Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

A VIDA DE UM MAURICINHO APAIXONADO - 19.1

Autor: NICOLAS
Categoria: Homossexual
Data: 31/01/2013 01:51:21
Nota 10.00
Ler comentários (26) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

GENTE ANTES DE COMEÇAR QUERO FAZER PELO MENOS OS MEUS VOTOS DE CARIDADE PELO O QUE ACONTECEU SANTA MARIA NO RIO GRANDE DO SUL NA NOITE DE SABADO SEMANA PASSADA, ACHO QUE ISSO ABALOU A TODOS E PRINCIPALMETE A PESSOAS QUE MORAM PERTO DAQUELA CIDADE, SE VOCES QUEREM ABER TENHO AMIGOS DE INFACIA E MEUS FAMILIARES MORAM LA, BRUNO TAMBEM CONHECE ALGUMAS PESSOAS MAS GRAÇAS A DEUS ESTAO TODOS BEM QUE DEUS OS TENHAM E SEMPRE POSSAM OLHAR POR NOS...

HOJE NOSSO MUNDO É ASSIM...

E DIZER QUE O CONTO INFELIZMENTE ESTA SE APROXIMANDO DO FIM, BRUNO COMEÇOU E EU VOU ACABAR, ESTAMOS PENSANDO EM NÃO FAZER SEGUNDA TEMPORADA POIS NÃO TEM NADA DE INTERESSANTE DO QUE BRIGAS DIARIAS E MEU PAI NOS ENCHENDO NESSE MEIO TEMPO... BOM MAS ISSO ATE LA VAMOS VER COMO VAI SER, O CONTO ESTA AI ESPERO QUE GOSTEM E AGUARDEM QUE TODA ESSA ENCRENCA VAI ACABAR LOGO LOGO, E O BICHO VAI PEGAR...

PARTE 1:

Era horrível ter que pensar tudo de novo do que aconteceu, era além de meus pensamentos, doía lá dentro cada vez que eu tentava ver as brutalidades que tinha me acontecido. Eu tinha que olhar dentro dos olhos de bruno e mostrar a ele que estava tudo bem que eu estava bem, que ele não precisava mais se preocupar como antigamente comigo, eu estava recuperado Guilherme estava de volta e a cada movimento que eu me lembrava de mais ainda tinha vontade de ficar com ele... Algo impossível aconteceu, mas para mim nada estava esclarecido...

- bruno seja o que eu for te contar aqui, eu te peço com todo o meu coração que eu tenho por você, por todo o meu amor, que não faça nenhuma besteira.

Bruno estava com uma mão em meu rosto alisando aos poucos. Seu olhar calmo e sereno.

- do que esta...? – ele balançava a cabeça não acreditando que poderia ser tanta coisa assim, só precisava ainda domar bruno ele poderia fazer algo que não estava nos meus planos...

- só prometa que não vai fazer besteira nenhuma..., eu não tenho certeza dos fatos pelo amor de deus...

Bruno concorda com meus pensamentos, estava calmo sereno esperando que eu começasse, eu ainda sim tinha muito medo do que ele poderia fazer levantar dali e matar a pau quem fez comigo.

Assim eu começo...

“o frio em meu estomago era tão grande quando caminhava ate o outro lado da pequena estrada que dividia entre minha casa e de bruno, tinha que ver com meus próprios olhos, tinha que saber que algo de muito grave poderia acontecer.

Atravesso depressa já subindo as escadinhas da frente da cabana, as luzes estavam acessar, a porta entre aberta, a maçaneta da porta ainda estava um pouco quente.

Abro assim mesmo, não queria saber se algo poderia me prejudicar.

- o que faz aqui? – olhos largos, cabelos pretos, corpo cumprido, mas magricelo...

- Nicolas..., eu... – ele diz a minha frente...

- Matheus o que você faz aqui dentro da cabana do bruno? – agora eu entro mais um pouco, me parando em sua frente... – então é você...

- não, eu não... Calma cara eu poço explicar... – sinto um calor humano atrás de mim... – cuidadoooo... – ele grita, consigo me desviar da barra de ferro que alguém segurava...

Mesmo assim não consegui e libertar dos braços longos e grossos que me pegavam e me levava ate a parede do quarto....

Hehehhehehhe.... – ria Lucas em minha frente, olhando para meu rosto...

- seu boqueteiro de merda, o que quer aqui...

- eu que pergunto o que fazem aqui, vou contar tudo a bruno... – minhas mãos navegam ao lado, consigo ver que tinha fiações ao meu lado, não pensei duas vezes e puxo, contudo vendo que um abajur branco pulava em seu rosto, mas Lucas conseguiu se defender com o braço, assim mesmo o abajur quebrando nele e cortando seu antebraço.

-aaaaaaaaaa... – ele me solta e eu tento pular para o outro lado...

A porta ainda estava aberta... Tento correr a ate, e sou surpreendido por outra pessoa me dando com a barra na minha cara...

- meu deus... – alguém diz na minha frente.... – NÃO NICOLAS NÃO..., POR FAVOR... MEU DEUS O QUE FOI QUE EU FIZ...

- AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH... – meu grito ecoou pelos cantos da cabana, sinto alguém me arrastando enquanto minha cabeça se toma de sangue, Lucas me pega pelo meu quadril e me atira com tudo em cima da cama...

-NICOLAS..., POR FAVOR, CARA DESCULPA, EU PENSEI QUE NÃO FOSSE VOCE... –alguém pegava meu rosto acariciava sentia que suas lagrimas caiam pelo meu rosto..

- o deixa vamos sair daqui porra, vem...

-NÃO POR FAVOR... – a pessoa continuava...

- VEM AGORA MERDA...., VEM... – GRITA LUCAS....

- BERNARDO VEM MERDA...

Bernardo, meu deus ele... o que..., meu deus... Não sentia mais minhas mãos, minha perna formigando pelo modo como me atiraram, e assim mesmo não conseguia mais ver nada, desmaiando ali mesmo”.

- e acordo aqui... Agora... - eu falo dando um tapa com as duas mãos...

- meu deus..., o Matheus..., mas o que ele... – bruno se levantava aos poucos da cama, olhando para os lenções. - eu vou acabar com ele, filhas das putas...

- não vai não... – o puxo de novo. – você me prometeu, eu tive que fingir para policiais que eu tinha perdido a memoria, para com isso bruno não bota nada a perder, se você descer os braços neles pode colocar tudo a perder.

Ele me olha, bruno estava com os olhos cheios de lagrimas.

- que filha da puta meu. Fazer isso com você – ele colocava a cabeça no meio das pernas. Eu me abraço por cima de suas costas beijando a sua nuca.

- calma meu amor, ta tudo bem agora, mas isso bruno não pode sair daqui, agora você sabe que não foi nem o Lucas e nem o Matheus que fez isso comigo, foi o Bernardo, mas pelo modo como ele chorava era estranho o jeito dele...

- ele vai ficar estranho o dia que eu pegar ele, que merda... – bruno fechava os punhos, não acreditando se levantando da cama se parando de pé

Senti meu rosto quente formigando um pouco...

- bruno já disse que você não vai fazer nada. Para com isso que saco... – bruno me olha, ele estava começando a ficar transtornado os olhos com as voltas avermelhadas o choro caindo pelos cantos dos olhos, seus punhos cheios de veias destacadas de tanto ele aperta-las, meu deus o que foi que eu fiz.

- eu te peço, por favor, bruno, eu te imploro, não deixe que esse seu instinto agressivo, explosivo deixe tomar conta...

- bem que eu queria... – ele diz baixo... – vou matar eles... Os três não quero nem saber, e quem tiver pela frente, se eles não sabem o que é força de macho se eles não sabem o que levar uma punhalada na cara vão saber... Vou quebrar o pau neles...

- bruno, por favor, eu estou internado tenha compaixão, olha aqui... Bruno... – ele andava de um lado ao outro, estava me deixando nervoso. – bruno olha para mim eu estou te chamando.

Ele me olha.

- por favor, não faz nada. Vem cá vem... – ele passa a mão na cabeça... – meu amor, eu to bem, vem cá vem...

Ele caminha ate mim e se ajoelha deixando a cabeça cair por cima de meu colo, e começa a chorar... o choro de bruno aliviado. Eu paço a mão em seus cabelos...

- xiii, calma amor, vai tudo acabar bem, se eles pensam que tudo isso acabou estão bem enganados.

Bruno não falava nada só chorava, se lamentando por não estar lá na hora, seus braços enrolaram em volta de minha cintura e seus beijos em minha barriga...

- fica calmo tudo vai acabar bem... – alguém bate a porta...

Ele vai parando depois de alguns minutos deitado. Levantando aos poucos...

- Nicolas... – meu pai chama....

- já vai pai... Olha aqui... Bruno... Promete-me que você não vai fazer nada? – eu pego seu rosto e olho para eles... Seus olhos vermelhos, seu semblante triste.

- Nicolas eu te amo...

- eu também amor, mas me promete, por favor, bruno, me espera eu ganhar alta para resolvermos isso junto, por favor?

- tudo bem... Deixa-me ir... – ele levanta e se agacha em minha frente pegando meu rosto...

- meu pequeno... Você é meu amor... Fica bem ta... – ele fala beijando meu rosto ainda chorando...

- eu te amo, vai pra casa e dorme bem, amanha eu te espero aqui ta bom...

Ele se afasta, ainda soluçando, passa a mão pelo meu rosto e caminho para a porta, eu atiro mais um beijo e ele também e logo sai pela porta afora...

Meu pai entra assim que ele sai...

- aconteceu algo?

- não pai ele se emocionou que eu acordei, somos grandes amigos...

- ele é um drogado... – meu pai diz aquilo como uma ordem, encerrando a conversa, eu me ajeito na cama e me deito com a cabeça nos travesseiros.

- pai faz um favor a mim?

- o que?

- chama a Manuela aqui para mim, se ela estiver ai.

Depois que Manuela vem-me ver peço a ela que ficasse e olho no bruno para mim, pois o jeito que ele tinha saído daqui era muito preocupativo, mesmo assim não conseguia dormir a noite, tinha pena do que poderia acontecer, imaginava bruno socando a cara de todos, de todo mundo por ter feito aquilo, mas a pergunta que não quer calar o que será que Matheus queria aquela noite na cabana dele.

Minha memoria ainda era fresca quando pensava no seu semblante preocupado olhando para mim, quando senti a punhalada na minha cara.

O sangue de Lucas caindo pelo chão pelo corte que tinha feito em seu rosto...

Será que Lucas estava se vingando, ou Bernardo estava se vingando, por que eles fizeram isso.

Perguntas e mais perguntas...

No outro dia, minhas expectativas estavam mais do que nunca, os médicos ficaram supressos comigo mesmo por estar progredindo tão rápido, não sentia dores e nada, eu estava super. bem, o medico que estava me cuidando disse que eu já estava capacitado para ir para casa, que não precisava mais de aparelhos, minha respiração estava melhor minha cabeça também já conseguia pensar direito.

Então ganhei alta. Graças a deus pelo menos uma coisa boa poderia me acontecer.

Fui para minha casa, meus pais bem felizes, meus amigos foram me visitar, algumas pessoas que eu não conhecia que ficaram sabendo o que eu tinha acontecido comigo também vieram ver como eu estava.

Assim que chego ao meu quarto pude ver que coisas tinham mudado, meu pai tinha garanto que comprado moveis novos, eram lindos, a janela que estava com o trinco estragado estava arrumada, roupas novas também tinha ganhado deles.

- precisa de alguma coisa meu filho? – perguntava a minha mãe a mim...

Eu olho um pouco mais em volta meu quarto novo.

- não mãe eu acho que estou bem, e também a Amanda esta aqui comigo.

- tudo bem qualquer coisa chamem.

Ela sai, Amanda estava ali, sentada em minha cama. Sorrindo para mim. Nada estava estranho para mim, pois parecia tudo novo tudo tão fresco.

- como se sente primo? – ela pergunta. Eu olho para ela sorrindo, indo ate a cama que ela estava e me sento ao eu lado.

Seu sorriso era preocupa dor, seus olhos tentava entender algo em mim.

- agora sim estou bem, mas ainda tenho medo do que bruno esta pensando.

- vocês se viram? – ela me pergunta.

- sim ele foi me ver no meu quarto ontem, mas ate agora não vi ele. Será que se... – pego meu celular em meu bolso. Disco o seu numero...

Chama a mais de dez vezes e ninguém atende.

- ele deve estar dormindo ainda Nicolas, fica calmo... – levanto de minha cama e caminho ate a janela olhando para a sua casa, estava tudo calmo por lá, nenhum movimento.

- tomara mesmo que esteja, por que esta me sufocando tudo isso. – digo a mim mesmo.

- Nicolas será que eu poço falar com você? Preciso de um conselho teu... – eu olho para ela ainda com o meu celular em minhas mãos, Amanda parecia preocupada, e eu ainda com expectativas que bruno pudesse me retornar a ligação.

- fala Amanda, o que foi que ouve?

Caminho devagar de novo a ate.

- que quero te contar uma coisa, não sei se vai gostar... – manada pareceu estranha nesse momento para mim, pois mesmo assim não conseguia ver segurança em suas palavras, ela se levanta e vai ate a janela onde eu estava eu nesse minuto já tinha saído de perto e ficado ao lado da porta.

- eu estou ficando com o Lucas... – ela fala entre meias palavras, mas o possível que poderia escutar.

- você o que? – minha voz saiu áspera.

- é isso... Eu estou ficando com o Lucas amigo do bruno...

- alo terra chamando Amanda... ta louca, Amanda sabe quem me fez isso comigo? –ela se surpreende comigo mesmo chegando perto dela rápido.

- quem... Do que esta falando?

- Amanda foi o Lucas que fez tudo isso e você vêm e me diz que esta ficando com ele...

- não foi isso que ele me disse.

- então você sabia de tudo, então você... Você sabia que ele estava armando para mim e para bruno...

- não é isso Nicolas ele não disse assim, ele disse que o motivo dele era o bruno só isso.

- o motivo, a sim motivo para me atacar... Cara eu levei uma apunhalada na testa e você sabia de tudo...

- eu tive medo Nicolás

- VOCE SABIA. AMANDA VOCE SABIA DE TUDO... MEU DEUS...

- Nicolas, por favor, ele só me contou que você caiu e estava bem. Só isso, eu amo ele cara tenta entender...

- Amanda saia do meu quarto, por favor. – eu caminho ate a porta a abro... Amanda para de falar e olha para mim, seus olhos estavam tristes.

- Nicolas não faz assim.

- saiii do meu quarto agora... Quero fica só. – ela caminha para fora sem retrucar. Eu bato com tudo e caminho para a minha cama pegando o meu celular... Bruno tinha me ligado a dois minutos atrás, tenho que retornar..

Meu deus acabei de acordar e parece que estou com uma vontade de dormir de novo...

Tantas coisas em minha cabeça...

- oi amor fala... Por que não foi no hospital?

- oi meu pequeno, eu estou aqui no DC ESPORTES. Descobri que o Lucas e o Bernardo desapareceram do mapa meu, assim igual ao Matheus...

Eu não tinha entendido de primeiro, mas queria que pelo menos bruno me explicasse. Depois que bruno tinha me explicado que tinha rodado ruas atrás de Lucas, eu tinha descido la em baixo pois a saudade de minha família era grande, passei alguns tempos com meu pai, passei uns minutos com minha mãe fazendo o que mais gostava que era cozinhar, adorava ver ela fazendo aqueles sanduiches de pão entregal recheado de peito de peru, minha mãe tem dotes de culinária muito bons.

Mas ainda sim pensava no que tinha acontecido comigo e com Amanda, ela ainda não saia de minha cabeça, tendo saber de tudo que estava para acontecer, tinha medo do que estava por vir, esse sumiço de Bernardo e Lucas, era tudo muito estranho nada ainda provável, tinha que pelo menos fazer algo, ou alguma coisa, meu pai não ia aceitar bruno perto de mim, e assim mesmo poderia colocar tudo a perder.

Ainda tem mais isso, meu pai...

- Nicolas seu amigo esta aqui querendo te ver... – fala meu pai parado na porta e depois desaparecendo, minha mãe faz uma cara sem entender e eu volto virar paras os sanduiches...

- oi Nick...

- Bernardo como vai meu lindo? – diz minha mãe a ele, levanto eu rosto de varar olhando para ele, parado a minha frente o seu sorriso desafiador, bruno poderia ter razão mesmo assim, ele queria me tirar dele, ele queria fazer algo com nos.

- Bernardo... – eu falo entre meias palavras...

Meu deus bruno, ele não pode ver isso.

- meu filho vou botar mais um prato a mesa temos mais um convidado para nosso café...

Minha mãe sai pelo outro lado da bancada me deixando a sozinho com ele... Nicolas pega um pano de prato em cima da bancada olhando ainda para mim ainda sorrindo. Ele gira o pano em suas mãos.. Andando devagar ate chegar a ponta...

- e ai como você esta meu amor? – ele fala a mim parando agora ao meu lado. Eu me afasto... chegando a metade da bancada.

Bernardo fica olhando a minha atitude. Tinha medo dele, não era igual a bruno, mas tinha mais força que eu.

- Bernardo o que você quer aqui?

- calma ai amor...

- para de chamar de amor...

- pelo jeito você se lembrou de já né? Mas me diz, vai contar a todos, ou você prefere que eu conte ao bruno que nos beijamos lá no camping...

- mentira, nem chegamos... Eu nem sabia que você era gay, para com isso...

- a bom, você quer então que eu conte aos seus pais que você esta com o bruno? É isso...

Eu fecho meus punhos, um pouco de raiva...

- você vai fazer exatamente o que eu quero exatamente o que eu mandar... – ele vem se aproximando de mim, olhando para meus olhos, minha mãe entra na cozinha e larga o prato em cima da mesa sorrindo para nos, eu nem a olho continuo a encarar ele serio...

- o que vocês faziam na cabana do bruno aquela noite?

- nos, o Matheus você quis dizer, tínhamos que ter nosso brinquedo né, alguém que fizesse as coisas a nos, então como você era tão otario, em acreditar nas minhas palavras tinha que continuar...

- você é podre Bernardo...

- não.. podre não sujo pode ser, pois eu nunca amei uma pessoa como eu te amo, mas tinha que ser realista você e um idiota Nicolas em acreditar em mim, será que só você não viu que eu queria ser muito seu amiguinho...

Ele anda ainda com pano nas mãos e em seguida larga em cima da bancada com tudo, eu encaro pano... e continuo a fita-lo.

- Bernardo sai da minha casa....

- com uma condição, que você não conte a ninguém minta tudo que você puder, em troca eu juro que não conto para seus pais que são meus amigões que você e o bruno estão juntos...

- seu ridículo, por que estão fazendo isso com nos, o que você e o Lucas têm em comum... Por que estão juntos?

- juntos, como assim, você não sabia que somos primos, eu simplesmente me apaixonei por você e queria você para a mim alias ainda quero, e vou ter...

- isso que você pensa.

- então vamos ver – ele se aproxima de mim e pega em meu rosto cariciando devagar, eu empurro com tudo seu braço para o lado e ele da mais um sorriso. Minha mãe entra...

- tudo pronto... - ela diz... – vamos comer com nos né Bernardo?

- não tia hoje não, acho que o Nicolas nem me quer aqui...

- ai Nicolas seu amigo, adoro você Bernardo...

-deixa ele mãe, ele não deve estar com fome...

Ele caminha para fora da cozinha e eu vou atrás...

Ele anda ate a porta e abre com tudo... Eu paro nela pegando a porta...

- se esta achando que vai ser como você quer, tirem seus cavalinhos da chuva que vai ser pior do que vocês pensam...

- vamos ver então, eu vou por etapas, primeiro colocar esse drogado na cadeia, depois você vai ser meu, e depois quem sabe sermos feliz né meu grande amor...

- vai se fuder... – Bernardo sai em direção a um carro que esperava ele na frente de minha casa, ele abre a porta, lá dentro estava uma pessoa que reconhecia de longe.

Matheus nem olhava para mim, ele entra na carona e o carro sai em direção a avenida.

Eu viro assim que eles sai, coloco com minhas mãos na cabeça, estava com lagrimas aos olhos, tinha medo de ser infeliz, tinha medo do que poderia vir pela frente. Meu celular toca de novo...

- oi amor...- eu falo a ele...

- pequeno ta tudo bem meu amor... – bruno estava muito carinhoso, eu ainda estava desorientado, não raciocinava direito, bruno poderia fazer loucuras, e ainda tinha duas ou três sei la, ate mesmo a minha prima, imaginem vocês se ele descobre algo disso, se ele descobre que Amanda estava envolvida, que Bernardo era uma cobra comigo o tempo todo.

- bruno a coisa esta pior do nos pensávamos. – falo baixo olhando para a porta de minha casa.

- como assim Nicolas, do que ta falando?

- o negocio ta pior do que nos pensávamos, sabe quem acabou de sair aqui de minha casa, me ameaçando de tudo que é formas.

- quem? Fala. – sua voz saiu alta e grossa. Bruno parecia que estava se preparando a algo.

- Bernardo e Matheus. Tiveram aqui, claro que o Matheus não entrou na minha casa, mas o Bernardo teve a cara de pau de entrar dentro da minha casa e me ameaçar.

- filho da puta eu... – bruno sorri pelo telefone. – eu to aqui no D.C., estava participando de um jogo de futebol, to indo agora para casa e você vai me contar...

- não olha so meu pai ta aqui..., deixa assim chega de incomodação bruno. Vamos pensar ver num modo que podemos mostrar o que eles são. Tudo farinha do mesmo saco mesmo...

Me despido de bruno e entro para dentro, tomo café com minha mãe e depois vou para meu quarto, meu pai me monitorava toda hora, eu não aguentava mais, no outro dia logo pela manha eu já estava sentindo uma falta do corpo quente de bruno, ele não estava ali me sentia desprotegido, não queria mais ficar dentro daquela casa.

Saiu assim mesmo, sem ninguém saber, já que disseram a eles para me deixarem em paz e não ficarem muito em cima de mim, fui para a faculdade, mesmo não tendo aula queria ver alguns amigos meus...

Chego la encontrei as meninas de minha turma, algumas pessoas vieram ver como eu estava, ganhei ate presentes. Meus professores, e muitos mais amigos que foram ver como estava tudo la junto comigo.

Ando por toda a faculdade. Ate chegar no pátio e ver que algumas pessoas se reunião no meio...

- legal que você esta bem Nicolas fico muito feliz. – keoma uma grande amiga minha que me ajudava a colar nas provas falava a mim.

- pior mesmo. Mas o que será que esta avenida ali?

Ela olha junto comigo, algumas pessoas se afastavam balançando a cabeça, e outras continuavam a olhar, depois de alguns estantes eu reconheço quem estava ali, conheço o cabelo negro de bruno, e também a pessoa parada a sua frente...

Meu deus, largo correndo deixando keoma falando sozinho...

Passo por todos ate chegar a bruno e pegar pela sua cintura...

- ei o que esta acontecendo cara por... - Matheus estava com as mãos na cintura olhando para bruno com os olhos vermelhos...

- fala seu pau no cu, o que fazia lá na minha cabana em... Conta a mim FAAAAAALAAAAAAAAA.... – bruno grita com elebruno para, por favor, para... Olho eu aqui olha para mim chega... – eu o empurro.. ele se move para trás Matheus em silêncio. Bruno me olha e coloca a mão no rosto passando por todo ele e depois abaixando os braços...

- eu poço explicar, será que podemos conversar na cantina civilizadamente.

Algumas pessoas se afastavam reclamando, outras davam força a bruno, e outras ainda nem entedia o que estava acontecendo ali.

Seguimos eu e bruno junto a Matheus ate a cantina que tinha na faculdade, ele caminha ate entre meio das cadeiras chegando numa mesa ao fundo e se senta...

Bruno senta ao meu lado...

- comece a contar tudo Matheus agora... – fala bruno ao meu lado... Com um soco que me fez tremer em cima daquela pequena mesa, ele parecia que estava irreconhecível, pronto para pular no pescoço de Matheus...

- sim contarei tudo desde quando começou...

E bomba vinha...

Descobrimos coisas impossíveis de acontecer...

Mas contamos no próximo capitulo

DEIXEM SEU COMENTARIO E SEU VOTO POR FAVOR, E ESPERO QUE GOSTEM DE VERDADE, AGUARDEM OS ULTIMOS CAPITULOS...

Comentários

08/08/2014 11:27:49
Muito Bom, um ano depois de ter lido toda a historia aqui voltei é estou lendo uma coisa que nunca deixei de amar <3 !!!
29/03/2013 11:32:50
Tá ficando mais e mais complicado!
03/02/2013 20:12:03
Nossa como vcs são maus me deixaram curiosa agora e esses 3 ai q odio deles mas enfim o conto tá maravilhoso.
02/02/2013 18:00:33
Eu fiquei pasmo com esses ultimos fatos, com relação a sua prima, eu já tinha altgumas leves suspeitas, mas preferi me fazer de cego, diser q era besteira minha, mas eu tava certo ela foi uma vaca. Quanto ao Matheus, eu acho q ele foi só um fantoche nas mãos daqueles dois babacas. Ansioso pra saber tudo q o Matheus derramo pra vcs. Posta mais logo brother.
02/02/2013 00:07:01
É incrível como sua história nos encanta.. òtimo como sempre
01/02/2013 20:12:31
O que virá por aí? Ansioso ao extremo!
E.w
31/01/2013 22:47:38
FOIIIIIIIII... AIIIII MEU DEUS AMEI ESSA PARTE LINDO GENTE PELO AMOR DE DEUS NAO VOU COMENTAR MUITO POIS QUERO DEIAR O MELHOR PARA O FINAL HEHEHEHE MAS ESTA LINDOOOOOOOOOOOOOOOOO
31/01/2013 21:21:27
Muito lindOooooooo
31/01/2013 21:21:11
Faz a segunda temporada nossq amo seus contos por favor
31/01/2013 19:10:32
31/01/2013 19:10:29
Agora o círculo se fecha, pelo jeito a história é pior do que se imagina. Ainda que você contou pro Bruno o que Bernardo disse. Será que Mateus queria algo com vocês?.. Ahh ansioso no que vai dá essa bagaça, bem triste por já estar acabando. Ótimo
31/01/2013 15:58:43
Continua...
31/01/2013 14:34:16
Meu isso é melhor q novela mexicana... Mas ta mto confuso... E isso q é bom... Não faça segunda temporada pq vai estragar a história... Uma pena estar acabando pois este é meu conto favorito, e to mto ancioso pelos proximos capítulos... Novamente vai meu 10!!! Bjos
31/01/2013 14:22:24
EITA PORRA! Ta cada vez melhor, pena que tudo tem que ter um fim, mas fazer oque? pelo menos vc repartiu isso tudo conosco.Valeu mesmo. Será que precisa ainda de nota
31/01/2013 14:21:04
EITA PORRA! Ta cada vez melhor, pena que tudo tem que ter um fim, mas fazer oque? pelo menos vc repartiu isso tudo conosco.Valeu mesmo. Será que precisa ainda de nota
31/01/2013 14:19:42
EITA PORRA! Ta cada vez melhor, pena que tudo tem que ter um fim, mas fazer oque? pelo menois va repartiu ieeo tudo conosco.Valeu mesmo. Será que precisa ainda de nota
31/01/2013 13:56:46
mt bom
31/01/2013 12:31:33
muito bom mesmo eu espero qur o bruno quebre a cara do bernardo, pra ele deixar de ser atrevido.1o
31/01/2013 10:46:09
gentem to sem palavra ate agora, olha meninos eu t ate vendo o que nisso vai acabar em pura pancadaria, parece que ate o matheus vai mesmo se fazer de santinho, mesmo assim que ver a versao dele, isso ainda esta estranho..., adoro esse conto gente conto os dias para vcs postarem muito bom mesmo inha nota é sepre 10 meninos continuem agora!!!
31/01/2013 10:38:23
Nossa eu ja estava com saudades e agora ja sei quem fez estou com muito raiva desses tres e agora o matheus vai tentar pagar de santo mais vc nem o bruno tem que dar mole pra eles e vcs dois tem que fazer sim uma segunda temporada pq se não eu vou morrer de saudades da sua historia.e felicidades proa pombinhos
31/01/2013 09:00:53
31/01/2013 09:00:51
Já to com sauudaades :/.. Excelente nota 10
31/01/2013 07:03:17
perfeito
Iky
31/01/2013 06:57:18
Maravilhoso!
31/01/2013 03:08:32
SIMPLESMENTE AMEI NÃO AMO VOCÊS 10 PROS DOIS
31/01/2013 02:43:07
nota 10 cont logo

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


video porno rapidinha com amigo do namorado enquanto ele banhacontos de cornos revista private 2017contos eroticos gay inicio fui surpreendido por um adulto dando minha bundinha e fui xantageadoapaixonado pelo hetero cap 4Contos eroticos seios machucados tio sobrinhafiadinho dano o cu gritano de dor pra um ttraveste palzudo pormo brasileiro gratesconto erotico pingando um gel no rabo da maecontos eroticos de mai traindo eafinha espiando escondidalais minha enteada da xoxota apertadinha contosmithlee pron vidocorto eroticosminha esposa gosta de trasa com vaquerotravestis dominadora fez homem casado virar mulherzinhasexo minha mulher me dando minha sogra de presentecarolzinha baixinha gostoza trepanocontos eroticos casada estuprada pelo empregadoporno.tem.leite.no.peito.deixemamaruma foda com a professoragarota misterio cdzinhagarotimha aprendendo bate punheta no papaipornô doido comadre entre pica grande negãoconto erotico esposa liberadanovos xvideos metendo com forçaaaaaamulher evangélica sendo comida a força por 2negros super bem dotadocondominio traicao videos cuckoldcontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramContos eróticos gay quatro guri arrombaram meu cuporno com muito estrupo com muito pau no cu a força com muito sexo bruto.contos incestos mãe mais lidos 2017não coube tanta porra dentro da buceta da gostosabelo sexo dormindo de conchinha com a titiagostosas. culpado roludashttp: // venus. workupload. com/ image/Siu76V3Udoce nanda contos eroticosde menino 18 anos vídeo de sexo de menina de 18 anos favor urgente na boca o cara dormir à tarde vídeo de sexo de 18 anos por favor eu filme pornô de 18 anos e muita safadezanovinha virgem tora a roupasmostrando s calcinhavídeos de sexo de contos na sacristiamulher amarrada e sendo torturada pica do dotadonegaoxxvideosamofudendo so o cu delazinhainstalei grampo no celular da edposa e descobri a vadia que ela e contos eroticosmulher transando na subida do Ilha Porchat São Vicentexvidio mulheris gostosas trocando obiquinho de banho no banheiroQuero assistir filme pornô brasileiro das Panteras a mãe com shortinho bem curtinho e para o banheiro mijar e o filme vai ficar beijando a testa da porta de homem com calcinha fio dentalvideos de pornodoido levou anovinha pr fode demadrugadaconto porno lesbico praticando scatFui encoxada e iniciada por um roludoquero ver vídeo de novinha mostrando a b***** patinho que rola patinho de rola b*****videos gratis porno para ver agora mulheres levando encoxada no onibus ficou louca de tesao e levou o cara pra cadaminha esposa dormindo toda gostosa todaolhadinhavídeo pornô com novinha com peitinho parecendo uma laranja metendo muitocomi egua nova contocontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramcontos de afilhada cavalona com padrinho coroa de pauzaobuctao tod c gazandcarolzinha santos com muito putaria trepanoladrão comendo o delegado pornô se for do Adélia busca pornôhttp://migre.me/w4IgEdoce nanda contos eroticosporno puta com o cu calejado dano pra varioscoroas de 50 a 60 anos bem moreninha fazendo sexo anal com dois Marquinhos de fio dentalver videos de travestis dotadas acariciando o penis dentro da roupaxoxota as gordinhas mais tocadas e mais gostosas gordinhas bem feitas discursos e transando e gemendoXVídeos padrasto força menina chupa lhe ofendidomorador. de rua sendo bulinado ate gozarvideos pornos de mulheres de cor amarradas e amordaçadasporno com mãe e filha bucetudas de guaianazesporn caiosercavalo viou pau ate no urtero da novinhazoofilia no Congo pesadamarido tranza com espoza no acampamento chega mais e tranza com ela contosporno nao percebi mas ela pegou no meu pauhttp: // venus. workupload. com/ image/Siu76V3UXVídeos novinhas brasileiras pegando pomada no xiripassou a mão na rola do padrastodormindomelhores vídeos porno de primos que reduziram seus primos