heretossexuaisgta mulher anda pelada e fala voce enfia seu pinto na minha bucetaContos coloquei um shortinho d menina e acabei estupradovídeo caseiro de sexo com a namoradinha pedindo para namorado com meu com filho dela devagarzinho ela muito escandalosacontos de sexo no carro metiii mais vaicontos de estupro sadomasoquismonovinha fechar o olhos e faz biquinho pra levar gozada na caraContos eroticos casais e pintudos fantasiasminha mae so' andava de roupao contos eroticosvideo de porno gay fui estrupado pero mel primoxvideo guardondo o pau nacuecaloira linda com mastro monstruosolesbicas contando cono ébom chupar e ser chpadatrabalhadora chote curto pornoputa zoofilia coladacoxas descoloridas fazendo sexomeu amante haitiano tem pau muito grosso e gostosoenfiou a sonda contos eróticosestranho dotado enche coroa loira casada de porra corno asistexvideos mulher com manchinha no rosto chupandomulequinhos olhando a surubaVendedora gostosa do shoppingCasa dos contos eroticos paguei pra deflorara filha do caseiro videos esposa convida a comadre pra fazer suruba com maridohttp://migre.me/w4IgEbucetuda xoxota acucaradaTHeo eTonnyhostorinha emquadrio porno mai tranza com seu filhowww.mundobicha australiano sarado fode novinho.com.brmulher gorda e velha com as pregas do cu frouxa peidando porramarisa chupando meu paucontos de homens casados e suas escapulidasirma punheta toma leitepeguei meu sobrinho mas tenho uma chapuletada rola muito grandeContos eróticos dedadas gostosas na buceta dentro da banheiramorena boa tocando punheta pro cadavercontos de sexo depilando a sogracoroa pede paRa marido que quer rola de negao dotadoputona sendo rasgado no cu pica gggcontovporno com fotos reletos de chifresPorno.doidsexoporno irma tremendo no pau ate o fundoTudo grandão youtubepornocomendo minha cunhada que veio morar com agente aspanterassexo contos eroticos comi minha prima d menor nordestinameu aluno cacetudo contoswww.tufos gostosa tomando banho no muro de fiu dentalfilme porno chantagem com a sograsubrinha olhando seu tiu nucoroa ponha cao para chupalamulher se afogando com o pao na garganta ponodoidopassou a mão na rola do padrastodormindoxvidio atolo a sobrinhanegao metendo em colatinataradao fode esposa na frente da amiga que quer tanbem.comwattpad enteado gay adora chupar a rola do padrasto musculosopornô doido comadre entre pica grande negãoloirinha perguntava se fodia gostoso xvideoscontos tathy ellenContos titio sou virgem so se for no cuzinhoporno secretaria aser estupprada no escritorio e gozada dentro da vagina sem ela quererconto erotico dei pro meu genrocontos eróticos de i****** avô e avó casal junto ensinando netinha f****mulher cagando enquanto dava a bucetacontos romatincos gay pit boylesbica estuprada pelos cachorros do vizinho conto eroticogta v a minha secretaria ta dando mole fizemos sexo no escritorioporno sombra brasileiro pauzudo so com vovo 60anosfato real de noiada chupando rolaMinha mulher adora reparar na piroca dos machosloirinhas da minha região, estou doidinho para acabar com seu sufrimento sexualcolokando o pau na boca da irmanzinhq dormindo